Fachin comete suicídio de reputação, e seu apoio a Dilma, por Luis Nassif

Atualizado às 11:20 com video de apoio de Fachin à campanha de Dilma Rousseff

O termo “assassinato de reputação” já se inseriu no vocabulário corrente das disputas comerciais e políticas. Já “suicídio de reputação” é um elemento novo e que fica nítido na atuação do Ministro Luiz Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Por que um jurista, que passou a vida toda construindo uma imagem social e garantista, dá uma guinada de 180 graus? E com um enorme agravante: foi garantista quando o Poder (que o nomeou para o STF) valorizava os garantistas; tornou-se punitivista feroz e parcial na hora em que o Poder demanda punitivismo com um foco muito claro de impedimento da candidatura Lula à presidência. Isso, depois de ter sido um eloquente defensor da candidatura Dilma Rousseff em 2014.

https://www.youtube.com/watch?v=8BIdfkmUq5I]

Até o mais insensível dos personagens se daria conta do risco de imagem contido nessa combinação. Fachin envolveu-se em uma guerra santa sem limites, não apenas nos seus votos, mas apelando para todas as manobras processuais, essa esperteza que é veneno na veia na imagem do Judiciário e do próprio Supremo.

Quatro episódios mostram seu aggiornamento:

1. O voto de Rosa Weber sobre prisão após sentença em segunda instância que julgava especificamente o caso Lula. Todos os juristas citados eram familiares a Fachin, e nenhum anteriormente havia sido citado nos votos de Weber.

2. A retirada de pauta do HC de Lula no julgamento da 2a Turma, de forma canhestramente combinada com o TRF4.

Leia também:  Recado do Nassif: porque o implacável Fachin votou a favor da Moro de saias

3. A remessa do novo julgamento de HC de Lula para plenário, evitando assim que entrasse na pauta da 2a Turma, quando tudo indicava que a tese da libertação seria vitoriosa, e postergando ainda mais o julgamento.

3. Ontem, no julgamento de José Dirceu, o pedido de vista depois que a libertação havia conquistado maioria.

4. Votou a favor da decisão absurda de um juiz de 1a Instância, de ordenar busca e apreensão no apartamento funcional de uma Senadora da República.

É evidente que há intenções políticas em jogo. Mas o que está por trás dessa autofagia? Vamos a um jogo de alternativas:

 [  ] Seu histórico em relação ao punitivismo.

Não bate. Fachin era advogado de movimentos sociais.

 [  ] Deslumbramento midiático.

Ao contrário de seu colega Luís Roberto Barroso, Fachin não se vale do cargo para satisfazer o próprio ego.

[  ] Indignação com a corrupção e com o PT.

Nem Celso de Mello, visceralmente contra o PT, ousou ir tão longe.

[  ] Busca de contrapartidas espúrias.

Não há nenhuma evidência de que Fachin se conduza por corrupção.

[  ] Emparedamento.

É a situação em que a pessoa faz algo contra sua vontade, por alguma ameaça ostensiva ou sub-reptícia.

[  Medo

Medo, aquele sentimento irresistível que acomete a pessoa quando se vê alvo da besta, a massa que invade as ruas com sangue nos olhos e intimida os fracos.

O ponto vulnerável de Fachin pode ser seu escritório de advocacia. Não que possa ter cometido algum crime. Mas, talvez, por algumas ações moralmente indefensáveis. A suscetibilidade de um Ministro de STF é infinitamente maior do que de cidadãos comuns atingidos por medidas suas.

Leia também:  A situação dramática dos Direitos Humanos no Brasil, por Arnobio Rocha

De qualquer modo, tem-se uma certeza e uma incógnita.  A certeza é quanto ao suicídio de reputação perpetrado por Fachin; a incógnita é quanto aos motivos.

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

110 comentários

  1. Não há mistério nenhum. O sujeito é frouxo mesmo.

    A covardia desse ministro ficou explícita no episódio em que o MBL colocou piquetes na frente da casa dele, quando do julgamento das regras do impeachment. Todo mundo sabia que, como relator, ele defenderia o rito constitucional, não as manobras do Cunha.

    Era caso claríssimo de Coação no Curso do Processo, cabendo prisão em flagrante dos piqueteiros. O que fêz o ministro? Contrariou a Constituição e se socorreu do Barroso, que abriu divergência e garantiu que se respeitasse as regras da instauração do processo na Câmara. Não que tenha modificado o resultado, mas deu um verniz de legalidade ao golpe.

    Em “gauchês” o ministro Fachin é um sujeitinho “sotreta”. Frouxo, sem caráter, e vazio de qualquer resquício de hombridade. Uma nulidade vazia, em síntese.

    • Opção correta.

       Covardia mesmo. É o elo entre todas as atuações dos quinta colunas de tempos presentes. Não adianta estabilidade, vitaliciedade dentre outros elementos que garantiriam independência de atuação quando o sujeito é frouxo. Muito mal fez a exposição midiática (sessões transmitidas ao vivo e outros quetais) a estes. Patético ver adultos idosos agindo dessa forma.

  2. Há algo de muito estranho
    Há algo de muito estranho nesse comportamento do ministro.
    Fica a impressão de que está sendo chantageado.
    A flagrante e contundente mudança sugere algo anormal.
    Lembremo-nos de que o ministro denunciou, à poucos dias, que estava sendo ameaçado, mas não pediu socorro a Polícia Federal.

  3. Medo.
    Afinal de contas,

    Medo.

    Afinal de contas, quando assumiu a relatoria  da lavajato, ele denunciou recebimento de ameaças.

    Se o seu antecessor no processo era visto como um obstáculo para o “grande acordo” com o supremo e tudo, talvez, por isso, tenha sofrido um acidente.

    Quem tem c.. tem medo, não é mesmo ?

    Ainda mais quando se é covarde. Então escolhe-se lutar do lado mais forte.

     

     

    • Mas, Antonio Carlos
       

      Realiza,

      se a gente submeter nossos merdinhas a esse processo todo, conservando-os  formol e em girando-os  a 1500 voltas por segundo, eles podem ficar tontinhos,  mas os parasitas residentes  não vão morrer: só vão aparecer na fita, bem grandões.

  4. Que será?

    Assistam o video onde o fachin pede voto para a Dilma e diz das grandes realizações do pt.
    O fachin não é traidor, não é hipocrita, nem vende seu papel, simplesmente porque o preço que paga é incomensurável. A princípio nada justifica tanta entrega, tanta exposição negativa, tanto desgaste.
    Há um constrangimento muito especial para tornar um progressista em perseguidor do pt a custa de jogar no lixo a constituição, destruir o país, e tudo que foi sua vida.
    Mais do que qualquer outro personagem, fachin é a chave do mistério, é a chave do desastre a que o país está submetido.
    Quando soubermos o que “convenceu” o fachin a troco de tanto, o golpe mostrará sua cara, mostrará quem é o seu executor, quem manda, quem e porque destrói o país.
    Ele é a chave do desastre.

  5. É de enlouquecer…

    Será que ele tem a noção de milhões de pessoas estão desempregadas e muita passam privações?

    Bilhões estão sendo entregues a pessoas ricas do Brasil e do Mundo, que não precisam disto e deixam crianças pobres brasileiras sem a possibilidade de um futuro?

    Louvam a qualidade de vida na Suíça?

    Tudo passa pela educação!

    Educação sente falta de recursos!

    Estão condenando pessoas praticamente a morte!

    É quase um Hitler com viés jurídico!

  6. Por que, Nassif?
     

     

    Porque com esse corpinho pesado não dá pra fazer malabarismos.

    Ele tem que dançar conforme a música, deixar-se  levar pelos pares e envolver-se no som da orquestra do golpe.

  7. Vamos falar de teorias

    Vamos falar de teorias conspiratórias? Antes, vou falar de um fato. Os EUA querem porque querem ‘pegar’ Julian Assange. Na falta de acusação formal, “surgiram” duas prostitutas no caminho de Assange. Após um ‘programa’, as moças acusaram o dono do Wikileaks de estupro. Onde? Na Suécia, país onde a pena para estupro é uma das mais rigorosas do mundo; e coincidentemente a Suécia tradicionalmente extradita acusados para os EUA, quando este solicita.

    Agora, pegue-se um país fictício mais esculhambado e aproxime uma pessoa muito rica e poderosa no caminho de um homem público ocupando o mais alto cargo do judiciário. Homem honrado, sério, casado, pai de família, religioso etc. Daí que o ricaço oferece ao homem público todas as facilidades de uma vida nababesca, como, por exemplo, ir de jatinho para assistir, de camarote, uma partida de futebol; um outro ricaço oferece a outro homem público sério uma ‘fugidinha’, de jatinho, a um lugar paradisíaco. E sempre há belas mulheres nesse jogo todo. Como se diz por aí: o poder é afrodisíaco e a carne é fraca. Bom, em todos os casos, resta torcer para não acontecer algum acidente e tudo vir à tona. Poder, deslumbramento; vaidade; virilidade… Tudo junto e misturado. Mas pode ser perigoso quando se trata de armadilha que, mais tarde, calha em chantagens. Mas o que o caso de Julian Assange tem a ver com isso? Nada a ver. Ou tudo a ver. Sorte de Assange que arranjou um governo de esquerda pra lhe dar asilo político.

    Esse establishment…

  8. Pergunte ao Xixo…

    Se Fachin estivesse sob grave ameaça (como a morte de Teori) seria natural que ele compartilhasse sua angústia com familiares e amigos íntimos. Fachin tinha um amigo íntimo há 42 anos: o Xixo. Amigo não é colega, não é conhecido. Amigo é aquele com quem compartilhamos nossas vidas e com quem podemos contar em qualquer situação. Xixo era amigo de Fachin: suas famílias conviviam, viajavam juntas ao exterior, eram camaradas nas questões profissionais… Enfim, eram amigos há 42 anos.

    E o que diz Xixo sobre Fachin, hoje ?

    O jurista Wilson Ramos Filhos define seu ex-amigo Fachim como “um VERME”

  9. “a incógnita é quanto aos motivos”

    1) Em 2010, ato de apoio A Dilma: https://jornalggn.com.br/noticia/o-discurso-de-um-hipocrita-por-gilberto-maringoni

    2) maio/2017 – Nassif: Fachin, o ministro que tinha lado: https://www.youtube.com/watch?v=Vf3NHszJZ5c

    “Não se sabe ao certo o que assustou Fachin, …não se sabe ao certo a fortaleza do seu caráter” (Nassif) 

    3) Abril/2018 – Wilson Ramos Filho (Xixo) rompe publicamente a amizade de uma vida: https://jornalggn.com.br/noticia/meu-amigo-morreu-por-wilson-ramos-filho-xixo

    “Morreu. Foi um grande amigo. Nunca mais riremos, choraremos, tomaremos vinho ou chimarrão. E já sinto saudades do meu finado amigo.”

    4) Junho/2018 – Wilson Ramos Filho chama o ex-amigo de “verme”, após cancelar o julgamento que seria hoje. 

    5) junho/2018 – “a incógnita é quanto aos motivos  – emparedamento – ameaça ostensiva ou sub-reptícia” (Nassif) 

    Sobra especular: Não pode ser apenas canalhice, o ministro deve estar sofrendo uma monumental chantagem. Se for, o que haveria de tão terrível a esconder que justifique o “suicídio de reputação”? E de onde viria a chantagem? Ganha uma mariola quem acertar. 

     

  10. É fácil saber o que será

    Será que haverá mais justiça com as prórpias mãos, haja vista que o jidissiário provou ser MUITO pior do que se imaginava.  

  11. Segredos de alcova e de armario
    Só há uma explicação para tamanho desvio.

    Quem o manipula sabe algum segredo de alcova ou de armário do ministro.

    Não nos esqueçamos que um grande escritor, da ABL, Pedro Nava, cometeu suicídio em função de chantagem sobre isso.

  12. Fachin comete suicídio de reputação

    em 2013 o mega vazamento de Snowden expôs como a NSA espionava a Petrobrás, as grandes empresas brasileiras e até mesmo Dilma Roussef.

    desde então, o Big Data capturou a totalidade do sistema político e a plutocracia brasileira em seus pentabytes de pentabytes.

    com os cadáveres sobrando no armário e pouco tapete em cima de muita sujeira, a Lava Jato & Associados mantém reféns, sujeitos a todo tipo de chantagem, inclusive prisão, todo o sistema político e institucional, óbvia e principalmente também o Judiciário.

    todos tem um rabo imenso e o rabo de cada qual está amarradinho no rabo dos demais.

    não apenas Fachin e Barroso, como Joaquim Barbosa com sua súbita renúncia, recidiva nos seus refugos em se candidatar.

    seja como for, fica a lição: em 13 anos houve tempo suficiente para um completo e profundo rastreamento de todas as tramóias da lumpenburguesia brasileira.

    não é sem motivo que jamais ousaram colocar as mãos em Daniel Dantas.

    Ministros do STF, STJ e Desembargadores devem ter mandato e serem eleitos por voto popular.

    vídeo: Quando Dolares Falam Mais Alto

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=Ewf9SlvSYc8%5D

    .

     

      • Fachin comete suicídio de reputação

        mas por este raciocínio Presidente, Governador e Prefeito referendados por voto popular também seria uma temeridade, pois até Collor, Maluf e Crivella acabariam eleitos.

        como é sabido, a Democracia é o pior de todos os regimes, com exceção dos demais.

        .

        • JUIZES ELEITOS
           

          Nenum deles julgará seus crimes, suas razões ou seus direitos.

          A principal característica daqueles que procuram o voto popular é a vaidade.

          Todos se exibem e querem aprovação.

          Um juiz com essas características serã tão justo quanto o Moro.

          Queremos juízes assim?

           

          • Fachin comete suicídio de reputação

            -> Queremos juízes assim?

            a questão de fundo decisiva aqui é a relação entre os Poderes Constituídos e as Instituições e o Poder Instituinte, a soberania popular.

            cabe conhecer experiências de soluções adotadas, como no caso dos Curdos: onde Conselhos de Justiça compostos de membros da comunidade atuam como mediadores de conflito e aplicam a lei quando necessário.

            ou seja, a pergunta deveria ser: precisamos de juízes para quê?

            é todo um modelo de representação que está errado e cuja data de validade há muito expirou.

            estamos atrasadíssimos no Brasil não só em relação ao Judiciário, como a tudo que envolva a construção do Poder da Comunidade.

            .

          • Reinventando a roda

            Precisamos de juízes por tradição.

            Não se esqueça que somos originários de civilizações judaico cristãs;

            que fomos colonizados por civilizações oriundas do império romano, cuja legislação nos foi inteiramente legada sendo, até hoje,  o principal esteio dos direitos e obrigações sociais.

            Não podemos nos comparar a outras civilizações por absoluta falta de conhecimento e tipo de convivência. Somos colonizados, sem raça e como tais, temos a liberdade de adotar o “modus vivendi” com os quais temos maior afinidade, o que não significa que seja favorável ao nosso desenvolvimento social, mas como escola de convivência sempre acrescenta.

            Outrossim, querer conviver como curdo ou indígena ou quaisquer outros grupos mais ou menos tradicionais ou civilizados, só trará proveito se vivermos em pequenas comunidades, o que não é o nosso caso.

            Dispensar o judiciário no Brasil é querer reinventar a roda.

            Dos Juizes,

            a pergunta remanesce:

            Queremos juízes assim?

            Independentemente do conflito de poderes que a eleição de juizes poderia causar(tanto origem quanto na forma) , trouxe à baila um exemplo compatível com a sua aspiração em ver um juiz “eleito” para que v. estabeleça uma comparação do tipo de  caráter mais compatível com a atividade judicante e o porquê tem o juiz o dever da discrição, senso de equidade e reputação ilibada.

            E uma recomendação – Olhe com atenção todos os atos do moro. Ele é a materialização dos seus anseios: a injustiça, a indiscrição, o deslumbramento, o palpite político, o desrespeito às leis e a constitução, a associação com advogados “amigos”, a prevaricação, a espionagem….

            a exposição dos jurisdicionados. O moro é seu juiz do futuro.

            A propósito, seguem os links da Lei Orgânica da Magistratura -https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/LCP/Lcp35.htm

            e do projeto da nova LOMAN -https://blogdopoliglota.com.br/2016/11/11/loman-lei-organica-da-magistratura-nacional-privilegios-que-aumentam-salarios-e-elevam-custos-do-judiciario/

             

          • Fachin comete suicídio de reputação

            -> Até o Silvio Santos viraria ministro do supremo pelo voto popular

            -> Queremos juízes assim?

            -> O moro é seu juiz do futuro.

            o Judiciário é de longe o menos democratizado dos poderes, sendo o absurdo supremo os Ministros do STF serem praticamente vitalícios e sem qualquer controle popular. ou seja: uma verdadeira casta aristocrática.

            uma excrescência da nobreza no que deveria ser uma plena República.

            o exercício da soberania popular, não só pelo voto quanto por um sistema permanente de controle, é o melhor antídoto contra a perda de legitimidade dos Poderes Constituídos, colocando-os sob (e não sobre) o Poder Instituinte, para que sejam exercidos em prol daquele do qual emanam: o Povo.

            -> Precisamos de juízes por tradição.

            mais uma vez um raciocínio que poderia ser estendido para: precisamos da escravidão por tradição.

            não precisamos de nada por “tradição”, precisamos porque serve para a construção e preservação de uma sociedade justa.

            -> querer conviver como curdo ou indígena ou quaisquer outros grupos mais ou menos tradicionais ou civilizados, só trará proveito se vivermos em pequenas comunidades, o que não é o nosso caso.

            o caso dos Curdos serve como exemplo de solução para um outro tipo de sistema Judiciário. assim como caberia analisar outros casos: as eleições para juízes nos EUA e na Bolívia.

            quanto a viver em “pequenas comunidades”, todos nós vivemos em cidades. portanto, o município é a nossa base territorial.

            além disto, não apenas as megalópoles como mesmo as grandes cidades (acima de 100.000 habitantes) são inviáveis e fadadas ao colapso.

            cada haja algum futuro para nossa civilização, ele se dará a partir de um novo ciclo de desenvolvimento rural e retorno às pequenas cidades.

            tudo isto nada tem a ver, em absoluto, com o modelito “Sérgio Moro”. muito pelo contrário. por isto sempre reafirmo: o que a Esquerda brasileira precisa é de uma brutal quebra de paradigmas.

            sobre os Curdos e o Judiciário:

            ” Esses novos sistemas de justiça em Rojava refletem o conceito revolucionário do Confederalismo Democrático. Em nível local os cidadãos criam Comitês de Paz e Consenso, que tomam decisões coletivas em relação a delitos leves e processos, similarmente aos comitês separados que resolvem assuntos específicos em relação aos direitos das mulheres como violência doméstica e casamento. Em nível regional os cidadãos (que não necessariamente precisam ser juristas treinados) são eleitos pelos Conselhos do Povo regionais para servirem nas Cortes do Povo compostas por sete membros. Ao próximo nível estão quatro Cortes de Apelação compostas por juristas treinados. A corte de última instância é a Corte Regional, que serve a Rojava como um todo. Distintos e separados desse sistema, a Corte Constitucional elabora decisões acerca da compatibilidade dos atos de governo e procedimentos legais à constituição de Rojava, o chamado Contrato Social.”

            .

             

          • Curtas e curdos
             

            1-O judiciário não é praticamente vitalício.

            Ele é vitalício.

            As garantias constituicionais e legais de

            vitaliciedade, inamovibilidade e irredutibilidade de vencimentos aos juízes têm, respectivamente os seguintes objetivos

            a vitaliciedade impediria que por qualquer motivo, quer seja ,  político ou adminnistrativo de caráter persecutório no exercício de seu mister o juiz fosse cassado, como costuma acontecer nos golpes de estado.

            a inamovibilidade tem o mesmo objetivo: poupar o juiz da perseguição, quer seja de seus pares, quer seja de políticos ou inimigos (como tem acontecido agora) que para impedir que ele julgue alguma questão de interesse público ele seja removido de sua comarca.

            e a irredutibilidade de vencimentos, idem, para impedir que o executivo, por exemplo, se utilize de meios que reduza seus vencimentos até a completa inviabilidade, como sói acontecer em tempos de golpe de estado.

            Isso, como se percebe, já está acontecendo e os juizes “não alinhados” já estão começando a sentir na pele alguns desses efeitos, especialmente a criminalização por “delito de opinião”;

            2-Sobre castas, desde que o mundo é mundo, epecialmente o “civilzado”, a sua organização é piramidal, onde o topo da pirâmide é preenchido pelos lideres na ordem da “pureza” suas origens.

            Aliás, muito me admira que você, uma pessoa tão bem informada, não se dê conta disso.

            Um estado piramidal, departamentalizado, JAMAIS SERÁ JUSTO OU DEMOCRÁTICO.

            É o cérebro direito (por isso “a direita”), draconiano e reptiliano que organiza a sociedade atual racionalmente, sem qualquer contemplação com o tempo o o espaço do diferente. Ele não tem afetividads ou consideração: só interesses, e é rigorosamente imediatista.

            Não é o o judiciário uma casta, portanto. São, pela ordem, a nobreza, os sacerdotes, os juizes e os militares, e os comerciantes, sabe? Aqueles que fazem bastante dinheiro para emprestar pra essa corja toda de cima e  que para pagar esses ditos comerciantes toma através de impostos, os bens e os frutos do trabalho  do resto da população.

            A república, é apenas um nome para encobrir o mesmo sistema que nunca muda, embora o povo consiga um refresco, vez ou outra ( porque as castas superiores consentem)

            Para que o povo    não perca as esperanças de  uma vida melhor esses períodos são melhores que um levante popular, que eventualmente podem trazer alguma perda de poder (setorizado)para algum ente da nobreza, mas nunca sem trazer um lucro extraordinário que redundará, num futuro próximo, em maior opressão ao povo sublevado.

            Outros modos de manter o povo na ilusão de progresso e liberdade é permitir que o mais miserável dentre eles tenha a perspectiva mínima de sucesso máximo, se esforço regular ou utilizando-se apenas de seus dotes naturais – o esporte e as artes fazem esses estandartes enganadores.

            O exercício do voto e a “soberania popular” são a pílula colorida da matrix.

            Isso não “ecziste”, como você pode observar, senão você elegeria o tiozinho da pipoca a presidente.

            Temos juizes por tradição, tivemos e teremos escravos por tradição e machismo, atraso, exploração, miséria, desigualdade, estado teocrático e outras repetidas mazelas por tradição.

            Por quê,

            Porque , como dizia sabiamente  Charles Chaplin, viemos do passado meu caro Arques e não há como um grupo TRADICIONALMENTE favorecido abrir mão de suas prerrogativas.

            Somente por isso.

            Se, como dizia Napoleon Hill, ” não há aglomerações no topo”, os americanos da auto ajuda são categóricos em dizer que ” a miséria adora companhia” e que “pobreza é doença” (Joseph Murphy) entre outros.

            Assim caminha a humanidade, portanto, entre favorecidos em forte minoria e miseráveis e pobres em grande companhia.

            Sobre a necessidade de juízes, vale acrescentar, que o anseio de todos não é pelo juiz, é pela JUSTIÇA, e não se descobriu até agora, como conseguir fazer justiça sem um árbitro.

            Sobre a sociedade curda em nada eu poderia contra argumentar com você, pois que não os conheço a não ser de ouvir falar, sendo notório  que se trata de um povo cujo território não é fixo, de modo que esperar que vivamos como eles ou que nos sirvam de exemplo seria um tanto “romântico”, pois não?

            Sobre as pequenas cidades, há uma vertente políica bastante antiga e forte no Brasil, tanto nos meios políticos como no meio judicial, que entende que a administração do estado deveria ser mais descentralizada  e  suas pequenas unidades, os municípios, deveriam ter maior autonomia. Essa corrente de pensamento, mais precisamente o MUNICIPALISMO, vem sendo curtida em fogo brando há muito tempo, mas  o interesse imediato de se emancipar cidades economicamente inviáveis torna o municipalismo em grande parte das cidades brasileiras, completamente impraticável, eis que em boa parte dependem completamente de recursos da União para sobreviverem, restando-lhes tão somente o poder político e o prazer de explorar os habitantes de cidades pobres.

            Retornando ao assunto  sejumoro, reafirmo peremptóriamente que o modelo de “juiz eleito” vai desembocar nele.

            E não será necessário sequer um exercício de lógica.

            Basta a observação de seu comportamento e caráter.

            Sobre a Bolívia e os EUA eu peço licença para dar uma risadinha ( com relação aos EUA ), por surpreende-lo na fraqueza de achar que o que bom para os americanos é bom para o Brasil.

            Tudo o que imitamos dos americanos tem revertido em nosso desfavor.

            Somente nos damos bem quando eles estão em crise.

            Observe.

            Sobre megalópoles, é uma tendência mundial concentrar grandes populações em pequenos espaços porque será muito mais fácil extermina-las, mas nem por isso os grandes centros se tornarão inviáveis, muito pelo contrário, tudo tende a crescer e que vai desaparecer é justamente a pequena cidade.

            Desenvolvimento rural e retorno às pequenas cidades é somente um ideal de respeito.

            Você como político deve saber disso.

            Não se esteja bem demais, sossegado demais ou saudável demais  ou com posses demais para que os olhos do capital possam vê-lo e tirar tudo de si.

            Abraços, Arques

             

          • Fachin comete suicídio de reputação

            -> O exercício do voto e a “soberania popular” são a pílula colorida da matrix.

            -> e não se descobriu até agora, como conseguir fazer justiça sem um árbitro.

            estamos tendo abordagens bastante distintas sobre o mesmo assunto. para ficar claro:

            – quando me refiro a eleições, seja para o Judiciário (inexistentes no Brasil) ou para Executivo e Legislativo, não as situo no âmbito da falida Democracia Liberal Representativa, pois é esta exatamente um dos obstáculos a ser ultrapassado;

            – conservar a soberania popular só é possível através Democracia Direta e Participativa, com amplos e profundos modos de controle dos mandatos, incluindo a revogação;

            – por isto o que mais precisamos e de uma lógica da destituição para superar as limitações da representação. ou seja: não precisamos de ninguém que nos “represente”, ou que “arbitre” nossos conflitos. a própria comunidade é capaz de se auto-organizar tanto para formular as leis, quanto para intermediar conflitos. e isto sim seria a Democracia!

            .

          • Modos de controle
              

            DEMOCRACIA

            governo do DEMO.

            Conceitos, Arques,

            conceitos.

            Conceitos são fruto de consenso.

            Consenso implica em  consentimento mútuo.

            Consentimento mútuo só existe quando não se coage de qualquer forma a vontade das partes envolvidas.

            O consenso para a vida em sociedade SEMPRE SERÁ IMPOSTO PELO MAIS FORTE,

            onde a vontade do mais fraco será a de consentimento para a sobrevivência.

            Não nos iludamos com palavras bonitas e conceitos vazios como democracia.

            Isso non ecziste, nunca eczistiu e é tão puramente grego quanto sua mitologia e seus presentes.

            Abraços sinceros.

          • Fachin comete suicídio de reputação

            -> O consenso para a vida em sociedade SEMPRE SERÁ IMPOSTO PELO MAIS FORTE

            concordo. com exceção do “SEMPRE”.

            -> Não nos iludamos com palavras bonitas e conceitos vazios como democracia. Isso non ecziste, nunca eczistiu

            também concordo. com exceção do nunca.

            poderia então contraopor (para efeito do diálogo):

            – modos de vida coletivos sempre existiram, e continuam existindo, muito embora nunca tenham logrado sustentabilidade.

            “OS PIRATAS E CORSÁRIOS do século XVIII montaram uma “rede de informações” que se estendia sobre o globo. Mesmo sendo primitiva e voltada basicamente para negócios cruéis, a rede funcionava de forma admirável. Era formada por ilhas, esconderijos remotos onde os navios podiam ser abastecidos com água e comida, e os resultados das pilhagens eram trocados por artigos de luxo e de necessidade. Algumas dessas ilhas hospedavam “comunidades intencionais”, mini-sociedades que conscientemente viviam fora da lei e estavam determinadas a continuar assim, ainda que por uma temporada curta, mas alegre.”

            é com o trecho acima que Hakim Bey inicia seu célebre livro “TAZ – ZONA AUTÔNOMA TEMPORÁRIA”, escrito ainda em 1985.

            veja: 1985!!! e o que desde então tem sido debatido a respeito pela Esquerda no Brasil? isto mostra o quanto nos atrasamos… justamente nós que em 1980 estávamos na vanguarda com o projeto do PT.

            .

          •  Você  não precisa concordar
             

            Você não  precisa concordar comigo em nada ,  Arques mas citar exceções para descontruir um consenso é demagogia.

            Se é para argumentar, o PCC e o CV (entre outros iguais)também  são modos de vida  e  são redes de negócios cruéis (entre outros semelhantes), nénão?

            E você acha que eles deveriam lograr sustentabilidade?

            Se v. quer dar a última palavra, belez!

            Só não vale tergiversar.

            E sobre o projeto do PT DE 1980, dá uma olhadinha no Duvivier da semana.

            Vai economizar um monte de pesquisa.

            Abraços e

            Inté!

             

          • Fachin comete suicídio de reputação

            escrevo e repito quantas vzs for necessário: a comunicação por escrito via web enseja muitos mal-entendidos. é exatamente o que ocorre nesta nossa troca de comentários.

            vc acha que estou lhe contestando e quero ficar com a última palavra. mas não se trata disto. muito até pelo contrário. estou lhe apresentando uma outra perspectiva, dentro de um outro paradigma, para se pensar as questões que vc mesma colocou.

            a subida da Serra da Mantiqueira, no trecho entre Dutra e o Pico das Agulhas Negras, é absolutamente especial.

            diz a lenda que se a usina de Angra explodir, a nuvem radioativa não consegue dobrar a Serra. de fato, muitas vezes a mudança de clima de um lado para o outro é radical. sol num céu azul de um lado, nuvens carregadas e chuva do outro.

            ontem durante a subida comentei de vc. afirmei que tinha certeza que a comunicação não estava fluindo. eu não era capaz de me fazer compreender. isto era patente no ponto sobre a necessidade de um novo modelo para o Judiciário, passando prioritariamente por Conselhos Comunitários de Justiça.

            um outro exemplo:

            -> o PCC e o CV (entre outros iguais)também  são modos de vida  e  são redes de negócios cruéis (entre outros semelhantes), nénão?

            não tem o menor cabimento comparar PCC e o CV aos Piratas e Corsários citados.

            por que vc acha que piratas e corsários eram “maus”, “vilões”? esta opinião vem a ser tributária dos filmes e estórias, onde os piratas e corsários são apresentados como “bandidos”, mas apenas por serem inimigos da Coroa Britânica – esta sim cruel, má, vilã e bandida.

            evidente também que existiram muitos tipos de piratas e corsários, mas o texto que citei, do Hakim Bey, se refere a um tipo bastante particular.

            o mais importante: nesta nossa pequena e rápida troca de comentário estão presentes vários dos pontos cruciais no atual impasse brasileiro. daria para desenvolver e aprofundar bastante.

            abraços

            .

          • Revolução desconhecida
             

            Como você fez referência à Bolívia, recomendo que v. leia, se conseguir achar, o livro de Moema Vizer, intitulado “Se me deixam falar”, que narra a história de uma boliviana trabalhadora nas minas que foi mantida como presa política em virtude de seus protestos. É estarrecedor e tão anônimo que foi necessário uma mulher estrangeira escreve-lo.

  13. O Lado Escuro da Luz

    Nassiif: nossa história política-social está repleta de pessoas que se bandearam para o lado obscuro da Luz. O Carcamano da Moóca, por exemple. De certa forma, o Principe de Paris, encantado que ficou com os da Ilhas Cahimãs. E Goldmamm? Um dos últimos exemplos temos em Aluisim Odebrecht. Por quê esse ministro seria diferente? O brilho dos metais atrae mais que um punhado de ensinamentos sobre ética e moral. Lembra da história de como o Bezerro de Ouro encantou os israelitas que quase liquidaram Moisés? E não se pode descartar que aquela de garantista não era um engodo para alcançar o Cu-premu.  Os .movimentos populares que o apoiaram foram meros inocentos úteis aos seus propósitos, só agora revelados. Na Bíblia está escrito que “o homem dá testemunho dos homens; só o Pai conhece os corações”. O homem simplesmente revelou-se…

  14. É fácil assumir uma posição

    É fácil assumir uma posição quando não há risco.É mais fácil ainda voce ficar ao lado da “maioria”,quando voce sabe que ninguém irá te questionar.É essa a postura de Fachin,covardia.Igualmente a posição de Rosa Weber,simples assim.Somente falta de coragem.

  15. Já falei e é obvio, na

    Já falei e é obvio, na hipótese de Teori ter sido eliminado, quem eliminou, queria ter controle sobre a relátoria da lava ajato- pelos os aúdios do júca Teori era de difícil acesso. Não foi atoa que a principio Faccin recusou se tornar relator, até o Globo fez um editorial pressionando para que Faccin se tornasse relator, pesquisem, Logo após através de “sorteio” Faccin ganha a relatória da lava jato….

    Repito Faccin é chantageado, e acredito que não seja só podres, já sabemos do modus operantis de ameaçar familiares que se tornou habito da república de curitiba.

  16. Pensando comigo.Um Advogado

    Pensando comigo.

    Um Advogado defende uma causa do MST, não necessariamente tem a mesma Ideologia do MST por defendê-lo.

    Sepulveda Pertence defende Lula no STF, não necessariamente é um militante de esquerda. 

    O Fachin se tornou Ministro do STF pelo histórico de Advogado do MST ou pelo discurso em favor da Candidatura Dilma em 2014 e pelo elogio às instituições nos governos petistas ou os dois?

    Imaginemos o Eugênio Aragão. Ele não foi escolhido para ser Ministro do STF, certo? Porém, a gente sabe que ele é 100% fiel ao que pensa e não tem medo de cara feia. O controle psicológico dele nos garante a postura que mídia nenhuma, que forças ocultas do Capital não intimidam. 

    Infelizmente, nos fiamos em um discurso e uma marca registrada: Fachin foi Advogado do MST e o encanto com o discurso elogiando os governos do PT e apoiando a candidatura Dilma, talvez, tenha feito o Fachin Ministro do STF. É pouco.

    Será que se estudou a fundo a sua realidade pregressa e de familiares, sua personalidade, seu psicológico e o currículo de amizades para a indicação? 

    A esquerda no Poder precisa sair um pouco de seu próprio mundo, da própria bolha e perceber que entre a palavra e a coragem de agir podem haver obstáculos e nem sempre são capazes as pessoas de transpô-los. Não pode ser simples as escolhas de Ministro do STF. Como lemos nos EUA e mundo afora o (a) Presidente (a) eleito (a) escolhem ministros ideologicamente ligados a ele e deve existir toda uma estrutura partidária na retaguarda para garantir a boa escolha. Tomara que tenhamos aprendido. 

    No caso do Fachin há de se dar um desconto para nós, porque ele chegou ao STF em um período pré-Golpe e de fortalecimento da Lava-Jato e declínio de popularidade grande do Governo Dilma, com manifestações de ódio e misoginia contra ela, de protestos de rua incentivados pela velha mídia, o que nos permite pensar que há uma explicação mais detalhada para a escolha. 

    Puxando pela memória dois fatos relevantes no período da sua escolha por Dilma:

    Na sua escolha teve o episódio da sabatina no Senado que ele quase foi trucidado por ser escolha da Dilma, já em período pré-Golpe e o fato de Álvaro Dias, ainda no PSDB, e a bancada do PSDB no Paraná apoiarem seu nome para o STF. 

  17. Escritório de advogados

    Barroso e a difícil convivência entre o ex-advogado e o Ministro

    —No Judiciário questiona-se muito o fato de juristas que fazem carreira como advogado chegarem ao Supremo Tribunal Federal.

    Tem um lado positivo, de arejar o pesado corporativismo do Judiciário, abrindo janelas para entrar o mundo real. Tem o inconveniente das suspeitas que desperta, sobre conflitos de interesse.——

    https://jornalggn.com.br/noticia/barroso-e-a-dificil-convivencia-entre-o-ex-advogado-e-o-ministro

     

    Fachin Advogados

    Criado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Edson Fachin, nosso escritório preserva em seu DNA os princípios do seu fundador: “independentemente das posições pessoais, ter respeito ao sistema de regras, de princípios e de restrições, e a defender as garantias e os direitos individuais”.

    Com 12 anos de atuação, o Fachin Advogados é reconhecido por clientes, pares e demais agentes da comunidade jurídica por sua equipe de profissionais orientada à entrega de soluções inovadoras, personalizadas e seguras para questões e negócios complexos.

    Essas características são o resultado de sólido conhecimento técnico e ampla experiência em casos e processos que exigem análises precisas, considerando todos os potencias impactos aos negócios de nossos clientes.

    Tendo como prioridade máxima o trabalho sob medida e o atendimento personalizado, conquistamos ao longo dos anos o nosso ativo mais valioso: credibilidade. Esse atributo garante absoluta segurança às pessoas e empresas que assessoramos e que confiam suas necessidades mais sensíveis ao nosso escritório.

    A pesquisa constante sobre o que há de mais atual em matéria de doutrina e de jurisprudência ao redor do mundo é outro importante diferencial da equipe Fachin Advogados, fornecendo instrumental indispensável para nossos profissionais encontrarem soluções e alternativas com alto grau de efetividade.

    Pela gestão direta de sócios reconhecidos tanto no universo acadêmico quando no mercado empresarial, cada caso no Fachin Advogados é analisado à exaustão para compreensão global do problema, de forma a oferecer caminhos que sejam, ao mesmo tempo, criativos, seguros e eficazes aos nossos clientes.

    Criado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Edson Fachin, nosso escritório preserva em seu DNA os princípios do seu fundador: “independentemente das posições pessoais, ter respeito ao sistema de regras, de princípios e de restrições, e a defender as garantias e os direitos individuais”.

    Melina Girardi Fachin—–Sócia fundadora

    https://www.fachinadvogados.com.br/

     

    • Risos comedidos.
      Que belissimo dossiê do escritorio da familia Fachin. Mas esta ficando dificil conciliar o texto com a realidade. Fachin jogou na lama todo esse palavrorio, ao agir em conluio com o TRF-4. Desprezou a posição dos colegas da Corte Suprema, a segunda turma, da qual faz parte. Decisao monocratica, sabendo que perderia. Acabou virando peão no jogo de xadres dos grandes corruptos, os golpistas. Acabou numa penada de poucas horas, com todo o texto dos ilustres advogados de seu escritorio.
      Se me derem licença, vou rir da desgraça alheia. Kkkkkkkkkkkkkk

      • Espanto escancarado
          

        Se o seu riso é comedido, meu espanto é escancarado.
        Anunciar que seu escritório foi fundado por um ministro do supremo – em exercício – atenta contra a ética profissional, limita a concorrência e põe em risco o princípio da imparcialidade do juízo.
        É o cabrito tomando conta da horta.
        Pode?
        Contrato de honorários com “causa ganha”, quem não quer?

  18. Contratos e atuação nos tribunais

    Além de contratos com empresas estatais, ou grupo econômicos com forte atuação política, escritório de advogados precisam tem bom trânsito nos tribunais de primeira e segunda instância,  caso contrário terá dificuldade em manter a carteira de cliente.

    Lembrando que o escritório de advogados da Filha do Ministro Fachin,  atua no Paraná e sul do país, onde atua  Moro e TRF4.

  19. Faltou um item . Ele e seus
    Faltou um item . Ele e seus familiares podem estar sendo ameaçados de morte.

    Há uns meses saiu uma notícia que sua segurança dobrou.

    Ninguém joga uma carreira na lama se não tiver algo muito forte por trás.

    Não apenas o Fachin pode está sendo ameaçado, mas os 6 ministros que votam sempre contra o Lula.

  20. Caro Nassif, é óbvio que ele

    Caro Nassif, é óbvio que ele está sendo chantageado. Lembremos que, às vésperas da votação do habeas corpus do Lula, ele pediu reforço na sua segurança à Cármen Bento Carneiro Lúcia. As dúvidas na verdade são duas: quais os motivos da chantagem, e se esses motivos terão sido provocados por atos voluntários dele próprio ou não; e quem é ou são os chantageadores. Sendo assim, porque então ele aceitou a relatoria da lava jato sabendo disso? Vaidade? Sentimento de pertencimento devido a sua total insegurança como jurista? Lembremos que o primeiro processo relatado por ele foi um desastre, inclusive com o Barroso discordando do seu voto de relator e levando todos com ele. Ou pensava em obter dividendos profissionais particulares a posteriori, ainda que não fossem por contrapartidas espúrias? De todo modo, se foi qualquer uma dessas hipóteses ou das que você levantou, você tem razão, é um completo suicídio.

  21. Verme coagido
    Quando vazou que havia sido ameaçado, o homem (homem?), ocupante de cargo cardinal e vitalício cujo salário é pago por todos os brasileiros, não denunciou seu ameaçador publicamente e ainda negou a intervenção da polícia judiciária e da PF no caso. Só por isso já merecia o impeachment.

  22. Fim de Festa, de Farsa e da Mediocridade Continuada.

    Muitos bradaram pelo asilo em embaixada e Lula como ‘refugiado político’, ao preço de ‘bandido foragido’ à ‘justiça’ e ‘mídia’, parceiras, fechando com chave de ouro a operação lava jato.

    Lula sagazmente oferece-se em sacrifício à ‘justiça’, candidato a preso político e a presidente do Brasil, adiando a chave de ouro à operação lava jato e mantendo o empate na campanha eleitoral, trucando a saída golpista para legalização do golpe, apesar do trio Los Panchos (Ciro, Wanderley e PHA).

    Lula preso, prestes a consolidar-se como preso político junto ao povo, enquanto ‘justiça e mídia’ batem cabeças, perdem credibilidade e não solucionam a candidatura impedida, impedindo a saída eleitoral do golpe atolado, tendo por pano de fundo o desgoverno do país, golpistamente desmantelado.

    Então vem fachim com o ‘gambito Marinho’ e, desastradamente, torna Lula o que nem Lula jamais sonhara: SEQUESTRADO POLÍTICO.

    Fim de festa…, GAME OVER.

  23. O fator Teori?

    Mas mesmo sendo isso, ele não deixa de ser o que é: um oportunista que está surfando na onda da direita e da mídia bandida. Se sofreu ameças que venha no público e abra o jogo, seja homem e não um mero fantoche.

  24. Se o sujeito fez algo que se

    Se o sujeito fez algo que se envergonha ou se está sendo ameaçado de morte ou se é por mera vaidade, não importa. Tudo que ele fez antes era mera fachada pois no fundo esse projeto de homem sempre foi um covarde, pusilânime, falso. O caráter de uma pessoa é imutável e esse é o Fachin verdadeiro e pode ser até pior, por isso é refém do golpe.

  25. Soltura de LULA
    A canalhada petistas e esse jornal aqui é uma vergonha, Lula faliu o país e o povo de bem sabe disso, vcs petistas tem parte com o satanismo, por isso não tem limites nas suas mentiras , se ha um ministro honesto ali: é o Fachin, q está agindo com toda dignidade possível em favor do povo verde e amarelo, e não de vcs pilantras comunistas de merda , por isso o odio, crápulas Vigaristas querem q querem,e como querem fazer do Brasil uma Venezuela, os ministros corruptos estão soltando tudo q é ladrão ē vcs vem falar de Fachin seus demônios? Só pq querem soltar o satanás q fudeu nosso país? Pt esse partido de perca total tinha q sumir do mapa.

    • cruuuuuzes! não me prendo à

      cruuuuuzes! não me prendo à forma, e sim ao conteúdo…mas quando a gente lê “perca total”, sem conteúdo, o idioma nacional foi o primeiro a sofrer “PERDA TOTAL” ahahahahahah

    • Mentalidade infantil
       

      ou desconhecimento político?

      Diones, suas convicções políticas são esclarecedoras.

      O modo como sua mente processa a realidade merece um estudo psicosociológico.

      Parabéns, querido!

      Aproveite esses tempos de derrocada do lulismo para aprender a fritar pastéis e ter do que sobreviver como “novo empresário”

      Abraços

  26. Fachin
    Fachin demonstra mais uma vez sua altivez. Precisamente por ter sido advogado de movimentos sociais não aceita a corrupção dos poderosos. Por isto condena Lula e todos os demais corruptos deste País. Nota 1000 para ele!

  27. Falta carater a certos personagens

    “Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são”. Creditada a Shakespeare. 

    A maneira como atua Edson Fachi demonsta que ele parece ser daqueles pessoas que tem a virtude que seus anfitriões esperam dele. Nada muito distante do mesmo processo que viveu Dias Toffoli ao chegar ao Supremo. 

    Eu apostaria que se o governo Dilma Rousseff fosse forte e tivesse maioria, Fachin teria sido o mais Garantista dos ministros de todo Supremo. No entanto, tornou-se apenas um guardião das arbitrariedades da Lava Jato. Não creio que Teori Zavack tivesse tido o mesmo comportamento conduzindo os processos da Lava Jato porque não parecia pessoa facilmente influenciavel nem desporvido de dignidade. 

  28. Siga a mulher…..

    É muito provável que Fachim esteja sendo ameaçado (ele falou isso), e essa ameaça parece ser por algum problema acima da sua mulher (desembargadora no Paraná desde final dos anos 90) e/ou a filha, advogada em escritório no Paraná e que foi condenada pelo Ministro Barroso no ano passado! (sempre Paraná!). Há ainda a pressão normal de fundo acima do STF, da mídia, das eventuais delações tucanas (fogo amigo), da morte violenta do Teori, e etc. Joaquim Barbosa, por exemplo, sofreu tanta pressão que preferiu cortar o seu rabo (de quem o mantinha preso) ao renunciar ao STF. Enfrentou a mídia em relação ao problema do seu AP fuleiro em Miami e preferiu acabar – enquanto ficar calado – com essa pressão golpista acima dele.

  29. AS APARÊNCIAS ENGANAM CARO NASSIF

    QUANDO VOCÊ  VÊ UMA COISA É OUTRA TOTALMENTE DIFERENÇA. NÃO OLHE PELA PRIMEIRA IMPRESSÃO E SIM PARA ÚLTIMA. NÃO ACREDITO QUE FACHIN ESTEJA SENDO AMEÇADO, NÃO ACREDITO MESMO. ACREDITO QUE ELE TENHA FEITO UM ACORDO E ELE ESTÁ FAZENDO DE TUDO PARA MANTER ESSE ACORDO CASO ELE NÃO CONSIGA PODE DEIXAR O CARGO COM UMA DESCULPA QUALQUER.

    SE VOCÊ PRESTAR ATENÇÃO COMO OS COLUNISTAS DA GLOBO FALAM  NÃO SOMENTE DO FACHIN, MAS TAMBÉM  DA CÁRMEN LUCIA E BARROSO VERÁ QUE ELES ESTÃO SOBRE O COMANDO  DA ORGANIZAÇÃO GLOBO. ELES FALAM COM A CERTEZA DE QUE, FACHIN FARÁ ISSO, CARMEN LÚCIA FARÁ AQUILO OU QUE BARROSO DISSE QUE É ASSIM.

    ASSISTI UM VÍDEO EM QUE O EX- PRESIDENTE FIGUEIREDO DIZIA QUE A GLOBO TEM O PODER DISTRUIR UM GOVERNO O QUE DIRÁ UM MINISTRO. FACHIN, CARMEN LÚCIA E BARROSO SE VENDERAM A MÍDIA GOLPISTA SOMENTE O IMPEACHMENT DOS TRÊS FARÁ COM QUE O STF VOLTE A SER RESPEITADO.

  30. Afinal, o que é a coragem?

    É natural que um então defensor das causas sociais, construído e forjado nas hostes da alma da razão, tenha lá seus limites. Não se compara um militante político, que carrega o pragmatismo Maquiavélico em seu DNA, com a figura  de um jurista garantista. Garantia por garantia, chega um momento em que a própria (estendida à familia) vale mais do que a difusa, de todo ideal e agora ofuscada pela metodologia que manda às favas qualquer ranço ideológico (na forma, lembremos bem) quando se veste a toga, sobretudo a toga da mais alta corte do país. Fachin se encontra na racionalidade da coragem, da coragem de não fazer o que na alma da consciência deve ser feito; na coragem de se manter na alma da razão, enquadrada pelo medo de sofrer o que ainda não sofreu, sobretudo porque, agora, certamente seu meio de convivência não lhe permite desfrutar dos que, lá atrás, sonhavaram com ele um garantismo difuso e social. Fachin julga e joga em causa própria. Enquanto advogado podia optar pelo idealismo; agora togado, serve-se da cultura da toga para se proteger e desviar daquilo que mais lhe custaria caro, porém lhe manteria a consciência: a coragem!   Pior é saber que existe uma cultura de Novos Fachins!

  31. do PHA:
    Aloysio e Pence falam
    do PHA:
    Aloysio e Pence falam a mesma língua.

    Aloysio já entregou a Pence: a base de Alcântara, o espaço aéreo às companhias aéreas americanas, o silêncio diante das cotas para o aço e o alumínio, a covarde reação diante das crianças brasileiras separadas dos pais na fronteira, o pré-sal, o conteúdo nacional e a despudorada participação da CIA nas investigações da Lava Jato.

    Está tudo entregue!

    O que falta?

    Sabe o que falta, amigo navegante do Conversa Afiada?

    Falta o Brasil oficializar o sobrevoo de drones da Embaixada americana sobre Brasília.

    Para a embaixada americana saber que ministros do Supremo recebem a visita de aliados do Lula.

    Sim, porque os dois – Aloysio e Pence – se unem em torno de um objetivo inegociável.

    Disso eles não abrem mão!

    Lula não pode ser candidato!

    E muito menos… vencer!

    É o hino que Aloysio e Pence cantam juntos!

    Num coro de adolescentes virgens!

  32. Peraí ?! O que eu perdi ? O

    Peraí ?! O que eu perdi ? O que é se ser um juiz ? um supremo ?  É se INVENTAR regras ? é se CRIAR LEIS e benefícios ?  ..ser MIMADO  ..julgar com RAIVA, com ódio  ..se acovardar diante da missão que assumiu ou diante de ameaças ?

    Seria forçar suas preferências ? Se comportar de acordo com a capa ? Se vingar de desafetos e proteger amigos ? Abusar do Poder e de prerrogativas ? Criar chicanas ? Ignorar a cidadania e a isonomia ? Submeter um país a seus caprichos ?

    EM resumo  ..FACKIN, e a MAIORIA dos Supremos provaram ser DESPREPARADOS  (bendita TV justiça). Não merecem estar onde estão ? Precisam ser reciclados, substituídos e PERDEREM a prerrogativa de serem imexíveis, inimputáveis e VITALÍCIOS ..o resto ? o resto é tentar explicar aquilo que JAMAIS encontrará justificativa plausível

  33. Pode ser

    Nassif,

    Com base nesse seu artigo, a única hipótese sobre o comportamento de Fachin é a de conseguir ‘créditos’ junto aos justiceiros para a posteriori viabiliazar a liberdade de Lula no julgamento do mérito do processo do triplex. Em relação às eleições 2018 acredito ser melhor para Lula sua liberdade do que sua reeeleição.

    • TERCEIRA POSSIBILIDADE :

      S  U  B  O  R  N  O   ! !

      Quanto os magnatas apátridas da mídia, da cervejaria e dos bancos se disporiam a gastar para comprar a condenação penal e a consequente interdição política de Lula ? 

      Em todos os golpes da direita bandida houve corrupção :

      A) Houve corrupção para que o bandido Pinochet traísse o Allende

      B) A CIA subornou os facínoras argentinos nos anos 70

      C) A CIA, em conluio com o empresariado nativo, subornou bandidos fardados brasileiros na execução do golpe de 1964

      E) Possivelmente, há muuuita grana de grupos financeiros e petrolíferas transnacionais para a execução e continuidade do golpe judicial/midiático e politiqueiro de 2016.

      [video:https://youtu.be/5dY5p-XAjqE%5D

       

       

  34. Por que ele viu que esse

    Por que ele viu que esse “garantismo” é garantia de que nada vai acontecer com os corruptos.

    Ministros garantistas são farsantes, que escondem os seus verdadeiros objetivos que é proteger a corja de corruptos.

    Por isso tantos ministros mudaram DE LADO.

  35. Há séria dúvidas quanto à

    Há séria dúvidas quanto à parcialidade do juiz no caso Lula.

    Essas dúvidas estão fundadas em fartos fatos veiculados e em artigos e matérias jurídicas contundentes publicadas.

    A liberdade de alguém (garantia constitucional e universal inderrogável, exigência moral e de ética de dignidade humana, bem comum) se suprimida pode causar danos irreparáveis à pessoa atingida.

    Só esses circunstâncias obrigariam de plano o deferimento da liberdade de Lula.

    Momentos estranhos de desrespeito às Leis, à moralidade e à ética vivemos.

  36. Muito bla bla bla …
    O cara

    Muito bla bla bla …

    O cara é só um retrato fiel do que o STF se transformou: Uma corte Hipócrita onde os pavãos estão atrá de holofotes e honrarias canhestras da midia.

    Todos os nomeados pelo Lula e Dilma chegaram lá por de alguma forma representar um progressismo para o pais. Quase todos foram bater de porta em porta para chegar a nomeação.

    Todos se mostravam garantistas e defensores da Constituição e do Estado Democrático.

    Mas como não passam de hipócritas, falsos, covardes e vaidosos cederam ao mal. Se aliaram a uma extrema-direita e se agacharam em posilção de circunflexo perante a Globo. Avalisaram um Golpe de Estado e jogaram a Constituição no lixo. Se lixaram para os mais necessitados deste país e se aliaram ao capital espurio contra todas as salvaguardas contra os pobres. Se aliaram a um corporativismo para conseguir mais e mais regalias.

    Transformaram a Justiça, úiltima instância do poder, em uma latrina. Alguém ai confia na Justiça? Uma justiça dual, partidária, perdulária e com dois pesos e duas Medidas.

    Temos uma justiça e principalmente uma suprema corte para tucanos e uma corte para petistas. Uma para pobres, pretos e putas e outra para ricos, loiros …

    Uns tudo pode de acordo com a quantidade de digitos de suas fortunas. Aos outros ferro.

    Fachin, Teori, Barroso, Weber, Carmem, Toffolli e Fux são da pior especie de ser humano que existe: HIPÓCRITAS, COVARDES e SEM HONRA.

  37. Vale a pena fazer um apanhado

    Vale a pena fazer um apanhado do que vem sendo noticiado  ..e dai fazermos algumas ilações (habito frequente nesta comunidade de juízes concursados lavajateiros)  ..inclusive pensando em nos valermos da lei 7.170 pra este caso FACHIN tb

     

    Não por coincidência FACHIN tem origem no PARANÁ ..passou pelo Ministério Público daquele Estado de coisas ..conhecia SERGIO MORO e os Golden Boys, bem como seus métodos fascistas de investigar, JULGAR e condenar, melhor..

    ..tinha e tem contatos importantes não só com Curitiba mas com o TRF 4 do neto e bisneto de generais golpistas, o TRF4 do trio parada dura que condena de TRÁS PRA FRENTE pra diminuir as chances de apelação do Réu (por ex: ao aumentar a pena por encomenda) ..fora de ter contatos, pela origem, com o alemão plantado por THC desde 1996 no STJ, ele que ainda hoje esquenta aquela cadeira

    e curioso – quando nomeado, em 06/2015, FACHIN já sabia do esparramo e do estrago que a LAVA JATO vinha fazendo com o país ..já havia tentado por DIVERSAS VEZES ser nomeado pro STF (negado por LULA mais de uma vez pra finalmente ser aceito por DILMA)

    mais ..FACHIN, após a morte de Teori, UM DIA antes de ser escolhido por sorteio pra herdar a Lava JATO (sorteio feito por aquele sistema que só da a GILMAR julgamento de tucano) pediu transferência pra 2a turma que, desde lá, era dada como garantista e cuidava dos autos de Curitiba.

    Verdade é que pra quem gosta de conspiração, FACHIN tem tudo pra ser mais um agente ATIVISTA plantado bem no coração dum dos principais poderes da Republica, não ?!

    https://www.youtube.com/watch?v=QJd7dzj_3CU

     

     

    • Antes…

      A organização da república doParaná começa com o escândalo do BANESTADO, com as contas CC5 e a fuga maciça de dólares para o exterior. O caso foi julgado pelo Moro e o delator foi o próprio “delator favorito” Yousseff. 

  38. Se engana quem pensa que a perseguição ao Lula é motivada

    apenas por preconceito ideológico .

    Quanto os magnatas apátridas da mídia, da cervejaria e dos bancos se disporiam a gastar para comprar a condenação penal e a consequente interdição política de Lula ? 

    Em todos os golpes da direita bandida houve corrupção :

    A) Houve corrupção para que o bandido Pinochet traísse o Allende

    B) A CIA subornou os facínoras argentinos nos anos 70

    C) A CIA, em conluio com o empresariado nativo, subornou bandidos fardados brasileiros na execução do golpe de 1964

    D) Possivelmente, há muuuita grana de grupos financeiros e petrolíferas transnacionais para a execução e a continuidade do golpe judicial/midiático e politiqueiro de 2016.

    [video:https://youtu.be/5dY5p-XAjqE%5D

  39. Fachin comete suicídio…

    “[  ] Emparedamento.

    É a situação em que a pessoa faz algo contra sua vontade, por alguma ameaça ostensiva ou sub-reptícia.

    [  ] Medo

    Medo, aquele sentimento irresistível que acomete a pessoa quando se vê alvo da besta, a massa que invade as ruas com sangue nos olhos e intimida os fracos.”

    PEDE PRÁ SAIR! Faz como o QUINZÃO DA MAMÃE, que ninguém sabe até hoje  porque saiu…só se imagina que foi defenestrado por seus pares. O stf vem perdendo RESPEITO da população a olhos vistos, isso até que “…não vem ao caso…” enquanto a turba não se enfurece. 

    Só não acho correto acusar os governos do PT, pelas escolhas de “dedo-podre” dos ministros do supremo (de frango). Era o que tinha prá hora, e olha que eram os “melhores”…os “mais ilibados” ainda, eram do campo contrário. O “seu” José da Quitanda, é um poço de virtudes…mas não é jurista disponivel para assumr vaga no STF.

    (Harmonia de poderes: Bush x Clinton, ministro da suprema corte nomeada por “Bushão”, dá ganho de causa ao “Bushinho” e é assim que a banda toca). 

    E ainda tenho que ver, nas minhas fuças, a Carmencita Não Sei das Quantas repetir que “AS INSTITUIÇÕES ESTÃO FUNCIONANDO”. É DESESPERADOR! HOJE É LULA…AMANHÃ SERÁ QUALQUER UM DE NÓS, SEM PROJEÇÃO, SEM PERDÃO, E SEM LEI… SALVE-SE QUEM PUDER…

  40. Fachin demonstra estar acuado e com medo! Por isso age assim…

    Realmente a atual postura nada garantivista do ministro Fachin vai contra toda sua história, as manobras claras para impedir uma possivel libertação do ex-presidente Lula nos mostra como nunca antes, as possibilidades de manipulação dos julgamentos e decisões judiciais, o que por si só é maravilhoso, porque nos faz perceber que essa tão propalada imparcialidade do judiciário é pura retórica. 

    Agora o que estaria por trás de postura tão contraditória do ministro do supremo? Acredito que Fachin tenha sentido o peso da pressão dos golpistas, que ele deva saber muito melhor do que qualquer um de nós, do que são capazes de fazer, caso vejam seus interesses contrariados. É notório devido estrevista que deu em cadeia nacional, que o faz Fachin Temer contrariar os interesses do golpe são as ameaças a si e seus famíliares! 

    Assim sente-se acuado e com medo, sabe que não está seguro e se submete mansamente às expectativas dos grupos de poder que buscam a todo custo subverter a ordem jurídica. Encarnado como nunca antes o que se convencionou chamar de anti-petisto.

     

  41. bigode

    Qualquer ser humano que tenha o que comer, submetido a essa pressão, pegaria o chapéu e “raparia” fora. Qualquer ser humano!

    Trair a pátria, jamais. Pior ainda é trair a si próprio.

    – Ei, “Facin” pede prá c.,  se tranca no banheiro, (tome cuidado com a loira do banheiro e o mário do armário) raspe esse ridículo bigode, e não volta mais!

  42. “em 2013 o mega vazamento de

    “em 2013 o mega vazamento de Snowden expôs como a NSA espionava a Petrobrás, as grandes empresas brasileiras e até mesmo Dilma Roussef.

    desde então, o Big Data capturou a totalidade do sistema político e a plutocracia brasileira em seus pentabytes de pentabytes.

    com os cadáveres sobrando no armário e pouco tapete em cima de muita sujeira, a Lava Jato & Associados mantém reféns, sujeitos a todo tipo de chantagem, inclusive prisão, todo o sistema político e institucional, óbvia e principalmente também o Judiciário.”

    Faço minhas as palavras do Arkx. Ainda saberemos através do Snowden ou do Wikileaks que Moro rececebeu o famoso grampo da conversa Dilma/Lula das mãos da CIA. 

    Fato é que essa turma da lavajato não faz nada, em termos de investigação. Desde o princípio recebe tudo de mão beijada dos americanos. Quando faz, faz merda. Os lavajateiros são apenas testa-de-ferro, assessoria de imprensa dos profissionais de verdade.

    Alguns colegas também sustentam que o Fachin é um bundão. De fato tem cara de. Ou para usar termo mais educado, um pusilânime. Se bem que em favor dele a verdade é que seu antecessor “morreu” em circunstâncias estranhas. 

    De qualquer forma, talvez seja essa a diferença entre ele e os tais garantistas. Gilmar não está nem aí, porque seus podres são de conhecimento público. Os outros resolveram não ceder até porque como o Nassif já explicou existe uma conta de chegada em que noves fora garantismos há sempre um jeito de se chegar no resultado exigido

    • Fachin comete suicídio de reputação

      -> Faço minhas as palavras do Arkx.

      procurei caracterizar o contexto geral, no caso deste artigo do Nassif a busca é pelos motivos imediatos. ou seja: o que se esconde no armário de Fachin?

      esta semana circulou na web uma conjectura acerca dos filhos do Ministro, replicada inclusive aqui no GGN:

      “Fachin fará qualquer coisa para que o golpe deixe seus filhos advogarem em paz. Barroso fará qualquer coisa para que não vaze o conteúdo dos grampos no seu gabinete, encontrados debaixo da sua mesa, em abril de 2016.”

      link

      também se sabe sobre:

      Barroso condena filha e genro de Fachin por litigância de má-fé

      Melina Fachin e seu marido, advogados da Itaipu Binacional, foram multados por usar ‘meios processuais manifestamente inadmissíveis

      Sogro de filha de Fachin é chefe em empresa da família Batista

      “O sogro da filha do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), chefe em uma das empresas da família do empresário Joesley Batista, cujo acordo de colaboração premiada foi homologado pelo magistrado.

      Filho de Marcos Gonçalves, o genro de Fachin hoje comanda o escritório de advocacia que leva o sobrenome do Ministro”

      .

  43. Fachin não é diferente dos

    Fachin não é diferente dos demais e os outros não são diferentes do Fachin. Todos fazem parte de um jogo que tem por objetivo a destruição do PT e a prisão e impedimento de Lula.  Todos se venderam, não importa por quanto nem o porque. Quando uma quadrilha se envolve num crime, todos visam o mesmo objetivo, sendo secundária a forma de participação de cada um. A história é escrita pelos vencedores; se a globo vencer, esses criminosos serão vistos pela maioria como “homens de bem” e a única punição estará em suas consciências. 

  44. Reitero que o que escrevi

    Reitero que o que escrevi ontem em comentário para outro post: uma das explicações possíveis, sem excluir as demais, é o ministro estar sob ameaças. Hipótese que em nada minimizaria, muito menos justificaria, seus posicionamentos. 

    A coragem, o despreendimento, a absoluta fidelidade aos ditames da função, é o mínimo que se espera de um juiz. E se este compor a Suprema Corte é isso elevado ao quadrado. Não um mínimo de espaço para condescendências. 

    Agora, sejamos justos: ele não é o primeiro e nem o mais vistoso exemplo de transfiguração dentre os nomeados para o STF. Dos indicados pelos governos petistas, só Lewandoski foi a exceção. Os demais em menor ou maior magnitude arreglaram com o dito sistema.

    A mais perfeita representação dessa simbiose entre a covardia perante a besta e a vaidade e a pretensão se concentra no ministro Luis Barroso. 

     

  45. Fachin e o auto suicídio de
    Fachin e o auto suicídio de sua reputação ou “a circunstância e o poder não moldam o caráter, apenas o revelam”.#FachinSeSuicidou

    • Não tão oculta assim

      Não tão oculta assim né.

      Estava bem barulhenta até o golpe de 2016, agora continua agindo, porém, com mais discrição.

    • Pois é exatamente isso que

      Pois é exatamente isso que também penso. Ele é chantageado pela maçonaria!! Alguma de podre ele tem e os membros da seita sebm disso!

  46. Treino é treino e jogo é jogo.

    Acho cedo para tirar qualquer conclusão. Boas estratégias são as que não são facilmente percebidas. Ou as dúbias, inconclusivas, que sua simples menção beira à teoria da conspiração.

    Acho que na hora certa, ele fará gol “contra”. Assim espero.

  47. Incompetência e Corporativismo

    Pode ser incompetêcia, o Fachin não está preparado e não tem as qualificações nescessárias que o cargo exige, basta comparar com um ministro mais qualificado como era Teori Zavaski. Restou o pacto com outros ministros despreparados como a presidente de ocasião, que colocam a biografia atrás da vontade de ser da “maioria”.

  48. Algo que jamais saiu da minha

    Algo que jamais saiu da minha cabeça foi quando Eugênio Aragão contou sua conversa com Rodrigo Janot sobre a Lava Jato.

    Uma frase, segundo Aragão, dita por Janot é perturbadora.

    A frase?

    “Isso é muito maior do que nós!”

    Será que isso não vale para o verme?

    “Uma extensa agenda de órgãos do governo americano o esperava. E o Sr. não queria aqueles a bordo, que teria que entregar. O governo brasileiro. Voltou de lá e já não queria papo sobre preservação de ativos: “Isso é muito maior do que nós!”, me advertiu. Nós quem, cara pálida? Só se o Sr. se vê tão pequeno, que não é capaz de lutar contra os que querem afundar a Pátria! Tamanho é relativo. Prefiro ser o Davi a enfrentar Golias.”

    https://www.diariodocentrodomundo.com.br/janot-sai-mesquinho-do-mesmo-modo-que-entrou-por-eugenio-aragao/

     

     

  49. Este senhor deu essa

    Este senhor deu essa “guinada” porque, afinal, todo mundo sabe, não existe faculdade de Direito e sim faculdade de Direita. Ele apens segue o ideário conserbador, reacionário, direitista, entreguitsa, etc., que sempre abrigou em sua mente e coração. Mesmo que isso destrua um país e todo o seu povo.

  50. Reputação ilibad
    Reputação ilibada se escorrega desiquilibra todo seu meio; será normal um ser mais ilibado que outro?
    Conhecer o passado ajuda a compreender o presente. Lembro da morte muito suspeita de Teori Zavaski e numa manobra global Fachim se tranferiu à segunda turma e foi sorteado para a Relatoria da Lava Jato. Teori não tenho como saber, mas que alguéns descansou.
    Um futuro consequência, embora não estar determinado, Fachin sinalizou e assumiu a responsabilidade por ele.

  51. As motivações do Ministro Fachin

    Muito bom o artigo do Nassif. Mas faltou um detalhe nos quesitos medo e emparedamento. Há boatos que existem algumas irregularidades ou “inconveniências” na vida profissional da filha do Fachin, relacionadas a JBS e a intervenções do próprio ministro. Há também boatos de que a candidatura do Fachin ao STF foi apoiada explícita e presencialmente pela diretoria/jurídico da JBS.

    Um dos motivos mais fortes para alguém cometer um suicídio de reputação é a ameaça de que alguém possa destruir a vida profissional de um filho ou filha.

    Curiosamente, há outros ministros do STF com esqueletos no armário de parentes. De memória: a filha do Fux, o irmão do Toffoli.

    Uma maneira de atenuar o efeito desta chantagem seria a midia alternativa abrir o jogo e divulgar o máximo possível. Não é o mesmo que o JN, mas já tem algum efeito.

  52. O fator Globo e CIA

    Tudo o que diz respeito a Lula, ao PT e ao golpe de Estado, tem que passar pelo crivo da Globo. Ou será que já se esqueceram que Mervavl Pereira, desde o julgamento do mentirão tem atuado como o ministro supremo do Supremo…..no momento, depois de terem conseguido o bolo da cereja, que era a prisão de Lula, não faz mais sentido que Merval Pereira se manifeste em editoriais em que determinava o que o STF tinha que dizer….agora, para não atiçar a ira do povo, a coisa tá mais discreta mas o poder e as ordens de Merdal são as mesmas: queremos Lula morto politicamente e, se possivel, fisiciamente. 

    Não desprezemos um dado básico: a carga de maldade do imperialismo, essa coisa que os brasileiramos jamais colocamos na ordem do dia mas que é a ordem do dia deles…ou vocês acham que ao soltar Lula em 11 de Setembro, aniversário do atentado ao Império, é simples coincidencia…..o Nassif é tão bonzinho….

     

    O GLOBO

    Recesso sem flores

    POR MERVAL PEREIRA

    29/12/2017 06:30

    A presidente do Supremo Tribunal Federal ministra Carmem Lucia saiu-se com galhardia da primeira das pelo menos duas situações politicamente delicadas que tem que enfrentar durante este recesso. Diz-se em Brasília que durante o recesso vários assuntos desimportantes ganham relevância. São as flores do recesso. Mas este parece que não terá flores para a ministra Carmem Lucia. Ao indulto natalino se somará a provável condenação do ex-presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal de Porto Alegre (TRF-4), que pode gerar a determinação de cumprimento imediato da pena em regime fechado.

    O caso pode chegar ao Supremo ainda em janeiro, caso o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negue um habeas corpus, demandando da presidente uma decisão mesmo antes do fim do recesso. Circula em Brasília a informação de que a ministra Carmem Lucia já revelou em conversas reservadas que concederá um habeas corpus se a defesa de Lula chegar ao STF.

    Ela não comentou diretamente, mas ao site O Antagonista, que divulgou essa versão, garantiu que defende o direito de liberdade de expressão. A presidente do Supremo não poderia desmentir ou confirmar a informação, pois estaria adiantando sua decisão, mas não é improvável que evite a prisão imediata de Lula, embora possa provocar reações negativas na opinião pública.

    A aparente incongruência, pois Carmem Lucia foi um dos votos favoráveis à permissão de prisão após condenação em segunda instância, sem necessidade de aguardar o trânsito em julgado, teria explicação na prudência, como alegou o Juiz Sérgio Moro ao condená-lo a nove anos e seis meses por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá.

    Moro diz na sentença que “caberia custódia preventiva do ex-presidente”, pela “orientação a terceiros para destruição de provas”, mas alega que a “prudência recomenda” que se aguarde julgamento pela Corte de Apelação. “(…) considerando que a prisão cautelar de um ex-presidente da República não deixa de envolver certos traumas”.

    Daí depreende-se que Moro considera que, após a decisão da segunda instância, a prisão deveria ser efetivada. Mas a decisão do Supremo não obriga juízes a mandarem prender os condenados antes do trânsito em julgado, apenas autoriza a prisão, dependendo de cada caso. As decisões do TRF-4 têm sido, como regra, no sentido de mandar cumprir a sentença após a condenação, mas nesse caso específico a tendência pode ser alterada, por se tratar de um ex-presidente da República.

    E a ministra Carmem Lucia pode transformar a prisão em domiciliar, por exemplo, impondo algumas medidas cautelares adicionais. Já manter Lula afastado da atividade política é discutível, pois nenhuma medida cautelar desse tipo está prevista na legislação. Ele estaria recorrendo em paralelo contra a inelegibilidade eleitoral, de tornozeleira e tudo, e poderia continuar fazendo campanha. Provavelmente mesmo dentro da cadeia poderá fazê-lo, assim como José Dirceu continua atuando politicamente, preso ou solto.

    Na decisão de ontem sobre o indulto de Natal expandido pelo presidente Temer, a ministra Cármen Lúcia alega que “as circunstâncias que conduziram à edição do decreto demonstram aparente desvio de finalidade”. Ela considera que houve “relativização da jurisdição” e “agravo à sociedade”.

    A decisão foi tomada diante de uma ação direta de inconstitucionalidade da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentada ao Supremo com pedido de urgência. Na decisão, Cármen Lúcia afirmou que as regras do decreto “dão concretude à situação de impunidade, em especial aos denominados ‘crimes de colarinho branco’, desguarnecendo o erário e a sociedade de providências legais voltadas a coibir a atuação deletéria de sujeitos descompromissados com valores éticos e com o interesse público garantidores pela integridade do sistema jurídico”.

    Para ela, “as circunstâncias que conduziram à edição do decreto, numa primeira análise, demonstram aparente desvio de finalidade”. Na decisão, a ministra explicou que o indulto é uma medida humanitária, e não um meio para favorecer a impunidade. “Indulto não é nem pode ser instrumento de impunidade”, do contrário se transforma em “indolência com o crime e insensibilidade com a apreensão social, que crê no direito de uma sociedade justa e na qual o erro é punido e o direito respeitado”.

    Tanto a presidente do Supremo quanto a Procuradora-Geral Raquel Dodge usam argumentos semelhantes e duros ao afirmarem que o indulto fora da finalidade estabelecida na lei “é arbítrio”, segundo Carmem Lucia. Já Raquel Dodge escreveu que “o chefe do Poder Executivo não tem poder ilimitado de conceder indulto. Se o tivesse, aniquilaria as condenações criminais, subordinaria o Poder Judiciário, restabeleceria o arbítrio e extinguiria os mais basilares princípios que constituem a República Constitucional Brasileira”.

     

  53. Parece que Nassif se esqueceu

    Parece que Nassif se esqueceu do supremo ministro, o Merdal Pereira….ou: foi pra isso que mataram o Teori: o script da Globo não poderia ser alterado: o Império não poderia perder controle sobre a narrativa dominante e aquele careca não seria de todo confiável: melhor colocar outro careca no lugar…e para o lugar do relator da Lava Jato na Segunda Turma, colocaremos um homem emedrontado e submisso a ser cooptado e transformado em FACHINsta…

    22 de março de 2018 Nossa PolíticaEscreva um comentário!

    Merval sobre prisão de Lula após HC no STF: “A gente vai ter que decidir”

     

    Merval Pereira é o tipo de agente da mídia que pensa fazer parte dos tribunais superiores. E imagina que a sua opinião deve superar decisões, desde que elas sejam a favor do PT e contra os tucanos, com quem ele sempre posa em felizes fotos.

    De tanto posar em fotos também com os ministros do STF, Merval Pereira acredita que é um deles. O ato falho em participação na rádio CBN mostra dois aspectos que representam a promiscuidade entre mídia e judiciário: Lula precisa ser preso porque “a gente vai ter que decidir” é o imaginário trabalhando no eterno rechaço à esquerda; e a gente é nada mais, nada menos que o acordo nacional “com supremo, com tudo”.

    Se as declarações forem rejeitas ele poderá ser preso imediatamente por Sérgio Moro… Mas se houver alguma divergência (…) pode demorar mais uma semana porque tem páscoa (…) “Então isso aí A GENTE vai ter que decidir”.

    A gente também pode ser o grupo Globo que tomou a perseguição contra Lula como um dos seus princípios (que princípios?) editoriais. Ouça o áudio:

     

    https://nossapolitica.net/2018/03/merval-lula-gente-vai-ter-decidir/

     

  54. infidelidade

    Poderia citar vários ditados populares que cairiam como luva ao comportamento, não tão incomum, do atual STF. Contudo, não traduziriam a gravidade do descaso que alguns cometem com o cargo. A covarde omissão, o crime de soberba e o abuso de poder que cometem quase diariamente, e a consciente decisão em não exercerem plenamente a pátria função que lhes foi confiada têm que ser considerada como uma negação ao dever do trabalho, que deveriam executar com rigor e imparcialidade. É inacreditável pensar, que dentro da maior e suprema corte do país possa existir o chamado corpo mole, o ouvido mouco e a vista grossa. Também é inadmissível que uma forma de leviandade planejada seja usada em plena corte para distorcer a ética e a lealdade, que são imprescindíveis para a manutenção da credibilidade e no equilíbrio da justa razão. Normalmente esse criminoso e gravíssimo atentado só pode ser entendido como uma ação consciente de parcialidade e de favorecimento, que visa atender única e exclusivamente a um intento totalmente oposto aos sagrados princípios jurídicos e constitucionais do estado de direito. A justiça neutra, imparcial, corajosa, isenta de vícios e/ou de divida, perde todas essas virtudes quando a pequenez da pessoa, que assume a prática dessa repugnante opção, não está em alinhamento com a retidão, com a autoridade e o altruísmo do desafio que a pátria lhe confiou. 

     

  55. É melhor chegar sem os aneis

    É melhor chegar sem os aneis da vaidade do que levar consigo a coroa falsa da covardia. Fachin ainda tem tempo de se redimir e elevar o brio de sua alma. Que a globo, mercado e outros juízes caminhem juntos para o precipício do tempo…

  56. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome