É mais do que “o retrocesso”. É a destruição do país, por Luis Felipe Miguel

Nepotismo, banditismo, incompetência, irresponsabilidade, má fé: tudo é escancarado. Não há uma única área da administração federal que não esteja contaminada.

É mais do que “o retrocesso”. É a destruição do país

por Luis Felipe Miguel

O país corre na direção do desastre total. Não são só as consequências de longo, médio e não-tão-médio prazo das “reformas”. É o hoje, o agora.

Bolsonaro afirma que o governo vai parar por “falta de dinheiro” no mesmo dia em que Weintraub admite candidamente que o dinheiro do MEC foi desviado para comprar os votos necessários à aprovação do fim da previdência social na Câmara dos Deputados.

E isso é aceito como normal.

Assim como é aceito como normal que a economia esteja do jeito que está, com desemprego elevado, recessão sem perspectiva de saída, queda do poder aquisitivo, aumento da desigualdade e da miséria. Em nenhum país do mundo Paulo Guedes permaneceria à frente do ministério, com os resultados calamitosos que sua gestão vem apresentando. Nem mesmo no Brasil de pouco tempo atrás.

Mas o Brasil de hoje é diferente. O presidente da República se dedica a ofender grupos de cidadãos e países estrangeiros, a difundir mentiras e sandices, a transgredir a lei e a bater no peito afirmando “quem manda sou eu”. O Estado brasileiro tornou-se o quintal da casa dele. Não existe Constituição, não existe separação de poderes, não existe controle.

Bolsonaro cercou-se de gente que combina com ele – em geral, típicos valentões de pátio de escola, prepotentes com os mais fracos, covardes diante dos fortes.

Os ministros da Justiça e do Meio Ambiente estão implicados por revelações de comportamento indiscutivelmente criminoso, mas continuam firmes em seus cargos. Como se isso fosse normal. É esse o Brasil de 2019,

Nepotismo, banditismo, incompetência, irresponsabilidade, má fé: tudo é escancarado. Não há uma única área da administração federal que não esteja contaminada. O governo é pior que nossos piores pesadelos – e olha que nossos piores pesadelos vieram quando Bolsonaro se elegeu.

O Exército e o Judiciário, ambos dominados por uma casta arrivista, entreguista e autoritária, são os fiadores da catástrofe. Desde o princípio, quando abriram caminho para o golpe e sua radicalização, a eleição ilegítima do ano passado.

Se esse processo não for parado agora, amanhã teremos que recomeçar o Brasil a partir de escombros.

Não somos só nós, os derrotados de sempre dos últimos anos – a classe trabalhadora, as pessoas pobres, as mulheres, a população negra, os povos indígenas, a comunidade LGBT, as periferias, intelectuais e artistas, estudantes e docentes, o funcionalismo. Está ameaçada a sobrevivência imediata também de setores que até agora, por insistente obtusidade, achavam que estariam relativamente a salvo: as classes médias, o empresariado, os profissionais liberais, as forças armadas, a elite política, a magistratura.

É mais do que “o retrocesso”. É a destruição do país.

Se não acordamos agora, será tarde demais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. Oposição pequeno burguesa e vagabunda, nunca fizeram trabalho de base. Empresariado brasileiro nunca teve projeto de nação. Funcionário publico quando não e espoliador do Estado é conivente com a mafia estatal. Povo reacionario, conservador, regionalista, religioso e tradicionalista um prato cheio para qualquer discurso que se presta a incitar à ignorância. Midia criminosa conhecida como PIG, midia progressista oriunda do PIG que incita ao pacifismo frouxo. Quer mais?

  2. E nós, povo de merda, vamos deixar tudo isso barato? Olhemo-nos no espelho, gente…e vejamos a cara de covarde de cada um de nós…que não reage, muitos que são responsáveis por essa merda estar no governo e que agora fazem cara de paisagem, como se não fossem com eles… Os filhos, os netos, até os cachorrinhos e gatinhos dessa gente idiota que votou em Boçalnaro também vão pagar o pato, também já estão com seus futuros garantidamente fodidos (só esperem pra ver seus imbecís)…e ninguém reage, ninguém vai às ruas pra valer, nem pra reclamar violentamente contra o roubo da reforma da previdência que lhes enganaram dizendo que era a salvação da patria……vocês já fizeram a cagada, seus malditos, desfaçam-na agora f.d.ps. Quando estiverem sentindo na pele a dor que causaram, aí será tarde…….mas se tivessem vergonha na cara, pegariam em armas, em porretes, sei lá no que e botariam abaixo os malditos que agora oprimem e oprimirão ainda mais esse povo. Em farmácias de medicamentos de alto custo, tododia e cada vez mais faltando remédios…….enquanto a dor, a morte está à espreita…….e esse povo, principalmente os que, votaram nos filhos da puta por medo do comunismo inexistente no mundo, esses merdas precisam tomar vergonha na cara e começarem a reagir, matando malditos…..queimando tudo…….partindo pro pau, covardes…..O capitalismo mingua, os robots tomam os empregos humanos, desempregados não têm com o que comprar, os capitalistas vão vender para o capeta pois o povo desempregado não tera dinheiro, a fome e a morte chegará rápído…..e os imbecís com medo de comunismo…..sendo que a coisa do capeta é exatamente esse capitalismo que só favorece banqueiros, rentistas…..mas,pensando bem, danem-se f.d.ps., vocês puseram a merda lá…,.,,,divirtam-se com ela…..idiotas…

  3. Esta é a realidade criada no Golpe Civil Militar Absolutista Ditatorial Caudilhista Assassino Esquerdopata Fascista de 1930. Ainda hoje vivemos sob estrutura e Legislações Fascistas. Queriam qual outra realidade? Replicado e preservado por seus Pares e Familiares como Jango, Tancredo ou Brizola em estruturas como USP, UNE, OAB, MEC,….Reinventadas numa farsante Redemocracia e Constituição Cidadã. E lá se foram outros 40 anos. Qual realidade os atuais indignados querem reconstruir? Estas destas 9 décadas? Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  4. Nada muda porque as ações da turma que está no poder institucional não estão afetando em nada os interesses dos EUA. Empobrecer o país, esfacelar o estado de direito, acabar com a rede de proteção aos vulneráveis, repara como tudo isso está em consonância com aqueles interesses estrangeiros. Nem mesmo insultar outros países institucionalmente prejudica os negócios daquela turma. O ramo comercial que nosso país perde é o que interessa aos EUA que percamos.

    Foi por isso – e só por isso – que os golpistas deram esse golpe. Lula e o PT jamais deixaram de fomentar o capitalista nacional. Porque então os tiraram? E que estão fazendo, que o PT não fazia?

    O comportamento de Jair Bolsonaro é apenas a embalagem do golpe e discutir a embalagem tira o foco do produto. Bolsonaro é indecente mas disso todos sabemos desde sempre. Pode deixar que se a estupidez de Bolsonaro afetasse negativamente os interesses dos EUA, ele já não estava mais lá. Pelo contrário, essa estupidez ajuda a destruir nossas instituições, seja porque desvia nosso olhar para elas ou porque nos induz à descrença nas instituições do estado. Essa estupidez reafirma falácias como “político não presta”, “o estado é sujo e não serve para atendimento aos cidadãos”.

    Mas o chamado “anti-americanismo”, “anti-imperialismo” não é suficiente. Se a gente depender de que os EUA parem de nos sabotar e atacar, nada mudará. O que muda – e é exatamente por isso que que os EUA não suportam e é o que mais eles atacam em nós – é que fortaleçamos nossos valores nacionais, nossa auto-estima. O que mata um candidato a líder é não haver quem queira admirá-lo, quem não tope ser liderado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome