Pressionado, Pazuello chega a Manaus sem data de volta”

A pressão em Eduardo Pazuello é gigantesca. Isso porque o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito com objetivo de apurar a conduta do ministro da Saúde

Secom

Pressionado, Pazuello chega a Manaus sem data de volta”

por Mário Adolfo Filho – De Manaus

O ministro da Saúde Eduardo Pazeullo está em Manaus. Ele chegou na noite deste sábado, 23/01, trazendo 132,5 mil doses da vacina de Oxford/AztraZeneca para integrar o plano de imunização do estado. Curiosamente. O Ministério da Saúde diz, por meio de nota, que Pazuello “não tem voo de volta para Brasília” e portanto “ficará no Amazonas o tempo que for necessário”.

A pressão em Eduardo Pazuello é gigantesca. Isso porque o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito com objetivo de apurar a conduta do ministro da Saúde em relação ao colapso da saúde pública de Manaus (AM). Ele é casado de, mesmo tomando conhecimento da falta de oxigênio que atingiria as unidade de saúde, pouco fazer para mudar o cenário.

Mas o ministro não fala sobre o assunto. No Amazonas, ele prefere falar apenas sobre a distribuição de vacinas. “A meta é imunizar 1,5 milhão de pessoas no estado até o final do ano, mas a expectativa do governo do Amazonas é que a meta seja cumprida ainda no primeiro trimestre, em função da velocidade com que as doses estão sendo compradas e enviadas ao estado. As vacinas desse lote serão destinadas à imunização de profissionais de saúde e idosos acima de 75 anos”, assinala.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, ainda não sinaliza que pretende substituir o ministro da Saúde, de acordo com o site do jornal O Dia. Porém, já pediu ao ministro das Comunicações, Fábio Faria, um plano para analisar a reação e o desgaste de Pazuello.

As 132,5 mil doses de vacina desembarcadas na noite de sábado e as 44 mil que chegam ainda neste domingo se somarão às 282 mil doses de Coronavac que já foram destinadas ao Amazonas e distribuídas aos municípios, atingindo o total de 458,5 mil doses enviadas ao estado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora