Xadrez da maior aposta de Lula, por Luis Nassif

Peça 1 – entendendo a estratégia

A estratégia do PT para as eleições consiste dos seguintes passos:

Passo 1 – a pré-campanha, mantendo a candidatura de Lula até o fim

Objetivo – manter o eleitorado coeso, aumentar a adesão ao candidato permitindo até aumentar sua força eleitoral e fortalecendo o ungido, que deverá substituir Lula.

Passo 2 – a campanha do 1º turno

São feitas duas apostas na cabeça de Lula.

A primeira é que a jurisprudência do STF (Supremo Tribunal Federal) permite a candidatura de candidatos condenados em 2ª instância. Ela será por conta e risco do candidato. Lula imagina que, se eleito não haverá como despojá-lo da presidência.

A segunda convicção é que, quanto mais prorrogar a candidatura, mais a opinião pública entenderá a perseguição de que está sendo alvo, e maior será a transferência de votos para o seu candidato.

Passo 3 – o 2º turno

Passando para o 2º turno, montar o arco de alianças de esquerda para enfrentar o candidato de direita: Bolsonaro ou Geraldo Alckmin.

Passo 4 – o 3º turno

Vencendo as eleições, enfrentar as ameaças de impugnação, confiando no clamor popular.

Peça 2 – a correlação de forças

Como Garrincha já dizia, faltou combinar com os russos.

Eleição não se confunde com Poder. Em países democráticos, todo poder emana do povo. Em situações de estado de exceção, como a atual, o povo, ora, o povo! O sentimento democrático desaparece até de quem deveria defender a Constituição, o STF (Supremo Tribunal Federal) e a Procuradoria Geral da República (PGR)

Grosso modo, a estrutura de Poder é representada pelos seguintes grupos.

  1. Mídia, melhor dizendo, Globo, potencializando a influência do mercado.
  2. Judiciário: a corrente Lava Jato, TRF4, STJ/TSE à STF, francamente anti-PT e disposta a punir os recalcitrantes internos.
  3. Os empresários, subdivididos em três grupos: as associações empresariais, as grandes corporações e o mercado. As associações aceitam até Bolsonaro; mais informadas, as grandes corporações não chegam a tanto. Mas em todos eles consolidou-se o sentimento anti-PT.
  4. O poder armado: Forças Armadas, Política Federal e Polícia Militar. Estão a reboque do poder central, mas sempre disponíveis para utilizar o poder da borduna contra os inimigos.
  5. O crime organizado e as milícias.
  6. Finalmente, os setores minoritários:
  • Sindicatos de trabalhadores.
  • Movimentos populares
  • Mídia alternativa
  • Setores da sociedade civil
  • Setores minoritários da Justiça
  • Consciências individuais que participam dos poderes anteriores.
Leia também:  TRF-4 rejeita suspeição de desembargadores que julgaram Lula

Em relação à correlação de forças, há uma frente fechada anti-PT, uma aliança tão intransponível, que tacitamente admite até a alternativa Bolsonaro, se for para evitar a volta de Lula.

Esse é um dado da realidade, que não será removido com o uso da fé. Historiadores já descreveram a marcha da insensatez que acomete nações e civilizações. O Brasil claramente atravessa um desses momentos, sem que uma massa crítica de racionalidade se interponha no caminho do desastre.

Enquanto essa frente tosca não for rompida, não se deve alimentar nenhuma veleidade de se impor em nome do estado de direito e da consciência democrática.

Restam as eleições, como tentativa de freada de arrumação.

Dentro de cada Poder existem as pessoas de bom senso percebendo a loucura. Mas não ousam colocar o pescoço para fora, temendo – com razão – serem alvos de represália. Daí a importância das eleições e de saídas que, se não forem o sonho ideal do eleitor, pelo menos represente uma redução de danos do futuro próximo.

Peça 3 – o que os russos irão fazer

Entendido isso, vamos a uma análise da estratégia de Lula, colocando os russos – o Poder – em campo.

Etapa 1 – a pré campanha

Já se tem os resultados aí.

Houve o absurdo da juíza da execução impedir até entrevistas de Lula, e não haver nenhum poder capaz de revogar o arbítrio.
Conseguiu-se, com isso, afastar Lula de qualquer articulação política. E, pior ainda, nenhuma liderança petista se habilitou a essas negociações.

Por outro lado, fortaleceu a imagem de Lula e a percepção da perseguição política a que está exposto. Além disso, manteve a união do PT, evitando a implosão do partido, que poderia se converter em um arquipélago de tendências e regiões, perdendo a noção de projeto nacional.

Leia também:  Debate sobre The Intercept destaca o papel do jornalista na defesa do interesse público

Etapa 2 – o 1º turno

Agora se entra na parte mais delicada, de definição da estratégia para o 1º turno.

O que se tem de objetivo:

  • Jair Bolsonaro mantendo seu índice de votação.
  • Geraldo Alckmin fazendo a liga entre o governo Temer, o mercado e a mídia, montando um arco de alianças que o deixará sozinho no campo da direita.

Aí entra o fator transferência de votos de Lula. Não se sabe quem será o ungido, mas em apenas 20 dias o eleitor terá que saber que ele é o indicado de Lula.

Haverá o seguinte desenho no período:

  • A PGR e a Lava Jato, em parceria com a mídia, soltando denúncias a torto e a direito contra o ungido.
  • A mídia tratando-o como corrupto e recorrendo a toda sorte de factoides, que não serão  eternos, posto que factoides, mas infinitos enquanto durar o 1º turno.
  • O PT com 90 segundos por dia para informar o eleitor quem é o candidato de Lula. E ainda dividindo votos especialmente com Ciro Gomes.
  • Blogs e portais independentes falando para o público de militantes e para os democratas dispersos.

Etapa 3– o 2º turno

Na hipótese do ungido passar para o 2º turno, haverá uma guerra mundial. A jurisprudência do Supremo, TSE, TRE e o escambau serão  confrontadas com o estado de exceção em vigor.

Etapa 4 – a pós-eleição

E, afianço, nem o algoritmo do Supremo ou do TSE terá muito trabalho, porque a maioria dos Ministros e juízes já faz parte da frente anti-Lula e votará com o que o Poder for determinar.

Peça 4 – a revisão da estratégia

Com o auxílio do tapetão, as possibilidades de um 2º turno com Alckmin e Bolsonaro é real. Há que se analisar, então, o segundo tempo da estratégia. Esse é o busílis da questão.

Na luta contra a droga, adota-se a política de redução de danos.

Leia também:  A farsa de Moro está nos autos; a alma, no Telegram, por Ricardo Amaral

Lula está fazendo a maior aposta da sua vida.

Não se pode dizer que Judiciário, Ministério Público, a própria Polícia Federal, sejam organizações homogêneas. Os abusos antidemocráticos cometidos contra Lula, as negociatas com o serviço público, a incapacidade de recuperação da economia, a volta do país ao mapa da fome, decorrem de uma aliança pontual cimentada pelo antipetismo, com um poder de represália capaz de demover as reações individuais internas em cada setor. Repito: o único fator de coesão desse banquete bárbaro é o anti-petismo.

Só se recuperará o caminho democrático se se romper essa aliança. E, aí, exigirá uma articulação que vá  além do PT, que seja multipartidária, e, mais que isso, suprapartidária.

Mais quatro anos do estilo Temer, aprofundado com a eleição de Alckmin, significará jogar definitivamente as forças democráticas no gueto, os movimentos populares na clandestinidade e os direitos sociais no lixo.

Prosseguirá a demolição de qualquer ponto de resistência, o próprio PT, sindicatos, governadores de oposição, imprensa independente, juízes independentes, procuradores que defendam direitos humanos e, especialmente, uma certa convicção democrática que começa a florescer internamente nesses poderes, fruto dos abusos reiterados de Temer e companhia.

O que está em jogo é o legado de Lula e seu próprio futuro político e seu papel na história. Se falhar nessa aposta de tudo-ou-nada, esquerda, centro-esquerda, forças democráticas estarão definitivamente fora do jogo. E Lula se tornará apenas um retrato na parede, lembrando os tempos em que o país parecia ter encontrado o seu destino.

Daí a importância de se analisar a política de redução de danos e compor a frente democrática antes que seja tarde. Mesmo que signifique o PT abdicar de um protagonismo que, por direito, deveria ser seu.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

242 comentários

    • Pois é, “há um morcego na

      Pois é, “há um morcego na porta principal”….. 

       

      O bode putrefato que ninguem quer ver, o que une todos esses antipetistas? Ou será que acreditam essa união é aleatória?

       

       

    • Frente democratica
      Gostaria de entender por que o Lula tem que abrir mão de uma luta solo p manter todos os ganhos sociais e políticos que tivemos até agora,para candidatos que se lançaram na expectativa de ocuparem um espaço político que nem vago ainda está. Ao invés de lançarem candidaturas avulsas p fortalecimento do seu partido deveriam estes se juntarem a Lula p restabelecer a democracia em nosso país.

  1. Bravo!

    Finalmente Nassif!  Ou a esquerda se une ou o próximo presidente foi definido dia 19/07 com o centrão apoiando o Alckimim. E todos sabem que o Alckimim, com a quela carinha de santo, sabe muito bem esmagar seus adversários. Fez e faz isso em São Paulo desde os anos 2000.  Será tão difícil entender que a melhor chance do próprio Lula é um candidato progressista se eleger?

  2. Tá por fora Nassif!

    Prefiro as análises do Augusto Almeida, vão para o segundo turno PT e PSDB, os únicos partidos que somam grande estrutura partidária com identidade ideológica.

    Com todo respeito, alguém acreditar em 2º turno entre Alckmin e Bolsonaro é desconhecer a realidade do eleitorado. Eles disputam a mesma faixa de eleitores, não há soma possível para 2 candidatos da direita no segundo turno. 

    Um candidato em um país com as dimensões do Brasil tem que ter estrutura, tem que chegar em cada cidade onde vai fazer campanha e ter uma rede de apoio, prefeitos, deputados, diretórios.

    A grande questão é o segundo turno, onde essa força anti petista vai atuar fortemente e tem grande chance de conseguir vencer.

  3. O que está em jogo não é o

    O que está em jogo não é o “legado de Lula”. O que está em jogo é a sobrevivência do Brasil como país.

    Eui escrevi algum tempo atrás que o Brasil é uma “grande e gorda galinha desprotegida”, só esperando aparecer o primeiro para se aproveitar. E os aproveitadores apareceram, se aproveitando de um dos maiores pontos fracos do país que é a estupidez e a falta de qualquer caráter da patética “elite brasileira”. Bastou comprar alguns juízes, colocar eles em postos-chave (acham que é coincidência ter apenas juízes criminosos nos cargos que deveriam revisar as “decisões” de Moro?), ameaçar outros (o brasileiro também é incrivelmente covarde), e comprar alguns políticos (que se vendem barato) para servirem de testa-de-ferro. Ah, e comprar alguns generais brasileiros, até agora eu não estou acreditando que os próprios militares brasileiros também estão à venda.

    O Brasil é uma galinha gorda, as raposas compraram o patético e esquelético cão que estava protegendo a galinha, e agora a galinha está rezando para que as raposas a deixem em paz. Se a galinha não liquidar as raposas, a galinha vai ser servida no jantar das raposas globais.

    • Xadrez da maior aposta de Lula

      -> Ah, e comprar alguns generais brasileiros, até agora eu não estou acreditando que os próprios militares brasileiros também estão à venda.

      ironia? e as malas de dinheiro do Kruel? pesquise sobre Dona Iolanda (os gorilas detestam isto). também sobre as “estranhas catedrais” do Brasil Grande da Ponte Rio-Niterói e da Transamazônica.

      como nunca tivemos uma Guerra Civil declarada, a História do Brasil é uma sucessão de subornos e traições. todos se venderam barato, ainda assim muito mais caro do que de fato valiam…

      vídeo: Quando Dolares Falam Mais Alto

      [video: https://www.youtube.com/watch?v=Ewf9SlvSYc8%5D

      .

  4. Acontece Nassif que Lula tem

    Acontece Nassif que Lula tem de 30 a 35% de votos. E isso porque o impedem de fazer campanha. Senão seria capaz de chegar a mais de 40%. AS forças progressistas sem o PT, chegam a 10%. Isso se o Ciro não fizer mais bobagens. Então quais forças deveriam se mover? as progressistas é claro. Deviam estar apoiando Lula incondicionalmente. 

    Bora, minha gente, bora apoiar o Lula!

     

  5. Tem uma coisa que eu nunca

    Tem uma coisa que eu nunca entendi nessa estratégia de Lula se manter candidato. Por que diabos ele precisa inviabilizar uma união dos demais partidos de esquerda, se sua candidatura é apenas uma anti-candidatura, cujo objetivo final é denunciar o estado de exceção e não vencer a eleição ? Lula pode ir com sua candidatura até o final mas pelo menos deixar os demais partidos de esquerda se unirem mas os movimentos da cúpula do PT é no sentido de inviabilizar uma frente alternativa de esquerda. E não é só em Pernambuco com o PSB que isso esta acontecendo, embora saibam que o partido jamais fará chapa com o PT por conta dos diretórios do sul e sudeste. O próprio PCdoB entendeu como uma ameaça a mudança de datas da convenção estadual do PT-MA para depois de feita a do PCdoB. A maneira como a coisa está acontecendo vai deixar cicatrizes dentro da esquerda para o futuro e isso é péssimo.

    De minha parte, acho que seja frente de esquerda ou frente ampla, isso não se constrói do dia para noite e nem em duas ou três semanas. Já se passaram mais de dois anos desde maio de 2016 e praticamente nada foi feito de concreto nesse sentido. E isso singifica que a esquerda irá fragmentda para a eleição. A questão é saber em que grau de fragmentação ela se apresentará. Há, no máximo, espaço para uma candidatura de esquerda que não seja a do PT, jamais três, nem mesmo duas embora eu tenho certeza de que aconteça o que acontecer o PSOL continuará com Boulos até o final. Enfim, durma-se com um barulho desses até outubro.

    Por fim, só gostaria de novo de voltar ao tema do pós-eleição. Isso é mais ou menos como aquela história no futebol de que o técnico ou é bestial (se ganha) ou uma besta (se perde). Se essa estratégia de Lula der certo e ele conseguir se eleger ou mesmo indicar um poste que governe por ele, dificilmente terá boas condições de governabilidade a não ser que haja uma surpresa jamais vista na eleição para o legislativo, no sentido de dar às esquerdas mais de 50% dos votos na câmara e até uma posição mais confortável no senado. Duvido que algo desse tipo venha a acontecer. Se chegar a 40% dos votos vai ser uma vitória e tanto. Isso se a estratégia for bestial. Agora, supondo que as coisas não saiam como o planejado e a direita ganhe a eleição, a derrota será a mais amarga de toda a história e jogará a esquerda numa luta interna com acusações de lado a lado com pouca possibilidade de resistência no futuro próximo. Na biografia de quem patrocinou a coisa, vão constar que foram bestas que não viram o óbvio (depois que acontece, tudo é óbvio). Para mim é muito claro que o preço a pagar pela derrota é muito maior do que a possibilidade de ganhos no melhor dos mundos e nesse caso uma estratégia agressiva de aposta é meio que se jogar no abismo imaginando como diria aquela música do Titãs que o acaso vai nos proteger.

    • Tá difícil entender que a

      Tá difícil entender que a candidatura de Lula representa o repúdio de algumas dezenas de milhões de brasileiros aos mafiosos que sequestraram o Brasil ?

      Mais importante que vencer a eleição é derrotar o projeto dos golpistas, pois a estrutura golpista não será desmontada (destruída) facilmente depois da farsa eleitoral de 07 de outubro.

      Mesmo Lula presidente (muito improvável), a luta contra os mafiosos perdurará por mais alguns anos (que não seja por décadas) .

      É fundamental sairmos vitoriosos mesmo diante desta provável derrota eleitoral. 

      Entendeu ?

      • Contraditório esse seu

        Contraditório esse seu raciocínio. Se a eleição não importa, por que a candidatura então ? Por que não apostar no voto nulo que aliás independente do prestígio do Lula vai ser enorme nessa eleição ? E principalmente, por que inviabilizar uma união alternativa de esquerdas ? Se o resultado da eleição não importasse, sequer a estaríamos discutindo aqui.

        E afinal de contas, o que é sair vitorioso ao final ? Seria colher 50% de votos ou mais na eleição para ela ser anulada logo em seguida por conta da lei do ficha limpa e refeita já sem Lula ? De que adiantaria isso ? Por um acaso o governo Temer cairia e assumiria um comando revolucionário ? Sinceramente, não vejo nenhuma estratégia elaborada de luta contra a agenda neoliberal para além da eleição. Muito pelo contrário, desde o impeachment, essa eleição se tornou o grande foco dos acontecimentos. Perceba que a própria candidatura Lula começa a ser discutida quando Dilma ainda era presidente, se não me engano já eleita para o segundo mandato mas sem assumí-lo ainda. Enquanto ela chamava Levy para assumir o ministério da fazenda, começou a se falar em Lula 2018 para manter a militância petista coesa.

        • 1) Se a eleição não importa,

          1) Se a eleição não importa, por que a candidatura então ? 

          Você lembra da anticandidatura de Ulysses Guimarães e do grande Barbosa Lima Sobrinho ?

          Pois é, as forças democráticas lançaram esta chapa na farsesca disputa do colégio eleitoral em plena ditadura em 1974 para conseguirem uma vitória política posterior sobre os golpistas fardados.

          LEMBRE-SE : TAMBÉM ESTAMOS SOB UMA DITADURA ( TOGADOS, BARÕES DA INDÚSTRIA E DA

          MÍDIA) 

          2) Por que não apostar no voto nulo que aliás independente do prestígio do Lula vai ser enorme nessa eleição ?

          Os dados ainda estão sendo jogados e é possível que aconteça a indicação política de voto nulo para a presidência da república para esta farsesca eleição .

           

          REPITO :

          a) AS VEZES UMA DERROTA ELEITORAL PODE REPRESENTAR UMA ACACHAPANTE VITÓRIA POLÍTICA 

          b)  A disputa eleitoral de outubro não provocará a derrocada definitiva dos golpistas, pois a gigantesca estrutura golpista só será desmantelada (destruída) com muita mobilização popular, e mesmo assim, levará vários anos .

          NÃO ESPERE MILAGRES NESTA FARSESCA ELEIÇÃO ! 

           

    • Enquanto Lula estiver preso o

      Enquanto Lula estiver preso o processo eleitoral brasileiro será uma farsa. Acha mesmo que algum candidato anti golpe vencerá e se vencer, por alguma barbeiragem da máfia golpista, deixarão ele governar? Se com Lula, com todo apoio popular que tem, fizeram o que fizeram, imagina o que farão com outros que ousarem a desafiar a globo e os ditames de Washington?

  6. Tudo muito bem, mas….

    Os mafiosos terão que aumentar substancialmente o efetivo de milicianos fardados para conseguirem aplacar a fúria de ao menos um milhão de rebeldes .

    Será que o governo federal e dos estados da federação conseguirão desembolsar recursos e organizar suas milícias fardadas ou em trajes civís para enfrentarem a sublevação de centenas de milhares de trabalhadores sem trabalho, sem teto, sem terra e sem esperanças ? 

    O FUNDO DO POÇO NÃO TERÁ FIM ?

  7. A historia nos ensina!!!

    Espero que haja um brecha no judiciario provocado por uma pressão que não sei de onde virá: Pressão popular!? Creio que pouco importa esse  movimento. Lembra Jucelino em 1968 que buscava ser o presidente, tinha a força popular e opinião publica a seu lado. Entretanto as forças, na ópoca militar e porque não do judiciário, o impediu. Até que em 1976 fosse assassinato. 

    Nossa esperança está em Lula ou seu poste e um congressitas eleitos mais a esquerda. Ou seja, tudo para dar errado…

  8. Ou seja…

    É hora de o cachorro aceitar ser abanado pelo rabo.

    Só que o que o cachorro não pode fazer, o rabo também não pode.

    Achar que o Ciro Gomes vai poder implementar o seu programa tranquilamente só por que não é petista, e o único cimento da frente anti-popular é o antipetismo, é um pouco meio muito. Pois eles não são antipetistas porque tem ódio ao vermelho ou às estrelas ou às letras P e T, ou ao número 13. São antipetistas por que são contra o programa político que o PT vinha implementando no país. Vai o Ciro Gomes tentar implementar um projeto político parecido… vai acabar tão odiado quanto o PT.

    E em questão de dias.

    Então não vejo muito bem como essa “política de redução de danos” vai reduzir algum dano. Vai é reduzir o redutor, isto é, transformar o Ciro ou na reencarnação do Lula, a ser destruído a qualquer custo, ou, píor, num reles judas, eleito para reduzir danos mas em seguida governando para maximizá-los, conforme exigido pelo “banquete bárbaro”.

    • Quem criou o sentimento

      Quem criou o sentimento antipetista foi a globo com uma pequena ajuda do restolho do pig. Pra ela criar um sentimento anticirista, antipsol, antiqualquercoisa é questão de dias. Os manifestoches rosnam quando falamos PT ou Lula, porque agem  como cães treinados. Mas a globo pode facilmente readequar o treinamento, basta trocando PT por PSOL e Lula por Boulos, por exemplo, que vai funcionar do mesmo jeito.

  9. O pragmático seria uma chapa Ciro-PT

    A democracia acabou Nassif, mas a redução de danos é de fato necessária. E ela passa por um governo nacionalista, forte, semi-autoritário, que jogue na retranca, como a Rússia de Putin, país que na década de 90 estava numa situação muito parecida com a nossa.

    E isso nem é para o país crescer, mas somente para recuperar um pouco da auto-estima e evitar o caos que seria Alkmin ou Bolsonaro, pois ambos vão aprofundar o neoliberalismo e o entreguismo, levando o país para o buraco da africanização.

    O único nome que pode (mas também pode ser que não) representar este governo forte e nacionalista me parece ser Ciro Gomes, mesmo que ele não seja muito confiável. Mas pelo menos ele fala sem pestanejar em retomar a Embraer e o pré-sal (isso é declaração de guerra contra CIA, EUA, Otan, ou seja, os padrinhos gringos do Golpe).

    A saída seria Lula se decidir por apoiá-lo já no 1o turno, agregando PCdoB e PSB numa chapa de esquerda. Ciro já tem boa posição nas pesquisas, estofo político e luz própria, além da simpatia de boa parte da classe média mais intelectualizada e ótima penetração no Nordeste (que, com o apoio de Lula o tornará imbatível lá). E sua rejeição aceitável.

    Com o apoio de Lula, Ciro certamente estaria no segundo turno. Que ainda assim seria uma guerra mundial. Outra vantagem é que, com Ciro, o discurso anticorrupção dificilmente pega, pois até agora ele passou ileso pela lava-jato da CIA & Moro.

    É hora das “esquerdas” pararem com não-me-toque. Ou é Ciro ou é nada.

    • Sonho meu, sonho meu…vai buscar quem mora longe…

      O candidato Ciro e os dirigentes do PDT conseguem agregar quantas lideranças sociais (MST, federações sindicais, associações estudantis, MTST, Favelas etc…) ?

      Então devemos acreditar que as fanfarronices do Ciro Gomes garantirão a sua governança diante dos líderes das milícias fardadas, os barões da indústria, da mídia e de outros golpistas apátridas ?

    • Acorda! O judiciário responde

      Acorda! O judiciário responde à Globo e não ao povo, que por sinal não está nem um pouco mobilizado. Se o Golpe se aprofundar, a resistência popular será pífia.

    • Marquinho, conta pra nóis, tô curioso

      O Judiciário, mediante “pressão insuportável e insustentável”, vai pegar as condenações do Lula em primeira instância e segunda instância e fazer o quê? Rasgar? Dizer que não valeu? “Foi malz aê? 

      Quantos anos vc tem? Doze? 

      • Vou te dizer minha idade.

        Eu estou naquela idade em que não me incomodo mais com opiniões divergentes da minha, mas as respeito, além de exigir respeito também.

        E você? Quantos anos tem?

  10. Eleições

    Não vamos substimar a capacidade do PT de prever o futuro:

    -Desde da morte do Eduardo Campos(quase tambem foi a Marina),vem se travando uma batalha para tirar  a esquerda do poder,

    -A direita tinha como certa a Vitoria de Aesio;

    -Perdeu,

    -Começou uma longa guerra,com ajuda dos estados controlados pelo Centrão,PSDB,PMDB,DEM,etc,parou as obras,aprofundando a crise;

    -Lava-jato não parou,se aprofundou,

    -A Dilma resistiu ,ficou muito tempo,a banca nas desistiu,apostou,(quando consegui o poder,o Brasil estava quebrado),

    -Os primeiros Leilões de empresas Brasileiras a China levou,levando o Senador Serra levar uma chamada do Governo Americano,colcando ele a margem do processo,

    -A justiça tinha que manter aparencia de que a justiça estava trabalhando normalmente,

    -A Lava Jato atinge em fogo amigo o PSDB,

    -Temer e liquidado pela sua trajetoria e leva os seus apoiadores junto,

    -Eleição de Doria em São Paulo,deu uma ideia falsa de que a esquerda estava liquidada,

    -Direita desesperada,testa condidatos bionicos,Huck,Silvio Santos,não tem condidato,

    -Lula lider nas pequisas,unica solução prender,

    -Lula preso continua lider,

    -O PT sabe que vai ficar preso ate Dezembro,mas tem um caminho que o proprio Lula disse em um comicio,”O Lula só perde para o Joaquim Barbosa,”

    -Joaquim Barbosa se filia ao PSB,na hora que o Lula estava sendo preso,por sinal “Ultimo Dia”

    -De saida já deixou toda direita de fora,mas suspende sua candidatura para sair do tiroteio,

    -HADAD começa a trabalhar um plano de governo baseado nas ideias de Joaquim Barbosa,

    -Em 22/07?20018,a folha noticia que PSB insiste que Joaquim Barbosa seja seu candidato da Presidente,

    -Alkemin se junta ao Centrão comandado por Temer/Cunha,vai perder,

    -No dia 13/08/2018 PSB e PT anuciarão sua coligação,trajetoria interrompida.

    -Teremos um Jurista como Presidente.

     

  11. Eleições

    Não vamos substimar a capacidade do PT de prever o futuro:

    -Desde da morte do Eduardo Campos(quase tambem foi a Marina),vem se travando uma batalha para tirar  a esquerda do poder,

    -A direita tinha como certa a Vitoria de Aesio;

    -Perdeu,

    -Começou uma longa guerra,com ajuda dos estados controlados pelo Centrão,PSDB,PMDB,DEM,etc,parou as obras,aprofundando a crise;

    -Lava-jato não parou,se aprofundou,

    -A Dilma resistiu ,ficou muito tempo,a banca nas desistiu,apostou,(quando consegui o poder,o Brasil estava quebrado),

    -Os primeiros Leilões de empresas Brasileiras a China levou,levando o Senador Serra levar uma chamada do Governo Americano,colcando ele a margem do processo,

    -A justiça tinha que manter aparencia de que a justiça estava trabalhando normalmente,

    -A Lava Jato atinge em fogo amigo o PSDB,

    -Temer e liquidado pela sua trajetoria e leva os seus apoiadores junto,

    -Eleição de Doria em São Paulo,deu uma ideia falsa de que a esquerda estava liquidada,

    -Direita desesperada,testa condidatos bionicos,Huck,Silvio Santos,não tem condidato,

    -Lula lider nas pequisas,unica solução prender,

    -Lula preso continua lider,

    -O PT sabe que vai ficar preso ate Dezembro,mas tem um caminho que o proprio Lula disse em um comicio,”O Lula só perde para o Joaquim Barbosa,”

    -Joaquim Barbosa se filia ao PSB,na hora que o Lula estava sendo preso,por sinal “Ultimo Dia”

    -De saida já deixou toda direita de fora,mas suspende sua candidatura para sair do tiroteio,

    -HADAD começa a trabalhar um plano de governo baseado nas ideias de Joaquim Barbosa,

    -Em 22/07?20018,a folha noticia que PSB insiste que Joaquim Barbosa seja seu candidato da Presidente,

    -Alkemin se junta ao Centrão comandado por Temer/Cunha,vai perder,

    -No dia 13/08/2018 PSB e PT anuciarão sua coligação,trajetoria interrompida.

    -Teremos um Jurista como Presidente.

     

  12. Posto que a situação é tão

    Posto que a situação é tão grave, por que uma aliança Ciro-Haddad enfrenta tanta resistência, principalmente por parte do PT? Não sabem que o futuro do próprio país é que está em jogo?

    Será que não perceberam que Alckmin na presidência significa que Lula vai morrer na  cadeia? A mesquinharia política vai chegar a esse ponto? Destruir o país e o próprio partido?

  13. Ao contrário de alguns

    Ao contrário de alguns sonhadores não acredito na possibilidade de Lula ser eleito “sub júdice” e conseguir assumir. O Estado de exceção vai impugnar, e seu nome não estará na urna. 

    O slogan “Lula ou nada” para mim, noves fora os sonhadores, serve para manter a militância coesa e disposta e a maioria dos eleitores vendo Lula como a saída. Apesar de preso esse votos contra o governo Temer não foram para Bolsonaro, Marina e nem Ciro. No máximo foram para branco e nulo.

    Acho que a esratégia, concordando-se ou não, tem dado certo. O fato do Lula na cadeia, sem dar entrevista, ter mais votos que todos os outros juntos, mostra que sua força política e eleitoral não diminuiu em nada, pelo contrário.

    Há pesquisas que mostram que quando se informa que Haddad é o candidato do Lula, ele sobe de 2% para mais de 10%. Passa Marina, inclusive e iria disputar com o Bolsonaro o segundo turno.

    Eu sinceramente acho que essa união da direita, a adesão do centrão ao Alkimin foi pior para o Bolsonaro do que para o PT. Todos sabem que na hora H só um candidato pode ser o anti-Lula. Acabaria acontecendo cedo ou tarde.

    Agora, pegando a metafora do Nassif, tem que combinar com os russos. O centrao encorpou o Alkimin. O pig e o mercado estão celebrando, mas e os russos, no caso os eleitores? Porque eleitores passarão agora a migrar para o tucano? A máquina? A TV? serão capazes de tornar o xuxu um campeão de votos? Sendo ele assossiado ao goveno mais impopular da história?

    Alkmin e Bolsonaro no segunto turno não vejo como. O que vejo é um movimento para o tucano estar no segundo no lugar do capitão. Xuxu só consegue se recuperar votos que perdeu para o boçal.

    Tudo leva a crer que o outro será um candidato apoiado por Lula. Ou então se Marina surpreender dessa vez para valer. 

    • tava indo tão bem  ..até

      tava indo tão bem  ..até lembrar da MARINA que praticamente nem partido tem

      Vale observarmos os indices de rejeição ao PSDB e Alckimin  ..já que BOZOnaro esta sendo fritado à luz do dia pelos golpistas (sendo descartado mesmo como opção aceitável  ..a mensagem esta FORTE e clara)

      • ôpa, não elogiei a Marina!

        ôpa, não elogiei a Marina! Cruz credo! Apenas aventei a hipótese pouco provável, dela dessa vez conseguir sair do lugar de sempre. Talvez isso possa acontecer se o Alkimin não decolar apesar disso tudo, tempo de tv e etc.

        Aí é provável que o golpe resolva apelar para a Osmarina. Se a direita adotá-la como o anti-PT aí sim é um perigo, pois ela é escorregadia, mais dificil de assossiá-la ao governo Temer

  14. Discordando do Nassif em Alguns Pontos

    Discordo do Nassif onde ele diz que “mesmo que signifique o PT abdicar de um protagonismo que, por direito, deveria ser seu”.

    O PT não chegou ao poder sozinho nem se manteve no poder sozinho. Alguém imagina o Lula ganhando em 2002 sem apoio do PDT, PSB e PCdoB ? A Dilma ganharia em 2014, por parca margem, sem apoio do PDT, PSB e PCdoB? Que direito é esse do PT de ser protagonista? Até os mais limitados intelectualmente sabem que ela não ganharia.

    Ressalte-se que devassa feita pelo Temer mostrou que o PSDB, o P-S-D-B tinha mais cargos comissionados federais no Governo Dilma do que o PDT, partido sempre aliado e de tamanho grande. Se isso não é incompetência e desleixo para com o poder, não sei o que seria. E ainda dizem que não sabem como foram golpeados tendo o PSDB na máquina federal junto com um “Centrão” de dar medo.

    A verdade é que o Lula apontou por duas vezes o dedo para uma incompetente governar o país dele, a vida dele e o futuro dele. Deu no que deu!! A Dilma foi avisada em 2013 por Putin e Erdogan que aquelas manifestações eram o aprontamento de um golpe sob os velhos e conhecidos moldes das Primaveras Árabes. Ela não fez nada contra isso. Muito pelo contrário, golpeada, correu para dizer que nunca imaginara ter que lutar novamente contra um golpe na sua vida. Previamente avisada por Putin e Erdogan, das duas, uma: ou ela é uma completa retardada mental, ou é muito esperta ao ponto de contar com que o eleitorado esquerdista seja composto por um bando de imbecis. Confesso que não sei qual é a dela.

    O ano de 2018 do Lula será o ano de 1954 de Vargas. O Lula tem um só tiro para sair da vida e entrar na História: apontar o dedo para o ganhador da Eleição, essa pessoa tomar posse e conseguir governar contra JF, MPF, PF, Congresso, TCU, Globo, FIESP, Mercado, MBL, partidos de oposição… todos juntos vetorizados contra.

    Errando o tiro, todo o passado dele poderá ser esquecido tanto pelos livros de História direitistas quanto pelos esquedistas, entrando para a eternidade como o Presidente que fez um ótimo governo durante dois mandatos, indicou e reindincou uma incompetente e ainda ao final arruinou o futuro do país numa estratégia tosca, egoísta e suicida. 

    O Lula e o PT fracassando, não duvidem de que jogarão a culpa num outro qualquer, provavelmente no Ciro por “estar dividindo a esquerda”. Como dizia Napoleão Bonaporte, os soldados incompetentes motivados são os piores: fazem tudo da própria cabeça por terem pouca instrução, não ouvem ninguém e quando dá errado jogam a culpa nos outros.

    Pois então que ao final o PT se abrace ao seu direito de protagonismo… do caos e do fracasso.

     

    REFERÊNCIAS:

    https://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2016/05/devassa-ordenada-por-temer-frustra-planos-de-cortes-no-funcionalismo-6394.html

    http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/06/05/haddad-dilma-e-lula-foram-alertados-por-putin-e-erdogan-sobre-protestos-de-2013/

    https://www.cartacapital.com.br/politica/dilma-201cnunca-imaginei-que-seria-necessario-lutar-de-novo-contra-um-golpe201d

     

  15. Penso que as eleições desse

    Penso que as eleições desse ano fiquem concentradas em três candidatos: Bolsonaro, Ciro (para mim não é carta fora do baralho) e Lula ou seu preposto.

    Nassif, segunto turno entre Bolsonaro e Alckimin, caso o tucano ganhe, ficará evidente que as eleições estão fraudadas, lembrando muito a República Velha. Oras, é quase certo nesta situação, Bolsonaro seja favorecido pelo voto de protesto.

    E também falta o lado de lá combinar com os russos. Mais um governo no estilo temer, não existirão forças armadas, policias, o diabo à quatro para segurar a revolta popular, que possivelmente vai acontecer. Desemprego,  violência, inflação (olha ela aí), educação e sáude precárias, falta de perspectiva, são ingredientes que estão aí sendo misturados nesse caldo. A paralisação dos caminhoneiros é uma prova de como as coisas fogem do controle, temer e sua quadrilha foram colocados de joelhos. 

    O judiciário com o moro (um pau mandado como ficou evidente no episódio do habeas corpus de Lula), vão se mandar ao primeiro sinal de convulsão social.

    Provável que o próximo governo não termine o mandato.

    Dias mais nebulosos se aproximam.

     

  16. Única estratégia

    A estratégia é única. Inscrever Lula em 15 de agosto e entrar como todos os recursos para manter a candidatura. Em torno disso, realizar várias mobilizações populares que defendam a candidatura. Os especialistas em direito eleitoral garantem que com os usos dos recursos o nome de Lula será mantido por pelo menos trinta dias e existem chances significativas do seu nome, mesmo com a impugnação, ser mantido na urna. Outra linha em paralelo é soltar Lula. Toffoli tem que ter firmeza de espírito para colocar os ADCs em pauta e com a soltura de Lula ele elege até um poste, caso ocorra a decisão irreversível da impugnação.

      

     

  17. Também faltou combinar com a realidade
    Estou falando da excelente crônica que, apesar disto, também não passa de uma visão. Pois para mim nada afetará mais o lugar de Lula na história. Porque este lugar foi construído com fatos, conquistas que não podem ser apagadas. Para se ter uma ideia, nem o massacre dos últimos cinco anos conseguiu apagá-las.
    Na minha opinião a candidatura de Lula é o único caminho que existe, simplesmente porque o golpe não vai permitir nenhuma outra alternativa à esquerda. Tolice é pensar que pseudo uniões poderão dar a vitória a outro que represente algum risco à agenda do golpe.
    Infelizmente não há caminho num estado de exceção, só há farsa. A luta por Lula vai além da eleição e é isto que muitos não entendem.

  18. É Lula Presidente

    Nassif falou, falou para tentar demonstrar que Lula é o vilão da história e que por culpa dele a direita irá tomar o poder.

    Pela primeira vez em 15 anos o PT voltou a fazer política e o faz corretamente.

    Abdicar da defesa do direito de Lula neste momento é ser conivente com o inimigo.

    Ciro, por outro lado, só fez merda nesta campanha. Falava mal das alianças do PT e saiu correndo atrás do DEM…

    Ciro com seu ego inflado, é uma piada.

    #HaddadNoGovernoLulaNoPoder

  19. Se Lula e o PT forçarem um

    Se Lula e o PT forçarem um protagonismo, vão levar a esquerda à derrocada final. 

    Não se unir com Ciro Gomes agora é não ter grandeza histórica. As pautas do PT e do Ciro são historicamente próximas, todos sabem. A diferença é mais de retórica do que de método. 

    Há de se ter neste momento muita disciplina, muito esforço para torpedear a candidatura de Alckmin, mostrando exatamente aquilo que ela é: entreguista, fisiológica, corrupta etc.

    Em 2014 o PT bombardeou, aniquilou a candidatura de Marina. Cabe agora fazer o mesmo com a de Alckmin para forçar um segundo turno entre Ciro Gomes e Bolsonaro. Só aí a centro-esquerda tem alguma chance.

    • Excelente comentário!

      Este comentário merecia ser promovido a post, lavou a minha alma. 

      Talvez, a única chance de Bolsonaro ou Alckmin não ganharem, será Ciro ir para segundo turno. Entre Bolsonaro e Ciro, o medo da ditadura vai dar maioria a Ciro, com votos de esquerda e direita.

      E entre Alckmin e Ciro, o voto das esquerdas ( que rejeita o neoliberalismo tucano ) e o voto da direita que rejeita a mala de dinheiro dos tucanos, dará vitória a Ciro também. 

      Se deixarem este cavalo encilhado passar, ele nunca mais voltará e poderemos nos preparar para uns 20 anos de governos ultra neoliberais. 

  20. Quanta imaginação! Com todo o

    Quanta imaginação! Com todo o respeito, detesto matérias assim, que colocam “os planos de fulano” como se o fossem mesmo e não simplesmente uma coisas que VOCÊ pensou sobre o que devem ser esses planos. Ora, se coloque no texto! 

    Análise de conjuntura complexa, num momento de grande incerteza em que nem direita ou esquerda, nem mesmo os próprios envolvidos, ou Lula ou a Justiça sabem exatamente o que vai acontecer, aí você vem e coloca umas “peças” definidas, passos lógicos futuros baseados em achismo, com apoios e adversários que nem estão assim tão consolidados e nem são imutáveis, depois mistura com uma escrita meio “””poética”””, nem conclui a metáfora do xadrez e bota ainda uns gráficos dignos de Dallagnol da vida, só faltou as flechinhas. Vergonha de ver artigos medíocres assim, especialmente por concordar com a conclusão mas não com a maneira como a desenvolve. Nós somos melhores do que isso!

     

    Sou de esquerda, sempre fui e sempre votei no PT. Esse ano votarei em Ciro, com toda a certeza, com ou sem Lula. Não por nada a não ser de que o projeto que ele tem pro Brasil me parece muito melhor (quer mais motivo do que isso?) e quem procurar saber com detalhes vê que contempla todas as causas sociais ou políticas afirmativas de que precisamos, de maneira bem clara, realista, diplomática, mediadora. Embora parte da esquerda queira pintar ele como de direita isso ele nunca foi e recomendo no youtube a entrevista dele no Na Sala do Zé. E também a entrevista dele para a UOL de 2011 em que fala de Cunha, Temer, desafios econômicos para a Dilma, etc, prevendo o golpe com antecedência.

     

    Além disso concordo com a leitura de Ciro de que o PT se contradiz, pois diz que é golpe judiciário mas continua recorrendo e seguindo o rito, esperando que as coisas se ajeitem, mas denunciando como perseguição ao mesmo tempo. Assim ficamos de mãos atadas. Não adianta o Lula sair e se eleger, mesmo com muito amor de seu eleitorado, se ele é veemente rejeitado e tomado por bandido por outra grande parte da população. Presidente é presidente de 100% dos brasileiros, sim, até os de direita. Lula não teria descanso como presidente. Pense em qualquer movimento com relação a soltura/prisão de Lula e você vai ver a população apaixonada denunciando a conspiração dos apoiadores/perseguidores de Lula. Em outras palavras, enquanto está preso, está “sendo perseguido” segundo alguns e “no lugar que deveria” segundo outros. Se for presidente estará “onde deveria estar” para alguns e “sendo um bandido que tomou o Brasil” para outros. Não importa provas ou opinião de especialistas, isso é facilmente rejeitado como movimentos políticos e não técnicos. Penso que a solução para o Lula é só o tempo, quero vê-lo solto, mas acho que não é a hora de ele ter protagonismo não, infelizmente, embora não goste, a sociedade brasileira tem mais com o que se preocupar (economicamente, institucionalmente) para se arriscar com mais essa divisão.

     

    Curioso que em 2014 tivemos 51% Dilma, 49% Aécio, por um ventinho poderia ser o contrário. Nos EUA foi tão acirrado quanto em 2016. E na Inglaterra o Brexit também ficou nessa margem. Resultado? Ingovernabilidade seguido de golpe aqui, crises institucionais e polêmicas inflamadas sobre Trump e Hillary, e agora o Brexit cheio de problemas também. Apostar em “ganhar primeiro para depois resolver as coisas” é péssimo. Penso que Ciro é o único que pode ter o pulso firme e o compromisso com o povo para resgatar os valores das instituições brasileiras, o que inclusive culminaria em ânimos menos exaltados ao redor de Lula e portanto pavimentando o caminho para que a justiça seja feita. Este caminho não está pronto ainda não, não adianta forçar sua soltura por malabarismo, por mais que eu tenha convicção na honestidade do ex-presidente.

    • Prezado
      além de assinar meu

      Prezado

      além de assinar meu nome completo, tenho acesso a pessoas que privam da intimidade de Lula e o que eu digo reflete exatamente o que Lula pensa. Limite-se a questionar mínimas hipóteses, não minhas premissas.

      • Caro Nassif,
         
        Não mudaria

        Caro Nassif,

         

        Não mudaria minhas palavras, mas agradeço sua resposta e esclarecimento. Faço a ressalva de que ainda que talvez tenha sido duro de mais, crítico apenas aqueles em quem confio podem tomar esta crítica de modo construtivo. A intenção é sempre de melhorar o debate.

        Abraço!

  21. O PT e as esquerdas sairão fortalecidos nestas eleições

    O processo de impeachment contra Presidenta Dilma Rousseff revelou aos eleitores as forças conservadores que se elegiam nas alianças com PT, e a votação da reforma trabalhista mostrou quem está do lado e contra os trabalhadores do campo e da cidade.

    Mesmo que ocorra uma derrota na disputa presidencial, o PT deve sair fortalecido como principal representante dos trabalhadores, e será em torno do PT que se construirá a resistência a um eventual governo de direita.

    Precisamos lembrar que deste dos tempos de Brizola que o PDT disputa com PT a liderança dos trabalhadores, o que torna improvável uma aliança entre os dois partidos no primeiro turno, apesar de desejável.

    Com a expansão da internet e dos telefones celulares, definitivamente a formação de opinião não se desenha mais como uma pedra jogada no lago, e a classe média não é mais um propagador eficiente na formação da opinião, muito pelo contrário.

    Com a guerra de protecionismo entra EUA e CHINA, com a zona do Euro prestes a entrar nesta disputa, as empresas no Brasil dependerão do fortalecimento do mercado interno para manter os lucros, e o PT é única solução neste sentido atualmente.

    Apesar de estarmos para por um período de franqueza intelectual por todos os lados, o confronto social não desejado por nenhum dos lados.

    A classe média já não tem mais esperança que o PSDB possa derrotar o PT nas eleições, e mudou com mala e cuia para o lado de Jair Bolsonaro, na esperança de impedir uma melhor distribuição de renda e manter o privilégio de não realizar as tarefas domésticas, contratando empregados e empregas domésticas por baixíssimos salários.

    Este cenário deixa muitas poucas opções para trabalhadores do campo e da cidade, principalmente depois do apoio do centrão ao candidato do PSDB, reunindo quase todos que votaram a favor do impeachment da Presidenta  Dilma Rousseff, a favor da Reforma Trabalhista, e que vão votar a favor da reforma da previdência caso eleitos.

    Estamos caminhando para uma disputa eleitoral muito franca do ponto de vista ideológico, o que favorece os trabalhadores do campo e da cidade que deverão votar em massa no PT, de deputado a Presidente.

    • Se perderem a eleição sem ao
      Se perderem a eleição sem ao menos ter tentado a União das esquerdas, o PT será responsabilizado pelo fracasso. E estará morto. Cabe ao PT o maior partido tentar viabilizar está União. E não acredito q a votação sera em massa no PT, basta ver como está as pesquisas para os candidatos aos governos de estado. Em São Paulo, Tocantins, Rio de Janeiro, Santa Catarina e até em Minas

      • não dá mais tempo para o PT

        não dá mais tempo para o PT fazer algo do gênero, eu também achava isso.. agora é tarde, o PT perdeu completamente o protagonismo no processo..

      • ” O PT ESTARÁ MORTO” “O PT ESTARÁ MORTO” O PT, O PT…

         

        Você ( e outros inúmeros comentaristas deste blog ) não está sozinha ao fazer esta ridícula profecia, desde o século passado esta frase é repetida exaustivamente por :

        Collor

        Ricardo Noblat

        Bonhausen

        Dória

        FHC

        ACM’s

        Artur Virgílio

        Miriam Leitão

        Moreira Franco

        Roberto(s) Marinho

        Eduardo Cunha

        Catanhede

        Frias

        José Serra

        Moro

        Carlos A.Sardemberg

        Alckimin

        Alexandre Graxinha

        Dallagnol

        Aecio Neves

        Merval Pereira

        Civita’s

        Gilmar Dantas

        Gerson Camarote

         

        • No Centrão do PT é baum

          O Ciro queria o apoio do Centrão, mas não baixou a calças para eles tal como Lula e Dilma o fizeram em 2014. O PT foi sim com o chamado Centrão para as eleições de 2014, sem o qual teria certamente perdido para um playboy cheirador. Alás, o Centrão só existe daquele tamanho por causa da incompetência do PT. Onde já se viu o PSDB ter mais cargos comissionados do que o PDT?!! E tem mais, sem PDT e sem PSB o PT também teria perdido.

          Ao menos duas coisa de bom advirão se a esquerda perder em 2018 ou, ganhando, o poste da vez não conseguir governar: poderemos todos (direita e esqueda) zoar com a cara dos petistas que afundaram o país primeiramente colocando uma incompentente por duas vezes no poder e depois se dando mal no contra-golpe em 2018/2019. Outra coisa é que vamos ver vários petistas sendo caçados como animais pelo MPF, PF e JF.

          O bom de o PT evocar para si o protagonismo é que quando der merda, todo mundo saberá quem culpar.

           

          • Pois é.

            Aliás, essa história toda das eleições de 2018 lembram muito o impeachment. O PT sabia que ia perder, a blogosfera sabia que ia perder, mas alimentavam a insana militância com frases de efeito. Agora é a vez do Lula ou nada… vai dar no nada….

      • O Ciro Gomes é Tasso

        O Ciro Gomes é Tasso Jereissati; o Tasso não é necessariamente o Ciro. Em outras palavaras: pise no pé do Tasso e quem vai gritar de dor será o Ciro; pise no pé do Ciro que o Tasso nem tchum. Já vi a metralhadora nervosa de Ciro atingir quase todos os políticos, mas nunca o Tasso. 

      • Estou com Analú

        Em verdade Nassif, de tempos em tempos você aparece com este debate, dando ares de estadista a quem não merece, como Ciro neste caso, que é uma candidatura avulsa de sim mesmo, vestendo roupagem dferente (já são 7 partidos onde “militou”). Também, anos atrás este blog colocou a imagem do Aecim como se grande coisa fosse. Entendo a importância do debate, mas, neste caso não acho correto colocar o maior lider do Brasil como subalterno a nanicos oportunistas. Se quer unidade, conclame esse povo para apoiar Lula

        Gosto deste blog e de você, mas estou com Analu nesta crítica, relativa ao fato de você trazer este tipo de balão de ensaio, num momento em que a opção do Alckmin e do centrão em nada afeta ao PT e a sua estratégia, mas apenas ao Ciro. 

      • Nesses tempos em que o

        Nesses tempos em que o pessimismo arrisca tomar conta de nós o Ciro parece ser a última opção que resta, o verdadeiro abraço dos afogados.
        Mas existe um problema muito real nesse cálculo (ou seja, ceder a cabeça de chapa a qualquer outro partido): nessa eleição curta com pouco tempo de televisão (mesmo aliando toda a esquerda) e com Lula incomunicável a transferência de votos é muito mais fácil mantendo o número do PT.
        Também desconfio que a eleição será quente nos tribunais (nos bastidores, principalmente), mas para a população será abatimento e desilusão semelhante à copa. Mais importante ainda manter o 13.

  22. Lula está na casa dos
    Lula está na casa dos 35%.
    Seu poste chega aos 20% segundo o Ibope.

    Do outro lado Alkimin tem 6% , Bolsonaro tem 17%.

    Estamos a pouco mais de 2 meses das eleições.
    Sinceramente, não acredito que o Alkimin/Temer consiga 14% de votos da direta para passar para o segundo turno junto Bolsonaro. Até porque, dividem o mesmo eleitorado da direita.

    Tempo de TV para quem não tem nada para dizer, atrapalha mais que ajuda. Não tem como Alkimin se afastar do Temer.

    Acho que a briga no primeiro turno vai ser entre Alkimin e Bolsonaro.

    No segundo turno será outra eleição. Não tenho dúvidas que o canditado do Lula terá dificuldade com Bolsonaro ou Alkimin.

    Acho que as chances mariores do candidato do Lula é ir para o segundo turno é com Bolsonaro.

    Se Lula estiver na disputa as chances de levar no primeiro turno são grandes.

    Apesar de tudo ainda acredito no imponderável.Quem sabe uma solução Teori não aparece no meio jurídico.

    Não tem jeito , vamos ter que aguardar o resultado do primeiro turno. As chances do candidato do Lula está no segundo turno, são maiores que Alkimin e Bolsonaro estarem no segundo turno.

  23. Os mais pobres, telefone celular e internet
    Com os telefones celulares mais baratos não se pode ver vídeo, caso contrário o aparelhos fica muito lento ou trava.

    Falar nas ligações de telefone nem pensar, nem por aplicativos de mensagens, já que também travam o parelho e ligações pela cia telefônica são muito caro, e travam o bolso dos mais pobres.

    Resta as mensagens escritas e as mensagens de voz.

    A primeira faz os mais pobres lerem e a escreverem com uma frequência nunca vista, daí para ler notícias nos sites da internet é um passo.

    As mensagens de voz são quase que um discurso político, principalmente quando há divergências.

    É mais uma revolução silenciosa.

  24. Autismo
    Após ser deflorada em seus soturnos passeios nos rincões ermos do convento, a pobre carmelitana insiste em peticionar uma audiência com vossa santidade para arrostar pureza e recato em sua tara por uma futura canonização. Essa é a atual condição do PT e seus acólitos, que em plena síndrome de Estocolmo, tornam-se crédulos em espasmos de republicanismo praticados por seus algozes. O messias desta pátria não aceita o seu martírio pois converteu-se no alter ego dos enxadristas que destinaram-lhe um ruidoso silêncio obsequioso. Resta saber,se sucumbirá com a mão na cumbuca

  25. Não se iludem .Acabou a fase paz, praia, amor, samba e futebol .

    O mundo está convulsionado e o Brasil não sairá ileso nesta grande conflagração.

    O golpe não será derrotado apenas com a (improvável) vitória da esquerda em outubro .

    O gigantesco aparelho golpista incrustado em todos os poderes da nação só será derrotado (aniquilado) com muita mobilização popular e até conflitos com muita violencia física .

    O jogo será brutal, são bilhões, trilhões de dólares e a sobrevivência física de centenas de golpistas que serão definidas nos próximos anos .

     

     

  26. Política
    Será que estou errada de achar que Lula e PT, devia deixar de se achar o último biscoito do pacote e lembrar que nos jogou nesse caos? Chamar p um entendimento entre os partidos de esquerda e retribuir o apoio que Ciro Gomes sempre deu a ele e Dilma, seria o mínimo que ele deve fazer.
    Minha admiração virou um sentimento mt ruim por Lula, exatamente por se achar demais.
    Acorda cara, pensa nas merdas que fez.

  27. APOSTAS DESASTROSAS x OPÇÃO ESTRATÉGICA

    O artigo em tela aborda uma questão essencial, que é o fator tempo.

    A atitude do PT ao rejeitar a formação de uma frente ampla de esquerda é uma aposta de alto risco, conforme alerta o texto em apreço, e implica no risco iminente de gerar consequências adversas potencialmente desastrosas.

    O equívoco da postura adotada pelo PT é agravado pelo fato de que a nova duração da campanha eleitoral será exígua, de modo que o tempo para fazer chegar aos eleitores o conhecimento do nome do candidato apoiado por Lula tem que ser ampliado, e a única maneira de fazer tal ampliação é divulgar a escolha sem demora.

    Por outro lado, a insistência do PT na opção insana de registrar a candidatura de Lula para disputar a presidência nas eleições de 2018 é incompatível com a realidade dos fatos, visto que é evidente a existência de uma forte tendenciosidade da jostiça, pressionada pela mídia hegemônica e pelas elites predatórias para negar a qualquer preço os direitos do líder petista.

    Portanto, a proposta de registro oficial da candidatura de Lula à presidência pode por tudo a perder, na hipótese de vir a ser impossível registrar uma outra chapa. E, mesmo na hipótese de posterior oficialização de um substituto, o tempo para divulgar o novo nome seria ainda mais exíguo, o que tenderia a reduzir a transferência de votos.

    Além disso, o dano mais grave da aposta petista na manutenção da candidatura de Lula é o risco crescente de vir a ser inviabilizada a eleição de uma maioria parlamentar que tenha real compromisso com a soberania democrática.

    O PT se mostra dominado por uma visão distorcida e estreita, incapaz de adotar postura coerente diante do fato, óbvio, de que vencer a eleição presidencial sem eleger uma base parlamentar sólida seria repetir a trajetória vista em 2015 e 2016.

    Neste sentido, salta à vista o grave equívoco evidenciado na intransigência do PT contra a formação da frente ampla de esquerda, bem como na rejeição do clamor pelo debate acerca da construção de uma plataforma política para nortear a campanha eleitoral e embasar o programa de governo a ser proposto a toda a sociedade.

    A declaração de intenções contida no documento recentemente divulgado pelo PT, que tem o título Plano Lula de Governo – 2018, pode vir a ser um primeiro passo no rumo da construção da plataforma política apta a viabilizar a formação da frente ampla, desde que resulte no início de um debate com as organizações representativas da sociedade civil, tais como partidos, sindicatos, associações e movimentos sociais.

    Para a conscientização do eleitorado, da qual depende a eleição de maioria parlamentar confiável, é necessário o debate amplo acerca de uma plataforma política que contenha a especificação das medidas concretas a serem adotadas a fim de restaurar a democracia constitucional, sanear a economia, e preservar os direitos sociais.

    E a eleição de maioria parlamentar confiável é imprescindível para permitir o efetivo funcionamento do novo governo, a ser eleito com base na defesa eficaz dos legítimos anseios da população, bem como para resgatar o pleno respeito aos princípios jurídicos consagrados pelo Estado Democrático de Direito, de modo a impedir a continuidade de aprisionamentos inconstitucionais e reverter condenações sem provas.

    Nesta medida, o debate acerca da plataforma política que deverá embasar a formação da frente ampla de esquerda é o caminho adequado para superar as pretensões personalistas e viabilizar a definição de candidaturas que tenham firme compromisso com o projeto de soberania popular. Por esta via, as propostas concretas de políticas de governo serão os elementos aglutinadores dos diferentes segmentos da sociedade, e as lideranças que hoje são vistas como concorrentes entre si aos cargos de presidente e vice, passarão a somar forças através de potentes candidaturas ao congresso nacional.

    • Lula foi o melhor presidente
      Lula foi o melhor presidente de nossa história, tirou 30 milhões da pobresa/miséria, e tem analista tosco preocupado com carguinhos.
      A única opção digna e honesta da esquerda é se unir em torno de Lula. Eleição sem Lula é caos.

    • a tal “posição insana” é que

      a tal “posição insana” é que tem mantido o PT em campanha

      QQ opção ao INCOMPARÁVEL LULA esta no mesmo nível de Alckimin, o ungido  ..já que BOZO esta sendo colocado, MERECIDAMENTE, em camisa de Força pelo Sistema

    • ACORDA! Quer assinar o

      ACORDA! Quer assinar o golpe?Insano é sei comentário e desvio de foco,o foco é derrotar o fascismo,o foco é reaver o que foi perdido,roubado,saqueado o foco é LUTAR!!! Ou agora tudo é culpa do PT? Aprendeu o refrão da direita?

    • “Frente única de esquerda”

      “Frente única de esquerda” seria por acaso o Lula eo PT, abrirem mão de seu protagonismo político, admitindo assim que não houve nenhum golpe, que realmente merecem estar presos, etc.

      Tá bom, podem esperar sentados.

      O Lula e o PT tem mais é que esticar a corda independentemente dos riscos, pois só assim a maioria do povo saberá quem é quem e como funcionam as coisas. Estarão expostos a Direita fascista, e a esquerda “pero non mucho”.

    • Chega de fugir. Toda ação tem
      Chega de fugir. Toda ação tem consequências.Se preciso, vamos pra ver, mas não podemos compactuar com o golpe. Lula, até o fim.

    • Muitas linhas gastas para

      Muitas linhas gastas para dizer apenas: não lutem contra o golpe! Deixem o Lula preso! Se não for por Lula – de longe, o maior líder político e popular da história do país – será por quem? O povo tem que apontar caminhos, porque se depender dos cérebros de esquerda, ah, só falta entregar tudo de bandeja aos golpistas e aos criminosos, e ainda pedir desculpas pelo incômodo…

    • UMA CEGUERIA GRITANTE

      [réplica às respostas negativas de terceiros ao comentário que apresentei acima]

      A demandada formação de uma frente ampla de esquerda não requer que Lula abra mão de sua candidatura para apoiar nenhum candidato a presidente de outro partido, mas sim que seja construída uma plataforma política capaz de reunir as propostas de medidas de governo capazes de aglutinar as forças populares em prol de uma chapa presidencial formada por Fernando Haddad e Celso Amorim.

      A formação da frente de esquerda, viabilizada através de amplo debate da plataforma política aglutinadora, e reunida em prol da candidatura presidencial dos dois líderes petistas aptos a vencer as eleições com o apoio de Lula, é o caminho adequado para garantir a indispensável construção de uma sólida maioria parlamentar.

      Só não enxerga a realidade gritante dos fatos acima quem não quer.

  28. Fatos que em nada afetam a estratégia do PT

    Dentro do contexto, o fato acontecido com a unidade do Centrão em favor do Alckmin em nada afeta a campanha do PT e do Lula, cuja candidatura (muito bem sucedida, diga-se de passagem) representa o mais genuíno protesto contra o conjunto do golpe de 2016 e não apenas estas eleições. Quem perdeu foi a pseudoesquerda, do PSB e PDT, que queriam o Centrão para sim e que agora, depois de perder para Alckmin, desejam levar os votos da  esquerda de graça, largando Lula na cadeia, logo estes dois partidos traíras que jogaram a última pá de terra em favor do impeachment de Dilma. Qual o pânico agora? O PT sai mais forte depois disso, pois o 2º turno será exatamente entre o PT e a direita (seja Alckmin ou Bolsonaro).

    • o desespero cirista

      Bingo! Bateu o desespero nos ciristas, que ficaram pendurados na brocha e estão partindo para a ignorância: Wanderley Guilherme dos Santos e Nassif agora culpam Lula por uma possível vitória da direita se o PT não apoiar o “esquerdista” Ciro Gomes.

       

      Esse pessoal parece não perceber que nenhum candidato de esquerda – ou que se proponha a desfazer as “reformas” do golpe em curso – poderá vencer essas eleições, que serão realizadas apenas para dar um presidente “legítimo” ao golpe. Se por algum descuido um candidato de esquerda – ou de oposição à “ponte para o futuro” – vier a vencer, não tomará posse. Se tomar posse, não governará, assim como Dilma não conseguiu governar no segundo mandato. A postura de Lula/PT vem ajudando a desmascarar o estado de exceção. Que é que o PT tinha de fazer? Apoiar um candidato que nem sequer reconhece a condição de preso político de Lula e que se declara defensor da Lava Jato, ou seja, do arbítrio? Fazer vista grossa para toda essa arbitrariedade? VÃO SE CATAR! 

  29. Muita hipótese para poucos

    Muita hipótese para poucos dados concretos. Muito eu acho. Como resultado: Lula e o PT trabalham o plano B. Bolsonaro e Ackmin juntos tendem a ter próximo de 30% dos votos, com chances concretas de ganhar as eleições. Manifestações das minorias, se houver, pouco ou nada influirão. Lula e o PT não conseguem crescer junto ao eleitorado. Não há condições de tudo ser resolvido no primeiro turno,, o segundo turno são favas contadas. A economia não influenciará nas eleições, não se acirrarão os problemas, tudo correrá bem com o PIB em queda, maior inflação, desemprego  etc. O PT deve se unir às esquerdas, na realidade Ciro Gomes, para bater chapa com a direita (Alckmin, Bolsonaro e Marina) com chances. Leve a mal, não, mas é muita certeza, diante de tanta indefinição. Os russos influirão pouco. Melhor não influirão. O enbate precisa ser entre Lula e aliados, com destaque para Ciro Gomes (quem sabe, a Vice?) contra a direita. Mesmo assim, as chances são poucas. Só dizendo: Lula livre, Lula, lá. 

  30. O PT repetirá o resultado de 2014 no 1º turno para presidente:

    Fonte: Mapa elaborado pelo jornal Valor econômico

    Geograficamente o eleitorado brasileiro está dividido da seguinte maneira:

    1) Estados ou regiões com influência da direita e da mídia golpista:

    1.1. Estado de São Paulo: Com população de 45 milhões será vencido pela direita, resta saber por qual vantagem;

    1.2. Região Centro Oeste: Com população de 16 milhões será vencida pela direita;

    1.3. Região Sul: população de 26 milhões, apesar do Estado do Rio Grande do Sul, com uma população de 10 milhões de habitantes, ter considerável eleitorado de esquerda, será um estado em que a direita terá pequena vantagem, praticamente haverá empate. Já em Santa Catarina (6 milhões de habitantes) e  Paraná (10 milhões de habitantes) serão estados com vitória expressiva da direita.

    2) Estados ou regiões com forte tendência de esquerda:

    2.1. Região Nordeste: Com população de 50 milhões de habitantes, Alckmin e a direita serão derrotados e os votos da região compensarão a derrota em São Paulo;

    2.2. Minas Gerais e Rio de Janeiro: São Estados da Região Sudeste que tradicionalmente os candidatos do PT à presidência tendem a vencer. MG tem 20 milhões de Habitantes e se parece muito com o Nordeste e terá a Dilma como forte cabo eleitoral. Já o Rio de Janeiro, com 16 milhões de habitantes, também tem tendência a votar em candidatos do PT ao governo federal, isso sem falar da rixa que existe com São Paulo e o PSDB. Nesses dois Estados o candidato indicado por Lula terá certa vantagem.

    2.3: Região Norte: Com população de 17 milhões de habitantes, o eleitorado dos dois estados mais populosos da região são redutos do PT para as eleições presidenciais, ou seja, Pará (8 milhões) e Amazonas (4 milhões) contra Rondônia (1,8 milhões), Acre ( 800 mil) e Roraima (500 mil)

    Diante do exposto temos:

    Direita: SP (45) + Região Sul (26) + Centro Oeste (16) = 87 milhões de habitantes

    Esquerda: Região Nordeste (50) + Região Norte (16) + MG (20) + RJ (16) = 102 milhões de habitantes

    Como podemos constatar o eleitorado brasileiro não é homogêneo. Isso sem mencionar que  as contradições não são apenas regionais, mas também dentro dos próprios Estados. É muito provável que em São Paulo, por exemplo, o Alckmin seja derrotado no seu principal reduto pelos trogloditas simpatizantes do Jair Bolsonaro. Some-se a isso o fato de o PSDB e o Alckmin não terão vez no Nordeste, ainda mais com um vice também do sudeste.

    O PT e o Lula acertam ao insistir na candidatura. É preciso enxergar o Brasil não apenas da perspectiva dos meios de comunicação de São Paulo ou Rio de Janeiro. Na pior das hipóteses o candidato indicado pelo Lula terá o mesmo desempenho da Dilma no 1º turno de 2014, como no mapa apresentado.

    Essas eleições serão peculiares, pois haverá pouco tempo para campanha eleitoral e o recall das outras eleições será importantíssimo. Nesse sentido o candidato do Lula certamente estará no 2º turno. Isso sem falar que o eleitorado raivoso do Bolsonaro fará um estrago considerável na imagem do Alckmin.

     

     

  31. As eleições se darão nas redes sociais e nas ruas

    Esta bem complicado prever o que acontecera ao longo da campanha eleitoral de 2018. No atual estado de Exceção que vivemos, tudo pode acontecer. Os fatores que levarão um dos candidatos à presidência são variaveis que podem mudar a medida que a campanha avançar.

    Acho que a escolha do PT de manter a candidatura de Lula parece ser a melhor estratégia. No entanto, a reação do partido em relação aos fatos cotidianos parece pesada e lenta. O lançamento da candidatura de Lula dia 15 de agosto com manifestos nas ruas é um ponto importante. A partir desse momento deveriam se fazer movimentos, manifestos, protestos toda semana em prol da liberdade de Lula e do direito à sua candidatura. Quanto mais barulho se fizer em torno da condenação sem provas de Lula, melhor. Sem provas e apenas com a convicção de alguns messiânicos e oportunistas. 

    O ideal nesse momento de falta de Garantias e de um governo sem legimitidade que tem colocado a soberania nacional em risco, é de que os sindicatos e movimentos sociais convoquem greve geral. Somente uma greve de grande proporção e sem previsão de término para que as demandas populares se façam ouvir tanto pelo Executivo quanto pelo Judiciario e, no Brasil, até pela sua imprensa. 

    Quanto a questão de frentes, de coligação etc. Eh importante, mas parece que no primeiro turno ja esta mais ou menos certo o cenario. Salvo uma grande reviravolta, depois que o PDT perdeu a aliança com o “Centrão”, de Ciro sair com Lula? Quem sabe até Boulos? Apesar de ja terem lançado suas candidaturas, não parece impossivel. Pouco provavel porém. Teremos então Lula-Haddad ou uma grande surpresa? 

    • Vc deixa claro seu sentimento

      Vc deixa claro seu sentimento anti PT  ..tente disfarçar  ..ou comece gritando CIro Ciro

      O tempo exiguo valeria tanto pra Haddad, Celso Amorin ou Wagner (de nem 10% nas pesquisas) ..quanto pra Alckimin  ..já que BOZO esta sendo isolado e colocado, com exito, em camisa de força pelos GOLPISTAS (afinal, seu papel de palhaço já expirou)

      • Vixe-Maria!

        Estou tentanto analisar os possiveis Cenarios Politicos que poderemos ter. Não ha nessa visão (talvez equivocada) deste momento o meu desejo. Se fosse falar da campanha eleitoral dos meus sonhos seria Lula livre, inocentado e disputando com as mesmas condições dos outros candidatos a eleição que ditara para onde vai o Brasil neste inicio de século. 

        E se eu fosse Ciro qual o problema? Cada um com sua ideia. E ideias podem ser debatidas, mas o que se tem feito não é dabate. Eh bullying.  

    • Devagar demais!

      Acho que o que você propõe em termos de mobilização, faz parte apenas dos nossos desejos. Na realidade estamos cada vez mais à beira do abismo e os partidos do campo democrático e popular, com exceção do PC do B estão discutindo o sexo dos anjos!

  32. Na política, a escolha raramente é entre o bem e o mal,

    mas entre o pior e o menos mal……

    Em relação à correlação de forças, há uma frente fechada anti-PT, uma aliança tão intransponível, que tacitamente admite até a alternativa Bolsonaro, se for para evitar a volta de Lula.Esse é um dado da realidade, que não será removido com o uso da fé.

    Assino embaixo……….

    A fé não remove/move montanhas, o que remove/move montanhas é picareta/pa, escavadeira e explosivo…….

    A fé pode dar força, animo e coragem para enfrentar/subir/descer a montanha, mas a montanha esta la e Deus ou qualquer outra “força transcendente” não tem nada a ver com isso…….

    Me espanta a frequencia com que, cada vez que se fala de uma aliança das “esquerdas” ou Lula/Ciro,  se cai de pau no Ciro, recriminando a ele, Ciro, as mesmissimas coisas que o PT e Lula fizeram, fazem e provavelmente farão…..se a memoria não me falha o Rei do centrão, Temer, foi vice da Dilma 2 vezes…….

    Politica é realidade, aqui e agora, é coisa deste mundo, se os progressistas não abrirem o olho, vão acabar com o Alckimin ou Bolnossauro na presidencia…….Lula não tem a minima,a mais remota chance, zero, de concorrer ou se eleger na atual conjuntura tão bem explicada por Nassif…..a menos que uma multidão de dezenas(centenas?) de milhares de cidadãos “baixem” em Curitiba, dispostos a matar ou morrer e a tirar o Lula da cadeia na ponta da baioneta, a realidade e esta:Alckimin ou Bolnossauro….E eu acho que ao contrario do que se diz estes ultimos dias, não acho que Bolnossauro seja “carta fora do baralho”………bem ao contrario…….As vezes acho que a esquerda/progressistas esta como no Titanic……O navio afundando e a banda continua tocando…………

    PS:Correndo o risco de chocar muita gente, me pergunto se para alguns “setores” e lideranças da esquerda, a vitoria do Bolnossauro nesta eleição, não seria uma maneira eficaz de preparar uma vitoria avassaladora na proxima eleição………quando se tem um pequeno Maquiavel sentado no ombro sussurrando na orelha………

     

  33. O PT na Câmara??

    Se fala tanto do indicado do inabilitado Lula, mas não se faz análise da composição 2019 da Câmara dos Deputados, por isso vou repetir o que ja havia dito em outro Xadrez do Nassif:

    O PT e o consórcio de partidos progressistas deve fundamentalmente se subdividir seus grandes candidatos em outras legendas para viabilizar uma maioria na Câmara, e não se preocupar com o Senado que é um lugar originalmente de burgueses egoístas de seus Estados sem Poder de vetar substancialmente leis nacionais. 

    Senão – Caso o eleito presidente seja de esquerda,o Brasil vai se transformar numa grande Minas Gerais atual.

  34. Nassi, cristalino como água da chapada e você não vê!

    Não será um resultado de eleitção majoritária que irá parar o golpe. 

    Mas é muito claro que a única chance de resistirmos ao golpe é Lula no comando. 

    O PT já tem asseguradoa no mínimo, 30%. Logo, a esquerda (esquerda de verdade), terá obrigação cívica de se juntar ao PT.  Não enrroscamos uma peça em um parafuso. É o parafuso que é enroscado na peça. 

    #LULALIVRE #LULAPRESIDENTE!!

     

     

  35. Nada disso presta.
    Para mim o

    Nada disso presta.

    Para mim o segundo turno será entre o Lula ou seu “ungido” e o bolsonaro.

    Nem duas horas de propaganda por dia mudarão este fato a favor do alckmim.

    Uma grande parcela da população odeia os tucanos e os que ela conseguir identificar como golpistas.

    Os canalhas golpistas apoiarão o bolsonaro em um segundo turno. E a maioria do judiciário e polícias também – estes, desde o primeiro turno.

    A parte da população mais pobre e os que querem um brasil melhor apoiarão o Lula ou seu “ungido”.

    Seja lá quem vencer será odiado por quase metade da população.

    Se vencer o bolsonaro os ricos e as forças repressivas se juntarão em seu entorno. Acho que sabem que metade da população quer vê-los mortos, então tentam se proteger até fisicamente.

    Se vencer o Lla ou seu “ungido” terá de agir rapidamente para neutralizar as forças repressivas e a globo.

    O JUdiciário tem de ser posto em seu lugar.

    Na minha opnião TODOS os integrantes da lava jato tem de ser demitidos, processados e presos. Se possível, fuzilados.

    O mesmo digo de muitos integrantes da PF, MPF, PGR.

    O ministério público deveria ser extinto.

    Metade dos ministros de stf deveriam ser postos para fora de lá a pontapés.

    A globo imediatamente fechada.

    Bolsonaro, se vencer,  será odiado por metade da população e manobrado por estas forças do atraso(globo, mpf, pf, judiciário).

    Na verdade, já estamos em plena juristocracia midiatizada.

    Lula ou seu “ungido”, se vencer,  será odiado por metade da população e por todos estes(da juristocracia).

    Um país dividido e cheio de ódio foi o que a mídia e a lava jato conseguiram produzir.

    Falta muito pouco para isto explodir.

     

     

     

     

  36. Fundamentos Jurídicos Mutuamente Excludentes

    O $TF entende ser possível a execução da pena privativa de liberdade antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória não porque a lei permita, mas porque os recursos especial e extraordinário não têm efeito suspensivo. Por sua vez, o $TJ entende não ser possível a execução da pena restritiva de direitos antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória não porque os recursos para as instâncias superiores tenham efeito suspensivo mas porque a lei proíbe.

    Os fundamentos jurídicos dos tribunais superiores são mutuamente excludentes e, portanto, se um deles for verdadeiro, o outro será necessariamente falso, oco, sem fundamento. Se o $TJ não permite a execução provisória da pena restritiva de direitos porque a lei o proíbe, então o $TF viola a norma inserta no art. 283, do Código de Processo Penal, a qual condiciona a execução da pena privativa de liberdade ao prévio trânsito em julgado da sentença condenatória. Se o $TF permite a execução provisória da pena privativa de liberdade em razão dos recursos especial e extraordinário não terem efeito suspensivo, o $TJ viola a lei ao não permitir a execução da pena restritiva de direito antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória, já que a ausência de efeito suspensivo dos recursos especial e extraordinário independe do tipo de pena. A execução das penas privativas de liberdade e restritivas de direitos são proibidas pelo CPP e pela LEP respectivamente e a inexistência de efeito suspensivo dos recursos especial e extraordinário independe do tipo de pena.

    A falta de efeito suspensivo dos recursos especial e extraordinário não é fundamento jurídico para a execução provisória da pena, é apenas uma condição necessária mas insuficiente. Uma ordem de prisão penal antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória apenas em razão da ausência de efeito suspensivo dos recursos extraordinário e especial, mesmo que escrita e emitida por autoridade judiciária competente, não é fundamentada.

    Um dos fundamentos jurídicos dos tribunais superiores para a execução provisória da pena privativa de liberdade e para a não execução da pena restritiva de direitos antes do trânsito em julgado da sentença penal condenatória é falso, oco, falacioso, infundado.

  37. Prefiro enfrentar o demônio

    Prefiro enfrentar o demônio por quatro anos que referendar o golpe em uma eleição ilegítima sem LULA,minhas digitais jamais estarão ao lado da dos golpistas mas isso é coisa da velha guarda que não tem medo de sangue,que se recusa a se acomodar diante dos entraves impostos pelo fascismo.Querer que o PT “ajude”quando sempre precisou de ajuda e só pode contar com a militância é desconhecer a quantidade de diretórios que possuímos e mantemos com sacrifício no Brasil todo,somos o maior partido progressista senão do mundo mas da América Latina e não abaixaremos as calças pra ninguém muito menos pra um Coroné que sofreu uma pegadinha da direita e agora hipocritamente muda de posição em relação a LULA e sua prisão.Vocês jornalistas,articulistas,cientistas políticos,analistas deveriam era estar convocando o POVO a luta e não procurando jeitinhos pra se acomodarem em situações de desespero. NINGUÉM ALÉM DE LULLA SErÁ CAPAZ DE DESFAZER oS MALES QUE FORAM FEITOS, SEM LULA SEM ELEIÇÃO!!!!!!!!

    • Bravata linda!

      Ah é?  Que lindo! Só que vai ter eleição, e vai dar Alckimin… que se reelegerá com a máquina a seu favor… prepare-se para muito mais do que 4 anos enfrentando o capeta.

  38. O destino deste país é ser

    O destino deste país é ser uma república de bananas. O brazil vai se tornar ruína antes que seja conscluída a construção. SPOILER: Desde a primeira vez que assisti “Brazil, o filme”, lá nos anos 80, aquele final ficou gravado em minha memória. O protagonista foi capturado junto de sua namorada e terminou na câmara de tortura. No momento em que se iniciaria a sessão, comandada por um amigo da própria família do protagonista, o encanador clandestino invade o local comandando um grupo de guerrilheiros que o libertam e depois destroem aquela prisão. O protagonista, então, reencontra sua namorada e eles vão para um local maravilhosos para serem felizaes para sempre. Só que tudo não passou de um delírio. A namorada foi morta no momento da prisão, ele foi torturado e ficou totalmente estropiado. É  assim que vejo o momento pelo qual passamos no “Brazil, a realidade”. Nosso destino está traçado: nos tornaremos um Paraguaizão, um México, um Haiti, etc. 

  39. Esticar e corda e pagar pra ver …

    O PT de Lula sempre foi moderado e conciliador. Sempre procurou soluções negociadas. Agora esta mais do que na hora de radicalizar. O golpe, a prisão de Lula e o seu amordaçamento é a maior violencia que os partidos da elite do atraso cometeram nos ultimos 20 anos. Não tem o que negociar. Só resta mesmo o confronto institucional, esticar a corda e pagar pra ver. Não acredito em rebeliões nas ruas nem coisas do genero.  Se o partido do judiciario quer cometer mais uma violencia impedindo a candidatura de Lula, que venha. Isso não é derrota, nem é sair do jogo “definitivamente”. Pelo contrario. O jogo agora é outro. 

  40. Lula na ONU
    LULA NA ONU

    No Brasil, só há dois partidos: o PT e os anti-PT.

    Lula segue preso e são remotas as possibilidades de a justiça o livrar da cadeia para sua eleição de presidente. Lula é preso político, e não político preso. Politicamente, a justiça não dará liberdade ao Lula para sair candidato. Nesse jogo político, por meio de manobras jurídicas, o Brasil está num Estado de exceção.

    Com processo politizado contra Lula e com essa balbúrdia no Poder Judiciário, a solução seria se recorrer à Corte Internacional de Justiça. da ONU. Caso contrário, o último recurso possível é a revolução através da mobilização das massas.

    O Mundo precisa saber o que está acontecendo no Brasil com a prisão de Lula, candidato a presidente.

    Otavio Barros, Palmas, jornalista e escritor.

  41. Xadrez da maior aposta de Lula

    1. artigos como este não devem ser rapidamente comentados em poucas linhas. qualquer um envolvido, seja como for, com análise e exposição, escrita ou não, compreende de imediato o trabalho e comprometimento necessários na produção deste tipo de texto;

    2. independente dos méritos e acertos da análise em si, em sua coerência intrínseca, o mais importante exposto pelo artigo é o limite estreito da estratégia Lulista para o enfrentamento do Golpe de 2016: um golpe se institui pela força e só um contra-golpe pode detê-lo, através de um amplo e capilarizado movimento de massas;

    3. a maior aposta de Lula e do Lulismo é desde sempre fadada à derrota. não virá prioritariamente pela via eleitoral-institucional a superação do Golpe de 2016. por esta via o Brasil prosseguirá no rumo do desalento, da masmorra e do sepulcro;

    4. ignorar as lições da História é se condenar a repetir indefinidamente os mesmos erros e colher os mesmos fracassos:

    – um dos argumentos a justificar a não resistência em 1964 foi a aposta nas Eleições de 1965, garantidas até por Castello Branco em seu discurso de posse como Primeiro Ditador do Golpe. eleições diretas para Presidente da República só tornariam a acontecer 25 anos depois. e Castello Branco, o ungido por Lincoln Gordon, morreria num inusitado choque de aviões em pleno céu azul de brigadeiro.

    – o ditador Costa e Silva pretendia revogar o AI-5 em 07-SET-1969. teve um providencial AVC cerca de uma semana antes, viabilizando a entrada do regime militar numa lenta, segura e gradual distensão.

    – mesmo com sua opção “pacifista” desde 1964, jamais se envolvendo com a luta armada pós AI-5, o PCB não deixou de ser aniquilado no Brasil. por ordem direta de Geisel, “o nacional-desenvolvimentista”, foi massacrado em 1975, após a acachapante derrota da Ditadura nas Eleições de 1974.

    5. estamos numa travessia análoga a entre 1964 e 1968, guardadas as devidas peculiaridades. então, tanto na via institucional quanto na luta armada, a Esquerda Brasileira demonstrou mais uma vez seus insuperáveis erros, vícios, dogmas e ilusões. tudo indica não ser ainda desta vez que seremos capazes de superá-los.

    os dados ainda estão rolando. mas a aposta já foi perdida.

    agimos como se estivéssemos numa encruzilhada, mas já não há nenhuma escolha a ser feita. a opção se deu muito tempo atrás.

    mas para aqueles que compreendem estarem vivendo os últimos dias de um mundo, a morte adquire um sentido diferente.

    e neste desespero, que é transcendente, se acha uma antiga sabedoria. de que a pedra filosofal sempre poderá ser encontrada, apesar de escondida enterrada na lama.

    isto até pode parecer algo trivial, em face da aniquilação. até que a aniquilação acontece.

    vídeo: The counselor

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=X89AXNO6TBw%5D

    .

    • Essa não!

      Diz arkx: “o ditador Costa e Silva pretendia revogar o AI-5 em 07-SET-1969. teve um providencial AVC cerca de uma semana antes, viabilizando a entrada do regime militar numa lenta, segura e gradual distensão.”

      Essa não!

      Entre o AVC de Costa e Silva, em 1969, e a “distensão lenta, segura e gradual” tivemos:

      – uma junta militar que perpetrou uma emenda constitucional, endurecendo mais ainda o quadro de repressão trazido pelo AI-5;

      – 5 anos de governo do general Medici, período mais terrível da ditadura.

      Só em 1974, com a chegada de Geisel e Golbery, é que começou a história da “distensão”, que, como vimos recentemente, era viabilizada por um processo de limpeza do terreno via eliminação de adversários do regime.   

      Pra ficar pontificando, é melhor conhecer melhor os fatos históricos.

      • Xadrez da maior aposta de Lula

        -> Entre o AVC de Costa e Silva, em 1969, e a “distensão lenta, segura e gradual”

        -> Só em 1974, com a chegada de Geisel e Golbery, é que começou a história da “distensão

        -> Pra ficar pontificando, é melhor conhecer melhor os fatos históricos.

        aí, num entendeu nada. se eu tiver que explicar ironia, de nada lhe adianta a presunção de conhecer os “fatos históricos”.

        sabe, não existem “fatos históricos”. existem versões. geralmente as mais conhecidas são aquelas dos vencedores.

        o “AVC” (as aspas indicam ironia) de Costa e Silva é da mesma estirpe do “acidente” de Castello Branco (aquele que batia continência para o coronel dos EUA Vernon Walters). do mesmo modo a “morte” (assassinatos) de JK, Jango e Lacerda.

        e a “lenta, segura e gradual distensão” (ditadura perpétua) começa sim com o “AVC” (pressionado por todos os lados, inclusive pela mesa de jogo) de Costa e Silva e o “acidente” de Castello. ambos pretendiam viabilizar uma fachada democrática dividida com os civis.

        recorde-se também que o próprio Médici exigiu para sua posse a reabertura do Congresso.

        a História é uma velha topeira, detesta arrogância e vive cavando buracos de minhoca: quão fundo eles vão?

        .

        • NÃO!

          Fatos são fatos. Eu era muito jovem mas estava viva e acompanhando. Nada era claro, obviamente, pois a censura era pesada e o medo era grande. Mas não houve nenhuma distensão lenta, segura e gradual – com ou sem aspas – a partir da morte de Castello nem da morte de Costa e Silva, tenham sido elas acidentais, naturais ou provocadas. Houve um recrudescimento da ditadura. Declarado. Depois, com a crise do petróleo e o fim do “milagre econômico”, o regime sofreu a derrota que era possível haver nas eleições de 1974, soltou o Pacote de Abril, mas houve por bem proclamar a “distensão”. Dizer que era tudo a mesma coisa – a “ditadura perpétua” – é uma simplificação grosseira, pois em 21 anos de regime militar o cenário foi sofrendo alterações, endurecendo e afrouxando, devido à conjuntura externa, à situação econômica e, sim!, à resistência democrática (de esquerda e de centro) com seus erros e acertos. Vc fica aí sentado no seu computador, recusando-se a ler livros de História (porque a História é escrita pelos vencedores), dizendo que todo mundo fez tudo errado e pontificando com essa empáfia insuportável e mal informada. É presunçoso e ignorante. Informe-se melhor pra não dizer besteira.

          • Xadrez da maior aposta de Lula

            -> com essa empáfia insuportável e mal informada. É presunçoso e ignorante. Informe-se melhor pra não dizer besteira.

            aí, continua sem entender. o que mais lhe atrapalha é também um de seus pontos fortes: o temperamento forte.

            sempre convivi com mulheres assim. nem sempre conseguem equilibrar a inteligência com a sensibilidade. vivem explodindo…

            “lenta, segura e gradual distensão” foi o eufemismo dos ditadores militares para “ditadura perpétua”, com a sociedade tutelada permanente pelas FFAA.

            rigorosamente falando, nesta “distensão” até hoje estamos!

            o entulho autoritário ainda não foi removido, como mesmo aperfeiçoado por Dilma (do arrombamento do cofrinho de Ana Capriglioni) com a Lei Antiterrorismo (17/06/2016).

            tanto Castello quanto Costa e Silva pretendiam uma transição “segura e gradual” mas não tão “lenta”, por isto foram “removidos”.

            Golbery sempre foi tido como mago estrategista, inclusive assim reconhecido por setores da própria Esquerda.

            ao contrário, como a quase totalidade dos militares (assim como muitas mulheres de temperamento forte) seus dogmas o impediram de ver o óbvio: o colapso do padrão monetário Dólar-Ouro e a grande desintegração mundial que provocou.

            e mais uma vez este também é um ponto comum com a conjuntura global atual: o colapso do Imperium Anglo-SioNazi.

            p.s.: quanto aos Dominicanos, respondi em sua réplica.

            .

          • Machismo

            Como você é capaz de escrever isso?

            ”E aí, continua sem entender. o que mais lhe atrapalha é também um de seus pontos fortes: o temperamento forte.

            sempre convivi com mulheres assim. nem sempre conseguem equilibrar a inteligência com a sensibilidade. vivem explodindo…”

            Que comentário machista! Chega a ser misógino. Não tenho outras palavras e já peço desculpa aos demais: comentário nojento, escroto. 

            vai se tratar, rapaz. 

             

          • Xadrez da maior aposta de Lula

            não tem machismo e misoginia alguma no que escrevi, ao contrário da agressividade gratuita e dificuldade de comunicação da “mulher de temperamento forte”:

            -> comentário nojento, escroto. vai se tratar, rapaz.

            -> É preciso ser muito canalha

            -> pontificando com essa empáfia insuportável e mal informada. É presunçoso e ignorante. Informe-se melhor pra não dizer besteira.

            .

  42. Candidatura Alckmin, Bolsonaro e eleitor de direita tradicional

    Precisamos adentrar no campo Político e situar as duas candidaturas da continuidade do Golpe mais possíveis de chegar ao segundo turno: Alckmin e Bolsonaro.

    E relacionar com o eleitorado existente, a associação direta dos tucanos com o Governo Temer, a classe média tradicional e seu desencantamento com a tal “Ponte para o futuro”, o fenômeno da garrafa destampada da extrema-direita, Marina Silva, Ciro Gomes e Álvaro Dias de penetras neste universo dos possíveis votos na Direita: os anti-petistas. 3 candidatos a mais temos para dividir votos em primeiro turno no campo da direita: Bolsonaro, e em parte menor Álvaro Dias e até Ciro Gomes.  

    Lembremos, para começar, o Governo Temer não tem 5% de aprovação e, principalmente, Alckmin, está associado a ele. O Golpe de 2016 teve apoio dos tucanos, foi arquitetado por Aécio e o PSDB faz parte do Governo de menos de 5% de aprovação desde o seu nascedouro. 

    Geraldo Alckmin tem várias questões a serem levantadas:

    1) O PSDB é Governo;

    2) Os tucanos enganaram a classe média tradicional e podem ter perdido este eleitorado para sempre, partidos desaparecem;

    3) O Processo da Lava-Jato resultou na criação de um eleitorado inexistente até 2016 – a extrema-direita com votos – ela tem entre 15% e 20% de eleitores hoje; este eleitorado não é mais tucano, é do Bolsonaro; 

    4) Geraldo Alckmin tem 7% de intenções de votos hoje;

    5) Geraldo Alckmin tem sua candidatura engessada entre o fisiologismo partidário do “centrão” e o ultra neoliberalismo, não tem mobilidade para ir além de bandeiras genéricas de marqueteiro como: diminuição de impostos, geração de empregos, investimentos e nada poderá ser explicitado além dos interesses que vão na direção de aprofundamento do neoliberalismo, apesar de tempo de TV para tentar dizer outra coisa;

    6) Geraldo Alckmin precisará se fazer de oposição ao Temer e ao mesmo tempo correndo internet afora sua imagem associada ao Golpe, de seu partido e de si mesmo ao Temer; 

    7) Geraldo Alckmin precisará modificar o personagem mistura de “Opus Dei” e do bom moço do interior para reconquistar para si os votos que se transferiram da direita para a extrema-direita, e se travestir de um Bolsonaro mais light, o que pode lhe render uma fuga de uma direita liberal nos costumes e de uma direita cristã, espírita e de outras religiões que não endossam o modelo Bolsonaro de Sociedade;

    8) Geraldo Alckmin precisa reconquistar um eleitorado que está entre a desilusão de comparecer para votar e o voto em Bolsonaro. Estando associado ao “centrão”, símbolo máximo da corrupção, e radicalizando um pouco no personagem “Bolsonaro light” pode não ter como crescer eleitoralmente, porque não terá identidade com o seu eleitor clássico e nem com uma direita menos truculenta, liberal nos costumes e a direita religiosa para valer, não coloco aqui os radicalizados por Malafaia e Feliciano e Cia. e nem com o eleitor politicamente correto fabricado na lógica do voto anticorrupção;

    9) Geraldo Alckmin terá que se desvencilhar de todas as perguntas sobre corrupção que pesam sobre ele e seu partido, incluindo os ecândalos do arrecadador de campanha Paulo Preto, os desvios do metrô, o rodoanel, os desvios bilionários da merenda, etc. carregando ainda outros personagens do partido: FHC, José Serra, Aécio, Beto Richa, etc. junto com suas histórias de corrupção e  a marca de parcialidade da Justiça nas investigações e não condenações. 

    10) Geraldo Alckmin ainda tem que não deixar a sangria de votos dele chegar aos três candidatos que podem herdar parcelas de votos da Direita tradicional: Álvaro Dias, + Marina Silva e Ciro Gomes que circulam entre campos políticos, à esquerda e à direita;

    11) Geraldo Alckmin tem na pesquisa Ipsos da semana passada 18% de aprovação e 70% de desaprovação;

    12) Geraldo Alckmin tem no Estado de São Paulo 13% das intenções de votos, Lula e Bolsonaro 22% na pesquisa IBOPE/BAND. 

    Precisamos compreender que quem tem 20% do eleitorado retirado do PSDB no período pré e pós-Golpe é Bolsonaro. Ele tem a carta na manga. O PSDB precisa se equilibrar nos diferentes campos de atuação: o da reconquista dos votos do Bolsonaro, o do convencimento do seu eleitor clássico aparecer para votar e votar nele, se fazer de oposição ao Governo Temer e se fazendo ainda de desentendido dos rumos do País nascidos do pós-Golpe e do que devemos esperar em primeiro de janeiro de 2019.

    A população brasileira não é mais ignorante. É acomodada, isto sim, podemos afirmar. Agora, sejamos sinceros, o apoio as medidas ultra neoliberais do Governo Temer pela população é pequeno, quase nula sua aprovação como Governante, e mesmo com toda a mídia oligopólica sendo favorável e dizendo que é benéfico para o Brasil e os brasileiros as medidas implementadas. O que mostra um amadurecimento Político e eleitoral do brasileiro, certamente, ligado a memória afetiva dos tempos de bonança com consumo, previsibilidade para projetos pessoais, crescimento salarial e emprego com o PT no Poder, antes do segundo mandato de Dilma, já na esteira do Golpe. Empregos e salários e consumos que desaparecem das mãos de 2016 para cá, levando muitos brasileiros de volta para baixo da linha da pobreza. 

    Temos que colocar que Alckmin por ser o candidato da continuidade do Golpe parte de um patamar de 5% de aprovação. Bolsonaro é o troglodita que pode chegar ao segundo turno pela inexistência de espaço eleitoral para duas candidaturas com votos na direita, não há mais este espaço. A centro-esquerda com o PT não tem terminado o primeiro turno com menos de 42% dos votos válidos desde 2002. E este público é fiel a ela. A excepcionalidade de 2016 e o fenômeno psicossocial da Lava-Jato arrefeceu e o brasileiro médio já se ligou que foi enganado.

    Temos, enquanto esquerda, todas as chances de chegar ao segundo turno com Lula ou seu candidato, vamos chegar lá. Do outro lado devemos considerar que Bolsonaro é favorito porque tem o triplo de votos de Alckmin e pode ser que o simples fato de ficar silenciado na campanha eleitoral com seus 8 segundos seja benéfico para ele: silenciaram o “mito”. 

    Geraldo Alckmin vai precisar de bem mais do que toda a ajuda midiática e do Judiciário e Executivo para vencer a sua disputa que é, primeiro, contra Bolsonaro. Depois virá o segundo turno e o tempo de TV se iguala.

    As estratégias de ataque sem limites ao candidato do PT de 2010 e 2014 (principalmente) já estão manjadas e não surtiram efeito.

    E naqueles pleitos eleitorais partíamos de um Governo com aprovação alta em 2010: 87% que, apesar da queda, em 2014 era de metade da população. O Governo Temer e Alckmin partem de menos de 5% de aprovação. 2016 foi um resultado atípico. 

    Agora, importante frisar: nossa Luta central é garantir, se eleito, de Lula ou seu candidato tomar posse e em que condições, esta, a grande batalha até o final de ano. E será preciso uma grande reforma do Judiciário e das instituições e o povo brasileiro nas ruas e na retaguarda para se evitar a Judicialização do Executivo de 2019 para frente, sem mais golpes. E lembremos que se a gente conseguir o número de 173 deputados federais garantimos que não haverá mais Golpe parlamentar, é o terço do Congresso que pode barra-lo. 173 é um número baixo para as esquerdas, podemos mais, principalmente porque Lula estará associado nos santinhos a candidatos progressistas ao não se ter os partidos fisiológicos na coligação, a chapa de Lula ou seu candidato. Ninguém vai emprestar a imagem de Lula pra se eleger do lado Golpista. 

    Repetindo, aos que se assustam com o “centrão”, antes de tudo Alckmin vai precisar desbancar Bolsonaro e seu eleitorado de extrema-direita. Só depois é que se travará a disputa com o candidato do PT. 

    Não se pode trabalhar só com a hipótese que nós estamos em situação difícil por não se ter uma candidatura única das esquerdas, a direita tem todo o Golpe para carregar nas costas.

    E é bom ter mais de 1 candidato da esquerda, não necessariamente com potencial eleitoral, para tirar o candidato do “centrão” Geraldo Alckmin da zona de conforto de não ter que se posicionar e nem entrar em contradições durante os debates eleitorais.

    Divisão maior há na direita política. No eleitorado de direita tradicional Geraldo Alckmin e Bolsonaro vão dividir votos, além de partes destes votos irem para Marina, Álvaro Dias e Ciro Gomes. No eleitorado de esquerda tradicional Lula ou seu candidato não estão dividindo votos com Manuela (se for candidata) e Boulos, que não devem passar de 2% de votos válidos e pequena parcela chegou em Ciro e Marina, pela centro-esquerda. 

  43. Bolsonaro e Alckmin no segundo turno???

    Nassif, 

    por favor, desenha pra mim. Não ficou claro:

    Em que cenário seria possível Bolsonaro e Alckmin no segundo turno?

    Se for na hipótese do PT não substituir Lula no apagar das luzes (meados de setembro) após o possível indeferimento, esta hipótese não existe.

    Se for na hipótese da esquerda ter menos votos que Bolsonaro  ou Alckmin no primeiro turno, esta hipótese também não existe. 

    Ou esta hipótese não passa de uma ingênua chantagem?

    Desenha, por favor. 

     

     

    • Desenhando… Ciro é o
      Desenhando… Ciro é o candidato do PT dividem os votos da esquerda e Alckmin os ultrapassa. A esquerda só vai para o segundo turno se estiver unida.

      • Caro troll d nome tao elegante… (Q imaginaçao esses caras têm)

        Ciro nao tem mais de 7% dos votos. Um indicado por Lula nao COMEÇA com menos de 20%. Ciro só teria algum poder de fogo se indicado por Lula, o que nao vai acontecer. E, mesmo se acontecesse, nao teria os votos de boa parte dos petistas. Pessoalmente, nesse caso, eu votaria em Boulos, ou, caso houvesse uma campanha coletiva de voto nulo, votaria nulo (mas só se houver campanha para isso, voto nulo individual é meio tolo).

    • Bolsonarto e Alckmin no segundo turno.

      Sem dúvida alguma trata-se de uma hipótese sonhada pela direita. Mas é absolutamente irreal. É chantagem, sim.

    • É bem simples: basta não

      É bem simples: basta não julgar a tempo de trocar o cabeça de chapa e decidir após a votação do 1o turno, cassando todos os votos e colocando no 2o turno dois candidatos que somados não terão os votos do Lula. Aliás, se o Lula tiver boa votação e a direita desidratar um candidato em favor do outro essa manobra vai decidir no 1o turno, principalmente se a ordem for Alckmin, Bolsonaro. Se ficar muito feio cancelam a eleição por 2 anos a título de unificar as votações e continuam com o Temer. Cara de pau para isso já mostraram que tem!

    • E bem simples Bolsonaro tem
      E bem simples Bolsonaro tem bem consolidado 20% do eleitorado, a direita em todas eleições tem quase 50% dos votos. O Alckmin com 60% do tempo de TV deve crescer muito. Os votos da esquerda estão divididos entre o candidato do PT que terá apenas 20 dias de campanha sem a aparição de Lula o que deve aumentar em muito a abstenção e Ciro Gomes até agora com pouca estrutura e com pouco tempo de tv. Ainda tem a Marina que herda alguns votos que eram do Lula e tbm briga por parte dos eleitores de Ciro. Assim sendo a chance dos 2 melhores colocados serem Bolsonaro e Alckmin e bem real.

  44. O SISTEMA já mostrou que NÃO

    O SISTEMA já mostrou que NÃO quer BOZOnaro nem CIRO ao isolarem os pré candidatos já na preleção

    CONCORDO com o colega que afirma que são REMOTAS as chances de LULA concorrer e/ou assumir sob judice num momento de Estado de exceção

    EMPRESÁRIOS, Judiciário e Forças Armadas tem reservas pra LULA, mas não pro PT de HADDAD (o mais tucano dos petistas)  ..resta saber como assimilariam Celso Amorin e/ou J.Wagner como plano B  

    LULA já dizia a UM ANO que ele apostava na disputa entre em PT (o das conqusitas e nacionalismo ..mas de DILMA) e PSDB (golpista e entreguista  ..mas de Temer e Aécio na garupa)

    BOM se perguntarem sob o índice de REJEIÇÃO dos candidatos (e do PSDB). Aqui qq progressista LEVA VANTAGEM sobre BOZO e Alckimistas tb

    Interessante ponderar sob o peso do RACHADO PMDB, fora de imaginar o comportamento do eleitorado da Marina Maleita tb

    Cauteloso, me sinto moderamente esperançoso que um candidato Progressista leve

     

     

  45. Sei não. Já tive mais fé, há

    Sei não. Já tive mais fé, há alguns anos, em Ciro Gomes. Apesar de ele hoje ter esses rompantes de retomar a Embraer, etc. etc. o que nos deixa muito contentes, ainda me passa lá pelo fundo da alma, da inteligência, se isso não seriam só manobras, planejadas, muito bem articuladas lá pelos idealizadores de Ciro Gomes nas Havards da vida, nas Wall Streets da vida, nos Institutos Milenium e similares, nos institutos dos Koch e dos Soros e similares. Ah, sim, lá vem um inocente falar de paranóias, de teorias de conspiração e quetais. Lindos, o mundo está numa guerra fria, híbrida, surda, nós estamos envolvidos nisso despreparados, totalmente dominados, com uma população cordeirinha, incapaz de participar da discussão por absoluta incapaciade de entender sobre o que se está falando e ignorante do que se passa. A Besta (aqui não no sentido que o Nassif costuma usar, da massa descontrolada, mas no sentido da Reação, dos planos de dominação elaborados por uma elite mundial anglo-sionista, como a isso se referem alguns grandes jornalistas de geopolítica) essa Besta não está brincando em serviço. Alckmin é a morte lenta pela Besta, Bolsonaro a morte rápída, Ciro é a incognita, que pode muito bem sim, ser a opção sofisticada da Besta, as feições enganadoreas. Só teremos certeza disto quando, se chegar a ser eleito com o nosso apoio, mostrar a sua face no poder, mostrar a quem realmente representa. Única certeza mesmo é que, se apoiarmos o PT, se apoiarmos Lula preso ou o indicado por ele, se lutarmos por conseguir o máximo de representantes  do PT, PCdoB, Psol, PSTU, PCO,  no parlamento, estaremos lutando por nosso país, por nossas vidas, por nosso futuro e pelo futuro do mundo que está em luta encarniçada, desesperada. 

    • Falta de tempo

      Apenas para aquecer meus dedos para teclar mais comentários na hora que tiver tempo.

      Rompantes, é do que vive Ciro.

      Lembram-se que, quando Lula era destinatário certeiro para o cárcere, o que disse Ciro?

      Se isso vier acontecer, sequestramos o Lula e o entregamos para uma embaixada amiga.

      Para quem ainda tem alguma dúvida: o peixe morre pela boca.

      E bota boca aí em cara! É bocão mesmo.

      E a última cagada dele?

      Chamando a promotora que o denunciou de filho(a) da puta, sem saber que era a promotora.

      Depois pediru desculpas.

      E nós?

      Vamos aceitar suas desculpas?

      Que o MPF, PF e judiciário mereçam essas adjetivações, não tenho dúvidas, mas eu por exemplo, não pediria desculpas porra nenhuma.

      Tem que suportar o tranco.

      Valentão que insunua colocar como seu vice o bandido do Steinbruck, seu último patrão?

      Vai te catar Ciro!

  46. O trágico da situação do

    O trágico da situação do Brasil é que mesmo que um candidato progressista ganhe a eleição, a prova dos nove será ele conseguir governar. O impeachment de Dilma escancarou não só a corja política que domina o país, mas também o quanto a forma de governo no país é maluca. Na prática, o Brasil é uma briga entre um sistema presidencialista e parlamentarista num só governo. Ele é presidencialista enquanto o presidente tiver força popular (início de mandato) e -ou saber saciar a fome fisiológica do congresso. No momento em que sua força popular cai muito, ele fica mais na mão do fisiologismo mais barato para se manter. O período Dilma-Temer é exemplar disso. Dilma, com Levy dando um cavalo de pau na economia, perdeu a base popular dela. E como ela não aceitou o jogo fisiológico no seu grau mais baixo, foi tirada do poder. Temer, que só conseguiu piorar sua falta de apoio, se manteve no poder graças ao fisiologismo mais parasitário e atendendo ao rentismo internacional ao pôr em letras garrafais a placa VENDE-SE TUDO. Isso é que o blinda até o final do desgoverno dele. E a tudo isso acrescente-se o quanto o poder judiciário mostrou-se uma máquina política que faz tantos estragos quanto as Forças Armadas fizeram no passado, mas com a vantagem de não ter que dar um tiro sequer e fazer todas as arbitrariedades ‘dentro da lei’. No lugar da censura, hoje qualquer juiz determina, por exemplo, que uma peça não pode ser representada porque ataca os valores da família. Fundo de poço. 

     

    • Companheiro
      Companheiro Joel,permita-me:Seria você o Joel Briguillino,um velho amigo de Nassif?Se for você deve aconselha-lo.Ele anda entrando em cada roubada que Deus me livre.Tenho a leve impressão que a máscara subiu a cabeça depois que ele fechou a Editora Abril.Soube por línguas ferinas que teria quebrado mais de 20 cordas do seu bandolim.

  47. O cordeiro

    Acho que Lula sempre mira o médio e longo prazo. Por isso não se abateu por perder 3 eleições presidenciais ou ir para cadeia 2 vezes sendo inocente.

    Sua estratégia de agora – a do cordeiro sacrificial – deve ser vista nessa perspectiva. Sua insistência em ser candidato provoca tensões absurdas no campo da elite financeira, que no fundo é quem manda na bagaça. Os caras têm poder e dinheiro, mas não conseguiram fabricar um candidato viável, nem hegemonizar o discurso, nem unificar o país. Sintomas de que o Golpe que deram consumiu recursos e forças vitais.

    Não sei onde o sacrifício de Lula vai dar. É característico do líder enxergar longe, manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo. E saltar no escuro.

  48. É preciso fazer uma aposta e o PT está fazendo a sua

    Nassif,

    Monte um Xadrez desapegado de paixões apontando para as alternativas do campo democrático que não seja a manutenção da estratégia do PT que está em curso e o resultado será o mesmo: Canhões da mídia apontado para o Urgido (independente de partido); rede de boatos a solta; denuncismo e casuísmo de parte do judiciário e PGR; judicialização…

    Caso as forças democráticas e o Lula já estivesse marchando com o Ciro, só para exemplificar, este já estaria de joelhos diante desta rede. Posso concordar que o Antipetismo é mais latente que qualquer outro sentimento nas odes golpistas, mas o fato é que a horda vai atacar tudo que tem feições progressistas… não criemos ilusões!

    Era preciso fazer uma aposta, o PT e Lula fizeram e me parece que é a mais adequada a medida que também deixa os setores golpistas com alguns pontos cegos também.

    Lula Livre, Lula Presidente!

  49. É preciso fazer uma aposta e o PT está fazendo a sua

    Nassif,

    Monte um Xadrez desapegado de paixões apontando para as alternativas do campo democrático que não seja a manutenção da estratégia do PT que está em curso e o resultado será o mesmo: Canhões da mídia apontado para o Urgido (independente de partido); rede de boatos a solta; denuncismo e casuísmo de parte do judiciário e PGR; judicialização…

    Caso as forças democráticas e o Lula já estivesse marchando com o Ciro, só para exemplificar, este já estaria de joelhos diante desta rede. Posso concordar que o Antipetismo é mais latente que qualquer outro sentimento nas odes golpistas, mas o fato é que a horda vai atacar tudo que tem feições progressistas… não criemos ilusões!

    Era preciso fazer uma aposta, o PT e Lula fizeram e me parece que é a mais adequada a medida que também deixa os setores golpistas com alguns pontos cegos também.

    Lula Livre, Lula Presidente!

  50. Faz de conta.

    O PT SABE que Lula não será candidato, ainda assim, quer manter a coesão e o protagonismo da esquerda, apostando num futuro próximo. Até lá, o Brasil e os brasileiros que se explodam! Foram ingratos com Lula, não? Que se explodam então! O PT , após a desgraça absoluta, acha voltará insensado nos braços do povo. Que tolice! Saibam que não contarão comigo e muitos outros para defendê-los da perseguição que se avizinha. Lula fecha sua linda historia na política de forma vil e mesquinha, entregando ao Alckimin/Globo/CIA e NSA a chave do baú do tesouro! Parabéns Lula! A história te cobrará: a uma porque é escirta pelos vencedores; a duas porque toda a esquerda não petista saberá dessa traição.

  51. já era?

    Talvez seja muito bom para o Lula não ser liberto antes das eleições, porque as instituições estão absolutamente deterioradas e, como diz o artigo, influenciadas e repletas de entes oportunistas, e anti PT. Governar com gente assim é mais dificil e perigoso que ficar até outubro preso numa cela da PF, mesmo tsendo obrigado a todo dia olhar para aquela gente bem de perto. Mas depois dd |Outubro será libertado, com certeza!!! Um governo Lula hojje, seria quase impossível e seguramente levaria a um 2º golpe. E saindo de lá sem compromissos maiores, Lula será ainda mais Lula. É preciso lembrar que os interesses não são somente dos States em relação ao Brasil, mas tambem do Brasi, ou das chamadas elitesl em relaçao aos States. É muito importante para manutenão do quadro como hoje se mostra, que os States tenham também grandes interesses aqui, pelo simples motivo que ajudarão na manutenção das coisas como estão, para defender seus próprios negócios, se necessário a ferro e fogo, literalmente!!!.  Não foi por outro motivo que proporcionaram toda a “infraestrurura” para o golpe contra o Getúlio, contra o Juscelino, Janio, Jango, e Dilma. E não é em favor do bom andamento da economia que os chamdos entreguistas se esforçam tanto para ter a presença americana por aqui Desta vez, no entanto, não creio que por metodos convencionais o Brasil sairá dessa treta que arumou para si mesmo!!!

  52. strategy?

    Não seria a primeira vez que venho aqui e rasgo elogios aos textos do Nassif, mas esse eu achei meio confuso (muito provavelmente não por culpa do jornalista, mas por conta da geleia que deve ter se transformado a cúpula “esquerdista”).

    1. apesar do sentido figurado, achei uma derrapada incrível chamar de russos os golpistas, que representam o deep state americano no país, estes, por sua vez, estão em guerra CONTRA os russos;

    2. a estratégia não contempla o povo. Chama de “forças minoritárias” a organização da militância em torno de estruturas que não funcionam mais, exemplo, partidos e sindicatos;

    No final, qual a grande aposta do Lula, segundo o texto? (vale lembrar que essa informação deve ter passado por vários filtros)

    Empurrar com a barriga, tentar ganhar essas eleições de qualquer jeito, depois vai acomodando as forças como der para diminuir o poder dos golpistas, projeto aí de uns 20 anos..

    .. até porque TODO o congresso está tomado pelos golpistas..

    .. aí, qdo chegar perto de ameaçar realmente esse poder, talvez até levar alguns juízes e militares aos tribunais legítimos, eles dão outro golpe, afinal, dar golpes no Brasil é uma tradição e nem é tão ruim assim, né?

    Moral da história, o povo ficou fora da jogada, né?

    Eu tinha previsto que o PT iria acabar, iria virar um PTB da vida, em decorrência da alergia que seus dirigentes (atuais) tem do povo..

    .. ora essa, a próxima vítima é o Lulismo, que ainda é a grande força popular desse país.

  53. Perfeito…Fatalmente isso

    Perfeito…

    Fatalmente isso ocorrerá se o PT e LULA partirem  para o “Olho por olho, dente por dente”…

    Não conheço os detalhes de como ficaram os nazistas menos célebres na segunda grande guerra, mas se as forças aliadas fossem cobrar seus muitos milhões de mortos matando ou prendendo alemães em massa, certamente já teríamos tido uma nova terceira guerra!

    Acho que esta seria com esta abordagem…

    Pacificar o país, mostrar firmeza e benevolência…

    Não dá para ridicularizar e sair prendendo coxinhas…

    Algumas figuras teriam de sofrer perdas financeiras, outras politicas e quem cometeu crime que pague!

    Mas, sem caça as bruxas!

    Mas principalmente pacificar o país com força, firmeza e benevolência, isso ganha eleições e toma posse…

    O penúltimo golpe durou 21 anos, esse poderá durar 3 anos e se agir assim, creio que não haveria um próximo golpe…

  54. O timing e os idiotas

    Vamos por partes.

    Primeiro, os didatos populares nos ensinam. O apressado come cru. Devagar com o andor que o santo é de barro. Mingau quente se come pelas beiradas para não queimar a língua. Então, é preciso dar tempo ao tempo. Só há uma bala, precipitar o tiro pode causar nossa derrota pelos próximos vinte anos. Mas, além disso, não basta acertar o alvo é preciso atingí-lo no momento certo. O famoso “timing”.

    E aí vem o segundo ponto.

    Aceito pacificamente que todas essas instituições Mídia, Mercado/Empresários, Judiciário/STF, PF, PGR, TCU, etc., queiram me fazer de idiota. Porém, entre eles quererem me fazer de idiota e eu ser um, há uma distância infinita.

    – Ah, mas você é só um.

    Tudo bem, posso ser apenas um, mas não sou um idiota.

    – Ah, mas ninguém irá lhe seguir. Você ficará falando para as nuvens.

    Tudo bem, mas não sou um idiota.

    E o que, aqueles que querem nos fazer de idiotas, nos colocam como alternativa:

    1) A ENTREGA das riquezas nacionais pelo governo Temer/Alckmin;

    2) A MORTE por um futuro governo Bolsonaro.

    ENTREGAR ou MORRER – vocês escolhem.

    É isso que está em jogo.

    E só os idiotas se entregam.

     

  55. Lula não seria um vice decorativo

    Pessoalmente, dentre as quatro candidaturas do campo da esquerda democrática lançadas (cinco se incluída a candidatura de João Vicente Goulart pelo PPL), as de Manoela d’Ávila (PCdoB), Boulos (PSOL) e Ciro Gomes (PDT), todas essas me inspiram mais confiança e tenho maior identificação com cada uma delas do que com a candidatura de Lula (PT). Acredito que Lula fez (e muito bem) o que tinha que fazer; ele já tem seu lugar na história. No entanto, dito isso, o problema é que todos esses nomes que evoquei como alternativas a Lula dentro do campo popular e/ou nacionalista, todos, são ruins de voto. O PSOL é mais limpinho, o PCdoB mais coerente, o PDT mais pragmático, Ciro o mais preparado,etc., mas são todos ruins de voto. Por isso que acredito igualmente que uma frente de esquerda sem o protagonismo de Lula e do PT pode partir de bons princípios, etc., mas está fadada a congelar a esquerda na oposição. Parece-me que Lula continua um ótimo estrategista, e sua estratégia é clara. A única observação que eu faria é de saber potencializar e otimizar o poder de comunicação que Lula tem para aquele que será seu/sua “ungido (a)”. Li em alguns lugares que ele poderia aproveitar seu depoimento para Sua Magestade (sic), D. Serjio (sic) I, e fazer propaganda de seu candidato. Seria muito bom se o fizesse. De toda maneira, minha observação que quer ser um conselho seria a de Lula se candidatar como vice-presidente. O candidato poderia ser qualquer nome do PT (é preciso ser do PT, pela simples razão de que o número 13 rende voto e está associado a Lula) e Lula como vice. Na impossibilidade de Lula poder continuar como candidato a vice-presidente da República, estaria aberta a vaga de vice para se negociar com outro candidato com projeto parecido (qualquer um dos outros quatro nome que evoquei acima) ou algum nome novo que apareça até lá.

  56. O que temos para literalmente

    O que temos para literalmente salvar a pátria é Lula. Nem mesmo um candidato indicado por Lula é garantia do fim da ditadura. Nem mesmo Lula no poder garante o fim do golpe ou seu retrono em futuro próximo. A ditaura de 64 persiste e o golpe de 2016 é a prova viva disso. A crise atual do capitalismo é fator determinante, como também a ascensão da China.

  57. Temor!

    Tenho medo. Você está coberto de razão Nassif. Se as forças domocrático-populares não se entenderem já, antes do primeiro turno, poderemos ter pela frente um picolé disputando com um nazista no segundo turnos! Deus, que nunca foi brasileiro, parece ter nos abandonado definitivamente.

  58. GRINGO`S ETERNO PELEGO

    COM A DIREITA (LIBERAIS E/OU NEOLIBERAIS) NO PODER A SITUAÇÃO DO ASSUNTO SE PERPETUARÁ E O BRASIL SERÁ EXATAMENTE E ETERNAMENTE PELEGO DOS GRINGOS! QUEM MANDARÁ NO BRASIL NÃO SÃO OS BRASILEIROS, MAS OS GRINGOS! COM A ESQUERADA, HÁ UMA CHANCE DE REORGANIZAR A ECONOMIA PARA SER DESENVOLVIMENTISTA NOVAMENTE COMO FOI NO GOVERNO LULA (MAIOR PRESIDENTE DO BRASIL). SE A DIREITA GANHAR, A ECONOMIA VAI SE DEFINHAR (AQUELAS DEPENDENTES DO MERCADO INTERNO), A DISTRIBUIÇÃO DE RENDA PIORARÁ, E OS TRABALHADORES SERÃO JOGADOS NAS MÃOS DOS PATRÕES BRASILEIROS (SENHORES DE ENGENHO COM RARAS EXCEÇÕES) SEJAM DAS INICIATIVA PRIVADA OU FUNCIONÁRIO PÚBLICO (EXCETO, TALVEZ, OS FFPP DOS PODERES JUDICIÁRIO E LEGISLATIVO) E SERÁ MUITO BEM FEITO PARA A CLASSE TRABALHADORA QUE SE DEIXOU ENGANAR MAIS UMA VEZ!!!!!!!! 

  59. E olhe o acima assinado

    E olhe o acima assinado batendo de frente com seu mestre,que aos meus olhos,desde o começo do comentario comete o chamado e propalado “erro crasso”.O que Lula tem a combinar com RUSSOS,CROATAS,SERVIOS,UCRANIANOS,ou povos que faziam parte da antiga União Sovietica?Eu respondo:ABSOLUTAMENTE NADA.A LULA só interessa combinar com o povo brasileiro.Nada mais.Nele reside a sua força,e com ele deve armar as suas estrategias,sejam elas quais forem.O restante do comentario são uma series de obviedades,constatações e confirmações que são do conhecimento até do mundo mineral,que não vale pena comentar para não exaltar o óbvio lulante,e principalmente em respeito ao mestre.É tão dificil assim entender que LULA não tem outra alternativa?No mais,tudo dantes no quartel de abrantes,mesmo depois de 120 dias afastado do Blog,a evidência solar que o cala boca jamais morreu,nos dizeres trocados de uma certa vampira.A mim,cabe ressaltar,que politicamente falando,continuo dando as cartas.

  60. E olhe o acima assinado

    E olhe o acima assinado batendo de frente com seu mestre,que aos meus olhos,desde o começo do comentario comete o chamado e propalado “erro crasso”.O que Lula tem a combinar com RUSSOS,CROATAS,SERVIOS,UCRANIANOS,ou povos que faziam parte da antiga União Sovietica?Eu respondo:ABSOLUTAMENTE NADA.A LULA só interessa combinar com o povo brasileiro.Nada mais.Nele reside a sua força,e com ele deve armar as suas estrategias,sejam elas quais forem.O restante do comentario são uma series de obviedades,constatações e confirmações que são do conhecimento até do mundo mineral,que não vale pena comentar para não exaltar o óbvio lulante,e principalmente em respeito ao mestre.É tão dificil assim entender que LULA não tem outra alternativa?No mais,tudo dantes no quartel de abrantes,mesmo depois de 120 dias afastado do Blog,a evidência solar que o cala boca jamais morreu,nos dizeres trocados de uma certa vampira.A mim,cabe ressaltar,que politicamente falando,continuo dando as cartas.

      • Não companheiro

        Não companheiro franciscopereira neto,é lulante mesmo.A diferença é que um é da lavra de Nelson Rodrigues,o outro do acima assinado.

  61. Xadrez dos “idiotas

    Xadrez dos “idiotas manipulados pelo lulismo” que defendem a candidatura do Lula

    Para reflexão:

    Em termos eleitorais quando é que os “russos” Bolsonaro e Alckmin vão começar a brigar pela disputa dos votos da direita? 

    Em termos sociais: o fato de 30% do eleitorado brasileiro que vota em Lula desacreditar da imprensa, da justiça, da policia, do sistema financeiro não terá consequência nenhuma de transformação do país?

    Ou deduzindo: 

    – embora manipulados pelo ‘lulismo” no momento atual os eleitores de Lula entendem que é preciso enfrentar os poderes financeiro, midiático, juridico, policial e militar para que algo mude nesse país

    – embora “manipulados pelo lulismo” os eleitores de Lula o querem como candidato porque já o conhecem no governo e sabem que ela manteve seus compromissos de inclusão social, de desenvolvimento do país e de defesa da sua soberania.

    Resultados conseguidos pelos “idiotas manipulados pelo lulismo'”:

    no impeachment – a resistência impôs a vitória da verdade do golpe contra o discurso do impeachment tanto a nivel nacional quanto a nível internacional mesmo com o atrelamento de todos os poderes brasileiros

    na prisão do Lula – exposição da hipocrisia do Poder Judiciário com sua desmoralização junto a 30% dos eleitores brasileiros no minimo.  Porque a esse numero pode se juntar os orfãos do Psdb que se manifestam no apoio ao “puro” Bolsonaro e aos militares e os que votam nulo ou branco.

    na manutenção da candidatura Lula – desobediência civil, como disse Celso Amorim, de 30% do eleitorado que não acredita na manipulação da imprensa, policia federal, do ministério público e do judiciário.

    no momento atual da campanha eleitoral – exposição do Psdb como cúmplice do golpe e atrelamento ao governo Temer, tirando-lhes o discurso moralista

    Apoiar quem?

    O Ciro? Como demonstrado acima o eleitor de Lula tem capacidade de discernimento e entenderá  que não dá para votar em Ciro Gomes, mesmo que ele seja poste do Lula. É não é porque ele achou estar no ponto para o stablishment quando disse que não era “puxadinho do PT” mas sim porque não dá para confiar num candidato que não tem compromisso com programas partidários e portanto no poder não terá compromisso com o programa da base que o elegeu. 

    Pode parecer que não, mas os eleitores do Lula tem capacidade de análise e tem o seu voto justificado não no “lulismo” mas no entendimento do que é melhor para ele e para o país. Quem não pensa é o eleitor do Psdb e do Bolsonaro que se deixam levar pela ignorância, pelo preconceito, pelo ressentimento e que serão a massa de manobra a ser disputada pelos “russos” Alckmin e Bolsonaro.

    O Poder do Stablishment

    Ah! Mas o poder do stablishment brasileiro vai transformar o Lula num quadro na parede. Será? O programa econômico da direita vai levar a falta de dinheiro para pagar juros para os setubals,auxilio moradia para juizes e salários achatados para policia federal, ministério público e militares. Ou, mantido o roubo dos juros e das benesses,  um arrocho insustentável sobre a populaçao. E nessa altura a classe média vai ser afetada pelo desemprego e pelo encarecimento dos seus luxos como planos de saude e ostentação de marcas de luxo.Em sendo assim a vitória deles será uma derrota.  

    Com um agravante: no golpe de 64 o império americano, com quem essa cambada se atrela, estava florescendo. Hoje é um imperio decadente que tem que cuidar dos seus problemas internos então não receberão ajuda de fora, só cobranças de entrega da soberania e de exploração de nossas riquezas naturais. 

    Se ganharem terão uma vitória de Pirro e os “lulistas” se manterão na luta para civilizar esse país. Na está na hora de capitular. A hora é de luta, que se perdida na próxima batalha, levará os inimigos ao abismo e atrás virá um estandarte estampado com Lula, o grande referencial histórico de mudança do país.

  62. Extrema-direita e Liberal, centrão ou centro

    Deputados, mídia tradicional, empresários oligárquicos e judiciário das dinastias são o centrão, e o centrão é conservador para preservar os privilégios e  a estrutura de exploração da cleptocracia. Tentaram empurrar um pós-Lula sem Lula para tudo continuar no mesmo, mas Lula transformou profundamente o Brasil, e apesar da sobrevida da velha estrutura graças ao feice, campanhas e propaganda, o pós-Lula vai ser feito com Lula e apesar das bolhas, como vão se sustentar e comportar em relação a seu legado? Querem dar um cala-boca mas como ficam os liberais de boutique quando a própria liberdade é jogada a escanteio em favor do fisiologismo por meio de práticas persecutórias, quando os benefícios ganhos pelas inclusões do mercado só viram retrocessos. O conservadorismo quer voltar para o antes do Lula, mas Lula transformou o país e quem quiser seguir em frente vai ter que levar o progresso proporcionado junto. Se querem acabar com Lula que comecem primeiro acabando com o anti-lulismo, ou se tiverem princípios para que não acabem sendo apenas uma farsa do conservadorismo oligárquico e exploratório para o atraso do terceiro-mundismo.

     

     

     

     

     

     

  63. O povão já fez sua unidade em torno de Lula. Vamos trair o povo?
    Em que mundo vive esses dirigentes partidários e analistas que ignoram o óbvio e ululante? Agora já não é o PT nem Lula que “apostam” na sua candidatura. É o povo que está exigindo a candidatura dele, como atestam todas as pesquisas.  Lula está mais de 100 dias preso, faltam 77 dias para eleições, e sua candidatura não esvaziou como quase todos previam. Seus adversários e concorrentes também não decolaram como se imaginava com o “esvaziamento que haveria” e não houve. Então não é a vontade do PT ou de Lula que está em questão, é a vontade popular de base eleitoral da esquerda (o povão) que não arredou o pé da candidatura Lula e precisa ser respeitada ou a esquerda cometerá suicídio político. Se Lula tivesse esvaziado para 1 dígito nas pesquisas e estivesse embolado com outros candidatos de esquerda mais fortes vá lá falar em unidade em torno de Ciro ou outro que estivesse mais forte. Mas o povão coloca Lula na liderança absoluta, com sobra na frente da esquerda e da direita. Então só tem sentido falar em unidade de esquerda em torno de Lula, senão vai trair o povo, desmobilizar toda a força eleitoral da esquerda e aí sim vai ser varrida do mapa. Vamos desenhar: O povão quer Lula. Nós temos que obedecer essa base popular. Se alguém tem de impedir a candidatura Lula é justamente o lado de lá: o golpe, nunca a gente, senão os partidos de esquerda perdem a razão de existir se for para abaixar a cabeça para ordem política consentida do poder de direita contra a vontade popular. Se o partido do judiciário confirmar o impedimento de Lula (o mais provável), aí entra outra candidatura “Eu sou Lula”, vestindo a camisa de Lula, defendendo o legado, denunciando a injustiça com Lula e com seus eleitores e explicando o porque de Lula estar preso. Esses FATOS POLÍTICOS tem muito mais potencial explosivo de incendiar a campanha eleitoral e mobilizar o eleitorado com votos de protestos e indignação do que a lenga lenga da campanha tradicional. Redução danos? Não existe maior dano do que a esquerda trair sua base eleitoral, o povão, e ficar com a imagem de partidos que só querem salvar a própria pele para ter o poder “reduzindo danos”. Se não for possível vencer o golpe pelo menos nas urnas, melhor sair das eleições como oposição forte com capacidade de mobilização popular, isso sim capaz de reduzir danos. Chega de análise de gabinete com ar condicionado, do círculo fechado das estruturas partidárias, de subestimar as próprias forças que temos. Abram as janelas, saiam pela porta e voltem-se para as ruas.

    • O “povo” que não comprou a

      O “povo” que não comprou a ideia do golpe, em sua grande maioria, somente vai até a sua zona eleitoral apertar os botões e confirmar…não tem mais nada que se possa esperar do “povo”.

  64. Golpe: Sem o nome de LULA na urna fica consolidado!

    Sem Lula na urna meu voto pra presidente será anulado…..não me interessa nem se o PT colocar um tal de plano B, sem Lula na urna o resultado é a consolidação do golpe.

  65. opções

    Para o Brasil só resta uma opção: Lula. O único retorno possivel à um Brasil soberano e sem fome.

    Qualquer outra alternativa é reconhecer a vitória do golpe. E a permanência dos seus efeitos. Lula excluido, é preferível Boçalnaro, com abstenção e voto nulo monstros. Porque ai o pepino entorta de vez. Vai obrigar os alto funcionários públicos civis e militares a perder o medo e se posicionar. Vai revoltar o povo o que o fará abandonar a sua letargia e brigar. Acredito que nosso povo apolítico não deixará o capitão entregar a amazônia. Deve restar algum sangue aos brasileiros!

    De outra forma, será que alguém ainda lembra do n° do telefone do FMI ?

     

     

    • e.t.

      Depois de ler os comentários, para deixar claro:

      Ciro é o candidato da DIREITA!

      Esquerda é Lula (Se o poste escolhido for o João Pedro Stedile ou o Rui Costa Pimenta, pode contar comigo, voto e faço campanha. Outro, não:)))

  66. O Xadrez da Covardia

    Nossa, que merda. O que o Nassif está propondo é uma capitualção do PT como se tirar o fator Lula isso vai diminuir o ìmpeto dos golpistas. Não é uma frente anti-PT mas uma frente anti-povo. Qualque um seja de qualquer partido que tiver qualquer chances de ganhar irá sofrer dos mesmos abusos. 

    O principal erro que eu estou vendo e quando se fala em tranferência de votos. Quando se a anlisa a tranferência de votos se tem em mente uma cenário normal onde os candidatos que não avançaram para o segundo turno tenta tranferir os votos recebidos durante o primeiro turno através de alianças com um dos candidatos que avançou para o segundo turno.

    Não podemos aplicar esse modelo ao Lula, pois estamos em um cenário totalmente novo. O voto no Lula já é um voto de tranferência, já é um voto contra o golpe e o sistema. Todos sabem que existem poucas chances do Lula conseugir sair da prisão muito menos de concorrer. Todos sabem disso. No entanto, Lula ainda cresce nas pesquisas. Por que isso acontece?

    Acontece porque o povo viu no Lula o líder para enfrentar o golpe da forma que ele puder. Estamos vendo uma gigantesca força de desobediência civil sendo organizada em silêncio. Além do mais, para informar que um Lula genérico vai concorrer, basta que o nome do candidato seja acrescido com o nome Lula. Dessa forma, podemos ter. Fernando Lula Hadadd, Paulo Lula Paim, Gleisi Lula Hoffman  e por aí vai…..

    O Nome “Lula” estará nas urnas de qualquer forma, meu camarada.

    O Povo sabe que a única forma de combater o golpe será fechar com o Lula, sabe que o Lula está preso para não ser candidato e sabe que a única forma de vencer o golpe não é capitular para um golpista qualquer ou outro nome que agrade mais os golpistas, só porque não faz parte do PT.

    Os desafios são conhecidos, mas a nossa única força para enfrentar o golpe é a liderança do Lula. Para garantir que essa liderança continue o PT tem que ir até o fim. 

     

  67. O perigo das redes sociais, ditas sociais

    sociais envolvem trocas pra debate, pra opiniões diversas, bolo de laranja ou de limão, etc As novas tecnologias são muito mal usadas entre brasileiros devido à péssima educação, sistema educacional que não estimula o senso crítico, ou estimula decorebas de dogmas. São lidos em smartphones e tablets, leituras superficialíssimas e ligeiras. Não se lêem livros, nem longas palestras (que há no Youtube, seção FLUXO-USP, BoiTempo, etc). Se eleição vai ter forte influência pelas ditas redes sociais, isso é uma tragédia, fora o bombardeio da mídia tradicional e mesmo da blogosfera e de blogs de jornalistas ditos independentes (há uns em Recife que não perdem espaço na mídia e nunca abordaram nem abordam coisas do governo municipal e estadual, projetos simpático-demagógicos. E mantêm status,pra muita gente,de serem independentes.Pois sim.

  68. Não tem que reduzir danos

    Não tem que reduzir danos coisa nenhuma. É Lula ou nada. Sua prisão é ilegal e a resistência deve ser construída. O PT não deve sequer indicar outro nome no lugar, caso Lula seja impedido. Lula é a ferida aberta e exposta do golpe. Tem que colocar o pé na ferida e derrubar o regime. O povo é que tem apontado o caminho que os cabeças pensantes não conseguem entender, sejam os de esquerda ou de direita. É ele quem tem dado o recado,  de que não aceita a perseguição contra Lula e não aceita o golpe. É ele quem irá conduzir o processo. “Uma flor ainda desbotada ilude a polícia, rompe o asfalto. Façam completo silêncio, paralisem os negócios: garanto que uma flor nasceu” – Carlos Drummond.

  69. Não está na hora de mudar de jogo, Nassif?
    Nassif, aceitarias participar de um campeonato de xadrez em que você disporia apenas de 13 ou 14 das 16 peças do jogo e não teria direito a dar xeque mate no adversário? Como enxadrista ou jogador de um jogo de estratégia e tática em que não há lugar para o fator sorte, você aceitaria jogar sem rei só para conferir legitimidade à vitória de seu “adversário” ou usaria o direito de iniciar a partida e abandoná-la ao se ver na iminência receber um mate, tornando nula a partida ou farsa xadrezista, única forma de conseguir a realização de nova partida? Caso a CBF ou Federação de Xadrez insistisse em antecipar sua derrota dessa forma, você continuaria defendendo o tabuleiro assim manipulado; o denunciaria como farsa inadmissível ou faria de conta que o “campeonato” é sério apenas para sagrar novo “campeão”? Em síntese, aceitar perder uma peça que lhe garante 35 ou 40% de chance de vitória rápida, limpa e indiscutível, só para dar seu aval ao ladrão que posa de adversário honesto não o tornaria cúmplice da bandidagem? Entre proporcionar legitimidade ao Bolsonaro-Alckmin que precisa de ganhar essa partida para concluir o saque em curso às nossas riquezas ou declarar nula essa farsa, qual seria tua reação: defender que Lula/PT abdique de seu protagonismo e conceda legitimidade à ditadura togada ou insistir na tática de exigir saber por quê é peça-rei fora do tabuleiro em que se oficializa o presente e futuro da Nação? Entre validar o golpe e eternizar seus responsáveis no poder ou desde sempre permanecer na resistência ao mesmo, o dilema atual não admite paliativos, placebos ou simplesmente deixar como está para ver como fica, pois os candidatos liberados – Bolsonaro, Alckmin ou Ciro – irão dar continuidade ao desmonte. Contra o mesmo, só nos resta Lula, que, conciliador por natureza, fez o jogo dos adversários e entregou aos mesmos a maioria dos ministérios, exceto por um detalhe, o mesmo que justifica esse anti-lulismo ou petismo tão radical: procurou diminuir as desigualdades sociais, conseguindo até fama mundial ao demonstrar que a ajuda às classes mais despossuídas era fator de crescimento do PIB, que cada real despendido nessa ajuda se multiplicava e fazia a roda da economia girar mais depressa, aumentando a lucratividade geral. Foi uma sacada capitalista genial, porém altamente lesiva ao neoliberalismo medieval que nos tomou de assalto, uma vez que emancipou cerca de 60 milhões de pessoas da miséria e, mais cripto-subversivo ainda, consagrou os direitos sociais como apanágio máximo da democracia brasileira. Fiquemos então assim: Lula/Dilma são retratos na parede condenados ao esquecimento simplesmente por serem incompatíveis com o aumento das desigualdades que alimenta o Leviatã neo-liberal escravagista e saqueador dos bens públicos. Ao invés de antipetismo, leia-se anti direitos sociais e -faltando quatro meses para 2019 – agora é tudo ou nada, pois no ano que vem teremos a “cidadania intermitente”, fruto desse 2018 em que podermos votar apenas nos candidatos que nos farão despencar do sexto lugar para o fim da escala que mede a riqueza das nações, com a violência parida pela miséria justificando um estado de sítio permanente, até que o pré-sal e demais ativos econômicos sejam exauridos pelo “mercado”, nome atual dos Hitlers que nos subjugam. Não está na hora de mudar de jogo, Nassif, deixando claro que essa CBF-STF-STJ-TSE não nos representa, que essa eleição sem Lula é a continuidade do golpe que jogou no lixo os 56 milhões de votos que elegeram Dilma, em nome da soberania dos liquidantes togados da democracia brasileira?

    • Dilema

      Tá bom!

      E os 41% que o Lula tem em MG, publicada no DCM agora pouco?

      É bom lembrar que MG é o segundo maior colégio eleitoral.

      E o nordeste votando em peso, principalmente PE com cerca de 65% em Lula?

      Até em SP Lula ganha do picolé de Chuchu!

      E aí?

      O que Lula deve fazer?

  70. Do WhatsApp do WGS

    Prof. Wanderley: Lula vai entregar o poder ao PSDB!

    Ele denuncia o caudilhismo petista!publicado 23/07/2018

    PT se une à plutocracia paulista! (Reprodução: GGN)

    Do WhatsApp do professor Wanderley Guilherme dos Santos:

    O Lula vai entregar o poder ao PSDB. É a única forma de sobreviver politicamente. Na oposição, preso, e com a esquerda travada pela hóstia do Lula Livre; quem não a engolir será crucificado como apóstata.

    Minha tolerância com o caudilhismo petista se esgotou. Hoje, depois da unidade formal da direita, o PT dissipa sua história sob a forma de implícita colaboração para a continuidade da plutocracia paulista.

    Assinado, Wanderley Guilherme dos Santos

     

    • O Professor Wanderley está

      O Professor Wanderley está prescisando de uma ferias.O Ministerio da Cultura em um eventual governo Ciro lhe encheria as medidas.Nasssif é pule certo para a Comunicação Socia,aquele que a Globo adora.Por essas e outras é que me considero o melhor analista politico do blog,nada entendo de bumbo,e desconheço completamente o que vem a ser um tal efeito manada.

    • Minha tolerância com

      Minha tolerância com sociólogo que faz campanha para o Ciro até conseguir publicar artigo no Globo também se esgotou. E não é hóstia de Lula Livre: é resistência ao arbitrio.É denúncia de um sistema judiciário viciado. É direito ao livre exercício do voto para os 30% que querem votar no Lula. É imposição ao stablishment do meu direito de escolher um partido político e expor o arbítrio.

      Explicando ao sociólogo: não se trata de Lula, se trata do direito de voto de 30% dos eleitores brasileiros. O resto é manipulação para tumultuar a esquerda e agradar os que querem a destruição de Lula .

      • bom comentario

        Concordo plenamente consigo.

        Permita voce e Nassif alguns pitacos.

        1- devemos ir com LULA até o fim e desmascarar o estado de exceção. Eles vão ter que mostrar sua carranca!

        2- Quem tem que se unir ao PT SÃO as demais esquerdas, mesmo que não gostem, e não o contrário. Inclusive os demais candidatos estão muito, muito mal nas pesquisas. Ciro inclusive!

        3- O candidato a vice deveria ser Amorim. O que a midia, judiciario etc poderiam levantar contra ele?. Nada! Só se for fake-news

        Já o Haddad teriam mais material (embora eu o considero honesto, aliás um dos poucos que não se corromperam na PMSP, a outra foi Erundina).  

        4- Os candidatos da direita são muito ruim. Bastar fazer uma campanhã correta de desconstrução! ( do jeito que fizerem com Marina!) O que eles têm a mostrar? o que eles defendem? São Vazios!

         

        • O velho hegemonismo do PT

          Vocês estão vivendo em outro mundo mesmo. O Lula não vai ser candidato, infelizmente. E infelizmente o Lula não vai conseguir transferir os votos necessários para quem o PT escolher. Chegou a hora do PT abrir mão do hegemonismo para a devida redução de danos.
          “Se” caso o Bolsonaro for pro 2º turno com o Alckmin defendendo o governo Temer, eu imputarei TODA a culpa ao PT, por essa falta de noção do que está acontecendo no país.  

          • Ingenuidade ou cegueira?

            Concordo contigo! Acho muita ingenuidade acharem q Lula sairá com a presidência. Ele ou qqr ungido por ele. A direita conseguiu o Impeachment!!! A direita conseguiu prender o Lula e Dirceu!!! Lula e Dilma não fizeram aquilo q tanto pedimos, a nossa ley de médios, agora é tarde! Onde vcs estão com a cabeça achando q os “poderosos” (Globels, empresários, Millenium e etc) não vão usar todo o armamento (QUE JÀ USARAM) para impedir q a esquerda volte???

            Há 3 anos repito meu medo do Bolsonaro e quanto ele tava nos 2% e Nassif dizia q ela “uma bobagem achar q ele sairia disso” até desisti de escrever aqui. Agora já admitem ele no segundo turno… Ou a Esquerda se UNE de verdade ou será Bolsonaro e Alckmin… E se não me chamarem pra revolução, vou chorando votar no Alckmin, pq no Bolsonaro nem com arma na cabeça.

            Não sou Cirista!! Nunca fui. Mas sou esquerda e sempre serei. O problema é q a direita conseguiu seu maior trunfo de todos: Deixar todos nós perdidos sem saber para onde correr. É o q acontece quando se pôe todas as esperanças num balaio só. Lula é maravilhoso!!! Mas só ele NÃO PODE ser o “salvador da nação”. E se for… Tem algo muito errado conosco.

          • Vai culpar a vítima,

            Vai culpar a vítima, então.

            Se não houver Lula não deve haver NENHUM candidato a presidente do PT. O que os golpistas querem é um segundo turno entre Alckmin e um candidato fraco do PT, contra o qual podem manipular as eleições sem grandes problemas.

            Ou seja, na aparência seria uma eleição como todas as outras desde 1994, tudo normal, certo? E aí Alckmin, com imensa base parlamentar, terá liberdade para terminar de fazer o serviço sujo feito pelo Temer.

            O golpe vence.

            Mas se essa farsa for combatida de frente, com coragem, pensando politicamente e sem o apego às instituições que encurralaram o PT e os brasileiros, mesmo que Alckmin ganhe ele entra fraco e sem legitimidade. Outro que teve menos votos válidos que votos nulos, o Dória, só ficou 1 ano e meio na prefeitura e sem poder pra implantar sua agenda do mal.

    • O mesmíssimo argumento usado
      O mesmíssimo argumento usado pelo escritor João Ubaldo Ribeiro para romper com o PT,e esconder a mágoa e o ressentimento por Lula não te-lo escolhido como ministro da Cultura.Seria leviandade da minha parte afirmar peremptoriamente que Nassif engendra adentrar pelo mesmo caminho.Com a palavra o Prof.Boaventura de Souza Santos:O ego da esquerda latino-americana é bem maior que o Oceano Pacífico.Mas a pergunta que não quer calar,e os cadastrados estrelados daqui poderia me tirar essa dúvida cruel:Seria Ciro Gomes,aquele que recebeu do Blog salvo conduto para mandar a PQP que lhe viesse a telha,um candidato de esquerda?.Segundo o colunista global Ancelmo Góes,lindo de viver,há controvérsias.ACM,o original,em entrevista à Mino Carta,disse que FHC não era tão de esquerda assim.Estariamos nós diante desse mesmo fato,visto que,um raio pode cair no mesmo lugar tantas as vezes que a natureza quiser.

  71. O mote, o motto, o mood, do

    O mote, o motto, o mood, do golpe é: Esquerda no Poder, Nunca Mais.

    É por isso que julgo ser tolo analisar o panorama pós –eleições, considerando a hipótese de que a Direita não vença.

    Todas as hipóteses decorrentes de uma derrota eleitoral, por parte do Golpe, não devem ser consideradas meras possibilidades. São, de antemão, realidades, das quais a escolhida será aquela que causar menos danos concretos ao Golpe.

    Quanto aos danos morais da ilegalidade que for perpetrada, quem se importa? Oscar Wilde diria, “Senhor, livra-me da dor física, que da dor moral eu me ocupo.”

    Virá a indignação, virão os protestos do mundo “civilizado” – aquele mesmo que condena com retórica virulência a condenação  sem provas de Lula, mas não diz uma palavra quanto à entrega de nossas riquezas a…eles mesmos.

    Virá até mesmo – o que não creio muito – uma convulsão social, de maior ou menor proporção.

    E daí?

    A aposta em 1964, dos EUA e da Quinta coluna,  envolvia apenas a influência política do Brasil sobre a AL, e recursos minerais ainda por explorar.

    Agora envolve o pré-sal.

    Depois do 11 de setembro, o mantra da mídia corporativa dizia: A AL perdeu importância para o Departamento de Estado.

    Se é que isso foi verdade algum dia, deixou de sê-lo a partir da descoberta do pré-sal.

    Eles são capazes de tudo.

    Chamem-nos de elites, 1%, illuminati, Bilderberg, seja qual for o nome que se queira dar a essa praga de banqueiros, mega-corporações, etc., uma coisa é certa: são capazes de tudo.

    O grande jogador argentino Osvaldo Ardiles, em um documentário que assisti recentemente, questionado quanto à possibilidade de que a Copa de 1978 tenha sido uma armação, disse, com imensa tristeza no rosto: “Se foram capazes de fazer o que fizeram, prender, torturar, matar, porque não seriam capazes de arreglar un partido?”

    Enquanto isso, o marido da Raquel Dodge tá na espreita.

     

  72. Sem Lula, o vácuo

    O que está em pauta aqui nesta discussão não é uma unidade ampla de esquerda (talvez fosse mais correto falar de centro-esquerda, senão não é ampla), mas a busca de apoio do Lula (de perfil conciliador e centro-esquerda, que atraia a esquerda) ao Ciro Gomes (de perfil pouco conciliador e centro-esquerda, que gravita em torno do centro).

    Hoje, no Brasil, não temos uma figura – salvo o Lula – que tenha capacidade para capitanear a construção de uma frente ampla de (centro) esquerda que seja digna desse nome. O PT, de certo modo, já é uma frente de centro esquerda  – tem em seus quadros políticos/militantes de centro (liberais iluministas), de centro-esquerda (sociais-democratas do Estado Democrático de Direito) e de esquerda (anticapitalistas), cuja unidade passa pela existência do Lula.

    Se Ciro fosse capaz de liderar uma frente ampla “vermelha”, já o teria feito, ainda que sem o PT (envolvendo os demais partidos de centro-esquerda e esquerda). Não é capaz e sequer deseja isso por questões táticas. Suas convicções ideológicas e trânsito político têm comunicação mais ao centro…

    Ainda que Ciro pretendesse mesmo capitanear uma Frente Ampla de Esquerda, parece que somente o PCdoB estaria disposto a embarcar nesta Nau, pelo menso agora num primeiro turno. E aí a “amplitude” restaria prejudicada.

    De qualquer sorte, sem Lula, não há votos (e nem apoio da grande maioria dos movimentos sociais e sindical)!

    Notem: não é a centro-esquerda e a esquerda (como forças políticas organizadas) que titulam os votos de parcela significativa da população brasileira (suas bandeiras aceitas por boa fração do eleitorado), é o Lula. Para bem e para mal. Aliás, isso facilitou, em boa medida, o trabalho do arco conservador, bastando “marcar” Lula para anular a única jogada forte do time! Por isso jogaram ele no cárcere, ao arrepio da lei.

    O PT aposta que o Lula, com o apoio popular e com o STF mantendo sua jurisprudência, irá se desmarcar e voltar a ser decisivo.

    É aposta de alto risco, mas legítima.

    Se falhar, não há reserva à altura para substituir Lula. Não se constrói uma alternativa em poucos meses, isso é trabalho de anos, histórico.

    Outro elemento a ser considerado: a simples adesão do Lula ao Ciro não significa transferência imediata de votos – ele  está preso e não pode falar diretamente com o povo , moblizá-lo. O mesmo valendo para a hipótese de o Lula indicar um substituto dentro do PT.

     

     

     

    • Ótima análise

      Mas vou dar 4 pitacos:

      1. Dilma foi uma alternativa construída em poucos meses. 

      2. Será que já não existe vídeos prontos com Lula mostrando quem é o seu candidato?

      3 O novo candidato, se necessário, será 13. E Lula é 13.

      4 O contexto é bem diferentes das outras eleições. A capacidade de transferência de votos este ano será bem maior do que foi antes com Dilma.

      Será uma eleição surpreendente e sui generis

       

       

       

  73. Lula será eleito mais uma vez

    Lula e o PT vencerão novas eleições. Será a quarta vez. E provavelmente a mais importante delas. Exatamente a que seria melhor perder. Não falo da presidência. Sim da liderança oposicionista à esquerda. Função que, no fundo, no fundo, não serve pra nada.

    Na última ruptura institucional que tivemos, com direito a censura, fechamento de congresso, prisões, torturas, mortes e eleições (???) indiretas para Presidente e Governadores, não tínhamos muito com o que lutar. Lutava-se como era possível. Uma nota que a censura por absoluta ignorância deixava passar nos jornais, eleições para o Congresso e Assembléias Legislativas, greves, passeatas, até mesmo a suicida luta armada. Tínhamos que aguardar pra ver o que aconteceria, deixando ao acaso, ou para quem acreditava, entregando a Deus o futuro do país.

    No atual cenário em que também há uma ruptura, temos como lutar. Ainda não foi cassado do povo o direito de votar pra Presidente e aí, sim, estancar a sangria. Não a do combate à corrupção, que não ocorre em Curitiba. A sangria dos direitos à cidadania que o atual governo promove e, ao que tudo indica, Alckmin e Bolsonaro continuaram a promover, em menor ou maior grau.

    Ao invés disso, o PT fica brincando de democracia, num comportamento próprio daquele adolescente que diz que se não puder jogar no ataque, vai embora. O problema é que o jogo vai acontecer, com ou sem ele. Afinal, ele não é o dono da bola.

    Eleição sem Lula é fraude. Não tenha dúvidas. Mas quem disse que o outro lado se preocupa com isso? Eles querem é evitar que o Lula seja eleito novamente. Querem evitar que o PT volte ao poder. Se pra isso precisam torcer as leis, mentir nos jornais, manipular informações, inventar culpa onde não há, não duvidem de que não existirá o menor escrúpulo para fazê-lo.

    Lula tem um percentual de intenção de votos bem próximo a se eleger no primeiro turno e, se permitido concorrer, é isso que deve ocorrer. Mas quem disse que aqueles que tiraram do poder uma presidente eleita pelo voto por motivos inexistentes estão preocupados com a opinião do povo? Opinião do povo conta para regimes em que a democracia é essencial, não para nós, que em geral, convivemos naturalmente com rupturas institucionais, achando que tudo é normal.

    O outro lado, que deu o golpe tem tudo preparado e o poder da mídia para manipular, assassinar reputações, ao mesmo tempo em que tenta santificar políticos cujo curriculum se assemelha mais a prontuários. Alguém realmente acredita que vão deixar o Lula concorrer e ganhar? Em 1954 tentaram dar um golpe no Getúlio que, com um tiro no coração frustrou as expectativas da elite e “saiu da vida para entrar para a História”. Em 1964, eles não cometeram o mesmo erro. Foram até o fim e o resultado foi uma ditadura de 20 anos.

    Em 1995 tentaram tirar o PT do poder com o episódio do Mensalão, deixando o acerto de contas para as eleições no ano seguinte. Perderam e o candidato era o mesmo que será agora. Anódino, conservador, títere daqueles que realmente têm o poder.

    Em  2016 não erraram. Tiraram Dilma na cara-de-pau pra colocar um bando no poder. Não é inteligente supor que vão deixar agora, depois de 2 anos, o Lula voltar junto com o PT para o mesmo governo de onde foi defenestrado.

    Acreditar nisso é cegueira, romantismo utópico. Acreditar que a pressão das ruas vai ser suficiente para o STF libertar Lula e deixa-lo ser eleito é de uma ingenuidade que beira a mais completa burrice. Não há pressão nas ruas. Se houvesse este tipo de pressão, não estaríamos vivendo o que vivemos. Como disse acima, o Brasil, historicamente, convive bem com rupturas democráticas.

    Além da irresponsabilidade de se lançar em uma eleição derrotado, é importante visualizar o futuro. Acham que o pior é perder a eleição e continuar na oposição? O que acha que um governo Alckmin ou, pior, Bolsonaro, vai fazer com as esquerdas e com algumas de suas poucas conquistas, uma vez empossados, legitimamente, após as eleições? Movimentos sociais tendem a ser criminalizados aos poucos. Planos de saúde serão para ricos, emprego será um luxo e muito mais.

    Gostaria de estar vivendo em uma situação normal. Em que só fossem condenados réus cujas provas apontassem para sua culpa e que o Presidente eleito terminasse o mandato, além de muitas outras coisas que nos foram retiradas. Mas este não é o caso. Sendo pragmático, temos que lutar como podemos. Hoje, a melhor forma de lutar não é dizendo Lula ou nada. É dizendo o velho slogan dos anos 60: O Povo Unido jamais será vencido, substituindo povo por esquerda. E se isso implicar que esteja outro nome na cédula para representar a esquerda, que seja. Sob o risco de tão cedo não termos outro para nos representar, nem nessas eleições, nem nas próximas.

    • Você mesmo reconheceu que a

      Você mesmo reconheceu que a Dilma foi derrubada para colocar um bando no poder. O que tornaria o suposto futuro governo de esquerda resistente a golpes?

  74. Hospício à céu aberto….

    Esse foi um bom e sensato texto do Nassif. Apenas colocou os fatos na mesa.

    O mais ESTARRECEDOR é a maioria dos comentários aqui acreditar piamente que Lula será candidato e, em caso de vitória, que conseguirá governar. 

    O Brasil virou um hospício à céu aberto dos dois lados.

    É GOLPE BRAZEW !!!

    Lula não será candidato. Se for candidato e ganhar, não vai governar. ACORDEM.

    NÃO VAI TER UMA INSURREIÇÃO POPULAR. ESQUEÇAM. 

    Agora é contenção de danos !!

    “…. Ah… mas o lula tem 40% dos votos….”

    Tanto faz… ele está sendo e será perseguido. Não conseguirá governar.

    Agora é hora de dar um passo atrás, fazer um acordo de libertação do lula pós-eleição (contando com a vitória de uma frente ampla de centro-esquerda) colocando no poder um governo nacionalista de reconstrução nacional. 

    Imaginem o estrago de 10 anos de políticas neoliberais até a esquerda se recuperar?! (2 anos de Temer+8 anos de Alckmin)… 

    PS.: A Dilma foi avisada do golpe em 2013 pelo Putin e Edorgan. O que fez ?!

    E o PT, o que fez ?! E o Lula, o que fez ?!

    Agora queridos, inês é morta. 

    PS2.: Essa eleição brasileira será uma ultima chance de romper com a devastação da guerra hibrida na américa do sul cujo objetivo é impedir a independência e soberania de qualquer país da região da tutela de washington.

    Já viram as notícias de instalações de bases americanas na colômbia e argentina ?!

    Tá achando que nossa eleição é só nossa e só Lula Livre?!

    ACORDEM !!! 

     

    • Se Lula eleito no primeiro

      Se Lula eleito no primeiro turno não conseguir governar, por que Ciro com um governo supostamente de esquerda conseguiria?

      • Porque a máquina do golpe

        Porque a máquina do golpe judiciário/lavajato/mídia está toda voltada para Lula e não para Ciro ?!

         Ele não vai conseguir governar devido ao judiciário. 

         

      • É simples

        Caro visitante

        Ciro conseguirá ( talvez ) governar porque  não  nomeia republicanamente. Nem apóia a lista tríplice. E muito menos tentará controlar a mídia com um controle remoto. Simples assim. 

    • Não sendo você um troll como

      Não sendo você um troll como bem observado por Analu,atirando em direção a parte frontal baixa do editor,acertaria em cheio a palma de sua mãso.

      • O mais absurdo são vocês

        O mais absurdo são vocês chamarem quem discorda de vocês de Troll e ainda com baixaria. 

        Vocês estão loucos. A candidatura do Lula virou um dogma. Daqui a pouco vão gritar cortem-lhe a cabeça ?!

        Essa resposta foi a gota da insanidade….

         

         

         

    • Até você ANALU,tão

      Até você ANALU,tão esperta.São os Ciristas.O Blog agora pertencem a eles e tu nem notou?Acorda cara.

  75. mudanças reais

    Manifesto para redenção do Brasil

    Nosso povo esta precisando acordar e os partidos principalmente os de esquerda e principalmente o PT, tem obrigação de acordar o povo brasileiro. Durante muito tempo desde que se colocou no poder a esquerda tem se acomodado e os políticos e a mídia e outros partidos tem se organizado, então seguindo estes critérios vamos nos organizar.

    1)      O PT deve promover uma grande arregimentação de inscrições via diretórios e internet de novos militantes  devendo seu numero de filiados atingir no mínimo 1 milhão , para que tenha suporte em fazer emendas e projetos de leis populares, isto não deixaria o partido na mão do congresso.( o PT é uma das maiores bancadas )

    2)      Nesta legislação ainda deveria se criar uma frente (de esquerda)  Popular para se antagonizar com o Centrão. Esta frente daria poder de fogo tipo o do centrão. Faz com que na próxima legislatura os partidos de esquerda se fortaleçam e ajam em bloco.

    3)      Tambem nesta legislatura se organizariam blocos para antagonizar com os blocos conservadores, então :

    Cria-se a bancada da paz em oposição a bancada da bala;

    Cria-se a bancada dos verdadeiros Cristãos envolvendo católicos, espiritas e protestantes em oposição a bancada da bíblia

    Cria-se a bancada dos homens do campo em oposição a bancada do boi

    Reforça-se a bancada sindicalista ( verificando que sejam votantes compatíveis com os trabalhadores)

    4)      Para próxima legislatura os candidatos a deputados federais ou estaduais  deveriam ser principalmente vereadores ou ate prefeitos  já eleitos pois estes não perderiam o mandato caso não eleito, ver o candidato a governador do RJ pelo PSOL.

    5)      Os senadores deveriam ser expoentes da politica e das artes , tais como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque , Preta Gil, Gleice ( do Big Brother) e outros

    6)      A mídia alternativa deve contribuir com candidatos principalmente Paulo Henrique Amorim , Altamiro Borges, Luiz Nassif , Leonardo Attuch , Miguel do Rosario , Fernando Brito , Leonardo Stoppa, Marcelo Auler

    7)      Selecionaria também o time : Bemvindo Sequeira, Gustavo Mendes, Gregorio Duvivier e Fabio Porchat

     

    Considero estratégias que deveria se tentar acho que teria muitos adeptos e um modo de luta eficaz. Adicionando-se movimentos também tipo MBL para se contrapor nos sites e blogs mais eficazes podendo usar a Midia Ninja e a TVT como TV’s fora da TV

  76. Pode anotar, porque tenho

    Pode anotar, porque tenho certeza absoluta disso: o PT não será eleito nem se ganhar a eleição.

    O jogo de Lula é muito mais simbólico, e ele sabe disso. A não candidatura dele vai servir para escancarar ainda mais o estado de exceção em que estamos vivendo e indignar a população a longo prazo. Estamos vivendo um momento de grandes mudanças no Brasil, que será lembrado em um futuro próximo e Lula decidiu fincar seu pé na história como um mártir.

    O Brasil só mudará com sangue na rua.