A eleição de Fux para presidente será a pá de cal no Supremo, por Luis Nassif

Haverá a instrumentalização do Supremo, trancamento de pautas, direcionamento de medidas e um clima de guerra aberta com seus pares.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli exorbitou, ao impor um prazo de 6 meses para a implantação do juiz de garantia. Interferiu em uma decisão soberana do Congresso, em um caso que deveria ser negociado diretamente pelas presidências de Tribunais com os congressistas.

Luiz Fux foi adiante. Atropelou o colega e usou o recurso da gaveta para suspender todos os efeitos do pacote anticrime votado pela Câmara e sancionado pela presidência.

Não é a primeira vez que abusa de seus poderes individuais para pautas de interesses próprios. Na final do mensalão, ameaçou paralisar todas as votações da Câmara, se não fosse votado projeto que reconhecia os royalties do petróleo para o Rio de Janeiro.

Na questão do pagamento de auxílio moradia para juízes que têm imóvel próprio, guardou o processo na sua gaveta por anos e anos, impedindo o colegiado do STF de apreciar a matéria.

Além disso, empenhou seu poder de Ministro do STF para conseguir a indicação de sua filha para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Fez mais. Aceitou palestra paga por uma instituição financeira e se apresentou, na própria palestra, como defensor de todas as pautas de seu patrocinador, quando assumisse a presidência do STF.

Ao longo dos últimos anos, o Supremo se apequenou em inúmeros momentos. Ministros se valeram de jogadas processuais para firmar suas posições, para mudar suas posições de acordo com os ventos, muitas vezes atropelando o que diziam a Constituição e as leis. 

Essa postura pusilânime comprometeu a imagem do Supremo e o tornou alvo fácil de críticas.

A eleição de Fux representará a pá de cal no Supremo. Não há a menor probabilidade de dar certo. Haverá a instrumentalização do Supremo, trancamento de pautas, direcionamento de medidas e um clima de guerra aberta com seus pares.

Seria relevante que os membros do Supremo esquecessem a tradição e impedissem a casa de cometer o suicídio definitivo, elegendo Fux. Mesmo porque Fux não é um Ministro convencional.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ciclos de Endividamento da Economia Brasileira, por Fernando Nogueira da Costa

38 comentários

  1. “A eleição de Fux representará a pá de cal no Supremo. Não há a menor probabilidade de dar certo. Haverá a instrumentalização do Supremo, trancamento de pautas, direcionamento de medidas e um clima de guerra aberta com seus pares” Caro Nassif, tudo isso já ocorre. A diferença é que não será de forma tão discreta feita nos últimos tempos.

    22
    3
  2. Enquanto isso, aquele ministro dará a milionésima entrevista dizendo que Lula merece um julgamento justo…………….

    Ora, isso não é tão difícil de arrumar, basta votarem lei regulamentando o direito de vista….. colocando prazo certo, ou por prazo temporal ou por sessões….

    Mas, claro, não farão isso, pois o congresso quando interessa usa o mesmo expediente, pedem vista e somem com o projeto de lei….. é tudo a mesma sopa Zezinho….

    Há esperança? Pra quem?

    18
    2
  3. Quando é que o STF foi grande?

    No caso Olga?

    No regime de 64?

    No golpe de 2016?

    Na ação chamada de mensalão?

    Que STF é esse que nunca vimos?

    Ah só se for grande nas mordomias, nas usurpações de atribuições de outros poderes.

    O judiciário brasileiro sempre foi a restauração da monarquia absolutista.

    Poder sem controle externo.

    Poder marcado pela adulação aos ricos enquanto esfola os pobres.

    52
    1
    • O decano que durante seu voto no mensalão cronometrou com a edição do JN para dar seu espetáculo?

      Já vai tarde…muito tarde…

      16
  4. 1. Fux foi indicado por Lula. Sua última indicação. É o ápice do desastre das indicações, com a falta de sentido histórico do seu significado. Tarso Genro era o ministro da justiça e Nelson Jobim o ministro da defesa, com Dilma na casa civil e Adams como AGU. Mas Temer era o presidente da Câmara.
    2. Tudo isso é apenas fato histórico, na atual quadra.
    3. O (impossível) impeachment de Fux pode levar a alguém pior que ele, na atual quadra. Ou seja, é com ele e com os que lá estão que temos que nos virar.

    11
    3
    • Pare de por a culpa de nossas omissões e ou insignificância em outrem. O Lula indicou cumprindo as suas obrigações, em conformidade com atribuições de poder que lhe foram conferidos por meio de mandato popular. Pode ter errado ou acertado nas suas decisões, mas não erra ou acerta sozinho. Uma parte da responsabilidade é dele que indicou, outra é de nós que o elegemos e outra é nossa também que aceitamos a permanência de gente sabidamente desqualificada (senão, pior, qualificada criminalmente) em posições de poder. Ninguém é inocente e incapaz nessa bagaça.

      12
      7
      • Caro Anonimo,
        Errar é humano. Mas errar uma encima da outra tal qual punhada de canhoto? Ninguém merece!
        Olhe as nomeações petistas: Barbosa, Carmen Maga Patalógica Lúcia, Fux, Weber, Barroso e Facchin?
        Vai errar assim no raio que o parta.

      • Temos entendimento diferente. Eu não considero que há omissão por parte daqueles que apoiaram os governos Lula/Dilma quando de qualquer indicação que eles fizeram, para qualquer cargo ou função. Ao contrário. A responsabilidade pela indicação é única e exclusivamente de Lula e de Dilma, e, indireta, daqueles que diretamente influenciaram nas decisões tomadas, caso de Stedille, por exemplo, no caso de Fachin. É a responsabilidade histórica, política e jurídica por seus atos. Além disso, não há cheque em branco ao votarmos em alguém. Também, ao contrário. Cabe a eles, os eleitos, cumprir o mandato popular que lhes foi conferido, nos termos desse mandato, e não exigir que os que nele votaram se calem diante de seu erros. Por fim, Lula errou, Dilma errou, mas isso pouco importa nesse contexto atual. Pois, aí sim, cabe, nesse momento, a todos nós, responder aos atuais desafios históricos e não será criminalizando Lula ou Dilma ou o PT que sairemos desse enrosco.

      • Mas não devemos nos esquecer do (famoso) diálogo de Fux com Dirceu, quando foi ao Planalto fazer lobby por sua indicação:
        – Mensalão eu mato no peito! Disse o peruquento.
        E ganhou a indicação?
        Por que Dirceu, ao invés de recomendá-lo, não lhe ofereceu um café? E depois saiu da sala?

  5. “Não há a menor probabilidade de dar certo.”

    Como “nao”? É o golpe que segue. Qualquer outra coisa, “o PT volta”, não entendeu? Esse Fux talvez seja o ministro do stf que MAIS REPRESENTA o judiciário de um modo geral: politiqueiro desde sempre.

    11
    1
  6. Todos sabemos que JABUTI não sobe em árvores, então pergunto: Quem botou FUX no STF?

    Assim como FU&X colocaram no STF meia dúzia de pessoas com umúnico propósito de Projeto de Poder no Judiciário, só que deu chabú, é a pura verdade.

    2
    6
    • Não, Marcos, você não é o dono da verdade. Se os indicadis do PT fizessem parte do projeto de poder do PT não teria dado chabu, porque indicações feitas dessa forma não se desviam, como vemos no caso de GM. O PT simplesmente ainda não têm a menor noção do que fizeram , Lula inclusive vive repetindo que nomearia todos novamente. O judiciário não fazia (pior, não faz ainda) parte da equação política do PT. Isso não é uma opinião minha, pois além da história como testemunha, podemos ver inúmeras pesquisas feitas. E foi exatamente essa postura do PT que deu o caminho para o golpe: a via judicial, na qual a esquerda não tem nenhuma base. O judiciário brasileiro pertence integralmente à direita, agentes e estrutura. Se o PT tivesse nomeado 10 GMs e não tivesse seguido a lista tríplice do MP, não teria havido golpe judicial ou eleição de Bolsonaro.

  7. Supondo que temos um racha no STF (como também no braZil) e que os 2 grupos opostos seriam, de um lado:
    Fux, Barroso, Moraes, Carmen (quem diria!), Fachin (quem diria!)
    e de outro:
    Celso de Mello, Lewandowski, Marco Aurélio, Gilmar (quem diria!), Rosa (marromenu) e Toffoli (marromenu)
    Teríamos um placar (considerando os “marromenus”) de militantes x juizes, variando entre 5×6 e 7×4.
    A partir de 2021, no lamentável caso da continuidade de Bozo, este placar (militantes político-ideológicos x juízes) ficará entre 7×4 e 9×2.
    A democracia fica cada vez mais enfraquecida e ameaçada.
    Brasil, o que fazer com este braZil?

    9
    1
  8. Dada a relevância dos meus comentários,segundo um comentarista fã,ou um fã comentarista mineiro que recomendou-me que colocasse minhas opiniões nos textos do alto do Blog,de preferência nos de Nassifão,tenho seguido à risca a sugestão do raro e gentil amigo.Mas confesso que pela primeira vez,estou em dificuldades.Olhei,procurei,busquei,avaliei,e nada encontrei que me chamasse a atenção.Todavia,porém e não obstante,opto por Nassif,e observem que meu comentário nada demais tem.Aí vai ele:

    O pau comeu lá na casa de Sinhá(refrão cantarolado por 5 vezes)

    Eu cheguei meio atrasado
    O samba já tinha começado
    Lá na casa de Sinhá
    Se eu cheguei eu sou chegado
    Cidadão colou no meio
    Dançar me pediu um iê-iê-iê
    Sinhá não gostou do pedido
    Pôs o pau pra comer e o pau comeu

    O pau comeu lá na casa de Sinhá(refrão cantarolado por + 5 vezes).

    O Papai tinha uma máxima:A esquerda só tem alguma chance em eleições no Brasil,quando a direita racha.
    Outra:Se tudo caminhar nos conformes e se Dilma Roussef tirar um ano sabático no Tibet em 2022 ,Lula terá amplas,gerais e irrestritas condições de fazer de novo ou novamente,um sucessor.
    No mais,minha Avó materna se chamava Deraldina,mas só a tratavam por Sinhá,e eu nunca tive conhecimento ou informações que o pau tivesse quebrado na casa dela,na pior das hipóteses,umas cachaçadas promovidas pelo Tio Silú quando chegava de Salvador para passar suas merecidas férias. De mais do mais,um super fã daqui dos dedinhos pra cima e pra baixo,asseverou peremptoriamente que eu escrevia no mesmo estilo do escritor norte americano do William Faulkner.Nem com SOM e sem FÚRIA chego perto,agora turma,para chegar perto de mim,vocês vão ter que comer muita farinha,sabem por que:O Papai me legou uma biblioteca com + ou -,uns dois mil livros,afora os que compro até hoje.Ah,li quase todos.Absalão,Absalão,que o Pai de Santo Facador amigo de Nassif encampe minha previsão.

  9. Esse não é o Ministro que beijou a mão da Adriana Ancelmo e que, “supostamente”, estaria envolvido em esquema de propina do Jacob Barata, tendo, inclusive, um assessor demitido por “pretenso” envolvimento no caso?????? Tá certo, mais um moralista de goela, e o Titanic Brasil cada vez mais perto do iceberg………. O pior de tudo é que ainda há muitos incautos defendendo a patota, juntamente com o “imparcial” de Maringá!!!!!

  10. A máfia judaica veio amar o Brasil e indicou sua filha para o tribunal. Corrupção maior não tem. A filha também ama o Brasil e ficou para agradecer td o que o país fez por elea.

  11. Beira o ridículo, fux salvou o judiciário de um colapso!! Esses deputados burros e esse presidente boca aberta iriam criar mais um instância pra facilitar a vida dos bandidos, e esse stf já acabou desde a mudança de jurisprudência da segunda instância.

    1
    8
  12. Eu apoio de forma irrestrita a eleição de Fux, que se mantenha a tradição.
    Por que?
    Porque com ele a hipocrisia, o cinismo e a vilania estarão escancaradas sem subterfúgios nem dissimulações.
    Quem sabe assim o povo se levanta e ponha tudo abaixo, o tres poderes de uma só vez, ou em reação a isso os militares assuma sem intermediários o controle da zorra toda. Será o preço a pagar e será bem pago se tivermos a coragem e a ousadia de irmos para a rua.

    Venha Fux!

    3
    1
  13. Caro Nassif,

    Queiramos ou não o presidente da Câmara dos Comuns, Rodrigo Maia, tem sido a única resistência a essa escabrosa balbúrdia que se tornou a política tupinambá: a desrespeitosa intromissão, tanto de dias tofu quanto em relação à lei de abuso de autoridade, ao vetar via liminar toda a propositura que passa pelo devido processo legislativo até a sanção presidencial, com ressalvas da casa revisora que é a house of lords (vulgo, senado) é uma afronta ao estado democrático de direito (acepção de Habermas, em Vol 2, Direito e Democracia, Estudos Preliminares e Complementos, II – A Soberania do Povo Como Processo, p. 249), pois a intervenção quanto à eficácia de ato normativo quanto a eficácia deve seguir o julgamento de mérito, ou seja, a decisão do plenário. Salvo melhor juízo, é a que rege o art. 102, § 2º, da CF, assim: “as decisões definitivas de mérito…”. As liminares não têm condão de definitivas, salvo raras exceções, pois decretos mandamentais fungíveis, como alegou fucks. Nas definitivas de mérito, não há fungibilidade… E assim, à luz d’A Pedagogia do Oprimido, de Paulo Freire, dos radicais de direita querem a conservação do status quo, os de esquerda querem a promessa de um futuro que não cumprem.

    https://docviewer.yandex.ru/view/0/?page=124&*=JkeTw8LQbH4wmN8zx%2BfkT%2BYqU7d7InVybCI6InlhLWRpc2stcHVibGljOi8vWHQxcndwRTRpRnltM0xKLzJ3SUIxaklNUTZEZ2hUckxrSXVaWVQ3aTlJOD0iLCJ0aXRsZSI6IkRpcmVpdG8gZSBkZW1vY3JhY2lhLXYuIElJIC0gSGFiZXJtYXMgSnVlcmdlbi5wZGYiLCJub2lmcmFtZSI6ZmFsc2UsInVpZCI6IjAiLCJ0cyI6MTU3OTgxNDUyNjQxNSwieXUiOiI1ODU3ODU2NTUxNTczNjQyNDAzIn0%3D

  14. Aquele fdp do bóris sbt casói sempre disse que o brasil tinha que ser passado a limpo. Pois está sendo. Isto é o brasil. Um presidente fascista, uma mídia podre, um judiciário nazista e um povo sonado, entorpecido por tudo o que não tem valor algum pra ele. Isto é o brasil. Se alguém achava que poderíamos ser a nação do futuro, se enganou redondamente. Essa gente não merece ter um Lula como seu libertador. Essa gente merece é um bolsonaro mesmo!!!

  15. Existem pessoas que mesmo com um certo grau de intelecto e visibilidade,nasceram com uma urucubaca desgraçada.É o caso de Fernando Gabeira.Dormia e acordava de olho no celular.Tem o da Claro,Vivo,Tim,Oi,ou do diabo que o carregue. De um deles viria o convite para ser Ministro da Cultura de qualquer governo,até do de IdI Amim Dada se ressuscitasse.Com a indicação de Regina Duarte é bem provável que vista seu terno branco outra vez.Ou tanga de crochê,dá no mesmo.

  16. Se há um mea culpa que o PT deva é o de suas indicações para o STF… como estas indicações aconteceram? Com que critérios?

  17. Prezado Mouro

    A pergunta que tem que ser feita é: pra que e a quem serve o STF se há o STJ?

    A maior aberração de nosso judiciário é a existência de Quatro Instâncias!!!

    Abração

  18. O video é claro que ele nao MOSTRA NADA de JURISTA SERIO. É REPUGNANTE, A VOZ, A POSTURA E O DESCARAMENTO ANTI-POVO. ELE NAO AMA O PAÍS, ELE AMA EMPRESARIOS

  19. E quem Bolsonaro indicará????. Miliciano no conceito puro certamente será??. Lista extensa prá decidir saindo do seu acecla da justiça até o seu energumeno mais raso desta lista.

  20. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome