Com a Cyrella, a mais atrevida tacada de Doria, por Luis Nassif

João Doria Jr é um bem sucedido homem de negócios. Por tal, não se entenda o empreendedor convencional, ou o gestor. Toda a carreira empresarial de Doria foi feita no campo dos patrocínios, permutas e lobbies, colocando empresários em contato com autoridades através dos múltiplos fóruns da LIDE. A missão da LIDE é montar eventos que permitam a empresários e autoridades estreitar relacionamentos.

As autoridades vão porque querem um público de empresários e CEOS. E estes vão porque querem contato direto com as autoridades.

Simples assim. Em cima dessa fórmula, Doria montou inúmeros filhotes da LIDE, tanto setoriais – LIDE do agronegócios, da exportação etc – quanto regional, com filiais inclusive na América Latina.

Agora, está completando a inovação tornando a Prefeitura uma filial da LIDE. E aí entra em um terreno pantanoso, principalmente se os Ministérios Públicos fizerem a ligação entre os eventos da LIDE e as ações de Doria na prefeitura.

É como se ele acenasse para os membros da LIDE: o coroamento do investimento de vocês é que, a partir de agora, não será mais necessário investir em relacionamento: vocês serão as autoridades.

É o que aconteceu com essa nomeação escandalosa de Claudio Carvalho de Lima, vice-presidente executivo da Cyrella para a Secretaria das Subprefeituras.

A Prefeitura é a agência reguladora do setor de construções e incorporações de edifícios de São Paulo. Tudo passa pela Prefeitura, do inicio ao fim da obra, o relacionamento com a Prefeitura é essencial para uma grande incorporadora, do alvará ao HABITE-SE, da mão de transito a permissão de estacionamento e Zona Azul, do ISS na construção, zona de alta arbitragem à altura de prédio.

Leia também:  Omissão de Bolsonaro pode deixar periferia de São Paulo sem médicos

Cabe à Prefeitura defender a lógica do zoneamento, para impedir abusos e distorções.

A Cyrella é a maior empresa do setor.  E as subprefeituras são a principal moeda de troca com vereadores. Agora entrega-se essa moeda de troca a um executivo da Cyrella, que tem enormes interesses que dependem da Câmara Municipal, a começar pelo caso do Parque Augusta. Mesmos os piores prefeitos que passaram pela cidade não ousaram uma esbórnia tão ampla, assim, entre interesses públicos e privados.

É uma audácia sem desconfiômetro, típico da ambição sem limites de Doria, para suas investidas políticos-financeiras.

Através da Câmara, e usando as Subprefeituras como moeda de troca, será possível alterar zoneamentos fixados pelo Plano Diretor, permitindo às incorporadoras a jogada óbvia: comprar terrenos em Zona 1, vedadas a construção de edifícios e, em seguida, alterar as condições da região.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

45 comentários

  1. prática comum no país. vide

    prática comum no país. vide cidades com praias: invariavelmente têm prédios gigantes tampando o vento, o sol, a paisagem, tudo ocupado pela chamada elite. sobrevoar várias destas cidades nos causa vergonha. caso geddel foi apenas um que apareceu e por conta de outros motivos. quando tivermos autoridades imunes à corrupção veremos punições, mas até lá, continuaremos a mostrar nossa incompetência em democracia e justiça social. estamos no pior dos mundos: cabral confessa dois crimes na frente de um juiz e este não reage (caixa dois e sonegação de impostos pela h.stern). assim caminhamos.  

  2. Suspeita de envolvimento com mafia dos fiscais

    11/12/2013

     

    Máfia do ISS em SP tem mais 11 auditores envolvidos, diz testemunha

    SÃO PAULO  –  Uma testemunha ouvida na tarde desta quarta-feira pelo Ministério Público confirmou que é verdadeira a planilha apreendida com o auditor fiscal Luís Alexandre de Magalhães, que traz uma lista de 410 empresas que pagaram propina para reduzir o valor de ISS (Imposto sobre Serviços) devido à Prefeitura de São Paulo. A testemunha é um dos auditores presos e que decidiu realizar um acordo de delação premiada com o Ministério Público. O documento aponta o pagamento de R$ 29 milhões em propina no período de junho de 2010 a outubro de 2011 e cita uma série de gigantes do setor imobiliário, como a Brookfield e a Cyrela, ao menos dois hospitais e uma igreja evangélica. As empresnegam envolvimento com a máfia.

    http://www.valor.com.br/politica/3369654/mafia-do-iss-em-sp-tem-mais-11-auditores-envolvidos-diz-testemunha

     

  3. E isso graças aos paulistanos

    E isso graças aos paulistanos que sabem eleger os piores políticos desse país. Pois que vivam nessa “maravilhosa” cidade de São Paulo. Para acabar com a corrupção os paulistas e paulistanos entregaram a cidade, o estado e o país aos maiores corruptos da história. Pois que roubam a partir dos escaninhos do Judiciário sem serem incomodados. Desde a última eleição é sem intermediários: direto no caixa de Temer, Serra, Alckmin e Dória. 

    E a tragédia é que quem entrega e entregou o estado e a cidade a esses bandidos inimputáveis são os que mais sofrem com as leis de zoneamento desrespeitadas, o transporte urbano precário e a saúde e educação precarizadas. De cambulhão vão as empresas públicas, o petróleo e a soberania brasileira. 

    Os paulistanos identificados com os Temers, Malufs, Dórias, Quércias, Alckmins que se locupletem. A cidade de São Paulo não mereceu e não merece um prefeito sério, honesto e moderno como Haddad porque parte de seus moradores são grotescos e atrasados como essa figura dantesca do Dória. Ou aquele povo que marchou na Paulista (e nas avenidas semelhantes das principais cidades paulistas) não é a cara do Dória com sua desinformação, falta de educação, autoritarismo e grosseria?

    • suicídio coletivo

      Haddad teve mais de 85% de votos contrários a sua candidatura em 2016. O PT paulistano pediu desculpas por estar fazendo campanha. Neste ano de 2017, o enfrentamento a Dória não tem sido capitaneado pelo PT  ou por Haddad, que, inclusive, deixou a universidade pública e foi ganhar dinheiro na privada. Tem sido o MTST de Boulos, as vereadoras do PSOL que têm, além de Suplicy, com todas as suas limitações, assumido a luta contra o maledeto. Haddad perdeu em todas as zona eleitorais da cidade; Dória só perdeu em duas para Marta. São Paulo e os paulistanos o escolheram e merecem isso. Em 2014, Dilma já tinha sido derrotada tanto no primeiro turno quanto no segundo turno, este com o não-dito tendo mais de 70% dos votos. É uma escolha de destino feita por milhões de pessoas, que optam pelo suicídio de sua cidade.  

    • Aê, Vera Lúcia

      É muita ousadia sua vir esculhambando Sampa desse jeito. Nesta terra onde ninguém é paulista, muito menos paulistano, tudo que brilha é ouro. De Ademar de Barros, que deixou seu buraco pra gente passar nele, até o amaldiçoado Mal Luf, que destruiu todo o centro com os seus minhocões, passando pelo Orestes (menina)Quércia,  e o improvável Celso Pita, todos eles disseram o que a plebe queria ouvir, prometeram o que não podiam, se locupletaram como puderam e, principalmente, não incomodaram as elites podres quatrocentonas dessa cidade.

      Só paulista pode falar mal de São Paulo (he!he!), e sabe por quê?

      Porque mesmo sendo maltratada como é, todo mundo vem pra cá e não vai mais embora. Uns ficam e constroem, outros usam e destroem, os governantes roubam e desfazem as coisas boas que encontram ou não cuidam do que ficou.

      São Paulo é um  corpo agonizante onde só o coração bate. O cérebro da cidade representado  pelo seu  prefeitinho, está doente.   A beleza disso tudo é que o coração de São Paulo é bom, grande e acolhedor.

  4. são pato

    e o ordinário do viajandória ainda chama o Lula de safado….. essa desenvoltura megalomana perversa só é possível numa cidade como são pato, em que a maioria dos seus cidadãos utilizam o preconceito como critérrio de escolha de seus governantes…. 

  5. são pato

    e o ordinário do viajandória ainda chama o Lula de safado….. essa desenvoltura megalomana perversa só é possível numa cidade como são pato, em que a maioria dos seus cidadãos utilizam o preconceito como critérrio de escolha de seus governantes…. 

  6. No dicionário dos neoliberais

    No dicionário dos neoliberais e coxinhas isso é sinônimo de “Meritocracia”.

  7. Aprender com o erro não é a

    Aprender com o erro não é a melhor forma porque sempre tem o fator punição. Mas não deixa de ser uma forma de aprendizado. Agora, não aprender nem com o erro não é burrice, é masoquismo puro. Tem aquela piada velha, da filha que chega em casa e diz, “mamãe, um tarado me pegou”! E a mamãe apreensiva, pergunta, “quando, minha filha”? Resposta, anteontem, ontem e hoje. A maioria dos eleitores paulistas, principalmente paulistanos, adora tarados políticos. E odeia Lula, Dilma, Haddad, Erundina e qualquer um que não seja politicamente tarado. Tenho dó não, refestelam-se, estão satisfeitos há mais de 20 anos. 

  8. Ih, esquece Ministério Público

    Ih, esquece Ministério Público.Noventa e nove porcento dos Promotores e Procuradores estão adorando tudo isso. Acham muito chique, muito moderninho…

    A coisa mais antiga desse país que é o público ser capturado por interesses privados…

    Se o pessoal “esquerdopata” tá falando alguma coisa, Ih! Aí, sim, que tá liberado pra passarem a mão – e o dente – onde alcançarem!

    Esses “doutores” estão dispensados de raciocinarem um pouco que seja – afinal, passaram em concurso de charadas.

    Trata-se de condicionamento puro e simples.

    E o restante da classe média paulistanna também: a tara deles é com Lula e PT, PT, PT. O resto pode fazer o que quiser.

    Já era!

  9. Lide a fábrica da corrupção e

    Lide a fábrica da corrupção e seu idealizador.

    O eleitorado paulistano queria votar contra a corrupção. Enganado pela grande mídia comercial (partidária e mercenária) elegeu no 1o. turno Dória. Dá no que dá!!!

     

  10. descarado

    Esse sujeito é tão descarado que se acha acima e além de qualquer limite; seja moral, legal ou ético; usa a prefeitura como o escritório de sua empresa, ou a sala de seu humilde casebre, onde é o único proprietário e senhor, portanto, não deve satisfações a ninguém; é quem manda, é o chefe, e pronto.

    Como não é pobre, nem preto e muito menos petista, os seus iguais o têm como o esperto, o bon vivant amante dos prazeres da vida, de palatar sutil apreciador da boa mesa, dos lugares exóticos, dos aromas finos e suaves; ou seja: um bosta, um parasita repulsivo e metido, um ser humano medíocre e calhorda, um exemplar cancro putrefato da humanidade.

    Não é roubo, isso é para os pobres, são negócios; roubo é na birosca, aqui não, são business.

    Um businessman!

    Cadeia, fdp!

  11. Campo de marte com a desculpa
    Campo de marte com a desculpa de construir um parque é o próximo. Um grau a mesmos desviaria a cabeceira 30 do morro da casa verde e seria possível receber aeronaves do porte de Emb 190, Airbus com aumento da rolagem. São Paulo governado por mercenários.

  12. Repito Dória é a mistura de
    Repito Dória é a mistura de Temer e Aécio,estamos lascados em Sampa, ele é um psicopata e não tem freio moral,rações humanas q o digam,fará polpudas “gestões”aqui.

  13. Doria ja nao merece a atencao
    Doria ja nao merece a atencao que lhe atribuem,mesmo sendo Prefeito da maior cidade do Pais.E um desqualificado,traste,biltre,asno e carta fora do baralho.Aproveito para registrar a passagem em terras de Sao Salvador para a realizacao de dois Shows,da lenda viva da musica cubana,a diva Omara Portuondo.Voz que ao lado do eterno Compay Segundo,adocam minha alma.

  14. Esse corrupto do Doria é mais
    Esse corrupto do Doria é mais um dos amigos do juiz Moro que vivia aparecendo nos eventos na época das eleições. O juiz Moro, ajudou a eleger esse corrupto.
    Os corruptos se ajudam.

  15. #

    Meses atrás esse cretino engomadinho declarou ao Brasil inteiro que, “ a Cracolândia acabou ”.

    Antes da eleição dizia que o programa de reabilitação para drogados da prefeitura estava “de braços abertos para o crime”. E agora? Como é que está? Além da Cracolândia continuar no mesmo lugar, ele ainda conseguiu a façanha de multiplicar o número de Cracolândias que hoje estão espalhadas pela cidade.

    Fez sua campanha eleitoral inteira acusando Haddad de promover “a indústria das multas”.

    E agora? Como é que está? Além de não retirar sequer um radar, ainda está implantando mais radares inteligentes que calculam a velocidade percorrida de um radar a outro.

    Isso não é indústria das multas, não!! É indústria de otários que votaram e que não votaram nele.

    O valor astronômico arrecadado com essas multas teria necessariamente de ser investido na melhoria do trânsito. Apesar disso as ruas estão todas esburacadas e mal remendadas, inúmeros faróis de trânsito apagados e congestionamentos intermináveis.

    O paulistano deve estar adorando esse ator teatral que encena um prefeito.

  16. Ali Vai Ladrão

    diz a lenda que o ex-governador de Goiás dos tempos da ditadura (1979-1983, nomeado por Geisel), Ari Valadão (também conhecido pela alcunha de Ali Vai Ladrão) fez durante seu mandato uma jogada semelhante a essa, mas ainda mais audaciosa…

    Na época, no Setor Bueno, bairro de classe média alta de Goiânia não era permitida a construção de edificações de mais de 3 andares…   pois bem… Ali Vai Ladrão fez o prefeito mudar a lei de zoneamento do bairro, vigente à época, por apenas algumas horas e depois revogado, para que o projeto de seu edifício de mais de 10 andares (quase um arranha céu para os padrões da época em Goiânia) fosse aprovado. Aprovado, o “aranha céu” foi construído, e por décadas imperou sozinho em meio as casas que o rodeavam… 

     

    a história é ainda mais cabeluda…  tão cabeluda que não tenho coragem de contar…

  17. O mal do Brasil são os
    O mal do Brasil são os empresários q só pensam em negócios a qq custo,eles dominaram todas as nossas instituições,o LUCRO BRASIL deles deve ser o de maior margem do mundo e vai aumentar com a vigência da nova LEI TRABALHISTA ESCRAVAGISTA(eu escrevia escravista e aqui no ggn ninguém me corrigia,será q só o Nassif q lê meus comentários (acho)?)
    Obs:Por favor moderação querida(kkk) poste meu comentário vcs são lindos,deixem nossas diferenças de lado e poste meu comentário,é importante pra mim,vaaaleu!

  18. A tal Lide, pelo que relata o

    A tal Lide, pelo que relata o Nassif, é uma expécie de agência de matrimônio, que junta corações cheio de amor para dar, mas que não se encontraram ainda. Através do cúpido Dória, empresários e autoridades poderão viver uma intensa relação, onde o corno é o contribuinte. 

    PS: Para ser mais moderno, inves da agência temos aplicativos como o Tinder. E Dória agora se oferece a si mesmo como a noiva premiada. Prefeito da cidade mais rica do país, quer mais?

  19. Graças a Deus, Dória não

    Graças a Deus, Dória não contará nem mesmo com os tucanos pra prosseguir político; Bolsonaro não chegará senão ao ridículo quando vierem os debates e embates pela televisão, visto nada saber de coisa nenhuma, entre outros, que por mais que tentem mostrar-se como gente do povo, infelizmente não tem estudo e nem inteligência suficiente para falar de Brasil, Nação Estado, etc. 

    Os únicos candidatos, até o momento, prováveis de serem eleitos para a Presdência da República, continuam sendo os mesmos de sempre: Lula, Marina, Ciro Gomes, Alkmin ou Serra. Mas as chances de vermos aparecer das sombras um novo Collor continuará sendo um mistério. 

  20. …“Toda a carreira

    …“Toda a carreira empresarial de Doria foi feita no
    campo dos patrocínios, permutas e lobbies, colocando empresários em contato com
    autoridades através dos múltiplos fóruns da LIDE.”…

    Eh Nassif. Se entendi bem, esta é uma atividade bem antiga. Muito conhecida na roda da
    malandragem como proxenetismo. Roga-se ter cuidado, para não confundir o Proxeneta com
    o Rufião.

    Via de regra, os Proxenetas são empreendedores espertos, como o Dória por exemplo.
    Um almofadinha muito cioso, sempre atento com o caimento dos panos que veste. Sempre presente e de cara pros holofotes da mídia, atuando no sentido de mediar os interesse comerciais-sexuais de terceiros.

    São profissas, que não criam, absolutamente porra nenhuma em suas atividades.  São como uns eunucos, bois castrados, digamos assim. Pois, apenas medeiam. Fazem o meio-de-campo. Não fabricam um parafuso, não emprenham ninguém.

    Vivem exclusivamente de intermediar, ou seja, são agenciadores em “especial”. Pode-se
    até dizer, o Dória não é um Rufião, nem um Cafetão. Ele é de fato, um baita de um bem sucedido Proxeneta.

    O que não dá! é pra tentar transformar a Prefeitura de São Paulo numa Casa de Lenocínio, enquanto…o MP, fica olhando pro outro lado e fazendo cara de paisagem. Logo eles que gostam tanto de causar?…engraçado o que o choque de gestão dos tucanos, fizeram de São Paulo, né?…

    Orlando

  21. É por aí mesmo, Dória agora

    É por aí mesmo, Dória agora faz a ligação direta MERCADO-GOVERNO ou GOVERNO-MERCADO. Logo não se fará distinção um do outro. Como diz o Rui, estamos virando a Federação das Corporações. 

  22. ” A cidade de São Paulo não

    ” A cidade de São Paulo não mereceu e não merece um prefeito sério, honesto e moderno como Haddad porque parte de seus moradores são grotescos e atrasados como essa figura dantesca do Dória”

    Não entendi. Parece frase de uma elite que não quer dialogar com o povo. (E não vejo aqui nenhum comentarista da elite paulistana.) O que o povo não merece é o Dória, a política doriana. Todo o povo paulistano sofre com a Direita no poder, ainda mais quando é cidade, estado e país. Porque uma parte (considerável) de seus moradores votou no Dória não significa deixá-los a míngua. Espero que o Haddad não tenha essa postura. O povo paulistano merece Haddad sim!

  23. Se hay gobierno soy contra. Se no hay también soy

    Dá um desânimo desgraçado observar o ranço ideológico desse tipo de crítica. Também considero pífia, midiática e decepcionante a gestão João Dória. Mas há um limite ético. Críticas devem ser pontuais. Ninguém conhecia esse executivo da Cyrela. Contra ele nada havia…e a favor também não. E agora vem o blog oráculo antecipar com a certeza absolutamente leviana os males que produzirá em conluio com o Prefeito. Oras, Lula nomeou o Furlan da Sadia, o “banqueiro” Meirelles do Boston e na época isso era normal, inovador. É preciso parar de imaginar que a virtude mora no PT e a desonestidade habita em todos os que não rezam pela mesma cartilha.  Renovação é sempre benvinda. Uma hora dá certo. Ou seremos governados por cadáveres no futuro.

    • Luis Furlan quando foi

      Luis Furlan quando foi nomeado Ministro do Desenvolvimento, Industria e Comercio já nã era mais da Sadia, Henrique Meirelles quando foi nomeado para o BC já tinha se desligado do First National Bank of Boston. Já o Vice Presidente da Cyrella só deixou o cargo para assumir na Prefeitura e provavelmente volta ao cargo ao deixar a Prefeitura, sua ligação com a Cyrella  é REAL.

      Por outro lado o Ministerio de Furlan não tinha relação direta com a Sadia e Henrique Meirelles no BC do Brasil não tinha jurisdição sobre o Bank of Boston nos EUA, onde Meirelles era o executivo.

      No caso da Cyrella a Prefeiura tem grande volume de interesses que se curzam  com o da incorporadora. É um conflito direto.

      • Prezado André, tenha cautela,

        Prezado André, tenha cautela, seu conhecimento enciclopédico vai acabar assassinando (intelectualmente) algum coxinha.

        • Concordo…..parcialmente

          O elogio feito ao André Araujo é merecido. Compartilho. Mas não precisa ser assim rastejante diante de alguém que lhe é intelectualmente superior. Disfarce sua deficiência e  evite comentários infantís para fazer gracinha.

          • Coxinha assumido e em ataque

            Coxinha assumido e em ataque de nervos detectado. Lexotan, melhor Dheher, pode ajudar,

      • André Motta ou Motta Araujo

        Se vc ainda assinasse seus posts e comentários como André Motta, não faria essa afirmação. Era mais prudente e não flertava com a esquerda tupiniquim. Concordo com suas ponderações sobre a questão “ligação real” do Furlan e do Meirelles. Mas isso nada muda. “Descolados” mantém influência, ou não? A questão é que  vc endossa uma SUPOSIÇÃO feita irresponsavelmente e a toma como FUNDAMENTO, BASE, VERDADE. Me mostre sua bola de cristal ou a “capivara” do executivo suspeito que me garantam que os malfeitos acontecerão. Sua certeza me leva a pensar que desaconselhou o voto em Antonio Ermírio de Moraes (para governador de sp) porque ele iria encher o Estado de obras para vender cimento da Votorantin. Abraços.

      • Comentário ao comentário de André Araújo sobre a Cyrella

        Tenho sido um ferrenho crítico das posições defendidas pelo senhor André Araújo neste espaço. Para mostrar minha isenção e fazer justiça, não poderia deixar de manifestar minha concordância com o conteúdo de seu comentário ao caso Cyrella. Ele rebateu com elegância, veemência e impiedade a ingênua arenga repleta de “ranço ideológico” postada pelo senhor Guthier. Para além da crítica andreana, eu refutaria a tolice contida no postulado de que a “renovação é sempre benvinda”. O que acharia disso os pragmáticos alemães que deram a Ângela Merkel um quarto mandato? Nos tempos de incerteza política em que vivemos, pregar que a “renovação é sempre benvinda” soa ridículo! Ou não é isso que quer ouvir,  por exemplo, os Lucianos Hucks da vida?

        • Pondero. Respondo.

          Vc só não entrou no cerne da discussão (travada com respeito, e seu comentáriio é exemplo). O autor do post (Nassif) faz uma suposição temerária. E joga no blog como se fosse uma anunciação da Nossa Senhora de Fátima. Divina. Verdadeira. O Andre Araujo endossa. Ninguem conhece o cidadão, mas como têm birra (talvez merecida) do Dória já adiantam a cerfteza de mutreta. Uma dupla leviandade e irresponsabilidade. Concordo contigo: Luciano Huck não renova; só amplia o circo. 

           

  24. O que não falta em SP…

    É preconceito ! principalmente contra os nordestinos  ou Baianos e Paraíbas, como são conhecidos por lá. Mineiros tb sofrem , ou o HONESTO  Itamar Franco, não teria seu governo taxado de “República do Pão de Queijo” , mesmo depois de, com o Real formulado em seu governo, ser “roubado” pelo FHC, que adora dizer que venceu 2 eleições (com mérito próprio, ou do plano Real ?) e perdeu feio quando o plano fez água, por seu mérito.

    Preconceito imenso contra o PT , por ter sido criado por um Nordestino, num chão de fábrica. O PSDB é  e foi o sonho de consumo dos paulistanos e paulistas , pois tem pedigree. Eles imaginam que a “faculdade” e o berço de ouro  definem a  inteligência das pessoas.

    Mas nem se lembram quem foram os executores de seus prédios e indústrias. Aqueles mesmo eternamente escravos , pois sempre esquecidos pelos governantes brasileiros. Ô gente ingrata !!!!

  25. O prefeito Gordon Gekko da paulisteia

    Eh de fato chocante essa administração de negociatas que João Doria vai impondo em Sampa. Eh desolador, mas quem poderia agir, os atores da cidade são: o cidadão paulistano, sua imprensa e o MP/SP estão agindo? O Ministério Publico de São Paulo passou todo o mandato do Haddad implicando com sua adminsitração. Desde que o Doria assumiu, não ouvi nem li mais nenhuma atuação do MP…  Lembro daquela foto do Doria com Sergio Moro todo sorrriso, o que faz supor que Doria se sente tranquilo em relação à atuação da justiça. 

  26. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome