Guedes chupim, parasita do povo. Militares calados. Adriano morto, por Armando Coelho Neto

Sem querer ofender os Chupins, Guedes é um Chupim do povo brasileiro. A ave Chupim não faz ninho, ela usa o ninho alheio.

Guedes chupim, parasita do povo. Militares calados. Adriano morto

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Não convide militares para debate, pois a maioria deles caga regras e vai embora. Esse seria o tema do meu texto de hoje, a propósito dum recente evento sobre segurança pública. Tinha, também, planos de divagar sobre fala dum professor de economia de uma universidade catarinense, sobre o jornalismo sabujo da grande mídia num contexto de negação da democracia, tal como conhecida. Esses assuntos vão ficar congelados, pois a quadrilha de picaretas que ocupa o Planalto não perde oportunidade de dizer e/ou fazer asneiras. Seja por delinquência moral, seja por ter um pé na caverna.

Vivi mais de três décadas dentro da Polícia Federal. Mais tempo de vida lá dentro do que com minha própria família. Saí triste, lamentando ser um luxo para o Brasil abrir mão dum servidor público como eu. Não necessariamente por competência especial, mas sobretudo pela minha boa vontade. Saí triste por sonhar com o novo, quando tinha diante de mim o envelhecimento precoce da instituição. O novo para a PF eram máquinas, “clips imantados”, escuta ambiental, drones… Para serem operados por cabeças ultrapassadas, mentes velhas no sentido decrépito.

Apesar da vadiagem de uns tantos, de quem não fazia jus ao salário, testemunhei empenho de muitos na instituição. Sei de policiais que campanaram bandidos de dentro de uma caixa d’água. Gente que, para superar o atraso tecnológico da instituição, improvisou ao extremo – como por exemplo, um policial do serviço de passaportes – que colocava fio de cabelo do interessado nesse documento e plastificava.  Fórmula por ele encontrada para criar vínculo físico entre o documento e o titular. Sei dos tanto que pagaram consertos de viaturas com recursos próprios. Sei dos que, literalmente, abriram estradas nas brenhas para cumprir missão. Muitos que perderam cargos pela honestidade e republicanismo, sem contar os que morreram em serviço.

Leia também:  Boaventura: ‘A luta urgente é impedir Bolsonaro de continuar no poder’

Imagino que exemplos de zelo não sejam exclusividade da PF. Outros tantos se multiplicam repartições públicas afora. Ingressem num pronto-socorro público e constatem a (in)glória de quem trabalha entre sangue, tragédias, gemidos e poucos recursos. Entrem numa escola pública e vislumbrem professores tentando salvar o País com um giz, uma lousa e muita humilhação – sujeitos à porrada de adolescentes rebeldes.

Sem misturar alhos com bugalhos, sei que a PF majoritariamente só fazia questão de que nossa bandeira jamais fosse vermelha. Sei que ninguém, lá, sabia explicar Fórum de São Paulo, mas mesmo assim morria, morre de medo. Burramente, muitos diziam que o PT aparelhou a PF sem nunca apontar um petista nem entre faxineiros. A PF apoiou Collor, FHC, Aécio (com campanha e tudo), e sempre fez vista grossa para a corrupção. A PF, que teve seus melhores dias no governo PT, deu uma banana para Dilma, Lula e, logicamente, de olho no umbigo do policial, deu uma banana para o povo – palavra que não consta de seu vocabulário. Por isso, votou no Bozo/Moro/Guedes, em maioria.

Não obstante isso e aquilo, méritos da PF e outros órgãos, Paulo Guedes, o maior Chupim da História, chamou os servidores públicos de parasitas. Sem querer ofender os Chupins, Guedes é um Chupim do povo brasileiro. A ave Chupim não faz ninho, ela usa o ninho alheio. Assim como Guedes usa o ninho do povo para produzir para riqueza si, chocar os seus ovos e os de seus asseclas.

–         Parasitas!

Leia também:  Não precisa de crédito mas de um governo que mobilize e compre, comentário de MARCO ANTONIO CASTELLO BRANCO

Houve reação! Juízes, procuradores, auditores fiscais, servidores públicos em geral repudiaram o insulto. Até entidades de classe de Delegados da PF (pasmem!) repudiaram a fala do chupim da economia. Disseram que ao invés de culpar os servidores, deveria Guedes ocupar-se das verdadeiras causas que depreciam o serviço público. Já! Representante das Carreiras de Estado, disse que parasitas são operadores de mercado que ganham dinheiro com o Estado.

Guedes deu o seu, “pronto, falei(!)”, mas tentou depois dar uma “amenizada”. Entretanto, no fundo é o que ele pensa mesmo, pois nem ele nem a corja do Planalto têm noção do que é Estado ou Serviço Público. Por isso, não entende que estabilidade do servidor público é para proteger o próprio Estado. Interesse do Estado é o interesse do povo. Se não tem estabilidade, o funcionário pode ser assediado, coagido e ou perder o emprego se não fizer a vontade do governante corrupto de plantão. Mas, como ele, Bozo e Cia Ltda saíram da caverna para saquear a Nação, não entende Estado ou Serviço Público como avanço civilizatório mínimo possível.

Guedes, para agradar a platéia de sua laia, que o aplaudiu (claro!), parece não ver militares como servidores públicos. Aliás, não li protestos desses, que certamente devem explicações à Nação. Seja pelo silêncio sobre vigente traição à Pátria, a ruptura institucional, a síndrome de vira-lata do Bozo, a Base de Alcântara, a dilapidação do patrimônio nacional…

Talvez, Guedes inconscientemente, ao chamar o servidor público de parasita, estivesse se referindo a si próprio ou às vadias (eternas solteiras) filhas de sabujos que ganham pensão sem dar um dia de serviço para o povo, sem sequer enfiar prego numa geleia. O Chupim Guedes acabou atingindo os muitos vadios que, mesmo com casa e bem pagos, ganham auxílio-moradia. Isso sim! Uma excrescência. Isso sim! É parasitismo!

Leia também:  Paulo Guedes e seus talibãs boicotam combate ao coronavirus, por Luis Nassif

O que salva um pouco a fala de Guedes é que tem parasita mesmo (falo já). Outro ponto é que atacou a grande massa de servidores públicos que ignorou a diferença entre um Estado com direitos de um sem direitos. Entre eles, os da própria PF, onde trabalhei. Bozo já cooptou a PF e Moro não está nem aí com corrupção, pois fez da 13ª Vara Federal de Curitiba seu comitê eleitoral e depois enfiou a viola no saco. Sim! Há parasita, como por exemplo o barnabé que já dava como morto um tal Adriano Nóbrega (miliciano ex-capitão PM/RJ), ao ponto de até “esquecer” de colocar o nome dele na lista de procurados. Erro de cálculo? Adriano só morreria dias depois (ontem).

Parasita é Guedes e sua corja, todos que se omitem, contribuem para destruição do Serviço Público e a derrocada da Democracia. Todos que, de olho no lucro, expropriam comida, casa, saúde, educação, direitos do povo e vivem indiferentes à miséria desses expropriados.

Armando Rodrigues Coelho Neto – jornalista, delegado aposentado da Polícia Federal e ex-representante da Interpol em São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

10 comentários

  1. Todo dia temos direito a uma frase ou comentario humilhante ou sem proposito desse governo. Eh realmente para entrar para a historia, como o pior que um Pais pode produzir.

    “Faltou o povo nessa historia”. Frei Oswaldo Rezende sobre a luta contra ditadura civil e militar no Brasil. Frei Tito de Alencar, barbaramente torturado por Fleury e Albernaz, exilado na França, aonde não suportando seus sofrimentos, se matou, também analisava que luta das esquerdas progressistas, para vencer, deve incluir, deve bucar o povo. Essa é a nossa maior luta hoje: ganhar o povo para essa luta! Senão, continuaremos refém dessa escoria.

  2. Todo dia temos direito a uma frase ou comentario humilhante ou sem proposito desse governo. Eh realmente para entrar para a historia, como o pior que um Pais pode produzir.
    “Faltou o povo nessa historia”. Frei Oswaldo Rezende sobre a luta contra ditadura civil e militar no Brasil. Frei Tito de Alencar, barbaramente torturado por Fleury e Albernaz, exilado na França, aonde não suportando seus sofrimentos, se matou, também analisava que luta das esquerdas progressistas, para vencer, deve incluir, deve bucar o povo. Essa é a nossa maior luta hoje: ganhar o povo para essa luta! Senão, continuaremos refém dessa escoria.

  3. O VERME E OS PARASITAS. OU: ENTRE TCHUTCHUCAS E TIGRÕES

    É enfadonho constatar que no Brasil, de tempos e tempos, surgem alguns autoproclamados geniozinhos da tecnocracia econômica; na verdade homúnculos medíocres que se acham a última bolacha do pacote.
    Essas modorrentas criaturas, excretadas do ventre prostituído do mercado financeiro, superautoestimadas por terem cursado o maternal com Tio Sam (e amealhado alguns cobres no mister especulativo, sem jamais terem produzido um alfinete sequer), em seus quinze minutos de empulhação cívica, sempre trazem danos profundos à vida real dos brasileiros. Alguns deles, exaurido seu ciclo de vida fugaz, ainda perambulam por aí como mortos-vivos – quase ninguém lembra seus nomes –, deprimidos em autoexílios; deprimentes em especulações encomendadas; ou depressivos acumuladores em suas fábricas de bolhas. Um, promoveu hiperinflação; outra, sequestrou a poupança; outro, ainda, ajoelhou para o FMI; um beltrano vendeu estatais lucrativas a preço de banana; e por aí seguimos… Tchutchuquinhas rastejantes e mimadas que se enxergam tigrões.
    Nenhum deles jamais teve qualquer empatia com o povo; bastava-lhes ser “queridinho” do mercado. E, sem voto, foram postos em seus postos. Postos Ipiranga. E – sempre -, após seus estragos, voltavam para o ostracismo ou para o ventre putrefato que os pariu. Vermes, na velha classificação de Lineu. Mas não invertebrados comuns. Vermes parasitas: além de nada produzirem, sugam os recursos dos professores, policiais, profissionais de saúde, atendentes públicos e privados, indústria, comércio, enfim, de todo um povo. E os drenam ao sistema financeiro parasitário.  A estrutura da nação se precariza, adoece, na exata medida dessa drenagem vermicular.
    Feito o estrago, o asqueroso animalzinho, ao sair do generoso hospedeiro, volta a ser o que sempre foi: insignificante. E se torna um moribundo à espera de outro abestado, que provavelmente nunca mais encontrará.
    A bem do Brasil, oxalá que mais esse parasita seja logo expelido. E que, um dia, o País aprenda a se vermifugar preventivamente. De preferência, num posto do SUS, com remédio produzido pela ciência nacional, seguindo as lições de uma Tia de nossa rede pública.
    Que preguiça!

    17
  4. Porque o Miliciano Adriano não constou da lista de bandidos do $érgio Moro?

    De acordo com o Ministério da Justiça, o Ex-Capetão Adriano não foi incluído na lista do $érgio Moro porque “as acusações contra ele não possuem caráter interestadual, requisito essencial para figurar no banco de criminosos de caráter nacional”.

    Havia onze critérios para se incluir um bandido na lista:

    Entretanto, “a análise [para inclusão nas lista de bandidos mais procurados do $érgio Moro] seguiu 11 critérios, entre os quais estão a atuação interestadual e transnacional; REDE DE RELACIONAEMTO; POSIÇÃO DE LIDERANÇA E ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA VIOLENTA; capacidade financeira, entre outros”.

    Ora, Senhores e Senhoras, a operação “Intocáveis” revelou que o ex-capitão comandava um esquema de agiotagem, grilagem de terras e construções ilegais, com o pagamento de propina a agentes públicos, a fim de manter seus negócios ilícitos, “SEMPRE DE FORMA VIOLENTA E POR MEIO DE AMEAÇAS”.

    https://oglobo.globo.com/rio/ex-capitao-adriano-morto-em-troca-de-tiros-com-bope-da-bahia-24238759

    Ademais o ex-capitão se relacionava muito bem, tendo sido condecorado pelo Flávio Bolsonaro na Alerj e tinha pessoas no gabinete do referido deputado, além de que ele apontado como líder do ‘Escritório do Crime’.

    Esses ratos superestimam a burrice do brasileiro.

    10
  5. Quanto a não inclusão do falecido numa lista de mais procurados: Por que incluir numa lista de procurados alguem que, aparentemente, muita gente sabia onde estava?
    E aproveitando a onda do Oscar: Concorresse ontem, “Morto não fala” de Dennison Ramalho seria hors-concours.

  6. até a decada de noventa:
    direita: minoria elitista, donos de bancos, mídia e idiotas pobres de direita.
    esquerda: patidos progressistas, sindicatos.
    hoje em dia foi incluida na direita que fez a balança pender para o seu lado os pobres e os pastores evangélicos fanáticos de direita.
    essa situação fez com que a maioria no BRASIL hoje sejam liberias de direita. mesmo que isso venha a ferrar com o direito desta mesma maioria.

  7. Bem o texto do Armando Rodrigues Coelho Neto❤ é realista, objetivo, assim como, foi direto no ponto.
    Quero ressaltar aqui dois parágrafos :

    “Talvez, Guedes inconscientemente, ao chamar o servidor público de parasita, estivesse se referindo a si próprio ou às vadias (eternas solteiras) filhas de sabujos que ganham pensão sem dar um dia de serviço para o povo, sem sequer enfiar prego numa geleia. O Chupim Guedes acabou atingindo os muitos vadios que, mesmo com casa e bem pagos, ganham auxílio-moradia. Isso sim! Uma excrescência. Isso sim! É parasitismo!”

    Não Armando, “talvez” não, Ele está se projetando( mecanismo de defesa) no Funcionário Público, pois aquilo que não suportamos em nós ‘colocamos’ no outro…

    “Parasita é Guedes e sua corja, todos que se omitem, contribuem para destruição do Serviço Público e a derrocada da Democracia. Todos que, de olho no lucro, expropriam comida, casa, saúde, educação, direitos do povo e vivem indiferentes à miséria desses expropriados.”

    Pois bem Armando , a partir deste parágrafo
    eu me detive a pesquisar o significado de CHUPIM e encontrei:
    Chupim é um pássaro parasita, oportunista, também conhecido como Vira-bosta.?

    Pode ser tb pessoas que vivem às custas de outras pessoas(Gigolôs) assim como sanguessugas que ‘chupam’ o sangue de outras… no caso está sendo do POVO BRASILEIRO.

    Esse Governo?, porém desdeTemer? continuação do Golpe, com o apoio da Rede GLOBOSTA? e principalmente do PSDB? e sendo financiado pelos EUA?, são os responsáveis por todas as desgraças que se abateram sobre o Brasil…
    A propósito, Vc❤ acertou quando falou que provavelmente o OSCAR não seria para a DEMOCRACIAemVERTIGEM , documentário da Petra… e Eu entendi sua fala assim: Como vai dar o OSCAR para PETRA❤ se ELA está exatamente denunciando o GOLPE de 2016 contra a nossa Primeira Mulher, PRESIDENTA DO BRASIL Dilma Rousseff❤ se foi financiado pelos EUA??!!

    É isso nas minhas notas já tenho:
    A mulher XENDENGUE e o CHUPIM❗??

  8. Caro Armando, gostei do seu post. Voçê certamente conhece muitas entranhas, muitos abafas, muitos hipocritas, muitos bandidos travestidos de policiais e de homens da lei, muitas autoridades omissas,muitos homens bravateiro, mas também conhece atos de bravura de bravos homens, enfim seu arquivo deve ser farto de informações de atos brilhantes e atitudes respeitáveis, mas também de fatos deploráveis. Escreva mais aqui ou onde possamos lê-lo.É sempre bom saber que nossa imaginaçào tem muito de real. Obrigado.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome