Fórum abordará importância do agronegócio na balança comercial

Setor fecha primeiro semestre de 2015 com a melhor participação em seis anos na balança comercial 
 
 
 
O Brasil é um dos líderes mundiais na produção agrícola e pecuária. Atualmente, os diversos produtos que compõe o agronegócio respondem por 22% do PIB (Produto Interno Bruto), que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo país. Se não fosse o agronegócio o Brasil apresentaria constantes déficits nas trocas comerciais com o mercado exterior. Segundo dados da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o setor apresentou, no primeiro semestre de 2015, a maior participação em seis anos na balança comercial. Por isso, para muitos especialistas, a situação atual da economia só não é mais grave por conta da produção da agricultura e pecuária. Uma série de fatores contribuiu para que o agronegócio avançasse ao longo da história brasileira como recursos naturais (solo, água e luz) abundantes, diversidade da produção, macroeconomia relativamente favorável, aumento da demanda mundial e crescimento da produtividade das lavouras, graças a aplicação de tecnologia. Mas ainda existe espaço para o país conquistar mais lucros nesse setor, começando pela superação de problemas logísticos. 
 
E mais do que nunca, é o momento do Brasil melhorar sua infraestrutura tendo em vista a descontinuidade do crescimento da economia chinesa nos próximos anos, o principal comprador de commodities brasileiras. Para debater esse tema, a Agência Dinheiro Vivo realizará dia 22 de setembro, em São Paulo, o 63º Fórum Brasilianas.org – O agronegócio e o comércio mundial, com a participação confirmada do diretor executivo da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Luiz Cornacchioni, do consultor de infraestrutura e logística da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Luiz Antonio Fayet e do pesquisador da Secretaria de Inteligência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Elisio Contini. Veja a programação abaixo e participe!
 
Descubra como concorrer a convites cortesias ligando para 0800 16 99 66 (ramal 23 e 24) ou mandando e-mail para [email protected]. Professores e estudantes não pagam.
 
63º Fórum de Debates Brasilianas – O agronegócio e o comércio mundial
22/09/2015
Das 09h00 às 17h10
Local: Hotel Tryp Paulista
Endereço: Rua Haddock Lobo, 294 -Cerqueira Cesar – São Paulo
Informações e inscrições: 0800 169966 (ramal 23 e 24)
 
09h00 – 09h30 – Welcome – Credenciamento
 
09h30 – 09h45 Apresentação – Luis Nassif, Presidente da Agência Dinheiro Vivo
 
09h45 – 11h05 – Abertura – Política de exportação e contribuição do agronegócio na balança comercial
 
– Arnaldo Jardim, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (Aguardando confirmação)
 
– Rui Daher, Consultor da Biocampo Desenvolvimento Agrícula e colunista da Carta Capital e do Jornal GGN
 
11h05 – 12h35 – Primeiro Painel – O papel estratégico da infraestrutura logística no desempenho do agronegócio
 
– Luiz Cornacchioni, Diretor Executivo da Associação Brasileira do Agronegócio/Abag
 
– Luiz Antonio Fayet, Consultor de infraestrutura e logística da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil/CNA
 
– Olivier Girard, Sócio da Macrologística Consultoria Empresarial
 
– Momento para a participação da plateia e do mediador da mesa
 
Almoço – 12h35 – 14h00
 
14h00 – 15h20 – Segundo Painel – Os impactos macroeconômicos do setor e o financiamento para o agronegócio
 
– José Carlos Hausknecht, Diretor da Agropecuária Pessina SA e Sócio da MB Agro Consultoria, tendo atuado como consultor externo da MB Associados desde 1999
 
– Luis Felipe Maciel de Souza, Gerente do Departamento de Agronegócios e Alimentos (DAGN) da Financiadora de Estudos e Projetos/Finep
 
– Momento para a participação da plateia e do mediador da mesa
 
15h20 – 17h10 – Terceiro Painel – O desenvolvimento das novas tecnologias no agronegócio
 
– Elisio Contini, Pesquisador da Secretaria de Inteligência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária/Embrapa
 
– Orlando Melo de Castro, Coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios/Apta
 
– Momento para a participação da plateia e do mediador da mesa
 
17h10 – Coffee de encerramento

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora