Para presidente da CSN, combate à corrupção está dinamitando economia nacional

pf_carne_fraca_valter_campanato_ag_brasil.jpeg
 
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
 
Jornal GGN – Em coluna publicada nesta terça-feira (4) na Folha de S. Paulo, o presidente da CSN e vice-presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) afirma que o necessário combate à corrupção no país está “dinamitando as empresas nacionais”, falando também que existe uma sequência assustadora da autodestruição da indústria brasileira.
 
Ele cita a Operação Carne Fraca, afirmando que a “comunicação espalhafatosa” atingiu toda a atividade do setor, levantando dúvidas sobre a qualidade das carnes produzidas no país. No entanto, o movimento não é isolado e também afeta a indústria naval, de petróleo e da construção, diz Steinbruch.
 
Para o presidente da CSN, a continuação dessa autodestruição resultará na desnacionalização de tais setores, já que as empresas desvalorizadas “se tornam alvos fáceis para o capital estrangeiro”. 

 
Leia mais abaixo:
 
Da Folha
 
 
Benjamin Steinbruch
 
Não é normal um movimento de autodestruição tão grande quanto o que está em curso no Brasil. Falo sobre a indústria brasileira. Vimos há duas semanas um evento no qual um dos setores mais eficientes da indústria brasileira, o de carnes, foi fulminado por uma operação ao que parece precipitada.
 
O objetivo, absolutamente correto, era interromper atos de corrução na fiscalização de alguns frigoríficos. Estavam envolvidas duas dezenas de unidades num universo de 5.000, ou seja, uma minoria.
 
O mais certo seria que os responsáveis pela eventual corrupção fossem levados à Justiça para responder pelos seus atos. Mas a comunicação espalhafatosa da operação acabou atingindo em cheio toda a atividade do setor, um dos poucos que ainda prosperam na atual recessão.
 
Em vez de apenas atingir malfeitores, a operação levantou grandes dúvidas sobre a qualidade das carnes. Imediatamente, vários países cancelaram importações do produto brasileiro à espera de novas garantias das autoridades sanitárias.
 
Em poucos dias, os frigoríficos, envolvidos ou não na operação, começaram a reduzir a produção, em razão da queda de demanda interna e externa, uma péssima notícia num país em crise: mais recessão, mais desemprego.
 
O problema é que não se trata de um evento isolado. A autodestruição da atividade industrial tem uma sequência assustadora nos últimos anos. O necessário combate à corrupção, em vez de punir só os corruptos, está dinamitando empresas nacionais.
 
A indústria naval, a de petróleo, a da construção e agora os frigoríficos são setores importantes diretamente atingidos. Em todos eles, o Brasil alcançou um nível altamente competitivo no cenário global.
 
A continuar essa sequência destrutiva, a tendência óbvia será a desnacionalização desses setores —desvalorizadas e sem recursos, as empresas se tornam alvos fáceis para o capital estrangeiro.
 
Soma-se a isso uma conjuntura adversa para a empresa nacional. O principal veículo de financiamento ao desenvolvimento, o BNDES, está contraído e receoso.
 
O governo reduz desonerações, o que significa aumentar impostos, e faz novo corte de R$ 10 bilhões em investimentos. O câmbio não ajuda as exportações. A taxa básica de juros continua em nível absurdo, 12,25% ao ano, embora o BC tenha começado a reduzi-la, mas com muita lentidão e medo.
 
Nesse cenário, a indústria tenta sobreviver. A produção do setor apresentou quedas nos últimos três anos e está hoje 16% menor que em 2013. A esperança de que pudesse haver crescimento neste ano começa a se esvair diante da continuidade do movimento de autodestruição.
 
A Volks foi recentemente punida por fraudar níveis de poluição de seus carros a diesel, tomou uma multa de US$ 4,3 bilhões nos Estados Unidos, mas não deixou de produzir um único automóvel. Em 2016, superou a Toyota e se tornou a maior fabricante de carros do mundo, com 10,3 milhões de unidades vendidas.
 
Após a rendição japonesa, em 1945, o general Douglas MacArthur chamou o imperador Hirohito para uma conversa no QG americano. A primeira coisa que ouviu do imperador foi um pedido: “General, peço que qualquer punição seja a mim, e não ao Japão”.
 
Preservar a empresa nacional deve ser uma obrigação das autoridades brasileiras em todas as áreas: que as pessoas culpadas sejam punidas com o rigor da lei, que as empresas paguem multas por seus erros, mas que a atividade produtiva não seja mais prejudicada. 
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Aras pede que PF informe se ataque hacker ao TSE teve envolvimento de autoridades

29 comentários

  1. Quem bebeu? foi êle (Benjamin

    Quem bebeu? foi êle (Benjamin Steinbruch), ou fui eu? 

    Um homem na posição dele, NÃO SABIA QUE ISSO IA ACONTECER? A patronal FINANCIOU um golpe de estado, e êle achou que tudo ficaria em céu de brigadeiro? 

    Eu NÃO bebi, tão pouco êle… “nois” se ferra (brasileiros), mas êle se lasca (perder caraminguás é castigo para a CNI/FIESP! O “MERCADO” matou o consumidor. 

    Não diga que não sabia, ou não tinha projeções para tal que é VERGONHOSO. 

     

  2. Por que esse vigarista não se

    Por que esse vigarista não se manifestou nesses termos antes do golpe concretizado ?

    A entidade golpista (desde 1964) da qual ele é vice-presidente, ajudou a fomentar essa situação, pode embalar que o bebê também é de vocês.

  3. Fascistas e entreguistas amarelos

    O que precisa ser dito com todas as letras é que Benjamin Steinbruch foi um dos promotores do golpe contra o Estado Democrático de Direito. Está reclamando de sua própria criação ?

    Benjamim promoveu o golpe junto com Flávio Rocha (Lojas Riachuelo), Guilherme Portela (Batavo, Parmalat, Presidente), Marcílio Pousada (Drogasil e Droga Raia), Sonia Hess (Lojas Dudalina), Paulo Setúbal (Itaú), etc…

    Penso que deveríamos evitar consumir produtos das empresas acima citadas.

  4. Em São Paulo nenhum tucano
    Em São Paulo nenhum tucano que tungou dinheiro da CPTM e do Metrô foi denunciado. O tucano ladrão de merenda escolar não tem sido nem incomodado pela imprensa

    Milhares de promotores e juízes que ganham salários acima do teto também não foram denunciados por roubar o Estado.

    Combate a corrupção? Onde?

  5. Plantou vento …
    Plantou

    Plantou vento …

    Plantou vento e está colhendo tempestade.

    Quis ser mais esperto que todo mundo, e apoiou o golpe, iludido que seria beneficiado. Mexeu com fogo e se queimou.

    Pois se achava que este golpe nasceu tão somente na cabeça dos “iluminados” de Curitiba demonstra somente como nossa elite e classe média é burra.

    Este golpe foi montado a partir dos EUA, onde estes “iluminados” foram intruídos de como destruir uma nação.

    É uma pena que o mais pobre é que está verdadeiramente pagando o pato. Se desse para o prejuíuzo ficar circunscrito nos apoioadores do golpe, eu diria MUITO BEM FEITO.

     

  6. ¿ Demorou pra acordar ou algum amigo tomou uma sacudida ?

    Só agora este golpista percebeu todo o jogo? Tem parente dono de frigorífico ou criador de galinha ?

    Fala sério !!!

    • A desnacionalizacao posta em
      A desnacionalizacao posta em pratica por Moro atraves da Lava Jato é na verdade entreguismo e crime de lesa patria

  7. Homem de visão

    É de empresários assim que o Brasil e quiçá o mundo, precisa. Que anteveja o futuro, que aponte caminhos para sair das esparrelas – um “fora Dilma aqui”, um “nós não vamos pagar o pato acolá” – que nos coloque de novo no caminho do progresso com ordem.

    Isso não é um empresário, é um profeta! 

  8. Merecia ter maior divulgação

    Além de um título principal tipo “Comunicado ao Povo Brasileiro”, em caixa alta, a lúcida e justíssima lamúria deveria ter aparecido nos horários nobres das TVs e em todos os jornais e rádios do país.

    Aqui no Blog, por exemplo, deveria ter alcançado uma audiência expressiva e comentários idem

  9. Não teve porra de combate à

    Não teve porra de combate à corrupção nenhum. Todos os tucanos que foram delatados na farsajato, em especial aquele recordista mundial da capa da vesga, todos eles estão e ficarão numa boa. Lembram do Eduardo Azeredo? Chamar de combate à corrupção uma operação comandada por um juiz que tunga 120 mil reais num só mês da viúva e vai a eventos patrocinados pelo psdb, que tem um japonês contrabandista como símbolo da PF, que solta os corruptos que mais roubaram em troca de acusações contra o PT, deixa a Cláudia Cruz e a Andréa Neves soltas sem ao menos serem indiciadas e chamadas para depor, que grampeia a Presidente da República ilegalmente e entrega os grampos para a rede globo além de tantas outras aberrações jurídicas, chamar isso de combate à corrupção só lá no site do Professor Hariovaldo.

    • Essa declaração não é

      Essa declaração não é incoerente com o golpe em si. O Temer entrou para estancar a sangria…

      Fui contra o golpe, mas entendo o por que de muita gente ter embarcado nele. Essa Destruição da economia Nacional estava acontecendo pela falta de pulso de Dilma, aconselhada por seu antigo ministro da justiça. Dilma deixou o país desabar pq era honesta, e ela mesma dizia que não ia ficar pedra sobre pedra. Foi a primeira a ser “comida”, mesmo não tendo roubado um clipe de papel.

      Sou a favor do PT, eleitor da própria Dilma e do Lula, se Lula for candidato novamente, voto nele, mas o erro fundamental deles foi “emponderar” as instituições que os derrubaram e agora querem tacá-los na cadeia. Lula e Dilma deram poder irrestrito as corporações, que foram cooptadas por potÊncias estrangeiras para liquidar o país. A direita se uniu por que a direita pró-imperialismo queria derrubar Dilma, e a direita ligada a Burguesia Nacional, que apoiou o PT, corria o risco de ir para a cadeia jogada pelas instituições ligadas a direita pró-imperialista.

      A direita pró-imperialista acuou a burguesia Nacional e falou “ou derrubam ela, ou tacaremos vocês na cadeia. Ela nos deu poder para isso”. Como o Jucá falou, era um grande acordo, com FA, supremo, com tudo, mas Temer não foi capaz de estancar a sangria, ou não quis, e a direita nacional se afunda no pós-impechment. 

  10. Conversa mole.
    Ladrão tem que

    Conversa mole.

    Ladrão tem que ser preso, não importa quem seja, rico ou pobre.

    Agora é a esquerda que esta defendendo “burgues ladrão”.

    Se fosse para defender o país não roubariam a população.

     

    • Vc nem leu o post antes de

      Vc nem leu o post antes de comentar, apenas vomitou seu odio de marionete teleguiada de Globos,Vejas, Estadões, Kataguris, Bolsomitos etc caterva

    • Sr. Alan Hunt, a economia não pode ser presa

      Sr. Alan Hunt, a economia pode ser destruída mas não pode ser presa, pois a economia não rouba, não pratica crimes.

      Se um empresário pratica crimes, ele deve ser processado e punido mas a empresa não deve ser punida, pois assim você está punindo não a empresa, mas um pai de família que precisa trabalhar para dar o pão aos seus filhos.

  11. Carta de corso …

    Os caras querem uma carta de corso para fazer o que der na telha ? Olha sou muito grande para ser punido ! Diziam que o fim da escravidão iria destruir a economia. Não estou dizendo que como no caso do “carne fraca” podem ter havido erros mas não combater a corrupção por “prejudicar a economia” me soa insano.

    • Como ocorreu na Itália da

      Como ocorreu na Itália da ManiPulite, a corrupção não diminuiu e os verdadeiramente corruptos assumiram o poder, como dizem: mataram dois coelhos com uma cajadada só…

      Se quizessem fechar a porteira aos corruptos não teriam um Alexandre de Morais como ministro do STF…Direito Penal não combate corrupção..,… a politcagem penal não combate a corrupção.,…esse conluio midiático penal que está destruindo o pais para saquear o patrimonio nacional não  tem moral para combater a corrupção..,…essas Instituições que poupam tucanos e deram um golpe de Estadão não tem a mínima condição de  combater a corrupção..,…. quisessem resolver a questão da corrupção teriam que começar pela democraticazão da midia, pelo aprofundamento da democracia, pela implantação  regras de transparência na gestão da coisa pública, tudo ao contrário do que estão fazendo estes que tomaram de assalto o poder: no próximo dia 17 faz ano do golpe: #foraTemer

      Alexandre de Moraes suspende investigação da PF contra assessora de deputada

      http://jornalggn.com.br/noticia/alexandre-de-moraes-suspende-investigacao-da-pf-contra-assessora-de-deputada

    • Acontece meu caro…

      Acontece meu caro, que no caso da escaravidão ela não acabou, aliás continua até hoje, senhor aristocrata.

      E carta de corso, ela servia pra dar direito a predar navios e colonias estangeiras, não arrebentar o próprio pé com um tiro de 12…

      Já essas empresas e mercados prejudicados vai dar muito trabalho pra recuperar.

  12. A Lavabosta fode o Brasil sob o disfarce de combate à corrupção

    A Lavabosta e seus ratos não estão combatendo a corrupção, se estivessem, o Aécio Neves et caterva não estariam livres, leves e soltos. O que esses ratos do esgoto estão combatendo é o Brasil sob o pretexto de combaterem a corrupção.

    Vivam os patos da Fiesp

  13. Sobre a questão da operação

    Sobre a questão da operação da Carne Fraca, não foi erro de comunicação e sim desejo de Moro de destruir a economia nacional sob a pecha de “desnacionalização”

    https://www.cartacapital.com.br/politica/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra-5219.html

    O presidente da CSN tem que reclamar pro seu partido o PSDB…e pra Globo….

    A Lava Jato é uma operação do PSDB

    https://www.brasildefato.com.br/2016/12/22/samuel-pinheiro-a-lava-jato-e-uma-operacao-do-psdb/

  14. Estarão os coxinhas arrependidos???

    Vejam só! Essse Benjamin, um dos pricipais apoiadores do golpe, cujo histórico de negociatas com o governo vem de muito, hoje vem colocar panos quentes na situação?

    Penso que esse processo de quebrar o brasil já vinha acertado desde antes do golpe, do qual esse senhor foi e é um dos lideres empresariais, empresa essa que nem teria se não comprasse a CSN a preço de banana e, ainda por cima, agora tentando roubar os japoneses. Enquanto os paneiros se dizem cansados e desiludos de política e esqueceram paseatas com champagne, saibam que os golpistas não abandonaram sua agenda e nós, se não tomarmos atitude vamos sofrer muito mais…

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome