Cafezá – Catarina e Jarirí, uma paixão sobre-humana.

U capanga qui tinha lévado a purretada do Clódiu tava sentadu nu chão, dentru duma póça di sango, i cumessô a gemê arto di dori no coco. Us otos capanga chegaro piérto deile i cumessaro a oiá u istrago qui tinha ficadu. Fubáca rancô as manu deile, qui tava préssionanu a valeta du buraco na cachola, i falô anssim: – Nuóssa! Eisse poço tá tão fundo qui tá danu pá vê a sua língua nu fundo deile. Si infiá uma linha cum anzór aqui, dá pá pésca um dente seu. Inda bem qui deuso ajudô i poisi poco miólos na sua cabessa i é capaizi di num ficá muito istragu nu seu célbu. Iguar já falaru, ié bão jóga arcuór cum anjico. Ié bão pá dijinfétá i pá tirá u inchassu. Aminhã, cuandu ucê acórdá, ié bão guspí u premero guspi aqui drentu, pá silcatrilzá u taio. U firido falô, imitanu u chéfe: – Ucê tá ficanu doidu, ieu mijô nas carça di dori si dispéja arcuó neisse buracu! Uilsso só pudia tê vinu da sua cabessa, Fubáca. Ucê é um patéta memu! I préguntu pucê: Cumé qui ieu memu vo cunsiguí guspi drentu du buracu nu arto da mia pópia cabessa… – Uai, ucê é cabissudu i burru! Ucê mira pá cima i góspi pu této i apruma u cabessão pú guspi caí biem drentu du buracu. Siucê fô ruim di mira i num cunsugui acéltá nu arvu, vai lá in casa co fico guardanu u meo guspi pucê i, cuandu ucê chégá, ieu mandô a gusparada nu seu buracu. Ieu tenhu u guspi grossu i bão, um rémédião, iguar falava os povo antigo. Niem pricisa mi pagá nada. Siucê ficá gratu cumigu, i fô bão pucê, adispois ucê paga uma caninha pá ieu. Agóra, dexa ieu infia us meos dedos nu buracu pá contá cuantos cabe. 1234567 Vixi, qui tá cabenu sete! A suórti sua é qui ieu num tenhu us dedus iguar aos di Xicuta, poisi, si eile infia us dedu sarsichão aí, acaba di rachá u réstu i u seu coco cai uma parti pá cada ladu du seu ombru. Dá créqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome