Trabalhadores rebatem Tarcísio: interesse ideológico é querer vender São Paulo para favorecer bilionários

Governador de São Paulo classificou o movimento como “ilegal e abusivo” e movido por “interesses políticos e ideológicos”