Onde estamos e para onde vamos? Uma “potência acorrentada”, por José Luís Fiori

E apesar de sua situação atual, absolutamente desastrosa, segue sendo um dos países do mundo com maior potencial pela frente, se tomarmos em conta seu território, sua população e sua dotação de recursos estratégicos.