Revista GGN

Assine

'Não Existe Pecado Ao Sul Do Equador'

Sem votos

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Benno
Benno

Tatuagem, Fado Tropical

Não é verdade que a canção só ficou conhecida com a versão de  Ney Matogrosso (talvez sua fama tenha sido revitalizada principalmente porque tocava numa novela). Eu sempre a conheci e ouvi desde adolescente em vários ambientes, em casa, na escola. como não citar no repertório da peça, canções eternas :

 - Tatuagem

- Fado Tropical

- Ana de Amsterdã

- Joana Francesa

Só para citar alguns exemplos.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+15 comentários

Ao voltar por aqui hoje, busquei mais sobre Calabar, o Elogio da Traição. Pendurem Idéia no poste, que matem Idéia, que a cortem em mil pedaços. "Calabar não morreu". Carla Erhardt interpreta Bárbara, na adaptação de Ruy Faria (ex-MPB4), da obra de Chico Buarque e Ruy Guerra, "Calabar - Musical". Trecho gravado no Teatro Popular de Niterói em maio de 2008

 

 

...spin

 

 

Sensacional!  Nem me lembrava mais deste colete do Ney Matogrosso feito de megahair com chapinha.

 

34 anos depois, aqui temos Ney Matogrosso. Perdeu um pouco dos cabelos,mas não perdeu a sensualidade e o rebolado que fizeram tanto sucesso nestes anos. E a dicção perfeita continua até hoje.

 

Marise

Guardo boas lembranças das rumbeiras dançando no circo com aquelas franjas sobre o balançando. Procurei no YouTube e não achei nada daquela época, há um mas a intenção da dançarina foi fazer pornografia. Tentei reconstituir o que vi na infância, era muito lega, eu ficaca parado diante, não havia nada de pornográfico.

 

 

...spin

 

 

"Olá galera, eu estou fazendo um trabalho de restauração de vídeos e tive a ideia de transformar as aberturas de novelas antigas tipo dos anos 70 e 80 em HD, a maioria dos vídeos que temos na net estão com as imagens muito ruins e desbotadas por isso resolvi dar um tratamento quadro a quadro nestes vídeos (muito trabalhoso) para transforma-los em high Definition.

Comentem e estejam a disposição para dúvidas relativas aos programas utilizados para este trabalho."(Emanunes)

 

 

...spin

 

 

Não Existe Pecado ao Sul do Equador  ficou conhecida após a interpretação magistral de Ney Matogrosso,  como parte do LP/show Feitiço.

Chico Buarque e Ruy Guerra criaram 'Não Existe Pecado ao Sul do Equador" no começo da década de 70, para a peça "Calabar: O elogio da traição'.

"Dentre as músicas que compõem o repertório da obra, algumas foram sucesso, como "Não existe pecado ao sul do Equador" (cantada por Ney Matogrosso); "Cala a boca, Bárbara", e outras."

A censura caiu de cima e, claro, proibiu a peça, a conferir:

Sinopse
A peça relativiza a posição de Domingos Fernandes Calabar no episódio histórico em que ele preferiu tomar partido ao lado dos holandeses contra a coroa portuguesa.

Vivia o Brasil sob a opressão do regime ditatorial militar, e era comum o uso das metáforas nas produções artísticas a fim de, por um lado, burlar a censura rigorosa do sistema (sendo popular a figura de Armando Falcão, militar encarregado dessa tarefa canhestra) e, por outro, denunciar a situação atual.

Chico Buarque foi um mestre no uso dessas figurações: e o episódio histórico do traidor Calabar, comum em todos os livros didáticos como um dos maiores exemplos de perfídia - serviu de mote para justamente questionar a chamava versão oficial.

Na peça, Domingo Calabar passa de comerciante que visava o lucro e que, por isto, traíra os portugueses e colonos brasileiros - para um quase herói, que tinha por objetivo não o ganho pessoal, mas o melhor para o povo brasileiro (na verdade um conceito ainda inexistente, no século XVIII).

A intenção dos autores, porém, não era denunciar um erro histórico, nem tinha a pretensão de promover uma revisão: o alvo era, justamente, o próprio Regime militar, sua censura, os veículos de comunicação que, engessados pelas versões dos fatos sempre acordes com o sistema, passavam ao povo imagens que precisavam ser questionadas em sua veracidade.


Músicas
Dentre as músicas que compõem o repertório da obra, algumas foram sucesso, como "Não existe pecado ao sul do Equador" (cantada por Ney Matogrosso); "Cala a boca, Bárbara", e outras.


Iniciativa ousada
Calabar: o elogio da traição, foi escrita no final de 1973, em parceria com o cineasta Ruy Guerra e dirigida por Fernando Peixoto. Era uma das mais caras produções teatrais da época, custou cerca de trinta mil dólares e empregava mais de oitenta pessoas.


A peça e a ditadura
A censura do regime militar deveria aprovar e liberar a obra em um ensaio especialmente dedicado a isso. Depois de toda a montagem pronta e da primeira liberação do texto, veio a espera pela aprovação final. Foram três meses de expectativa e, em 20 de outubro de 1974, o general Antônio Bandeira, da Polícia Federal, sem motivo aparente, proibiu a peça, proibiu o nome Calabar do título e, como se não bastasse, ainda proibiu que a proibição fosse divulgada.

O prejuízo para os autores e para o ator Fernando Torres, produtores da montagem, foi enorme.

Seis anos mais tarde, uma nova montagem estrearia, desta vez, liberada pela censura.

http://estudeonline.net/resumos_livros.aspx?cod=356

No vídeo, imagem do show Feitiço

 

 

 

...spin

 

 

Vamos fazer um pecado rasgado, suado, a todo vapor

(Vamos fazer um pecado safado debaixo do meu cobertor) *

*Versão original vetada pela censura

Vídeo 1-

Não Existe Pecado ao Sul do Equador, por Chico Buarque

Las Muchachas de Copacabana, por Chico e Ney Matogrosso. De Chico para a "Opera do Malandro" (1978)

No programa "Cico & Caetano" (1986) ( Ficha Youtube)


Vídeo 2-

Raquel Koehler em Calabar - Não Existe Pecado ao Sul do Equador

Teatro Municipal de Niterói (2008)

 

 

...spin

 

 

Não existe pecado do lado do Chico. Só dádiva.

 

O macho adulto branco sempre no comando
E o resto ao resto, o sexo é o corte, o sexo
Reconhecer o valor necessário do ato hipócrita
Riscar os índios, nada esperar dos pretos ♪♫

Que o AA não nos ouça! hahahahahahahahaa

 

O macho adulto branco sempre no comando
E o resto ao resto, o sexo é o corte, o sexo
Reconhecer o valor necessário do ato hipócrita
Riscar os índios, nada esperar dos pretos ♪♫

Vânia, por algumas vezes o sistema de busca costuma cometer esta falha mesmo, às vezes reclamo pro Nassif, às vezes deixo passar batido. Legal seu vídeo. O Renato Aragão não se importava com o machismo reinante naquela equidistante década de 70 e mandou ver na performance com o Ney. Dá prá ver que os dois se parecem fisicamente. Neste video, a dupla ataca de rumbeira de circo.

 

 

...spin

 

 

JC Lima,

Nem ligo pra falta de créditos, falei só pra comentar, por brincadeira mesmo... mas é claro que era muito provável que fosse eu a enviar uma "palhaçada" desse tipo pra cá. Eu adorava os Trapalhões.  

Fiquei preocupada mesmo foi com o AA assistindo uma coisa dessas. Além de tudo, ao sul do Equador! Ainda se fosse ao norte... hahahahahaha

 

O macho adulto branco sempre no comando
E o resto ao resto, o sexo é o corte, o sexo
Reconhecer o valor necessário do ato hipócrita
Riscar os índios, nada esperar dos pretos ♪♫

Mais uma para o André Araújo então

 

 

...spin

 

 

Créditos, por favor :P

 

O macho adulto branco sempre no comando
E o resto ao resto, o sexo é o corte, o sexo
Reconhecer o valor necessário do ato hipócrita
Riscar os índios, nada esperar dos pretos ♪♫

Hoje, depois de tanto tempo, voltei a esta postagem e não entendi este comentário de Vânia reclamando dos créditos. Pensei que ela se referia ao créditos para a letra de "Não Existe Pecado ao Sul do Equador", de Chico Buarque e Ruy Guerra, para a peça Calabar, o Elogio da Traição.  É que a princípio pensei que este video tivesse sido postado por mim, o que não foi o caso. A Vânia o postou. Por isso não entendi, quer dizer, pensei que Vânia estivesse reclamando de alguma coisa que não entendi: Que créditos? Do autor da letra? De quem posto o vídeo? Agora sei, o comentário foi neste sentido, ou seja, que o sistema de busca do blog omitiu o nome dela. Esta falha costumava acontecer, talvez agora isso não se repita, foi trocado o servidor. 

 

 

...spin

 

 

Eu acho que os créditos devem ser dados aos jesuítas, que pela primeira vez afirmaram "Não existe pecado ao sul do equador".

Foi uma constatação, ao observar que, longe do cristianismo, a moçada estava "mandando ver".

PS: Que fantasia é essa?

Zorra?!