Cerveró, culpado ou apenas o homem errado?

É possível que Nestor Cerveró tenha feito parte dos esquemas de Fernando Soares (o tal “Fernando Baiano”, intermediário do PMDB) e de Júlio Camargo, o lobista da Samsung.

Mas até agora não há nenhuma prova maior de que tenha recebido propinas. Todos os pontos indicados pelo Ministério Público Federal baseiam-se exclusivamente nos depoimentos de Júlio Camargo, lobista da Samsung, e de Fernando Baiano.

O que se tem de concreto:

1.     Cerveró e Baiano são amigos.

2.     A pedido de Baiano, Cerveró recebeu a Samsung, que ofereceu um navio para perfuração de poços na costa da África..

3.     Depois, indicou o produto para a Petrobras. Foi montado um Grupo de Trabalho que endossou a indicação.

4.     Pelo trabalho efetuado, Júlio Camargo recebeu comissão da Samsumg, parte da qual repassou para Fernando Baiano.

Esses são os fatos comprovados.

Em cima desses fatos, há duas narrativas possíveis:

A narrativa pró Cerveró – era amigo de Fernando Baiano. A seu pedido recebeu a Samsung que demonstrou dispor de uma tecnologia superior para sondas. Foi montado um grupo de trabalho para analisar os produtos, que foram aprovados. Foi um trabalho técnico pelo qual não teria recebido nenhuma remuneração.

A narrativa contra Cerveró – a compra dos equipamentos foi acertada previamente com Fernando Baiano e resultou no pagamento de propinas a Cerveró.

A prova do pudim é simples:

1.     A prova de que Cerveró recebeu as propina.

2.     A comprovação de que havia similares internacionais do produto, justificando uma concorrência internacional.

Leia também:  PF intima cientista político por compartilhar mensagem que cita Castor de Mattos

Há um princípio jurídico internacional, de que “in dubio, pro reo”. Ou seja, em caso de dúvida, prevalece a versão do réu. E há um princípio do acusador: “in dubio, pro societate” – vulgarmente conhecido como “in dubio, pau no réu”.

Ou seja, se existem dúvidas de monta, adota-se o que se considera a atitude pro-sociedade. Depois, o julgamento em si procurará demonstrar a inocência ou culpa. E, aí sim, em caso de dúvida, o réu é beneficiado.

Cerveró foi preso por tentar sacar R$ 400 mil de um plano de aposentadoria e repassar três imóveis para os filhos. São valores irrisórios perto dos supostos US$ 40 milhões que, segundo o MPF, Cerveró teria recebido, em sociedade com Fernando Baiano.

Há um dado suspeito em um dos imóveis: o fato de estar em nome de uma offshore. Mas nenhuma indicação de que os imóveis tenham sido adquiridos de forma ilícita. Não vale comparar a renda histórica de Cerveró – alto executivo da Petrobras –, ou os valores declarados dos imóveis com os valores atuais. Mais do que em outras cidades, o Rio vive uma bolha imobiliária.

A peça acusatória do MPF mostra uma profusão de contas em paraísos fiscais, levantadas junto a Yousseff, Camargo e Baiano. Curiosamente, apesar de acusarem Cerveró, nenhum deles aponta a conta através da qual ele supostamente teria recebido o dinheiro da propina.

Como diz a acusação: “embora ainda não apurada a forma como o dinheiro foi transferido a este DENUNCIADO, não há dúvida de que ele efetivamente agiu de modo combinado”. É pouco.

Leia também:  O histórico de investimentos do BNDES na JBS, Eldorado e Bertin

O que Camargo e Baiano teriam a ganhar, caso envolvessem Cerveró? A delação premiada ganharia mais peso e haveria uma terceira pessoa com quem dividir o ressarcimento da propina recebida.

É cedo ainda para saber se Cerveró é inocente ou culpado. A probabilidade maior é que seja culpado. Mas há uma probabilidade não desprezível de que Cerveró seja uma versão moderna do clássico “O homem errado”, de Hitchcock.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

52 comentários

  1. Algo está torto,

    Algo está torto, estranhíssimo neste rolo envolvendo o ex-diretor.

    Não há provas concretas. A princípio parece me que seus bens são condizentes com seus rendimentos como executivo da Petrobrás.

    Quais são seus bens declarados à Receita? Qual foi a evolução patrimonial?

    Ele recebeu mesmo a propina? Aonde estaria o dinheiro? Qual banco? Qual colchão?

    Por que não seguiram o caminho do dinheiro (a suposta propina)?

    Ele foi preso por fazer operação bancária com algo que lhe pertence?

     

    Novamente, vejo a argumentação “a la mensalão”: não provamos, mas está na cara que ele é culpado.

     

  2. E tem mais: se você vive num

    E tem mais: se você vive num país em que a Suprema Corte inventa uma teoria jurídica para acabar com um partido político eu agiria como Cerveró. Passaria todos os meus bens para os filhos. A República do Paraná associada com a República da Imprensa não precisa de provas para ferrar uma pessoa ou uma família. Eles fabricam as provas, inventam associações e o juiz se encarrega de manipular as leis.

    O que será que tem por trás disso tudo: queda do sistema político ou entrega da Petrobrás para o mercado? Ou ambos?

    • Também acho que é por aí.

      Também acho que é por aí. Mais um novelão vindo de fora, assim como o mensalão.Atenção nos intervalos entre uma e outra nova bomba. Tudo gerado lá fora (fora do país mesmo). Já foi o tempo dos Chicago’s boys, agora o golpe é jurídico. Para mim, Moro é a nova versão de Joaquim e o Paraná é o novo teatro jurídico. Eles só esperam um pouco para avaliar as reações e depois recomeçam com novos ataques.  Os vassalos daqui já passaram dos limites, a impressão que dá é que estão rifando o país e a história sem fim dos ataques à Petrobrás está semelhante ao jogo do dominó. Na hora que atingirem a pedrinha representando o Estado, cai tudo por terra. Não sobrará pedra sobre pedra.

  3. Rio de Janeiro

    Não, Nassif, o Rio não vive uma bolha imobiliária. O Rio vive uma bolha de vida, tudo aquilo que se pode vender e colocar preço está inflacionado, qualquer coisa! De loja de 1,99 a construtoras de obras públicas e privadas, serviços de transporte público, cabelereiro, pedreiro, despachante, tudo, tudo, tudo está sob uma bolha de preço que não para de crescer. A única coisa que no Rio ainda existe um certo referencial, é a tabela de carros usados da Fipe… Fora isso, você pode cobrar o que você quiser por qualquer coisa, seja material ou serviço. E aqui cabe uma observação, para serviços o céu sequer é o limite! E isso não é exclusividade da cidade do Rio de Janeiro, mas do Estado do Rio de Janeiro!

  4. Dúvida

    Como, a esta altura, custa-me acreditar em tudo o que sai dessa seletiva operação paranaense, reservo-me o direito de considerar inocente o acusado e preso, até que os acusadores provem, de fato, as acusações. 

  5. Olho

    Juro não haver nenhum preconceito ou motivo para brincadeiras neste post. Mas sempre tive curiosidade e falta de coragem para perguntar. Aliás, não me alimenta qualquer tipo de inconsequente “Je suis Charlie” na dúvida. Mas nesta, que é a mais sabida conexão da blogosfera, alguém poderia me dizer, clinicamente, o que houve com o olho de Cerveró. Não daria para arrumar? Ainda tem jeito? Penso na eventualidade de bullying a persistirem as dúvidas colocadas pelo Nassif e ele ser mantido preso. Repito: juro que falo sério.  

    • Parece uma má-formação

      Parece uma má-formação congênita. Devido ao grande desnível vertical é quase certo que o cérebro suprime uma das imagens oculares para evitar a visão dupla e ele deve ter visão monocular. Deve ser uma pessoa de fibra, pois vencer no mundo corporativo com handicaps funcionais e estéticos só para os poderosos em outras virtudes, como a competência técnica ou o poder de comunicação.  

  6. O que percebo na lava jato é

    O que percebo na lava jato é que a medida que a investigação avança crescem, proporcionalmente, as ilações, os achismos, as suposições, por parte do MPF. que os culpados sejam punidos, mas de forma justa e com base na comprovação das acusações. a sensação que fica depois do anúncio de “novos” fatos não é boa. 

  7. Profecias de 1987

    Estou mais propenso a crê no mago Paulo Francis: ” Francis (…) acusou os diretores da estatal de possuírem cinqüenta milhões de dólares em contas na Suíça …”

    • Mago faz magia …

      … e não acusação sem provas (ainda que seja verdadeira).

      Sua crença é provável, mas não é profecia, pois no caso já seria antiga, no mínimo de 1987, se não antes (Sarney, ditadura, Jan-Jan, JK…). Sob Collor e principalmente FHC, tenho “CERTEZA” que nada houve! A corrupção brasileira provavelmente “hibernou”  (até por não poder competir com o inaudito e sofisticado assalto à nação).

      O problema é que estas coisas no Brasil já vem desde 1500.

      Nos anos 40 e 50 teve a construção de Brasília, teve Ademar de Barros … teve a Imigrantes, a ponte Rio-Niterói, a Castelo, a Bandeirantes… Tres Marias, Itaipu, Transamazônica. Até o Barão de Mauá sofreu no Império.

      Se quiserem que o Brasil melhore (é assim no mundo inteiro, acabar é quimera de idiotas), precisa antes parar de querer jogar a corrupção como “do PT” e pegar todo mundo DE VERDADE, já há tem uma rede muito maior e mais importante e histórica no Brasil. Sem falar na cultura de todos nós.

      Senão, é apenas a Máfia querendo pegar o Robin Hood, porque “está atrapalhando”.

    • Pensou pequeno…eheheheheheh…

      Nosso caro Francis, hoje, se penitenciaria por ter pensado TÃO PEQUENO….eheheheheheh…

  8. A máfia em movimento. O mp

    A máfia em movimento. O mp vai botar um ovo onde ele achar necessário para a sobrevivência de seus aliados. Falando nisso, cadê o alvaro botox dias? Ah, acho que deve estar fazendo nova cirurgia plástica naquela cara de pau. Se escondendo não deve ser, porque, segundo a máfia midiática, ele é  tão “límpido”. kkkkkkkkk

  9. A impressão é que se busca na

    A impressão é que se busca na lava-jato o mesmo desfecho do mensalão, proteger os verdadeiros bandidos e condenar os adversários políticos.

  10. assim como no mensalão…

    assim que a imprensa e a oposição começaram a chamar de petrolão, os juízes(?) de plantão passaram a considerar que o objeto da prova deixou de ser o fato e passou a ser a opinião

    deixamos de ser iguais perante nossas leis e a liberdade de cada cidadão passou a depender da opinião do juiz

  11. o problema dessa delação

    o problema dessa delação premiada é que o

    cara delata e não apresenta provas?

    ou a promotoria supõe e manda prender?

    îsso vale num regime que não indique exceção?

    o caso do mentirão é um precedente não muito saudável

    para o tal judiciário brasileiro.

     

  12. É muito fácil saber se ele

    É muito fácil saber se ele recebeu ou nao. 

    É só verificar o tal patrimonio dele em imóveis e verificar os valores de mercado a epoca em que os imoveis foram sendo adquiridos. Nao é tao dificil de se fazer esse procedimento. 

    É claro que com isso daria para verificar se ele tiver recebido e esquantando o dinheiro com imóveis, coisa muito comum. Senao, se ele enterrou o dinheiro ai nao tem como saber evidentemente. 

    Se fosse para eu chutar diria que deve ter recebido sim mas algo como no máximo uns 20% disso ai que falam…..

  13. Ação delitiva contiuada é o

    Ação delitiva contiuada é o que ocorre no estado atucanado de São Paulo, onde a OPERAÇÂO CASTELO DE AREIA já pegava as relações incestuosas entre o TUCANALHATO e as empreiteiras a muito tempo, aliás, as mesmas empreiteiras que estão sendo investigadas na LAVA-JATO, e que foi cancelada de forma ignóbil pelo Juiz MACABU (cujo filho trabalha no escritório do Bermudes, advogado do Danta$) do STJ, por ter sido desencadeada por uma denuncia anônima. Será que as empreiteiras continuam fazendo a festa do caquí em Sâo Paulo ?!? Ou será que em Sampa elas são limpinhas e só fazem bandalheira a nível federal !?!?

     

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES – O que passa na REDE GLOBO DE SONEGAÇÂO & GOLPES é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

  14. Alvaro e a “vergonha da Petrobras”

    Estou esperando o outro lado dessa historia. Vi o Alvaro Dias, o hipocrita mor da politica (e olha que ele tem concorrência !) dizendo da “vergonha que é o caso Petrobras”. E os tolos que acreditam nessas raposas, vão replicando esses espertalhões pela rede.

    • Je ne suis pas Alvaro Dias. Jamais!

      A vergonha da PETROBRAS é outra. Por que a P-36 afundou? Os responsáveis já ressarciram a empresa? Quando o farão? E os vazamentos de óleo no mar, ocorridos em Duque de Caxias, Baixada Fluminense,  no reinado de fernando henrique I e último? A a PetroBrax, quem vai devolver os R$ 700 mil gastos na mudança de nome que não houve? E o fatiamento da empresa em “Unidades de Negócios” concorrentes entre si com vistas à privatização? Quem tem e quem não tem vergonha na cara nesse processo todo? Alvaro Dias, aquele que tentou vender imóvel de R$ 16 milhões para dar um passa-moleque niuma filha bastarda?

  15. uma justiça que garante que o

    uma justiça que garante que o processo está sob sigilo e permite vazamentos

    e não reage a eles perde toda a credibilidde.

  16. Um horror!..

    Como pode uma pessoa que está sendo investigada sob um suposto envolvimento em delitos, ser impedida, ou melhor, presa, por tentar dispor de seu patrimônio?…Haja discurso do MPF que a Justiça engole!…Pura politíca!…

  17. Subfaturamento na venda de imóveis…

    É mais velhos que “andar prá frente”, não só no RJ como em qualquer cidadela do País. É sonegação, como todo brasileiro faz.

    Mas cadê repórteres para fazer um levantamento das transferências de imóveis registradas? Preferem comparar com os preços de venda estampados nos anúncios para dizer que é 10, 20, mil vezes menor.

  18. Quando a imagem é ideologia

    Num outro post, o Urariano Mota falou sobre o sotaque. Muito relevante o assunto. Note que o conteúdo daquele texto, embora trate do domínio estético, cobra criticamente uma postura ética da da elite separatista. O que obviamente, por uma questão de classe, ela não tem. No caso dos acusados da Jet Washing, perceba que a mídia (leia-se: a reação de direita) utiliza novamente o mesmo artifício, agora com a imagem. O maior patife do escândalo vira e mexe aparece com um corte de barba e cabelo alinhadíssimos. As fotos do focinho do Paulo Roberto Costa são primorosas. Parabéns, fotógrafos. Em se tratando dos acusados não alinhados com o tucanato, reparem como parecem “feios”. Serra quando sai na Veja recebe um photoshop vip. Até o doleiro Youssef – sujeito feio que é a peste – parece cada vez mais caprichado na mídia. Quem não viu isso? Já o Cerveró quando é publicado lá mesmo, recebe uma edição terrível, de modo que sua aparência fique desagradável ao espectador. Notem as fotos da Graça Foster – é a mesma ladainha. A Dilma, o Chinaglia, o Genoíno. 

    Urariano Mota tem razão em descer o cacete, ainda que elegantemente, nos detratores da língua brasileira. Falta um crítico de igual calibre do recifense ilustre (e não tão deselegante como eu) para elaborar um texto que trate da imagem como recurso ideológico para arruinar reputações.

  19. A cobra vai fumar…

    Não adianta o chorô petista. Este grande brasileiro chamado Sérgio Moro vai, sem dúvida, chegar aos responsáveis – no alto escalão – pela maior roubalheira do dinheiro público de que se tem noticia.

    O pilantra Cerveró é o ultimo anteparo de Foster e Gabriele. Agora é só uma quentão de tempo…

    • Cerveró

      Conheço dois dos apartamentos do Cerveró. Nem precisa ser diretor, qualquer engenheiro da

      Petrobrás ou de qualquer empresa poderia comprá-los. A filha do Cerveró é doente e nada mais

      natural do que um pai – justa ou injustamente acusado – procurar proteger um filho que não tem

      como fazê-lo.

      Como no artigo do Nassif, é preciso mais do que ódio a Petrobrás e ao Brasil para colocar alguém atrás

      das grades

    • Grandes brasileiros – A série

      Marcus,

      Sergio Moro e Joaquim Barbosa são grandes brasileiros, afinal, não passam de dois poodles do tucanato.

      O primero, depois de permitir trocentos vazamentos em delação premiada, o que  permite séria argumentação para a anulação de toda esta Lava Jato que não está lavando coisa nenhuma, aceita que o advogado desminta o vazador quando do caso de Anastasia.

      Do segundo nem vale a pena comentar, tantas foram as sandices cometidas pelo distinto, não por acaso, eprovado po duas vezes no psicotécnico do Itamaraty.

      • Agora faz sentido

        PML: MORO PREMEDITAVA A LAVA JATO HÁ ONZE ANOS

         

        Em um artigo publicado em julho de 2004, chamado “Considerações sobre a Operação Mani Puliti”, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, “deixa claro que há onze anos já estava decidido a repetir, no Brasil, uma operação semelhante à Mãos Limpas”, realizada na Itália dos anos 1990, em ambiente de euforia, com mais de 1200 condenações, afirma Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília; o juiz federal define, no texto, “um modelo de trabalho para o futuro próximo e deixa claro que acha necessário repetir uma investigação semelhante no Brasil — a questão é encontrar a oportunidade”, segundo PML; depois da Mãos Limpas, o procurador Antonio Di Pietro, que obteve na operação o mesmo destaque obtido por Joaquim Barbosa na Ação Penal 470, ingressou na carreira política

         

        16 DE JANEIRO DE 2015 ÀS 17:11

         

         

        247 – A Operação Lava Jato, cujos processos estão sob a coordenação do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, foi premeditada em 2004, quando Moro escreveu um artigo sobre a Mãos Limpas, deflagrada na Itália dos anos 1990 e que, em um ambiente de euforia, foi concluída com mais de 1200 condenações. Quem resgata o texto é Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, em novo post em seu blog.

        No artigo, Moro “define um modelo de trabalho para o futuro próximo e deixa claro que acha necessário repetir uma investigação semelhante no Brasil — a questão é encontrar a oportunidade”. “Como ponto de partida, o juiz procura estabelecer várias semelhanças entre o Brasil e a Itália — recurso obrigatório para quem quer justificar a aplicação, aqui, do mesmo remédio que foi empregado por lá”, acrescenta o jornalista.

        Longe da postura equilibrada e distante que se espera de um juiz, ou mesmo de um trabalho acadêmico, o artigo de Sérgio Moro é um roteiro de agitação política. Transpira voluntarismo, pede ação e discute estratégias para atingir seus objetivos. O texto confirma que o conhecimento jurídico de Sergio Moro não merece reparos. O que se debate é o uso político que pretende fazer desse conhecimento — pois se trata de uma ideia em busca de uma chance de virar realidade, ou de um esquema mental a espera de um recheio.

        “Depois da Mãos Limpas, o procurador Antonio Di Pietro, que obteve na Operação o mesmo destaque obtido por Joaquim Barbosa na AP 470, ingressou na carreira política. Como recorda Sergio Moro, Di Pietro costumava referir-se ao sistema político italiano como uma ‘democracia vendida'”, diz PML.

        “Em 2014, os vazamentos sobre a Lava Jato serviram para colocar o mundo político brasileiro numa posição precária e frágil perante o Judiciário, demonstrando quem tinha ‘maior legitimação'”, diz o colunista, que critica as prisões preventivas da Operação da PF – “o que se espera é que um longo confinamento convença os detidos a confessar os crimes que a Polícia e o Ministério julgam que cometeram” – e coloca em discussão o impacto que a investigação terá na política e na economia.

        Leia a íntegra em Escândalo pronto para servir

         

  20. Agora vai

    Nassif,

    Agora vai.

    A Justicia, bastião da responsabilidade, sabe o que faz, yes.

     

    Prejuízo será “gigantesco” com corte de contratos, diz Braga sobre Petrobras

     Mayara Baggio | 

    O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, defendeu hoje que órgãos de fiscalização e jurídicos encontrem uma saída para que os contratos da Petrobras com empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato não sejam interrompidos. Segundo Braga, a desmobilização dessas obras e investimentos poderia causar um “prejuízo gigantesco”.

    “Creio, sim, que vivemos um grande risco, um risco para o país muito sério, porque temos grandes contratos, esses contratos já foram implementados, e são estes investimentos que estão permitindo que a curva de [produção de] petróleo da Petrobras esteja ascendente. Empresas envolvidas na Lava Jato estão em parte desses contratos e, se não encontrarmos uma solução jurídica que não interrompa o ritmo de investimento e de obras, o prejuízo será gigantesco”, afirmou ele.

    Segundo Braga, por outro lado, não é possível continuar com os contratos sem que o Ministério Público Federal, o Tribunal de Contas da União, a Controladoria-Geral da União e a Advocacia Geral da União encontrem alternativas legais para dar transparência aos investimentos. “Um dos desafios importantes é encontrar uma regra de transição jurídica para que não tenhamos um prejuízo maior ainda para o povo brasileiro”.

    Uma das consequências da paralisação de obras e investimentos seria não alcançar a produção de petróleo necessária para os próximos anos: “Isso terá graves e sérios problemas para o programa energético brasileiro”, disse.

    O ministro afirmou que a Justiça brasileira já mediou soluções como essa em outros episódios, mas reconheceu que nunca foi feito algo com a dimensão dos contratos entre a estatal e as empreiteiras.

    As informações são da Agência Brasil.

  21. Repeteco… eco… eco…

    A semelhança entre o teatro da AP-470 e o da Lava Jato é enorme, em vários aspectos… Tendo o PIG do seu lado, os promotores e juízes deitam e rolam, criado a verdade que lhes convém.

    Lembro-me do artifício usado pelo batbarbosinha na leitura do seu relatório… 

    Repetia algo assim:  “Como será fartamente demonstrado logo mais… blá blá blá”

    Mais adiante, inverteu o sinal: “Como já ficou demonstrado anteriormente… blá blá blá”

    Demonstrado onde, cará pálida???? 

    Assim, com esse sofisma barato, sensibilizava e iludia os incautos. Sob os poderosos holofotes do PIG.

    Ciava a falsa ilusão de que ia demonstrar os crimes e depois iludia a todos dizendo que tinha demonstrado. 

    A Lava Jato, como mostra o texto do Nassif, segue pelo mesmo caminho.

     

    • O modus operandi é o mesmo do mentirão: Salvem os tucanos

      O conluio pig-mpf-pf-Sérgio Moro e uma advogada tucana tramando as delações premiadas. Está tentando fazer de Ceveró uma especie de Pizzolato, aquele homem sem o qual não haveria AP 470.  Pizzolato era um mequetrefe do BB, um soboordinado a chefes tucanos que, como se sabe, escaparam de serem processados, sobrou para Pizzolato pq este este importante para manter a farsa do mentirão, com direito a Joaquim Barbosa escondendo provas dos demais juizes.

      Triste o sistema jurídico tupiniquim à mercê do pig

  22. Provas na nossa justiça passaram a ser dispensáveis…

    É muito triste ver o cara preso sem nenhuma prova!

    Parece aquela estória politicamente incorreta que dizia: Em mulher sempre deve-se bater. Pode-se até não saber porque está batendo, mas, certamente, ela sabe porque está apanhando…

  23. Cerveró vê negligência de conselho chefiado por Dilma

    “A defesa do ex-diretor da área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, entregou à Justiça Federal no Paraná um parecer que afirma que o Conselho de Administração da Petrobras, então presidido por Dilma Rousseff, foi negligente e cometeu uma “grave falha” na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.”

    O texto afirma que o Conselho de Administração foi “negligente” ao autorizar a operação, que provocou prejuízo de US$ 792 milhões, segundo o Tribunal de Contas da União. O conselho era composto, à época da compra, por Dilma Rousseff, Antonio Palocci, Jaques Wagner, Arthur Sendas, Fabio Barbosa, Claudio Haddad, Jorge Gerdau, Gleuber Vieira e Jose Sérgio Gabrielli”

    “Infere-se, assim, que ao menos houve participação culposa dos conselheiros ao deliberarem sobre uma significativa operação sem o mínimo de zelo requerido em situações da espécie, o que caracteriza flagrante negligência”, afirma o documento..

    http://painel.blogfolha.uol.com.br/2015/01/16/defesa-de-cervero-aponta-negligencia-de-conselho-da-petrobras-na-compra-de-pasadena/

    • Piscina que não existiu

      joão,

      Já sei, você só pode trabalhar no Grobo, bem ao lado do imortal. O ex-diretor já falou exaustivamente sobre Pasadena, mas agora a Folha resolveu aparelhar a versão, porque sabe perfeitamente que não faltam brasileiros  suficientemente estúpidos para acreditar em qualquer coisa, até mesmo em piscina enterrada que nunca existiu. 

      O principal motivo para este trololó chegar a tamanha dimensão é o elevado padrão de burrice dos Homer tupiniquins.

       

       

    • Prejuizo ?

      Ainda não consegui entender essa história de prejuizo de 792 milhões de dólares. Não foi a justiça americana que mandou a Petrobras pagar mais de 600 milhões de dólares pelos 50% da sócia belga? Se a justiça  dos Estados Unidos calculou o valor da refinaria em 1,2 bilhão, e foi isso que a Petrobras investiu, como explicar esse “prejuizo”? Será que também a justiça americana é corrupta e superfaturou o negócio para levar algum?

      • Pasadena

        rl,

        A Justiça americana errou, todos erraram, o único que acertou quanto ao valor de Pasadena foi o William Bonner, 42 milhões de dólares e fim de papo, não cabe discussão. 

        O TCU, craque em avaliações, encaixa o valor que quiser, pois não precisa dar satisfações a ninguém.É assim que se montam as versões, que repetidas por mais de mil vezes…

        E todos os descerebrados e analfa funcionais acreditam que uma refinaria com capacidade diária de refino superior a 100 mil barris possa custar 42 milhões de dólares. A turma só não consegue lembrar que Pasadena faz lucro mensal de U$ 50 milhões.

  24. Incompetência do MPF e de Moro.

    Não conheço Cerveró, caso culpado torceria para uma penalização adequada. Porém, asssito uma seção de horror contra este cidadão, Execrado pela nossa mídia a partir de vazamentos criminosos e seletivos das autoridades judiciárias inescrupulosas. Prisão arbitrária em nítido abuso  discricionário de autoridades não embasada a mais de que  suspeitas declaradas. Dado o enorme montante que se atribui a Cerveró como propinas , o tempo e recursos empregados pelo MPF nestas investigações, vejo só incompetência nas aços das autoridades judiciárias caso não exista má fé em atitudes que  colocam toda nossa socidade temerosa de tamanhas arbitrariedades. A inquisiçao trataria tal réu com mais humanidade. 

    • Muito triste

      AVATAR,

      O Poder Judiciário resolveu que irá destruir o país, a grande mídia diz amém, a sociedade se deixa hipnotizar pelo que possa aparecer na telinha, é tudo muito triste.

      O MPF, como faz o que quer e bem entende, certamente detonará a Lava Jato na hora certa, até porque está diretamente ligado aos setores de oposição; a PF segue pelo mesmo caminho, trágico, e as chamadas decisões serão capazes de atingir qualquer circunstância, seja inocentar culpado ou culpar inocente, vale-tudo.

      Será que ninguém percebe que estes juízes são fraquíssimos, excessivamente preocupados com o próprio espelho, nada mais que juízes de porta de cadeia ?

  25. MAIS UM

    MORO, como viu sua nomeação para o STF, que seria feita pela TUCANALHA ruir, arma agora no desespero, sua disputa com a ajuda do PIG.

    Tal e qual o agora abandonado pela mídia Joaquim Barbosa, com os mesmos métodos sórdidos,  briga na oposição como cachorro grande, pela cadeira da presidência da república.

  26. Família

    Os blogs vão divulgar ?

    Em defesa apresentada ao Tribunal de Contas da União, o ex-presidente da Petrobrás José Sergio Gabrielli pede para ser excluído, junto com outros dez ex-integrantes da Diretoria Executiva da estatal, do processo que determinou que o bloqueio de bens dos executivos responsáveis pela compra da refinaria de Pasadena, nos EUA. Caso o pedido não seja aceito, solicita que o Conselho de Administração que autorizou o negócio em 2006 seja responsabilizado pelo prejuízo da compra e tenha o mesmo tratamento dos ex-diretores: todos precisam ser ouvidos no processo e ter o patrimônio congelado.

    http://atarde.uol.com.br/politica/noticias/1653823-gabrielli-diz-ao-tcu-que-dilma-tem-de-ser-responsabilizada-por-perdas-de-pasadena

  27. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome