Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir à guerra!, por Ion de Andrade

Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir à guerra!

por Ion de Andrade

Diz Sun Tzu n’A Arte da Guerra: “Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir à guerra, ao passo que os derrotados vão à guerra e só então procuram a vitória.”

Se tivermos frieza vamos ver que essa frase descreve à perfeição o que acontece com Lula hoje.

Como eu disse no artigo “A derrota estratégica do complexo jurídico-midiático” a Lava Jato pode até condenar e prender Lula, mas não estará prendendo um bandido cujos crimes tenham sido comprovados, ou um personagem derrotado pela maciça e continuada campanha de agressão à sua honra e à da sua família. Não! Essa batalha, a mais importante afinal, Lula venceu e visivelmente nada há que possa ser feito contra isso, pois se trata de um fenômeno geológico.

O que isso significa?

Que o guerreiro vitorioso venceu antes de ir à guerra.

Ora, se tivermos frieza entenderemos que a guerra é a recuperação da Democracia e da Soberania Nacional.

Então, comandado pelo guerreiro vitorioso, devemos nos organizar do ponto de vista tático e estratégico para vencer essa guerra em qualquer circunstância.

Essa verdade ganhará vida própria em 2018. Se prenderem Lula perceberão que o personagem é maior do que as quatro paredes da prisão, sofrerão uma espécie de maldição de Caim, pois não haverá lugar na Terra em que não serão reconhecidos, terão ganho uma notoriedade internacional e nacional maldita, proporcional em obscuridade à que de luminosa tem a de Lula.

Façamos uma projeção. A Lava Jato condena e prende Lula e, cúmulo da injustiça, o retira do pleito de 2018. Quem herda essa massa de eleitores frustrados? Bolsonaro? Alckmin? João Dória? Essas pesquisas que fazem migrar votos não vetorizados pela indignação equivalem a um prognóstico zero. Os votos indignados migrarão para as forças que oficialmente representarão a continuidade do projeto lulista. Não será mais um problema do PT, a prisão de Lula será um escândalo planetário e unirá no Brasil as forças democráticas que se agigantarão de forma previsivelmente extraordinária. A construção disso não será feita contra gradiente! Todos e cada um quererão participar!

Porque isso ocorrerá? Porque “o guerreiro vitorioso ganha antes de ir para a guerra, ao passo que os derrotados vão à guerra e só então procuram a vitória.”

A hora é de serenidade e firmeza para as batalhas que virão, primeiro em defesa de Lula como o candidato legítimo dos brasileiros que desejam a volta da democracia e da Soberania Nacional e segundo, se necessário for, em defesa desses valores numa frente democrática e nacional esmagadora.

A força política é como um rio que encontrará o seu caminho. A democracia e a nação venceram antes de ir para a guerra.

Com confiança e serenidade desejo a todos os brasileiros que se somam ao projeto nacional e democrático um Feliz 2018, com lutas e vitórias!

Pelo Brasil! Que venha 2018!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora