“Veja” usa pedofilia para atacar Igreja católica, por J. Carlos de Assis

Aliança pelo Brasil

“Veja” usa pedofilia para atacar Igreja católica

por J. Carlos de Assis

A capa da “Veja” desta semana é uma infâmia. A partir de um episódio isolado em Goiás, tenta destruir o conceito público de uma das poucas instituições do país que ainda resistem ao derretimento geral de suas congêneres na República. O ataque à Igreja católica, revestido de jornalismo independente, não é diferente do que essa revista tem feito no comando de uma campanha de degradação do Estado nacional, e que agora dá um passo ainda mais agressivo, ou seja, avançando para destruir os valores básicos da própria sociedade.

Só a absoluta má fé poderia dar suporte à ideia de que, numa sociedade de mais de 200 milhões, uma instituição isolada não teria no seio dela homossexuais ou mesmo pedófilos. São pessoas sujeitas a fraquezas ou, no caso de homossexuais, seguindo uma tendência hoje amplamente aceita pela sociedade. A questão da pedofilia é mais complexa, porque envolve seres vulneráveis. Assim mesmo, o problema, na Igreja, não é que existam – não há como evitar que existam -, mas como são tratados pela hierarquia eclesiástica.

O Papa Francisco adotou uma iniciativa extremamente corajosa ao abrir a possibilidade de punição de bispos que toleram a pedofilia. Poderia ter sido omisso, mas assumiu riscos. Isso deveria suscitar a admiração de todo o mundo, não só dos católicos. Exceto, porém, “Veja”: na semana em que o Papa dá esse passo ousado, a revista escancara na sua primeira página a “pedofilia na Igreja”, como se essa fosse a prática comum em todas as dioceses brasileiras. Exemplo dessa “degeneração”? Um caso em Goiás.

Leia também:  Quintas-Feiras Negras, por Fernando Nogueira da Costa

Esse episódio midiático serve como pedagogia para o tipo de agressão que a sociedade brasileira está enfrentando com sua chamada “grande mídia”. O problema não é que há irregularidades, ou “pecados”, nas instituições republicanas, mas que só a irregularidade e só o “pecado” são destacados com fins políticos. Escrevi aqui várias vezes que se a Lava Jato tivesse sido conduzida de uma forma discreta, sem vaidade, suas consequências para a economia e para a sociedade, em forma de contração do PIB e de desemprego, poderiam ter sido muito menos destrutivas, e sem prejudicar a punição dos culpados.

Entretanto, a combinação de mídia, promotoria, polícia federal, juiz de instrução, todos movidos pela vaidade – ou por interesses alienígenas, conforme já se está provando -, e todos articulados na mesma direção, fez de casos isolados a marca do país inteiro, como se aqui só houvesse corruptos no Executivo, no Legislativo e no próprio Judiciário. O que sobra disso tudo? Um historiador que citei aqui há poucos dias fez uma metáfora: cortaram os anéis, mas será que sobrarão dedos?

Esse ataque à Igreja é uma prova adicional de que “Veja” não tem escrúpulos. Ela lança sobre o conjunto da Igreja católica, na sua forma mesquinha de ver o mundo, a fama de que a maioria dos padres e bispos são pedófilos, ou tolerantes com a pedofilia. Talvez isso sirva aos bispos como uma pedagogia imediata sobre o que é a grade imprensa brasileira. Até aqui, eles assistiam o festival de denúncias exageradas da imprensa como fenômeno normal. Daqui em diante, é possível que sejam menos tolerantes com a chamada grande imprensa, conforme Francisco foi com a pedofilia!

Leia também:  Comissão Arns: É preciso derrubar o apartheid brasileiro

J. Carlos de Assis – Economista, professor, doutor pela Coppe/UFRJ.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

21 comentários

  1. Nunca assinei essa

    Nunca assinei essa revistinha. Infelizmente ainda comprei algumas revistinhas dessas por ser a mesma tão famosa. A vida caminha e aos poucos fui vendo a maneira de como essa revistinha lida com a política. Daí, nunca mais comprei e passei a me informar muito melhor. Essa revistinha tem essas atitudes sórdidas de acusar uns e endeusar os falso heróis. Ela destila ódio contra o Partido do Trabalhadores e ao ex-presidente Lula. Agora, ela mexeu de maneira insana com uma instituição séria e milenar. Querer tentar macular a igreja de Jesus é algo que ela nunca vai conseguir. Se seus semanários estão cada vez vendendo menos eis aí a gota dágua para enterrar de vez esse tipo de imprensa. A mim não faz falta…

  2. Fascismo é o nome dessa política

    A Veja está alinhada com os discursos de Malafaia, Marco Feliciano, Bolsonaro…

    A CNBB que se prepare, pois os fascistas estão desenvoltos e a Veja é protegida pelo Judiciário…

      • guilhotina dos destino, sou levado a crer…

        porque a que merecem mesmo, e já há muito tempo, a guilhotina cortante mesmo, do povo, só depois que passarem a proibir ou [[[satanizar]]] qualquer outra manifestação religiosa

        já fazem isso há muito tempo com relação ao “povo do chão” e espíritismo em geral

        e curioso é que estão trazendo muitas coisas de lá, tipo passes e energização de água suja, da bica deles

        bem………..alertei aqui num desses posts: tempo virá em que todos serão perseguidos e linchados…

        mas a época era outra

          • rs…………….é mesmo…………….gostei

            difícil encontrar um, uma, ou algo diferente, em tempo de golpe

            bem……………………golpe se dá e se deu por aí mesmo

        • bem………………………………

          nesta época deixei-me incorporar, levado a, como num filme muito lindo e que a todos recomendo, muito lindo mesmo:

          A Menina que Roubava Livros

          às vezes gosto de sentir, sofrer ou me alegrar em outros tempos, outros escritos………………………..

          com leituras, digamos assim, levado a, e sempre me surpreendo ao constatar que nada mudou, só se repete com outras pessoas e de forma considerada justa por muitos ainda

           

  3. escroques vendidos e golpistas
    Faz parte do plano que está transformando a população brasileira numa massa dirigida e não pensante, que consome as porcarias indicadas para manter altos lucros de alguns e obediência a qualquer imbecilidade sem questionamentos.
    Estão transformando o país numa republiqueta, numa colônia neopentecostal sertanoja, que cederá sem resistências suas riquezas ao império.
    Basta ver a qualidade da imprensa monopolista, as lamentáveis reporcagens, seus editoriais entreguistas e alienantes, suas posições sempre ao lado dos fortes e poderosos, sua ojeriza a todo e qualquer governo que promova avanços sociais.
    Que corja.

  4. Eu juro:

    Nunca comprei essa revista e não visito o site porque sei que estou dando dinheiro para esse tipo de gente.

    Mas os bispos de Guarulhos leem, outros bispos e demais autoridades católicas também leem, então fica tudo em casa, eles se merecem. No mais há um percentual imenso de pessoas extremistas, lunáticas, radicais que são não só fieis à veja, são fanáticos apoiadores de qualquer coisa que ela publique. Eu ouvi ontem um amigo jornalista diretor de emissora afirmar peremptoriamente que o lulinha é realmente o dono da Friboi, ou melhor é testa de ferro do pai, o verdadeiro dono.

    Não posso culpar os leitores ou ouvintes dessas instituições porque esses são simples torcedores que por qualquer motivo passaram a torcer por este ou aquele partido ou clube de futebol e se deixam dirigir pelo fanatismo parcial, mas os donos teriam que ter dois olhos, um olhando para o norte e outro para o sul mas não, só olham para o bolso e deixam de ver que por vezes em razão da distração acabam perdendo o que que querem ganhar, dinheiro. E o que é pior, os jornalistas que deveriam estar acima dessa gente descem do Olimpo para ficar no meio do populacho e acabam por essas esquinas garimpando quem lhes pague um cafezinho. 

  5. Como sabemos que a VEJA

    Como sabemos que a VEJA sempre esteve alinhada com o pensamento retrógrado, mesquinho, conservador desse governo interino, que tal pensarmos que está também alinhada com os bandidos que se dizem cristãos, neo-pentecostais, que, em verdade, não passam de um bando de ladrões dos fiéis incautos. 

    Vai ver que a reista-lixo está levando uma boa grana para fazer essa reportagem. Talvez de Malafaias, Macedos, entre outros.

  6. comparando com o nº cada vez menor de seus leitores…

    Ninguém melhor para explicar o que aconteceu com a Veja do que Mateus 6:7

    “E quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos”

    porque quem só escreve porcarias repetidas vezes não merece ser lida mesmo

     

  7. A Veja é venal

    Ninguém discute. Hoje mesmo tem uma matéria sobre o quanto vinho é bebido pelos padrecos. KKKK

    Mas o fato é de que os europeus nórdicos conseguiram atingir aquilo que muitas sociedades almejam é inegável.

    Outro fato é que eles expulsaram a Igreja Católica de lá no Século XVI.

    Hoje tem menos de 2% de católicos nos países escandinavos, quase na totalidade de polacos ou outros imigrante. Padrecos finlândeses há dois, numa população de mais de 5 milhões de pessoas.

    Se há alguma relação entre uma coisa e outra não sei. Cada um que tire suas conclusões.

  8. Deus do céu! Até onde vai

    Deus do céu! Até onde vai essa cegueira ideológica? Só porque saiu na Veja é ruim, é mentira.

     

    Nem os mais devotos católicos podem negar que a pedofilia na Igreja é mais do que casos isolados. Se Bergoglio precisa ameaçar de expulsão bispos que acobertam casos de abusos, é porque eles existem e, hoje, entende-se que representam um problema pra Igreja.

     

    Assistam Spotlight, filme vencedor do Oscar que narra a história real de acobertamento de quase 100 pedófilos só na arquidiocese de Boston. O que aconteceu ao bispo que os acobertava? Transferido pro Vaticano.

  9. mas não faz sentido ser liberdade de pensamento…

    só pode ser por grana mesmo (pensando, eu, da mesma forma então, livremente)

    Assim, como no caso em tela, considerar todos iguais é outra coisa

    duvido muito que se pegassem um doido racista do sul dos EUA, escreveriam que todo branco americano é racista

    duvido muito e além do mais não teriam coragem. Só por aqui mesmo.Sob o olhar encantador, por lucrativo, dos golpitas e de parte do judiciário

    só se alinharam com essas pragas golpistas

    e já que falamos de religião, para o jornalismo a Veja nunca deixou de ser o mandante de qualquer um dos 5 mistérios da agonia brasileira atual

    e não só ela

    e pensando livremente outra vez

  10. Quando digo que o controle do

    Quando digo que o controle do golpe está nas mãos de Edir Macedo, há quem ache um absurdo. Enquanto gritamos, aliás muito propriamente, “Fora Rede Globo”, a Record tem a mesma linha jornalística e passa ilesa. Esse golpe é neopentecostal: Barbosa; a cúpula da Lava-jato, incluindo o juiz Sérgio Moro; Cunha e seu exército na Câmara é neopentecostal. Até David Luís, o jogador símbolo dos 7X1, o do: ” Eu só queria dar uma alegria ao povo brasileiro…” é neopentecostal. A direita nunca teve povo para colocar na rua, mas a marcha para Jesus tem, comparem as fotos e verão que são as mesmas caras.

    Esse golpe é neopentecostal, não porque haja cristãos conservadores no comando, mas porque o neopentecostalismo foi usado como meio e os “crentes” como massa. Embora seus líderes sejam, em verdade, ateus. Sim, ateus. Quem foi que disse que todo ateu é bom. Ateu é tão somente quem não crê em Deus, na possibilidade de o ser humano responder por seus atos perante um ser supremo. E vocês acham que Edir Macedo, Cunha e Bolsonaro creem? Claro que não, eles são ateus. São materialistas, tanto quanto Marx. O que os diferenciam são os valores. Porém, sim, o materialismo pode gerar monstros também.

    A capa dessa revista é a prova inequívoca disso.

    • Perfeito,

      é uma coisa que também digo entre os meus desde finais dos anos 90 quando me dei conta que a  bancada dos sócios de Jesus crescia quase exponencialmente desde meados da década anterior, mas nunca pude descreve-lo com tanta lucidez em meia dúzia de palavras.

       

  11. O objetivo é claro


    Essa porca revista tem objetivos políticos claros de atingir a Igreja Católica e o Papa Francisco, e não vai parar por aí, mais matérias virão na sequencia com a política de escandalização. Mas essa revista e sua editora não terão vida longa…

  12. As acusações de pedofilia na

    As acusações de pedofilia na Igreja Católica não passam de mentiras dessa revista medíocre para pressionar a CNBB a endossar o golpe.

  13. A fé cega:assim que se produz coisas como o Estado Islamico

    Não é porque a veja é o que é que vai se defender uma instituição que por várias décadas escondeu e acobertou a prática usual – não é  isolada, é usual e isso já foi compprovado no mundo inteiro – de pedofilia. O autor chega a ser condescendente com a instituição dizendo que há ‘pedófilos’ e ‘homossexuais’ – colocando no mesmo bolo duas coisas completamente diferentes de forma profundamente reacionária e conservadora – em todas as instituições.  Avisem ao senhor que escreveu essa besteira que pedofilia é crime e que quem acoberta mesmo um único caso de crime é cúmplice. E já é  mais do que conhecido no mundo todo que a instituilçao da Igreja católica é cumplice de crimes de pedofilia. Se quem denuncia é a veja, o papa ou o Lula (que aliás nunca se pronunciou sobre isso que eu saiba)  não muda o fato criminoso em si. Não dá para minimizar um crime hediondo como a pedofilia para atacar o suposto inimigo – isso é se colocar do mesmo lado que ele! Daqui a pouco se a veja ou o globo denunciar estupro vai ter gente defendendo o estuprador!

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome