Recorde na produção de petróleo recompensa quase 12 anos de investimentos da Petrobras, afirma especialista

A Petrobras e o Brasil finalmente estão colhendo os frutos dos investimentos no pré-sal, explicou o economista José Mauro de Morais

Foto: Divulgação/Reprodução

da Sputnik Brasil 

Especialista: recorde na produção de petróleo recompensa quase 12 anos de investimentos da Petrobras

ANP divulgou que a produção de petróleo no Brasil em 2019 superou todos os recordes.

A produção exata foi 1,018 bilhão de barris, um aumento de 7,78% em relação ao volume produzido em 2018, quando foram produzidos 944,117 milhões de barris.

Segundo José Mauro de Morais, economista, especialista em óleo e gás, Coordenador de Estudos de Petróleo, da Diretoria de Estudos Setoriais do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), muitos fatores contribuíram para o fato.

“O principal deles foi o aumento de produção de petróleo no pré-sal”, destacou o especialista em conversa com Sputnik Brasil.

A produção do pré-sal, em 2019, foi de 633,980 milhões de barris de petróleo e 25,906 bilhões de metros cúbicos de gás natural, o que corresponde a acréscimos de, respectivamente, 21,56% e 23,27% em relação à produção de 2018.

Um outro fato muito importante, segundo o professor, “foram os investimentos da Petrobras nos últimos 12 anos“, desde a descoberta do pré-sal.

“É uma notícia muito importante para o Brasil, pois recompensa todo o esforço que a Petrobras vem fazendo no sentido de ampliar os investimentos na produção dos poços de petróleo, que ela descobriu nos últimos anos”, destacou o economista.

Desde 2006, quando foi descoberto o pré-sal, até 2017, a Petrobras descobriu pelo menos 60 poços novos, acrescentou o interlocutor da agência. Esses poços, possuem um potencial produtivo muito superior aos poços brasileiros em terra, mas necessitam de grande investimentos.

Leia também:  Petrobras: a gigante brasileira e a história que deveríamos contar, por Patrícia Laier

“Toda produção da Bacia de Campos, ativa desde 1977, tem caído nos últimos anos. Os poços do pré-sal, por outro lado, estão aumentando a produção quase todos os dias e o Brasil pode se tornar o quinto maior produtor de petróleo em todo o mundo”, destacou José Mauro de Morais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. Imagina só se o setor petrolifero brasileiro nao tivesse paasado pelo desmonte a partir da Lava Jato e do golpe fomentado por essa farsa penal de lawfere contra a democracia e 9 interesse nacional

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome