Ascensão social recorde forma o novo Brasil classe média

 

Brasil já é um país de maioria classe média, segundo últimos estudos do IBGE, cerca de 103 milhões de pessoas pertencem a classe C, segmento que Lula fez crescer mais de 64% em apenas seis anos

População da classe C cresce mais de 64% entre 2005 e 2011

SÃO PAULO – A classe social que mais cresceu nos últimos seis anos foi a C. Enquanto em 2005 a classe possuía 62,7 milhões de representantes, no ano passado, esse número passou para 103 milhões, o que revela um crescimento de 64,36% no período.

Neste intervalo de tempo, a classe C recebeu mais de 40,3 milhões de pessoas, revela a pesquisa “O Observador – Brasil 2012”, realizada pelo sétimo ano seguido pela Cetelem BGN, empresa do grupo BNP Paribas, em conjunto com a Ipsos Public Affairs, e divulgada nesta quinta-feira (22).

De 2005 a 2011, as classes AB também tiveram crescimento, passando de 26,4 milhões para 42,4 milhões, aumento de 60,61% no período. Em seis anos, 16,0 milhões de brasileiros passaram a fazer parte deste estrato da população.

Já as classes DE perderam 51,32% dos seus representantes, ou seja, mais de 47,6 milhões de brasileiros deixaram de fazer parte das classes mais baixas…

 
 
Leia MAIS

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Os sabujos da imprensa, por João Feres Júnior

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome