Maluf merece o castigo, por Aldo Fornazieri

Foto: Agência Brasil

O que mais espanta na tardia prisão de Paulo Maluf não é a justiça lerda e crepuscular, pois Judiciário sempre foi e continua falho: protege os ricos e corruptos e penaliza os pobres e indefesos. Também não espanta a reação da direita política, da qual Maluf foi um ícone e hoje é quase um aposentado, mas não a ponto de não defender Temer na Comissão de Constituição e Justiça, no último dia 17 de outubro. Também não espanta a leniência liberal-corrupta, sempre pronta a defender aqueles que praticam atos lesivos ao bem público, como fez Temer no vergonhoso indulto de Natal. O que mais espanta são as reações de alguns analistas e pessoas de esquerda, que se apiedaram do velho cacique civil da ditadura militar.

Os piedosos argumentos são os mais estapafúrdios e maniqueístas: não haveria sentido em prender Maluf quando se deixa Temer solto; a justiça tardia não é justiça; a prisão de Maluf seria uma mera demonstração de serviço do Judiciário desgastado; teriam prendido Maluf para justificar a futura prisão de Lula; Maluf hoje seria inútil e não estaria mais praticando a corrupção; não haveria nenhuma utilidade na prisão de Maluf, pois se trataria de um octogenário decrépito; a prisão de Maluf seria um ato moralista do Judiciário, e assim por diante. Estes argumentos são uma amostragem do quanto a desorientação política e moral do país contaminou parte da esquerda. O pragmatismo tosco e oportunista de alguns, que se diz crítico do principismo, vem estimulando uma esquerda sem princípios. Uma esquerda sem princípios já não é mais esquerda.

Independentemente das falhas da Justiça e do Estado brasileiro, Maluf merece ser castigado porque é um corrupto e criminoso contumaz, que causou donos irreparáveis ao bem público, proporcionando sofrimento e mortes a pessoas desassistidas pela ausência de recursos Estado, apropriados pela corrupção. Sentir piedade por Maluf é ser cruel e desumano com aqueles que não foram atendidos pelos hospitais públicos; com crianças que não tiveram creches; com as mães que não puderam trabalhar porque não tinham com quem deixar os filhos; com aqueles que sofreram diariamente os sacrifícios de um transporte moroso, caro e de má qualidade; com aqueles que tiveram habitação, saúde, educação, cultura e lazer sonegados; com aqueles que viveram uma vida sem dignidade nas periferias de São Paulo pela ausência de recursos públicos.

Por ser causador de toda essa injustiça e sofrimento, Maluf adquiriu o direito de ser punido, de ser privado de seus direitos, e o Estado e a sociedade adquiriram o dever de puni-lo. Maluf tem uma sentença transitada em julgado enquanto cerca de 200 mil presos provisórios, vários deles idosos, não deveriam estar na cadeia, mas estão lá porque são pobres. Outros milhares, com direito à progressão da pena, deveriam estar livres, mas estão lá porque são igualmente pobres.

Leia também:  Rosa Weber pode decidir destino de Lula e outros presos em 2ª instância

Partindo da conquista histórica da humanidade, de que todos são iguais perante a lei, o Estado não pode abrir mão da sua pretensão punitiva e coativa contra aqueles que violam os direitos e a liberdade dos demais cidadãos. Maluf não violou apenas direitos particulares, mas violou direitos universais configurados nos bens públicos. Abrir mão dessas pretensões punitiva significaria o triunfo do mais forte, significaria a instauração do espetáculo da corrupção, da devassidão e da miséria humanas. O Estado brasileiro falha justamente porque exerce mal, de forma injusta e parcial, a execução de suas pretensões punitivas e coativas contra os celerados, principalmente os das classes abastadas e contra os privilégios de políticos, do alto funcionalismo e dos próprios juízes.

Alguns dos candidatos a Raskolnikov intelectuais da nossa esquerda argumentam que o sistema penal deve se orientar para prevenir e ressocializar, e não para apenar, e que não teria sentido prender Maluf porque ele não exige mais prevenção. Isto sim é espantoso. Ora, qualquer sistema penal digno precisa ter três dimensões: prevenção, punição e ressocialização. A punição é condição necessária da prevenção. A prevenção só é função da lei e do sistema penal se ela funcionar enquanto medo do castigo, induzindo o indivíduo a cogitar e raciocinar acerca das consequências desagradáveis de seus atos não justos. O Brasil é o país de corrupção institucionalizada e da criminalidade generalizada porque, em grande medida, não há punição, a não ser para os chamados crimes de baixo potencial ofensivo, crimes contra o patrimônio.

Aos políticos, com exceção dos políticos de esquerda, aos altos funcionários, aos juízes e aos criminosos de colarinho branco é concedido o estatuto de “homens superiores”, com direito à corrupção, à sonegação e a uma série de outros crimes. O inimaginável é que, agora, algumas pessoas de esquerda estejam engajadas na concessão desse estatuto.

Leia também:  Tributos, isenções e ajuste fiscal: por que não olhar o lado da receita?, por Róber Iturriet Avila e João Batista Santos Conceição

A piedade cruel

O Maluf preso, não haja dúvida sobre isto, é o mesmo Maluf que roubou, serviu a ditadura militar e serve o governo golpista de Temer. Ele e sua família continuam usufruindo das benesses dos 400 milhões de dólares desviados da prefeitura. O que retornou, até agora (45 milhões de dólares, podendo chegar a 100 milhões), vem de de bancos  que contribuíram com a lavagem de dinheiro e que fizeram acordos com o Ministério Público e com a prefeitura, mas não o dinheiro embolsado pela família Maluf.

Dizer que o Maluf de hoje não deveria ser preso porque não é mais aquele antigo Maluf equivale passar a seguinte mensagem: “corruptos, sejais espertos. Roubai do povo e cuidem para não serem presos até a velhice. Ao se aposentarem da atividade de corruptos e criminosos, não mereceis mais serem presos porque estareis velhos e caquéticos”. Um nazista e ou um criminoso de guerra, envelhecido e aposentado, não deve pagar pelos seus crimes, mesmo que tardiamente? Um corrupto que causa dor, sofrimento e mortes de forma indireta, não merece ser punido, mesmo que tardiamente? O ex-médico Abdelmassih não deve pagar pelas dezenas de estupros que praticou por ser um idoso? Enfim, agora surge essa nova teoria do direito à impunidade e da não imputação a criminosos velhos e aposentados.

Maluf mostrou-se falso e degenerado até mesmo no dia da sua prisão: saiu ereto e caminhando sozinho para entrar no carro em sua mansão para aparecer de bengala e apoiado em outras pessoas na frente do IML. Maluf não tem adequação moral para viver no convívio social, menos ainda para ser deputado. Os ardis jurídicos dos advogados pagos a peso de ouro terminarão por colocar Maluf em prisão domiciliar para que ele continue escarnecendo do povo pobre de São Paulo, usufruindo de uma vida de luxo com os recursos assaltados dos cofres da prefeitura. Apiedar-se de uma pessoa dessas e escrever em sua defesa não só é cruel, mas representa a perda do sentido do humanismo.

Leia também:  Alguns debates urgentes para as esquerdas mais à esquerda: uma reflexão a partir da luta no Equador, por Bruno Lima Rocha

O humanismo não pode ser tido como um mi mi mi onde algozes é vítimas, estupradores e estupradas, corruptos e deserdados dos bens públicos se sentam na mesma mesa para festejar um Natal feliz e de paz. Para milhões de pobres, carentes, necessitados, e deserdados dos direitos, vítimas de tantos Malufs da vida, o Natal não é nem feliz e nem de paz. O humanismo não pode ser concebido como um arranjo delirante de flores e de celebrações de seres humanos angelicais. Enquanto o bem estar e a riqueza de poucos é fruto das misérias e da pobreza de muitos, não há humanismo. O humanismo está inarredavelmente vinculado à conquista prática da justiça, da igualdade e da liberdade. A tradução prática desses valores requer lutas, batalhas, guerras, sangue, punições e o castigo do apenamento de poderosos criminosos. Os piedosos que não têm essa consciência são cruéis e desumanos.

Aldo Fornazieri – Professor da Escola de Sociologia e Política (FESPSP).

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

90 comentários

  1. merece mesmo  ..só to

    merece mesmo  ..só to esperando boa parte da familia tomar o mesmo caminho  ..e de preferência assessores, advogados e banqueiros que facilitaram o ROUBO

    em tempo – passou da hora do ESTADO encampar a EUCATEX, pra depois devolve-la ao mercado NACIONAL

  2. Falta fazer companhia ao

    Falta fazer companhia ao Maluf, os procuradores, juízes e outros membros do judiciário que deixou um ladrão solto.

  3. Máfia maçonaria tucana dos inférno! Tomaram os 3 poderes e tudo+

    O que importa o que é feito hoje com o hitler libanês? Inês é morta!!!

  4. O indulto de Natal vem de uma

    O indulto de Natal vem de uma lista preparada pelo Conselho Penitenciario Nacional, que é composto por membros do Ministerio Publico Federal, pelo Poder Judiciario e por representantes da sociedade civil. O Presidente recebe a lista e

    pode ou não sanciona-lo mas não é o Presidente que faz a lista. Temer sancionou integralmente a lista com 37 nomes,

    não tirou e nem inclui nenhum. Esse processo vem desde o Codigo Penal do Estado Novo e foi recepcionado pelas Constituições de 1946 e 1988. A lista obedece a criterios técnicos, de cumprimento de pena, comportamento, etc.

    Quanto a Maluf observo que é uma ironia do destino ele que fez tanto esforço para ser Presidente, seria o primeiro

    de origem sirio-libanesa a ocupar esse cargo, ser preso em Brasilia ao tempo que outro Presidente de origem sirio-libanesa

    ocupa o Planalto, do mesmo Estado que Maluf, realmente o destino dá voltas.

    O uso do sistema penal como vingança é ruim para a construção de qualquer Pais, lembrando que os algozes de Maluf não deixarão para a posteridade nenhum muro de churrasqueira enquanto Maluf deixou uma enorme lista de obras que sobreviverão  a ele não obstante os ilicitos que lhe são atribuidos e que não são poucos.

    • vingança do que ?  .o BRASIl

      vingança do que ?  .o BRASIl espera por isso há décadas

      ESTA comprovado que a família desviou pro BOLSO US$ 300 mm

        ..acharam a grana  ..parte foi pra paraíso  ..parte voltou disfarçada pra empresa da família (que ele comproou das irmãs, e irnão)

      ..muitas das suas obras, mesmo que polêmicas, ficarão sim  ..mas a que preço ?

      Sinceramente, no caso aqui não tratamos de financiamento de campanha ou partidos (um problema sério e profundo do modelo que empurra a política pra clandestidade)  ..ou de LOBBY (que até serve pra quebrar vícios e trazer novidades) ..nem desvio de funcionário público  ..mas de enriquencimento pessoal

      acho que os teus valores estão trocados nesse caso

      Aliás, some, às obras do cara, o acobertamento e FINANCIAMENTO que Maluf deu aos torturados na diadura tb

      tirano da pior qualidade esse camarada  ..daí que me surpreende, e MUITO, essa tua defesa

      • e que NENHUM ADVOGADO nos

        e que NENHUM ADVOGADO nos chame de idiota  ..pois somado às condições especialíssimas aplicadas  ..qq néscio já deduzio que a PENA dada a este CAPO foi feita sob medida (pela idade e crimes)  ..pois ficou fixada abaixo dos 8 anos  ..e ja já este sub cidadão vai ter direito a semi aberto tb

  5. Máfia maçonaria tucana dos inférno! Tomaram os 3 poderes e tudo+

    O que importa o que é feito hoje com o hitler libanês? Inês é morta!!!

  6. A questão não é se ele merece

    A questão não é se ele merece ou não o castigo.A questão é de timing. Esta prisão,neste momento,visa preparar o povo brasileiro para aceitar a única prisão que interessa aos golpistas e seus lacaios: A do presidente Lula.

    O resto é fumaça. Maluf não ficará preso nem que para isso tenha que morrer.

    • MALUF menos de 8 anos  ..com

      MALUF menos de 8 anos  ..com direito a semi aberto  ..LULA 9,5 anos

      MALUF, depois de 20 anos, US$ 300 milhões comprovados e achados 

      ..LULA, suposição  ..SEM PROVAS, fora de alçada, em tempo recorde, um apto que não é dele e um MIMO num sítio dado por amigos como qq presindete recebe no mundo

      prefiro esclarecer o POVO do que ocorre, a usar isso como desculpa em permitir que este gatuno do MALUF  morra sem ao menos pagar um pouquinho do que fez ao país (fora os crimes do tempo da ditadura que foram anistiados ou já prescreveram)

       

  7. Continuo concordando com
    Continuo concordando com aqueles que criticam a prisão de Maluf.
    Se é para castigá-lo com eficiência, que o exproprie de todos seus bens econômicos.
    Boa parte da motivação para ele roubar foi deixar sua família rica.
    Moro não bloqueou tudo que Lula amealhou na vida, mesmo condenando-o por um suposta propina inferior ao seu patrimônio? Ora, raios! Porque não fazem o mesmo com Maluf e deixa esse pobre diabo sem dinheiro e diretos políticos? De fome não morrerá.

    • com certeza a expropriação e

      com certeza a expropriação e PUNIÇÃO dos membros da famíla envolvidas tem que ocorrer

      Mas imaginar esse cara tendo que usar o BOI já lava a alma de muita gente  ..confesso

      “esse problema eu resolvo” ele diria  ..então, resolve esse  ..quem sabe com uma pengala ele consegue se equilibrar em 3  ..posição inclusive melhor das dos muitos que sofreram no pau de arara por suas posições políticas, lembra ?

  8. zero

    Maluf é nada. Apenas um símbolo do Brasil que rouba e fica impune. Nessa altura do campeonato acho que não deveria ter sido preso. (foi, por qual motivo, mesmo?)

    O importante é recuperar o produto do roubo. Aqui e no exterior. É verificar as declarações de renda do próprio e de seus parentes e cupinchas chegados. É ver se as escrituras dos seus triplex estão no seu nome. Verificar se as salas comerciais dos seus netinhos no itaim Bibi tem origem comprovada e IR pago. (http://www.valor.com.br/politica/5049330/temer-comprou-imoveis-de-yunes-que-valem-r-184-milhoes-diz-revista). 

    Aposto que, recuperando esse numerário, daria para para fazer uma bela sopa de natal para os sem casa de São Paulo!

  9. Prender Maluf hoje não tem

    Prender Maluf hoje não tem nada de Justiça, é só vingança para uns, jogo de cena para outros, desumanidade para ambos. Daria para rebater um a um os argumentos do Sociólogo mas seria uma discussão que não levaria a nada e poderia parecer pedantismo querer enfrentar o Professor merecedor de todo respeito. Justamente por ele e sua família continuarem usufruindo da fortuna não legal é que a prisão é inócua. Nenhum daqueles que sofreram com os malfeitos do político vão ganhar qualquer coisa com a prisão. Não tem como voltar atrás e dar a eles o que lhes foi sonegado, hospitais, creches, transporte, habitação, educação. Ele foi deixado a “deitar e rolar” durante uma eternidade e o mal que fez feito está, é irreparável. Não tenho intenção de representar nenhum princípio da esquerda mas para mim, a Lei tem que atingir o Homem sempre com Humanidade. O que dever receber a aplicação da Lei sem qualquer sentimento é a obra do homem. Se a fortuna que amealhou é produto de roubo, e parece que não há dúvida de que é, tire-lhe a fortuna, isso sim seria aplicação de Justiça, até porque poderia beneficiar, não mais os antigos, mas os atuais despossuidos. A prisão faz com que ele e a família percam, só que ninguém ganha com ela, pura vingança.

  10. Bobagem

    Em primeiro lugar, nós , o povo, não confiamos mais na justiça. Se ela condena inocentes a torto e a direito, quem garante que Maluf é culpado?

    Em segundo lugar, nós, o povo, daríamos de bom grado centenas de milhões de reais a nossos governantes, para uso pessoal,  desde que eles governem bem. Ingleses, noruegueses, suecos, dinamarqueses e belgas fazem isso com suas famílias reais.

      • Irrelevante

        O estado de São Paulo tem 40 milhões de habitantes.

        R$1 bilhão dividido por 40 milhões dá R$25 para cada um. Não faz a menor diferença.

        De qualquer modo, nós, o povo, não confiamos nem no processo nem na sua garantia.

        Nós, o povo, não entendemos de leis nem de sistemas de governo. Só queremos um rei  (permanente ou temporário, eleito ou indicado seja lá por quem for) que governe bem. Desejamos tão fervorosamente esse rei que até fingimos acreditar que ele existe, que atende nossos pedidos, mas é invisível.

         

         

         

  11. Oportunismo barato e os clichês de sempre

    Quando critico, de forma contundente e impiedosa, esse tipo de “intelectual esquerdista”, alguns podem achar que o faço por birra. Mas os fatos estão aí, a provar o oprtunismo barato e os clichês de que se valem Aldo Fornazieri e outros, para “ficar bem” com a chamada “opinião pública”. Notem os leitores que AF levou uma semana, para publicar este artigo, cheio de frases feitas e de um moralismo rastaqüera típico dos lavajateiros e justiceiros de camisas negras e gravatas vermelhas.

    Por que Aldo Fornazieri esperou a passagem do Natal, para publicar esse artigo de opinião? Por que ele não emitiu opinião, tão logo Luiz Edson Fachin decretou a prisão de Paulo Maluf? E se a Esquerda Política Esclarecida tivesse adotado a mesma postura dos ferrabrases e justiceiros lavajateiros e quejandos, como escreveria AF? Quem o conhece sabe que ele criticaria tal atitude e invocaria os mesmos argumentos que ele agora critica.

    Mais clichê ainda é comparação das aões criminosas de Paulo Maluf com a dos nazistas; com pessoas do meu círculo de convivência eu já havia comentado que não demoraria para que alguns “intelectuais Esquerdistas” se valessem de tal comparação. AF se acha “inteligente” e “surpreendente”; mas é vingativo, rancoroso e mais do que previsível. Quando tenta criticar e desconstruir os argumentos daqueles que PROVARAM ser inócuas a condenação definitiva e a prisão de Paulo Maluf, esse corrupto e criminoso contumaz  há quase 1/2 século, AF mostra uma abissal ignorância, mas que ele tenta travestir de genialidade.

    Que Maluf é um fingido, capaz de simular uma decrepitude e uma doença que não possua, todos nós já sabemos, há muito tempo. Se hoje ainda detém um mandato de deputado, Maluf não tem mais a força política e o comando da máquina de corrupção, como no passado, quando foi prefeito, governador ou diretor da Caixa Econômica de SP. Paulo maluf, aos 86 anos e fora do comando da máquina política de SP, é um leão desdentado. A esta altura o que o sistema judiciário deveria fazer é arrestar os bens evalores que Maluf e familiares desviaram dos cofres e órgãos públicos. Esse punitivismo, de encarcerar um homem de 86 anos, que não cometeu crimes de sangue (embora possa ter sido leniente ou conivente com eles em passado distante, quando o Brasil vivia sob uma ditadura empresarial-militar), pode atender ao rancor vingativo e ao ódio hoje disseminados pelo PIG/PPV e pelos justiceiros de camisas e capas pretas e gravtas vermelhas; mas isso NADA tem a ver coma correta aplicação da Lei, em nome da Justiça.

    Nota ZERO para este artigo e seu autor.

    • João de Paiva,

      é isso! Ótimo. Hoje todos escrevem na mesma direção, não há viés ou nuance. Foi e é tão óbvia a ação de Maluf, e nós todos distraídos com a revolução socialista, deixamos que ele flanasse no “rouba mas faz”. Mas, agora, é um saco ler textos imensos dando algum significado ao fato. Boa, cara!

      Abraços

  12. Ah, professor,

    espantou-se com a esquerda apiedando-se, relativizando pela inutilidade do ato, sempre com substanciosos fundamentos spciológicos e políticos?

    Quer dizer, confirma-se o que repito no GGN, galhofa nenhuma, humor zero, como aqueles evangélicos e católicos que se indignaram com a crônica de Gregório Duvivier sobre o nascimento de Jesus Cristo, uma das peças mais hilárias do ano, e que assim mais forte atinge o ethos conservador. 

    Muito mais que esses arrazoados intelectuais, politicamente corretamente, chatos, que farão a esquerda mais burra e intolerante do que a, antes morta, direita.

    Repito: #FORA PAULO

    • ah….

      ….Estapafúrdios e maniqueístas…. ‘Conheceis a Verdade. E a Verdade Vos Libertará’ “Maluf merece o castigo…” Então caro sr., trata-se mesmo de vingança, de castigo? Onde está ao discurso progressista de ressocialização, de socialismo, de ser contra o punitivismo? Onde está a tal Justiça, a tal Constituição Cidadã que vocês tanto pregam? Esquerdopatia e Bipolaridade não tem cura mesmo !!! Não adianta Rivotril nem Gardenal. Maluf merecia sair na traseira do camburão, algemado desfilando à exposição pública, tendo o filho exposto, mesmo não sendo alvo da sentença em questão. Merecia apesar dos seus 86 anos, a prisão. Merecia tal prisão, apesar do Ministro do STF afirmar, a prescrição do crime. Para que acatar as Leis, não é emso Ministro? Depois dele, anulamos todas estas ações. Afinal, o objetivo de abjeta vingança já foi conseguido. O que vale é a Lavagem cerebral. É a Doutrinação e o Fanatismo por anos. Não existe mais ninguém no Processo que levou Maluf à cadeia. Bancos devolveram dinheiro das suas contabilidades, para não sofrerem devassas. O acordo foi entre Bancos e Promotoria. E não com o Réu. Diferentemente de Bandidos flagrantemente pegos, que dividiam a residência com Bicheiros, que tiveram documentos originais expostos, que foram pegos com mais de 1 milhão de dólares (2,5 milhões de reais à época e até hoje não explicaram a origem, não é mesmo Aloprados?), que até Carregadores de Malas foram indiciados e pegos, o objeto da vingança é o único a ser preso. Mas sabemos, assim como a adúltera, merece o apedrejamento. Mas o pior de tudo nesta Farsa Tupiniquim e seus Bandidos Flagrantemente Revelados. Maluf foi Governador nos anos 80. Prefeito nos anos 90. 1/4 de século se passou. As supostas práticas criminosas deste político foram extintas? Foi construído outra formna de se fazer política? Obras inacabadas por todos os lados, centenas de Hospitais vazios, substituídos por outros maiores a ainda mais vazios, superfaturamentos em obras públicas, deixaram de existir neste período todo? Covas, Brizola, Montoro, Ulisses, FHC, Picolé, Serra, Dutra, Dirceu, Paulo Preto, Genro, Teotônio, Pires, Amnazonino, Marina, Marta, Haddad, Ciro, Wagner…respondam, por favor? Expliquem 2017? Obrigado. Quer dizer que era só vingança. O Brasil é de muito fácil explicação.    

  13. Como a justiça seria mais

    Como a justiça seria mais justa?

    Maluf roubou do estado, que numa visão simplista usaria estes recursos com a população, então Maluf roubou a população!

    Tirou do povo Hospitais, creches, serviços…

    Esta sendo feita justiça agora que ele está velho?

    Não pode mais correr, nem se locomover com agilidade?

    O que o povo ganha com isso?

    Sangue na boca, prazer?

    Se faria mais justiça se os bens dele fossem confiscados e fossem transformados em serviços para a população!

  14. Alguns patéticos que se dizem

    Alguns patéticos que se dizem de esquerda correram a defender o “coitado” do Maluf, é inacreditável, dizem eles que a prisão do tal é o álibi para a futura prisão do Lula, como se acreditassem que terão pidedade semelhante com o ex-presidente petista, sendo, pois, evidente ad nausean que não perdoarão o Lula.

     

    Maluf é a personificação do que há de mais corrupto no país, aquela corrupção mundana e sem qualquer finalidade política (não que a corrupção para fins supostamente políticos seja justificável), apenas para enriquecer os próprios nababescos bolsos, indisfarçadamente elistista, à prova de qualquer punição, enquanto a cambada de esquerda está ai a tomar cadeia no lombo, eles, Maluf, Aécio, Temer, FHC, Marun, Serra, Nunes Ferreira, Alckmin, Richa,  estão soltões, rindo da nossa cara, se apresentado para serem cadidatos disso e daquilo, querendo dar-nos lições de moral, e ai aparecem alguns com peninha do Maluf!

     

    Cadeia, dura, justa e isonômica para este senhor, absurdamente beneficiário em toda a sua vida de mal feitos, de toda sorte de ações protetivas da justiça, cujo outro nome é simplesmente impunidade.

  15. Sem pena!

    É claro que a prisão do Maluf é para desviar o olhar dos “aprontos tucanos” e tentar justificar a prisão de Lula… Mas é ruim hein, que eu vou ficar com peninha de um ladrão, safado, que financiou a OBAN na tortura de muita gente na ditadura… E mais, no geral ele teve uma vida muito boa, dava para ver que nunca se sentiu culpado de nada! Então parodiando o Tchê, está mais que na hora de nos afastarmos da “ternura” e deixar a vida dele dar uma “endurecida”…

    Também fica uma questão levantada com a atitude dos “perdoadores” no campo de cá. Será que se o Aébrio só for preso quando tiver 85 anos, a “exquerda namastê” também vai ficar com peninha?

    Morreremos e não veremos tudo…

    Um abraço.

    • Prisao de QUALQUER UM com 86 anos é um absurdo

      Justiça nao devia ser vingança. Maluf deve sim ficar em prisao domiciliar, usar tornozeleira, ter os bens apreendidos se der p/ provar a origem por roubo. Ponto.

        • Aos 86 anos é. E a prisao dele nao acrescenta nada

          Tomar o dinheiro na medida do possível tem muito mais valor. E, claro, deve ficar em prisao domiciliar e com tornozeleira. Já basta. Desejar mais que isso para alguém na idade dele é só raiva e insensibilidade.

  16. Algum Marinho ajudado por Mossack Fonseca merece castigo?

    Sei. O texto  aqui fala de Maluf dever mofar na cadeia, mesmo que agora  tenha 81 anos.

    O que a gente já sabe é que a justiça brasileira vem errando de tudo quanto é jeito. Quando põe na cadeia, e quando não põe.

    E é aí que pego outro caso que não é relacionado a Maluf:  todo mundo ficou sabendo de enorme e luxuosa construção em local proibido. Que ocorreu sem que nenhum alto poder dessa deste país reagisse (até agora) contra aquele escárnio.

    O castelão está lá prá quem quiser ver; é prova viva de que os de cima estão pouco rasgando  pra regras, leis, etc.

    Sugestão de final de ano: transformar aquilo num presídio-ostentação. 

    Talvez assim, algum corrupto dos de elite, e mais jovem que venha a ser condenado, possa deleitar-se com sua  recuperação  em Paraty.

     

  17. O problema é esse. Quando a

    O problema é esse. Quando a justiça do país se esfarela, quando a segurança jurídica vai para as cucuias, toda prisão, qualquer prisão, torna-se questionável. Do Maluf, do Beira-mar, do Marcola, e até do Aécio!

    A justiça brasileira atualmente tem sua legitimidade baseada apenas na força. O poder de mandar os meganhas da PF arrastar a força qualquer cidadão de sua casa, sem aviso prévio, sem lastro jurídico, sob qualquer pretexto que vier a cabeça do juiz e do procurador.

    Nesse contexto fica dificil que a maioria da sociedade pensante e civilizada aceite com normalidade o que deveria ser normal, a prisão de um meliante comprovadamente meliante. A tal fruta podre contaminando todo resto, né?

    É isso uma das consequências de um estado de exceção. Por isso que o Brasil precisa retomar um mínimo de estado democrático de direito. Inclusive para provar que pode alcançar o equilíbrio possível entre impunidade displicente e punitivismo desvairado. Ambos seletivos, é bom que se diga.

  18. É isso a “salvação do Brasil”?

    Um dos “blogueiros sujos” por quem nutro uma grande admiração é o Fernando Brito, editor do Tijolaço. Devo a ele a possibilidade de ter revisto a minha anterior posição de júbilo ante a prisão de Maluf.

    Até ler o artigo de Brito, http://www.tijolaco.com.br/blog/e-isso-salvacao-do-brasil/ , com o título que encima este comentário, eu também me regozijava com esta prisão.

    Desconhecia, entretanto, as circunstâncias em que esta ocorrera.

    Ao ver as fotos amplamente difundidas pela mídia, para a qual Maluf agora não mais lhe serve, pois já fez há muito o serviço sujo que agora não pode mais prestar, me recuso ao comportamento de piranha esfomeada a quem é oferecido um boi magro e doente para que o resto da boiada passe incólume até a outra margem.

    Não se trata de pena do Maluf, por que não tenho pena deste homem que desgraçou a vida de muitos para que ele e sua família ostentassem uma vida de nababos, escarnecendo da miséria alheia.

    Que os bens acumulados por ele e sua família sejam confiscados em sua integralidade; que o verbo malufar seja para sempre lembrado como sinônimo de roubo; que até mesmo seja preso em condições condizentes com as de um homem aos 86 anos; acho ainda que parte expressiva da sua família foi cúmplice e que merece também ser punida e presa.

    Mas não participo do cortejo de linchamento promovido pela mesma mídia que pula, sem piedade, em cima daqueles a quem deseja destruir.

    Ainda mais por que sei que, enquanto nos entretemos com este espetáculo, o resto da boiada atravessa o rio com cara de paisagem.

    Fernando Brito possui uma longa história de luta e coerência. Nenhum dos adjetivos desabonadores empregados neste post lhe podem ser atribuídos. 

     

  19. Ouso dispor um ponto de vista

    Ouso dispor um ponto de vista diferente mesmo sob o risco de parecer ingênuo, desorientado político-moral, e sem princípios.

    Pelo que li de especialistas, todos os requisitos, ou adequação, em termos de Ciência Penal foram satisfeitos. Seja com base nas ditas Teorias Absolutas ou lastreadas nas chamadas Teorias Relativas, que, em síntese seriam: nas primeiras, a pena como castigo ou mesmo “vingança”(Lei do Talião), nas quais basta a culpabilidade para advir o castigo correspondente. Nas segundas, a pena como prevenção para novos crimes, manter a confiança na firmeza da Lei e “recuperar” o preso para reingresso no meio social de onde foi alijado.

    Paulo Maluf, isso é raso, efetivamente cometeu crimes, ou seja, não há duvidas acerca da sua culpabilidade, portanto merecia ser apenado. Tal cidadão efetivamente desdenhou do aparato repressivo, assim como tripudiou dos cidadãos que labutam no dia-a-dia à busca da sobrevivência sem recorrer a expedientes criminosos. Difícil, muito difícil, encontrar uma nesga de argumento para defendê-lo.

    Por esses aspectos, não critico nem deprecio os que advogam o encarceramento do ex-governador de São Paulo. Trata-se do exercício do DIREITO de ter uma opinião. DIREITO esse que o articulista nega a quem pensa o contrário.  

    Remeti ao termo opinião porque é disso que se trata quando se sai da dimensão do ditos “princípios” e da moral pragmática. Mas, para o Bem ou para Mal, e nelas é por elas – opiniões – que se expressam os que são tocados pelo sentimento da PIEDADE. 

    Piedade não se explica, não se teoriza, não se justifica. Por isso é a subjetividade das subjetividades. Pode ser comparada à dor: só quem as sentem sabem a dimensão e a importância. Agora, os “porquês”, jamais. 

    Sim, e também contraditória. Como se apiedar dos prejudicados(crianças, velhos, desvalidos etc) com os crimes do condenado e ao mesmo tempo sentir compaixão pelo mesmo? Ou serão mesmos assim tão excludentes? O que suscita nos “fracos” um homem de 87 anos, acometido de várias doenças, incluindo, câncer, jogada numa cela fétida para lá terminar seus dias? 

    Sinto medo de um dia ficar indiferente a um quadro desse. Isso, porque inevitavelmente terei reduzida minha humanidade. 

     

  20.  Maluf não tem direiro de

     Maluf não tem direiro de usufruir do que roubou do povo e é exatamente o que ele faz. Quer mostrar que realmente mudou e livrar-se da cadeia entregue tudo que roubou do povo e que vá morar num apertamento, isso mesmo, de 50 m².

  21. “Tá com peninha? Leva pra casa”

    Esse tem sido o argumento frequente empregado pela direita.

    E foi isto o que depreendi do teor desse post do Aldo Fornazieri.

    Ou bem temos valores distintos, ou bem é tudo a mesma coisa.

  22. …”Sentir piedade por Maluf

    …”Sentir piedade por Maluf é ser cruel e desumano com aqueles que não foram atendidos pelos hospitais públicos”…

    Se nos vingar do velho bandido Paulo Maluf mandando-o trancafiar nas mesmas masmorras para onde as PMs de suas excrescência costumam internar os ppp p, por si só, devolvesse ao povo o que roubou. Não vacilaria em apoiar o covarde ministro Fachin em seu glorioso rompante justiceiro.

    Ensinam os mais civilizados que a pena de reclusão se justifica, mas, precisa atender alguns requisitos, que; claro! Primordialmente seria retirar do convívio social, aquele infrator que ofereça perigo aos demais convivas(?). Mas, ao mesmo tempo, recomenda que o infrator da lei, criminoso, bandido, corrupto, e, mais o que seja, receba tratamento humano adequado, e que: sobretudo, vise sua reeducação para, se possível, ser devolvido à vida social recuperado. Ponto.

    Gostaria que o nobre professor nos apontasse, onde a prisão do decrépto octogenário, e, ladrão Paulo Maluf, atende a uma sequer dessas premissas, digamos assim, civilizatórias.

    Orlando

  23. O que mais espanta é a

    O que mais espanta é a ingenuidade de alguns letrados que acreditam que o Maluf está sendo preso pelos seus crimes. Maluf está sendo preso pela sua fraqueza e porque sua prisão hoje cai como uma luva na mão dos poderosos. A “justiça” está sendo feita. A “justiça” sempre vence. Etc, etc.

    Ora, ora. Um velho leão desdentado, que hoje serve de troféu para demonstrar a coragem (sic) e a virtude (sic) do sistema judiciário, cujo alvo maior hoje é a soberania popular, encarnada na figura de Lula.

    O que interessa ao povo se o velho e inócuo leão está preso? O importante agora é reaver os milhões desviados. Aliás, o pior de tudo é que muito dessa fortuna retornará ao bolso dos operadores da lei em forma de pagamentos diretos e indiretos acima do teto constitucional. E aos operadores do sistema financeiro através dos juros da dívida interna.

    Parafraseando Orwel: quando se olha de fora, pela janela, fica difícil saber quem são os doutores da lei e o velho, antes poderoso e intocável, e agora frágil e encarcerado servindo de troféu, para a pragmática “justiça” atingir seu verdadeiro alvo.

    Menos moral e mais matemática, ajudaria muito.

  24. O texto, me parece, perde seu

    O texto, me parece, perde seu sentido quando é seletivo na informação. O malvado politico que serviu à ditadura; o aliado e defensor de temer, o prefeito ladrão. Mas curiosamente esse é o mesmo que apoiou os governos Lula e Dilma e fez campanha pra eles. Ou estou enganado? – Nessa hora os defeitos do passado somem e se somam agora ao novo ato ilicito, apoio a Temer?

    Eu gostaria que o autor, ao invéz de se perder no libelo militante, fizesse uma análise quanto a caducidade dos crimes cometidos e das penas. E pela lei penal vigente, dada a idade do sujeito, o fato de estar doente e considerando a caducidade ou não das penas se o caminho não seria de fato a prisão domiciliar ou coisa que o valha, e não porque seja rico ou politico; mas porque assim o código penal determina.

    Arguir que existem muitos velhos presos, logo ele deve ficar preso também, não é prática da distribuição da justiça, mas a distribuição da injustiça, aonde se quer praticar a compensação da velha luta de classes. Se é fato, e eu realmente não sei se é realmente, que existem velhos ovtagenários presos, aonde está a OAB que não se manifesta?

    O autor argui que a justiça é lenta e permite a impunidade; mas quando um tribunal de justiça marca o julgamento do Lula, se reclama da pressa no julgamento.

    O autor fala na diferença de ricos e pobres. Lembro ao autor que os advogados que foram mais bem sucedidos na defesa de seus clientes no processo do mensalão eram advogados da defensoria pública ficando em segundo lugar o kakay, um advogado caro e rico. Logo se vê que um defensor público, advogado pago pelo estado e que geralmente é procurado pelos mais pobres pode ser tão eficiente quanto os medalhões pagos a peso de ouro pelos ricos. A questão está em saber usar o sistema a favor do cliente. Se riqueza fosse o paradigma, todos os medalhões no processo do mensalão teriam conseguido absolver seus clientes ou minimizado suas penas como conseguiram os defensores públicos.

    Ao que parece, o reclamo está em que se espera, independendentemente da acusação, que o acusado, ou no caso réu lhe tem imputada, que se lhe abdique dos direitos de defesa e dos parâmetros atualmente válidos para aplicação de pena caso ele seja: (a) branco. (b) rico (c) politico (d) opositor à esquerda (e) apoiador do atual governo (f) todas as anteriores.

    Eu reconheço e concordo com o autor quando fala que a justiça é lenta e tardia. O que cabe então, não é praticar aquilo que tem sido o tom da lava jato na qual, se extrapola os limites da lei para condenar quem extrapolou os limites da mesma; mas através do legislativo, pressionar partidos e politicos a quem voce deu seu voto a mudar as leis.  Esse é o poder que foi determinado pelo povo para criar leis. 

  25. O articulista deveria se

    O articulista deveria se informar – e bem se informar – sobre criminologia, direito penal, execução penal,legislação, doutrina.

    CHAÏM PERELMAN – ÉTICA E DIREITO, p. 249, 62, 63, 64, 66 e 67, respectivamente – uma justiça vinculada e inspirada na misericórdia e na generosidade.

    O direito é uma técnica a serviço do ideal de Justiça. Dele, devemos nos valer para fundamentar e justificar nosso sentimento de equidade, temperando seus excessos pela tolerância, indulgência, misericórdia e generosidade – p. 68-84

    ***

    A lei não deve ser aplicada conforme nossa vontade, segundo nossos interesses…

    • Um justiceiro da esquerda…

      Concordo com Nilo Filho. 

      O Prof. Aldo, cujos textos admiro na maioria das vezes, porta-se como um justiceiro quando pretende colocar o merecimento do criminoso Maluf acima das Leis e dos princípiuos do Direito.

      Desse modo, iguala-se a um dos justiceiros de Curitiba ou do TRF-4.

      As pessoas precisam entrar em um acordo quando ao Brasil que defendem e que querem para o futuro. Quem quer o retorno pleno do Estado Democrático de Direito, tão esbulhado nos nossos dias, não pode se portar como um golpista de esquerda, a aplaudir atos de exceção quando estes atingem os vilões da nefasta direita hisrtoricamente golpista.

      Devemos abominar todos os atos de exceção praticados pelo Judiciário, MP, PF etc…, praticados contra quem quer que seja. Por mais cruel e bandido que o condenado seja. 

      Lamento que o Prof. Aldo, na ânsia de fazer a “sua” justiça, critique e pretenda desqualificar os que não aprovam justiçamentos, que só servem para alimentar a sanha de vingança das pessoas que babam de satisfação quando veem algum figurão ser preso, e para dar alimento para uma mídia que, no fundo, é muito mais nociva do que os Malufs da vida. 

      O cerne da questão é que – com prisão e tudo – mais uma vez se comprova que a nossa Justiça é injusta, ineficiente e ineficaz. Às tradicionais “qualidades” de morosidade e seletividade, incorporou o oportunismo midiático. 

       

       

  26. Maluf

    Não tenho – e nunca tive – a menor simpatia pelo sr. Paulo Maluf. Mas creio que nos comentários que lí há críticos o  que desconhecem coisas básicas a respeito dele.  Ví, por exemplo, que alguns defendem o arresto de seus bens e de sua família, argumentando que  bens roubados devem retornar ao Erário.  Ora, o Maluf nasceu miliardário e, se roubou, não é apenas um ladrão, mas um idiota.  Perguntem sobre a serraria americana, que começava no largo Padre Péricles e avançava pela Francisco Matarazzo por quase um quilômetro (isso na década de 50).  Ou pelas fábricas de tintas e demais bens do grupo, muito antes do Maluf entrar na política.(Aliás, ele demonstrou sua vocação ainda quando cursava a Politécnica, disputando a presidência do centro acadêmico.  Perdeu, derrotado por um tal de Mário Covas…) Já na década de 60, aos trinta e poucos anos, era o presidente da Associação Comercial de São Paulo.  Houve roubo nas administrações do Maluf? Claro que houve, mas não devemos nos esquecer que corrupção tem havido até no Vaticano.  E como o Maluf fez obras aos montes, naturalmente muitos se aproveitaram das oportunidades.  Mas, repito, se ele roubou é um idiota.Durante uns quinze anos, Maluf foi um fiel servidor da ditadura .  Esse período terminou quando sua ambição o levou a derrotar, dentro da ARENA, o militar indicado para suceder o general Figueiredo. A ditadura vingou-se dele, fazendo com que parte da ARENA ajudasse a eleger o Tancredo- mas isto é outra história.

    • Maluf o santo
      Maluf levou as empresas que herdou quase à falência. Enquanto o irmão administrava, ia bem. Assim que assumiu….Como Maluf só aprendeu a administrar roubando ou fazendo falcatruas, quebrou a empresa Para salvar as finanças, repatriou dinheiro roubado depositado em paraísos fiscais simulando investidores externos. Foi pego pelo governo americano, e só não está preso porque compra ministros do Supremo há 30 anos pelo menos. E é protegido no Brasil. Se pisar fora do país, vai em cana sem qualquer privilégio.

  27. Acho que a única punição

    Acho que a única punição verdadeira pro Maluf seria ele e sua esposa e filhos ter todos os bens confiscados, zerado tudo. O motivo de também atingir esposa e filhos é que, quando os políticos corruptos são pegos na boca da botija, a desculpa esfarrada padrão é chorar que cometeu esses crimes em nome da família. Não tenho dúvida que Maluf preferiria pena de morte a ser pobre. Mas o que vai acontecer na prática é ele sair logo da prisão, até pelo fator idade e doença ( o que considero certo  – o que lamento é que esses mesmos direitos aos pobres demorem meses para serem tornado realidade, como é o caso das mães presas que cuidam de filhos pequenos ), e pagar a sua pena com uma tornozeleira eletrônica dentro de sua mansão que é maior que muito cortiço que há em SP. Enfim, o crime, no final das contas (cheia de milhões de dólares) terá valido a pena se não totalmente para o Maluf – já que deve ser pra ele um terrível castigo não poder sair do país, já que isso lhe renderia prisão pela interpol – certamente para a família dele, que desfruta e desfrutará do dinheiro que ele conseguiu de forma ilícita. 

  28. Maluf merece o castigo

    lamentavelmente certo tipo de reação a prisão de Maluf, como em relação a outras prisões e procedimentos jurídicos recentes, é apenas determinada por um único parâmetro: como pode afetar o processo em curso contra Lula.

    e aqui mesmo nesta área de comentários há comprovação disto.

    a melhor maneira de defender Lula não é advogar que criminosos não paguem por seus crimes, seja lá quem forem ou que idade tenham.

    a melhor maneira de defender Lula é defender que a Justiça seja feita e através de uma luta pela democratização do Judiciário.

    se o punitivismo não é capaz de resolver complexas contradições sociais, sem a responsabilização criminal dos que se apropriam dos recursos públicos nenhuma Democracia se viabiliza.

    .

    • Mas o cerne das discussões

      Mas o cerne das discussões NÃO é a responsabilização criminal; esta houve. O réu foi condenado a mais de sete anos em regime fechado.

      Questiona-se: a) A demora(desde 1994) para o desfecho desse processo, o que denota a incúria do sistema judicial; b) O encarceramento de um homem com quase 87 anos e doente, no que a pena se transmuta em mera vingança,e, pior, jogo de cena para, por que não?, colocar Lula trás das grades. É uma hipótese que não pode ser descartada tal o grau de parcialidade e politização do Judiciário. 

       

      • Maluf merece o castigo

        -> de cena para, por que não?, colocar Lula trás das grades.

        -> A demora(desde 1994) para o desfecho desse processo, o que denota a incúria do sistema judicial;

        – defender Maluf para defender Lula não é apenas a pior maneira de defender Lula, é escancarar de vez que o Lulismo orbita única e exclusivamente em torno de Lula. como se automaticamente o que fosse bom para Lula fosse bom para o Brasil;

        – Lula será preso, pois não é uma decisão jurídica e sim política;

        – se Lula não for preso é porque fez algum tipo de acordo, algo pelo qual ele suplica desde antes do impeachment, tendo chegado ao ponto de ser capaz de costurar este acordo inclusive ao receber os algozes de sua esposa, quando esta já com morte cerebral ainda era mantida viva conectada a aparelhos. embora a comitiva dos membros do governo usurpador tenha sido hostilizada na entrada do hospital, Lula fez questão de tratá-los como velhos e fiéis amigos, aceitando suas condolências cínicas e hipócritas;

        – a única alternativa para se evitar a prisão de Lula, seria através de um movimento de massas, não apenas contra sua prisão, mas principalmente contra o Golpe de 2016. mas movimento autônomo de massas é tudo que o Lulismo sempre fez questão de evitar;

        – Lula colhe o que semeou. em 13 anos jamais se cogitou em encaminhar a democratização do Judiciário. foram indicados, e empossados, 13 Ministros do STF. ainda permanecem 7 deles, numa corte de 11. nenhum presta. o atual STF ainda mantém a fisionomia que o Lulismo lhe deu;

        – muito embora Lula há muito tempo já não faça parte da solução, e sim do problema, deve ser determinadamente defendido da lawfare implacável desferida contra ele, porque estas arbitrariedades agravam ainda mais as distorções de Judiciário venal, seletivo, classista, corporativo e partidarizado.

        .

        • Arkx, como és transparente! A cada tua intervenção fica …..

          Arkx, como és transparente! A cada tua intervenção fica mais simples descobrir como será a seguinte.

          Meu caro Arkx, a medida que as pessoas leem o que escreves fica transparente a tua visão e se pode prever a seguinte.

          Poderias dizer que isto é coerência, porém eu diria que é mais uma pobreza de espírito de tua parte do que qualquer outra coisa. O Arkx não deveria ser denominado como tal, pois o x no final do avatar representa em matemática uma incógnita, porém o x no teu caso é um valor conhecido e que se repete enervantemente a cada intervenção do Ark. Deverias mudar o x para um número natural como 1, 2, 3…… ou se queres ficar um pouco mais sofisticado por um número irracional como √2 ou para não dificultar a escrita por PI, ficaria neste momento algo mais elegante e de acordo com o teu grau de repetitividade nas tuas intervenções, imagine como ficaria elegante ARQ√2 ou ArqPI ou ainda Arqπ, são números reais, que existem, mas tem uma forma que podemos saber seu valor aproximado, mas nunca o real valor.

          Também sugeriria que largasse por algum tempo a tua obsessão, não precisa ser muito, algumas semanas somente, pois com isto voltarias revigorado e podendo te reposicionar de vez o teu carma para posições mais de acordo com a situação do momento, não precisando manter uma linha monocórdica e monótona com um “Sambinha de uma nota só”.

          • Arkx é apologista dos atos de 2013….

            Po r que será que não me surpreendo com o que ele escreve?

          • E porque você não argumenta, ao invés de desqualificar?

            Aliás, é natural no Lulismo. Aceita-se toda e qualquer obscenidade cometida pelo mesmo, inclusive preventinamente condenar a prisão de um crápula como Maluf. Não, meu caro, o que é bom para Lula não necessariamente é bom para o Brasil, e vice-versa.

  29. Deveria ir em cana mesmo.

    Deveria ir em cana mesmo.

    Só desaprovo o espalhafato midiático-espetaculoso que visa ganhar pontos no tal Ibope.

  30. A Pena

    Solto e livre vivendo de um salário, o mínimo.

    Um casebre e cuidados médicos, e só.

    Todos os bens confiscados e os milhões no exterior repatriados.

    Isso é vingança.

    Se a moda pega, o Brasil bateria o recorde mundial de suicídios.

  31. Aldo fornazieri é um dos

    Aldo fornazieri é um dos pouquíssimos petistas que tem lucidez. 

    Realmente, tem esquerdistas – e muitos! -, que criticaram a prisão de Maluf, como criticaram – vejam só! -, a prisão logo quando ocorreu, de Eduardo Cunha. O lenga-lenga era o mesmo: Moro prendeu Cunha para depois prender Lula.

     

    Até Aécio, odiado pelos petistas, quando teve o mandato suspenso e ficou proibido de sair de casa à noite, teve o apoio do PT. Gleisi Hoffmann, presidente da legenda, emitiu uma nota em apoio ao Senador mineiro criticando o STF.

     

    Parece que quem é preso vira herói dos petistas. Veja o caso de Sérgio Cabral. Lula foi a Rio e defendeu Cabral, mesmo este sendo réu confesso. 

     

    • Aldo eh o mais detestavel

      Aldo eh o mais detestavel comentarista da internet depois de Carlos Brickman, e ja inventa espantalho esquerdista no qual pode bater na ultima sentenca do primero paragrafo.  Sabe a razao dele nao ter nomeado nemhum deles?

    • O que é pior: não ter lucidez

      O que é pior: não ter lucidez ou ser um mentiroso?

      As críticas à prisão de Maluf se deram em duas dimensões: 1ª) Humanitária; 2ª) Política. Por essa última, alega-se, ou supõe-se, que essa prisão pode, sim, ser usada como um alibi para prenderem Lula. Pergunto: qual o problema nesse tipo de raciocínio? Em que ele denota apoio ou condescendência com os crimes de Paulo Maluf?

      Gleisi Hoffmann não fez nenhuma “nota de apoio”, prezado Pinóquio. Numa nota de 16 parágrafos, 11 foram de pesadas críticas ao senador mineiro. Foi responsabilizado pela crise, chamado de mau perdedor, hipócrita, conivente com arbitrariedades, cúmplice com o processo de judicialização da política, sem autoridade moral para posar de vítima. que só merecia o desprezo da população e que um dia iria responder pelos seus crimes. 

      Só nos últimos cinco parágrafos que condenou a atitude do STF por ela, e dezenas de juristas, em atentar contra a soberanoa dp Senado Federal ao arrepio do que está claríssimo na CF: congressistas só podem ser presos mediante autorização do Congresso. Ou seja, ela defendeu as prerrogativas do Legislativo e não Aécio Neves.

      Sobre a alegada defesa que Lula fez de Sérgio Cabral após a prisão deste, informe as fontes. 

  32. O objetivo do artigo, qual é?

    Me parece que o objetivo de Aldo não é o Maluf,  mas sim as esquerdas. Fala em princípios em ética etc…. Uma verdadeira tempestade em copo d’agua. Opiniões quanto a prisão espetaculosa e midiática de Maluf são várias, e todas com argumentações diversas.

    Lá pelo meio da artigo começo a acreditar que quem foi contrário a espetaculosa prisão  pelas mais variadas razões, estão defendendo Maluf e seus crimes. No texto num passo de mágica se passa a falar das esquerdas, logo a seguir se fala de possiveis acordos e conivência com o crime.  Pedantemente os Raskalnikovs da esquerda são chamados ao texto.    Em resumo as colocações pessoais passam a ser a colocação da esquerda e dos partidos de esquerda e principalmente do PT.

     Ou seja o problema de Aldo são as esquerdas e não a prisão de Maluf.   Eu prefiro crer que algumas pessoas estão se posicionando contrariamente a sanha punitivista que tem usado e abusado da prisão de alguns colarinhos brancos, não para defender a justiça, mas sim para defender a quebra dos direitos de cidadãos. Achar bom que criminosos, poderosos ou não sejam punidos é bom, mas não compactuar com a quebra dos direitos é essencial.  E infelizmente em toda esta discussão ainda não cheguei a uma conclusão definitiva sobre se sua prisão envolve ou não quebras de direitos. Mas com certeza  o espetáculo midiático viola. E não porque já violaram tantos direitos que tenho que me regozijar com isto.

    • rs… sem dúvida Fornazieri é

      rs… sem dúvida Fornazieri é a “esquerda” que a “direita” adora. Não há um artigo em que ele não deixe de “meter o pau” na “esquerda”, ainda que a título de fazer crítica construtiva. Construtiva é proposição, é mobilização, é a saída do “aquário”.

      Como dizem por aí, com um amigo assim, quem precisa de inimigo?

  33. Sem noção da linha divisória

    Quando se sai do Direito Penal para buscar “luz” na política o resultado é desgraçado. Assim é a Lava Jato, assim é este artigo. Avete capito?!

  34. Destaco:
    “Judiciário sempre

    Destaco:

    “Judiciário sempre foi e continua falho: protege os ricos e corruptos e penaliza os pobres e indefesos.”

  35. Pelo que estou sabendo Maluf

    Pelo que estou sabendo Maluf faz o de sempre de vários anos  sem que nada acontecesse. O grande diferencial foi  quando ele resolveu decidir eeleger Haddad prefeito de SP para que esse tivesse pelo menos um prefeito de máxima decência pelo menos uma vez na vida.

    • Minha cara, eu fui um dos primeiros aqui a defender direitos….

      Minha cara, eu fui um dos primeiros aqui a defender direitos humanos a um humano que se chama Paulo Maluf e também para as centenas de milhares que habitam em nossas masmoras medievais que chamam de prisões, também contrariamente ao que colocas fiz a defesa da arte popular, o funk, expressado mais pelas imagens do que pela música de Anitta.

      É só conferir.

      • Caro maestri

        Eu visua defesa da arte popular, no caso específico, da Anitta. Parece que você foi o único por lá que teve essa posição. Sendo assim, você é uma exceção que confirma a regra.

        • Minha cara amiga, nunca esperei grandes apoios aos meus…..

          Minha cara amiga, nunca esperei grandes apoios aos meus pontos de vista, simplesmente porque aceitar Anitta como Música Popular Brasileira é um acinte a nossa classe média burguesa, tanto de esquerda como de direita.

          Aceitar o padrão estético do povo é algo extremamente difícil, pois a burguesia como um todo (uma classe em que me incluo, mas não aceito seus valores) tem no seu último baluarte na cultura.

          Mesmo em situações revolucionárias a classe média que adere a revolução não abre mão do seu padrão estético, pode aceitar a arte popular como uma arte primitiva ou mais elegantemente falando de uma arte naïf, um exemplo é a produção de esculturas de barro nordestinas, são catalogadas, são classificadas como naïf mas esquecem que na definição de arte naïf está implícito uma arte autodidata e sem formação prévia, esquecem que estes artesãos que fazem estas esculturas tem muito mais tradição do que TODOS os escultores brasileiros mais sofisticados.

          Aceitar a presença do imaginário popular na própria criação das favelas é extremamente doloroso, estamos prontos para aceitar Oscar Niemeyer, tanto nos seus trabalhos geniais como nos medíocres, porém vemos mais neste nosso grande arquiteto mais influência europeia do que dos morros em que ele conviveu uma vida inteira. Veja estou indo para um extremo para ficar bem claro, o genial (e sem a mínima ironia) Oscar Niemeyer, ou também os fantásticos Vinicius de Morais e Chico Buarque de Holanda são impregnados da cultura europeia, branca e elitista, e apesar de toda a grande consciência política e o grande caráter de todos estes homens a sua arte pouco aporta em termos de uma tradição popular, simplesmente porque os mesmos não vieram do povo.

          Deixo bem claro que não devemos deixar de lado o aporte das influências dos países mais desenvolvidos, seria uma imensa ignorância e perda de tempo da nossa parte, porém negar que do resto do povo de uma tradição e de uma estética original e construída de dentro para fora não pode e não deve ser ignorado.

          • Essa tal de Vânia…

            Euzinha! 

            Na verdade, sugeri uma análise que achei bem superior da Ivana Bentes sobre o tão “maldito” vídeo, antes do Almeida sugerir aquele outro que o GGN acacou escolhendo para postar aqui. 

            Enfim… cada qual no seu cada qual. Mas repito aqui o post para, caso você não tenha visto, leia e veja o que acha.

            https://revistacult.uol.com.br/home/anitta-vai-malandra-ivana-bentes/

            https://jornalggn.com.br/blog/vania/vai-malandra

             

             

             

          • Minha filha mais nova, que é uma branquela, adora a Anitta, ….

            Minha filha mais nova, que é uma branquela, adora a Anitta, e tanto ela como a mais velha (filha nº3, tenho 4) achou tremendamente inclusivo o vídeo da Anitta, ficaram me mostrando os personagens famosos na comunidade e ficaram orgulhosas da Anitta.

            O resto do pessoal tem é sexualidade reprimida e invejosa, não dominam o seu próprio corpo e acham que este é algo solto e longe do intelecto. É uma divisão clássica da cultura eurocentrica.

  36. Justiça?
    PQP . Eita profissão de merda essa de ” adevogado” . Quando 99 % do planeta terra gostaria de ver um ser maléfico como esse, que matou muita gente pela miséria que provocou, e principalmente, por toda sua vida dedicada a provar que roubar compensa, desde que roube muito, na esperança da populacao de que finalmente, no fim de sua velhice, seja condenado a passar algum tempo na prisão, e la vem o adevogado, orientando o cliente a sair de bengalinha , em um verdadeiro escárnio, e dizendo que o pobre coitado está doente. Será que teremos de assistir mais um capítulo da novela Maluf, o ícone da roubalheira que virou instituição no Brasil?
    Se Maluf não tivesse comprado ministros do Supremo como faz há mais de 30 anos, quantos políticos teriam ficado menos a vontade para roubar tanto?

  37. Fornazieri é mais um defensor
    Fornazieri é mais um defensor do estado de exceção. Maluf tem 80 anos e por isso não pode ser preso. O resto é conversa.

    Se prenderem o Maluf, isso servirá de jurisprudência para justificar milhares de prisões de idosos pobres. Ponto final. Nada mais claro e cristalino. Vai pra casa idolatrar Barroso e Dallagnol, Fornazieri.

  38. Por que a pena de morte foi abolida nos países civilizados?

    Por que a pena de morte foi abolida nos países civilizados.

    Ao ver a pena de 21 anos de reclusão que foi atribuída ao maior assassino da Noruega, Anders Behring Breivik, o homem que matou 77 pessoas em sua maioria adolescentes em julho de 2011, fiquei no momento um pouco abalado, porém ao ler o porquê desta pena e a forma que os noruegueses veem a condenação comecei a entender melhor o que é justiça.

    Na Noruega a pena máxima que pode ser atribuída a qualquer um é de 21 anos, e ao fim deste período a pessoa é examinada por uma equipe de especialistas que podem soltá-lo ou mesmo renovar a pena por mais 21 anos. O critério é que acompanhando o apenado, e enquanto o réu continuar a ser um perigo para a sociedade a sua pena será mantida.

    Ou seja, na Noruega como outros países evoluídos em termos de civilização a pena tem por objetivo de recuperá-lo e o prazo de 21 anos serve para avaliar a capacidade de reincidir ou não. Logo o objetivo não é vingança, mas sim recuperação.

    Devido o grau de gravidade do crime de Andres Breivik e o seu comportamento sem mostrar nenhum arrependimento e sem perder as suas convicções de extrema-direita, provavelmente ficará o resto da sua vida preso. Apesar de uma pena que pela própria disposição de Breivik de não abandonar as suas convicções nazifascistas e não mostrar o mínimo arrependimento de seus atos, seja na realidade no futuro transformada em prisão perpétua (provavelmente enquanto mostrar boas condições físicas), o Estado Norueguês não age como um Estado vingador e enquanto na maioria dos estados norte-americanos ele seria levado a pena de morte, a Noruega como outros países civilizados abandonaram a pena de morte, pois acham que não é função do Estado a vingança.

    Breivik assassinou 77 pessoas por motivos que ele diz políticos, ou seja, atingiu basicamente uma colônia de férias de jovens socialistas, e apesar disto não há nenhum movimento na Noruega para mudar a sua pena para a de morte, nem de transformar automaticamente a sua pena em perpétua.

    Como neste ano Breivik reclamou legalmente pelo regime de isolamento que o governo norueguês estava sujeitando-o, colocando numa cela com três peça, TV, Jogos de Videogame, e aparelhos de musculação, a corte de primeira instância deu razão a reclamação do mesmo, apesar disto ele continua isolado dos demais prisioneiros mais por sua segurança pessoal do que qualquer coisa. Em resposta ao resultado do julgamento, Marius Emberland, um dos representantes do Estado Norueguês quanto aos direitos humanos declarou textualmente, “Mesmo uma pessoa como Breivik, condenado por fatos horríveis, deve ser tratado humanamente e com respeito”

    O caso de Beivik é um típico exemplo de uma sociedade que atingiu um grau civilizatório em que a vingança foi tirada do código penal, a justiça é reparadora e tem por objetivo ressocializar o criminoso e não tomar nas suas mãos a vingança.

    A imensa maioria do povo brasileiro acha justa a punição do deputado Paulo Maluf pelos crimes cometidos no seu passado. Porém quando se vê que o criminoso pode simplesmente ser afastado da sociedade num ambiente que não configure uma verdadeira tortura para um homem de 87 anos devemos nos basear no respeito aos direitos humanos, que devem orientar a verdadeira esquerda. Retirar o seu patrimônio amealhado através do furto do Estado isto deveria ser procurado, pois, o produto de seus maus atos não deve render frutos a ele e seus herdeiros.

    O que vale para Maluf deveria valer para a imensa maioria da nossa população carcerária, que numa sanha vingativa da sociedade e de seus prepostos no poder legislativo, que só sabe aumentar penas, ou no poder judiciário em que juízes com olhos com cor de sangue são mais juízes da idade média do que juízes de um Estado civilizado.

    Todo o que foi citado no artigo do professor Aldo Fornazzelli: “Independentemente das falhas da Justiça e do Estado brasileiro, Maluf merece ser castigado porque é um corrupto e criminoso contumaz, que causou donos irreparáveis ao bem público, proporcionando sofrimento e mortes a pessoas desassistidas pela ausência de recursos Estado, apropriados pela corrupção. Sentir piedade por Maluf é ser cruel e desumano com aqueles que não foram atendidos pelos hospitais públicos; com crianças que não tiveram creches; com as mães que não puderam trabalhar porque não tinham com quem deixar os filhos; com aqueles que sofreram diariamente os sacrifícios de um transporte moroso, caro e de má qualidade; com aqueles que tiveram habitação, saúde, educação, cultura e lazer sonegados; com aqueles que viveram uma vida sem dignidade nas periferias de São Paulo pela ausência de recursos públicos.”

    Pode e deve ser levado em conta, porém dois pequenos trechos devem destacados, primeiro o que diz que Maluf merece ser castigado e o segundo que ele é um ser cruel e desumano, me desculpe professor, mas desumanizar alguém e sobre este aplicar a vingança, não são pensamentos socialistas e progressistas, são pensamentos retrógradas beirando as ideologias de extrema direita. Maluf é um ser humano e merece ter o tratamento digno na sua punição que qualquer humano mereça. Como um humano não digo que no calor de alguma indignação que me atinja pessoalmente, não agiria num ato de vingança impensado, porém não cabe ao Estado tomar a vingança contra Maluf nem contra as centenas de milhares de prisioneiros que estão transbordando nas nossas prisões medievais, o que serve para o povo brasileiro que encontram-se sendo torturados pelo Estado nos cárceres desta ditadura pequeno burguesa, serve para Maluf, e não o inverso.

  39. Prisão de Maluf

    Quero dar  os parabéns ao Professor Aldo Fornazieri.

    Maluf não tr sido preso há vinte anos só mostra a falência do sistema judiciário do Brasil, que é veloz apenas para punir os pobres. A lógica dos que defendem que um idoso não deve cumprir pena deveria se colocar no lugar das vítimas. Pela lógica de algums os assassinos nazistas, os ditadores da Argentina (que cumprem prisão perpétua) e outras figuras execráveis deveriam terminar seus dias vendo TV no conforto do lar. E as vítimas, ? E  o sofrimento causado? Maluf apoiou desde sempre a tortura e o assassinato promovidos pela ditadura militar. Roubou o dinheiro do povo sem piedade, viveu como milionário a vida inteira e somente agora foi colocado atrás das grades pelos crimes que praticou.

    Espanta mesmo pessoas que se acham “de esquerda” defender a inutilidade dessa prisão. Com todo respeito à opinião de cada um, ocorre mesmo o que o Professor Aldo assinalou: uma falta de lucidez sobre princípios, sobre o que é certo e o que é errado. Por ter perdido a noção mínima do que é a Ética o Partido dos Trabalhadores se desmoralizou e se transformou em um partido sócio do PMDB e outros do mesmo tipo. Parabéns ao mestre Fornazieri.

    • Nenhum respeito pela sua

      Nenhum respeito pela sua opinião visto que é dada para ao final, discretamente, sorrateiramente, jogar a culpa num Partido, com estapafúrdia alegação de que o PT está desmoralizado e perdeu a noção da Ética. Muitos creem que para o PT ser ético teria que fazer sociedade com o PSTU, não sei se seria o seu caso.

      • E o PT não se desmoralizou?

        O foco inteiro do comentário que você está criticando foram outros asuntos, mas uma observação foi feita ao final acerca do PT, e já te fez “perder o respeito”? Essa é a esquerda que afundou a esquerda no Brasil: a que não aceita absolutamente nenhuma crítica contra o partido que destruiu a própria esquerda por essas bandas, além de ter resultado num retrocesso econômico, social e político sem precedentes para o país. Mais uma vez: com um resultado desgraçadamente arrasador como esse, não há mesmo nenhuma crítica a ser feita ao partido?

        • Errei ! Revi meus erros e

          Errei ! Revi meus erros e descobri que o Partido no Governo que tirou milhões da linha de fome foi o PSDB. E o que instituiu o PROUNI foi o PSB. O Minha Casa Minha Vida saiu do DEM. Também fiquei sabendo que  o Governo Dilma foi o responsável pelo retrocesso sem precedentes, econômico, social e político, porque fez ouvidos moucos aos alertas da Globo, de Eduardo Cunha, do grande estadista Michel Temer, todos escorados pelos patriotas combatentes da corrupção, que de verde-amarelo exerceram a cidadania pelas ruas de nosso Brasil. Não seja modesto, receba seus louros, você estava lá, eu vi.  Meu maior erro, envergonhado confesso: O PT está destruido, arrasado, dia a dia perde filiados (ainda bem que não sou filiado, não preciso desfiliar-me), enquanto o PSTU, DEM. PSDB, PSOL, entre outros, crescem, e crescem, têm o céu por limite. Já que não precisamos mais nos preocupar com a esquerda, que foi destruida, é bom JAIRseacostumando com o grande líder que surge no horizonte, o que me enseja desejar a todos, um Feliz 2018 !

          • Lendo sua resposta vemos como o PT prova o próprio veneno

            O maior erro do PT ao meu ver foi ter satanizado o PSDB e se aliado aos coronéis do PMDB para manter tudo como sempre foi no país. O PT e o PSDB eram os únicos partidos com projeto de modernização do país, mas o cálculo eleitoreiro de Lula não permitiu qualquer agenda comum. Pelo contrário, na falsificação histórica feita por ele, não houve nada que se salvasse no governo anterior (nem a estabilização da moeda, nem Bolsa Escola, nem lei de responsabilidade fiscal, nem agências reguladoras, nada). E agora, supresa! Da mesma maneira se tornou opinião corrente de que nada se salva nos governos de PT. Da mesma maneira que qualquer crítico aos governos do PT era automaticamente acusado de “tucano”, de “gente que não gosta de pobre”, etc, hoje qualquer um que levante a voz para falar algo de bom nos governos do PT é chamado de “comunista”, “esquerdopata”, etc. A direita idiota aprendeu com a esquerda idiota. O PSDB era um partido de centro-esquerda, mas foi considerado pior do que os coronéis do PMDB pela militância, seguindo a lavagem cerebral do cálculo eleitoreiro mencionado. Resultado? Hoje tanto o PT quanto o PSDB implodiram. O PSDB afundou no populismo acéfalo do MBL e nas palhaçadas de Aécio e Dória. Os dois partidos não cumpriram seu dever em JUNTOS modernizarem o país, agora podem ir para o inferno igualmente juntos e de mãos dadas. Vamos ficar nas mãos do PMDB e do centrão por várias décadas, graças à incompetência de ambos em se entenderem. Talvez apenas novos partidos dêem conta do recado, na verdade, já que os dois só fazem afundar e não reconhecem seus erros.

  40. O pessoal fala de Maluf ter

    O pessoal fala de Maluf ter corrompido a vocação do bem público quando dele foi encarregado de cuidar o que, por si só já seria um crime imperdoável (se não vivêssemos sob o leniente capitalismo). Mas esquece-se da participação em crimes bem mais graves como o patrocínio das execuções cometidas durante a ditadura explícita (’64 a ’88) ou ligações prá lá de espúrias com o que de pior houve na polícia civil e militar de São Paulo.

    Bem… a própria ditadura já foi imposta pelo capital. Como nos EUA, é a força do capital privado manipulando poderes públicos, o monopólio da violência e o uso de armas de fogo, para ganhar dinheiro. Mas que Maluf é bem mais que um simples corrupto – como se isso fosse pouco -, disso não há a menor dúvida.

  41. As Instituiçőes estāo “funcionando”.
    Uma prova de que as Instituiçőes estāo “funcionando”: a prisāo do quase nonagenário Maluf como forma de mostrar serviço, como se vê, chutando cachorro morto… … não estou aqui defendendo Maluf e sim criticando esse regime e seu Judiciårio putrefato….ou serå que deverīamos apoiar a cassaçāo de Lacerda sö por ter sido ele nosso inimigo e um dos apoiadores do golpe de 64….aliås, no caso Maluf = golpe de 2016, nāo havia carne mais fresca para ser jogada aos leőes no cumprimento desse calendårio lavajateiro? …evidente que, quem manda nesse país – leia-se Irmăos Marinho – exigiram uma cabeça rolando para disfarçar a desfaçatez desse arremedo de Judiciårio, assim o sistema midiåtico-penal pensa angariar apoio para cometer uma injustiça em 24/1….,,.. depois de tantas pisadas de bola, tendo sido a absolviçāo de Aėcio, pelo menos aos olhos da opiniāo pública, o limite desses flagrantes de parcialidade, alguma carne teria que ser jogada às hienas e, se isso não ocorre, que moral teria a Globo(meu alvo nessa guerra) para mandar Lula para o tronco sem que o ex-presidente tenha cometido crime,,…nāo sejamos ingênuos, afinal de contas nossa elite do atraso só tem de bobo o caminhado: se prenderem Serra, Aėcio, FHC, Azeredo e demais integrantes da quadrilha que tomou de assalto o poder, ah sim, e levem a Globo junto, aí sim, mudarei de opiniāo….enquanto a esquerda faz sua costumeira autocrítica – ou seria areia no ventilador – o Marun estå assaltando a CEF para roubar do povo o seu plano de seguro….jå o Sejomoro tå mais feliz do que pinto no lixo e teve a cara de pau de, juntamente com a Entidade que representa os peritos, mostrar-se a favor das pericias no processo judicial, isso depois de ter recusado todas aquelas que provariam a inocência de Lula…enfim, as Instituiçőes estăo “funcionando” e como estăo, afinal de contas, ajudaram a dar um golpe de estado: menos, viu seu Aldo…

  42. Essa é a esquerda que deu no saco da população, e haveria outra?

    Uma esquerda com malabarismos retóricos mirabolantes para tudo, “capazes” de justificar qualquer barbaridade. Uma esquerda que se considera a priori uma enviada divina dona de todas as verdades e infalível em seus julgamentos. É curioso observar como pagam seus pecados na mesma moeda e não aprendem. Os mesmos que rejeitaram todas as críticas que nos levaram à atual situação não reconhecem seus erros. Os mesmos que falsificavam a história negando qualquer ponto positivo em governos anteriores hoje vêm o mesmo sendo feito em relação aos governos Lula. É um narcisismo doentio que a deslocou da realidade e a afastou da população. Um exemplo: todas as classes sociais têm a violência urbana como uma de suas principais preocupações, e até hoje não se tem um discurso claro da esquerda a esse respeito, deixando aberta a porta para imbecis como Bolsonaro falarem a estupidez que queiram. Em economia não apresentam alternativas a não ser repetir o que quebrou o país. Em política nunca reformaram nada – pelo contrário, fortaleceram o coronelismo – e não vai ser agora que terão ideias novas. O inverno da esquerda brasileira promete durar muito, infelizmente.

    • Meu caro, não é necessário malabarismos retóricos para…..

      Meu caro, não é necessário malabarismos retóricos para ser contra a prisão de Maluf, o que é necessário é ser forte nos seus princípios.

      1º) O que vale para Maluf vale para a imensa quantidade de aprisionados no Brasil em condições desumanas.

      2º) O princípio de ser contra uma justiça meramente vingativa vale para qualquer criminoso, de colarinho branco ou não.

      3º) Exatamente Bolsonaro que atacas é o representante do punitivismo, do encarceiramento em massa e do desrespeito aos direitos humanos.

      4°) Todo o ser humano, independente do seu crime merece um tratamento humano.

      Em resumo, lutar por direitos humanos, não importando quem seja o ser humano, se ou outrora arauto da ditadura, Maluf, ou as centenas de milhares dos brasileiros encarcerados que chega a absurdo que 40% destes ainda nem foram julgados, é uma luta só, agora se é Zé, João, Maria ou Maluf a luta é a mesma. 

      • Sobre os itens mencionados

        1º) Comecemos pelo restante da massa carcerária, então, e não por ele, que tem dinheiro para pagar os advogados mais caros do país e assim fazer valer seus direitos. A esquerda compra uma briga desnecessária com isso.

        2º) Não se trata de vingança, mas punição justa por crimes inomináveis cometidos contra a população. Aliás, sou contra a pena de morte, mas não contra a prisão perpétua. Psicopatas não podem ser regenerados. Maluf deveria passar até o último de seus dias na cadeia. A prisão perpétua é justa nesses casos.

        3º) Encarceramento em massa é o resultado de nossa porca política contra as drogas, por exemplo, e não do combate à corrupção. Corruptos são uma minoria privilegiada, além de serem os piores tipos de criminosos que existem nesse país. Não cabe falar em encarceramento em massa nesse caso.

        4°)  Concordo, mas Maluf não está tendo seus direito humanos violados. Países com prisão perpétua não me parecem violar os direitos humanos…

  43.   Naturalmente é outro

      Naturalmente é outro judiciário, mas estou esperando os defensores da despenalização se insurgiram também contra a prisão do pobre idoso José Maria Marin nos EUA – ou mesmo se retratarem em relação à prisão daquele provecto militar que não mais roubava nem mandava torturar ninguém, o indefeso Pinochet.

      Vocês estão lelés da cuca. Se bem que, depois que o Nassif defendeu a soltura do Eduardo Cunha por “não mais apresentar riscos” (faz-me rir), sobra pouco a dizer.

      E que não venham misturar tais casos ao de Lula, contra o qual NADA foi encontrado.

    • Pois é, quando a justiça chega reclamam!

      Uma mistura que tão fazendo é verem que punir corretamente com prisão um corrupto idoso (e que sempre protelou) será um precedente para prenderem o Lula. Neste caso, paciência, pois devemos cobrar pra agirem corretamente com Maluf, Lula e qualquer um que seja.

      Será que ninguem acha que o Maluf sempre planejou protelar sua condenação p/ quando fosse idoso, com necessidade de mais cuidados, para que cumprisse sua pena em prisão domiciliar? E depois de ter aproveitado a liberdade quando tinha condições fisicas! 

      • E sob a desculpa de blindar Lula, vão acabar com a esquerda

        O PT está conscientemente destruindo a esquerda no Brasil. Já destruiram a economia e a política do país, agora querem acabar de arrasar com a esquerda pelas próximas décadas. É doentio isso.

        • Acho que só fizeram cair a economia

          Eu lembro das pautas bombas do Cunha pra ferra-la e desses congressistas e dou um desconto pros erros dela.

          Aki no MT tem as hidrelétricas Colider, Sinop e Teles Pires que ela mandou construir com um bom porcentual de execução que provam que ela não fez só merda.

          O que piorou na política com o PT? Sempre foram egocêntricos e só fizeram vir à luz o que faziam na sombra!

  44. É de se admirar um cientista

    É de se admirar um cientista político defendendo a prisão. Um instituto cruel, antiquado, punitivo e que sem sombra de dúvida nunca foi capaz de ressociializar ninguém. Me pergunto o que faz uma pessoa gastar uma vida inteira se debruçando em livros de sociologia e política para no final do percurso estar defendendo a pena de prisão. Atitude assim se espera de um algoz, carrasco ou membro do nosso ministério público, mas de um cientista político é bizarro e assustador. É risível alguém defender a pena de prisão e depois falar em “igualdade perante a lei”. 

    • Nos outros casos, acho bom

      Nos outros casos, acho bom como é, mas no caso  de corrupção é um erro terrível. Se para todo cara que fosse pego roubando dinheio público se  desse uns R$ 20 bi para o dito , esse nunca mais iria roubar nada

    • Psicopatas sádicos não tem cura

      A opção seria deixá-los livres para continuarem matando e torturando suas vítimas? É nessas que parece que a esquerda perdeu a noção de realidade, difícil acreditar que li isso.

  45. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome