Mais um médico diz ter descoberto cura para coronavírus

Vladimir Zelenko diz ter tratado pacientes com coquetel de três medicamentos – e que Jair Bolsonaro estaria se automedicando com alguns desses remédios

Vladimir Zelenko, médico que diz ter curado centenas de pessoas do coronavírus. Foto: Reprodução - Bryan Derballa for The New York Times

Jornal GGN – Além do francês Didier Raoult, mais um médico diz ter descoberto a cura para o coronavírus: agora, Vladimir Zelenko, médico de família nos Estados Unidos, diz ter curado seus pacientes com um coquetel de três medicamentos: hidroxicloroquina, azitromicina e sulfato de zinco.

Em entrevista ao jornal The New York Times, Zelenko diz ter tratado e curado diversos pacientes (alguns deles com sintomas leves de covid-19) com esse coquetel – embora se saiba que o uso da hidroxicloroquina no tratamento da covid-19 é questionado por diversas instituições, inclusive pela própria FDA (Food and Drug Administration).

Zelenko compartilhou sua cura em vídeos do YouTube, e escreveu uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Desde então, o médico deu entrevistas a diversos apresentadores da emissora Fox News, o advogado pessoal de Trump, Rudy Giuliani, falou de seu trabalho e Trump falou da hidroxicloroquina em suas redes sociais.

Em meio a isso, o médico disse ter recebido ligações de autoridades de saúde de países como Israel, Ucrânia e Rússia. E um detalhe chama a atenção: segundo a publicação norte-americana, o presidente Jair Bolsonaro está se automedicando com alguns dos medicamentos promovidos por Zelenko.

 

Leia Também
Como um guru das redes sociais criou a fantasia em torno da cloroquina
Gênio ou embusteiro: o cientista que difundiu a cloroquina

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora