Ator com deficiência emociona o público no Goya Awards 2019

Ganhador do prêmio de melhor ator revelação, Jesús Vidal, destaca o papel da inclusão e o apoio da família

Reprodução

Jornal GGN – O discurso do Melhor Ator Revelação do Goya Awards 2019 emocionou o público na premiação da academia espanhola de filmes. Jesús Vidal tem 44 anos e é portador de deficiência mental. Ele fez parte do elenco do filme Campeones.

A película, dirigida por Javier Fesser, conta a história de Marcos Montes, assistente técnico do time de basquete CB Estudiantes, o clube mais conhecido da cidade de Madri. Sua arrogância acaba fazendo ele perder o emprego após uma briga com o treinador durante um jogo.

Depois de beber exageradamente e sair dirigindo, o assistente se envolvendo em um acidente batendo na traseira de um carro de polícia. O homem é condenado a fazer serviço comunitário, quando conhece a equipe de basquete Los Amigos, formada por pessoas com deficiência.

Ao receber o prêmio de Melhor Ator Revelação, Jésus Vidal que interpretou o personagem Marín, emocionou o público da 33ª edição do Goya ao falar do tema da inclusão.

“Senhoras e senhores da academia, vocês escolheram como melhor ator revelação um ator com deficiência. Vocês não sabem o que isso significa. Me vem à cabeça três palavras: inclusão, diversidade, visibilidade. Que emoção! Muitíssimo obrigado”, disse.

“Esse trabalho representa também meus 9 companheiros, da equipe de Los amigos”, continuou Vidal, se referindo aos outros atores com deficiência que participaram do filme.

“Companheiros, sem o seu frescor, espontaneidade e talento isso não seria possível”, completou.

O ator também agradeceu aos pais, arrancando lágrimas da mãe que estava na plateia.

Leia também:  Crítica de Bacurau ou Sobre os limites da antropofagia, por Érico Andrade

“Mãe, obrigada por me dar a vida, obrigada por me dar tudo, por ter feito nascer em mim o amor às artes e porque me ensinou a ver a vida com os olhos da inteligencia e do coração (…) Don José Vidal Conde, meu pai, obrigada por ter vivido, por lutar tanto por mim, porque foi a pessoa com mais ternura do planeta, sem pretender isso, e porque com um só sorriso mudava o mundo”, concluindo:

“Queridos pais, sim, eu gostaria de ter um filho como eu, porque tenho pais como vocês”.

Além do prêmio de Melhor Ator Revelação, Campeones foi agraciado com o Prêmio de Melhor filme no Goya 2019.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

  1. A vida sempre será bela e sempre será uma arte carregada de tragédia, drama, romantismo, amor e muita e moção.
    “Queridos pais, sim, eu gostaria de ter um filho como eu, porque tenho pais como vocês”.
    A vida nos envia constantes sinais que podem decifrar o código da felicidade mundial. Porém, enquanto a grande maioria da população mundial se contentar em enxergar apenas até aonde a vista alcança, jamais enxergarmos a ponta que trava o laço da felicidade.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome