GGN

A ANAC precisa acordar para o risco Latam, por Luis Nassif

Antes que ocorra algum acidente trágico, seria relevante a ANAC (Agência Nacional da Aviação Civil) conduzir uma fiscalização apurada sobre a Latam.

Está havendo uma clara deterioração de seus serviços. Percebem-se os resultados na ponta, na queda dos serviços e dos cuidados internos com os aviões, o cansaço das tripulações com esquemas mal conduzidos de horários.

A parte mais grave é o que está ocorrendo com a manutenção. A empresa passou a terceirizar todos os serviços de manutenção mecânica, peça chave em qualquer empresa de aviação do planeta. Está perdendo o controle sobre um aspecto que envolve a segurança dos aviões e dos passageiros.

A financeirização burra, imposta pelos chilenos poderá resultar em um acidente mais grave. É importante a ANAC agir enquanto é tempo.

Posição da Latam

Vimos seu artigo publicado hoje (29) no portal Jornal GGN a respeito da LATAM (https://dev.jornalggn.com.br/analise/a-anac-precisa-acordar-para-o-risco-latam-por-luis-nassif/). Ficamos preocupados, pois há questionamentos a respeito dos serviços prestados pela companhia e a manutenção realizada nas aeronaves.

Dessa forma, gostaríamos de entender o motivo de seu artigo para que possamos apurar e prestar todos os esclarecimentos necessários a respeito do ocorrido em questão.

É válido ressaltar que temos como compromisso oferecer uma experiência de voo com qualidade e com segurança operacional, uma premissa da LATAM. Por isso, estamos permanentemente avaliando alternativas para o desenvolvimento do transporte aéreo, e demos início a uma série de avanços aos passageiros. A ação mais relevante neste sentido é o processo de retrofit nos aviões. Assim, em breve todos os clientes poderão experimentar as novas cabines das aeronaves de rotas domésticas e internacionais, que estão sendo remodeladas em um projeto com o maior investimento da história da empresa (cerca de US$ 400 milhões).

Estamos totalmente à disposição, pois nosso intuito é solucionar o mais rápido possível, caso não tenha tido uma boa experiência com a companhia, e deixar nossas portas abertas para apresentar a LATAM Airlines e a infraestrutura responsável pela operação de 312 aeronaves da frota com eficiência e segurança.

Agradecemos sua atenção e nos colocamos mais uma vez à disposição.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile