Metáforas artrópodes e metonímias fungicidas, por Fábio de Oliveira Ribeiro

As vítimas do Cordyceps neoliberal ficam totalmente imunes aos argumentos racionais e científicos. Desorientadas, elas não conseguem mais se identificar com seus próprios interesses.

Metáforas artrópodes e metonímias fungicidas

por Fábio de Oliveira Ribeiro

O Cordyceps é um fungo amazônico. Ele infecta o sistema nervoso central do inseto hospedeiro causando desorientação. Em pouco tempo a vítima morre. Então uma haste cresce na cabeça dela para espalhar esporos do Cordyceps.

O neoliberalismo é semelhante. Todavia, o Cordyceps neoliberal não mata rapidamente suas vítimas. Uma vez infectadas, elas espalham esporos do parasita ideológico durante décadas. Algumas delas conseguem até enriquecer enquanto infectam outras pessoas. Esse é o caso dos pastores Cordycepsgélicos e dos políticos Bolsonirdyceps.

As vítimas do Cordyceps neoliberal ficam totalmente imunes aos argumentos racionais e científicos. Desorientadas, elas não conseguem mais se identificar com seus próprios interesses. Nos estágios mais leves da infeção, o fungo faz a pessoa rejeitar a vacina russa e tomar cloroquina. Nos casos mais avançados, o parasita obriga o hospedeiro a agredir petistas, índios, negros, gays, jornalistas…

A propagação desse fungo pelos membros do Sistema de Justiça tem sido extremamente prejudicial. O Juridicordyceps esvaziou princípios constitucionais democráticos, legitimou processos viciados e torturantes, reforçou o punitivismo e a seletividade penal e produziu inúmeros pseudo-princípios jurídicos como a denúncia criminal fundamentada em convicções, a presunção de culpa e o direito do juiz conspirar com o promotor para prejudicar o réu.

De certa maneira, podemos dizer que os juristas Rubens Casara, Ricardo Valim, Lenio Streck, Carol Provar, Gisele Cittadino e Pedro Estevam Serrano são os maiores especialistas no combate ao Juridicordyceps brasiliensis. A vida desses infectologistas hermenêuticos não tem sido nada fácil. Eles já devem estar com tendinite de escrever tantos livros e textos profiláticos condenando o golpe neoliberal de 2016 e suas consequências jurídicas.

Infelizmente até a presente data nenhum ilustrador ou artista conseguiu representar essa infecção que se alastra pelo Brasil, provocando episódios cada vez mais frequentes de racismo e de bestialidade evangélico-política. Quem fizer isso provavelmente será intimado pela PF a pedido da Secretaria de Comunicação do governo principal beneficiário da infestação do país pelo Cordyceps neoliberal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora