Revista GGN

Assine

Obama eleito

Do Estadão

AO VIVO: Eleições nos EUA 2012

WASHINGTON – Os EUA votaram nesta terça-feira, 6, para escolher quem governará o país nos próximos quatro anos: o democrata Barack Obama, atual presidente, ou o republicano Mitt Romney, ex-governador de Massachussets. Nos últimos dias de campanha, os dois candidatos passaram por Estados decisivos como Flórida, Ohio, Nevada, Wisconsin e Iowa. As pesquisas mostram um empate técnico entre eles.

Uma ferramenta desenvolvida pela Associated Press apresenta uma projeção rápida da votação nos principais Estados americanos. Com uma sofisticada apuração paralela feita pela agência de notícias, o aplicativo traz o avanço dos votos e a posição dos candidatos. Acompanhe abaixo, em tempo real, informações sobre a movimentação dos candidatos, dos eleitores e a apuração dos votos nos vários Estados americanos.

A equipe de jornalistas do Estado nos EUA complementa a cobertura, ao lado de especialistas em política americana e relações internacionais, que conversam ao vivo na TV Estadão. Dos EUA, os correspondentes Gustavo Chacra e Denise Chrispim Marin e a colunista Lúcia Guimarães enviam informações.

5h01 – Denise: Aplausos fortes. Obama acena, aplaude, e recebe de volta Michelle, Sasha e Malia no palco, com o vice, Joe Biden, e a mulher dele, Jill. Uma chuva de papel picado com as cores da bandeira.

5h – Obama conclui o discurso, bastante rouco, e é longamente aplaudido pelos apoiadores de sua campanha.

4h59 – Obama diz que acredita na “mensagem de oportunidade” dos fundadores do país, que todos têm chances: “homens, mulheres, negros, brancos, heterossexuais e gays”.

4h58 – “Nunca estive tão esperançoso com a América”, diz Obama, e é bastante aplaudido.

4h56 – Obama diz que se emocionou ao contar a conversa que teve com um eleitor de Ohio, que gastou tudo para o tratamento da filha contra a leucemia, e que agora pode se beneficiar da Reforma da Saúde feita por seu governo.

4h54 – “O que faz a riqueza da América é sua diversidade”, diz Obama. “Estou esperançoso na América”.

4h52 – “Nesta noite, vocês votaram por ação”, diz o presidente. Segundo ele, “o papel do eleitor não termina com o voto”.

4h50 – Obama defendeu acesso das crianças a boas escolas e professores, com inovação, sem desigualdades e armas para destruir o planeta. “A nação defendida pela melhor Força Armada do mundo e pelos melhores soldados do mundo”, disse. “Mas também um país generoso, tolerante”.

c38dafcbdc814a35b0c2fcbc39342631_c38dafcbdc814a35b0c2fcbc39342631_0.jpg

4h51 – “Nossa economia está se recuperando, uma década de guerras acabou e esta longa campanha terminou”, diz o presidente.

4h48 – “A eleição não é pequena e cínica. É importante”, diz. Obama lembra os tempos “duros” e as “decisões difíceis”.

4h45 – “A campanha pode parecer pequena e cínica”, disse. Obama lê o discurso em dois teleprompters posicionados no local.

4h44 – Denise: Obama agradeceu aos voluntários da campanha e provocou, com isso, amplo aplauso do público. “Obrigado por acreditarem em mim durante todo o caminho”.

4h43 – “Eu não seria o homem que sou sem a mulher que aceitou se casar comigo há 20 anos”, diz o presidente, que comemorou o aniversário de casamento no dia de um dos debates com Romney. Ele diz ainda, se dirigindo para as filhas: “Sasha e Malia, sou orgulhoso de vocês”.

4h42 – “Nas próximas semanas quero me sentar com o governador Romney para discutir com ele como o pais vai seguir adiante”. Obama também agradeceu ao vice, Joe Biden.

4h42 – “Eu agradeço ao governador Romney e ao deputado Paul Ryan”, diz o presidente, reeleito hoje.

4h41- Obama: “Quero agradecer a todo americano que participou nesta eleição. Os que votaram pela primeira vez, os que esperaram por longas horas em fila, aos que voluntariaram-se para pegar no telefone. Vocês fizeram a diferença”.

4h40 – “Nossa jornada foi longa”, diz o presidente.

4h40 - Obama agradece. “O país decidiu mover-se adiante por causa de vocês”.

4h39 – Denise: O povo grita efusivamente “Four more years” (Quatro anos mais).

4h38 - Obama beija e abraça a mulher e as filhas, diante do público que o aplaude efusivamente (Denise).

4h36 – Denise: O presidente entra ao lado de Michelle, a primeira-dama, e as filhas Sacha e Malia, sob fundo musical de Steve Wonder, a mesma música da primeira campanha.

2012_11_07T064507Z_01_CHI513_RTRMDNP_3_USA_CAMPAIGN.JPG

4h35 – À 0h35 em Chicago, Obama entra no palco montado no centro de convenções McCormich em seu berço político, para celebrar a vitória.

4h28 – Na contagem da AP, Obama já tem 303 votos no Colégio Eleitoral, 33 mais que os 270 necessários para a eleição. Romney tem 203. Nos votos populares, os dois têm 49%, com uma vantagem de 400 mil votos em favor do democrata. Acompanhe os números em tempo real.

4h24 – FOTO: Apoiadores do presidente Obama acenam com bandeiras dos EUA enquanto esperam a chegada do democrata, que fará discurso de vitória dentro de alguns minutos.

4f77de613c7d4bb3a107e0c68b895f96_4f77de613c7d4bb3a107e0c68b895f96_0.jpg

4h16 – Segundo a CNN, Obama já deixou o hotel em Chicago a caminho do centro de convenções, onde fará o discurso de vitória.

4h10 – O presidente Obama vai falar dentro de poucos minutos. Ele está no McCormick Center, centro de convenção de Chicago.

4h09 – Denise: Em sua longa lista de agradecimentos, Romney incluiu sua mulher Ann, o “amor da minha vida”, seus filhos, noras e netos.

4h08 – Em Chicago, apoiadores do presidente Obama fazem festa enquanto esperam seu discurso. Tradicionalmente, o candidato vitorioso só fala depois do discurso de derrota do adversário.

4h07 – Denise: Em seu discurso, Romney não apenas agredeceu a seu companheiro de chapa, o deputado Paul Ryan, como o destacou como a “melhor escolha” para o país no futuro. Trata-se de uma indicação de possível apoio a Ryan em 2016.

4h05 – Denise: Conforme ressaltou, o país está em um “critíco momento”, com os cidadãos precisando desfrutar de acesso a empregos, e a economia, de mais investimentos. . “Eu acredito na América, acredito no povo americano”, declarou, recebendo longo aplauso de seus eleitores. “A eleição terminou, mas os nossos princípios continuam em pé”, disse. “Eu poderia liderar a nação em outra direção, mas o povo elegeu o presidente Obama. Vou rezar por ele”.

4h02 – Romney decidiu reconhecer a derrota depois que se constatou que, mesmo com sua vitória em Ohio, Obama teria os 270 delegados para o Colégio Eleitoral.

4h – A esposa de Romney, Ann, está no palco com o marido. O candidato à vice pela chapa republicana, Paul Ryan, também está no local, com a mulher, Janna.

62366ad1e7f2443c9253557261236978_62366ad1e7f2443c9253557261236978_0.jpg

3h59 – Denise: O republicano agradeceu a Obama e sua mulher, Michelle, e suas filhas. “Eu vou rezar para que o presidente tenha sucesso na condução da nossa nação”, afirmou.

3h58 – Romney (na foto abaixo, ao chegar no local) agradece aos apoiadores da campanha, aos financiadores e é aplaudido. O local está lotado.

93cfe246b49b4830b3c128cf2893fe19_93cfe246b49b4830b3c128cf2893fe19_0.jpg

3h56 – Romney deseja a Obama sorte na condução “da nossa nação”.

3h55 – De acordo com Denise Chrispim Marin, Romney resistia em reconhecer sua derrota em Ohio, onde a votação por correio gerou polêmica.

3h55 – Romney entra no palco do Centro de Convenção de Boston e é aplaudido pelos apoiadores de sua campanha.

3h53 – Segundo a enviada do Estado a Chicago, Denise Chrispim Marin, Romney telefonou há pouco para o presidente Obama para reconhecer sua derrota. Romney fará discurso para apoiadores em Boston.

3h49 – O republicano Mitt Romney fará um discurso dentro de alguns minutos. Acompanhe.

3h45 – Leia no blog do correspondente do Estado em Nova York, Gustavo Chacra: Depois de vencer, Obama enfrentará o abismo fiscal.

3h34 - Leia, da enviada do Estado a Chicago, Denise Chrispim Marin: Mais quatro anos

2h46 – O presidente Obama postou no Twitter uma foto em que aparece abraçando a primeira-dama Michelle. A foto parece não ser nova. Além da foto, o democrata escreveu “Quatro anos mais”, o mote de sua campanha.

A7EiDWcCYAAZT1D.jpg

2h44 – Com empate nos votos diretos (49% a 49%, com uma diferença de 200 mil votos aproximadamente), Obama tem 265 contra 200 de Romney no Colégio Eleitoral, segundo projeção da AP. Acompanhe as projeções em tempo real.

2h18 – A CNN projeta a reeleição do presidente Barack Obama.

2h14 – Projeção aponta Obama vencendo também no Novo México (6 delegados no Colégio Eleitoral). O democrata passa a ter 249 dos 270 votos necessários para vencer. Romney está com 191.

2h09 – Projeção da CNN mostra vitória de Obama em Iowa, Estado tradicionalmente indeciso.

2h – CNN confirma em projeção a expectativa de vitória de Obama na Califórnia, que tem 55 delegados. Idaho ficaria com Romney.

1h50 – Segundo a CNN, Obama vencerá no Minnesota (10 delegados no Colégio Eleitoral) e Romney no Arizona (11 delegados).

1h46 – Segundo o New York Times, com 89% das urnas apuradas na Flórida, Obama tem uma ligeira vantagem (49,9%) sobre Romney (49,3%). Na contagem da AP, o democrata aparece com 49,7% contra 49,4% para o republicano. O Estado tem 29 votos no Colégio Eleitoral.

1h42 - A diferença de votos diretos entre Obama e Romney é de cerca de 1,5 milhão em favor do republicano. O presidente tem 29,4 milhões (48%), contra 30,8 milhões do ex-governador republicano.

1h40 – Na projeção da AP, Obama tem agora 148 delegados no Colégio Eleitoral, contra 159 de Romney. Acompanhe as projeções em tempo real.

1h36 - Os números dos Estados-chave neste momento são os seguintes (New York Times):

Flórida (29 delegados): Obama tem 50%; Romney, 49% – 89% de urnas apuradas)
Ohio (18 delegados): Obama tem 50%; Romney, 48% – 53% de urnas apuradas)
Carolina do Norte (15 delegados): Obama tem 49%; Romney, 50% – 92% de urnas apuradas)
Virgínia (13 delegados): Obama tem 48%; Romney, 51% – 80% de urnas apuradas)

1h32 – Lúcia Guimarães: John Cassidy, da New Yorker, prevê Obama com 303 delegados e Romney com 235.

1h21 – A colunista do Estado em Nova York, Lúcia Guimarães, está em Times Square, acompanhando a apuração em meio a uma multidão. Ela escreveu há pouco que é “mais fácil achar agulha no palheiro do que eleitor de Romney em Times Square”. Veja abaixo uma foto feita por ela no local.

A7EQUdVCQAATxLT.jpg

1h14 – O New York Times projeta vitória de Obama em New Hampshire.

1h01 – A projeção da rede CNN mostra vitória de Obama em Iowa, outro Estado indeciso. O Estado tem 6 votos no Colégio Eleitoral.

0h42 – Segundo a CNN, os 20 delegados da Pensilvânia irão para o democrata Barack Obama. O Estado não é tradicionalmente republicano ou democrata.

0h39 – Mesmo frio de 5ºC, uma multidão apareceu no Rockefeller Center, em Nova York, para acompanhar a apuração. O local tem um placar com os resultados em tempo real da contagem dos votos para presidente, Senado e Câmara.

0h38 - Com urnas fechadas em 30 dos 50 Estados americanos, as projeções para o resultado nesses Estados apontam para uma maioria de votos para Romney no Colégio Eleitoral. Segundo projeções da rede de TV CNN, o republicano teria 82 votos contra 65 de Obama.

0h23 - Com 67% dos votos apurados na Flórida, Estado decisivo na disputa, Romney e Obama estão empatados, com 49,6% cada. A diferença é de cerca de 300 votos em favor do democrata, em um total de quase 7 milhões contabilizados.

0h20 – Chacra: Republicanos manterão o controle da Câmara dos Deputados. Acompanhe as projeções em tempo real.

0h17 - Romney ganhou nos seguintes Estados: Wyoming, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Nebraska, Kansas, Oklahoma, Texas, Louisiana, Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Tennessee, Kentucky, Virgínia Ocidental e Indiana. Total: 141 votos no Colégio Eleitoral. Obama levou em Michigan, Illinois, Nova York, Vermont, Massachussetts, Maine, Connecticut, Rhode Island, Delaware e Maryland. Total:109 votos no Colégio Eleitoral. Esses números são da projeção da AP; acompanhe em tempo real.

0h08 - A contagem da AP dá 135 votos no Colégio Eleitoral a Romney, contra 109 a Obama neste momento. Acompanhe a contagem em tempo real.

0h - O ex-governador Angus King (independente) venceu a disputa pelo Senado no Maine. Ele assumirá o lugar da republicana Olympia Snowe. Com a vitória de King, aumenta de um para dois o número de senadores independentes no país. Veja o número em tempo real da apuração da AP, inclusive para governadores, Câmara e Senado.

23h54 – O programa da TV Estadão com especialistas está concluído. Continue acompanhando a cobertura sobre as eleições e os números da apuração nos Estados Unidos pelo Radar Global.

23h54 – Para o editor de Internacional do Estado, o grande tema da eleição segue sendo a economia.

23h50 – Os jornalistas lembram a importância dos números de Flórida e Ohio, Estados decisivos para a definição do nome do presidente eleito para os próximos quatro anos.

23h49 – No estúdio da TV Estadão, Lameirinhas, o repórter Roberto Godoy e José Roberto de Toledo, colunista e responsável pelo núcleo Estadão Dados, fazem análises sobre o momento de apuração nos Estados importantes.

23h47 – Roberto Lameirinhas, editor de Internacional do Estado, afirma que a corrida, como está, “é de matar do coração os candidatos e os jornalistas, que esperam o resultado para fechar o jornal”.

23h38 – Na projeção da AP, Obama, com 47% dos votos diretos neste momento, tem 64 votos no Colégio Eleitoral. Romney tem 52% dos votos diretos e 67 no Colégio Eleitoral. Acompanhe os números em tempo real.

23h32 – Na projeção da CNN, Obama ganha em Connecticut (7 delegados), Delaware (3), Distrito de Colúmbia (3), Illinois (20), Maine (4), Maryland (10), Massachusetts (11) e Rhode Island (4).

23h31 – Segundo a AP, Romney venceu na Geórgia, levando os 16 delegados do Colégio Eleitoral. Tennessee, com 11 delegados, também ficou no lado republicano.

23h27 - As urnas já estão fechadas em 29 dos 50 Estados americanos. A votação prossegue nos três maiores colégios eleitorais do país: Califórnia (55 votos), Nova York (29) e Texas (38 votos).

23h26 – Nova projeção da CNN mostra Obama com 65 votos no Colégio Eleitoral; Romney tem 40.Acompanhe os números da apuração paralela da AP. Os votos de Obama são dos Estados de Vermont, Connecticut, Illinois, Maryland, Massachusetts, Maine, Rhode Island, Delaware e Distrito de Columbia. O republicano Mitt Romney teria 40 votos, obtidos nos Estados de Indiana, Carolina do Sul, Kentucky, Oklahoma e Virgínia Ocidental.

23h15 – Os números dos Estados-chave neste momento são os seguintes:

Flórida (29 delegados): Obama tem 51%; Romney, 49% – 12% de urnas apuradas)
Ohio (18 delegados): Obama tem 62%; Romney, 37% – menos de 1% de urnas apuradas)
Virgínia (13 delegados): Obama tem 40%; Romney, 59% – 13% de urnas apuradas)

23h13 – Obama tem uma leve margem em Flórida, com 12% dos votos apurados (50,8% contra 48,5% de Romney). Com menos de 1% dos votos apurados, Ohio – outro Estado decisivo – também dá ligeira vantagem ao democrata (58,7% contra 40,2%). Os números são do New York Times.

23h12 – Um levantamento Reuters/Ipsos aponta que eleitores que votam pela primeira vez neste ano preferem o presidente democrata Barack Obama por uma margem de dois para um.

23h06 – Na projeção da AP, Ohio tem pequena vantagem democrata neste momento. O Estado, considerado decisivo na corrida presidencial, tem 18 delegados no Colégio Eleitoral. Obama tem 52,1% contra 46,6% para Romney. Os números são de uma apuração paralela da agência de notícias;acompanhe.

23h05 – Obama tem pelo menos 57 delegados, contra 82 para Romney em projeção de emissoras de TV americanas.

23h03 – Segundo a AP, Romney ganhará os Estados de Indiana (11 delegados no Colégio Eleitoral) e Carolina do Sul (9). Os dois Estados são tradicionalmente republicanos.

23h01 – O vice-presidente de design da Chrysler, Ralph Gilles, escreveu no Twitter na manhã de hoje: “A Chrysler deu feriado hoje para toda sua força de trabalho votar. Let’s go, America“. A empresa foi salva do fechamento no governo Obama.

22h57 – O jornalista José Roberto de Toledo, responsável pelo núcleo Estadão Dados, analisa os números de boca de urna nos EUA. Mas ele lembra que a apuração está ainda muito lenta no país.

22h56 – No último bloco do programa com especialistas, o professor de Relações Internacionais das Faculdades Rio Branco Gunther Rudzit está agora no estúdio da TV Estadão.

22h50 – O placar da AP para o fechamento da apuração paralela no momento dá 13 delegados para Romney (8 de Kentucky e 5 de Virgínia Ocidental) contra 3 para Obama (Vermont). Acompanhe os números.

22h38 – As urnas estão fechadas em mais três Estados, incluindo Ohio, considerado decisivo. Ohio tem 18 delegados no Colégio Eleitoral.

22h32 – Segundo a AP, Romney leva os 5 delegados de Virgínia Ocidental. O Estado é tradicionalmente republicano.

22h19 – Está no estúdio da TV Estadão o professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP) Oliver Stuenkel.

22h17 - Os Estados com projeções são Vermont (cujos 3 delegados no Colégio Eleitoral iriam para Obama), Kentucky (8 delegados para Romney) e Indiana (11 também para Romney).

22h – Segundo a CNN, projeções indicam que Obama ficará com os 3 delegados de Vermont no Colégio Eleitoral; Romney levaria, segundo a projeção, os 8 do Kentucky, Estado tradicionalmente republicano. Acompanhe os números em tempo real.

21h55 – Faltam pouco menos de 5 minutos para o fechamento das urnas em Virgínia.

21h45 – O tema no estúdio é a relação entre EUA e China, que passa nesta semana por uma transição em sua liderança. O professor Zorovich também comenta a relação com a América Latina.

21h41 – Acompanhe os números em tempo real da apuração paralela feita pela AP.

21h37 – O correspondente do Estado em Nova York, Gustavo Chacra, comenta o clima na cidade no dia de votação.

21h34 – Segundo o professor Zorovich, a economia é ainda o grande tema da eleição.

21h30 – Está no estúdio da TV Estadão neste momento o professor de Relações Internacionais da ESPM Marcelo Zorovich. A moderação é do sub-editor de Internacional, Rodrigo Cavalheiro.

21h26 – De acordo com dados da Zogby International divulgados há pouco, o presidente democrata Barack Obama deve ter votação expressiva entre os latino-americanos nas eleições. Obama deve ter 70% dos votos latinos, contra apenas entre 24% e 28% para o republicano Mitt Romney.

21h23 – Segundo a AP, 45% dos eleitores de Iowa, que tem 6 delegados no Colégio Eleitoral, votaram antecipadamente.

21h21 – A colunista do Estado em Nova York, Lúcia Guimarães, está em Nova York e comenta os efeitos da supertempestade Sandy sobre as eleições.

21h19 – FOTO: Na Alemanha, homens vestidos com máscaras de Obama e Romney em uma representação dos EUA em Berlim.

2012_11_06T231129Z_01_TPE12_RTRMDNP_3_GERMANY.JPG

21h10 – Ao lado de Ohio, a Flórida tem importância especial nessa eleição. “A Flórida tem grande eleitorado latino”, lembra o jornalista Lourival Sant’Anna. Os jornalistas lembram que em 2000 o republicano George W. Bush venceu graças à Flórida.

21h09 – “Ohio é o símbolo dessa eleição”, afirma o repórter especial Lourival Sant’Anna, ao vivo agora no estúdio da TV Estadão.

21h08 – As urnas na Virgínia serão as primeiras de um Estado-chave a serem fechadas.

21h06 – O jornalista José Roberto de Toledo explica, nesse momento, o complicado sistema eleitoral dos Estados Unidos.

20h57 – Já estão no estúdio da TV Estadão o editor de Internacional do jornal O Estado de S. Paulo, Roberto Lameirinhas, o repórter especial Lourival Sant’Anna e José Roberto de Toledo, colunista e responsável pelo núcleo Estadão Dados. Acompanhe as análises a partir de 21h.

20h46 – Acompanhe, ao vivo, a partir de 21h, os comentários de especialistas em política americana e relações internacionais sobre as eleições nos EUA. Começa daqui a pouco na TV Estadão.

20h43 – FOTO: Eleitor vota em área de brinquedos de uma loja do McDonald’s em Los Angeles, Califórnia.

2012_11_06T222637Z_01_LUC20_RTRMDNP_3_USA_CAMPAIGN.JPG

20h41 – FOTO: A cantora Katy Perry vota em Los Angeles.

f0cda3c83e9947a6b8ce3da33c1b9cc9_f0cda3c83e9947a6b8ce3da33c1b9cc9_0.jpg

20h07 – Lúcia Guimarães: O colunista John Kelso, de um jornal satírico americano, votou fantasiado como o Pássaro Amarelo, da Vila Sésamo, na TV pública que Romney promete não mais financiar. Veja a foto.

rbz_Kelso_Big_Bird_Voting_01.jpg

19h46 - A partir de 21h a TV Estadão exibe comentários ao vivo de especialistas em relações internacionais e política americana. Acompanhe.

19h15 – Apesar de ser o candidato republicano a vice-presidência dos EUA, Paul Ryan tenta manter a cadeira na Câmara dos Deputados (AP).

19h56- De acordo com a agência AP, uma falha em uma urna eletrônica na Pensilvânia trocava votos de Obama por Romney. O eleitor Perry County gravou e colocou as imagens no YouTube (abaix0). De acordo com o porta-voz do Departamento de Estado da Pensilvânia Ron Ruman, o eleitor notificou as autoridades no local sobre o problema, que teria sido corrigido. Segundo funcionários do local, a urna foi “recalibrada” está funcionando normalmente, disse a AP.

18h47 – Brasileiros em Massachusetts torcem por reforma na imigração para o próximo governo. Imigrantes que não se naturalizaram nos EUA não têm o direito de votar.

18h22 – Veja cobertura multimídia e em tempo real da eleição nos EUA a partir de 21h.

18h10 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se disse “cautelosamente otimista” de que vencerá as eleições presidenciais desta terça-feira, 6, se um número suficiente de eleitores norte-americanos for às urnas. A maioria das pesquisas de intenção de voto indica empate técnico entre o democrata e o candidato Mitt Romney.

obama_votacao.jpg

18h04 – O candidato republicano Mitt Romney e o vice Paul Ryan estiveram em um escritório de campanha em Richmond Heights, Ohio, nesta terça-feira, após votarem.

romney_e_paul.jpg

17h51 – De acordo com o jornal El Universal, 12,2 milhões de hispânicos podem ir às urnas em busca de influência, como ocorreu em 2008.

17h11 – Mesmo sem eletricidade, eleitores de Nova York votam nesta terça-feira:

eleitores_Sandy.jpg

17h – O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, esperou 45 minutos na fila nesta manhã para votar em sua seção eleitoral em Upper East Side, em Manhattan, de acordo com o jornal The Wall Street Journal.

bloomberg_vota.jpg

16h51 – Eleitores norte-americanos escrevem “I voted!” (eu votei) no Twitter e no Facebook.

16h36 – De acordo com a CNN, os quatro termso mais usados entre usuários americanos no Facebook são: “Vote”; “Obama”; “Dia da eleição” e “Romney”.

16h25 - Cansados da limpeza maciça e jornadas terríveis para chegar ao trabalho, milhares de eleitores norte-americanos nas regiões atingidas pelo furacão Sandy em Nova York e New Jersey encontraram confusão e longas filas ao tentar votar na acirrada eleição presidencial.

16h15 – Presos de Guantánamo, em Cuba, receberam aval na segunda-feira para acompanhar na TV a cobertura das eleições nos EUA, informa a CNN.

16h – Eleitores de Ohio, em entrevista a agência AP, dizem que o voto é muito importante para ser ignorado devido ao tempo frio.

15h41 - Se Ohio precisar de uma recontagem, é possível que não se saiba quem venceu a eleição presidencial até dezembro, informa o New York Times.

15h22 - Depois de votar, Romney beijou a mulher, Ann, despediu-se e partiu para viagens de última hora para Cleveland e Pittsburgh, cidades nos Estados cruciais de Ohio e Pensilvânia. O ex-governador de Massachusetts foi questionado sobre como se sentia e respondeu: “Muito bem, muito bem”. Sobre as perspectivas para Ohio, Romney afirmou: “Me sinto ótimo com relação a Ohio.”

romney_e_ann.jpg

14h55 – Obama parabenizou Romney pela disputa acirrada para a Casa Branca, durante visita a um escritório local de campanha para agradecer voluntários. ”Quero dizer ao governador Romney parabéns pela campanha animada. Sei que os apoiadores dele estão tão engajados e tão entusiasmados e trabalhando tanto quanto os nossos hoje.”

eleicao_obama.jpg

14h44 – Iowa e Texas não aprovam a presença de observadores internacionais durante as eleições, de acordo com o Global Post.

14h40 - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, um dos principais críticos do governo dos EUA, disse que há pouca esperança de mudança na política externa norte-americana independentemente do vencedor da votação.

14h27 – O vice-presidente democrata e candidato a continuar no cargo, Joe Biden, votou na cidade de Greenville (Delaware) acompanhado de sua esposa Jill Biden e de seu filho Beau Biden. “É sempre muito divertido”, disse Biden que chega a sua oitava eleição, segundo a ABC News.

14h14 – Acompanhe aqui as eleições nos EUA. Mapa interativo do país vai mostrar o resultado da corrida eleitoral.

14h – Caso seja reeleitop, Obama deve iniciar rapidamente a negociação de um acordo bipartidário que evite o “abismo fiscal” que ameaça levar os EUA para uma recessão, disseram assessores democratas no Senado na segunda-feira.

13h55 - As redes de televisão dos EUA enfrentam um novo desafio na cobertura da eleição presidencial: evitar que os resultados das pesquisas de boca de urna bem guardados vazem para o Twitter, Facebook e outras plataformas de mídia social (Reuters).

13h51 - A aldeia de Dixville Notch, no Estado de New Hampshire, realizou sua votação um minuto após a meia-noite desta terça-feira, 6, mantendo a tradição de ser o primeiro colégio eleitoral a abrir e encerrar a jornada eleitoral. O curioso foi o resultado – um empate entre o presidente Barack Obama e seu rival republicano, Mitt Romney. Cada um dos candidatos recebeu cinco votos no pequeno vilarejo.

13h40 – A terça-feira das eleições começou, com a pitoresca tradição de abertura e fechamento quase imediato das urnas à meia-noite no vilarejo de Dixville Notch, no Estado de New Hampshire, o primeiro no país a votar.

13h05 – Posts no Twitter e no Facebook sobre o presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Barack Obama, e seu rival republicano, o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney,tendem a ser mais críticos do que elogiosos.

12h55 - Quase 240 milhões de pessoas podem votas nos Estados Unidos, mas apenas três quartos desse total se registraram para votar.

12h50 – O candidato republicano Mitt Romney votou por volta de 12h (horário de Brasília) nos EUA.


 

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+6 comentários

A7EiDWcCYAAZT1D.jpg

4h59 – Obama diz que acredita na “mensagem de oportunidade” dos fundadores do país, que todos têm chances: “homens, mulheres, negros, brancos, heterossexuais e gays”.

Muito bem.

 

 

...spin

 

 

O que me deixou incomodado foi a Globo ter enviado dois correspondentes para os EUA, com o intuito de acompanhar as eleições gringas por lá. Se vê que o sangue norte-americano da Globo pulsa mais forte.

 

O quarteto pig-mpf-stf-oposição está de luto. Falando nisso, até quando vai continuar essa disparidade no no nosso  STF, de maioria direitosa quando o governo é progressista.

 

 

...spin

 

 

Obama é o cara. Culto, sensível aos problemas sociais e a problemas do meio ambiente. Depois de John Kennedy, os Estados Unidos tiveram uma série de presidentes medíocres, com exceção de Bill Clinton e de Barak Obama. Parabéns Obama, que tenha um ótimo governo.

 

"A história da humanidade é a história das lutas de classes". Karl Marx

Fico com a impressão de que as mídias brasileiras acompanham muitíssimo melhor as eleições nos USA do que as do Brasil.

Porque isto acontece, não sei.

Mas acho muito estranho.

 

Porque as noticias ja chegam prontas e nao requerem pensamento proprio nenhum de redatores brasileiros do PIG exceto traducao.  Ingles traduzido eles conhecem excelentemente.

Por sinal, alguem sabe onde esta o video mencionado?  Minha maquina de votar nao tinha nadinha pra mim conferir se ela estava ou nao estava fraudando meu voto, e como nao tenho recibos fiquei com a flea behind the ear.  Essa tambem eh a razao que eu NAO acredito, e nao acredito MESMO, que Romney teve mais votos que Obama.