A democracia risonha e franca da PGR Raquel Dodge, por Luis Nassif

Cena 1 – de onde nada se espera

Nos últimos dias, o dito comum “de onde nada se espera, nada vem” foi desmentido.

Em Londres, a Procuradora Geral da República Raquel Dodge, de quem se esperava algo, dizia, sobre a democracia brasileira: “O Brasil experimenta o período de mais longa estabilidade institucional e democrática desde a proclamação da República. As instituições brasileiras estão funcionando bem. Há uma fundamentação que é contestável e a possibilidade dessa contestação tem sido livremente garantida e exercida no Brasil”, disse (https://goo.gl/dGFqE20). Em Davos, Michel Temer ensaiava o dueto: “As instituições no Brasil estão funcionando e isso aumenta a confiança no Brasil”.

Segundo a grande pensadora política Raquel Dodge, democracia é o direito que todos têm de espernear contra as decisões que são tomadas por poucos, contra o direito de todos de escolher. Depois de um Rodrigo Janot, o MPF não merecia uma chefia tão anódina. Ou será que merece?

Em Brasília, o Ministro da Justiça Torquato Jardim, de quem não se esperava nada – menos pela biografia, mais por ser Ministro de Temer – suspendeu a promoção da delegada Érika Merena. Inocentada por um inquérito camarada da Polícia Federal para apurar abusos cometidos no caso da Universidade Federal de Santa Catarina. Exigiu que seja ouvida a família do Reitor Luiz Carlos Cancellier, levado ao suicídio pela truculência da delegada. Mais que isso, ordenou à Polícia Federal que não seja tomada nenhuma medida contra o ex-presidente Lula até que o caso chegue ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Coloque-se uma figura pública em uma sinuca. Estar em Londres, representar o Brasil, não poder falar contra as instituições, mas não poder ignorar as perguntas sobre impeachment e sobre o julgamento de Lula; principalmente, não ignorar a enxurrada de críticas da comunidade jurídica institucional à partidarização do Poder Judiciário.

Pela resposta encontrada, avalia-se o grau de esperteza ou a dimensão política da pessoa. Raquel Dodge mostra, com sua resposta, a razão de se encaramujar e se encolher no cargo: não sabe o que dizer e como se comportar.

Leia também:  O jogo dos juros, o impacto na economia e na Globo, por Luis Nassif

.

Cena 2 – os componentes do Estado de Exceção

Vamos ver na prática como funciona a democracia enaltecida pela doutora  Raquel Dodge.

Na Papuda, o juiz Ademar Vasconcellos quase provocou a morte de José Genoíno, por recusar atendimento médico em uma crise cardíaca. O Ministério Público Federal (MPF) denunciou seu descaso. Louve-se o procurador que tomou a iniciativa. Mas foi exceção.

No Rio de Janeiro, mais de três dezenas de funcionários de carreira do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) foram conduzidos coercitivamente à Polícia Federal, tiveram bens bloqueados, equipamentos apreendidos, foram expostos em todas as redes de TV sem o menor sinal de culpa apurada. Os autores da façanha foram o juiz Ricardo Leite e o procurador da República do Distrito Federal Anselmo Lopes, com interpretações imbecis sobre financiamento à exportação e diplomacia comercial.

Em Brasília, o juiz Almir Costa de Oliveira autorizou a Polícia Civil a aplicar corretivos, ou seja, métodos de tortura, em menores de idade.

Em Florianópolis, 120 policiais da PF de todo o Brasil foram convocados para conduzir coercitivamente seis professores da Universidade Federal de Santa Catarina, impondo humilhações que acabaram provocando o suicídio do reitar Luiz Cancillier. Responsáveis: a juíza federal Janaína Machado e a delegada da PF Érika Merena. O abuso foi avalizado pelo procurador da República. Um inquérito interno da PF concluiu que a colega Erika seguiu os manuais e liberou sua promoção. Que foi suspensa pelo Ministro Jardim. A PGR não se preocupou em apurar os abusos cometidos.

Por conta da total impunidade do movimento anterior, a PF voltou a invadir um campus universitário, desta vez a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), apesar da posição contrária de um procurador da República corajoso. Os responsáveis: a juíza Rachel Alves de Lima e o delegado da PF Leopoldo Lacerda. As prerrogativas das universidades foram ignoradas pela PGR.

Antes disso, a Polícia Civil de São Paulo invadiu a Escola Florestan Fernandes, do MST, aterrorizou crianças e velhos. O responsável foi o delegado Adriano Chohfi, do Paraná, que seguiu incólume.

Leia também:  O jogo dos juros, o impacto na economia e na Globo, por Luis Nassif

No Rio de Janeiro, a Polícia Federal atende a uma ordem do juiz Sérgio Moro e conduz o ex-governador Sérgio Cabral com algemas e correntes no pé. Há um alarido, seguido de um jogo de cena: o juiz pede explicações ao responsável pela operação – Delegado da Lava Jato Igor de Paula -, o delegado dá uma explicação qualquer. E fica tudo por isso mesmo. Não se ouve um pio da PGR.

Antes disso, em São Paulo, 18 rapazes e moças resolvem espernear contra o golpe do impeachment. Um militar infiltrado leva-os a uma armadilha. Agora, os 18 estão sendo processados. Responsáveis: a juíza Cecília Pinheiro da Fonseca e o promotor estadual Fernando Albuquerque. Os bravos Procuradores da República que acorreram em defesa dos meninos, quando levados para a delegacia em uma verdadeira operação militar, foram admoestados pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), por invadir a competência dos colegas paulistas, em defesa da integridade de jovens do outro lado. E nenhuma defesa da parte da PGR.

O Instituto Lula é sumariamente fechado pela decisão dos mesmos juiz Ricardo Leite e procurador Anselmo Lopes.

Em São Bernardo do Campo, o Museu do Trabalhador é criminalizado porque, em determinado momento, foi taxado de Museu de Lula.

Agora, a Justiça tenta proibir palestra de Lula no exterior, exigindo seu passaporte devido à sentença no TRF4, mesmo não tendo nenhuma relação nem com o processo nem com o TRF4. Os responsáveis são os de sempre: juiz Ricardo Leite e procurador Anselmo Lopes, indicando atitude persecutória.

A PGR não vai se pronunciar nem agora, nem quando os grandes temas civilizatórios chegarem ao STF (Supremo Tribunal Federal). Enfim, uma escolha à altura da dimensão de Michel Temer.

Cena 3 – a síndrome do guarda da porta do presídio

O que ocorre hoje, no Brasil, é a disseminação do Estado de Exceção através da atuação, na ponta, de juízes e procuradores, convalidade pelos esbirros de autoritários e pela timidez dos legalistas. Trata-se de uma lógica conhecida, especialmente em períodos ditatoriais.

Quebram-se os limites de atuação dos poderes. Há uma invasão de um poder por outro – apesar do país da doutora Raquel não ter dessas coisas.

Leia também:  O jogo dos juros, o impacto na economia e na Globo, por Luis Nassif

Na base, os abusos são estimulados pela falta de liderança e de comando da ponta. Jovens juízes, jovens procuradores, bem remunerados, podendo ser o poder de fato na sua comunidade, é uma fórmula que tende a pegar os imaturos e a se espalhar pelas respectivas corporações.

Consolida-se a imagem do juiz punitivo, o sujeito que condena em qualquer circunstância. Cria-se a ideologia de que os grandes crimes nascem dos pequenos. E toca a punir o roubo insignificante, a criminalizar a energia política do jovem, a perseguir as ideias contrárias. Nesses tempos de opinionismo desvairado na Internet, toca a definir o que pode ou não pode em recintos públicos. E, nos quatro cantos do país, a disseminar a imagem do juiz e do procurador que, antes de respeitados, precisam ser temidos.

É um quadro dantesco, que inibe os maduros, os que têm consciência dos limites de sua atuação, expondo qualquer cidadão ao arbítrio de um poder sem referências. Porque a referência do Judiciário é uma Ministra que fala e não diz; e do MPF, uma PGR que nada fala, nada diz.

PS – O desembargador Vitor Laus, filho de preso político, foi o autor da acusação mais circular do julgamento: “Quem responde por crime tem que ter participado dele. E, para ter participado dele, alguma coisa errada ele fez”. É a lógica jurídica que impera no reino de fantasia da doutora Raquel.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

71 comentários

  1. “Jovens juízes, jovens

    “Jovens juízes, jovens procuradores,”

    tradução: concurseiros aloprados da classe média que nunca trabalharam na vida.

    Falo porque conheço vários.

  2. ACABOU !! ACABOU !! ACABOU !! ACABOU !! ACABOU !!

    Todos (ou maioria) chantageados pela CIA/NSA e Globosta Television .

    Resta aos familiares de Lula e de outras centenas de vítimas do aparato repressor deste governo de bandidos aguardarem o resgate da República do Brasil para requererem indenizações pelo tesouro nacional .

  3. Dados os últimos
    Dados os últimos acontecimentos passei a prefir o golpe militar, calma minha gente que eu explico, o golpe militar é opressor, assassino, violador de direitos, protetor dos desmandos dos seus asseclas e outras inúmeras caracteristicas desprezíveis porém não se pode acusa-lo de hipocrisia, já o golpe 2.0 tem todas as características do primeiro mas não se assume como realmente é, nele a hipocrisia e o mal caratismo reinam absolutos. Militares mais cedo ou mais tarde tem que voltar para os quartéis, juízes, procuradores e delegados são para a vida toda, bem vindos a ditadura “democratica”.

  4. Impossível escapar da

    Impossível escapar da comparação do momento brasileiro com o apartheid imposto na àfrica do Sul pela minoria branca, um tribunal composto por homens brancos de sobrenomes europeus, numa região do país sabidamente com pendores racistas, condena sem provas um líder político popular de esquerda.

    Até tentaram mostrar indícios de provas mas depois do esforço retórico aplicaram mesmo a teoria do domínio do fato introduzida no Brasil pelo único negro na história a chegar ao STF, o menino pobre que a revista fascista veja não cansa de enaltecer.

    A única coisa boa da desgraça que vivemos é que o Brasil virou pauta da mídia internacional que está de olho no país e vem denunciando o estado de exceção imposto pela minoria branca, maçon, conservadora, corrupta e unida até a morte contra a ascenção do povo humilde, representada pela figura de Lula.  

  5. O estado de exceção já existe

    O estado de exceção já existe há décadas nas favelas, subúrbios e periferias do Brasil e é exercido dioturnamente contra a população mais pobre

    Com o golpe jurídico midiático contra o governo do PT o recrudescimento do Estado de exceção era inevitável pois não há apoiadores intelectuais da sociedade suficientes que permitem ao judiciário respirar aliviado pelo desvios institucionais que comete

    Vivendo em uma bolha de visão política partidária de extrema direita o judiciário, desesperado, tenta passar a imagem da normalidade em um país que já tem vinte milhões de desempregados e há de chegar o dia em que a ressaca passará e o judiciário se dará conta do que fez com o país assim como a população que já começa a dar sinais de cansaço da perseguição política contra a esquerda e começando a se perguntar: afinal pra quê combater a corrupção se não há emprego, a gasolina e o gás aumentam diária/mensalmente o salário se reduz e ainda querem que eu morra trabalhando sem me aposentar?

    Quando o viés econômico explodir com o retrocesso jurássico da economia brasileira promovida por suas próprias instituicoes haverá um bode expiatório pra tudo isso e adivinha em quem a população irá mirar?

    Porque tudo o que importa para todos é dinheiro e na sua falta ou em seus excessos tem-se os processos revolucionários ou o recrudescimento do Estado de exceção

  6. Mais uma na lista das figuras

    Mais uma na lista das figuras públicas que decepcionam o Nassif. Nosso blogueiro preferido é um ingênuo? Talvez não. Pode ser uma estratégia. Enquanto todo mundo cai emcima, o Nassif defende e dá crédito para a figura. 

    Ninguém poderá acusá-lo de pré-julgamento, de má vontade e de crítica ad hominem. Aí quando ele demole a figura, como agora com dona Rachel, é baseado em fatos, em que se pode verificar muito facilmente. Nesse caso, as palavras vazias da senhora, seguidas de todos esses exemplos citados pelo blogueiro. Desculpa por ter entregado sua estratégia, Nassif!

    Em relação ao tal Laus, cujo pai deve estar revirando no túmulo, custo a crer que ele tenha dito tal coisa. Acho que nem para papo em boteco serve. Sinceramente creio que se alguém nesse recinto popular defender que todo acusado é culpado pelo fato de ter sido acusado, a maioria vai discordar. Até um eventual eleitor do Bolsonaro. Pelo simples fato de que todos devem ter exemplos na família ou com eles mesmo, de ter sido acusado por algo na cometeu.

    PS: Só podemos concluir, então, que o sujeito considera seu pai culpado. Um comunista terrorista que mereceu ser perseguido e torturado. Aí a questão do cara é mais do que ideológica é freudiana. 

    • .. essa questão aí do voto do
      .. essa questão aí do voto do tal laus ainda vai dar livro.. .. outro caso super interessante, na mesma linha de escolhas abjetas, é a história de vida do negro Joaquim Barbosa.. .. esses casos nos levam a pensar nos valores que norteiam as pessoas.. .. e no abismo ético que separa nossa sociedade..

  7. Estado de ExceSSão (cifrão e a SS nazista)

    Há o caso mais aterrador de toda essa loucura (e sua lógica, no reino podre da praça dos três poderes): a invasão da casa de filho de Lula por policiais civis (polícia judiciária, diga-se) por denúncia de suposta droga entocada. Com imagens ao vivo em tv e narração de todo o tresloucado ato de arbítrio. Nem na favela vi coisa não vil!

    • Uma coisa medonha, 
      e mal

      Uma coisa medonha, 

      e mal contada, será que queriam “atirar no que virar e acertar no que não viram”???

  8. Enquanto isso, na cúpula fechada do PT…

    Os próceres, ar grave e circunspecto, soltam notas e textos “…estamos caminhando para um Estado de Exceção”. E voltam a dançar o minueto no baile da Ilha Fiscal. 

    • A lógica do desembargador é a da presunção da culpa

      O ônus da prova se inverteu. Atualmente basta ser delatado, acusado, alvo de uma reportagem sensacionalista para ter culpa no cartório.

      Bye bye Constituição. Bye bye Estado de Direito. Bye bye Brasil.

      • YMCA

        Há um livro “underground” que circulava no curso de leis (à direita e à esquerda a glosa é livre!) intitulado: O caso dos denunciantes invejosos, que incutia um mínimo de injeção (ops!) de justiça. Afora toda a retórica, como anotou Nassif com Perelman, sobre a possibilidade de se preencher um esqueleto de caracteres com o mais enfadonho vernáculo, perguntaria:onde Canotilho, Carnelluti, Liebman, Pontes de Miranda, Ruy Barbosa na nossa suprema vaidade?, senão o C.A. Brito…

         

  9. Quem é esta raquel?

    Não conheço. É da turma indicada pelo temer? Pós golpe?

    Mas detalhar todos estes abusos à constituição e aos mais elementares direitos humanos e não se horrorizar com a não atuação do stf, é impossível.

    Raquel, não conheço, mas stf conheço, sei todos os que alí estão com a função obrigatória e intransferível de defender a constituição e os direitos humanos. São os supremos responsáveis.

    • Mas seu coleguinha ai em cima
      Mas seu coleguinha ai em cima falou que Lula ou seu indicado deveria botar todos pra fora. Não entendi (acho que nem vc entendi nada, não é mesmo?)
      Dissolver o Judiciário seria um golpe?

    • Caro Jorge Fernandes:

      Mandar essa gente pra rua, só se o próximo presidente for o Recip Tayyp Erdogan. Ele não comete a covardia de mandar 120 fortemente armados para prender 6 pacíficos desarmados; ele sozinho põe o Império contra a parede…

  10. A frase do Laus me faz pensar
    A frase do Laus me faz pensar que se mediocridade ganhasse campeonato, o das instituições brasileiras terminaria sempre empatado. Barroso, Carminha, Fux, Tofoli…
    O Gilmar não conta.
    Quanto à dra. Dodge, como não diria o Mário Amato, é uma das figuras mais covardes que surgiram na vida pública brasileira recentemente, apesar de ser mulher.

    • bom post

      Bom post  de Nassif.

      O que está acontecendo no Brasil nem é inedito  nem deveria surpreender ninguém.

      É a velha direita descendente da oligarquias escravocratas do periodo colonial somado aos crentes da “igreja meritocrática”  que tomaram contas de TODAS as instituições.

      Como sabemos a “igreja meritocratica do Brasil” não promete o paraiso apos a morte, o paraiso será vivido neste mundo,

      Longe dos pecadores, isto é, dos esquerdistas, proximo dos poderosos.

      A imagem acima é uma chamariz para novos crentes.

  11. Por que minha condição de
    Por que minha condição de comentarista diferenciado é severamente contestada através dessas estrelas despudoradas e corruptas,e por tabela tenho o respeito da família Nassif como um todo?Ora,por que me dou ao respeito dizendo o que entendo como correto,abomino e sou um crítico dos mais severos dessa patifaria chamado efeito manada.Corta para mim.A memória de vocês,por conveniência ou não,são curtíssimas.Voltem um pouquinho as páginas desse Blog e verifiquem com seus próprios olhos que um dia a terra hão de comer(arkx se puder me ajudar,por favor)quantas vezes o acima assinado chamou a atenção de Nassif sobre a super dimensão que ele estava dando a nova PGR Raquel Dodge?Repiquei comentários dizendo que se ele eu fosse não apostaria tantas fichas nela,como ele estava fazendo,e ao final debochei a La Mino Carta:é tudo a mesma sopa.Ao meu julgamento nao havia diferença alguma com o ex Rodrigo Janot,isto é,era a troca de 6 por meia dúzia.Que apareçam agora os engenheiros das obras prontas do Blog,para ombrear-me nas críticas feitas por mim a nova Procuradora Chefe a quem eu me referia como Capacete.Temos um pequeno problema aqui no Blog senhores e senhoras associados a ACCEBLON,enquanto perdem tempo com a imbecilidade reinante,de disputarem quem leva mais destas malditas estrelas eu as trato como uma simples brincadeira de crianças que ainda não souberam amadurecer,e assumo o papel de relevância maior no Blog que vocês,que se consideram donos.Por essas e outras,hoje me sinto no direito de achar que Blog tem uma participação muito mais efetiva e produtiva da minha parte,do que de vocês.Eu nem cadastrado sou.

    • Eu esperei

      Não sei se você viu, mas eu postei que iria comentar depois de você.

      Agora, me estranha você pleitear oscars para os seus comentários.

      Aliás, eu nem sei como funciona isso.

      Quando gosto de um comentário eu clico na quinta estrela e todas elas ficam marcadas.

      Um clic na quinta estrela já é o suficiente para agraciar (the Oscar goes to…) o fulano?

      Eu tenho a impressão que não.

      Quanto à sua previsão do desempenho da Raquel Dodge na PGR, é baba, né Júnior?

      Quem o bandido quadrilheiro Michel Temer iria colocar no seu governo, para sacaneá-lo?

      • Eu lhe respondi
        Eu lhe respondi corretamente,mas Nassif me guilhotinou puto da vida por que usei indevidamente algum nome que nao diz respeito,pelo qual peco desculpas a ele e aos demais.No comentário censurado corretamente eu disse que tu esta certo com relacao ao posto por ti com relacao a PGR Raquel Dodge.Mas tem um porem ai pessoa.Justamente aquilo que chamo aqui de engenheiros das obras prontas.Voce devia ter feito seu comentario antes e nao depois do meu.Moral dessa mal cheirosa estoria,quando voce me apresentou cajus,eu lhe dei castanhas.

    • Peço desculpas a Nassif,não
      Peço desculpas a Nassif,não imaginei que meu comentário,com duras críticas aos operadores do amém e componentes do Coral aonde a vaca vai o boi vai atrás,viesse a ser aceito.Houve nele,uma ou outra palavra a mais ou menos,mas me fiz entender,principalmente para aqueles envergonhados que recolherem os flaps e se esconderem de mim.Sinceramente,pelo critério de suas estrelas vocês não tem outra coisa a fazerem.

  12. Sobre o texto,Nassif volta
    Sobre o texto,Nassif volta aos seus melhores dias,quando perdeu um pouco a mão na análise que vez sobre três descarados.

  13. O alarido da vivandeiras do

    O alarido da vivandeiras do FB.

     

    Prezado senhor Luís Nassif,

    Temo que a tal democracia risonha e franca esteja chegando a nós, os castrenses. O INTENSO alarido da base da hierarquia é preocupante. A AUSÊNCIA  inequívoca do topo é ensurdecedora, com raras e pontuais excessões de demontração e manifestação de  liderança LEGALISTA.

    O sentimento de omissão ou de NÃO participação da cena política, estimulada e fomentada por redes sociais e de comunicação provoca um alarido preocupante. O almanaque intermediario esta ensanduiichado… A base quer participar como os demais agentes de estado, o vértice oposto contemporiza nos limites da história recente e os ritos legais… E sempre lembrando nossas origens sociais. A tal classe média que vê J10, ouve tecos Hommer da vida e adora Miami.

     

     

  14. Quando a gente lê as notícias

    Quando a gente lê as notícias que envolvem o MPF e os MPE  tem a impressão de que seus membros não se entendem, que inexiste linha mestra na instituição, não é mesmo? Mas o fato é esse: não existe linha mestra, nem existe chefe. PGR não chefia mesmo, nem um procurador se dirá subordinado ao PGR (tampouco dirá o contrário para não chamar atenção).

    A raiz dessa miscelânea está na Lei Orgânica do MP. Cito especialmente o art. 4º, que estabelece o princípio da independência funcional, e o art. 43, VIII, que estabelece ser cada um dos procuradores da república um órgão, assim como o PGR. A independência funcional é requisito mesmo dos órgãos de controle, mas se restringe ao direito de investigar e propor ação  civil ou penal, sem anuência de chefias. Mas deveria haver hierarquia administrativa, por exemplo. Somado isso à condição de órgão do eu-sozinho, dá no que dá.

    Como funcionam, então, os MPs? Funcionam por alianças. Tanta objeção à alteração de equipes por que seria?

    Por fim, fico feliz que a tragédia do Reitor Cancellier esteja sendo avaliada. Um professor doutor, sem antecedentes criminais, preso em operação cinematográfica da PF por processo oculto em presídio estadual, sob os mais vexatórios métodos de tortura, e depois de solto, ainda sem condenação, impedido por uma juíza de 1º grau de ingressar na universidade, onde estava seu trabalho e a razão de viver, ou seja, paciente de pena de banimento, que a Constituição rejeitou. Espero que a dra. Janaína Machado tb tenha que explique a justiça que pratica.

  15. Espera

    Eu acho que vou esperar o junior 5 estrela comentar primeiro.

    Olha á junior, é um prato cheio para sua retórica crítica.

  16. Ou a PGR não está enxergando

    Ou a PGR não está enxergando bem, ou é cínica. Se for problema de visão, bastará que troque as lentes. Se for cinismo, nada feito, pois se tratará de um problema endógeno, denominado questão de caráter, para o qual não há solução conhecida. O post elencou inúmeras ilicitudes cometidas à luz do dia. Tão evidentes que até os leigos em Direito estão notando, pois superam análises jurídicas e ingressam no campo da lógica simples. Não são problemas ligados às leis, são meras questões de bom senso. As injustiças cometidas nos últimos tempos estão escancaradas, tamanho o grau de barbárie que as acompanham.

  17. Deram um poder enorme ao judiciário e

    Deram um poder enorme ao judiciário e, a partir daí ele ficou livre para acumular ainda mais.

    Proposta para democratizar o judiciário: já que virou moda recorrer a jurisprudência vinda dos anglo-americanos, adotemos a obrigatoriedade de júri popular para qualquer julgamento penal e de aprovação prévia por um grande júri para qualquer proposta de ação penal pelo MP. Queria ver a cara desses concurseiros.

  18. Lula e o asilo politico

    Nassif, brilhante texto. Causa naúsea Raquel Dodge vendo seu relato. Sobre os casos do estado de exceção lembro da invasão na casa do filho de Lula com base em denúncia anônima de drogas.  E a estrategia do asilo politico como contragolpe? Não quero em Lula as algemas sujas de uma Policia Federal que grampeia cela de preso, recolhe tabletes de netos de um ex-presidente e usa 120 policiais numa operação dentro da universidade que resulta na morte do reitor e na promoção da delegada. É muita humilhação para o país ver a sentença porca do Moro, confirmada por três palhaços que anteciparam pauta e deram votos homogêneos nas preliminares, mérito e dosiometria, gerar seus efeitos jurídicos de prender o Lula e tira-lo das eleições. No plano institucional perderemos todas. Temos que agora preservar o homem Lula, só resta o asilo politico que é um instituto que protege um cidadão que é perseguido dentro do seu território. Qualquer brasileiro de boa fé sabe do linchamento que Lula sofre sendo um cidadão abaixo da lei. Alguém vai acreditar que Carminha vai pautar a prisão em segundo grau antes da prisão do Lula com o pânico que ela tem de editoriais do estadão, globo e folha ? Entre a prisão do Lula nascida de um estado de exceção e o asilo prefiro o asilo e de lá Lula será muito mais util na luta que continuaremos travando e o melhor sofrerá fisicamente menos.

    • Mesmo sabendo que meu acordo

      Mesmo sabendo que meu acordo ou desacordo têm a mesma desimportância, quero dizer que concordo com você por um motivo bem simples: da masmorra não ouviremos Lula, o menos pior líder de que dispomos. Lula deve procurar asilo político ontem.

  19. No Brasil de hoje ser

    No Brasil de hoje ser pessimista não é mais uma contingência, mas uma necessidade. Os fiapos de luz que atravessam as frestas não são capazes de diminuir a escuridão dos porões de uma sociedade que perdeu totalmente o prumo e o senso. 

    Para não perder a viagem insisto na mesma tecla: se não fosse a omissão covarde e indigna do Supremo Tribunal Federal, o guardião da Constituição, os excessos e as extrapolações, sejam de juízes,, magistrados, ministros e procuradores não teriam alcançado esse patamar. 

    • se não fosse a omissão

      se não fosse a omissão covarde e indigna do Supremo Tribunal Federal, o guardião da Constituição, os excessos e as extrapolações, sejam de juízes,, magistrados, ministros e procuradores não teriam alcançado esse patamar.

      Essa frase deveria ser repetida por QUALQUER analista sério do estado atual das instituições brasileiras.

       

    • Prezado senhor JB Costa
      Na
      Prezado senhor JB Costa

      Na tarde do vazamento de áudio de uma conversa telefônica envolvendo a P.R, pensávamos, o Supremos farão algo, min. Teori determinará uma punição, uma resposta forte, definitiva acerca da afronta a lei e nada.

      Olhamos para o PP, casa Militar e nada, nenhuma ação ou determinação. Pensávamos, a PF prenderá os responsáveis e NADA. Nenhum comando. Voltamos a CMP, e nada, nenhuma determinação por parte do GSI acerca de ações baseadas em defesa ou segurança nacional. A 5° RM olhou para BSA e, senhor JB Costa, NADA, nenhuma ação.

      Pareceu-me que a ousadia encontrou ECO na omissão e covardia.

      JK fez diferente.

  20. A democracia risonha e franca da PGR Raquel Dodge

    – uma infinidade de grampos e delações premiadas produziram provas em demasia contra tudo e contra todos, fornecendo a munição necessária para a Lava Jato & Associados manter refém a quem bem lhe aprouver;

    – nenhum daqueles que pertencem ao setor dominante resistem a uma investigação isenta. todos tem inúmeros armários repleto de cadáveres e muito tapete em cima de suas sujeiras. cada qual tem um rabo imenso muito bem amarrado no rabo imenso de todos os demais. assim, apenas rolam nas bandejas as cabeças dos ligados a Lula e ao PT, para que todos os demais salvem seus pescoços;

    – enquanto procede a liquidação de Lula, do PT e da Esquerda, o setor dominante gera uma situação inédita no Brasil:  já não há controvérsia sobre a impossibilidade dos conflitos sociais terem solução pactuada neste país. esta é a definitiva lição do Golpe de 2016;

    – com a queda brutal no deserto do real, haverá num primeiro momento um pêndulo entre a impotência da depressão e a raiva da revolta. mas rapidamente irá se impor o equilíbrio da lucidez e da coragem, como base da construção coletiva de alternativas de luta contra a nova Ditadura;

    – apesar das declarações do Ministro da inJustiça do desGoverno Usurpador, é indispensável para Lula urgentemente ter um plano de contingência para asilo político.

    .

    • “provas em demasia…ligados
      “provas em demasia…ligados a Lula”
      Serio Nassif, quanto esse imbecil paga pra ter, anonimamente, as opinioes postadas como artigo no site? O seu texto (Nassif) é firme na medida certa (cada cidadão com minimo bon senso tem que botar o “dedo na cara” dessa turminha de procuradores e juizes sem vergonha, falsos moralistas que arrastam o país para o buraco em nome do proprio bolso e do ego) mas tem que fazer tb como a Marcia Tiburi: Cortar o mal pela raiz. Nao pode dar palanque pra fascistazinho que, apesar de pequeno, tem suas opinioes reverberadas pelos grandes.

      • Muita Calma Com Esse Pavilhão

        Calma Serhio, não trata-se de problema político, trata-se de problema clínico, ‘monocordilulismo agudus’, e a terapia recomendada é permitir dar vazão a tara.

        O GGN permite a vários na situação utilizarem-no na terapia, sendo os mais notados, o em questão e um tal de Anarquista, hilário, que se vê Sério.

        Não são os únicos, mas as patologias são outras. 

        • E nao é o fato de ser
          E nao é o fato de ser contrário (senao nao leria folha, estadao, reinaldo azevedo, antagonista…)É o fato de ser anonimo, travestido de esquerda e saindo no site com o mesmo destaque que Fernando Brito, Janio de Freitas, entre outros

      • A democracia risonha e franca da PGR Raquel Dodge

        antes de mais nada, anônimo aqui é você, que nem usuário cadastrado é. enquanto arkx além de cadastrado desde longo tempo é também assinante e apoiador master mensal.

        depois, embora pareça ter razoável capacidade de leitura, você demonstra claramente ter um acentuado déficit de compreensão daquilo que lê. em outras palavras: analfabeto funcional.

        seu faniquito é desnecessário e completamente injustificável frente ao que escrevi. mas é a maneira como os Lulistas fanáticos encontram agora para desabafar sua frustração, impotência e depressão frente a uma inevitável e brutal queda no deserto do real.

        ainda pior, és um caso ilustre do fanatismo no qual se degenerou o Lulismo. foram também pessoas como você que nos arrastaram até a presente situação. pode ter certeza que assim como os golpistas vocês também serão responsabilizados e punidos.

        .

    • arkx gosto de você,mas chega
      arkx gosto de você,mas chega de amarrar cachorro com linguiça.Com todo respeito,esse blá blá blá enfadonho não vai adiantar porra nenhuma.Sou um Lulista por que conheço como poucos a alma conciliadora de Lula,e comungo com ele esse pensamento,só que não ha outra saida senão aquela ja apontada pela Senadora Gleisi:Radicalizar,quero dizer,se organizar,planejar e partir pro pau.O resto é silêncio.

      • A democracia risonha e franca da PGR Raquel Dodge

        -> só que não ha outra saida senão aquela ja apontada pela Senadora Gleisi:Radicalizar,quero dizer,se organizar,planejar e partir pro pau.

        mas nunca houve outra saída! houve foi muita ilusão quanto a isto…

        e “partir pro pau” após todo este tempo perdido não vai ser fácil nem rápido. este “partir pro pau” tem seu início exatamente num diálogo sobre como fazê-lo, acompanhado de sua contínua reavaliação.

        terá de haver uma dura, profunda e total quebra de paradigmas. o debate político se manteve congelado por décadas.

        considere:

        voltamos 40 anos no tempo. estamos novamente em 1978, nas primeiras greves do ABCD. com todo aquele amplo e fértil debate sobre como lutar contra a Ditadura.

        vídeo: Meteoro passa rasgando o céu entre Acre e Peru

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=a_u7It7M7rU%5D

        .

      • Também acho. Já escrevi antes

        Também acho. Já escrevi antes que Lula deveria pedir asilo e botar para quebrar em segurança. Nada a ver com covardia. Só assim para conseguir ditar as regras de um novo jogo, sem as cartas viciadas de sempre, e conseguir impor uma narrativa assertiva. Do contrário vai permanecer na defensiva; altivo, mas sempre na defensiva, com os caras pressionando sobre a possiblidade de prisão.  

        E digo mais: nem precisa sair do país, de dentro de uma embaixada qualquer vai criar uma saia justa internacional para os cretinos que assolam o país.

        • Embaixada

          Numa embaixada qualquer, dentro do país, o Lula seria caçado como foi o Khadafi na Líbia.

          Algum “acidente” ou “fatalidade” aconteceria com ele dentro do nosso território.

          Também já comentei aqui sobre a hipótese, bem mais proveitosa, de seu pedido de asilo a outro país.

          É vã a ilusão que a esquerda superará o golpe.

          A ela será reservado o espaço mínimo  para esboçar uma débil oposição.

          O mínimo suficiente para que se afirme que vivemos “um estado democrático”

           

            

  21. Conservadores no comando

    A direita conservadora assumiu o controle de praticamente todas as áreas e agora deita e rola, já que com a ajuda da imprensa e de empresas de marketing ideológico, áreas também sob o amplo domínio dessa direita, conseguem infuenciar muita gente, ou pelo menos dar essa impressão, conseguindo com isso jogar tranquilamente, praticamente num jogo sem defesa e uma trave sem goleiro, pois o outro time assiste perplexo ao espetáculo. Já vimos esse filme.

  22. É Nassifão eu até que lhe
    É Nassifão eu até que lhe entendo,sob o prisma de que a verdade dói quando mesmo contra o vento,você apostava todas suas fichas em Raquel Dodge,a capacete,eu lhe alertei dezenas de vezes você preferiu o hino manadeiro de onde a vaca vai o boi vai atrás.Ainda bem que você tem o botão da guilhotina.

  23. É Nassifão eu até que lhe
    É Nassifão eu até que lhe entendo,sob o prisma de que a verdade dói quando mesmo contra o vento,você apostava todas suas fichas em Raquel Dodge,a capacete,eu lhe alertei dezenas de vezes você preferiu o hino manadeiro de onde a vaca vai o boi vai atrás.Ainda bem que você tem o botão da guilhotina.

    • Lembro de Nassif defendendo o

      Lembro de Nassif defendendo o Victor Civita que nada sabia sobre os desmandos na VEJA…

      Minha esposa tem um dom sobrenatural de visualizar a personalidade das pessoal no arriar das malas. Até mesmo em fotos.

      Quando li o comentário de Nassif sobre a Dodge para ela… pediu para ver a foto da Raquel Dodge… respondeu na lata: fraca, hipocrita e subserviente. Temer não a escolheu à toa. Não foi por que ela estava em segundo. Temer queria ela. E ela seria escolhida em qualquer colocação. Do primeiro ao última lugar…

  24. #

    Nassif, você esqueceu de citar a absurda invasão da casa do filho do Lula, por conta de uma denúncia anônima.

    Aposto meus testículos que se fosse uma denúncia anônima contra a filha do Serra ou o Filho do Geraldo, aquelas “autoridades” jamais autorizariam tal invasão.

    De lá pra cá, nenhum pedido de desculpas e nem sequer um reconhecimento público de que tudo não passou de um “engano” da polícia.

    Geraldo afastou o delegado responsável, e só.  Enquanto isso a imagem e a reputação de gente inocente vai pro espaço.

  25. A única esperanças de nós,

    A única esperança que nós, cidadãos que não habitamos o Olimpo dos deuses do Judiciário e da PGR, seria um movimento interno dentro dessas corporações. O que jamais acontecerá porque no Olimpo do judiciário e da procuradoria do Brasil todos são Cronos, o titã que tem o poder de devorar seus filhos. Nossa sociedade é tão antiquada e brutal que não chegamos ainda ao estágio dos deuses, esses seres cheios de defeitos perto de um Moro, Dallagnol, Raquel,  da trinca do TRF4, dos fantasiados de juiz do STF, enfim de todos os iluminados que fazem parte dessas corporações. 

    Esses toscos e brutos cronos acabaram de acorrentar o nosso Prometeu. O inquieto Prometeu que ousou desafiar a onipotência e defender um país mais civilizado. 

     

  26. Desinfetar é Preciso

    A única coisa que espero, passado esse tempo de exceção e o retorno pleno a democracia, é que se estabeleça agora o compromisso, quando retornarmos a normalidade democrática, que a mídia nunca mais seja monopólio de poucos e que esses neo torturadores da psicologia cínica, não sejam tratados como foram os velhos torturadores da psicologia da força bruta, que safaram-se dos crimes contra a humanidade praticados, livres, leves e soltos, e pior, caso único em todo o continente Sul Americano.  

    Os três poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário, em especial, tribunais federais, MPF, PF, RF, TCU e o chamado quarto poder, a Mídia, acompanhada de orgãos da sociedade civil como OAB, FIESP, Instituto Millenium, etc., deverão ser desinfetados dessas personagens infectas, que atentaram contra a Constituição, a Pátria e os direitos de cidadãos, aos submete-los a tortura psicológica cínica para obtenção de delações necessárias ao roteiro de processos perpetrados contra outros cidadãos, inocentes ou não, subtraídos de direitos estabelecidos na Constituição, para atendimento de interesses políticos de tomada e manutenção do poder, com fachada de legalidade.  

  27. Nem isso
    Muita gente tem afirmado que a ditadura midiático-penal inverteu o ônus da prova, cabendo a Lula provar sua inocência: meu caro, nem isso estå sendo dado a Lula: ao mesmo tempo em que nāo provam que Lula ė criminoso contumaz como dizem, impedem que Lula prove sua inocência…o sistema midiatico penal ignora todas provas da inocencia Lula, por exemplo ao negar as pericias nos recibos de aluguel, vem a publico repetir na midia que os recibos são falsos: façam a pericia bando de marginais fora da lei..ouçam Tacla Duran! …só a guilhotina pra dar um jeito nessa corja..que o povo saiba disso nos Comitês de Luta pela volta da democracia. Fosse nos EUA, isso q fazem com Lula daria punição para esses irresponsåveis, há bons artigos do promotor Romulo Andrade Moreira sobre o tema.
    https://romulomoreira.jusbrasil.com.br/artigos/206655193/mais-uma-vez-a-questao-da-etica-do-mp-nos-eua

  28. Sem entupimento institucional

    Quando falou que as instituições estão funcionando bem decerto a Dra. Dodge se referiu aos sanitários masculinos da carceragem da PF em Curitiba. Funcionam tão bem que têm até equipamento para grampo.

  29. Relembrando ……

    a condução coercitiva de Lula ; 

    o vazamento para a Globo de grampos de conversa entre Lula e a presidente ; 

    o impedimento de Lula para tomar posse como ministro ;

    uma presidente da republica é afastada por artificios fiscais no orçamento , feito por um congresso nacional onde a maioria recebeu propina das grandes corporações ; a negativa em se afastar o senador Aécio Neves de suas funções , mesmo com provas cabais de sua extorsão contra a JBS ; 

    Gilmar mendes vota contra a cassação da chapa Dilma Temer , depois de ter lutado com unhas e dentes para que essa chapa fosse levada a julgamento por abuso economico ; e para isso ignorou todos a denuncias que vieram a tona contra temer no grampo da JBS ; 

    arquivamento das denuncias sobre recebimento de propina de R$20 milhões contra Jose Serra ; 

    invasão do escritório advocacia Mossack Fonseca a procura de provas sobre a propriedade do triplex por parte de Lula , o que se encontra é a offshore dos Marinho escondendo a mansão de Paraty – nada foi feito ; 

    condução coercitiva do blogueiro Eduardo Guimarães , alegando que ele não pode invocar sigilo da fonte pois não é jornalista ;

    absolvição de da esposa de Eduardo Cunha – Claudia Cruz – se no caso de Lula se disse que foi condenado mesmo sem um prova cabal de sua propriedade sobre o triplex pois nesses casos de corrupção é impossível se obter uma prova concreta , no caso de Claudia Cruz era sem sombra de duvida a assinatura dela nas contas encontradas na Suiça para receber dinheiro de propina ; 

    a operação carne fraca que prejudicou todo o setor exportador de carne brasileiro , sem qualquer justificativa ; 

    a apreensão de um helicoptero com meia tonelada de cocaina pertencente ao senador Perrella , nada foi feito ; 

     

  30. Comentário clichê, mas comentário…

    … oras, haveria de Raquel colocar-se criticamente em relação à estrutura que colocou ela lá?

    Dadas as informações que a imprensa internacional ventila sobre as nossas questões domésticas, não precisa ser inglês pra deduzir o que acharam dela…

  31. Personagens fracos

    A fala da Procuradora-geral da Republica sintetiza o que pensa seu meio profissional e sua classe social sobre o momento que vivemos. Aparentemente muitos dentre eles pensam que o Brasil esta muito melhor hoje nas mãos de um larapio do que com “o aparalhamento politico petista”. A tal da elite brasileira não suportava pensar que o PT pudesse “aparelhar” qualquer instituição que fosse do Estado brasileiro. Eh como se isso fosse algo que somente eles tivessem o privilégio de fazer. 

    Não ouviremos tão cedo de nenhum membro do Judiciario e demais instituições de que ha algo de errado com nossa democracia muito menos que vivemos num estado de Exceção. Não sera do MPF, do Supremo Federal ou do Judiciario que vira a chamada de que Justiça não se faz com ideologias deste ou daquele juiz.

    E como tudo isso depende agora das proximas eleições, esta ai a condenação de Lula impedindo que o PT volte ao governo federal nas proximas eleições. Fudamentalmente é disso que se trata.

  32. Acho bom já ir organizando a

    Acho bom já ir organizando a RESISTÊNCIA, pois a coisa ainda vai ficar pior.

    A truculência, o autoritarismo e o vira-casaca de muita gente que se diz de esquerda e hoje negocia com André Moura mostra que ficaremos 20 anos aprisionados nesse sistema.

    Mas aqui pra nós, um Desembargador que escreve “Quem responde por crime tem que ter participado dele. E, para ter participado dele, alguma coisa errada ele fez” merece ser aposentado compusolriamente. Isso só mostra que ele lá chegou por meios políticos-hereditários.

  33. Ausente

    Surpreendetemente o juiz Moro só foi citado no post com referênia as algemas de Cabral. O que explica tal fato? O juiz teria sido o suposto insignificante estopim que apenas aciona a explosão? 

  34. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome