Inédito: presidente do STF incorre no crime da prevaricação, por Luis Nassif

Se faltava um capítulo final para a desmoralização definitiva da Justiça, o duo Luís Roberto Barroso-Cármen Lúcia forneceu. Barroso com sua apoteose mental de se pretender acima do Executivo, do Legislativo e do voto popular e da própria Constituição; Cármen Lúcia pelo crime de prevaricação, um caso inédito, mesmo na conturbada história do Supremo.

Para entender os fundamentos do direito moderno.

Com a constituição dos Estados-nações, estes passaram a ter o monopólio da Justiça. É a única instituição que pode julgar, condenar ou absolver. Como contrapartida, os cidadãos passaram a ter o direito à tutela jurisdicional do Estado, isto é, o direito de terem suas demandas julgadas, como um dos direitos fundamentais.

Nenhum agente do Estado pode negar esse direito, sob risco de prevaricar.

Especialmente no caso do Habeas Corpus (HC), um juiz se recusando a julgar comete o mesmo crime do médico que se recusa a atender o paciente que chega em estado grave ao pronto socorro. Em ambos os casos é crime com agravante, porque o mal provocado deixará sequelas – a morte ou  a consumação do ato questionado pelo HC.

O que escrevo a seguir é grave. Mas não há outra forma de interpretar: a Ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) pode estar prevaricando, da mesma maneira que o médico que nega socorro ao paciente em estado grave, ao negar ao cidadão Lula o direito de ter julgado um pedido de HC.

Pelo regimento do STF, HC tem preferência nos julgamentos. São incontáveis as vezes em que o STF determinou ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) que apreciasse HCs que mofavam nas gavetas de Ministros.

Além de prevaricar, ao não submeter o HC de Lula a julgamento, a Ministra Cármen Lúcia pode também estar  mentindo  – e aí incorre em outro crime previsto no Código Penal.

Leia também:  Moro encolheu e ficou menor que Bolsonaro, diz Cora Ronai

É ela quem elabora o calendário, a pauta dos processos liberados pelos relatores, e torna público o dia em que o processo será apreciado pelo plenário. Em reunião com parlamentares, que pressionavam para que pautasse o julgamento, Cármen Lúcia afirmou que dependia do relator Luiz Edson Fachin liberar para julgamento.

Ocorre que Fachin já liberou o HC. E Cármen Lúcia, ao tornar pública a pauta para o mês de abril (nunca divulgou a pauta com tanta antecedência) não incluiu o HC..

A Ministra Cármen Lúcia fica sujeita a dois dispositivos legais.

O primeiro, do artigo 39 da Lei no. 1.079 de 10 de abril de 1950, no capítulo sobre os Ministros do Supremo Tribunal Federal.

Art 39 – são crimes de responsabilidade dos Ministros do Supremo Tribunal Federal:

  1. Alterar, por qualquer forma, exceto por via de recurso, a decisão ou voto já proferido em sessão do Tribunal;

  2. Proferir julgamento quando, por lei, seja suspeito da causa;

  3. Exercer atividade político-partidária;

  4. Ser patentemente desidioso nos deveres do cargo;

  5. Proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções.

No decreto-lei no. 2.848 de 7 de dezembro de 1940 está previsto o crime da prevaricação:

Art. 319 – Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa da lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

Estivéssemos em um Estado de Direito, Cármen Lúcia seria irremediavelmente denunciada pela suspeita de crime de prevaricação.

No Supremo, com exceção de Barroso e Luiz Fux, há um descontentamento generalizado com a atitude de Cármen Lúcia.

 

46 comentários

  1. Ha, ha, ha, ha, ha…

    Se prevaricação fosse dança ela poderia dançar para sempre.

    Quem garante ela não é a Constituição, é a Globo!!!

    Como o Barroso, Moro, etc…

    Constituição é uma folha escrita a lápis,

    Pagando, te dão lápis e borracha e podes escrever o que te for melhor.

    Ou ignorar.

  2. Pergunta de leigo:

    depois do mensalão, do Moro e da Lava Jato, “prevaricação” ainda é crime no Brazil? Imagino ser no máximo um erro técnico punido com multa camarada.

  3. Cá só há uma coisa que eu

    Cá só há uma coisa que eu posso fazer: aplaudir.

    https://www.youtube.com/watch?v=ObebSIjpLJA

    Os preceitos genéricos e abstrados da Lei devem ser respeitados.

    Quando uma autoridade judiciária comete um abuso passível de se reparado mediante Habeas Corpus, a outra (aquela que é encarregada de apreciar o caso) não pode se recusar a julgar o HC. 

    A autoridade Lei deve se impor e ser imposta inclusive e principalmente contra as autoridades que ousarem se recusar a cumprir seus mandamentos.

    Pau na Carmem Lúcia sem dó. Ele não é irresponsável pelos atos que pratica ou deixa de praticar. 

  4. Essa exemplar dupla de juizes

    Essa exemplar dupla de juizes deve ter, na adolescência, visto muitos clássicos do western americano feito por Hollywood: “Sem lei e sem alma”, “Meu ódio será sua herança”, “Matar ou morrer” e por aí afora. A atual crise brasileira está tendo uma vantagem de mostrar a incompetência e o desconhecimento para o cargo que ocupam de muitos “juristas” de fancaria.

    Como a midia resolveu “valorizá-los” por questões de interesses econômicos e a desfesa de um sistema que vaza água por todos os lados, aproveitam ao máxima para mostrarem a sua própria ignorância não só em pol´tica, mas em leis, apesar das citações normalmente num linguajar que nem eles mesmo entendem.

    E só para completar: o italiano Lombroso tinha lá alguma razão.

  5. Tudo foi planejado…

    O imortal na CBN achava a prisão em segunda instancia imprescindível, agora sabemos por que…

    Na tabelinha moro + TRF4 é fácil chegar a segunda condenação!

    Com ou sem provas!

    Dar o habeas corpus seria ir contra todo planejamento golpista…

    E ela iria estragar a jogada?

    Isso é uma quadrilha…

  6. “Inédito” igual Lagoa Azul na sessão da Tarde

    “Se o brasileiro soubesse tudo que eu sei, seria muito difícil dormir” Carmem Lúcia… 

    Já assumiu o cargo lançando essa “pérola” da imbecilidade… se sabe de alguma coisa Carmem Lúcia está guardando até o momento… pra que investigar???

     

  7. Caro Nassif
    Se o Barroso ou a

    Caro Nassif

    Se o Barroso ou a Carmem Lúcia, se colocarem contra o golpe, terão seus pescoços na guilhotina, mas por enquanto nada disso acontece.

    Já chutaram a lei faz tempo. 

    São golpistas, safados, se entendem.

    Muita coisa agora é para esconder o estardalhaço da execução, do assassinato da Meirelles, que pegou pesado.

    Muitas pessoas são assassinadas diariamente, mas da Meirelles convulsionou.

    Saudações 

  8. Acho que o Senado deveria charmar a atenção do STF…

    A que ponto chega o ativismo politico de Carmem Lucia usando da prerrogativa do cargo de presidentA do STF. Eh escandaloso. Tenho certeza que se fosse Aécio Neves, José Serra, FHC nem se fala, todo e qualquer habeas corpus ja teria sido concedido e ainda diriam que é loucura essa historia de prisão à partir da condenação na 2° instância. Mais ainda: prender um ex-presidente da Republica requer muito cuidado. E Lula, queira ou não a pobre Carmem Lucia, esta aquém deles todos. Eh mito. Diz um conto arabe que se conhece o carater de alguém quando se da poder a pessoa. Eh nesses momentos que vê-se o quão uma pessoa que aparenta ser equilibrada guarda tanta perversão dentro de si.

  9. Inédito: presidente do STF incorre no crime da prevaricação, por

    Nassif, a analogia do teu texto com a Medicina é excelente, posto que o Habeas Corpus é tido pelos juristas como remédio constitucional, a omissão desta garantia por parte da presidente do supremo ao Presidente Lula, demonstra que ela está ali para tudo, menos para o seu ofício que é o presidir os que salvaguardam as garantias constitucionais. Negar ao  paciente este socorro é neglicência,  fosse ela médica, seria punida  até com expulsão pelos Conselhos de Medicina. Da mesma forma que o mau médico deva ser processado e punido, deve também ser a presidente que neglicencia o seu dever.

  10. Bom, se se levar esse Artigo

    Bom, se se levar esse Artigo 39 ao pé-da-letra, não sobra um ali, ou quase nenhum. E se se extender à magistratura como um todo… hmmmm… 

    Mas, como diria Temer à Carmem, em convescote nada convencional: É nóis, mano!

  11. Le loi c’est moi?

    Quando diz que não se submete a pressões, quer afirmar sua autonomia. Nào se cruva , porém, a pressões específicas, como todo cidadao bem informado já sabe. Não se curva à Constituição, ao Estado de Direito, às forças que defendem  a lei e as cusas democráticas. Mas  se curva ao golpe,  aos tucanos , ao governo Temer, mas principalmente  REde Globo e  à opinião publicada. De qualquer forma, a liberdade que para si arroga  não existe   sem fazer escolhas. E mesmo se omitindo,  escolhe de que lado está:  tergiversando, fazendo ouvidos, e deslembrando não haver liberdade senão dentro da lei. e de seu cumprimento. E definitivamente, isso é um péssimo exemplo  vindo daquele que deveria ser o úlltimo bastião  e espelho de virtude,  coragem e justiça para com o seu povo.

     

     

  12. E a globo pedindo…

    “(…) o mesmo crime do médico que se recusa a atender o paciente que chega em estado grave ao pronto socorro. E a globo que deu o tiro ao lado e pedindo (ou ordenando): deixa morrer, deixa morrer!” Que coisa!

    Mais um item para a “literatura” sobre o golpe. Lembram-se de “a literatura me permite condenar…”? Agora a literatura vem em dezenas de livros e cursos universitários avançados no país e no exterior sobre o golpe e golpistas. É desvastador. Já é.

    Quem assume o poder político, jogando no lixo 54 milhões de votos, parecia tão fácil… , assume uma gigantesca e incontornável responsabilidade, e tem que lidar com ela . Até mortes de Marielles. 

  13. Essa aí come na mão dos Marinho

    Não sou da área jurídica, mas pelo que ando lendo, qualquer advogado ou mesmo um cidadão comum pode impetrar o chamado “amicus curiae” , provocado ou voluntariamente, oferecendo esclarecimentos sobre questões essenciais ao processo. Deve demonstrar interesse na causa, em virtude da relevância da matéria e de sua representatividade quanto à questão discutida, requerendo ao tribunal permissão para ingressar no feito.

    Tudo o que foi exposto na postagem in comento pode fundamentar o “amicus curiae”. Há outros recursos quen podem, e devem ser usados, para fundamentar ação questionando a prevaricação, mas estes devem ser impetrados pelas partes interessadas ou por representantes do poder legislativo.

    E a Câmara Alta, o Senado, tem o poder legal de, invocando a lei e decreto citados no post, cassar o ‘mandato vitalício’ de ministro do STF que incorra em crimes de prevaricação, de responsabilidade e de quebra do decoro.

  14. “No Supremo, com exceção de

    “No Supremo, com exceção de Barroso e Luiz Fux, há um descontentamento generalizado com a atitude de Cármen Lúcia.”

     

    Fachin tá descontente com o quê? Se foi ele que mandou pro pleno do STF?

  15. Justamente. Em qualquer

    Justamente. Em qualquer cursinho para concurseiro, a primeira coisa que se ensina é que HC não se pauta, se julga na hora e pronto. Pode ser levado para o juiz até numa anotação em um pedaço de papel rasgado, desses de embrulhar pão, por um cidadão bêbado às 3:00h da manhã. Não julgou, prevaricou.

  16. Que trágico essa lluta no STF

    Que trágico essa lluta no STF –  dum lado Borroso-Ilúcida e os demais. E entre esses demais está Gilmar Mentes, que enquanto não eram os amigos dele que estavam indo pra cana votou a favor de prender em segunda estância – e agora quer que haja nova votação pra mudar de ideia, tanto pra ajudar os amigos e também, macaco velho que é, evitar que Lula seja preso nesse período eleitoral. Gilmar é tudo, menos idiota, e por isso sabe que Lula  preso tem muita chance de ser o fósforo riscado dentro do tanque do combustível – que recebeu mais uns litros de gasolina com o assassinato político de Marielle. Afinal de contas, o mais importante já foi feita = Lula fora da urna eleitoral. 

  17. E a Carminha, hein? Quem diria

    Com aquele pãozinho de queijo e aquela prosa cerca-lourenço, vai se revelando uma… Gilmar Dantas de saias!

    Não adianta, o Judiciário’s Corporation  está fechadinho no corporativismo, o TRF-4 não vai desautorizar a Vara de Curitiba, e muito menos as instâncias superiores vão corrigir os colegas, estão abraçados, unidos, coesos. A essa altura, reformar uma sentença de primeira instância é despertar a ira da globo e ser condenado a não sair de casa, e aguentar escrachos na porta.

  18. ESSA VAGABUNDA ESTÁ PREVARICANDO FAZ TEMPO

    CADÊ O JULGAMENTO DO MÉRITO DO IMPEACHEMENT DA DILMA?   CABE O PROCESSO SOBRE PATENTES DE MEDICAMENTOS QUE ELA, CARMEN LUCIA, SENTOU EM CIMA AO PEDIR VISTAS E O SUS FICA COM O PREJUÍZO POR CULPA DELA………….      ELA NÃO TEM VERGONHA NA CARA, SE TIVESSE PEDIRIA O BONÉ E IA PROCURAR ALGO PRA FAZER DE UTIL NA VIDA……..         ESCLARECENDO: QUEM PREVARICA NÃO CUMPRE COM A OBRIGAÇÃO, E QUE NÃO CUMPRE COM A OBRIGAÇÃO VAGAGBUNDO É…..PORTANTO…

    • ponto relevante
      Esse é um ponto relevante, juízes e principalmente o STF, julgam questões econômicas que envolve bilhões e não é apenas uma, são várias, é muito poder pra quem tem medo da imprensa !

    • Que tal usar o vocabulário correto?

      Machistas de plantão ainda não aprenderam a dar o devido respeito às mulheres e principalmente as que estão investida de poder e representatividade. Pode-se muito bem criticar Cármen Lúcia sem escarnecer de sua pessoa com termos como “vagabunda”.

      Vendida, covarde, incompetente, fascista, criminosa, etc. dizem o que a Presidenta do STF é, sem usar termos que associem seus atos ou a falta desses atos com ofensas comumente feitas às mulheres e que ao fim e ao cabo, significam no léxico popular “puta”.

      Vagabunda é um dos termos que os fascistas e machistas de plantão usavam para se referir a Marielle Franco. Vagabunda foi chamada também a injustiçada Presidenta Dilma. Vagabundas são ditas as mulheres assassinadas por seus companheiros. Usam o termo vagabunda para se referirem às mulheres admiráveis que se mobilizam e agem em favor dos Direitos Humanos e da sociedade mais justa e igualitária, o que certamente não é o caso da PresidentA do STF.

      Há termos mais precisos para dizer o que Cármen Lúcia vem fazendo ou não fazendo. Mas não admito o termo VAGABUNDA.

       

       

  19. Dito e feito.
    Isaías 64:6,

    Dito e feito.

    Isaías 64:6, diz: 
    “… todas as nossas justiças como trapo da imundícia;”

    ” 5. Proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decoro de suas funções.”

    Essa justiça funcional padece com o mal de trapo de imundicia; porque quem se promove com a honra da própria justiça é Deus.

    Habacuque 1.3-4 “Para qualquer lugar que eu olhe existe violência e destruição. Há luta e briga por todo lado. (4) A lei não é cumprida, nem nos tribunais se faz justiça, pois os perversos são muito mais numerosos que os justos e com isto a justiça é torcida.”

    • Nada de citações bíblicas
      Nada de citações bíblicas para Carmem Lúcia, amigo.
      Ela acredita tanto em Deus quanto o oficial comandante que mandou o soldado “matar tudo que estiver se mexendo”.
      Livro de Josué, não?
      My Lai, 16 de março de 1968.
      Há cinquenta anos, direto do túnel do tempo.

  20. Quem Avisa Amigo É

    Nassif: menino, se cuide. Essa sua pena pode custar o ódio incontido da Patota do Jaburu, agora que comandam a Matriarca dos Addams, tanto quanto Kojak, o Carasco de Diamantino e os satélites da Casa. Esse pessoal que começa a denunciar isso e aquilo da patota fica na linha de tiro. Viu o que se deu com a vereadora do Rio? Teme tento, garoto, que o bicho tá pegando…

  21. Se essa interpretação não

    Se essa interpretação não estiver correta, a carmem lúcia que venha e exponha,”””” “”com clareza””””””, (por favor), a sua interpretação. Atitude que duvido que ocorra. É essa a justiça que, hoje predomina no país, ou seja, a “justiça da globo, da mídia em geral” e, a Constituição que vá as favas. 

  22. Iluministas de Cabaré
    Nassif, você está surpreso? Não brinca? Acaso não ouviste ou não compreendeste a famosa frase de famoso quadrilheiro assíduo frequentador de “rapapes” supremos, às vezes, através do chefe da quadrilha, na casa da suprema mediocridade do mal caratismo glogolpista de dona Carminha: “com supremo,com tudo”? Qual foi a parte que tú não entendeste? Por então não pedes ao nosso supremo lustre de cabaré pra desenhar?

  23. Gilmar Mendes REALMENTE fez
    Gilmar Mendes REALMENTE fez escola, já repararam q é tipo o modus operandi dele q prevalece no stf!?Isso firmou pq não há punição p eles e quem não gostaria de brincar de Deus na terra!?(podem td)isso pq é com Lula e saí nos blogs e tv p todos verem, coitado do Zezinho da esquina então!
    Obs:Mas da justiça de Deus a justiça não escapa !

  24. Seria assim num país onde as

    Seria assim num país onde as Leis fossem respeitadas. No Brasil que leiloa apartamento da OAS como se fosse do Lula,  a $antarrona das farmacêuticas esta dentro do normal judiciário. Normal estabelecido pela Rede Globo e a grande imprensa sob o camando dos  donos do país que deram o golpe. Juizes, mais específicamente o STF e mais especificamente ainda a presidenta celebridade são regulados pelo novo normal do Judiciário.

    E o novo normal está aí assassinando sem preocupação com as Leis porque as Leis hoje são feitas de malas de dinheiro, depósitos em paraisos fiscais e palestras altamente remuneradas para as empresas dos donos do país que deram o golpe. Faz a diferença também ganhar contas milionárias após a aposentadoria. Ou sentar em cima do processo das patentes da indústria farmacêutica.

  25. Nassif “peralá”,tem um vídeo
    Nassif “peralá”,tem um vídeo do Pimenta logo após reunião com Carmen sobre o HC do Lula ao qual a “Presidenta” disse q não pautou pq não recebeu o pedido formalmente (protocolar o documento),o Fachin segundo ela só ficou na palavra, cuidado aí Nassifão!

  26. Hoje o Gilmar Mendes em
    Hoje o Gilmar Mendes em entrevista na Jovem Pan com o Datena, deu a entender que semana que vem o STF vai conceder o Habeas Corpus preventivo à prisão de Lula.
    Mas foi contundente é taxativo. Lula não será candidato .

    Vamos ver.

    O caso infeliz da Vereadora Marielle Fragoso, e a comoção que causou no país, com repercussão em alguma parte do mundo deve ter mexido com o STF.

    Dizem que no auge do evento, tinha umas 100 mil pessoas indignadas revoltadas com ocorrido.
    Imaginem a prisão do Lula num clima desse.
    Esses togados ontem devem ter ficado um pouco preocupados.
    Essa turma tem pavor de povo nas ruas.

  27. A pergunta que não quer calar

    Quem indicou essa senhora ao Presidente Lula, para ocupar uma vaga no STF?

  28. Um pequeno erro no texto.

    HC é prioridade quando o réu estiver preso. 

    Quanto está solto (ou seja, HC preventivo), não é prioridade.

  29. STF vendido
    STF está vendido faz tempo, JUCÁ DISSE QUE O GOLPE ERA COM STF TAMBÉM! ESTAMOS SEM JUSTIÇA NO BRASIL. JUÍZES CORRUPTOS COMPRADOS PELA REDE PLIN PLIN.

  30. Um pequeno erro no texto.

    HC é prioridade quando o réu estiver preso. 

    Quanto está solto (ou seja, HC preventivo), não é prioridade.

  31. Inédito: presidente do STF incorre no crime da prevaricação, por

    A lei e  a defesa da  constituição já não mora ali  desde de 2005 . Os pavões  que já tinha e os que pousaram  deram a sentença . Nem mesmo a ditadura militar os tornaram pior como estão hoje , 

    A covardia e a falta de coragem  está presente em todos eles  em maior ou menor escala  . Cara Senhora presidente do tribunal de quem tens medo ?. Dos petistas  ?, do povo ? , da rede globo ? . De quem será  ? .plim , plim.

  32. Outra pergunta de leigo

    Até onde sei a presunção de inocência como esta grafada na Constituição é uma cláusula pétrea. O que adianta uma cláusula ser considerada “pétrea” se qualquer tribunal abaixo dela pode colocá-la em discussão e deformá-la do jeito que quiser? Afinal perguntar não ofende.

  33. Eleições: democracia, comunicação e tecnologia

    Da Rádio UFMG Educativa 

     

     

     

     

    “Professor do DCC questiona a segurança da urna eletrônica brasileira

    No livro ‘O mito da urna: desvendando a (in)segurança da urna eletrônica’, pesquisador aborda a fragilidade do sistema de votação brasileiro

     

    quarta-feira, 14 de março 2018, às 13p3 atualizado em quinta-feira, 15 de março 2018, às 10p2

     

    Jeroen van de Graaf: sistema brasileiro de votação possui falhas

     

    A ideia de que o sistema de votação eletrônica brasileiro deveria ser um exemplo a ser adotado por outros países não poderia estar mais equivocada, de acordo com o professor Jeroen van de Graaf, do Departamento de Ciência da Computação da UFMG. O acadêmico defende esse argumento no livro recém-lançado O mito da urna: desvendando a (in)segurança da urna eletrônica.

    Van de Graaf faz pesquisa em criptografia há cerca de três décadas e estuda sistemas de votação há mais de 15 anos. Para ele, o nosso sistema atual não garante o sigilo do voto e, ao mesmo tempo, não é transparente o suficiente para receber possíveis contestações.

    Um dos problemas do sistema, segundo Jeroen van de Graaf, começa já no registro do eleitor, uma vez que o sistema onde o mesário libera a urna para o voto está diretamente conectado à urna, tornando possível identificar em quem cada eleitor votou.

    “Nenhum sistema no mundo tem essa propriedade. Normalmente, ao redor do mundo, o eleito se identifica, e depois tem acesso ao sistema de forma anônima, sem que seja possível fazer uma ligação direta entre quem se autenticou e quem está votando. Isso já é um pecado mortal desse sistema”, criticou van de Graaf, nesta quarta-feira, 14, em entrevista ao programa Conexões, da Rádio UFMG Educativa.

    Outro problema, para van de Graaf, é a inexistência da comprovação física da escolha do eleitor. “Antigamente, com a comprovação física da intenção do eleitor (o voto em papel), era possível fazer a recontagem do voto. Hoje, como todo o processo é digital, o resultado pode ser alterado diretamente no sistema e não se tem prova do voto”, afirmou.

     

    Ouça a conversa com Luíza Glória

    [na reportagem original há o arquivo de áudio cuja audição é necessária para compreensão do assunto]

     

    O livro está disponível em formato digital no site do DCC. Outras informações sobre o sistema brasileiro de votação podem ser consultadas na página do projeto no Facebook.”

     

    (Fonte: https://ufmg.br/comunicacao/noticias/professor-do-dcc-questiona-a-seguranca-da-urna-eletronica-brasileira)

     

     

    Programa The Agenda with Steve Paikin – Democracy in a digital world (Democracia em um mundo digital, em tradução livre)

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=-vb1E02757c&t=1218s%5D

    https://www.youtube.com/watch?v=-vb1E02757c&t=1218s

     

    O programa discute as mudanças geracionais e o impacto de novas tecnologias de comunicação nas eleições.

     

    Comentário:

    Não conheço dados atualizados sobre as mudanças geracionais no perfil eleitoral brasileiro mas um aspecto do programa me chamou atenção para um reflexão sobre a iniciativa de corporações conservadoras voltadas ao tema das fake news e do estudo sobre o comportamento dos mais jovens em relação aos hábitos de informação, considerando análises recentes sobre o esforço golpista em promover o esquecimento das políticas progressistas do período 2003-2015: não esquecendo que os jovens (antes dos 30) foram o alvo para a mobilização das ruas em 2013 e que resultaram em protestos ruacionários (reacionários na rua) golpistas nos anos seguintes, o que se desenha agora é um trinômio de nova tentativa de mobilização dos jovens, considerando sua (1) participação demográfica e político-eleitoral, através da (2) manipulação dos meios de comunicação divergentes e pesquisas voltadas também para o mercado publicitário e (3) iniciativas institucionais que promovam censura disfarçada dos blogues progressistas mais presentes em meio digital, uma forma eficiente de manipular as memórias, antigas e novas, das novas gerações que já não aderem à poítica de maneira tradicional, para o bem e para o mal. Junte-se a isso dúvidas sobre as urnas eletrônicas e desconfiança nas autoridades eleitorais (atual ministro presidente do TSE, Fux).

     

    Relembro aqui as pesquisas do jovem acadêmico Gabriel Casalecchi [conheço apenas por uma, excelente, entrevista na rádio UFMG] e acho que o tema valeria uma boa discussão – como cidadã e leitora do blogue, gostaria de sugerir o tema como pauta.

     

    https://jornalismoespecializadounesp.wordpress.com/2017/07/07/o-interesse-do-jovem-pela-politica-vai-alem-do-voto/

     

    Sampa/SP, 17/03/2018 – 01:51 (alterado às 01:55). 

  34. A coisa está num nível de
    A coisa está num nível de escrotidao tamanha que eu ouvi, em plena noite de sexta feira, que foram os “esquerdistas” que “passaram” a Vereadora para “tacar fogo em tudo!”, afinal, “eles sao assim!”

    Nassif, o pessoal disneylandia e MBA joga poquer. Ta na moda. É “partir pra cima”, como lembrou, perplexo, o Andre Araujo (aqui no Rio, tem “quadro” na Tupy, popular, que se chama “Dedo na Cara!”)

    O “Patrulha da Cidade” está indo para os 60 anos de existencia…

    “Sabem” que a “esquerda” blefa.

    Os “valentes” falam isso porque ignoram que Dhs sao Conquistas da Civilizaçao Ocidental, Liberal e Democratica contra o NAZIFASCISMO.

    Uma conquista civilizatoria!

    Outra coisa é o neoconstiticionalismo que julga contra Lei!

    Haeberle,Bachof,Alexy, Apel, Habermas… Ninguém fala nisso.

    É jogo.

    É bronca interna lá no STF.

    Tem de ter um “setorist” la, nao é de hoje.

    Estao, portanto, quase no “all in” do poker.

    Eles sabem.

  35. A “zica” que atingiu conta da

    A “zica” que atingiu conta da UERJ se espalhou pelo STF: Luis Roberto Barroso e Luiz Fux, a história de nossa Universidade não merece.

  36. Membro do STF comete crime, e dai?

    Ministro do STF prevaricou? pré julgou? manifestou-se fora dos autos? era parte interessada no processo? E dai? Quem vai julgá-lo? O proprio STF (quá quá quá)? O Senado (rá,)?

  37. Quem não se lembra da

    Quem não se lembra da passagem na historia do Barão de Mauá, quando o juiz que decidiria a disputa do Barão contra os sócios ingleses para comandar uma companhia ferroviária? Tudo caminhava para uma decisão favorável ao Barão, mas uma mala cheia de libras fez com que o juiz, embora reconhecendo o direito inegável do Barão, declarou-se incapaz de julgar o processo, arremetendo sua conclusão para uma corte londrina.

     

  38. Proposta de TROCA

    Troco todos os membros do STF por uma única Marielle Franco!!!

    Faço uma proposta para todos os juízes justos do país: acolham o pedido de Habeas Corpus da defesa. Acolham muitos. Entupam o STF de habeas corpus para julgar. Não apenas um, mas muitos. Um para cada juiz DECENTE desse país.

    Nada mais correto que desobedecer o exercício do poder em nome da injustiça. Enquanto houver UM hc acolhido e não julgado, o réu não pode ser preso, não é assim?

     

     

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome