Entenda como o Supremo vendeu a parte mais lucrativa e de menor risco da Petrobras, comentário de Ed Vett

Estão VENDENDO para a CONCORRÊNCIA negócios que geram uma proporção de "300" de baixo risco e alto valor agregado para ficar com "60" de alto risco, volatilidade e baixo valor agregado.

Por Ed Vett
comentário no post Com caso Petrobras, Supremo não se mostra à altura do momento

O principal aspecto que deveria ser juridicamente discutido é a validade de um governo qualquer (transitório) sair vendendo O QUE NÃO É DE PROPRIEDADE DELES.
Embora privatização não seja um tabu (pode ser válida), existem dezenas de argumentos contra privatizações desenfreadas que trazem gigantescos prejuízos correntes e futuros à nação e excepcionais benefícios aos privatas que as assumem, mediante a facilitação de pessoas que NÂO foram eleitas ou nomeadas como CORRETORES de patrimônio, mas como ADMINISTRADORES, prepostos eleitos para administrar a coisa pública com EXCELÊNCIA e não desfazer-se deles na primeira oportunidade por qualquer desculpa esfarrapada (comumente inaceitáveis ou inexistentes).

No capitalismo, que tem autoridade para isso são os DONOS (o contribuinte) e não os executivos, sejam diretores e/ou seus presidentes. Muito menos um eleito transitório e oportunista.

Privatizações relevantes devem ser REFERENDADAS oficialmente pelos eleitores, que podem fazê-lo de 2 em 2 anos ou em edição extraordinária, se necessário.
http://chng.it/vCK5tgxy

Quanto ao caso específico do desmonte da Petrobrás para torná-la um quiosque de venda de latinhas de graxa, chamarei a atenção de apenas 3 pontos, dentre dezenas, alguns já citados aqui:

1) A Petrobrás SEMPRE deu lucro operacional. O resto é contabilidade marota que sequer diferencia dívida de investimento.

2) Olhando-se o balanço de uma das maiores petroleiras do mundo, constata-se que a atividade de “upstream” (prospecção e produção de petróleo das jazidas), de alto risco e dependência de custo e preço de mercado, a razão é de 60 bilhões para 300 bilhões no “downstream”, que trata de agregar valor ao óleo cru em refino e distribuição de produtos como combustíveis, lubrificantes, petroquímicos ao consumidor final, pessoal ou jurídico.

Leia também:  Receita para aguardar 2021 e a reconstrução do multilateralismo, por Luis Nassif

Portanto pode-se afirmar com todas as letras que estão VENDENDO para a CONCORRÊNCIA negócios que geram uma proporção de “300” de baixo risco e alto valor agregado para ficar com “60” de alto risco, volatilidade e baixo valor agregado.

Desafio os vendedores governamentais e seus auxiliares “associados” a trazer as verdadeiras causas de tal trágica barbaridade, sendo assistida por toda a população brasileira que pagou por tais investimentos estratégicos (a maioria bem sucedidos), sem destaque pela míRdia que faz parte deste criminoso golpe contra a nação.

Pelo interesse de poucos milhares contra o de muitos milhões.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. O Brasil é vítima do “massacre da serra elétrica” no qual se vende a serra (ÇERRA45?), a eletricidade e os restos. Por qualquer 30 dinheiros.
    A globo formou uma legião de minions cheios de “agora é bolçodoria, pohaaaa” que cegos surdos e mudos acham chique pegar covid do “nosso presidente”. (pelo menas acabamu com o PêTê…)
    Isso não vai acabar bem…

    • A lápide deste ignominioso e nefasto senhor poderia constar, sem medo de faltar com a verdade, o “Aqui jaz…” como autor de alguns dos maiores atos de TRAIÇÂO ao seus (?). Vejamos alguns:
      1) Como presidente da UNE, participou e fez um discurso (Central) provocativo e incendiário (gatilho?) que ficou famoso pouco tempo antes do golpe de 1964, vendendo-se como um líder de “esquerda”. Dado o golpe, “fugiu” para o Chile, onde se orquestrava outro golpe, contra o presidente eleito Allende. Dado o golpe chileno, conseguiu “ser fugido” (novamente) do vigiadíssimo estádio Nacional para … os EUA! Sim, o “líder esquerdista” (“comunista”?) fugiu para o país que deu suporte ao golpe nestes dois (e outros) países, para “estudar” na universidade de Cornell (prêmio?).
      2) Participou do governo que quebrou o monopólio da Petrobrás (sem razão, pois ela própria já fazia contratos de risco), exatamente quando a bacia de Campos começava a produzir (a fase lucrativa).
      3) Idem, da colocação de ações (ADR’s) da Petrobrás na bolsa de NY, sem NENHUMA RAZÂO ou BENEFÍCIO à empresa ou ao país. Apenas submeteu à empresa à participação estrangeira (que poderia ser feita em nossas bolsas) e à leis que dariam prejuízos bilionários à empresa no então futuro.
      4) Promoveu a venda da Vale (segundo seu chefe-parceiro FFHHCC) de uma das maiores mineradoras do mundo e incalculável patrimônio, por 2 tostões (uma fração do lucro anual que a empresa daria).
      5) Foi flagrado discursando para estrangeiros onde assegurava aos mesmos que não havia motivos para preocupação sobre as medidas óleo-protetivas do governo de então, pois “logo logo” tudo seria “revertido” em favor de sua platéia.
      6) Após o golpe “midiático-júrídico-parlamentar” na RE-eleita Dilma que protegia os interesses nacionais, cumpriu a promessa feita à sua platéia, propondo e realizando (com “Máikol” Temer) enfraquecer a Petrobrás e fortalecer o interesse estrangeiro, incluindo ESTATAIS de outros países.
      7) Propôs e emplacou a ridícula “lei do Teto”, colocando o “gigante” (bobão?) numa camisa de força de pelo menos 20 anos de duração.
      Que não se pense que este “draculoso” (®popular) senhor é o único. Talvez apenas o pior.
      Seu chefe FFHHCC concorre com ele, não por fatos “diretos” como o sr. “Jigsaw”, mas por ter sido o chefe maior de um dos maiores e desnacionalizativos assaltos aos brasileiros, que pagaram por décadas de investimentos para (tentar) tornar este país uma nação. Que o digam as dezenas de bilhões de dólares evadidos do país (Banestado, coincidentemente “julgado” por Moro) nesta época privatarista por excelência (num país com imensos OUTROS problemas a resolver).
      Além do mais, existe certamente uma enorme “Treason Network”, que inclui de políticos à jornalistas, de forças de segurança à empresários, enfim do poder de fato a que estamos eternamente submetidos deitados em berço esplêndido (até que deixe de sê-lo). O crime de traição, que é punível até com morte em países que se importam com sua nacionalidade, aqui sequer existe fora do âmbito militar e de uma ridícula lei de “Segurança Nacional”, que nada fala além de bobagens como “falar mal do presidente”…
      Lembremos: não estamos falando de opiniões ou acusações vazias.
      Estamos falando de FATOS “curriculares”.

      • Não obstante, ÇERRA45 será eleito presidente!
        Será no glorioso ano de 2038, para glória danação.
        Vice fegaçê… viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiixe!

        • Bom saber que não escrevemos inutilmente.
          Mas … como assim em lados opostos? Vc é contra o Brasil? Contra o desenvolvimento e bem estar da humanidade, no Brasil e no mundo?A convivência responsável com a Natureza? A igualdade de oportunidades? A favor do crime? Da predação e exploração daquilo que não é (só) seu? Dos privilégios sem causa? Da meritocracia dos herdeiros ‘playboys”?
          Acho que não estamos não! É só uma questão de (des)informação e vivência.
          Talvez vc pense que sou comunista, mas nunca fui, nem quando estudante. Trabalhei 95% da minha carreira profissional em multinacionais (gigantes) aqui e no exterior, e nem por isso sou capitalista selvagem, predatório.
          Nunca votei no Lula, mas é um brasileiro que admiro muito.
          Não sei se ele é desonesto, mas desconheço provas que o seja. Pior do que duvidar se ele é bandido ou não é duvidar se nossa Justiça é bandida ou não.
          Não é porque não sou judeu que não possa defendê-los ou desacreditar o Holocausto.
          Não é porque não sou católico que não possa gostar do papa Francisco.
          Pensar diferente não é pensar “contra”, é pensar plural.
          Enfim, minha sugestão é que saia deste binarismo raso que assola o país e se pense não em um “lado” do país.
          Mas em uma “região” qualquer dele.
          Há muitas. E boas.
          Sds.

    • EU COMPRO !!!!!!! Por que o dinheiro do Povo Brasileiro está confinado em FGTS e Caderneta de Poupança que não remuneram nem mesmo a Inflação. É um achaque !!! O problema do Brasil é a Pobreza? O problema do Brasil é elevar os Rendimentos das Famílias Brasileiras? Esta hecatombe de Bilhões e Bilhões de Reais está nos Faturamentos e Lucros de Gigantescas e Inigualáveis Empresas e Patrimônio que já são Brasileiros. O Governo Militar entregou o país aos Governo Civis, tendo o Patrimônio Nacional 100% Brasileiro. Mesmo sendo totalmente Nacional e Brasileiro EU COMPRO !!!! Compro todas as Ações da PETROBRÁS, seus Dividendos e Lucros !!! Os Valores Bilionários da EMBRATEL EU COMPRO !!!! Os Lucros Astronômicos da TELESP COMPRO !!!! O Mercado Bilionário da ELETROBRÁS na Produção e Distribuição de Energia Elétrica em Continental Território?É MEU !!! COMPRO AGORA !!! O Mercado Trilionário de ÁGUA E ESGOTO por todo o Brasil? EU QUERO !!!! A Maior Mineradora do Mundo? Quanto que VALE? VALE o quanto VALE? É MINHA !!! EU QUERO !!!! VALE DO RIO DOCE e suas Milhares de Minas de Ouro, Diamantes, Terras Raras, Nióbio,….que foram doadas aos Canadenses e Belgas !!!! Logicamente com Participação Dividida em S/A’s em Bolsa de Valores de NY e Cidadanias destes países, não é mesmo Osmar Terra? E estamos falando aqui, neste dia, em pleno 2020 em Miséria e Pobreza? Nós não existimos. Somos de outro planeta !! É sério estas nossas discussões e visão de Nação? A Imbecilidade encontrou a sua Pátria nestes 90 anos. O que poderia sair do rabo? Há muito tempo já Fomos cabeça. Pobre país rico. São sérias estas Nossa discussões?

  2. Ora, ora…..li que o grupo, sim tem que formar um grupo, que está fazendo os estudos para a privatização dos correios irá receber OITO MILHÕES de reais!!!! por um estudo, imagina o resto, se isso não é motivo para as tais “privatizações”, não sei qual seria……

  3. Parece que não sobrou ninguém no Exército – Aeronáutica e Marinha nunca passaram de agregados ao verdadeiro poder militar, os “verdes” – do “Grupo Castelista”, o grupo que enxergava o desenvolvimento nacional como uma estratégia coletiva e combinada de investimentos. O maior feito desse grupo foram as imensas hidrelétricas, que nos deram auto-suficiência em energia.
    Seu último representante foi o General Ernesto Geisel. Pelo visto, o velho general não fez discípulos.

  4. Os que votaram a favor da entrega do nosso patrimônio a terceiros, como parte do criminoso desmonte da Petrobras, não têm a mínima preocupação com o país. Votaram segundo suas preferências ideológicas, nada elogiáveis. E, aproveitando, para aumentar a infelicidade do Brasil, não se vê mais nas nossas forças armadas, como bem lembrou Renato Cruz acima, a prioridade na conservação e no engrandecimento do patrimônio nacional. Ao contrário da propaganda, o que hoje predomina é “O lucro privado em primeiro lugar e o deus mercado acima de todos”.

  5. Aguardamos a voz dos ávidos, na destruição da Petrobras, como também a voz da grande mídia rasteira e traiçoeira que colabora com a criminosa subtração dos patrimônios públicos, ao silenciar sobre este criminoso e vultuoso escândalo internacional. Quem ganha e o quanto se ganha, para tamanha traição a pátria? Aguardamos para que aceitem o desafio para tragam as respostas com as causas para tantas barbaridades.

  6. muito triste ver esse pais que tinha tudo para dar certo, virando pó nas mãos desses golpistas corruptos com o stf tudo junto;;;vvai rolar alguns bilhões por fora, ne

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome