Cinco perguntas para o jornalista econômico Luís Nassif, por César Locatelli

Luís Nassif introduziu o jornalismo de finanças pessoais e o eletrônico no país. Ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo em 1986.

Associação Brasileira de Economistas pela Democracia

Cinco perguntas para o jornalista econômico Luís Nassif

por César Locatelli

Luís Nassif formou-se em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e está completando, agora em setembro, 50 anos de jornalismo, com passagens por grandes órgãos de imprensa do país, como a Folha de S.Paulo e o Jornal da Tarde.

Luís Nassif introduziu o jornalismo de finanças pessoais e o eletrônico no país. Ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo em 1986.

Nos anos 1990, foi considerado o mais influente formador de opinião do país pela FPJ Pesquisa.

Desde 2013 dirige o GGN “O jornal de todos os Brasis”.

É autor, entre outros, dos livros “As Cabeças de Planilha”, de 2007, e de “Walther Moreira Salles: o banqueiro-embaixador e a construção do Brasil, de 2019.

As cinco perguntas:

1 O que te levou ao caminho do jornalismo e, especialmente, ao jornalismo econômico?

2 Você entende que o silenciamento de linhas de pensamento econômico que confrontem a linha predominante sempre existiram na imprensa brasileira?

3 Eu queria unir sua experiência na TV Brasil com a ausência de medidas para combater o monopólio da comunicação no país. Você poderia falar sobre isso e como essa estrutura impacta a circulação das ideias econômicas?

4 Como você vê o meios de comunicação independentes, o jornal GGN entre eles, no debate econômico?

5 Como seria sua fala introdutória em um curso de comunicação e jornalismo direcionado para os economistas? Especialmente para aqueles que não têm espaço para expor seu pensamento e sua propostas na mídia corporativa.

Leia também:  Análise: Trump, debates Biden - uma 'entrevista de emprego televisionada', por Alan Schroeder

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome