Cafezá na estrada – Catarina e Jarirí, uma paixão sobre-humana.

– Ieu, Sanfredo, já maginava uilsso. Agóra ieu tenhu qui mudá os meos prano.

– Óia, Jarirí, Clódiu, u irmão di Catarina, dexo eissa carta déila prucê.
Mi pidiu pá ti entregá anssim qui ieu ti visse. Lê.

Méo Jarirí, pai meu mi próibiu di ti vê di nuóvo. Eile mandô u délegadu
ti jogá na cadeia. Ieu falei prelê qui si uilsso acuntecesse, ieu ia
fugi di casa pá nunca maisi vortá. Eile butô treiz jagunçu da fazenda
aqui na pórta di casa pra num dexá ieu saí i pra impedí a jienti di si
encuntrá. Eile mandô us jagunçu ti matá si eiles vê a jienti juntu.
Eile falô qui agóra ieu vo te di i pra fazenda cueles.
Ieu num seio maisi u qui ieu faço i tô mutiu préocupada cocê.
Tô mórrenu di sodade tumém. U Clódiu mi falô qui vai fazê tudu pá
ajudá a jienti. Toma mutiu cóidadu. Us jorná da cidudadi i as rádio
vão cuntinuá contano mintira i fazenu a tua cavera. Mámãe tumém tá
du ladu du pai meu puquê eile falô qui vai batê ninóis duas si ieu
mi incontrá cucê. Tumara cocê cunsiga lê i intendê éissa carta,
puquê ieu sei conum iscrevô déreitu.
Cóidado, méo amore.
Da tua, Catarina.

Indaí, Cafezá, ieu sentei na mésinha du buteco i fiquei matutanu.
A tempestadi tinha chégadu fuórti i pégadu ieu i a Catarina nu
mei du caminu. Tinha raio caínu pá tudus os lados i prondi é
cájienti córresse u périgu tava pértu. Us tróvão mi assustava.
Eiles tava armado cum tudu qui éra pussivi. Cércaru a jienti
nu matadoro i só fartava u úrtimo disfechô preles saí
vitóriósos, impidindo qui ieu maisi Catarina pudésse fazê a
nuóssa vida du jeitu cajienti quiria.
U conseiô di mestre Bódim tava préjudicadu. Eiles tinha si
adiantadu i passadu na nuóssa frienti. Iguar bóia-fria, nósi
tava nus caminhão deiles i só fartava eiles colocá a jienti
nas prantassão pá sê iscravo das vontadis deiles.
Naqueili mómentu ieu tava muídu, sem sabê u qui fazê.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora