Início Autores Posts por Luis Felipe Miguel

Luis Felipe Miguel

191 Posts 0 comentários

Pequena lição de economia contemporânea, por Luis Felipe Miguel

Em 1703, o embaixador britânico John Methuen e o Marquês de Alegrete, representando o Reino de Portugal, firmaram o tratado que passou à história com o nome do primeiro.

O que fazer com uma ninhada de camundongos?, por Luis Felipe Miguel

Não, o Intercept Brasil não vai trazer uma solução miraculosa e nos liberar da cansativa tarefa de fazer o trabalho político.

O arbítrio disfarçado desliza para o arbítrio escancarado, por Luis Felipe Miguel

A matéria na Folha de hoje, parceria do jornal com o Intercept Brasil, mostra mais do mesmo. Seu sentido é demonstrar que a colaboração criminosa entre juiz e promotores não foi pontual, não foi "um descuido", mas estruturante de toda a operação.

Bolsonaro, a raposa, por Luis Felipe Miguel

Oliveira não é militar, nem olavete, nem demista, nem evangélico, nem guedista. É homem dos Bolsonaro - ponto. O mais raiz deles a chegar ao primeiro escalão.

A reforma da Previdência e a invisibilização do trabalhador, por Luis Felipe Miguel

O discurso dominante sobre a reforma da Previdência trata de trilhões e abstrações. Isso ocorre porque a vida da classe trabalhadora – no chão da fábrica, na construção civil, na faxina, na escola primária, no telemarketing – é mantida fora da consciência coletiva.

A reforma da Previdência e o bode no meio da sala, por Luis Felipe...

Distorções pontuais, que precisam ser corrigidas, mas que nem de longe têm peso nas contas da Previdência, como salários acima do teto, ganham destaque desproporcional.

Três modos da estratégia do bolsonarismo, por Luis Felipe Miguel

De diferentes maneiras, dirigindo-se a públicos com grau decrescente de sofisticação, Melo, Pondé e "pavão" ilustram a mesma estratégia

A bandeira “Lula livre” sintetiza o compromisso com o Estado de direito, por Luis...

Outrossim, como diriam os hackers, a revisão da condenação de Lula abre outro tema espinhoso: a ilegitimidade das eleições de 2018.

Conspiração Lava Jato, por Luis Felipe Miguel

O nome com que a operação passará à história é “Conspiração Lava Jato”. Documentos publicados até agora indicam com clareza que conspiraram – no sentido preciso da palavra – para prender Lula e influenciar a eleição

A Vazajato ‘escapa’ à grande mídia, por Luis Felipe Miguel

E o que fazem os três jornalões hoje? Escolhem assuntos aleatórios para suas manchetes principais, colorem as capas com fotos da seleção brasileira (com destaque para a feminina, já que a ordem é ser "moderno") e esvaziam o caso da Lava Jato o quanto podem.

O combate ao conhecimento como política de estado, por Luis Felipe Miguel

Eis o grande motivo para irmos às ruas hoje. Em defesa da educação. Em defesa da liberdade de ensinar e de aprender. Em defesa da pesquisa e da ciência. Em defesa do pensamento.

Pacto pelo autoritarismo, por Luis Felipe Miguel

De fato, o pacto “responde” às ruas do dia 26, na medida em que elas deram a dimensão da força de Bolsonaro: nem tão forte que possa se impor sobre todos, nem tão fraco que possa ser posto de escanteio.

De cobertura da mídia, manifestações e discurso raso, por Luis Felipe Miguel

A Folha quer nos fazer acreditar que as manifestações de ontem foram predominantemente em favor de Guedes e do fim da previdência.

As chances de Moro, por Luis Felipe Miguel

Para a jogada mirando 2022 ter dado certo, Moro teria que ter garantido um vice-reinado no governo

Um governo de recordes, por Luis Felipe Miguel

E com o maior plantel de militares saudosos de uma ditadura que já chegou ao poder em um país formalmente democrático.

O que falta a Olavo não é o diploma, por Luis Felipe Miguel

Ele é um espertalhão, cujo talento é mistificar uma plateia de pessoas que, tanto quanto ele, não possuem estofo para se engajar na efetiva busca pelo conhecimento.

É toda a autonomia universitária que está sob mira, por Luis Felipe Miguel

Ele diz que vai cortar verba de universidades que fazem "bagunça e evento ridículo", como eventos políticos, manifestações partidárias e festas.

Bolsonaro e Mourão: um grão de fascismo os une, por Luis Felipe Miguel

Existem muitas afinidades entre Mourão e Bolsonaro - o direitismo feroz, o desprezo pela democracia e pelos direitos, o horror à classe trabalhadora, o servilismo diante dos Estados Unidos, a adesão (mesmo que de ocasião) à cartilha ultraliberal.

Entre censura e indignação seletiva, por Luís Felipe Miguel

No processo de derrubada da presidente Dilma Rousseff e de perseguição ao ex-presidente Lula, foram cometidos abusos reais, de enorme gravidade, com a conivência menos ou mais ativa de todos eles no STF. Agora, em episódio bem mais ambíguo, parte-se direto para a intimidação.

Bolsonaro e o nazismo, por Luis Felipe Miguel

É possível ser de esquerda e se opor a Stálin ou Mao, sem negar que eles também assumiam um discurso de esquerda. É possível julgar que a esquerda é o lado certo, sem achar que todo mundo que está à esquerda é necessariamente bom. A direita podia fazer o mesmo

Leia também

Últimas notícias

GGN