Dória diz que “isolamento não são férias” e pede consciência na Páscoa

O governador de São Paulo falou na possibilidade de multar e aplicar penas de prisão aos que não cumprirem o isolamento no estado, durante este feriado

Jornal GGN – O governador de São Paulo, João Dória, falou na possibilidade de multar e aplicar penas de prisão aos que não cumprirem o isolamento no estado, durante este feriado de Páscoa. O anúncio, dado na noite desta quinta (09), ocorre em meio à diminuição de pessoas que vêm cumprindo a quarentena na região. Dória disse que “isolamento não são férias”.

“Vamos fazer o teste este final de semana. Se não elevarmos esse nível de pessoas cumprindo a quarentena – que hoje é de 50% – para 60% e caminharmos para 70%, a partir de segunda-feira (13), não apenas o governo do estado, como também a prefeitura de São Paulo, tomarão medidas mais rígidas”, disse Dória.

“Queria evitar isso, porque isso significa que pessoas não poderão apenas receber advertências, mas também multa e voz de prisão. Desejo ter que evitar isso. As pessoas precisam ter consciência”, continuou, em entrevista ao jornal SPTV, da TV Globo.

Dória disse que “isolamento social não são férias”. “As pessoas precisam ter consciência disso. Não basta se deslocar da capital ou região metropolitana para ir ao interior ou litoral para estar a salvo. Pelo contrário, você está aumentando o potencial de risco nessas regiões. Não estamos propondo isolamento como uma programação de férias”, continuou.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Coronavírus: Estados Unidos enviam 2 milhões de doses de hidroxicloroquina ao Brasil

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome