Início Autores Posts por Rui Daher

Rui Daher

985 Posts 2289 comentários

Sob Pressão, por Rui Daher

Desde a estreia, autoria, texto, roteiro e direção foram compartilhados por profissionais competentes escalados pelos produtores. A boa escolha se estendeu ao bom elenco.

Fica ou vai? Parte 1, por Rui Daher

No percurso, o único aceno confraterno é quando josés ou joanas genéricos, na mesma situação, passam em direção contrária à sua e o olham apenas de soslaio. Não os culpem. Você faz o mesmo.

GGN – De volta ao blog – tantas cenas, por Rui Daher

Ao cabo, para gáudio dos gabinetes paralelos e do ódio, mais de 530 mil óbitos. Certo, Dra. Mitiko Clorokinaka?

“O período pós-pandemia, pois sempre esteve aí”, por Rui Daher

Mesmo países em que as autoridades souberam melhor se prevenir e proteger suas populações, principalmente os ricos, o impacto foi geral.

“Incapacidade mental ou mau-caráter? Tanto faz, para destruir um País”, por Rui Daher

Bem analisou na Globo News, a jornalista Natuza Nery. Ele tem uma estratégia diária para manter o Poder, apropriando-se do caráter e da pobreza intelectual da elite brasileira.

“Mandando pera”, por Rui Daher

Para CH, os casos de infecção no Brasil e as mais de 420 mil mortes não são nada, pois “curamos 92,74% do total de casos encerrados”.

Pandemia, Solidão e Luizito Paraguaio, por Rui Daher

Você estudou piano no conservatório da Avenida São João. Tentei alguns dias com uma professora francesa que me expulsou, depois de me flagrar arrancando os peixinhos do aquário dela.

“Um Alka-Seltzer® com 50 cm de diâmetro”, por Rui Daher

Levando em consideração o diâmetro por mim recomendado no título, indica-se efervescência em cada seis litros de água, na mesma frequência.

Amigos distantes pelo vírus e pelo verme, por Rui Daher

A todos culpo pela falta de vacinas contra a Covod-19, assassinos de 400 mil vidas. Vistam as carapuças.

“O que se faz de um País outrora feliz”, por Rui Daher

A quantos descaramentos vocês foram é o que discutíamos aqui na Redação, Nestor (N), Pestana (P), Keveraldo (K), e eu nas últimas semanas?

Uma luz no fim do túnel, por Rui Daher

Em cinco de abril receberei a segunda dose. Estarei nas ruas a qualquer dia que nós, véios e véias, formarem massa consciente contra o genocida.

Rio de Janeiro toldado em suas maravilhas, a segunda lágrima, por Rui Daher

Muitas vezes estive no balneário, como trata o Rio de Janeiro fraterno amigo escritor, pouco simpático à Cidade Maravilhosa, e ponto de discórdia imediatamente superado em galhofas, à trabalho.

Rio de Janeiro toldado em suas maravilhas, lágrima 1, por Rui Daher

Diante de tantas tristezas reportadas em folhas e telas cotidianas, vejo uma pessoa em quem, apesar de nunca ter alimentado ódio por alguém, não me importaria liberar Harmônica para uma bala fatal na testa.

Futuro pós-pandemia, por Rui Daher

Em poucos dias, o Brasil contará 300 mil óbitos pela Covid-19. Pergunta o presidente, coonestado pelo pior de nossa raça: “Quando irão parar de choramingar?”

O “Gordo” e a “Portuguesa”, por Rui Daher

Muito mais do que os cargos no governo e na política, o professor Delfim deve ser reconhecido como economista e intelectual.

FHC atual, por Rui Daher

Bem, afinal, FHC, hoje em dia, confirma o Barão de Itararé, jornalista, escritor gaúcho e galhofeiro, Aparício Fernando Brinkerhoff Torelly (1895-1971): “De onde menos se espera, daí é que não sai nada”

Cansaço, por Rui Daher

Assim ganhamos um fake presidente, e mais uma vez estamos servindo ao Acordo Secular de Elites, sempre ancorado em juízes e juízas pilantras (nove dedos, é loira calhorda?), Tribunais e Supremo submissos e acovardados, Congresso fisiologista.

Rocinha e Itaquera, por Rui Daher

Na quinta-feira passada, 25 de fevereiro, o clube de maior torcida no futebol brasileiro, entre tantas vezes de seu passado de glória, tornou-se bicampeão do torneio promovido pela famigerada Confederação Brasileira de Futebol.

Vivenda dos micros e pequenos empresários, por Rui Daher

Nem mesmo, à CEO, uso o fato de a pandemia ter, em parte, prejudicado os resultados. Seria mentir, escusas para patrões do passado, para não ser demitido.

Excelentíssimo Senhor Presidente, por Rui Daher

Como vocês aí sabem de tudo o que se passa aqui na Terra, dispenso relatar atrocidades. Para elas, aumentei a carga justiceira do Harmônica.

Leia também

Últimas notícias