SOS Planeta Terra

Resumindo: A Natureza pede socorro!

O que fazem meu Deus!

Arrancam-me as raízes

Queimam o verde do meu manto

Cortam-me sem dó sem piedade

O meu corpo

A terra mãe fica seca sem vida

A semente não germina

As nascentes secam

Morrem os rios as cachoeiras as lagoas

Levando consigo todos os pássaros

Animais que dão equilíbrio a Natureza

Destroem todo o eco-sistema

Que dá vida e beleza

O ar puro que respiramos

A sombra que refresca

Os alimentos os remédios

Que curam a água que mata a sede

O lobo humano uiva forte

Mostra seus dentes aguçados

A ganância a soberba cegam-nos

A vida no Planeta agoniza

Pedido de socorro por todos os lados

Avisos perigo iminente

A camada de ozônio sorri

São os dentes de Satã

A tempestade cai furiosa

Furacões degelo das calotas polares

Inundações terremotos fome

Guerras miséria

O lobo gargalha

O Planeta agoniza

Os sinais foram dados

É hora de acordarmos

O tempo urge

Nossos filhos choram

O holocausto se aproxima

Os oceanos cansados irritam-se

Tsunamis avassaladoras

Doenças nunca vistas

Por todos os cantos

A união faz a força

Ainda resta-nos uma esperança

Basta acordarmos

Amarrar a boca do maldito

Refazendo os valores morais

De uma sociedade dertupada

Em prol da conservação da vida

 Da Natureza

SOS Planeta Terra

Queremos continuar

Um Planeta azul

Jamais da cor das cinzas

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora