O perfil dos manifestantes anti-governo, por Wagner Iglecias

O perfil dos manifestantes anti-governo, por Wagner Iglecias

Dois surveys, realizados durante os atos anti-governo de domingo passado em São Paulo e em Belo Horizonte revelaram o perfil dos manifestantes. Não trazem grandes novidades a quem já suspeitava de que se trata de atos que, por trás do pano de fundo genérico do “combate à corrupção”, só sobra mesmo o forte repúdio à presidente Dilma Roussef, a seu governo, a seu partido, a seu antecessor e a algumas das principais políticas públicas criadas no Brasil nos últimos doze anos, em especial aquelas destinadas aos menos favorecidos.

No caso da pesquisa coordenada pelo Prof. Pablo Ortellado, da USP, e pela Profa. Esther Solano, da UNIFESP, junto aos participantes do ato na Av. Paulista, as principais conclusões são de que o manifestante médio é branco (77%), com grau superior de escolaridade (68%), de classe média / média alta, tem preferência pelo PSDB, confia muito na revista Veja (51%), gosta de Geraldo Alckmin, FHC, José Serra, Aécio Neves e Jair Bolsonaro, tem como comentaristas políticos preferidos Rachel Sheherazade (49%) e Reinaldo Azevedo (39%), se informa pela internet (sites e facebook, com 56% e 47% respectivamente), acha que os desvios na Petrobrás são o maior escândalo da História do país (5%), que Lulinha é dono da Friboi (71%) e que o PT quer implantar uma ditadura comunista no Brasil (64%).

Em relação à pesquisa conduzida pela Profa. Mara Telles, da UFMG, as conclusões não são muito diferentes: o manifestante médio tem grau elevado de escolaridade, se informa pela internet, tem o PSDB como seu partido preferido, acha que o governo Dilma é ruim ou péssimo (95%), atribui nota zero ao PT (83%), acha que o país está pior que há dez anos atrás (78%), classifica a situação econômica atual como ruim ou péssima (89%) e foi eleitor de Aécio Neves no 2º turno da última eleição presidencial (81%). Os manifestantes da capital mineira também acham, em sua maioria, que o governo cobra impostos demais, que a maioridade penal deva ser reduzida, que o PT foi um grande mal para o Brasil, que o país tem ficado a cada dia mais parecido com Cuba e Venezuela, que beneficiários de programas de transferência de renda ficam preguiçosos, que é um equívoco importar médicos cubanos para atuar na saúde pública brasileira, que as cotas raciais são um erro e deveriam ser extintas e que os pobres são mais desinformados na tomada de suas decisões políticas.

Embora com enfoques e metodologias distintas, e abordando temas relativamente diferentes, as duas pesquisas sinalizam para a já conhecida insatisfação de setores médios e ricos da população diante de um governo e de um conjunto de políticas públicas que entendem como profundamente equivocados. São setores que parecem estar muito incomodados com as denúncias de corrupção, mas que indignam-se, em sua ampla maioria, apenas com as denúncias de malfeitos relativas ao petismo. E só. Ainda que a corrupção esteja presente em gestões dos mais diversos governos e partidos, a indignação dos manifestantes não parece ser pluripartidária.

Leia também:  “Um regime impopular, antidemocrático e ditatorial”, apoiado pelos EUA, por César Locatelli

A pesquisa realizada em São Paulo mostra que os manifestantes formam sua opinião sobre os temas públicos através dos meios de comunicação mais à direita do espectro político e dos analistas políticos mais conservadores e reacionários, que têm apostado numa retórica cada vez mais radicalizada contra, exatamente, a presidente Dilma Roussef, seu governo, seu partido, seu antecessor e algumas das principais políticas públicas criadas no país na última década. A pesquisa realizada em Belo Horizonte demonstra que os manifestantes sentem-se bastante contrariados com a condução do Estado brasileiro, na visão deles cada dia mais à esquerda, mais intervencionista e produzindo maiores distorções numa espécie de “ordem natural das coisas” onde pobres não seriam preguiçosos e negros não precisariam de cotas para acessar a universidade. Os dados da pesquisa feita em São Paulo vão no mesmo sentido em relação às cotas (“geram mais racismo”, na visão dos manifestantes paulistas) e do Bolsa Família (“só financia preguiçoso”).

Em ambas as pesquisas os entrevistados parecem convictos de que um governo que desenvolveu uma política econômica cujos principais resultados foram os lucros recordes para bancos, agronegócio e grandes empresas e a entrada no mercado de consumo de 40 milhões de miseráveis esteja levando o país para o…comunismo!!! Depois dessa, talvez fosse o caso de se perguntar, mesmo, quem são os brasileiros mais desinformados na tomada de suas decisões políticas.

Wagner Iglecias é doutor em Sociologia e professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP. 

41 comentários

  1. Quase 70% tem grau superior

    Quase 70% tem grau superior de escolaridade.

    Mais atenção com as universidades. Parece que, a exemplo de outros países (EUA na dianteira), o ensino foi atingido pelo vento reacionário que assola o planeta. Dai, programas como o PROUNI acaba se voltando contra seus criadores. Alunos beneficiários do programa podem ser devidamente “trabalhados” e virarem reaças convictos.

  2. INACREDITÁVEL

    Com a leitura deste e outros artigos sobre o mesmo assunto, vemos como é , pelo menos discutível, aqueles axiomas que determinam que o mal do nosso povo é a falta de informação, ou a falta de formação, o acesso à educação. à cultura, acesso à mídia, aos livros, etc. O artigo fala sobre nossa “elite” , a parte que concentra a grana, que tem acesso a tudo. Mas o que fazer se o livro favorito do cara for “Mein Kampf” ? Sei que o caminho é a educação massificada, que temos de investir neste campo, mas é preciso um certo cuidado  na hora de analisar e ficar repetindo clichês, a vida não segue um roteiro determinado o tempo todo.

    • O problema evidentemente tem causa ….

      na concentração do sistema dos meios de comunicação nas mãos de meia duzia de bandidos, que exerceram supremacia na definição da ética e da moral, até hoje, para os incautos revoltados de sofá. O meio mais poderoso de difusão de informações e formador de opiniões é uma fonte de propagação de preconceitos e indigencia intelectual. Felizmente, esse sistema está em estado terminal, mas os danos causados terão efeito residual prolongado e ainda farão muito mal ao país. Não tem como eliminar essa geração de abestados.

      • Tomara
        Tomara, que Deus o ouça, Batista. Até porque, é ainda um poder quase absoluto sem muita diversidade, cartelizado mesmo quanto à imposição de suas verdades. Mas creio que só acreditam porque querem, fecham questão com suas posições extremas, e representam um poder conservador autoritário que sempre tivemos , desde nossa história colonial escravista.

  3. Esta pesquisa, sobretudo a

    Esta pesquisa, sobretudo a feita pela USP com os manifestantes da Avenida Paulista, traz algumas conclusões definitivas e inescapáveis:

    !) Aí está a grande massa que o guru da direita Fernando Henrique Cardoso chamou de “muito bem informados”, em contraposição aos eleitores da Dilma sobretudo os nordestinos, aos quais ele chamou de “desinformados”.

    2) Para ele, então, “bem informado” significa completamente dominado pela propaganda da direita vinda da mídia e das redes sociais, fundamentalmente uma lavagem cerebral alienadora. A prova cabal disto está nos resultados da pesquisa para quem quiser copilar.

    3) Uma massa tão estarrecedoramente alienada e ignorante, não obstante seu nível de estudo superior (relativo, um estudo feito em São Paulo), não pode ser invocada por nenhum político como “a voz do povo”, a não ser que seja dito que é uma parte do povo que não tem um mínimo de consciência sobre os problemas do seu país e do mundo.

     

  4. superior de escolaridade

    superior de escolaridade (68%), votaram no Aécio, acreditam na Veja.

    Conclusão: bando de zumbis lobotomizados pelo PIG.

     

     

  5. Capim é pouco, a raça é exigente…

    O governo bem que podia distribuir ALFAFA e FERRADURA para os manifestantes.
    Sem querer ofender os muares, que levam a fama injustamente…

  6. Ah, essa vulgaridade…

    Eh, e eu ainda tenho que ouvir de uma tia que “pirei, fizeram lavagem cerebral em mim e patati e patata”, e ainda me consideram idiota por apoiar o PT. Mas quando essa ala ai começa a falar de politica, fala tanta besteira, que fico pensando que é melhor deixa-los acreditar que são super inteligentes e bem informados. Deixo o tempo, que ele dira quem é o idiota.

    • Proponha a sua tia que, ao invés de lhe qualificar …

      Ela discuta qualquer tema político, com fatos e argumentos.

      Ou ela se negará ou vc a arrasará na discussão, deixando-a com cara de paisagem.

      Eu desafio meus amigos, colegas e familiares e infelizmente não consigo debater.

      Eles preferem mudar de assunto.

      E eu (que lhes digo claramente não ser petista nem comunista, mas brasileirista e eleitor de Dilma) lhes exponho meu sorriso de Monalisa…

      Uma pena, grande frustração. Sinto-me como se na Alemanha dos anos 30, ou nos EUA macartistas…

    • Maria Luisa, na boa, vou

      Maria Luisa, na boa, vou seguir seus conselhos. Se a gente tenta argumentar eles dizem exatamente isso: que somos comprados ou que o PT fez lavagem cerebral na gente. Avante com a anti-pisiquiatria!

  7. Perfil…

    Sinceramente? Nada acrescentou ao que eu imaginava que fosse o perfil dos “manifestantes” . Reacionários que somente olham pro próprio umbigo sem se importar com o restante da população. Entretanto, a semente plantada pelos governos do PT nesses anos todos, já germinou e tá crescendo a ponto de virar uma grande e frondosa árvore, muito difícil de ser derrubada. A consciência política da população brasileira, principalmente, entre as classes menos favorecidas, tem ao longo dos anos mudado bastante. Os reacionários, demagogos e simpatizantes da direita elitista que acordem. Se houver retrocesso, o bicho vai pegar!!!

  8. “Pena que é petista…”

    Outro dia perguntava aos acadêmicos de um curso de jornalismo em Curitiba. “Vocês acham que pertencer a uma classe média, ter poder aquisitivo e a oportunidade de cursar o ensino superior fazem do cidadão um pensador, legitimam  e conferem superioridade a suas opiniões? Com ciência e dinheiro também se fabrica armas, a bomba atômica.   Cuidado com o mundo da representação e das aparências, duvidem de tudo, testem como as coisas funcionam na prática. Um olho no texto, o outro na vida”.  Na minha cabeça, ainda ecoava o “juízo” emitido por uma aluna alguns dias antes:  ” Nossa! sabe o fulano, prefessor de História, como ele bom! como sabe! que ótimas suas aulas! que professor!…pena que é petista”… 

    E fico cá pensando, de que valem os fatos, as demonstrações? As pessoas parecem acreditar apenas naquilo que  acreditam. Como aquele assinante  – descrito por Balzac em  “Os jornalistas” –  que abre o jornal todo dia à espera que o redator  divinize seu pensamentos, conforme a opinião que tem dos fatos, e faça-o sentir-se recompensado. “Viva o amor, a  (sic!) Veja cumpriu sua missão, com doze ou quinze francos a cada três meses”.

  9. São exigentes e bem informados!

    O governo tem que servir ALFAFA (capim é um horror!) e FERRADURA (de bom aço e lustradas) nessas manifestações.
    A raça se “informa” e costuma exigir seus “direitos”, sim, direitos!

    – Sem querer ofender os muares, isso não é mais uma questão de cegueira, nem hipocrisia (talvez alguns)…

    • Li !

      Incrível !  Tendemos a achar que a bárbarie ficou na Antiguidade, na Idade Média; que nosso avanço civilizatório anulou, mitigou, eliminou traços animais e surpreendentemente cruéis de nossa condição; que os marcos civilizatórios teriam feito a humanidade avançar.  Sim, mas não todos.  A crueldade é realmente atemporal.

  10. Perfil dos manifestantes

    E não precisa nem de pesquisa: basta ver na TV e nos jornais, a aparência (sem preconceito nenhum) dos manifestantes: Não ví um negro, nem um mulato, nem um pobre, nem um favelado: Todos os manifestantes tem uma excelente aparência de bem nutridos, são rosados e bem vestidos. Vem à minha lembrança, infelizmente, a maldita “Marcha da família com Deus e pela liberdade”. Cruz credo, te esconjuro!

  11. Um dado interessante.

    Na pesquisa em São Paulo perguntaram sobre a confiança de meios de comunicação da direita e ela é distinta.

    Veja e Estadão tem índices de confiança de 51% e 41% respectivamente. Não confiam na Veja e no Estadão 14%

    Folha 26% confia, 30% que não confia.  

    No JN 16% confia, 37% não confia.

    Na Globo News confia 34%, 22% não confia. 

    E uma constatação me veio.

    Folha faz uma propaganda de si mesma, onde se diz imparcial, até tem um ou outro colunista, artigo progressista ou reportagem contrária ao PSDB. A imagem da propaganda gera desconfiança em dobro e metade da confiança da Veja e do Estadão. O que mostra, penso eu, uma intransigência contra qualquer opinião que não corrobore com suas convicções de mundo dos manifestantes de 12 de abril.

    E foi interessante a diferença dada para JN e Globonews. É + ou – o dobro da confiança na Globonews e + ou – o dobro a desconfiança no Jornal Nacional. O que me faz pensar na visão elitsta dessa gente. JN seria feito para o povão, Globonews para uma suposta “Elite”. 

     

  12. Verdadeira Desinformação

    “Estou me sentindo numa final de copa do mundo e eu não queria isso,…, eu não queria carnaval…”
    Eletricista Júlio, 30 anos, na manifestação de 12 de Abril.

    A partir dos 09:05 em:

    [video:https://vimeo.com/124862371 align:center]

    “A esquerda representa a classe trabalhadora e a direita representa a burguesia.”
    3 jovens, 15 de Março.

    A partir dos 02:54 em:

    [video:https://vimeo.com/122309721 align:center]

     

    É essa a desinformação que conta.

    • Reporter sem noção.

      Eu gostaria de ver as mesmas perguntas sendo feitas aos “protestantes” das manifestações populares (as pagas e com transporte de grátis ). O repórter está espantado porque ninguém ali respondeu o que ele queria ouvir. O Lobão tá certo, vamos acabar com o PT, O Lula, a Dilma, a corja toda, depois agente pensa o que fazer. Eu gostaria de ver as mesmas perguntas sendo feitas aos “protestantes” das manifestações populares (as pagas e com transporte de grátis ). O repórter está espantado porque ninguém ali respondeu o que ele queria ouvir. O Lobão tá certo, vamos acabar com o PT, O Lula, a Dilma, a corja toda, depois agente pensa o que fazer. 

      • Me esponda qual o mal que o

        Me esponda qual o mal que o Lula fez para voês de São Paulo odiaram tanto ele? é porque o nordeste cresce mais que p sul e sudeste e por issso vocês odeiam ele? quanto mais o nordeste crescer será menos paraíbas lotando o trânsito de São Paulo e diminuindo o inchaço populacional.

      • Já que o problema é onde perguntar…

        Pergunto aqui – O Douglas vamos ver o seu “grau de informação”

        Durante o ciclo do ouro e do diamante um bandeirante paulista ficou em evidência nas expedições em busca de minérios, seu nome era: (marque com X a resposta correta)

         – Borba Anta

         – Borba Pato

         – Borba Ganso

         – Borba Gato

         – Borba Porco

  13. Sangue nos olhos

    Delenda PT. Delenda Dilma. Delenda Lula. Delenda progressismo. A extrema direita só pensa na destruição, na terra-arrasada, salgada, morta, para todo pluralismo, diversidade, tolerância. Sem regulamentação da midia, a midia que temos vai retroceder o Brasil a antes de 2003. A situação é de extrema gravidade. E se o Delenda PT tiver efeito, c´est fini.

  14. Analfabetos políticos

    Para quem se informa através da Veja, Folha, Estadão, Globo, dá para compreender o tamanho analfabetismo político. Se eles se vissem, morreriam de vergonha do papel ridículo que estão prestando mostrando a desinformação.

  15. Taí! Gostei do texto na

    Taí! Gostei do texto na camiseta da fotinha no canto alto à esquerda. De fato, quem votou na Dilma já está escolado demais para ler as porcarias que saem na mídia nativa. E é provável que alguns dos eleitores limpem a bunda com ele. Afinal, além de embrulhar peixe servem para o que mais? Pre recolher cocô de cachorro?

  16. E aquele ex-presidente

    E aquele ex-presidente entreguista teve a cara de pau de dar um declaração afirmando que as pessoas que votam no PT é que são desinformadas. De vez em quando eu surto e fico ate´me perguntando: como pode o voto de um analfabeto político manipulado pela mídia golpista valer o mesmo que o meu? Teve até “empresaria” que apareceu por lá pelada pra ver se descolava um troco a mais.

  17. Esse pessoal ta de

    Esse pessoal ta de brincadeira, o Lulinha não é só dono da friboi, é tambem da uniliver que é dona de quase tudo e tambem da ambev,  e o João Paulo Cunha? Voultou a estudar mas com certeza a faculdade é dele, deve ser uma turma criada só pra ele; e o que falar Genoino? Esse tem jatinho por que pode e uma cadeia de shoppongs centers pelo país afora, aquela casinha na zona norte é só fachada, e o proximo candidato pelo PT em SP será Will Robinson, sim ele achou o caminho de volta á Terra e seu vice o Robô, terão que tomar cuidado com o Dr. Coxinha Smith sempre a espreita para um terceiro turno.

  18. Não survey nem survarey nada

    Pra que survey? Que besteira é essa de survey? Que país é este de survey? Até tu, survey?

  19. Nível de educação

    Eu fico impressionada com o nível baixo de educação e fineza da maioria desses manifestantes contra Dilma. O que realmente me intriga é que à primeira vista são pessoas que tiveram condições de estudar e quem sabe ter tido bons pais para lhes ensinar como portar-se, até numa manifestação. Estes dizeres da camisa amarela que veste o homem de costas é o sinal mais claro do que eu digo. É bizarro e nojento.  Que mal gosto! Que falta de noção! Pobre Brasil! A seus filhos que pensam ser mais ilustres, falta educação (de berço). No entanto, que beleza de manifestação dos estudantes de direito baianos. Nenhum palavrão disseram para o Gilmar Mendes, como aquele dito para a Dilma no jogo de abertura da Copa. Parabéns jovens estudantes educados baianos. Que muitos possam se espelhar em vocês. 

  20. Atenção a quem está aplicando

    Atenção a quem está aplicando os resultados dessas pesquisas para interpretar como os direitistas ou PSDBistas pensam. A pesquisa em BH foi feita entre 348 pessoas, enquanto a pesquisa realizada em SP envolveu 571 entrevistas, resultando em um universo total de 919. Se esses entrevistados representassem os eleitores do PSDB seriam apenas 0,0018%, pois 51.041.155 eleitores votaram em Aécio Neves no segundo turno. Isso seria equivalente a dizer que a opinião de apenas uma pessoa entrevistada representa a de meio milhão de pessoas, proporcionalmente.

    Logo, me parece que chamar os entrevistados de “eles” entrando gratuitamente nessa dicotomia politiqueira atual seria uma armadilha. É interessante observar que uma das pesquisadoras até atentou que é um público mais à direita que o próprio PSDB, ou seja, é alguma espécie de “doença” social que ainda precisa ser melhor estudada.

     

  21. Vejam se eles assistem em sua maioria o BBB e entenderão

    Foram treinados ao longo dos dez últimos anos para excluir e não tolerar. Eleição para que? Basta votar na internet. É realmente são os BBBs. Bobos Brigando no Brasil.

  22. Merecem o Aécio

    A vida é muito engraçada.

    Nunca atribui um pingo de lucidez, seriedade, sobriedade, valor, história ou exemplo algum a seguir, a esse playboy.

    Mas, observando o perfil da nata opositora vejo que eles simplesmente se merecem.

    Parece até lógico que saia dentre eles exatamente algum dos seus pares.

    Existe, de fora, obviamente, a massa inteligente e global, que através do PIG e do poder econômico, consegue manter na ativa aquele sujeito ordinário como candidato a alguma coisa séria.

     

  23. Breve constatação

    A blogosfera se tornou a válvula de escape da mídia brasileira tradicional. O que é reprimido na grande imprensa escorre pelas beiradas nos veículos alternativos. A versão “oficial” dos jornalões é desmentida e exposta. Fica evidenciada o lado tendenciodo, omisso e mentiroso do jornalismo brasileiro.

    Loas à blogosfera, ainda que não tenha o mesmo alcance e a mesma visibilidade da imprensa de massa.

  24. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome