TCU vai investigar se cobrança de bagagem barateou passagens aéreas

da Agência Brasil

TCU vai investigar se cobrança de bagagem barateou passagens aéreas

A cobrança foi autorizada pela Anac para o preço do bilhete cair

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma auditoria de conformidade para verificar se a cobrança em separado de bagagem reduziu, de fato, o preço das passagens aéreas no Brasil. O valor cobrado à parte pelo despacho das malas, em voos domésticos, foi autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por meio de resolução, em dezembro de 2016, e aplicada a partir de abril de 2017.

Na época, o principal argumento das companhias aéreas foi que, com a cobrança em separado pela franquia de bagagens, o preço dos bilhetes cairia para quem não optasse pelo serviço. O relator do caso no tribunal será o ministro Bruno Dantas. O TCU não informou a previsão para a conclusão da auditoria, aberta na semana passada.

“Trata-se de um trabalho relevante para a sociedade brasileira, especialmente para os usuários do transporte aéreo em nosso país, inclusive para que sejam esclarecidos os diversos fatores que influenciam nos preços das passagens aéreas”, destacou, em comunicado, o presidente do TCU, ministro Raimundo Carreiro. Ele também ressaltou que a abertura da auditoria atende a uma solicitação da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.

Procuradas pela Agência Brasil para comentar a iniciativa do TCU, a Anac e a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) não haviam respondido até o fechamento da matéria.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

  1. Dúvida-se muito. O CPMF também não foi retirado dos preços

    Uma parte do empresariado brasileiro é aquela que ajudou a financiar patos amarelos cheios de ar impuro para derrubar uma presidente eleita por milhões. Muitos destes senhores aproveitaram a greve/locaute dos caminhoneiros para extorquir a população, seus conterrâneos e clientes com preços abusivos sobre combustível e comida.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome