Prefeitura acaba com o Clube do Choro no Arthur Azevedo

 

Foto: Divulgação

da Folha de V. Prudente

Prefeitura acaba com o Clube do Choro no Arthur Azevedo

Desde a reinauguração em agosto de 2015, o Teatro Municipal Arthur Azevedo, na Mooca, era sede do Clube do Choro de São Paulo, que integra cerca de 300 músicos. Além de shows mensais com nomes de destaque do estilo musical, a população também podia participar de rodas de choro gratuitas que aconteciam todos os sábados no saguão do teatro. No entanto, desde o início de 2017, não houve mais programação e nem satisfação à comunidade.

Cobrada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Cultura respondeu que o Teatro Arthur Azevedo não é mais sede do Clube do Choro e que as apresentações não devem ser restritas a este espaço, citando o exemplo de que, no aniversário de São Paulo, mais de dois meses atrás, aconteceram shows de choro no Mercadão.

A Secretaria também informou que, com relação à programação de choro de modo geral, os recursos orçamentários destinados à contratação destas atividades estão contingenciados. Portanto, não há previsão da retomada das apresentações de choro no teatro Arthur Azevedo.

Procurado pela FolhaVP, o Clube do Choro explicou que não foi opção própria deixar o Arthur Azevedo e que os responsáveis pelo clube não tiveram voz nessa decisão. Informaram ainda que não há programação definida e aguardam um posicionamento da Secretaria Municipal de Cultura. (Kátia Leite)

 

2 comentários

  1. Na gestão da sumidade Doriana

    Na gestão da sumidade Doriana Júnior, para que serve a cultura? Aliás, não dá para pintar a música de cinza, não é? Portanto, não tem utilidade para eles.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome