Revista GGN

Assine

Na Rede

Teles brasileiras também querem fim da neutralidade de rede

 
Jornal GGN - Depois que os Estados Unidos derrubaram a neutralidade de rede, com teles podendo cobrar por pacotes de navegação diferenciada, as teles brasileiras querem que Michel Temer reavalie a situação brasileira. Isso significa pisar em cima do Marco Civil da Internet, que garantiu um só valor pelo tráfego realizado pelo internauta. Se isso acontecer, será preciso pagar por serviços digitais diferenciados.
 
Nos Estados Unidos, nesta quinta-feira, 14, o Federal Communications Commision (FCC), a agência de telecomunicações local, derrubou as regras que impediam que as teles dessem tratamentos diferenciados na oferta de internet ou "microgestões" do tráfego de dados na internet. O presidente da FCC, Ajit Pai, indicado por Trump, já havia cantado a intenção de ver a agenda de desregulamentação da intenet aprovada. E conseguiu.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Neutralidade da Rede: O possível Vietnã de Trump

Enviado por Antonio Ateu

da Carta Maior

Se a Comissão de Comunicações de Trump revogar a neutralidade da rede, as elites governarão a internet - e o futuro

"Este corporativismo escancara o que há de pior em Washington", diz o ex-membro da comissão, Michael Copps  

por John Nichols, The Nation  

 

A neutralidade da rede é a Primeira Emenda da Internet. Ela garante a igualdade das falas na rede de redes, quer as palavras venham do Walmart, o gigante corporativo que diz ser o maior varejista do mundo, ou do WalmartWatch, movimento que "busca fazer o Walmart responder plenamente por seu impacto sobre as comunidades, a força de trabalho dos Estados Unidos, o setor varejista, o meio ambiente e a economia".

As proteções à neutralidade da rede asseguram que o discurso democrático essencial na World Wide Web não seja leiloado para uma classe bilionária que domina o debate político em tantas outros meios de comunicação. Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Média: 4 (4 votos)

Muita informação e pouca reflexão, por Bemvindo Sequeira

Sugerido por Jackson da Viola

Leia mais »

Média: 4.4 (13 votos)

A neutralidade da rede já tem data para morrer nos EUA, por Ronaldo Gogoni

Sugestão de Alfeu

do MeioBit

A neutralidade da rede já tem data para morrer nos EUA, por Ronaldo Gogoni

Nesta terça-feira (21) a FCC (Federal Communications Commission) enfim revelou seus planos para encerrar a Neutralidade da Rede nos Estados Unidos, marcando para o dia 14 de dezembro a votação que poderá enfim desregular o setor e voltar tudo como era antes, um cenário onde quem tem mais dinheiro pagará por melhores conexões de dados.

Desde 2015, quando a administração Obama estabeleceu um conjunto de regras que regulou a rede no país de modo a igualar o acesso para todas as companhias o então conselheiro Ajit Pai, representante do Partido Republicano defende que a decisão foi “um erro”; as diretrizes impedem que operadoras ofereçam pacotes e velocidades de conexão melhores às grandes companhias em detrimento das pequenas, de modo a evitar o congestionamento de quem não tem dinheiro ou impedir práticas desleais como traffic shaping, entre outras.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Contra 'ameaças ocidentais', Rússia lançará 'internet independente' para países dos BRICS

© REUTERS/ Kacper Pempel

do Sputnik

Contra 'ameaças ocidentais', Rússia lançará 'internet independente' para países dos BRICS

O Conselho de Segurança da Rússia pediu ao governo do país para desenvolver uma infraestrutura de internet independente para países dos BRICS, que continuaria a funcionar em caso de avarias globais na internet.

A iniciativa foi discutida na reunião de outubro do Conselho de Segurança, que é o principal órgão consultivo da Rússia sobre segurança nacional. O presidente Vladimir Putin estabeleceu pessoalmente um prazo de 1° de agosto de 2018 para a conclusão da tarefa, informou a mídia local.

Leia mais »
Média: 4.6 (9 votos)

Porque o canal não é nosso empreendimento

Enviado por Almeida

Se liga no canal O mundo segundo Ana Roxo

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Em apoio a Taís Araújo e grevistas, Pedro Cardoso abandona programa da EBC

 
Jornal GGN - Convidado a participar do programa Sem Censura, exibido pela TV Brasil, o ator Pedro Cardoso abandonou a transmissão ao vivo, nesta quinta-feira (23) em protesto contra o racismo praticado pelo presidente da EBC, Laerte Rimoli, e em apoio aos funcionários da emissora que estavam em greve.
Média: 4.5 (16 votos)

Não devemos entregar nosso futuro às empresas de tecnologia, por Martin Wolf

Jornal GGN – Das empresas mais valiosas do planeta, oito são do setor de tecnologia. Juntas movimentam US$ 4,7 trilhões, o que representa 30% da capitalização de mercado se juntarmos as outras 92 que formam esse grupo de 100 mais valiosas. Martin Wolf lista uma série de dados que colocam essas empresas no ranking, e que precisa nos alertar para algo importante.

Wolf faz uma série de indagações que deveriam ser analisadas. Dentre elas, qual o impacto dos gigantes de tecnologia na mídia? Visto que a mídia é parte vital de uma sociedade livre e democrática, Google e Facebook são os principais protagonistas, mas também abocanham 63% de toda a receita com publicidade digital nos EUA.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Jurista sente-se injustiçado por não ser "negro, gay, assaltante ou índio"

Jornal GGN - Surfando nos desdobramentos do racismo de William Waack, o jurista do impeachment Ives Gandra da Silva Martins publicou um artigo em O Povo, nesta quinta (16), denotando muita preocupação em conseguir viver bem em um País onde ele não é negro, gay, índio, assaltante, guerrilheiro e invasor de terras. Isso porque, segundo o professor universitário, em nome de uma "suposta discriminação", as chamadas minorias conseguiram "privilégios" demais.

Na visão de Gandra, negros, gays, índios, assaltantes, guerrilheiros formam "castas" da sociedade atual que recebem do governo incontáveis "privilégios", transformando a vida de um "modesto professor, advogado, cidadão comum e além disso branco" numa enorme dificuldade.

"Sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço nesta sociedade, em terra de castas e privilégios, deste governo", desabafou.

O artigo de Gandra foi republicado em blog do Estadão, como uma "tradução feliz" das dificuldades impostas pela "ditadura do politicamente correto".

Média: 1.9 (14 votos)

As bolhas enviesam nossa percepção da realidade, por Luís Felipe Miguel

As bolhas enviesam nossa percepção da realidade

por Luís Felipe Miguel

Ontem, graças ao gentil convite de Cayo Honorato e Marcelo Mari, participei de um debate no Departamento de Artes Visuais da UnB sobre o avanço da censura no Brasil. Um momento de produtiva e interessante troca de ideias.

Em certo momento, uma pessoa perguntou sobre o ativismo de internet. Respondi o que costumo responder. Cliques na internet não vão mudar o mundo (mas Lênin também não esperava que o Iskra fizesse a revolução, era um instrumento para a organização dos revolucionários). A internet não resolve o problema da concentração da mídia, que continua dominando o debate público. As bolhas enviesam nossa percepção da realidade. A preferência por textos muito curtos condena o debate a um nível superficial e favorece a reprodução do senso comum.

Leia mais »

Média: 3.9 (11 votos)

A babá eletrônica virou um monstro, por Cesar Monatti

A babá eletrônica virou um monstro

por Cesar Monatti

Há alguns anos um pequeno aparato de som, destinado a monitorar o sono e o choro de bebês de colo instalados fora do quarto dos pais passou a fazer parte de listas de ‘chás de fraldas’ de famílias com poder aquisitivo suficiente para tal.

Em poucos meses o pequeno walkie-talkie modificado que, desde então, ganhou imagem e outras facilidades, costumava perder a utilidade e era substituído por sua versão máster, o televisor. Embora não seja propriamente uma forma de vigiar o bem-estar dos pequenos, a tevê ligada, como se sabe, entretém e, por isso, sossega por algum tempo a garotada que já têm certa autonomia.

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (1 voto)

Mais uma notícia falsa é desmentida pelo MST

Jornal GGN – No domingo, 5, e segunda, 6, uma enxurrada de notícias falsas alcançou as redes sociais, especulando que o MST havia se envolvido em uma invasão que acabou por destruir as instalações da fazenda Igarashi e Curitiba, no interior da Bahia. Além disso, alguns veículos de imprensa e sites amplificaram a mentira.

Segundo o MST da Bahia, que luta por desfazer mais esta notícia falsa, a desinformação foi insuflada pelo preconceito existe contra os trabalhadores Sem Terra e por aqueles que lutam por direitos, e denuncia a má apuração dos fatos ocorridos.

Leia mais »

Média: 4.2 (6 votos)

Privatização do satélite da Telebrás, por Márcio Patusco

Projeto que visava oferecer banda larga em localidades de difícil acesso foi completamente desfigurado pelo governo Temer

do FNDC

Privatização do satélite da Telebrás

por Márcio Patusco

Depois da mudança do governo como consequência do impeachment, também a Telebrás teve sua gerência afastada, e o projeto do satélite SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas), cujo projeto inicial visava prestar serviço de banda larga em localidades ainda não atendidas, escolas rurais, postos de saúde, de fronteira, interconexão de órgãos de governo, que estava sob sua responsabilidade de implantação, foi completamente desfigurado. A prioridade do atendimento social foi substituída por uma privatização da capacidade do satélite para grandes corporações, que sem grandes compromissos explícitos de atendimento, tarifas e regionalização, poderiam comercializar ou revender esta capacidade em todo o território nacional. Ou seja, sem nenhuma discussão importante com a sociedade, um governo impopular e ilegítimo muda totalmente a essência de um projeto que a irá impactar por décadas.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)

Internauta grava salvamento de animais em seca no Tocantins

 
Sugerido por Jus Ad Rem
 
Tem coisas acontecendo no nosso país que sequer tomamos conhecimento.
 
O vídeo no link abaixo foi publicado num site de vídeos dos EUA. Aqui o nosso “jornalismo” não falou nada.
 
Talvez tenha faltado tempo. São tantas coisas que eles têm que divulgar, como por exemplo, futebol, Neymar, novela, notícias políticas manipuladas, música de baixíssima qualidade, vulgaridades etc.
Média: 4 (3 votos)

Algoritmos como grilhões para Conhecimento e Inovação, por Eliana Rezende

Algoritmos como grilhões para Conhecimento e Inovação

por Eliana Rezende

Há tempos venho pensando, e com certo incômodo, sobre de que forma o Marketing e todo seu arsenal de ferramentas digitais é em última instância um limitador para a produção de Conhecimento e Inovação.

A partir do desenvolvimento de ferramentas com fins claros de determinar perfis, gostos, nichos e vontades dos consumidores uma lógica perversa se deu.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)