O PT e as esquerdas precisam mudar, por Aldo Fornazieri

O PT e as esquerdas precisam mudar

por Aldo Fornazieri

É certo que o PT não saiu destruído das eleições, mas a derrota para Bolsonaro é grave e pode abrir caminho para o estabelecimento de uma longa hegemonia de direita no Brasil. O PT vem experimentado uma lenta perda do número nacional de votos e as suas bancadas, na Câmara, vêm sendo sucessivamente reduzidas desde 2006. Nesta eleição houve perdas também no número de senadores. Estes são sintomas e sinais de que o partido vem sofrendo uma erosão constante e que poderá se acentuar na medida em que o seu principal líder – Lula – que sempre foi maior do que o próprio partido, vai sendo posto à margem de uma atividade política livre, aberta e direta. Não houve uma tentativa séria para reconhecer e reparar os erros que se sucederam. Além disso, se observa um claro envelhecimento do partido e sua incapacidade de se renovar, de se abrir para novos movimentos sociais e de incorporar a juventude. Em vários estados, o partido se tornou oco por dentro, sem vida interna significativa. Dominado por uma burocracia ineficiente, que serve uma aristocracia de dirigentes ciosos de seu poder, mas igualmente imobilistas.

É fato indesmentível que o PT vem perdendo as ruas desde junho 2013, atuando numa posição defensiva. As eleições de 2014 só foram vencidas graças a um esforço extraordinário de setores da sociedade civil e graças ao caráter deletério da personalidade do concorrente. O defensivismo do partido vem se aprofundando desde o início de 2015, quando se desencadeou o processo do impeachment que resultou no golpe contra Dilma. Aquele processo levou a uma erosão significativa, tanto da base social quanto do apoio parlamentar do partido. O movimento sindical vinculado ao petismo também entrou numa rota defensivista da qual não conseguem sair, acomodado às benesses dos diretores, que agora implodiram com as reformas trabalhistas.

Se o defensivismo político ficou mais evidente desde 2013, o defensivismo moral é mais antigo: encubou-se no processo do mensalão e, de lá para cá, ao menos até 2016, só se aprofundou. Uma força política que opera na defensiva política e moral por muito tempo, mesmo que tenha profundo enraizamento social, tende a enfraquecer-se de forma irremediável. As últimas eleições mostraram que o antipetismo continua forte e que o partido não apresentou uma saída para este problema. Não serão apelos por piedade aos inimigos que irão resolver este problema, mas com uma estratégia clara para enfrentá-lo e uma direção capaz, competente, corajosa e virtuosa.

As direções do PT – a atual e a anterior – mostraram-se incapazes de reagir ao defensivismo e à parda das ruas. Esses dirigentes se esmeraram na produção de fumaça retórica para impressionar a militância, mas foram passivos no combate efetivo. A maior parte dos deputados e senadores do partido também fraquejou no enfrentamento. Não ocorreram mobilizações significativas nem durante o processo do impeachment, nem na consumação do golpe, nem contra Temer, nem contra as reformas trabalhistas e da previdência e menos ainda no processo de condenação de Lula, de sua prisão e de sua exclusão do processo eleitoral. O resultado brutal está aí: Lula e outros dirigentes presos e derrota nas eleições para a extrema-direita.

O imobilismo do PT sob as últimas direções vem sendo mortal para o partido: não se produzem novas lideranças e não se agrega força social sem mobilização e sem organização. O partido perdeu as periferias das grandes cidades e se enfraqueceu no centro-sul do país. Em consequência disso, Bolsonaro conseguiu avançar sobre parcelas importantes de votos lulistas. As mobilizações da direita, desde 2013, tanto nas ruas quanto nas redes sociais, produziram novas lideranças, dentre elas algumas campeãs de votos para o legislativo. O resultado foi a alavancagem do PSL, mas alguns líderes emergentes de direita se elegeram também por outras legendas. Já o PT mais reelegeu deputados do que abriu espaço para novas e jovens lideranças.   

A vitória de Bolsonaro e a prisão de Lula marcam o fim de uma fase e o início de uma nova na política brasileira. Os partidos de esquerda e progressistas não podem considerar que há uma continuidade da normalidade política. Todos eles deveriam convocar congressos partidários, redefinir seus programas, suas estruturas organizativas, suas práticas, suas políticas de comunicação com a sociedade, suas estratégias e escolher novas direções. Direções fortes, competentes, social e politicamente reconhecidas, capazes de angariar respeito, reputação e organicidade aos partidos. Direções com capacidade de articulação e interlocução interna e internacional.

No caso do PT as necessidades de mudanças são evidentes. Fernando Haddad emergiu como a maior liderança nacional do partido. O PT do Nordeste, pelo número de governadores e de deputados eleitos, é o principal baluarte do partido. O PT precisa aproveitar este momento afirmando mudanças que reflitam esta nova realidade interna e consonância com a realidade externa ao partido, com a nova realidade da política nacional.

Se o PT for um partido prudente elevará Fernando Haddad e Jacques Wagner à condição dos dois maiores líderes da legenda, ocupando os dois cargos mais importantes na hierarquia do partido. A intensificação e o agravamento da luta política no próximo período requer que os partidos sejam comandados por lideres fortes e reconhecidos. Partidos comandados por lideranças fracas tenderão a se enfraquecer. Tal como o PT deveria elevar Haddad à condição de presidente (não o Haddad o primeiro turno, mas o do segundo turno, mais enérgico e com mais autoridade), o PSol deveria elevar Guilherme Boulos, o PCdoB Manuela D’Avila, e o PDT Ciro Gomes para as respectivas presidências dos partidos.  Este é um requisito para uma oposição forte e para o fortalecimento da própria oposição.

Se isto não for feito, o tempo será duro e implacável com as esquerdas e com os progressistas. Eles não terão percebido a excepcionalidade do momento em que estamos vivendo. Não terão percebido o agravamento do sentido trágico do nosso país e de seu povo. Não terão percebido as mudanças urgentes que são exigidas dos próprios partidos oposicionistas. Não terão atentado para as  duras a réplicas da realidade e para a gravidade das advertências que essa realidade emite. Na sua soberba, no seu comodismo, no seu imobilismo, serão condenados pela verdade do tempo de do desengano por não fazerem o que precisa ser feito.

Aldo Fornazieri – Professor da Escola de Sociologia e Política (FESPSP).

 

52 comentários

  1. Mobilizar militancia?

    O PT nao envia email, whatsapp, nao chama os filiados para nada eletronicamente. Como participar se tratam o partido como “caixa preta”?

    • Burocracia e Poder

      BRUNO: você já ouviu falar em “centralismo democrático” ?

      Analise todo o processo que culminou com a eliminação da candidatura de Marila Arraes ao governo de Pernambuco. Em seguida, leia o artigo “Domingo Sangrento” de Ricardo Cappelli, publicado neste GGN em 07 de Agosto (portanto, DOIS MESES antes das eleições). São fatos esclarecedores que indicam que o PT precisa mudar para voltar a ser a esperança que já foi.  

  2. Quais foram, afinal, os erros do PT de que tanto se fala?

    Todo mundo diz que o PT errou mas ninguém aponta os erros.

    Na verdade, o PT está sendo perseguido pelos seus acertos, não pelos seus erros. Se fosse pelos erros, o Michel Temer e o Aécio Neves, entre muitos outros políticos, estariam na cadeia, e não no Planalto nem no Congresso.

    • Frente Democrática sem tutor

      RUI: eu poderia listar dezenas de ACERTOS relevantes do PT e, de outro lado, vários ERROS decisivos nos 12 anos de PT no governo federal.  Mas penso que o correto é que os próprios petistas façam internamente essa avaliação (sem medo, sem arrogância). Todos os filiados e não apenas os burocratas dirigentes.

      Olhando pra frente, nós democratas precisamos reunir todas as forças possíveis e formar uma frente ampla. É importante que o PT, por sua grandeza como organização, participe. Como parceiro e não como  tutor. Propondo e não impondo. Mas as notícias indicam que os burocratas do PT nada aprenderam com o desastroso resultado eleitoral e querem novamente impor sua posição hegemônica na Frente em formação. Se for assim, fudeu… 

       

  3. Todo mundo fala que a
    Todo mundo fala que a esquerda tem de mudar. Mudou o Natal ou mudei eu? Pergunta Machado. Será que Pulitzer não estava certo que com o tempo uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta fomara um público tão vil como ela. Não podemos isentar a responsabilidade do eleitor ao eleger Bolsonaro. Eles sabiam o que ele dizia,acreditava e odiava. Querem que a esquerda faça o mesmo? Ou acreditam que a esquerda pode converter pessoas. Eles tem o dinheiro e as midias, sempre tiveram mais dinheiro e mídia que a esquerda! A eleição foi fraudada pelos empresários via redes sociais pagas. Quanto a isto não há argumentos!

    • Querer se iludir é outra coisa

      As últimas semanas do pleito presidencial desmente toda sua narrativa de forma tão cabal que você querer se iludir é apenas um mecanismo de defesa para não entrar em desespero por não entender o que aconteceu no Brasil nos últimos anos.

      Essa insistência da grande maioria dos comentadores de blogs sujos com a imprensa golpista e as teorias conspiratórias mais amalucadas foi desmentida em 15 dias!

      A derrota do Haddad teria se dado por uns 20 pontos, mas o movimento de pessoas que foram às ruas simplesmente conversar com outras pessoas foi capaz de reduzir a diferença em 10 pontos!

      Ninguém me disse, eu vi. E vi o seguinte relato:

      – Eu votaria no Lula, mas como ele não é o candidato, vou votar no Bolsonaro.

      – Por que o senhor não vai votar no Haddad se ele é o candidato do Lula?

      – Ah, o Lula é forte, o Haddad é fraco, não vai ter a mesma força pra mudar as coisas. O Bolsonaro também é forte, ele consegue, o Haddad não.

      Pois é meu caro, as pessoas formam suas ideias das maneiras mais tortas possíveis. Esse voto não deu pra virar, mas muitos votos deram.

      O que a campanha do segundo turno mostrou é que quando se sai do gabinete e se vai pras ruas, é possível fazer política de verdade, conversar, debater, discutir, convencer ou não, mas é do jogo.

      O que de fato não dá mais é insistir na política de gabinete que nos trouxe até aqui.

      Vamos parar de apelar pra muleta da Globo (ou do WhatsApp) e fazer política onde ela tem de ser feita: nas ruas.

  4. A CENSURA CHEGA SER MARAVILHOSA

    Quando revela toda a verdade do Estado Absolutista destes 88 anos de Fascismo de Esquerda. Golpe Civil-Militar Fascista Esquerdopata inaugurado em 1930. Ditador Caudilhista tornou-se em Símbolo de um País que então buscaria o Progresso e Democracia. Toda Elite que ascende juntamente com o assassino replica tamanha mentira por quase 1 século: Sindicalismo Pelego como dos Professores. Indústria do Analfabetismo. UNE, OAB, USP, Universidades Federais e seus Feudos Doutrinários. “Madrastas” tentando prolongar Gerações de Fundamentalistas e Fanáticos. Entendemos a CENSURA. Sintoma deste Estado Fascista Esquerdopata. Não à toa sua origem no Brasil tem Protagonistas parceiros e ditadores? Carlos Prestes e Getulio Vargas. “Conheces a Verdade. E a Verdade Vos Libertará”.  

    • CARO PROFESSOR

      Está contente em tomar tantas porradas dos ‘seus’? Imagine então, alguém de fora que busque o diálogo? Diálogo com Extremistas? Com Fundamentalistas? Com Fanáticos?  É o que se realiza quando se promete Democracia partindo de um Caudilhismo Ditatorial e seus Tentáculos. 88 anos de nossa História. Plantaram beterraba, queriam colher jiló? O Brasil é de muto fácil explicação.P.S Mas a culpa deve ser dos ‘outros’. abs.     

  5. MUDANÇAS NA ESQUERDA

    Bom dia

    A derrota e o que dela virá expos o esgotamento das práticas políticas do PT.

    Erros e mais erros, muito bem apontados nos artigos do Prof. Aldo e de outros pensadores. Não adianta afirmar que o quadrado é redondo. Muitas decisões erradas foram tomadas. Em São Paulo, Rio de Janeiro e no Sul do país o PT foi massacrado, essa é a verdade. E não adianta falar em anti-petismo e campanha da mídia. A  direção partidária não previu isso?  A direção esperava uma mão estendida da Rede Globo, Revista Veja e Fiesp?  A expressiva votação obtida por Haddad se deveu muito mais aos seus méritos pessoais, não ao partido.

    A direção atual do PT exemplifica bem a decadência do partido. Os parlamentares são figuras apagadas, com honrosas exceções. O distanciamento das periferias, engolidas pelas igrejas neopentecostais resulta no que vimos: pobres e miseráveis elegendo figuras racistas e que massacrarão ainda mais os pobres.

    Ou o PT muda ou acaba. 

    Oxalá a direção partidária e os militantes leiam o lúcido artigo do Prof. Aldo.

    Um abraço a todos e vamos à luta. 

    • PT vai boicotar a Frente Ampla ?

      NELSON: muito antes das eleições, um petista sobre o qual não pode cair qualquer acusação (tem sido utilizados os qualificativos de traidor, canalha, direitista, etc. para atacar quem indica erros), apontou a saída para o PT. Trata-se de Gilberto Carvalho, amigo íntimo e pessoa da mais alta confiança de Lula. Gilberto afirmou que o PT afastou-se das bases e imobilizou politicamente os trabalhadores. Para ele o PT precisa voltar às suas origens, ou seja, restabelecer a ligação com as bases sociais que fundou o partido na década de 80.

      Mas eu vejo notícias de que os burocratas do PT querem impor Haddad em liderança da oposição. Ou seja, o PT continua colocando como prioridade política a sua hegemonia no campo institucional. Ocorre que isto não é mais aceito pelos partidos que sempre foram aliados. Então, parece que o PT não aprendeu nada com a derrota que legitimou um ignorante fascista e que fora prevista, alertada, gritada por políticos, jornalistas, analistas, cidadãos comuns… 

    • Noves fora… nada…
      O desconhecimento sobre o PT sua história e sua dinâmica eu até entendo…

      Mas isso somado a desonestidade sobre a análise do quadro todo é de doer os olhos.

      Vamos aos fatos:

      O PT NUNCA arranhou a hegemonia da direita em SP, no RJ ou na região Sul.

      O PT morreu no RJ desde 1998.

      De lá para cá nos tornamos uma correia de transmissão da Executiva Nacional nas alianças com o centro.

      No Sul, nossa breve história de sucessos eleitorais foram algo bem próximo da República de Curitiba que estaria por vir… moralismo politico-admnistrativo a moda dos vestais Genro e Dutra…

      Ótimos para frades franciscanos… péssimos para política.

      SP é um caso a parte… na verdade, desde 1932 essa merda de porção territorial deveria ter se desagregado do resto do país…

      Pelo menos não teria drenado tanto o tempo esse país por tanto tempo… politicamente e economicamente…

      SP é um câncer demorado… reicidivo…

      Então… quando alguém avalia a situação do PT por essas regiões… só deve estar de brincadeira…

      E olha que o desempenho atual, tomando por base os últimos anos, não foi dos piores…

      O grande e grave problema atual é que a única coisa “certa” a fazer para esses bobocas anti PT é criticar o PT…

      Ok… Ok… façam… mas pelamordedeus… façam direito…

      Estão mais próximos das cretnices ditas pelos bolsopatas que imaginam estar…

      “O PT abandonou as bases” rsrsrs… quem dentre nossos varões da esquerda esteve próximo a elas?

    • Bom dia
      A derrota e o que

      Bom dia

      A derrota e o que dela virá expos o esgotamento das práticas políticas do coroné gomes.

      Erros e mais erros, muito bem apontados nos artigos do Prof. Aldo e de outros pensadores. Não adianta afirmar que o quadrado é redondo. Muitas decisões erradas foram tomadas. Em São Paulo, Rio de Janeiro e no Sul do país o coroné gomes foi massacrado, essa é a verdade. E não adianta falar em anti-cirismo e campanha da mídia. A  direção partidária não previu isso?  A direção esperava uma mão estendida da Rede Globo, Revista Veja e Fiesp?  A inexpressiva votação obtida por coroné gomes se deveu muito mais aos seus deméritos pessoais, não ao partido.

      A direção atual do PDT exemplifica bem a decadência do partido. Os parlamentares são figuras apagadas, com honrosas exceções. O distanciamento das periferias, engolidas pelas igrejas neopentecostais resulta no que vimos: pobres e miseráveis elegendo figuras racistas e que massacrarão ainda mais os pobres.

      Ou o PDT muda ou acaba. 

      Oxalá a direção partidária e os militantes leiam o lúcido artigo do Prof. Aldo.

      Um abraço a todos e vamos à luta. 

  6. Arf
    Cansa… E como cansa…

    O PT pode permitir uma longa hegemonia da direita?

    Olha… ou o meu conceito de hegemonia está equivocado ou o Aldo andou bebendo absinto estragado.

    Desde quando a direita perdeu a hegemonia nesse país ou na porção Ocidental do planeta?

    Depois o velho truque: o título fala da necessidade de mudança do PT e das esquerdas mas o texto fala apenas do… do… do…? Ganha um chopes e dois pastel quem adivinhar…

    E nós queremos saber: que esquerda existe além do PT?

    O que essa esquerda tem feito?

    Qual a parte dela nessa “auto crítica”?

    E não me venham com o progressismo do el Cid gomes (um modo de chamar de centro direita canibal que usa talher)…

    Muito menos com essa posição escrota manifestada por Manoela no blog o cafezinho (do imbecil cirista Rosário).

    Será que no cérebro dessa gente não repousa o menor bom senso de imaginar que o PT esteja sob tão duro ataque desde 1980, é justamente pelos seus acertos e das possibilidades históricas que trouxe para a luta de classes nessa latrina capitalista setentrional?

    E que no mundo todo… até na ex-URSS, a esquerda sempre restou a posição reativa frente ao comando da agenda política que sempre esteve nas mãos dos donos do capitalismo mundial?

    Claro que isso não absolve o PT de seus erros táticos e estratégicos… mas quando é que foi que o PT se mostrou um partido anticapitalista?

    Bom… Eu militei no partido por 30 anos e nunca vi essa tese como hegemônica.

    Quem disse que faria a revolução saiu com Cyro Garcia ou com o psol…

    Hehehe… psol e revolução é piada de mau gosto… eu sei…

    Então como um partido pró sistema… institucionalista poderá se comportar como anti estamento?

    Nunca!

    Xingar a direção partidária do PT de burocrática e imobilista resolve o que mesmo?

    Afinal… em que partido ou que ação política legítima esse lenha lenga semanal que Nassif publica aqui?

    Como aldo faria diferente?

    • Arrogância e prepotencia

      Esse Nender é pura arrogância e prepotência. É um bolsonarismo de esquerda. Despreza os outros como muitos outros petistas e depois querem o seu apoio. É essa arrogância que vem fazendo com que o PT dessa cada vez mais ladeira abaixo. Semeiam arrogância e colhem derrotas sucessivas. Se você está cansado vá pescar ou parede ler o que te cansa. Seja minimamente descente e saia da escrotidão.

      • Arf
        Mas estou pescando… Olha você mordendo a isca…

        Mas é daqueles peixes que a gente devolve…

        Não serve para nada…

        Argumento? Nada…

        É um tipo incomum de peixe, tipo baba ovo…

        Arrogância?

        Então vejamos:

        Veio Marina e o PT foi arrogante… ingrato… etc… etc…

        Olha Marina…

        Veio o Ciro… o coronel de Harvard… o PT é isso é aquilo…

        E olha o que restou do Ciro… se já era de baixa estatura antes… saiu da eleição devendo caráter…

        Eu estou extremamente infeliz que o PT seja ainda a única alternativa de militância política no campo da esquerda (ao menos a única que pode ser levada a sério)…

        Mas é aí? Quem se habilita a suceder o PT?

        Onde?

        Quem?

        Rsrsrs…

        É uma graça ler esse pessoal criticando o PT a bordo dos piores argumentos e atitudes que se possa ter no campo da esquerda… incluindo aí o moralismo versão Curitiba.. m

        Oxalá que o PT se transforme em instrumento de luta anticapitalista e cada vez mais distantes desse farisaismo progressista..

  7. Voltem a falar com a população

    Se a esquerda em sua inteireza não der um passo em direção aos evangélicos e dialogar com esse segmento, fadado estaremos a perder as proximas eleições, pois esse meio é o mais conservador e pouco esclarecido que se tem no Brasil e não gosta de “comunistas” e introjetou o antipetismo. 

    Além de oposição ao governo, o PT, PSOL, PC do B e o que sobrou de esquerda no PDT e PSB devem fazer militância com didatismo com essa população, falando a lingua que elas entendem. O governo Bolsonaro promete ser muito ruim, mas isso não significa que Sergio Moro ou a direita não serão reeleitas no proximo pleito eleitoral. 

  8. Acho que esse Aldo é retardado

    Primeiro o cara fala que o PT precisa mudar, depois ele fala que precisa elevar Jacques Wagner e Fernando Haddad a lideranças do partido. Ora, se não é irônico, é no mínimo, idiota. Primeiro porque Wagner e Haddad vêm da tendência Mensagem ao Partido, que alçou ao poder, diversos nomes horripilantes que levam o PT à direita, à capitulação, ao medo com relação à direita, e não, ao enfrentamento. Se o PT quer mudar, ele deve, imediatamente, dar uma guinada em direção às tendências socialistas ou mais radicais, como a Democracia Socialista e a Articulação de Esquerda. Insistir nesses nomes velhos é chover no molhado. Além disso, incorporar os movimentos de Luta nos Bairros, as Brigadas Populares, o MTST, os movimentos sociais mais radicais, mas não para controlá-los, mas apoiá-los. Se o PT quer mudar, a primeira coisa é fazer  a Burguesia cagar de medo. Mas o que o PT faz é colocar uma caralhada de bundões e aristocratas ou corruptos na liderança do partido. E o pior é um senhor como esse Aldo, vir com essa conversa fiada. VÃO PARA A PUTA QUE PARIU, CACETE!!!

    • Bolsonarismo de esquerda

      A tua linguagem e a tua argumentação é típica de um bolsonarista de esquerda Morhamed Dias. É assim que pretendem ganhar voto. Se é para ser fascistóide deixe que a direita seja, pois ela faz isso com competência.

  9. Nossa esse Aldo não tem

    Nossa esse Aldo não tem assunto. Vive e sobrevivie de criticar o PT. O pior é que cria um cercadinho só de víboras que se locupletam com a eterna choramingação sobre os erros do PT. O Nassif dá voz para ele mas não dá para quem poderia falar na defesa do PT e de suas políticas. Festival de oportunismo.

  10. O PT não é “esquerda”.

    O PT não é “esquerda”. Seus governos são infinitamente melhores para a sobrevivência imediata e urgente dos mais vulneráveis do que os da “direita” mas no máximo o PT quer um estado chamado de “bem-estar social”, uma conciliação instável entre capital e trabalho, chinês de circo equilibrando 50 pratos sobre varas flexíveis de bambú. Só em sociedades de pessoas muito aliciadas pelo Capital se consegue chamar o PT de “esquerda”. Onde já se viu uma “esquerda” que fomenta desde o pequeno até o agigantado empreendedor capitalista, como faz o PT? Onde já se viu uma “esquerda” que chama de evolução o aumento do consumo?

    Teria que educar as pessoas, fornecer material para que pensassem, refletissem e não induzí-las. Esse negócio de indução é com as “direitas”. A “esquerda” demanda inteligência e discenimento, esclarecimento, liberdade e consciência…

  11. Arf
    O mais assustador nessa e em outras análises do petecentrsimo (um tipo de analise que coloca o PT como Centro de tudo… geralmente para o pior)é o esquecimento da perspectiva histórica ampla:

    Em todos os momentos da história, seja no Brasil ou no mundo, cada passo da sociedade rumo a ampliação de inclusão e direitos (ainda que intactas as estruturas que causam as desigualdades)advieram fortes movimentos reacionários, com forte apelinao uso da violência como arma política.

    Vejamos:

    O terror jacobino pós 1789.

    O período pós Comuna de Paris.

    A restauração nos EUA… que suprimiu cada direito garantido ais negros pós secessão…

    O período Thatcher…

    A era macartista.. E depois a era Reagan como resposta as décadas dos direitos civis…

    Tantos outros exemplos…

    No entanto… por aqui.. só a cegueira…

  12. “Lembre-se de quem você é” (Mufasa em Rei Leão)
    Vou comentar de maneira conservadora alguns pontos do texto do Prof. Fornazieri. Acho bom o amadurecimento tanto de pessoas como de coletividades, numa nação repleta de adolescentes de 35 anos ou mais. Permita-me então cordialmente observar…

    “Além disso, se observa um claro envelhecimento do partido e sua incapacidade de se renovar, de se abrir para novos movimentos sociais e de incorporar a juventude. ” Ora, se o envelhecimento é inevitável e claro isto se deve a própria mudança nas relações de produção ou somente na tecnologia? De uma sociedade industrial dependente donde nasceu e cresceu o PT em sua infância, onde fez sua 1a comunhão na ICAR para numa sociedade informacional que avança para a uma “sociedade do cansaço” da ideologia da autoajuda e da prosperidade calvinista. Renovar ou recuperar um projeto de soberania nacional ? Novos movimentos sociais com pautas identitárias ? O PT deve voltar a ser católico, a religião dos assalariados. O calvinismo é a praia do empreendedorismo. Não que a única saída seja coletiva, como dizia o antigo povo do PC do B, mas o contrário disso é a utopia concorrencial do sr. Adam Smith.

    “Em vários estados, o partido se tornou oco por dentro, sem vida interna significativa.” O PT de SC parece que foi varrido e o PSOL, PCO, PSTU, PC do B não ocuparam o lugar. Bolsonaro teve mais 80% dos votos em Joinville. São todos empreendedores agora? A esquerda deve reconquistar as regiões perdidas com paciência e planejamento. Não tem mágica. Os trabalhadores assalariados continuam em seus empregos e cidades. Nas cidades berço do PT e CUT do sudeste, a defensiva é um ponto de apoio (lembra do Lenin) que deve sair de sua caverna, dos gabinetes. Se “a vida interna não é significativa”, o dialogo direto com o povão será valiosa como foi no 2o turno.

    “Dominado por uma burocracia ineficiente, que serve uma aristocracia de dirigentes ciosos de seu poder, mas igualmente imobilistas.” Aqui realmente vale comentar o papel de bloqueio do lulismo que houve em vários momentos, fruto de uma adaptação ao republicanismo (afinal isso é positivo?) e a visão despolitizadora sim dos governos petistas. Não acho que a burocracia tenha sido imobilista por inércia. Ao contrário ela se moveu, se empenhou para bloquear a ação antissistema da classe trabalhadora e juventude. Que fazer então ? Escanteá-la ou liquidá-la ? Não, mil vezes não. Corrigí-la. Se ela está descolada da vida real por conta de um salário garantido pelo seu cargo e certa estabilidade de mandato eletivo, deve-se reduzir o valor de todos os cargos para um teto de operário especializado. Isso tem que valer também para deputados, prefeitos, governadores etc. Isso pode aumentar até a quantidade de militantes profissionalizados. Sustentar uma imprensa alternativa e nacional. Algumas igrejas distribuem mais de 2 milhões de jornais semanalmente. Leitura regular é essencial para recuperar e furar o bloqueio do PIG.

    “O futuro dos trabalhadores, será obra dos próprios trabalhadores.” (F. Engels)

  13. O PT reconhecer os erros, o cacete!
    OPINIÃOPT reconhecer os erros, o cacete!EDMO SINEDINO 0 PT reconhecer seus erros, o cacete! Não suporto mais essa ladainha idiota de doutorandos, doutorados, mestrados, cientistas iluminados cheios de frescura e pompa. Erros do PT a puta que os pariu! O Partido dos Trabalhadores leva pau desde que nasceu, apontado várias vezes como depositários de todos os cães do inferno, e mesmo assim, desde a maldição da ditadura  vem se sustentado, segurando essa bandeira esburacada, amassada, vilipendiada por não atender aos anseios da elite canalha desse Brasil. PT reconhecer seus erros, o cacete! A imprensa podre, inominável, principal responsável pela desgraça que vivemos é poupada e não diz, não mostra, ninguém mostra que esse país viveu democracia de verdade somente sob o comando dos “comunistas” do partido. Entreguistas sebosos responsáveis pela lavagem cerebral, colocando todos os políticos no mesmo saco podre e fazendo surgir esses zumbis dementes eleitores de Bolsonaro. PT reconhecer seus erros, o cacete! O melhor governo que esse país já teve, que diminuiu a desigualdade social e mortalidade infantil, deu emprego, renda, moradias, poder de compra, salário melhorado, faculdades construídas, outras tantas recuperadas, IFs; brancos, negros, índios, gays, tendo direitos iguais, sorrisos iguais. Um país feliz com programas elogiados no mundo todo,  obras maravilhosas como a transposição e outras mil que a gente nem fica sabendo, e esse mequetrefes borra botas boçais com essa história doente, repetida à exaustão. PT reconhecer seus erros, o cacete! Dos 518 anos de Brasil, o PT governou quatorze, mas ninguém fala da rapinagem dos portugueses, dos monarquistas, dos coronéis eleitores dos republicanos, se passa a mão na cabeça dos escravagistas, dos ladrões da política “café com leite”, dos bandidos milicos impunes responsáveis por trazer à tona todos os ladrões que estão em voga, da nova e velha república dos assaltantes tucanos da inominável privataria de todos os escândalos encobertos, entre eles o do Banestado ignorado pelo “paladino” e vêm querer apontar o dedo na direção dos vermelhos! PT reconhecer seus erros, o cacete! O partido tem o Lula da Silva que ganharia eleição no primeiro turno, amado pelo povo, preso de forma canalha, injusta, e esse político , que é “O CARA” não ter o direito de escolher, de planejar seu substituto? Tinha que oferecer, arregar, se abaixar, bajular um porra louca que já havia feito sinais para o Deus e o Diabo na terra dos corruptos de direita, inclusive? Nunca no Brasil! Eu também mandaria o Ciro Gomes procurar sua turma. PT reconhecer seus erros, o cacete!  Reconhecer, agradecer, os acertos do PT e cobrar, isso sim, uma unidade que nunca tivemos dos partidos de esquerda, aí sim, concordaria, vamos reconhecer os erros de todos nós, principalmente os erros de omissão em relação a tudo que não fizemos pelo nosso estado e país, numa junção de partidos e ideias que podem mudar e nos trazer algo de bom. Por fim, neste meu texto desabafo, de um lascado que mal sabe juntar frases, que aprendeu o pouco na marra, na leitura e no sentir, um apelo para as mentes brilhantes ajudarem numa “relavagem cerebral” no Brasil (mais a sul que a norte) com a criação de uma imprensa alternativa, decente, democrática que tenha coragem de apontar os erros de todos, mas de todos, de forma democrática, pois tenho a mais absoluta convicção que vem daí, reafirmo – Veja, Globo, Estadão e afins; tevês com seus programas policiais podres, com seus sujos apresentadores candidatados a candidatos, dos bispos de igrejas evangélicas canalhas, dos altares de alguns católicos malditos e etc – a maior desgraça  do povo brasileiro.    ResponderEncaminhar                      

    • Concordo em “gênero, número e

      Concordo em “gênero, número e grau”. PARABÉNS pelo desabafo. Adorei o “cacete”. Estou super afim de me filiar ao PT. Como diz um comentarista do 247. A luta será longa e feroz.

    • A turma do amigaço dos
      A turma do amigaço dos coronéis cearenses e tucano enrustido votou em peso a favor do impeachment de Dilma, ninguém reparou que essa seja a causa de Lula não confiar nessa gente??? Com aliados assim, quem precisa de inimigos??? Aliás, são fiadores do golpisto e agora deram uma bela ajuda pra eleição do Mefistófeles, os profexôs, sim tem mais de um, que tanto cobram o PT, não vao cobra-los????

  14. Contemplado
    Aldo, gosto, no geral, das coisas que vc escreve, mesmo qdo discordo. Não costumo comentar muito, mais qdo faço, prefiro elogio à critica. Mas fui lendo esse texto tive muita vontade de te xingar imediatamente. O legal é nem vou precisar fazer isso. A galera já disse o que eu pensei é até um pouco mais. Me sinto contemplado. Obrigado a todos.

  15. Nao gostam do PT Nao votem nele, mas DEIXEM O PT EM PAZ!

    Esse eterno mimimi. O PT é o melhor partido deste país. Nao precisam concordar com isso, mas, se nao acham isso e nao sao petistas, porque tanta ênfase em analisar o partido? Fundem outro, que nao faça esses “erros”. Deixem os petistas decidirem a política do partido.

  16.   Mais uma do Aldo? Vamos lá

      Mais uma do Aldo? Vamos lá para uma brincadeira – antes, pergunto: se até um conceituado analista mal consegue fugir do centralismo petista, por que cargas d’água tanto se fala do partido? E o “resto” da esquerda? Parece algo freudiano. Em oposição ao asqueroso “Brasil: ame-o ou deixe-o”, temos o “PT: deixe-o e odeie-o”.

      Conclusão: a quase totalidade da esquerda não vive sem o PT, principalmente para criticar.

     

    O PT e as esquerdas precisam mudar

    1º parágrafo:

    “É certo que o PT não saiu destruído das eleições, mas […]”

     

    2º parágrafo:

    “É fato indesmentível que o PT vem perdendo as ruas desde junho 2013 […]”

     

    3º parágrafo:

    “Se o defensivismo político ficou mais evidente desde 2013, o defensivismo moral é mais antigo: encubou-se no processo do mensalão […]”

     

    4º parágrafo:

    “As direções do PT – a atual e a anterior – mostraram-se incapazes de reagir ao defensivismo […]”

     

    5º parágrafo:

    “O imobilismo do PT sob as últimas direções vem sendo mortal para o partido […]”

     

    6º parágrafo:

    “A vitória de Bolsonaro e a prisão de Lula marcam o fim de uma fase e o início de uma nova na política brasileira. Os partidos de esquerda e progressistas não podem considerar que há uma continuidade da normalidade política” (arre, falou de outros partidos!)

     

    7º parágrafo:

    “No caso do PT as necessidades de mudanças são evidentes.”

     

    8º parágrafo:

    “Se o PT for um partido prudente elevará Fernando Haddad e Jacques Wagner à condição dos dois maiores líderes da legenda […] o PSol deveria elevar Guilherme Boulos, o PCdoB Manuela D’Avila, e o PDT Ciro Gomes para as respectivas presidências dos partidos. “

     

    9º parágrafo:

    “Se isto não for feito, o tempo será duro e implacável com as esquerdas e com os progressistas. “

     

     

  17. PT 2019?
    Deverá o PT ficar junto as bases que votou pela morte da minoria, pela fim da aposentadoria, pela perseguição a toda voz contaria. Contra os gays e os comunistas. Deverá ficar junto de Deus e da família, ou seja princípios que estão no mundo das idéias.
    O intelectual deveria lembrar que o PT lutou contra todos o status quo da sociedade. Boa como o mercado que financiou seu fim.
    Acho que os petistas deveriam ficar gritando todos os dias queremos um estado de bem estar social.

  18. A “ruindade do PT” é a

    A “ruindade do PT” é a desculpa da direita pra se sentir à vontade na roubalheira.

    “Ufa! O PT é uma merda. Vamos continuar a rapinagem.”

    E é pau no povo, pau no trabalhador, num sadismo pra além de Saló.

    E é o colapso social, de onde vem o pé-de-chinelo destroçado de corpo e alma, o culpado útil do sistema penal, que coloca medo na população e que, por consequência, justifica o pau no povo.

    Foi fácil criticar o PT no campo dos próprios progressistas, deixando o flanco aberto pra direita. Haddad sabe disto. Passe Livre, cadê eles mesmo?

     

  19. PT E A TÁTICA DO AVESTRUZ ARROGANTE

    Boa noite a todas e todos

    Um abraço ao Marcos Videira

    Cada um tem o direito de pensar o que quiser. Li várias respostas raivosas ao texto do Prof. Aldo. Não tenho procuração para argumentar por ele. Falo por mim.

    Batalhei pelo PT desde 1982 (sou velho pra burro). Militância na vontade, sem dinheiro nenhum, fazendo panfletagem em feiras nas periferias. O partido, não se pode negar, contribuiu muito para a inclusão dos mais pobres, para a politização de muita gente, sem falar nas conquistas. Quem é mais velho vai se lembrar do governo da grande Luíza Erundina como prefeita de São Paulo; eu era professor na rede municipal e sou testemunha; o período de Lula e parte do governo de Dilma tem grandes méritos, ninguém nega..

    Mas não podemos tirar o pé da realidade e negar o que ocorreu.

    Parte da liderança se corrompeu. Como podemos justificar uma figura como Palocci, multimilionário num partido de “trabalhadores”; agora é delator. José Dirceu, com toda a sua história. Cito apenas esses dois que eram da estrita confiança de Lula.

    Além de tudo o que o Prof. Aldo apontou, há que se mencionar que o personalismo de Lula revelou-se um desastre. Bloqueou a ascensão de novas lideranças e  ele  (era o líder maior) cometeu vários erros: apenas como lembrança: aliança com Garotinho e Sergio Cabral no Rio de Janeiro (o PT era forte no Rio e hoje o que é?); aliança com Paulo Maluf em São Paulo – sem comentários; aliança com Sarney – sem comentários; isso sem falar nos gedeis e outras figuras sinistras que foram ministros nos governos petistas. 

    Enquanto esses acordos eram feitos, nas periferias as igrejas neopentecostais faziam o que faziam (e digo que tenho o maior respeito pela fé das pessoas).

    Agora, como lembra o Marcos Videira, Gleisi já fala em Haddad (um homem da maior integridade) comandar a oposição. Não seria a hora de ter humildade e sentar com os partidos mais à esquerda em pé de igualdade e com respeito ouvir sugestões e traças planos comuns? Gleisi fala por ela ou por Lula?  Não seria o caso de convocar uma reunião mais ampla do partido para tomar decisões?

    Não aprender com os erros é estar condenado a repeti-los. De erro em erro chegamos à figura eleita semana passada.

     

    Um abraço a todos e vamos à luta.

    • Noves fora… nada…
      Continua a desonestidade…papo furadissimo…

      Entrei no PT em 86… na juventude petista no RJ… interior.

      Pois bem…na campanha de Gabeira (argh!).

      Desde então, o PT fluminense nunca ultrapassou a marca de dez deputados estaduais e nunca foi além de cinco ou seis federais.

      Nunca chegou perto de eleger um governador.. no máximo o mandato da Benedita como senadora…

      E diga-se. Benedita era o que mais de base nós tínhamos e ainda assim o filtro dela era a assembleia de Deus…
      Dentro do PT ela era a direita da direita.

      O comentário é um poço de teleologismo barato.

      Como sabe o resultado diz que tudo poderia dar errado desde o começo. Do tipi; “eu avisei… eu avisei… ”

      Ora porra ninguém faz aliança imaginando que dará errado e todos sabem que nenhum processo político de aliança é cem por cento garantido…

      Agora imagine que além de ter que dar conta de tudo que acontece, como Lula, apanhar feito Lula, planejar e pensar como Lula e ainda assim tenha que ser eternamente crucificado porque um cretino como Palocci rói a corda ou outro qualquer…

      Uai.. só quem nos trai é quem nós confiamos… não?

      Depois esse papo furado de militei por amor e coisa e tal…

      Ora merda quer pagamento ou uma medalhinha?

      Alguém o torturou para militar de graça?

      E isso dá autoridade moral para cobrar algo?

      É essse sebastianismo classe média que nos trouxe a República do curitibiquistao.

      Tá pensando que política no sistema capitalista se faz como?

      Agora… se vamos discutir um amplo programa revolucionário anticapitalista tudo bem, conte comigo… caso contrário meu irmão o que você procura é alguma religião…

    • Batalhei pelo Ciro desde 1990

      Batalhei pelo Ciro desde 1990 (sou velho pra burro). Militância na vontade, sem dinheiro nenhum, fazendo panfletagem em feiras nas periferias. O cabra, não se pode negar, contribuiu muito para a inclusão dos mais pobres enquanto filiado ao psdb, para a politização de muita gente, enquanto filiado ao pps, sem falar nas conquistas. Eu não me lembro delas, mas houve.
      Quem é mais velho vai se lembrar do governo do grande Tasso Jereissati, que dissipou sua fortuna lutando pela igualdade social. Eu era professor na rede municipal e sou testemunha; o período de Ciro na política brasileira ffoi oq que de melhor esse país experimentou.

      Mas temos que encarar a realidade.
      O cabra passou a viver anos sem trabalahar, com dinheiro vindo não sei de onde.
      E, pior, pirou: disse que encontrou jesus que lhe garantiu que seria presidente do brasil.

      Daí pra frente, história conhecida …

  20. Politica

    O PT afundou. Partido sem moral perante a opiniao publica. Quem determina os caminhos da liberdade de expressão neste pais é o voto na urna. 

    Chorem menos e trabalhem mais. Mas pelo Brasil. Não mandando dinheiro para o exterior, através de empreiteiras corruptas que se aliaram ao PT, montando verdadeiras obras gigantescas com o dinheiro do pobre que procura atendimento nos hospitais, a falta de uma educação digna de um pais em evolução (Patrono da Educação – Paulo Freire????), rombo nas estatais (BNDS, Correios, Fundos de Pensão, Petrobrás…etc).

    Vivem do que o capilatismo consome e os alimenta, usam e desfrutam de tudo o que é moderno, importado dos paises mais ricos do mundo, que renegam esse socialismo/comunista que ninguem quer para o mundo.

    Acordem. Reflitam. Humildade não faz mal pra ninguem. Golpe???? Os Eleitores de Minas ratificaram através do voto não dado a DILMA, para o senado de Minas. E os demais caciques do PT estão aonde? Escondendo a cara. 

    Boulos uma piada brasileira. Manuela nunca conseguiu nada no Rio Grande do Sul. Haddad o pior prefeito do seculo em São Paulo. 

    É PT voces vão ter muito tempo para tentar ver aonde a historia errou, Porque voces já nascerram errados.

    • Poty vc apenas repete como
      Poty vc apenas repete como papagaio o que viu na midia ou recebeu pelo zapzap. Mestre Paulo Freire é um dos educadores mais citados no mundo. Haddad foi o melhor prefeito que São Paulo já teve (Erundina foi a melhor prefeita) ganhou reconhecimento internacional que vários prêmios comprovam. Boulos e Manuela são as novas lideranças que levarão o Brasil no futuro ao rumo do sucesso quando conseguirmos afastar esses facistas do poder. Vai ler uns livros.

  21. Penso que é desnecessário

    Penso que é desnecessário avisar o PT sobre a urgência da mudança. A realidade está dada. A política de conciliação acabou.  A plutocracia está com o bolo, o povo pobre procura um Deus para se proteger. Os governadores eleitos pelo PT precisam espalhar “igrejas” pelas periferias, dando o pão e ensinando como funciona a sociedade.  Descobrir como fazer isso, e rápido, é a única saída.  Mais quatro anos de mais do mesmo, não sobrará pedra sobre pedra, como profetizou a Dilma.

  22. CRÍTICA AO PAULO FREIRE

    Um abraço a todos

    Poty, uma observação ao seu texto.

    Paulo Freire não foi (e é) um educador qualquer.

    Seu pensamento e sua prática são reconhecidos no mundo inteiro, inclusive nos Estados Unidos. 

    Não sei se sua crítica ocorre por ignorância ou por uma questão ideológica. 

    A primeira possibilidade é fácil de consertar, basta estudar, aprender.

    Se for pela segunda, Você deve estar alinhado com os fascistas que chegaram ao poder e, em pleno século XXI, querem ressucitar a Educação Moral e Cívica, ou seja, voltar à época do Estado Novo. Talvez seja o caso de proibir que daqui para diante as caixas de lápis de cor vendidas às crianças não tenham mais a cor vermelha, ensinar ordem unida nas escolas, proibir o ensino de filosofia (todo mundo sabe que Platão era comunista) e, quem sabe, nomear o Alexandre Frota como ministro da educação. O que Você acha?

  23. Os ratos.
    Engraçado que em 2007 ou 2009, no auge do pleno emprego… salário mínimo de mais de trezentos dólares e outras benesses patrocinadas pelo boom das comoddities era rara qualquer voz dissonante…

    Petrobrás nas alturas.. pré sal e os carai…

    Sarney? Geddel? Tudo em nome de um bem maior…

    Todo mundo comprando carro novo… Portugal no pacote decolar… Tido mundo sorrindo para o Ouro de tolo…

    Falar em programa anticapitalista com Lula a oitenta por cento de aprovação?

    Você tá doido minino?

    Bando de canalhas covardes…

    Sinceramente… não tenho dúvidas de que a relação política com os coisos é muito mais honesta…

    Está claro que querem nos eliminar e ponto final…

    Agora… Aliados como esses daqui é melhor ter cascaveis como bichos de estimação…

  24. Comentário sobre o texto do professor Aldo

    Boa noite professor, 

    Concordo com sua análise, mas considero importante acrescentar que o resultado das eleições da direita , tiveram outros componentes e o mais importante, creio, foi colocado pelo jornalista Peões Escobar, alguns dias antes das eleições, em entrevista ao canal 247, de como a direita utilizou as mídias sociais e está aprendendo a utilizar, no mundo todo sem queda esquerdas sedessemconta do que estava acontecendo. Outro foi o comportamento deCid e Ciro Gomes, praticamente às vésperas da eleição. 

  25. Aos muitos que – simplesmente

    Aos muitos que – simplesmente culpam o PT – em sua completude – pelo fracasso nas eleições – como se fosse possível não ter reflexos toda a falta de democracia toda a falta de justiça toda a utilização da máquina jurisdicional  midiática e financeira contra.

    E pior, não foram criadas alternativas a esses poderes.

    No dizer destes “novos” tempos, não houve o necessário empoderamento da sociedade civil, de modo a que esta fosse devidamente esclarecida acerca do papel de cada um, na transformação social a ser implementada.

    Uma das falhas, se houvesse coerência, é justamente destes, ditos intelectuais, que se portam como se tivessem um viés “de esquerda”,  tipo Aldo Fornazieri e outros, que tecem artigos ao sabor de uma realidade que tem em seu umbigo o centro do Universo, e apenas se dedicam a apontar falhas, que invariavelmente estão nos outros, pois suas concepções não admitem críticas a sua atuação e de seus pares, que nem mesmo conseguem construir escolas de pensamento, pois para isso seria necessário dividir ideias, o que é incompatível com seu pensamento único e mutante. 

    Seu academicismo virou meio de vida, e se restringe a pequenos grupos, que professam sempre a crítica a qualquer coisa que possa ser realizada concretamente, eram e são os críticos mais ácidos a governos, nem digo de esquerda, mas por sua expressividade, do PT.

    Entretanto, do alto de sua competência intelectual, não conseguem nem criar movimentos ou organizar críticas que envolvam, além do mencionado partido, a influência de todo poder acima mencionado neste processo, poder este que, através do aparato midiático, judicial, econômico,  vicia a democracia e subverte o estado democrático de direito.

    Reitere-se, isso por um simples fato, eles vivem desta crítica, dai extraem seu espaço junto a grande mídia, consolidam um confortável lugar na academia como críticos, não ao sistema, mas a forma como o movimento popular deveria se organizar, colaborando assim para sua desconstrução.

    Este espaço para o pensamento e discussão, é que não foi aproveitado pelas esquerdas, cujos setores, forjados para a luta política, criaram pequenas estruturas de poder e com isso se perpetuaram na mesmice do pensamento único, não deixando que houvesse a necessária inclusão e oxigenação para que se desenvolvessem formas efetivas de integração e  alternativas  de evolução na criação de uma consciência social de classe e de projeto de estado de bem estar comum.

    Lembro também de Thiago de Mello(poema logo abaixo), porque tantas vezes ouvi (e ouço) discursos – de dirigentes antigos – agora críticos – de “não passarão” – em mesas de bar – quando na realidade não tinham mais liderança alguma (apesar de muitos ocuparem cargos diretivos politicos sindicais…) – e sua inércia nestes longos 13 anos cobrou seu preço… seus discursos, por descolados da realidade, não mais tem reflexo nas categorias de trabalhadores – servidores.

    E não digam que a culpa é do governo dos trabalhadores, como se não fizessem parte integrante dele – … porque 13 anos é muito tempo para no mínimo formar um campo crítico e consciente do espaço ideológico e social do qual fazemos parte…

    No entanto, formaram-se guetos – grupos de amigos – que não são oxigenados a muito tempo – olha-se para o lado e são os mesmo antigos amigos.

    Ora, agrupamentos políticos … não são grupos estanques de amizades, mas conjuntos que se constroem diariamente e que pela diversidade e inclusão… modificam e se reconstroem como força…

     

  26. Assim como novas lideranças

    Assim como novas lideranças devem suceder as antigas, novos teóricos e analistas devem suceder aos antigos.
    Desde 2006, Aldo Fornazieri e outros têm sido incapazes de perceber alterações de fundo na sociedade.
    Insistem em pontificar que o pt tem que fazer isso, que o pt errou, que o povo não vai aceitar o fascismo.
    Que o povo tem que ir às ruas.
    Só comentam o que já aconteceu.
    Em algum momento Aldo Fornazieri previu ou pressentiu essa apoteose direitista?
    Eu não vi.
    Insistem em falar de uma esquerda que ninguém mais sabe o que é.

    Sinceramente, recolham-se para anos  sabáticos.
    Abram espaço pros novos.
    Apareçam de vez em quando, mas com humildade.
    Reconheçam que foram traídos pelos fatos.

    • As advertências

      Sim. basta ler vários artigos do professor emitindo advertências sobre os riscos do PT ser derrotado. Aliás, ele é um dos poucos que emite essas advertências, dizendo que é preciso sanar erros e olhar para as dificuldades. A maioria dos analistas vive cantanto vitórias que nunca vêm. Então é preciso ser mais sério, inclusive com as críticas que estão sendo feitas aqui. Tem um artigo do professor, escrito em meados do primeiro turno dizendo que a construção da imagem do Haddad como mero espelho de Lula estava errada. Não foi considerado. Só depois da dura derrota do primeiro turno, o PT se deu conta da construção errada, mudando no segundo turno. Ninguém quer aceitar críticas, mas se não existirem críticas os erros vão se aprofundando e se perpetuando. A crítica e a autocrítica foram considerados a essência do método das esquerdas. Agora, os idiotas da objetividade, os imbecis políticos, só querem elogios.

      • Então o Bolsa ganhou porque o Haddad é o reflexo do Lula?

        E as fake news?

        E o vazamento da delação do Palocci pelo $érgio Moro?

        E a putaiada do T$E?

        Pelamor

        Se não tivesse sua imagem vinculada à do Lula, o Haddad teria tido muito menos votos.

  27. É uma p**taria cobrar do PT.

    É uma p**taria cobrar do PT. O que me indigna são essas cobranças sem nexo DE PSEUDOS ESQUERDISTAS. PÔ! COBREM DOS GOLPISTAS

  28. Máfia maçonaria tucana dos inférno! Tomaram os 3 poderes e tudo+

    Ai Nassif!! põe umas receita de bolo aí pô!!! mas não vai colocar aquela receita do pão de queijo da carmem lúcia né… pelamordeDeus!!!!

  29. Perdoe-me o professor, mas

    Perdoe-me o professor, mas não é bem falta de protagonismos do PT, de competência de suas direções, que tem trazido os problemas que aponta, todos na realidade acontecidos. O professor aclararia seu entendimento se examinasse melhor os problemas enfrentados, que sem dúvidas são do seu conhecimento, criados pela direita incrustada no aparelho de Estado, refiro-me ao Parlamento, ao Judiciário como um todo,  às Forças Armadas, que não dá mais para ficar ignorada, na sombra, como se fossem isentas, todo o estamento policial do país (federal e estadual). Além da Globo & cia., a mídia.Tentaram por todos os meios impedir que o PT chegasse ao poder com o Presidente Lula, em 2002 e com Dilma Rousseff em 2013. Ceifaram as principais lideranças petistas (Dirceu, Genoíno etc.) em processos mais do que discutíveis envolvendo caixa dois para financiar eleições, prática de todos os partidos, que passou a ser criminalizada. Com esse aparato, deram um golpe de estado em 2016, afastando a Presidenta Dilma e prenderam o Presidente Lula. Tem muito mais, e o professor sabe muito bem. Disso tudo, duas coisas: o PT pode-se dizer, mostrou-se mais do que competente eleitoralmente nessa conjuntura mais do que adversa, que se estende há quase duas décadas. Esteve no poder por quatorze anos, mais do que limitado, é verdade, por uma oposição golpista, capaz de tudo, e mesmo afastado do poder por fraudes de toda ordem, no Parlamento e na Justiça, ainda permanece como o principal partido de oposição em 2018. Não é pouco em termos de luta pela sobrevivência partidária e mostra que ainda está ligado ao povo, povão pobre e sofrido, embora haja sido abandonado por parte expressiva das classes médias. Os demais partidos que foram também seriamente atingidos, mesmo atuando de forma dúbia na oposição ou em apoio ao Governo dos golpistas, numa espécie de morde assopra a maioria favorável ao golpe,e estão com sérios problemas, como o PSDB (Fernando Henrique Cardoso), DEM (Rodrigo Maia), PP (Maluf), PTB (Roberto Jefferson)  PPS (Roberto Freire), PDT (Ciro Gomes) e REDE (Marina Silva). Todos se autocenominando comp0etentes, Resta a opção de continuar a luta enfrentando o mesmo aparato de poder, agora mais explicitamente à direita. O professor faz sugestões todas na conjuntura pertinentes, mas não pelas razões que aponta na origem, embora, de minha parte, não vejo Ciro Gomes nesta trincheira, muito personalista e cabotino. Tudo que se fizer, entretanto, está mais naquela de enxugar gelo (melhor dizer, sangue). porque o aparato da direita no país, desde sempre é fortíssimo em termos de poder de fogo, militar melhor dizendo e desde 1964 nunca esteve sentindo-se tão forte como na vitória obtida por Bolsonaro, nessa eleição mais do que fraudada. Agora, com mais clareza, percebe-se que uma política mesmo minimamente de esquerda, trabalhista por exemplo, tem sérios obstáculos para atuar no Brasil, quase intransponíveis. Há uma prática do poder de fato para impedir políticas que não beneficiem prioritariamente o capital. É como se estivessem pontuando, deixando mais do que claro, que políticas que possam contrariar esses interesses não são possíveis pela via legal no Brasil, vale dizer pelas regras democráticas da eleição. Só são admitidas mudança num mesmo sentido.

     

  30. O PT e as esquerdas tem que mudar

    O que me causa espécie nesse Professor é que ele saiu do PT e desde então me parece ganha a vida falando mal do PT. Fez carreira com isso. E o pior é sempre mais ou menos o mesmo texto com algumas mudanças aqui e ali.

  31. Mefistófeles coçando o saco
    Mefistófeles coçando o saco trinta anos é o novo? A malta que o segue é nova? São limpinhos e todos fizeram a mea culpa que tanto pedem só PT?

    Esses intelectuais……pela lógica de alguns, a culpa é da galinha, que põe o pescoço no tronco pro machado a decepar……

  32. Incrível

    Uma mais uma crítica muito lúcida do prof Aldo ao partido dos trabalhadores seguido de 51 comentários estimulantes de gente super, sem citar a palavra sindicato  uma única vez. Têm coisa quê nunca mudam.

     

  33. CRÍTICAS E AUTOCRÍTICAS

    Boa noite

    Queria chamar a atenção para o que escreve o “oraculum”.

    Hoje, no UOL, há uma entrevista excelente com Gilberto Carvalho, pessoa da mais absoluta confiança do Lula. Parece que, finalmente, Lula e a liderança perceberam que é preciso mudar.

    Recordo-me da campanha de Fernando Haddad para a prefeitura de São Paulo. Lula buscou o apoio de Paulo Maluf. Essa criatura, corrupto condenado, roubou a própria mãe, repressor das greves dos metalurgicos, com a morte de Santo Dias nas mãos da ROTA, exigiu que Lula fosse à sua casa para fechar o acordo. Luiza Erundina, guerreira de primeira hora, que seria vice de Haddad, desistiu da aliança no mesmo dia. Depois, Maluf declarou, com a boca cheia “estou onde sempre estive, quem mudou foi o PT.”  Então, seria valioso refletir sobre esse tipo de prática. Ao receber o apoio de um canalha, corrupto, apoiador da ditadura e das torturas do DOI-CODI, o que se pode esperar ? Os fins não podem justificar os meios, inclusive na política.

    Refletir, aprender e mudar, assim se vive.

  34. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome