Racismo e fascismo, por Toni Morrison

Neste ensaio, publicado na serrote 32, a americana Toni Morrison (1931-2019) faz um alerta sobre o avanço do ódio e do autoritarismo na vida de uma nação.

Instituto Moreira Salles

da Revista Serrote – Instituto Moreira Salles

Racismo e fascismo

por Toni Morrison

Neste ensaio, publicado na serrote 32, a americana Toni Morrison (1931-2019) faz um alerta sobre o avanço do ódio e do autoritarismo na vida de uma nação. “A genialidade do fascismo está no fato de que qualquer estrutura política pode hospedar o vírus, e praticamente qualquer país desenvolvido oferece um caldo de cultura adequado”, ela disse quando apresentou o texto, em 1995, a uma plateia de estudantes e professores na Howard University, universidade historicamente negra situada em Washington.

Ganhadora do Nobel de Literatura em 1993, Morrison é autora de clássicos contemporâneos como os romances Amada e Jazz. Este ensaio faz parte da antologia The Source of Self-Regard, Selected Essays, Speeches and Meditationslançada em 2019 nos EUA e inédita no Brasil.

Leia o artigo aqui, no site do Instituto Moreira Salles

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora