No Brasil, Bolsonaro culpa ONGs. Na Bolívia, Evo Morales cria gabinete para combater incêndios

O Gabinete de Emergência tem a função de fazer frente aos incêndios florestais que afetam a zona de Chiquitanía, em Santa Cruz.

Los incendios en Santa Cruz, Bolivia, afectaron casi 600.000 hectáreas en agosto de 2019.

Jornal GGN – Segundo informações da CNN, Evo Morales criou um Gabinete de Emergência para combater os incêndios na Amazônia boliviana. Além disso, contratou os serviços de um avião SuperTanker para controlar o incêndio em Santa Cruz, que atingiram quase 600 mil hectares neste mês.

O Gabinete de Emergência tem a função de fazer frente aos incêndios florestais que afetam a zona de Chiquitanía, em Santa Cruz. Os ministro que integram o Gabinete, liderados pelo vice-presidente Álvaro García Linera, se instalaram em Roboró, um dos mais afetados pelos incêndios florestais, e de lá iniciam a elaboração de um plano de emergência e a instalação de um centro de operações.

[O GGN prepara uma série no YouTube que vai mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto pelo interesse público? Clique aqui]

Morales anunciou a contratação do Boeing 747 SuperTank para frear a propagação dos focos de calor. O SuperTankl é uma aeronave para a luta aérea contra o fogo, com uma capacidade de 75 mil litros de água. A intenção é que chegue na zona atingida ainda hoje. Além disso, contratou de cinco a dez aviões cisterna.

O vice-presidente explicou que se dará prioridade ao combate aéreo já que os incêndios se propagaram para zonas de difícil acesso. O prefeito de Roboré, Iván Quezada, disse que a contratação dos aviões dá um enorme alívio, porque o fogo já está subindo a serra de San Luis e foi onde os helicópteros trabalharam de forma voluntária, mas insuficiente.

Leia também:  Allende sacrificou a vida, Lula a liberdade, por Francisco Celso Calmon

García Linera anunciou também o envio de mais médicos até a zona atingida para atender as pessoas que foram afetadas pela má qualidade do ar. Além da fumaça, residentes da zona de Chiquitanía também sofrem com escassez de água.

Em Santa Cruz foram habilitados poços de água e o vice-presidente assegurou que também foram enviadas cisternas de água para consumo humano.

Além disso, o governo anuncia o envio de médicos veterinários à região para atender aos animais domésticos e silvestres.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Há muito o governo boliviano vem dando mostras de eficiência de governança nos principais setores, econômicos, políticos e sociais.
    Dou como o exemplo o setor petrolífero que apesar da queda vertiginosa do preço do petróleo, e demais comodites, a economia do país continuou crescendo nos últimos 12 anos a uma taxa média de 4% aa.
    Aliás, seria recomendável que nossas esquerdas se inspirassem no governo de Evo Morales, Lineras e no MAS.

  2. Para a infame grande mídia brasileira a Bolívia simplesmente não existe. Existiria se o presidente estivesse fazendo lambança. Evo faz um EXCELENTE governo e isso irrita muito os lambe botas de americanos.
    O Gaidó também parece que morreu, né? A autoproclamação não colou, então faz de conta que isso não aconteceu. A grande mídia brasileira é PATÉTICA!
    A briga da oposição venezuelana agora é por quem deverá cuidar do dinheiro que está bloqueado nos EUA. Lá como aqui os políticos da oposição são um bando de canalhas oportunistas.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome