Os efeitos de um presidente de extrema direita nos EUA, por Rogério Maestri

Fatos mostram que o governo norte-americano está escondendo informações sobre o coronavírus e está se demonstrando mais ineficiente do que muitos países subdesenvolvidos

Foto: ©REUTERS/Thomas Pete

O que está causando um presidente de extrema direita nos USA

por Rogério Maestri

O governo Trump disse na TV que os Estados Unidos é o país mais protegido do mundo e que o coronavirus (COVID-19) é a mesma coisa que uma gripe.

Pois bem, os fatos atuais mostram que o governo norte-americano está simplesmente escondendo informações sobre a epidemia e está se demonstrando mais ineficiente do que muitos países subdesenvolvidos. Tudo isto é efeito de uma base de evangélicos fundamentalistas com posições anticientíficas, que acreditam que uma boa reza para Jesus cura mais do que qualquer remédio!

Quando apareceram os primeiros focos do COVID-19 nos USA, a doença já estava reconhecida, os chineses já tinham sequenciado o DNA do vírus e entregue a toda a comunidade científica internacional, isto já tinha ocorrido há mais de um mês.

Com toda a tecnologia disponível, o CDC (Centers for Disease Control and Prevention), como um centro de famosos “artistas” dos filmes de Hollywood, que quando há uma peste planetária acham a solução e salvam a humanidade em menos de duas horas de filme, não conseguiram montar um kit de rastreio do vírus, pior fizeram um kit que simplesmente não funcionava.

Quem quiser ler a novela com final nada feliz, que resultou mais numa tragédia, é só ler o artigo publicado pela prestigiosa revista científica Science (The United States badly bungled coronavirus testing—but things may soon improve). Porém, o mais chocante é o quadro montado pelo site Worldometer, que compara a ação de diversos países do mundo na luta contra o COVID-19 e a tabela é tão desconcertante que eles não colocam nenhum comentário.

A vergonha do CDC é tanta que, como está colocado na base da tabela, desde o dia 2 de março este não publica mais o número de pessoas testadas. Mas o certo é que, até a data, foram menos de 10% dos testes que a Turquia e Vietnam fizeram nas pessoas que apresentavam sintomas.

O mais interessante é que os norte-americanos seguiram a risca todas as determinações das duas sumidades científicas, Donald Trump e Michael Pence, sendo que este último foi nomeado pelo presidente para chefiar a luta contra o vírus, que disse que o COVID-19 era igual a uma gripe e quando o tempo melhorasse o vírus ficaria sobre controle. Não podemos esquecer que Michael Pence tem por lema “a Christian, a conservative, and a Republican, in that order”, ou seja, mais uma destas bestas religiosas que empestam o mundo atual.

Para não minimizar a tabela, é melhor ler o que declarou um médico novaiorquino em rede nacional na TV CNBC.

Porém, os problemas dos USA na luta contra a epidemia não terminam por aí. O primeiro grande erro foi a extinção do cargo de diretor sênior de segurança global da saúde e ameaças biológicas no Conselho de Segurança Nacional (NSC), eliminado em maio passado pelo “brilhante” consultor de Segurança Nacional, John Bolton, outro neoconservador de extrema direita que não considerava os problemas globais de saúde como uma prioridade de segurança nacional. Além disto, em toda a administração Trump, os funcionários do CDC que se aposentaram ou se demitiram não foram substituídos.

Se achamos as nossas emissoras de TV e jornais muito direitistas, olhar as opiniões da TV predileta de Trump, na qual ele se atualiza em questões internas e externas, vê-se coisas incrivelmente reacionárias e medievais, tais como dizer que o coronavírus era uma conspiração dos democratas e imprensa de oposição contra o governo Trump, que culpar os sem tetos de espalharem a doença e dizer que os EUA deveriam usar “o poder do pensamento positivo” para vencer o coronavírus.

Temos uma vantagem no Brasil, temos um presidente de extrema-direita que é um perfeito idiota, nos USA eles tem um presidente que é um idiota imperfeito.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora