Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

Capítulo 1 – o sentimento de salve o Brasil

No Brasil real, meu amigo Vinicius, de 16 anos, criou um grupo no WhatsApp com o título “Salvar nosso Brasil”. O histórico trabalhista Almino Afonso, no meio da conversa deixa escapar um “precisamos salvar nosso país”. Minha tia Clélia reza todo dia para Deus salvar o Brasil, embora não saiba exatamente como e de quem. O jurista Celso Antônio Bandeira de Mello diz, no meio do almoço, que precisamos salvar o Brasil. Pelo Twitter, o governador maranhense Flávio Dino repete a mesma expressão.

Testemunhei todos esses apelos em menos de meio dia. Em todos os pontos do país há um sentimento difuso de que o Brasil derrete, se desmancha, em um suicídio lento e ritual. E a angústia de querer e nada poder fazer, porque o destino do Brasil não está nas mãos do Brasil real, mas de uma realidade virtual montada em Brasília.

Capítulo 2 – o Brasilguai da estufa Brasília

Em um reino distante chamado Brasilguai, nos limites entre um Brasil que já era e simulando um Paraguai que já foi, a realidade é envolta em manchetes feéricas e em redes sociais onde borbulham babas de ira e sangue, compondo o cenário em que as mais altas autoridades disputam os clicks da turba e as dobras do poder.

É o pessoal da corte, do país improdutivo que vive em uma estufa onde são cultivadas as intrigas, os jogos de lisonja e de poder, um mundo invertebrado, em que as carreiras são construídas por artimanhas, puxadas de tapete e de saco, palco de cenas desse nível:

·      A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) brada: “Onde um juiz é destratado, eu também sou” (https://goo.gl/rC9FJd). Recebe 1.450 cliques no Facebook.

·      O Procurador Geral da República adapta o brado: “Atacar um procurador é atacar todo o Ministério Público”, e corre a se informar sobre a quantidade de cliques que a frase irá merecer.

·      O decano, que não é de ferro, aproveita e se exibe em um self em um shopping da moda, sabendo que o discurso anticorrupção é o creme de leite que, com sua densidade, disfarça qualquer massa de má consistência.

·      Não se sabe se o presidente do Senado aproveitou o mote e bradou: “Quem ataca um senador, ataca o Senado”. Se não gritou, pensou. Se pensou e não realizou, perdeu o direito aos clicks.

·      E, como a realidade virtual não está sujeita às limitações enfadonhas da realidade, o Ministro da Justiça declara seu modesto plano de ação: erradicar toda a maconha do continente. A julgar pelos selfies que tirou no Paraguai, desbastando uma a uma as mudas de cannabis. Repetindo o que disse a Comissão de Ética da Presidência: “cala-te, Magda!”.

É esse simulacro de país virtual que comanda o Brasil real, um país que poucos anos atrás ambicionava o status de nação moderna. É lá, que se desenrola essa ópera que não é bufa, por trágica, cujos próximos capítulos descreveremos a seguir.

Capítulo 3 – um apanhado do momento atual

No Brasilguai, ora são denúncias contra Michel Temer, ora loas a um simulacro de pacote econômico, ora o Procurador Geral investe contra o presidente do Senado, ora o Ministro do Supremo contra a Lava Jato; o PGR e o Ministro se acusam mutuamente do objetivo comum de blindar o presidenciável tucano, enquanto associações de juízes e de procuradores pressionam o Congresso e procuradores e juízes cometem “estudantadas”, mostrando menos maturidade que os secundaristas do Brasil real.

Enfim, um retrato claro da balbúrdia institucional que se instalou no país improdutivo, aquele que não gera riquezas, mas consome o futuro e deixou de cumprir com sua responsabilidade constitucional.

Para não perder o fio da narrativa, o leitor deve se fixar apenas no roteiro principal, que consiste no desmonte do Estado. Idas e vindas são apenas variações em torno do tema principal. Aí se dará conta de que o que era intuído há alguns meses, hoje em dia é ação consumada e ostensiva, mostrando a coerência da narrativa central:

·      O jogo político da Lava Jato em benefício do PSDB. Mais de dois anos de operação e nenhuma exceção sequer para confirmar a regra.

Leia também:  Recessão e o terraplanismo de economistas e empresários, por Luis Nassif

·      O desmonte do Estado.

·      O desmonte de garantias individuais, sociais e ambientais com o avanço do estado de exceção.

·      A porteira aberta para os negócios do Congresso. Deputados preparam a volta do jogo, ruralistas liquidam com regras ambientais, o senador Romário avança uma trapaça com APAEs e Sociedades Pestalozzi, o governo ameaça rever as reservas indígenas.

Essa imoralidade ampla e irrestrita é aceita pelo polo condutor do golpe como uma espécie de dano colateral inevitável para se alcançar os objetivos finais: o desmonte total do Estado nacional, das políticas sociais e dos modelos de atuação proativa do Estado, substituindo a ação política pelo modelo tecnocrático-jurídico globalizante, já identificado em várias obras acadêmicas.

Antes de avançar neste Xadrez, aliás, é útil a leitura sobre as estratégias em torno do chamado “capitalismo de desastre”.  Trata-se da fórmula já incorporada às estratégias globais, conforme você poderá conferir aqui (https://goo.gl/5NmavZ) e no ”Xadrez da Teoria do Choque e do Capitalismo de Desastre” (https://goo.gl/V4XdVZ)).

A partir daí, fica mais fácil entender a tacada final do golpe: a tentativa de Constituinte exclusiva com a atual composição do Congresso.

Capítulo 4 – O golpe final da Constituinte

Em um Congresso integrado por trânsfugas, fisiológicos, conservadores e preconceituosos de toda espécie, não há maior ameaça aos setores populares e modernizantes que o deputado carioca Miro Teixeira e sua proposta de Constituinte (https://goo.gl/xsvtfp).

Miro é um Cristóvão Buarque profissional. Hoje, é o principal homem da Globo no Congresso.

Discreto, só interfere no jogo em momentos decisivos, como foi na CPMI de Carlinhos Cachoeira, quando a mídia, especialmente a revista Veja, entrou na linha de fogo.

Sua proposta de uma Constituinte com os atuais integrantes do Congresso é, de longe, a maior ameaça aos direitos sociais desde que o golpe foi desfechado.

A pretexto de discutir a reforma política, o fator Miro Teixeira se impõe com essa tese esdrúxula de uma Constituinte com o Congresso atual.

O parágrafo 2 do artigo 101 define o que não poderá ser deliberado, de tal maneira que abre espaço para transformar o pior Congresso da história em poder constituinte (https://goo.gl/yMNMg0).  O tal parágrafo diz que a Assembleia nacional Constituinte deliberará “preferencialmente” sobre reforma política. Não é exclusivamente: é preferencialmente. E veda apenas as propostas abolindo  I- o Estado democrático de Direito II- a separação dos Poderes; III- o voto direto, secreto, universal e periódico; IV- a forma federativa de Estado V- os direitos e garantias individuais e VI- o pluralismo político.

Ou seja, não avançando até esse limite, tudo pode.

Tendo a demolição do Estado de bem-estar como peça central, entram-se nas variáveis, a principal das quais é o destino do governo Michel Temer.

Capítulo 5  – as peças do jogo principal

Como o processo atual é essencialmente dinâmico, vamos, primeiro, a uma avaliação do estágio atual dos principais personagens, para entender o papel de cada um no jogo:

Núcleo duro

O núcleo duro continua integrado pela Globo e o mercado. O Ministério Público Federal, através do PGR, e o PSDB tornaram-se meros caudatários. O endosso da opinião pública à Lava Jato é pontual e tem prazo de validade, como em todo processo catártico.

A Globo implementou um discurso único para seus comentaristas, de ataque continuado ao sistema político e de exaltação permanente à Lava Jato. Joga com Michel Temer, mas aguarda sua queda. Manobra com a Lava Jato para queimar Renan Calheiros e manter Lula sob fogo cerrado, enquanto prepara o próximo tempo do jogo.

A PGR e o Judiciário

A cada movimento vai ficando claro que o PGR não possui dimensão política para atuar como organizador do golpe. Teve papel decisivo no golpe, sim, conforme antecipado pelo GGN. Mas é um mero seguidor de script desenvolvido por instâncias profissionais.

Leia também:  Dodge pede aos procuradores da Lava Jato avaliação do impacto dos vazamentos

Com a narrativa midiática-ideológica vitoriosa, construindo a figura do inimigo interno (PT-Lula) e apresentando a fórmula salvadora (o desmonte do Estado), cria-se o movimento de manada e os fatos acabam se sucedendo por inércia: Ministros do STF intimidados ou deslumbrados, procuradores e juízes de inquéritos paralelos procurando mostrar serviço e a escalada rápida do estado de exceção, com juízes arremetendo contra qualquer coisa que cheire esquerda. Vide tentativa de cassar os direitos políticos do senador Lindbergh, imediatamente após ele ter enfrentado o juiz Sérgio Moro, porque havia o logotipo da prefeitura em um saco de leite distribuído.

O PSDB

Não tem mais protagonismo algum. Assumiu a condição de terceirizado do mercado, e é o que resta do quadro partidário. Por esse papel supletivo, é poupado: do lado da mídia, registrando as menções dos delatores, mas não insistindo na repercussão; do lado do Supremo e do PGR, postergando os resultados dos inquéritos.

Por exemplo, o Ministro Gilmar Mendes e o Procurador Janot, não se bicam, mas estão na mesma missão de poupar o PSDB. Quando um dos dois atua em benefício do PSDB, o outro se sente aliviado e aproveita para espicaçar o adversário-parceiro.

Ao mesmo tempo em que preserva o PSDB, Janot investe pesadamente contra o presidente do Senado Renan Calheiros e estimula perseguição implacável a Lula, concentrando inquéritos e denúncias divulgados em momentos estratégicos, como agora, diluindo um pouco as delações da Odebrecht.

As forças políticas

Não se ataca Renan por seu histórico, mas por ser o general maior da resistência do Senado aos esbirros do MPF e do Judiciário. Na verdade, o bastão político está entregue, hoje em dia, ao comando solitário de Renan no Senado, e à liderança de Lula no Brasil real. O apoio de Renan à PEC  55 foi estratégico, para manter o Senado no jogo. Mas não infunde confiança no comando do golpe, que sabe que Renan tem voo próprio.

É por aí que se entende a sequência de ataques aos dois polos.

Michel Temer, o breve

Um a um o golpe vai decepando cada braço político de Temer. Eliseu Padilha e Moreira Franco estão com os dias contados. Romero Jucá será o próximo alvo do MPF. Aguarda-se apenas o autor da bala de prata: se as delações da Odebrecht ou de Eduardo Cunha.

Consumada, restarão dois destinos inglórios para Temer:

1.     O impeachment através do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

2.     A interdição, com o PSDB assumindo o controle do governo e mantendo um presidente decorativo.

Tivesse dimensão política mínima, se poderia esperar uma saída honrosa, tipo comandar uma tentativa de salvação nacional através da convocação de lideranças de todos os poderes e partidos. O momento demanda saídas assim. Mas Temer jamais deixará de ser um mero mercador das pequenas demandas fisiológicas.

Assim, se entrará na próxima tentativa do golpe sem ninguém que possa exercer o papel de algodão entre cristais.

Capítulo 6  – a desestabilização econômica

Para que a proposta da Constituinte seja aceita, e os princípios defendidos pela Globo-Miro empurrados goela abaixo do Congresso, há a necessidade de sucessivos choques que criem um estado de desorientação tornando os parlamentares receptivos a propostas salvadoras de seus mandatos.

Mas no meio do caminho tem uma baita crise econômica, trazendo ampla desorganização econômica, social e política, podendo se desdobrar em várias alternativas.

Como Temer está enfrentando a borrasca?

A ofensiva neoliberal esbarrou em um problema lógico.

Precisa contar com a desordem geral, a falta de perspectiva para apresentar as propostas salvadoras, que consistem na redução radical do papel do Estado. Aliás, precisa aproveitar o estado de desorientação geral para ser bem sucedida.

No entanto, só se conseguirá sair da crise com uma intervenção decidida do Estado, através dos investimentos públicos e de um amplo envolvimento dos bancos públicos comandando o processo geral de renegociação dos passivos de empresas e pessoas físicas.

O jogo consiste em ir até às últimas instâncias com o desmonte, através da implementação de medidas irreversíveis. Mas como administrar a crise, sem criar um caos de tal ordem que abra espaço para aventureiros?

Leia também:  Sem ver parcialidade de Moro, PGR se diz contra absolvição de Lula no caso triplex

O pacote contra a crise anunciado por Michel Temer é de um ridículo, que nem a pós-verdade da mídia conseguiu disfarçar. Fizeram a xepa, abrindo as gavetas da Fazenda e do Planejamento e retirando de lá propostas irrelevantes.

Qual o sentido de apresentar como grande saída contra a recessão a diferenciação de preços para compras à vista e por cartão, ou a redução em um ponto da multa do FGTS (https://goo.gl/PCkoL3)?

Só a paixão repentina do Estadão por Temer para encontrar alguma eficácia nesse pacote e tratar essa bobagem como “uma boa surpresa” (https://goo.gl/9eIklw), algo que nem a Globo ousou endossar.

Considerações parciais

Esses são os dados do momento.

Por outro lado, o agravamento da crise produzirá um sentimento cada vez maior de urgência para a busca de saídas. Dependendo das circunstâncias, poderá levar ao entendimento ou ao endurecimento final do regime.

O grande problema desses personagens fakes do Brasilguai é a incapacidade total de entender o dinamismo dos processos sociais, políticos e econômicos. Assim como a parte mais superficial do mercado financeiro, esses personagens projetam o futuro a partir dos dados do presente, sem nenhuma sofisticação analítica para perceber a dinâmica dos processos.

Vamos a alguns exercícios simples de futurologia

1.     Ministério Público e Judiciário

Daqui a alguns anos o mundo político estará pacificado. Seja qual for o partido no poder, ou mesmo uma ditadura, a reação será o embate com o MPF e o Judiciário, pela simples razão de que nenhum sistema político conseguirá funcionar minimamente com a margem de arbítrio conquistada pelo MPF, Tribunal de Contas e outras instituições do funcionalismo público. Em caso de ambiente democrático, não haverá o embate direto, mas o estrangulamento orçamentário gradativo e as restrições aos salários e vencimentos da categoria. Será o fim da era dos concurseiros. Em caso de ditadura, basta bater a bota para colocar os bravos para correr.

2.     Ascensão social

O que ocorrerá com essa multidão que ascendeu socialmente, que conquistou comida na mesa e filhos nas universidades? Aceitará passivamente o recuo para as profundezas da miséria? É evidente que não, o que acarretará distúrbios populares cada vez mais intensos.

3.     A Lava Jato

Na Itália, quando a opinião pública se deu conta do estrago produzido na economia pelas Mãos Limpas, a operação morreu. A destruição da economia formal abriu espaço para um crescimento sem paralelo da máfia, que hoje domina perto de 30% da economia italiana. O que ocorrerá com o aprofundamento da crise, quando cair a ficha que não foi a corrupção, mas o álibi da corrupção fornecendo os instrumentos para uma destruição consciente e antinacional da economia pelo MPF?

4.     Os movimentos sociais

Na era Lula-Dilma os movimentos sociais foram institucionalizados. Passaram a acreditar no jogo democrático, nas ações visando legalizar terras devolutas e a pressionar por políticas públicas. O que ocorrerá com eles se passarem a ser reprimidos pela Polícia Militar e pelas Forças Armadas?

5.     As Forças Armadas

No momento, comportam-se profissionalmente. O modelo de confronto, no entanto, demandará cada vez mais sua intervenção. Como reagirão os militares se novamente colocados como guardiões do regime, em um jogo em que os principais atores civis e públicos estão envolvidos em suspeitas de corrupção ou pensando exclusivamente em seus interesses corporativistas? Continuarão aceitando as ordens passivamente?

Enfim, são perguntas óbvias e grandes desafios analíticos para personagens públicos absolutamente medíocres, a pior geração de burocratas em um país em que a burocracia pública, em outros tempos, se constituía no principal instrumento de modernização. Apenas do papel didático da crise se poderá esperar alguma surpresa. E temo não ser surpresa boa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

112 comentários

  1. existe uma corrente que

    existe uma corrente que circula nas redes sociais que pede a intervenção militar constitucinal. plo o que eu percebo não está longe de acontecer não. mais um fator que pode agravar a situação da realidade virtual brasilica… mas eu prefiro chamar de ilha da fantasia… esse povo é pouco entendido em tecnologia…

  2. O povo ainda obedece as leis,

    O povo ainda obedece as leis, quando nem o judiciario as observa,

     

    enquanto não descobrirem que a constituição morreu, vivemos um estado de anomia, as autoridades são os que mais chafurdam na bandalheira, a situação estará sob controle, mas quando houver a percepção que a anarquia reina, só as forças armadas para segurar o rojão; espero que quando isso acontecer mandem a globo, o mpf, o judiciario e muitos politicos golpistas para o lugar que eles merecem…..

     

     

  3. Erdogan Tupiniquim

    O Temer não vai aceitar cair de graça. Antes disso colocará fogo no país e tentará um golpe amparado pelos militares.

    Teremos o nosso próprio Erdogan.

  4. Parabéns pela primorosa

    Parabéns pela primorosa explanação, Nassif.

    Infelizmente, com o panorama que se vislumbra, com essa maioria de políticos corruptos e outros tantos além de corruptos, entreguistas, o clamor dos que pedem intervenção militar se faz cada vez mais forte.

    É muito  triste que meu País tenha chegado a esse nível.

    E pensar que tudo isso começou com milhares de pessoas protestando por causa de R$ 0, 20 a mais no preço do ônibus…

    Cadê aquele pessoal???  Peloamordedeus!!!! 

  5. Bom dia, leitores. Bom dia

    Bom dia, leitores. Bom dia Nassif.

    É uma satisfação poder ler análises tão lúcidas como esta, da série “O xadrez…”. Como já comentei outras vezes, uma ANC não pode ser realizada com esses parlamentares que estão aí.

    Este comentário será breve porque o detalhamento da crônica de hoje dispensa observações mais longas. Começo pelo fim, onde percebi a única derrapada de Luís Nassif. Assim como Nassif, Alberto Dines, Jânio de Freitas e outros jornalistas experientes se auto-enganaram com as manifestações de junho de  2013, a maioria dos analistas, jornalistas, cientistas sociais e políticos, historiadores e outros estudiosos continuam insistindo no maior dos auto-enganos, que é em relação ao papel das FFAA até aqui.

    Escaldados pelas intervenções e golpes militares clássicos que foram  a tônica do Brasil, desde aquele que instituiu a república, em 1889, os analistas se puseram a elogiar a omissão covarde das FFAA e  sua conivência com o golpe de Estado atual como se fossem o respeito pelo papel constitucional estabelecido para elas na CF/1988. Conversa! O golpe atual tem seu alto comando nos EUA, visava o desmantelamento da Petrobrás, dos setores estratégicos (Defesa, Energético, Aero-espacial, Mineral, etc), controle sobre nosssas riquezas, impedimento do Brasil trilhar um caminho de desenvolvimento soberano, ao lado de outros países dos BRICS. Tudo isso são questões de seguranca e soberania nacionais. Portanto quando as FFAA cruzam os braços e fingem que não é com elas, estão sendo coniventes com TODAS as manobras golpistas.

    Para comprovar o que eu disse no parágrafo acima basta verificar que a formação dos militares continua exatamente como era na época da guerra fria. O jornalista Leandro Fortes sabe muito bem como se dá a formação nos quartéis, ainda hoje. Os militares continuam nutrindo ódio pela Esquerda. Lula e Dilma foram apenas tolerados. Nos quartéis eram/são hostilizados, xingados, etc. Notem Nassif e leitores a postura do general que hoje comanda o SNI (tucana e pomposamente alcunhado de GSI). Esse general, em desrespeito à presidenta da república fez declarações públicas contra a CNV, porque esta comissão apurou crimes de Estado cometidos por parentes ascendentes dele. Isso é desobediência e insubordinação. Ele deveria ser exemplarmente punido, mas nada  foi feito. Isso mostra que a chefe de Estado e de governo jamais teve o comando e a lealdade das FFAA. Nem Lula o teve. O irônico e cruel disso tudo é que foram os governos do PT os que mais investiram nas FFAA, as quais foram deliberadamente sucateadas por Collor e FHC.

    Se as FFAA realmente defendessem os interesses nacionais e não fossem meros capachos dos EUA, já teriam feito uma intervenção da seguinte forma

    1) destituindo o governo golpista de michel temer

    1.1) reempossando a presidenta Dilma Rousseff

    2) desfazendo TODOS os atos do governo golpista e do CN após o golpe

    3) dissolvendo o CN, o STF, o MP e a PF

    4) prendendo todos aqueles que trabalham contra os intereses nacionais (turma da Fraude a Jato, agentes públicos comprovadamente envolvidos em corrupção)

    5) determinando à presidenta Dilma a convocação de eleições gerais para100% das casas legislativas federais dentro de seis meses

    Nesses 6 meses que antecedem as eleições, a presidenta governa por decretos. A CF a vigorar nesse período é a de 1988 sem qualquer emenda.

    Nesses 6 meses devem ser estabelecidos os critérios para a eleição de uma ANC específica, diferente do parlamento ordinário. Essa a ANC, distinta do parlamento ordinário, deve ser composta por pessoas mais qualificadas e deve ser representativa dos diversos estratos da sociedade brasileira. Essa ANC terá dois anos, para elaborar nova Carta.

    Não existe a mínima esperança de que nas próximas 3 décadas o País saia desse caos, convulsão social e miséria se medidas como essas não forem tomadas o mais ràpidamente possível.

    É duro para um defensor da democracia e dos ideais de Esquerda ter de admitir que sem uma ação de fôrça das FFAA o Brasil não conseguirá sair das crises em que foi jogado.

     

     

    • Vamos definir isso?

      Olha, há tempos que me incomodo quando alguém diz ou escreve uma frase como essa: “Os militares continuam nutrindo ódio pela Esquerda. Lula e Dilma foram apenas tolerados. Nos quartéis eram/são hostilizados, xingados, etc.”

      Pelo que depreendo, Lula e Dilma são “ESQUERDA”, certo? ERRADO.

      No máximo são Trabalhistas, como define Paulo Henrique Amorim, ou nacionalistas, se assim preferirem. E pra mim estaria de bom tamanho, já. Me respondam, o que Lula ou Dilma têm de esquerdistas? 

      Isso pra mim é delírio, apenas, ou delirium tremis, quem sabe?

      PS: na sua lista de tarefas dos militares no poder faltou fechar as televisões, rádios e internets Brasil afora.

      • Você leu com atenção? Até o final?

        Sr. Homero Pavan,

        Realmente devo estar enganado; O PT, Lula e Dilma não são Esquerda. O PSDB de FHC, Aécio, Serra e Alckmin é que são social-democracia, como aquela da Alemanha de Willy Brandt. 

        Até parece que os conceitos de Esquerda e Direita são como 0 e 1, certo x errado, preto x branco. Queira você ou não, o PT, Lula, Dilma e outras lideranças representam a Esquerda Brasileira que se tornou viável e que conseguiu chegar, teoricamente, à chefia do poder político por meio do voto direto da população brasileira. Não se trata aqui de teorizar e descrever uma Esquerda Ideal, que nunca tivemos em nosso País. 

        Você está certo ao clasificar Lula, Dilma e o PT como trabalhistas; e nacionalistas também.

        Não há delírio algum em classificar Lula, Dilma e o PT como Esquerda. Lembre-se de que não estamos trabalhando com idealizações, mas com as lideranças populares, que defendem inclusão social, distribuição de renda, igualdade de oportunidades, participação efetiva do Estado no planejamento e condução das políticas públicas e econômicas, etc. Todas essas são pautas de Esquerda, certo? Então não há delírio algum em classificar Lula, Dilma e o PT como Esquerda.

        Não se faça de engraçadinho em relação ao que escrevi e penso sobre os militares. Leia o texto, sobretudo o final. Leia a CF e observe que às FFAA cabe o papel de defender não só as fronteiras e a integridade do território, mas também os interesses e soberania nacionais. Ou você acha que o golpe de Estado não atenta contra esses interesses? Não use de má-fé, para distorcer meu comentário. Você sabe que que o PIG/PPV trabalha contra os interesses nacionais e até merece, sim, sofrer intervenção; mas eu não mencionei isso no texto; você é que quer ser mais realista que o rei, querendo replicar algo que eu não escrevi. Note também que eu defendo que uma presidenta eleita seja reempossada e ela, sim, convoque eleições. O papel dos militares não é exercer o poder político, mas defeder os interesses do País. Eu pontuei clararamente o que devem fazer as FFAA e o tempo de intervenção. Em momento algum falei de censura a meios de comunicação, que precisam de controle, conforme prevêem os artigos 220 a 223 da CF/1988, nunca regulamentados.

        • Tá bom…

          Vc não consegue debater sem adjetivar, né?

          Sou engraçadinho e uso de má-fé. Então tá, o PT é a esquerda possível? É o que temos? 

          Então concordo com vc.

          Quanto ao PSDB, vsf.

          PS: eu trabalho com idealizações. 

          Abrá…

          • Seja educado e respeite a opinião alheia.

            Sr. Homero Pavan,

            O Sr. é que está sendo mal educado, usando termos chulos e xingamentos, para me ofender. O Sr. bem sabe que quis dar uma de engraçadinho, insinuando que eu proponho intervenção militar para censurar a imprensa e os meios de comunicação. O Sr. sabe que a imprensa brasileira é canalha e golpista; mesmo assim nunca defendi nem defendo que seja censurada. Eu menciono os artigos da CF/1988 que tratam dos meios de comunicação; tais artigos nunca foram regulamentados e postos em vigor. Se o fossem provavelmente a mídia brasileira não seria o que é.

            Há má-fé quando um debatedor insinua o que o outro não disse ou escreveu e passa a escrever uma réplica como se o primeiro efetivamente tivesse defendido algo grave, ilegal, abusivo, criminoso. Eu terminei meu comentário dizendo que “É duro para um cidadão que sempre defendeu a democracia e idéias de Esquerda ter de admitir que sem a intervenção das FFAA o Brasil não seja capaz de sair das crises em que foi jogado”. Deixei claro que não sou adepto desse tipo de intervenção, a não ser em casos extremos, em que os interesses e a soberania nacionais (ou a segurança e integridade do território) estejam ameaçados. E mostrei que a soberania e o interesse nacional estão gravemente ameaçados.

            O Sr. é que parece não entender uma ironia. Qual a razão do xingamento que me dirige, quando menciona o PSDB? Com base em que o Sr. me dirige essa ofensa gratuita? 

            O Sr. pode pensar e trabalhar com idealizações. Isso pode ser bom para a psique, para o ego; pode funcionar, também, no ambiente acadêmico, no desenvolvimento de teorias e teses. Mas nenhuma tese ou teoria pode mudar o mundo se não for passível de ser colocada em prática. E no momento atual não serão as idealizações, teorias e teses que resolverão os problemas imediatos. De que adianta criticar e desqualificar a Esquerda imperfeita que existe no Brasil se no momento é completamente inviável o surgimento ou crescimento de uma outra, mais autêntica? Há muitos ‘intelectuais esquerdistas’ por aí cuja principal ocupação é criticar o PT. Mas eles não têm proposta alguma de criação de uma Esquerda mais autêntica, radical, combativa; eles não saem às ruas, não tentam arregimentar pessoas, para formar um partido de Esquerda; eles sequer têm liderança para juntar cem pessoas interessadas em ouvi-los. De esquerdistas e comunistas de academia e de biblioteca o Brasil e o mundo estão cheios. Mas de líderes, capazes de falar a linguagem do povo, atrair e mobilizar massas e conscientizá-las, ah, isso são  outros quinhentos; a maior carência é justamente desse tipo de líder. Veja o Sr. que com todas as limitações e imperfeições, não há no Brasil nenhum líder popular que possa ser comparado ao ex-presidente Lula. Mesmo caçado e perseguido pelas ORCRIMs institucionais, ele ainda é aquele preferido por muitos brasileiros, para comandar o País.

             

        • Tá bom…

          Vc não consegue debater sem adjetivar, né?

          Sou engraçadinho e uso de má-fé. Então tá, o PT é a esquerda possível? É o que temos? 

          Então concordo com vc.

          Quanto ao PSDB, vsf.

          PS: eu trabalho com idealizações. 

          Abrá…

  6. Diretas já 2017: golpe de 30 anos na esquerda
    A extemporânea decisão da esquerda em apoiar as ‘diretas já’ com um nome presidenciável em 2017, antes das eleições gerais de 2018, pode ser um erro fatal ao seu projeto de conceber cidadania e igualdade social ao povo do Brasil pelos próximos 30 anos,  pois o substituto de Temer estará refém de um Congresso Nacional veaco e oportunista, assim como foi na gestão de Dilma que se viu de joelhos a uma escória política aquém da nação, exemplo disso, foi a tentativa dela de reimplantar a CPMF para gerar equilíbrio nas contas públicas, junto ao poder legislativo que, na contramão disso, aprovou o ajuste salarial dos membros do STF para  deixá-la tolhida pelos juízes de direito por gerar efeito cascata em toda folha de pagamento do judiciário, muitos destes por sua vez, só pensam em perpetuar seus dogmas consangüíneos ao invés de, verdadeiramente, servir a pátria com isonomia. Em outro xadrez do Nassif, já foi dito aqui que a direita ou elite tem os melhores especialistas em psicologia de massas – a globo-, e o que é ainda mais preocupante, tem 2/3 dos deputados e senadores, por conta disso, após ser aprovada as leis antipovo, para que não haja riscos de comprometimento de suas próprias rendas futuras e nem com  às de seus financiadores que pagarão mais impostos certamente, por causa da inércia do consumidor inseguro em investir diante da implantada crise econômica, logicamente, abre-se espaço a um pacto nacional apenas como cortina de fumaça para debelar a cólera da ruas. Visto que, com esse futuro contexto social, nem Aécio, o autor da “PEC do terceiro turno” quer herdar o País ano que vem, o próprio já disse: “não há plano B”, sobre uma possível deposição de Temer. Portanto, mais adiante, realiza-se, assim, uma verdadeira casa-de-caboclo para o próximo presidente da República que a esquerda apoiar, porque as agruras causadas pelas reformas impopulares da previdência, trabalhista, PEC55, privatizações, etc, cairá no colo do novo eleito comandante da nação. É notório que ao final de 2017, haverá um pacto nacional, digo mais, será um presidente justamente de (centro) esquerda para que a impressão ruim fique cravada na mente do povo responsabilizando-o por todas as mazelas inconstitucionais que a corja estabelecera antes, aliás, nem Lula não seria capaz de tirar o Brasil da UTI a esse grau de degradação, sem a anuência dos congressistas predadores.A seguir-se essa superestratégia golpista, não haverá mais esquerda pelas próximas três décadas, devido a descrença nas suas lideranças por causa da lavagem cerebral midiática a qual toda uma geração de cidadãos será acometida.Em tempos fatídicos e complexos, a cautela pode ser a sobrevivência da democracia brasileira para o povo nos próximos meses. 

  7. Diretas já 2017: golpe de 30 anos na esquerda
    A extemporânea decisão da esquerda em apoiar as ‘diretas já’ com um nome presidenciável em 2017, antes das eleições gerais de 2018, pode ser um erro fatal ao seu projeto de conceber cidadania e igualdade social ao povo do Brasil pelos próximos 30 anos,  pois o substituto de Temer estará refém de um Congresso Nacional veaco e oportunista, assim como foi na gestão de Dilma que se viu de joelhos a uma escória política aquém da nação, exemplo disso, foi a tentativa dela de reimplantar a CPMF para gerar equilíbrio nas contas públicas, junto ao poder legislativo que, na contramão disso, aprovou o ajuste salarial dos membros do STF para  deixá-la tolhida pelos juízes de direito por gerar efeito cascata em toda folha de pagamento do judiciário, muitos destes por sua vez, só pensam em perpetuar seus dogmas consangüíneos ao invés de, verdadeiramente, servir a pátria com isonomia. Em outro xadrez do Nassif, já foi dito aqui que a direita ou elite tem os melhores especialistas em psicologia de massas – a globo-, e o que é ainda mais preocupante, tem 2/3 dos deputados e senadores, por conta disso, após ser aprovada as leis antipovo, para que não haja riscos de comprometimento de suas próprias rendas futuras e nem com  às de seus financiadores que pagarão mais impostos certamente, por causa da inércia do consumidor inseguro em investir diante da implantada crise econômica, logicamente, abre-se espaço a um pacto nacional apenas como cortina de fumaça para debelar a cólera da ruas. Visto que, com esse futuro contexto social, nem Aécio, o autor da “PEC do terceiro turno” quer herdar o País ano que vem, o próprio já disse: “não há plano B”, sobre uma possível deposição de Temer. Portanto, mais adiante, realiza-se, assim, uma verdadeira casa-de-caboclo para o próximo presidente da República que a esquerda apoiar, porque as agruras causadas pelas reformas impopulares da previdência, trabalhista, PEC55, privatizações, etc, cairá no colo do novo eleito comandante da nação. É notório que ao final de 2017, haverá um pacto nacional, digo mais, será um presidente justamente de (centro) esquerda para que a impressão ruim fique cravada na mente do povo responsabilizando-o por todas as mazelas inconstitucionais que a corja estabelecera antes, aliás, nem Lula não seria capaz de tirar o Brasil da UTI a esse grau de degradação, sem a anuência dos congressistas predadores.A seguir-se essa superestratégia golpista, não haverá mais esquerda pelas próximas três décadas, devido a descrença nas suas lideranças por causa da lavagem cerebral midiática a qual toda uma geração de cidadãos será acometida.Em tempos fatídicos e complexos, a cautela pode ser a sobrevivência da democracia brasileira para o povo nos próximos meses. 

  8. A falácia do destruir para “reconstruir”

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=Y4p6MvwpUeo%5D

    Atualizad0- 07:35

    Nassif, estou com a seguinte dúvida e gostaria que fosse feito um estudo aprofundado: o nosso pais está em processo de desintegração, como previu numa fala recente o cientista brasileiro Moniz Bandeira, radicado na Alemanha? Veja só: levei um susto quando, assistir ao video sobre a Doutrina do Choque e Pavor, de Naomi Klein, deparei-me, no minuto 59:00, com a  a seguinte situação: depois que o Estado Iraquiano foi totalmente destruido (como fizeram na Líbia e tentam fazer na Siria), os EUA entraram para “reconstrui-lo”. Para a “reconstrução” do Iraque, os EUA entregou bilhões de dólares a várias empresas, das várias áreas da economia, como também da área da logística, e inclusive da advocacia, petrolífera, energia elétrica, educação, saúde, previdencia,…foi uma festa para tais corporações….ocorre que estas corporações pegaram a grana e se apropriaram da mesma, e o Estado Iraquiano, que oferecia bom padrão de vida para a sua população, nunca foi reconstruido, sendo até hoje palco de de disputa entre paises, ou seja, a lógica do destruir para em seguida “reonstruir” continua.

    Pois é queridos, no minuto 59:00 levei um susto ao constatar que, no minuto 59:00 do video, tá lá prá quem quiser ver, a moeda do Iraque passou a ser impressa no próprio país,..,..ué, mas isso também acabou de ser adotado no Brasil..ué, as mesmas equipe que assessoram  ou ainda  assessoram  a “reconstrução” do desintegrado Estado Iraquiano, estão operando no Brasil? É que se repete aqui, o que aconteceu no Iraque pós-invasão. Ao que tudo indica, o plano de destruição aplicado ao Brasil foi o mesmo que vimos no Iraque, com a diferença de que aqui a guerra foi 4.0, ou seja, através da mídia, redes sociais, Instituições, Lava Jato…aliás, prá que disparar mísseis se temos Moro, Cunha, Temer, Globo et caterva…

    Constituinte?

    O que há na verdade é a desconstrução do Estado Brasileiro para, em seguida, “reconstrui-lo”. Em 1988, pelas mãos da Assembléia Nacional Constituinte, eleita pelo povo, redigiu-se e promulgou-se a atual Constituição. Lembro que o Centrão era bem atuante, mas não conseguia aprovar nada. Com o golpe tem aprovado tudo, ou seja, o que não conseguiu na ANC, está conseguindo agora e quer aprofundar isso(a destruição desintegraçã) com uma Assembléia Nacional Constituinte exclusiva: até nisso há semelhança com o processo de destruição e “reconstrução” do Iraque…Libia, Síria…

     

    A Síria é aqui? Para deleite da corporacracia sanguinária, estamos no mesmo caminho de deflagração total?

    “Finalmente a verdade sobre o que se passa na Síria.

    O dia em quem pela primeira vez, desde 2011 um canal de televisão, noticiou o que de facto se passa na Síria.
    Maria Guadalupe, a freira da Argentina em missão na Siria desde 2011, diz toda a verdade sobre o que se passa na Síria
    -Que não é uma guerra civil é sim um grupo de mercenários estrangeiros a atacar o estado soberano Sírio.
    -Que os meios de comunicação social manipulam a verdade e mentem sobre as motivações da Guerra.

    Destacamos a importância de manter a RTP como televisão pública, pois como se prova os privados continuam a sua propaganda pró Imperialista, continuam a ocultar-nos a verdade que aqui é exposta.

    “Finalmente a verdade sobre o que se passa na Síria.
    O dia em quem pela primeira vez, desde 2011 um canal de televisão, noticiou o que de facto se passa na Síria.
    Maria Guadalupe, a freira da Argentina em missão na Siria desde 2011, diz toda a verdade sobre o que se passa na Síria 
    -Que não é uma guerra civil é sim um grupo de mercenários estrangeiros a atacar o estado soberano Sírio.
    -Que os meios de comunicação social manipulam a verdade e mentem sobre as motivações da Guerra.

    Destacamos a importância de manter a RTP como televisão pública, pois como se prova os privados continuam a sua propaganda pró Imperialista, continuam a ocultar-nos a verdade que aqui é exposta.”

     

    Assistam a este video da RTP e tirem suas próprias conclusões

    https://www.facebook.com/acordarpt/videos/685300451630304/?pnref=story

    P.S- Para quem gosta de especular sobre coincidências ou, como preferem, sincronicidades: o Temer é libanês….gente, será o benedito? Ateé nisso estamos parecemos com a carnificina que ocorreu no Oriente Médio

    ???

    Resultado para busca por Temer libanês..,..e não me acusem de xonófobo, por favor…nada contra a entrada de refugiados no Brasil.,.adoro convesar com estrangeiros,,,toquei no assunto apenas para falar de “coincidências”…kkkk (o Karnal detesta o kkkkk…me desculpe, mas acho um charme…estamos precisando de nióbio, que dizer, de potássio…pelo menos isso restará para nos, não é mesmo Karnal…quer dizer, se restar neste campo de lágrimas se nosso pais virar uma Síria…,.lá o único sorriso é o das crianças recebendo presentes de Natal, ontem assistiu a um emocionante video, um cara muuito corajoso teve coragem de ir a Aleppo levar presentes para as crianças sírias: quem, num futuro não muito distante, trará presente para nossas crianças

     

    https://www.google.com.br/search?q=Temer+libanes&oq=Temer+libanes&aqs=chrome..69i57j0.2747j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8

     

     

     

     

     

     

  9. E os macetes do xadrez

    Loteria da Babilônia, Raul Seixas

     

    Os gregos possuíam um termo, kairos, a oportunidade, o ensejo de o povo assumir a esculhambação. Mas os sistemas de comunicação ainda sustém uma fantasia que não demorará em ter o seu véu rasgado. Numa democracia plena, não deveria existir a expressão “vácuo de poder”, se o poder emana do povo. Ágora é pau, é pedra…

  10. É a Nova Ordem Mundial se

    É a Nova Ordem Mundial se estabelecendo. Programem-se: Dias piores estão por vir. Nós, ou a nossa próxima geração, há de ver a “Roda Grande Rodando Dentro da Roda Pequena” (palavras que me foram ditas por um mendigo sábio ou um sábio mendigo).

  11. Qual a moral que esses

    Qual a moral que esses congressistas tem para realizar uma constituinte? A maioria tem processos na justiça que nunca serão julgados, prescreverão. O Povo, movimentos sociais, a esquerda, tem hoje uma grande chance de sair por cima dessa crise, mas o discurso não consegue arregimentar pessoas para grandes manifestações. O país está dissolvendo e ficaremos como a Grécia, pobre e abandonada.

  12. Para botar ordem nesse galinheiro só mesmo uma aliança…

    Para botar ordem nesse galinheiro só mesmo uma aliança Ciro Gomes e PT para 2018, com o apoio do Lula. A primeira iniciativa seria nomear o Eugênio Aragão para PGR, Luiz Gonzaga Belluzzo para o Banco Central, o Bresser Pereira para o Ministério da Indústria e Comércio, o Roberto Mangabeira Unger para o Ministério da Fazenda, Fernando Haddad para o Ministério da Educação e o Celso Amorim para o Ministério das Relações Exteriores e assim por diante… Já seria um bom começo para sair da crise. 

  13. Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

    -> No Brasil real, meu amigo Vinicius, de 16 anos, criou um grupo no WhatsApp com o título “Salvar nosso Brasil”. 

    e todos os nossos amigos “Vinicius”, de todas as idades, e todos nós que desejamos, do fundo de nosso coração e de nossa alma, “salvar o Brasil”?

    salvar os Brasis de todos nós, esta visão do paraíso que levou os estrangeiros, invasores e emigrantes, a se encantarem e a nós se misturarem, deglutidos por nossa voraz e generosa antropofagia.

    desta vez aprenderemos a necessária e dura lição?

    ->Para esse país dar seu salto a frente a ordem deve ser clara: Dessa vez, não faremos prisioneiros.

    só a Antropofagia nos une. tupi or not tupi that is the question.

    .

  14. A acefalia do Golpe

    A leitura de que a Rede Globo é o núcleo duro do Golpe está correta.

    A questão de fundo é que os Marinho têm um projeto de poder mas não um de país. O post do AA, de ontem, fala disso. Vou além: os Marinho não têm formação educacional para propor um rumo ao país. Vivem cercados de assessores, não têm luz própria, nem autonomia para pensar por si mesmos. Mas têm grana e poder, e são o coração do Golpe.

    Um coração acéfalo cheio de ódio e corrupção, que é incapaz de somar, construir, pensar ou sonhar um mundo novo. Esse é o risco.

    acefalia
    substantivo feminino

    condição de acéfalo.

    :: terat ausência congênita de cabeça.
    :: p.ext. terat ausência de parte ou estrutura comparável ou semelhante à cabeça.
    :: fig. ausência de liderança, comando ou orientação.comparável ou semelhante à cabeça.

  15. Excelente análise.
    Me parece

    Excelente análise.

    Me parece que a tendência maior, apesar de tudo, ainda é o Temer continuar.

    Pelas seguintes razões: Tem o apoio de Gilmar Mendes. Ainda não tem totalmente a Globo contra si. Em 2017, não sei bem a data, poderá indicar dois advogados para ministros do TSE. Com certeza não será tão néscio quanto Lula e Dilma nas indicações. No final de 2017 poderá indicar o novo PGR se ainda estiver por lá.

    O que mais me espanta é a ilusão da turma da esquerda. Uns dizem que Dilma tem que voltar. Outros que Lula é imbatível em 2018.

    Nunca ouvi delírio maior e falta de noção da realidade atual.

    Dilma acabou, ela nunca poderia voltar até porque grande parte da confusão atual é culpa dela sim.

    Lula não tem a menor chance. Se não for preso, será condenado. Se não for, nunca terá recursos para fazer campanha. Ora, existia um modelo definido de financiamento de campanha, ainda que por fora, era institucionalizado. Se a parte politica não conseguiu dar proteção á outra parte porque vão continuar confiando ?

    Na atual situação do País, eleições diretas, sejam agora ou em 2018, apenas vencerá quem a Globo quiser.

    Ciro é outro que não tem  a mínima chance.

    Marina ou Carmem Lúcia seriam piores que qualquer direitista, tipo Aécio ou Alckmim. Pior que elas, talvez só o Justus, Datena, será ?

    O que a esquerda teria que fazer seria apoiar alguem intermediário, tipo o Jobim. É o máximo que vão conseguir, depois de 13 anos de erros estratégicos na condução do Estado. Apesar de vários acertos micro no varejo.

    No curto prazo, creio que o que daria para fazer é organizar uma ofensiva contra MP e Judiciário para já e não esperar tantos anos, com o Nassif prevê. Se Temer se segurar talvez ele consiga articular isso com o Senado, a Camara e atacando também por dentro, com as indicações que terá.

    O problema é que aparentemente ele não tem grandeza para isso, sem contar que não controle algum sobre a Globo.

    Quem está fazendo correto é o Prefeito do Rio, Eduardo Paes, indo embora do País. Qualquer pessoa de bom senso e que tenha condições para isso, deveria fazer o mesmo, infelizmente.

    Deixemos o País para procuradores, juizes, fiscais, carcereiros, o resto, todos bandidos, presos(de preferência prisão preventiva) ou procurados. Parece ser este o desejo dessa turma.

     

    • livre pensar é só pensar

      Filtrando, filtrando e filtrando novamente, é o discurso do patrão, do dono da casa grande ou seu preposto. Os pensamentos e as sugestões maniqueístas são indignos até de pensamento.

      Já que nada pode ser feito, relaxe e aproveite.

      Já que nada pode ser feito não faça nada.

      Já que nada pode ser feito aceite a escravatura do tio sam, do judiciário, do “ pulissa”, etc.

      Já que nada pode renuncie à cidadania.

      Só um pensamento oco pode deduzir que este País nada tenha além do mostruário da globo, só um pensamento binário para pensar que este País deva ser deixado à deriva.

      Sai urubu!!!! 

    • Daniel, Sua análise derrapa
      Daniel,

      Sua análise derrapa ao sugerir que as esquerdas devem apoaiar o ” intermediário” Jobim.

      Só se for intermediário dos interesses americanos, como fez ao inserir fraudulentamente dois artigos, na surdina, que beneficiavam capital estrangeiro.

      • Assis, o problema é a falta

        Assis, o problema é a falta de opção prática.

        Jobim, a meu ver, seria o que “tem pra hoje”. Não digo que seja bom, mas talvez seja a pessoa para enquadrar o judiciário e o MP, quem sabe a Globo.

        E tentar fazer o País retornar minimamente ao caminho correto.

        A esquerda ja mostrou que não consegue fazer isso. Ora, tiveram 13 anos de oportunidades e ai ?

        Apoiar quem, então ?

        Me parece que a maioria das pessoas, inclusive daqui, ainda não se deu conta da gravidade da situação.

        Acham que Lula tem “chances”. De ser preso, só se for. Ele faria bem melhor ao Páis se já estivesse exilado e defendendo a volta democrática e o enquadramento das instituições golpistas, do exterior. Aqui ele será e já está sendo sufocado por estas mesmas instituições.

        Estas mesmas que já estão acabando com cidades Brasil afora, a pretesto de crimes menores, estão prendendo vereadores, Prefeitos, Prefeitos eleitos…Isso já foi feito em Ribeirão Preto, Osasco, Foz, e inúmeras outras cidade menores de todo o Brasil.

        Quando o País acordar, estará liquidado.

        E a turma da esquerda querendo a “volta da Dilma”.

        É de rir.

         

    • Estamos precisando de lucidez

      Pois é, Daniel,

       

      Tem gente que fala na volta da Dilma, como se isso fosse possível. 

      Alguns insistem em afirmar que Lula é o cara para 2018, ora, Lula nem será candidato.

      Os blogs insistem em uma iminente queda de Temer. Mas eu vejo como falta do que falar, desconexão com a realidade. E ainda espero estar errada.

      Enquanto isso, temer vai desconstruindo, sem resistência, todos os pilares da nossa civilização brasileira –  os direitos sociais, as garantias da previdência, e agora, aos poucos vai acabar com a Lei Trabalhista. Enquanto cansamos de ouvir falar e ler sobre a traição de deputados e senadores eleitos pelo povo e que agora embarcaram na canoa do novo Regime que se constrói a cada dia, aos olhos de todos. Porém Lula está ocupado demais tentado se defender, ainda que não esteja calado, e Dilma parou no Golpe – a melhor representação do que estou tentando explicar foi colocada por um entrevistador de uma tv árabe, que perguntou a Ela sobre a ausência de povo nas ruas –  ficou sem respostas. 

      Até um dos blogs de esquerda continua a receber um deputado que votou sim a PEC 55, apenas porque ele disse que o Lula será Presidente em 2018.

      Ciro Gomes esbraveja mas mantém no partido gente que votou sim a PEC 55.

      Mas veja, tão logo o povo se sinta asfixiado e volte a protestar, as esquerdas ressurgirão das cinzas. Pelo menos é o que eles esperam e esperam. Se esquecem da passividade do basileiro, que pode protestar por seus próprios interesses, mas em forma de grupos, ou convocados pela TV. O final da ditadura demonstra bem o que digo. A inflação batia em quanto? 1000% a.a.? E os pacotes se sucediam, pacotes milagrosos que acabariam com o monstro da inflação, mas sem matar o doente. O desemprego explodia, os arrochos salariais massacravam os trabalhadores e nada de manifestações!!!  Precisou a Folha de São Paulo carregar a bandeira das diretas para que um público que lia jornais começasse a se interessar pelo assunto. Conclusão: é a classe média quem conduz e é conduzida.

       

      O Nassif gosta da expressão “num ponto qualquer do futuro”, para se referir ao momento em que o Regime em construção vai declarar falência. Eu não gosto da expressão. Ela me causa desespero, a certeza de que não haverá ação. a certeza, sobretudo, de que os que agora se apropriaram, roubaram mesmo o patrimônio público e os direitos do povo vão devolver um Estado falido, quebrado, violento e injusto  aos brasileiros. Sem resistência.

       

       

    • Daniel;
      Concordo contigo em

      Daniel;

      Concordo contigo em vários pontos, mas não dá para negar a força que Lula ainda tejm junto ao povo. Ele pode apontar para um sofá que o sofá será eleito (se tivermos eleições em 2018). 

      Os acertos dos governos do PT foram vários só não aparecem tanto na classe média porque não aparecem na TV. Mas, lembrando,  saimos do mapa da fome da FAO e estavamos com algum protagonismo no cenário mundial. 

      Não acho que a saída é sair, mesmo porque todos temos pessoas com quem nos importamos e não vão poder sair. Também estou achando dificil vislumbrar qualquer solução ou coisa boa no futuro próximo. Mas já estivemos em situações semelhantes, resta aprender. 

  16. http://jornalggn.com.br/notic

    http://jornalggn.com.br/noticia/a-proposta-de-transicao-e-constituinte-com-dilma-por-edivaldo-dias-oliveira

    Fui buscar a proposta acima, que veio a post em junho dese ano quando a Dilma ainda era presidenta.

    Ela propões uma disputa entre várias propostas de constituição, após amplo debate em horario eleitora gratuito.

    Nem que seja para dissuadir os golpistas, a proposta de referendo popular tem que estar presente como emenda a essa tentativa de golpe,

    Ficaria melhor se ao invéz de sim ou não, o povo pudesse escolher uma carta de sua preferencia, como proponho em meu artigo.

     

     

     

  17. SE o brasil fosse um país

    SE o brasil fosse um país sério, haveria luta para reconduzir a presidenta legítima ao poder, pela defesa da soberânia nacional e os traidores seriam presos, julgados e sentenciados. Mas um país que é governado por um grande grupo de comunicações através de sua rede de emissoras de TV não pode ser chamado de sério.

    A reversão do quadro atual se daria se houvesse dentro das instituições (inclusive forças armadas) grupos dispostos a se rebelar contra aqueles que hoje comandam o golpe. Será que não existem estes grupos, será que existem e estão sem condições ou coragem de atuar? Enfim, o brasil não vale a pena. O negócio é fazer como uma pessoa que me disse que pouco se importa com as coisas, desde que continue ganhando seu dinheiro.

  18. Salve-se quem puder!

    O Brasil não precisa ser salvo, o Brasil precisa é não ser condenado. Em sendo assim, em vez de salvar o Brasil, salve-se quem puder, pois agora é todos por um e contra os demais. É o Janot pelo Dallagnol, a Carmem Lúcia pelo Juizeco, o Moro pelo Afonso do Triplex, o Renan pelos Senadores e todos eles contra os demais.

    O Brasil não é um país sério, não vale a pena salvá-lo, salve-se a si mesmo, se puder. Se não puder, bata panela contra a Dilma e a favor do Temer

  19. No Capítulo 5 no item
    No Capítulo 5 no item destinado ao PSDB,por um equívoco,deixou de mencionar a “expulsão branca” do Governador Geraldo Alckmin,por tabela atinge o Governador Marconi Perillo,com reeleição de Aécio Neves,sem votos nem em Minas Gerais,o que reduz eleitoralmente o PSDB a uma pinguela.

    • Peço desculpas por não
      Peço desculpas por não concluído meu comentário.Pelo voto popular o PSDB jamais voltará ao poder.Segundo o Bode da Felha,é uma agremiação de amigos composta por 100% de inimigos,e mais uma vez a razão lhe acolhe.

    • Peço desculpas por não
      Peço desculpas por não concluído meu comentário.Pelo voto popular o PSDB jamais voltará ao poder.Segundo o Bode da Felha,é uma agremiação de amigos composta por 100% de inimigos,e mais uma vez a razão lhe acolhe.

  20. A aprovação da PEC trouxe pro

    A aprovação da PEC trouxe pro centro do debate político-eleitoral o que realmente importa no país: o rentismo macunaímico 

    Agora, uma constituinte enriqueceria ainda mais o debate político-eleitoral – a parte desse debate que é explícita para os 70% de batalhadores e miseráveis

    Foram-se séculos de dominação sobre o povo via ocultamento das questões que realmente importam e, agora, esses patetas que nos governam estão jogando essas questões na cara do povo, enquanto o terço conservador da classe média já explicitou sua posição com relaçao à esse povo e a nós (o terço progressista da classe média): nos somos o problema a ser eliminado do país; a causa de todos os males, sendo a ascensão da classe C e seu intrínseco encarecimento dos serviços o maior deles. 

    Pois bem, a classe média conservadora não se importa mais com o jogo de aparências que garantia suas vitórias eleitorais e, ao mesmo tempo, acha que nós devemos ser eliminados.

    Como, então, se dará o tom das primeiras convulsões sociais a partir do segundo semestre de 2018 (quando o debate eleitoral jás estiver tomado conta do páis e o terço conservador da classe média estará indo a bancarrota)? Será que eles vão partir pra cima dos bancos e da mídia que defende o neoliberalismo que, por sua vez, quebrou suas empresas? Ou, quando a vida deles cair em desgraça, eles vão culpar o PT e partir pra cima de nós? As questões da terceira fase do golpe… 

  21. Existe alguém no controle

    E não entendo como as pessoas não percebem isso. Quem está no controle total é a Globo e um grupo de mercado(que inclui empresário e grandes financistas internos e externos).

    Com quem temer jantou quinta? Com a globo.  Com quem Henrique Meirelles se reuniu sexta? Com o PSDB.

    Ora sejam realistas o controle continua na mãos daqueles que compraram o golpe. E segue tudo dentro do script. O estado sendo desmontado em velocidade jamais vista. os direitos caindo um  a um e a população inerte sem reação.

    Vamos para o liberalismo radical. em 2018 teremos um novo país de estado mínimo completo.

  22. Pelo que vi nessa proposta de

    Pelo que vi nessa proposta de constituinite o regime presidencialista não está na lista do que é “imexível”.

    Em se sabendo que o Miro é homem da Globo no congresso, na medida em que comentaristas da GloboNews começarem a fazer a apologia do parlamentarismo, saberemos que o voto direto popular para presidente está com os dias contados

    • Isto não é um problema

      Isto não é um problema porque, no formato político atual, a população não dá atenção à eleição do congresso e é o congresso que limita o que o/a presidente/a pode ou não fazer – ou se ele/ela será ou não presidenta. 

      As eleições presidenciais escondem do povo a eleição para o congresso, literalmente como uma cortina de fumaça, e foi exatamente esse processo de ocultação que viabilizou o golpe – se o povão realmente desse atenção às eleições para o congresso, a proporção de deputados e senadores verdadeiramente alinhados com a plataforma defendida na campanha presidencial da Dilma seria muito maior – maior do que 200 deputados na câmara e o impeachment jamais teria ido ao senado.

      Sair do presidencialismo e passar pro parlamentarismo é, assim como a PEC e a destruição da CLT, mais um fator que vai jogar o eleitorado para esquerda e contra à Globo quanto ao que realmente importa: o voto para eleger deputados e senadores. É uma avalanche de esquerda sendo preparada para 2020 e 2022, mas que já deve começar a partir de 2018 – o fracasso do Dória, especialmente no cuidado com as periferias de São Paulo, será um ponto de inflexão desse processo, visto que a avenida paulista é o termômetro e, ao mesmo tempo, vitrine e fonte retroalimentadora dos movimentos de protesto no resto do país. 

      A questão é, isto tudo é óbvio, talvez não para os golpistas locais, mas certamente é para seus associados no exterior que são os verdadeiros estrategistas a guiar o processo. Esses estrategistas não querem uma avanlanche de esquerda, obviamente; então a questão que se impõe é: o que eles estão preparando pra nós pra executar segundo trimestre de 2018? Qual é o verdadeiro grand finale do golpe? 

  23. Haja coragem e muita liderença

     

    …”Capítulo 3 – um apanhado do momento atual

    No Brasilguai, ora são denúncias contra Michel Temer, ora loas a um simulacro de pacote econômico, ora o Procurador Geral investe contra o presidente do Senado, ora o Ministro do Supremo contra a Lava Jato; o PGR e o Ministro se acusam mutuamente do objetivo comum de blindar o presidenciável tucano, enquanto associações de juízes e de procuradores pressionam o Congresso e procuradores e juízes cometem “estudantadas”, mostrando menos maturidade que os secundaristas do Brasil real.

    Enfim, um retrato claro da balbúrdia institucional que se instalou no país improdutivo, aquele que não gera riquezas, mas consome o futuro e deixou de cumprir com sua responsabilidade constitucional.”…

     

    …”2.     Ascensão social

     

    O que ocorrerá com essa multidão que ascendeu socialmente, que conquistou comida na mesa e filhos nas universidades? Aceitará passivamente o recuo para as profundezas da miséria? É evidente que não, o que acarretará distúrbios populares cada vez mais intensos.

    3.     A Lava Jato

     

    Na Itália, quando a opinião pública se deu conta do estrago produzido na economia pelas Mãos Limpas, a operação morreu. A destruição da economia formal abriu espaço para um crescimento sem paralelo da máfia, que hoje domina perto de 30% da economia italiana. O que ocorrerá com o aprofundamento da crise, quando cair a ficha que não foi a corrupção, mas o álibi da corrupção fornecendo os instrumentos para uma destruição consciente da economia pelo MPF?”…

     

    Diante do desmonte da economia do Brasil com criminosas privatizações a preços de bananas semelhantes ao entreguista governo FHC/PSDB, bem como, as variadas formas e tipos de corrupção e de traições à Pátria, livres e impunes, inclusive, às que favorecem interesses dos EUA contra a nossa Petrobras, só mesmo então, surgindo um general nacionalista com padrões morais e de lideranças do grande General Henrique Teixeira Lott, para remover os golpistas e devolver o Poder à Presidente Dilma/PT, legitimamente eleita pelo povo. Haja liderança e muita coragem.

  24. Afinal, quem está no comando?
    Difícil fazer uma análise que preveja os acontecimentos futuros, neste momento de insanidade institucional e coletiva.

    É o mundo líquido descrito por Bauman; sem forma, flutuante, imediatista.

    O apoio maciço para a derrubada de Dilma, e a mansidão do país para os desmandos dos usurpadores é de entrincheirar qualquer análise e reflexão sobre o tema, salvo para atribuir à Globo um poder equivalente aos deuses criadores de tudo.

    O desmonte feito na Petrobras e a inação da então (?) poderosíssima FUP é, no mínimo, chocante. E que pode demonstrar o desaparecimento de forças coletivas populares (aliás, típica do mundo líquido de Bauman).

    O que pensar de uma população que vê a sua aposentadoria ser jogada na latrina e se mantém inerte, sem mobilização, sem ação?

    Agora começamos a entender o que é a falta de ideologia, de pensamento, o aprisionamento ao pragmatismo que levou Fukuyama a preconizar, “o fim de história”.

    Lamentavelmente, o que se percebe é um mundo sem planos, sem projetos, sem líderes com rosto (há a liderança imperial do mercado com seus fantoches eleitos pelo voto direto ou entronizados por golpes, solapando os direitos).

    Mannheim já tinha nos prevenido:

    “A desaparição da utopia ocasiona um estado de coisas estático em que o próprio homem se transforma em coisa. Iríamos, então, nos defrontar com o maior paradoxo imaginável, ou seja o do homem que, tendo alcançado o mais alto grau de domínio racional da existência, se vê deixado sem nenhum ideal, tornando-se um mero produto de impulsos. (…) o homem perderia, com o abandono das utopias, a vontade de plasmar a história e, com ela, a capacidade de compreendê-la”.

    A população parece ter perdido o seu poder de fiscalização, de controle, e de busca por uma sociedade mais justa e mais ética, à reboque das ordens emanadas da rede Globo.

    O Mercado e a Globo vêm estimulando nas populações um sentimento anti política e rejeição da noção de entidades públicas, e mesmo de definhamento, que pode levar á tendência de própria eliminação do Estado-Nação. Esta desordem do Estado é muito pior do que as dificuldades econômicas e crises institucionais.

    A percepção é que hoje não se sabe quem está no controle, ou pior, não existe ninguém no comando da situação.


  25. 3.     A Lava Jato
    Na

    3.     A Lava Jato

    Na Itália, quando a opinião pública se deu conta do estrago produzido na economia pelas Mãos Limpas, a operação morreu. A destruição da economia formal abriu espaço para um crescimento sem paralelo da máfia, que hoje domina perto de 30% da economia italiana. O que ocorrerá com o aprofundamento da crise, quando cair a ficha que não foi a corrupção, mas o álibi da corrupção fornecendo os instrumentos para uma destruição consciente e antinacional da economia pelo MPF?”

    Se dependesse de mim seriam todos, absolutamente todos os relacionados abaixo seriam fuzilados.

    Toda a força tarefa da lava rato, o janot, mendes, zavaski, barroso, fucks, toffoli, carmem lucia, marinhos, bolsonaros, membros do mbl e quetais, a camarilha dos seis, muitos do judiciário, aécio, fhc, serra, alckmin etc etc

    Também acabaria com o ministério público federal e criaria regras de admissão no juduciário de modo que jamais caíssemos nas desgraça dos concurseiros de novo.

    Faria uma reforma profunda no judiciário colocando-o no seu devido lugar.

  26.  
    Não tem como não ficar

     

    Não tem como não ficar extremamente indignado, com uma proposta imoral como esta do cretino miro teixeira. Onde este sem vergonha que atirar o Brasil?

    É ser muito FdP para propor uma constituite a ser elaborada por um Congresso cuja maioria é de bandidos que acomulam as atividades de ladrões e golpistas. ESTES SAFADOS ESTÃO ABUSANDO DA TOLERÂNCIA DO POVO BRASILEIRO.

    Orlando

  27. Sobre a proletarização da classe média, Proteo diria:

    Mas, na prática, o capital acaba sendo o melhor propagandista da mudança, ao colocar num beco sem saída pessoas acostumadas à segurança social, e que não vão tolerar viver como vivemos. É questão de tempo, até porque, se a classe operária tradicional se tornou minoritária, continua cada vez mais clara a divisão social e econômica entre dirigentes e dirigidos, executantes e gerentes, inclusive na apropriação do produto social. Mas creio que só quando os países pobres “cercarem” o Primeiro Mundo com regimes anti-imperialistas que esta crise explodirá de vez na Europa.
     

    http://www.brasil.indymedia.org/pt/green/2005/04/312659.shtml

  28. 3 medidas necessárias caso um governo progressita assuma

    Se a crise um dia permitir que um governo progressita assuma o poder, ele terá que tomar 3 medidas drásticas para governar:

    1 – enquadrar PF, MPF e Judiciário com limites salariais e orçamentais, além de cotas para concursos, abrindo possibilidade para negros e candidadatos pobres;

    2 – acabar com as concessões de TVs para particulares: as TVs serão todas públicas e educativas, estilo BBC;

    3 – Estatizar o setor bancário, que seria monopólio estatal: se tem um setor que não precisa da eficiência do setor privado é o  financeiro. Cortaria o poder dos rentistas pela raiz e também a vinculação das finanças locais com as globais.

    Não é que são medidas desejáveis, são necessárias para a governabilidade.

    E nenhuma é amtidemocrática, muito pelo contrário, pois estes três setores (judiciário, comunicação e financeiro) são hoje os maiores agentes da ditadura neoliberla no Brasil e no mundo.

    • Do Twitter, hoje

      Contragolpe:

      Reintegrar Dilma
      Prender juiz Moro
      Libertar todos presos políticos
      Fechar Rede Globo
      Garantir eleições presidenciais 2018
       

      • 2018 é tarde demais

        Pelo andar da carruagem, 2018 não acontecerá.

        Basta de fantasias ingênuas.

        É povo nas ruas, não 100.000 ou 300.000 pessoas, mas milhões, e greves no Brasil inteiro.

        Ainda não sei como os bancários do BB e da Caixa não pararam de todo. Os dois bancos estão sendo liquidados, ou param, ou irão para a rua desempregados.

        O tal juiz a partir de agora já pode ser chamado de agente da CIA .Um agente inimigo dentro do País, um intruso e um traidor infiltrado. 

        Não é ¨Fora Temer¨, isso ainda cheira a republicanismo enquanto A Quadrilha que tomou o Brasil de assalto não se importa mais em agir às claras, não se dão mais ao trabalho de camuflar as suas maldades.

        É FORA GLOBO, essa que é a grande inimiga do povo brasileiro, sem ela os ladrões de todas as facções não teriam a quinta parte da força e poder que têm.

        Deve haver uma maneira de tirar a globo do ar, interferir na sua transmissão. Com certeza algum hacker deve saber como fazer isso.

        A chance, se é que ainda há, é levar o LULA nos ombros até a cadeira do poder. Lula é o único capaz de aglutinar as forças vivas e atuantes em torno de si. Não tem outro. Luis Inácio morreu, Lula é um símbolo, uma bandeira a ser carregada pelo povo. É a encarnação do espírito, do sonho e da utopia brasileira. Vejo milhões levando-o pelos braços até Brasília.

        Estamos lidando com bandidos, não é uma questão política, é uma questão de fazer justiça e colocá-los atrás das grades.

        Não importa o Temer X Renan, Renan X Dallagnol (o pelinha), Gilmar X Maria ou Francisco, a quadrilha do PMDB X a dos Tucanos; tudo meros detalhes, entretenimento sem substância signifivcativa nessa hora.

        Nesse Jogo de Xadrez, o Rei está encurralado, o Xeque-Mate é uma questão de vontade daquele que já venceu.

        Então, um pontapé no tabuleiro e peças para o alto nesse jogo viciado, impossível de ser vencido legalmente!

         

  29.  
    O Brasil está na mesma

     

    O Brasil está na mesma situação do meretrício que governado por um cafetão portador de fimose patologica. Um gajo enfraquecido e sem autonomia. Um acovardado, que se deixa arrodear de gaviões acafajestados. Um horror!  Dai o puteiro sem rumo, sem lei. Até as autoridades legais não se dão ao repeito. Portam-se como uns merdas. As únicas pessoas que ainda merecem algum respeito são as putas, não fosse por  elas esta merda já teria afundado.

    Orlando

  30. 1 – O Élio Gaspari,

    1 – O Élio Gaspari, jornalista pretencioso que se acha o Valtaire brasileiro, deveria ser obrigado a ler os artigos do Nassif para aprender como se faz ironia com inteligência e leveza. Ou seja, ironia refinada. E lendo Nassif constatar porque suas ironias são toleradas pelo andar de cima, como ele gosta de escrever, e as ironias de Nassif não. Aliás, Voltaire foi obrigado a se exilar na Inglaterra da mesma forma como o blog do Nassif foi e é atacado moral e financeiramente.

    2 – Aos pedidos de salvar o Brasil junte-se o meu que na novena de Natal aqui em casa pedi a Nossa Senhora Aparecida, cujo encontro da imagem completa 300 anos no próximo ano, para ajudar no surgimento de uma liderança como D. Paulo Evaristo Arns para que se encerre essa loucura imoral que estamos assistindo.

  31. Muito bom xadrez

    Muito bom xadrez, informativo e esclarecedor, uma ou outra questão me passa pela cabeça, o capitulo 4 me parece muito pertinente, so me pergunto se vão ter tempo de “amarrar o pacote”….faço um salto ao:

    Considerações parciais 2.Ascensão social….me pergunto quanto tempo dispoem os pratogonistas…ou acham que dispoem antes de começar a “dar m..rda da grossa”, vendo a situação do Rio de Janeiro(e outros estados..), me pergunto o que vai acontecer nas grandes festas e confratenizações de fim de ano, como o Reveillo/fogos de Copacabana…..espero que tudo se passe da melhor maneira mas me parece otima oportunidade para “dar m..rda da grossa”…em caso de termos um “problemão” desse tipo, não vejo como escapar do ponto:

    5-As Forças Armadas…..eu pessoalmente não desejo nem acho que seja solução, mas um problema maior de quebra da ordem publica, numa cidade com grande presença e tradição militar, vai po-los numa situação de não terem alternativa….defender a nação e a ordem publica me parecem prioridades aos olhos dos militares…espero que não seja assim, mas é uma possibilidade real na minha opinião…

  32. Volta Dilma,ela retornando

    Volta Dilma,ela retornando volta;

    A DEMOCRACIA;

    CONFIANÇA INTERNACIONAL;

    CONFIANÇA DOS INVESTIDORES;

    VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES;

    Obs:Dilma ñ quer voltar,houve forte clamor nas duas semanas anteriores e Dilma ñ deu um piu,

    não reivindicou nada,e depois diz q luta contra o golpe,ñ tem timimg político,perdeu o bonde da história novamente!!!

    PARA MIM ESSA É A ÚNICA SOLUÇÃO,ESSE É O MEU BRASIGUAI !!!!(acho q ñ sou normal não!? fazer o quê !! )

  33. Um sambinha

    Foi em Diamantina, onde nasceu JK

    Que a princesa Leopoldina, arresolveu se casá !

    Mas Xica da Silva, tinha outros pretendentes

    E obrigou a princesa, a se casá com Tiradentes.

    Joaquim José, que tb é da Silva Xavier

    Queria ser dono do mundo e se elegeu Pedro II…..

     

    Assim está a minha cabeça, não a do Nassif,  que consegue clareá-la um pouco.

    Mas está duro mesmo, viu ?

  34. Nassif, os itens ‘3’, ‘4’ e

    Nassif, os itens ‘3’, ‘4’ e ‘5’ de suas considerações parciais são as peças mais importantes desse xadrez à meu ver. É o confronto do Brasil Real, produtivo, com o Brasilguai, improdutivo, parasitário. Pelo andar da carruagem, as Forças Armadas podem ter papel relevante. Resta saber para qual lado.

  35. Todas as personagens do golpe

    Todas as personagens do golpe são coadjuvantes e sabem que a única personagem principal é o povo na rua.

    Sabendo disso, a república de curitiba fica aceitando denúncia toda hora contra Lula, e ficam nesse chove e não molha o tempo todo, sabem que que cassarem ou prenderem o Lula a corda arrebenta, então ficam nessa até que todo o estado social seja destruido, esse é o objetivo.

    O povo só vai para a rua quando doer no bolso, aí pode ser tarde!! 

  36. É A GLOBO E OS MARINHO, ES…PERTO!

    A família Marinho, através da Globo, é inimiga do Brasil desde 1925, e inimiga pública número um desde 1965, ou seja, desde sempre são o principal instrumento operacional de manutenção da Casa Grande junto aos corações e mentes dos brasileiros, tanto assim, que  sabemos todos, Brizola não cansava de repetir que “o primeiro ato como presidente da república seria cassar a concessão da Rede Globo.”

    E não parou por aí, sempre ensinava a quem quisesse ouvi-lo: “Quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem… Se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”

    Então, sabendo-se que anulada a Globo, desmorona-se a Casa Grande, a pergunta que não querem nos dar, quanto mais explicar:

    Por que a esquerda NÃO CENTRA FOGO NESSE PRINCIPAL INIMIGO E EXPÕE, DE FORMA FOCADA E SISTEMÁTICA, A GLOBO COMO INIMIGA PÚBLICA NÚMERO UM DO BRASIL E NÃO ÓRGÃO DE INFORMAÇÃO ISENTO que por nossa falta de foco e ação contraditória, suscita em quem a acompanha. 

    Por que FORA TEMER e outros dispersos, ao invés do foco em FORA GLOBO e OS MARINHO, se é esse que RESOLVE? 

    Síndrome de Estocolmo?

  37. Onde estão os sindicatos?

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=Y4p6MvwpUeo%5D

    Sugiro que assistam o finalzinho desse vídeo, ao menos, quando atinge 1p5min37seg.

    Sobre as comparações entre Roosevelt e Obama.

    Em 1937 (Roosevelt), houve 4.740 greves nos Estados Unidos, com duração média de 20 dias.

    Em 2007 (Obama), houve 21.

    Segundo o vídeo, as greves eram feitas até a pedido de Roosevelt para forçá-lo publicamente a adotar medidas adicionais no New Deal.

    Por quê não temos greves, mais?

    Ou as temos, mas não sabemos?

  38. E sobre os movimentos sociais ? Pauta urgente!

    A análise é de fato muito interessante, mas acredito que falte uma análise mais profunda sobre a composição, as posições políticas, o grau de organização efetivo e a disposição para enfrentar o golpe político que se espalha agora sobre os direitos sociais, econômicos e individuais. Acedito e sugiro que o GGN aprofunde a análise, convie as principais lideranças. Esta é a única “consertação” que pode efetivamente virar o jogo. Isto inclui os sindicatos e as centrais também. Trata-se não só de resitir ao momento atual, mas também de preparar o contra-golpe, seja em qual contexto político o desfecho da crise nos levar.

  39. Alguns meses atrás, quando

    Alguns meses atrás, quando Nassif sugeriu a necessidade de uma nova constituição como um dos elementos possíveis à superação da crise, afirmei que isso era exatamente o que as elites econômicas desejavam para por fim de vez ao Estado Social ou conteúdo social do Estado Democrático de Direito consagrado na Carta de 1988. A proposta de uma constutinte nos termos assinalados indica exatamente esse caminho, como bem demonstrou o jornalista em sua análise. Nunca tive dúvida que uma dos objetivos do golpe era a destruição do Estdo social, cuja implementação se iniciara nos governos Lula-Dilma, e tinha como condição primeira exatamente a destruição da democracia.     

  40. Ascensão social

    Sobre esse assunto repito o que comentei no blog do companheiro comentarista Francisco Águas.

    Pior ainda será a destruição das esperanças desses jovens por que além da ascensão social em sí os governos Lula/Dilma deram esperança a milhões de jovens periféricos de que era sim possível crescer socialmente ter uma vida melhor que a dos pais, que era só trablahar duro e “essas conversas de meritocracia”. Quando perceberem que a casa caiu e podem inclusive viver ainda pior que os pais com menos garantias e perspectivas aí sim o caos será instalado porque a esperança é tudo na vida de uma pessoa. Quando a ficha vai cair ? não sei. Mas acho que vai demorar bastante ainda.

  41. Trabalhadores como protagonistas ou assistir a banda passar

    Esta ficando difícil…mas ou os trabalhadores assumem um protagonismo à altura (melhor seria dizer à “baixura”) do golpe, ou vamos todos pra casa. Manifestações de rua são importantes, mas já está demonstrado o nenhum respeito, o verdadeiro desprezo, que o grupo no poder, e suas inúmeras facções, tem com relação a elas. A preocuapção deles é estar bem com a máquina de moer da globo. Logo a única chance de reagirmos é a resposta da classe tarbalhadora do país. Ou paralisamos as principais categorias do país, colocando o capital e todos os seus representantes políticos na parede , ou então não resta mais nada a fazer. A grande questão é: é factível falar em sindicatos com lastro organizativo suficiente para uma empreitada destas ? Por favor GGN, vamos investir nessa pauta estabelecendo o debate entre as principais lideranças sindicais e sociais do país.

  42. A solução será radical.

    Resta saber se pela esquerda ou pela direita. Tem 99% de chance de ser pela direita.

    Há uma direita antiga, pré-neoliberalismo, mais assentada nas ideias do nacionalismo fascista, e uma nova direita – neocons, para quem gosta de se deixar colonizar pelo americanos. Se estes vencerem a corrida final, e têm imensa possibilidade, porque dispararam na frente, vai ser o cenário do fim do mundo, e a possibilidade de o Brasil se desagregar em uns oito países (São Paulo e Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, Minas e Rio, e Espírito Santo, Os dois Mato Grossos e Rondonia, Goiás e Tocantins – unidos pelo agronegócio – Bahia e os irmãos menores, Sergipe e Alagoas, Pernambuco e Paraíba e Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, Maranhão e parte do Pará, e a Amazonia restante virando um protetorado internacional – com as muitas variações possíveis, é claro). A desagregação territorial vai ser consequencia das imensas agitações populares que se seguirão à tomada de consciência, pelos trabalhadores, de tudo o que perderão em direitos e renda. Das explosões expontâneas de violência, como saques e arrastões às mobilizações organizadas, vai ser um processo crescente de jacobinização das massas, cuja única saída, à direita, será pela desagregação territorial do Brasil. Vender a ideia de que somente a separação poderá salvar os pobres, e em seguida vender a ideia de é preciso um pequeno período de sofrimento antes de tudo voltar a ser bom vai ser o caminho dos neoliberais.

    No entanto, se a direita nacionalista, especialmente os militares, se convencerem de que é isto o que pretendem ou aceitam os neoliberais, pode haver forte reação de sua parte. A repressão ao povão não deixará de ser feita, as perdas de direitos e renda serão inicialmente as mesmas, mas rapidamente serão recompostos naquilo que não interferir com uma gestão fascista da economia e da política. A única grande vantagem, se é que há alguma, é que fascistas verdadeiros costumam ter algum projeto de país, por mais prejudicial que sejam à classe trabalhadora.

    Caminhamos para uma ditadura à direita. Oxalá seja fascista, porque, se é para ir para o Inferno, melhor que seja um que preserve o Brasil e não nos transforme numa ex-Iugoslávia.

  43. perfeito.
    mas falta o óbvio,

    perfeito.

    mas falta o óbvio, correto e justo: volta dilma!

    o claro e necessaário: diretas já para todo legislativo!

     

    sem crime, sem impeacment!

    • Sonhar ainda é de graça

      Dilma tem qualidades, mas que não são suficientes para se contrapor ao que está acontecendo. Toda a trajetória de sua deposição demonstra sua incapacidade de reagir ao esquema montado. Não quero ser injusta e por nas costas dela a culpa de não dar conta de um esquema dessa monta – quem teria dado conta se estivesse no lugar dela?  Por mais que tenha aprendido, não creio que seja o suficiente para reestabelecer o rumo. A volta de Dilma é ao mesmo tempo o certo a ser feito e impraticável num cenário como este.

  44. Muito bem eu vou fazer o

    Muito bem eu vou fazer o “xadrez do gringo anônimo, versão curta e simplificada”. Quando eu escrever “vocês” no texto a seguir, entendam “vocês” como “povo brasileiro” no geral.

    Vocês nunca acordaram como deveriam para a realidade cruel do mundo real aonde todo mundo devora todo mundo, vocês acreditam até hoje que o famoso “jeitinho” resolve tudo. Ele não resolve. O Brasil – seu país – como um colega meu descreveu é uma “galinha gorda” cheia de recursos naturais que logo logo irão faltar nos países desenvolvidos e aonde essa “galinha” é defendida por um exército ineficaz e por um povo bundão que morre de medo de qualquer conflito armado. É tentadora demais a idéia de se apoderar desses recursos quando a possibilidade de reação é tão baixa.

    Os eventos recentes mostram que algum grupo decidiu tomar conta dessa galinha gorda: provavelmente o meu próprio país, um grande grupo privado internacional ou mais improvavelmente os donos da rede Globo de televisão. Digo improvável porquê essa ação está acima da capacidade de coordenação dos Marinho e os atos do juíz Sérgio Moro têm cheiro, forma e cara de uma operação da CIA.

    Mas independente de quem sejam os responsáveis o fato é que o Brasil está sob ataque de uma forma terrivelmente óbvia, e vocês estão tentando negar o óbvio por causa do medo de terem que tomar alguma atitude contra esse ataque e por saberem lá no fundo que estas atitudes podem incluir revolta armada. Ou vocês realmente acreditam que vão conseguir vender invasores decididos a liquidá-los com… protestos pacíficos? Vocês não são Gandhi enfrentando ingleses civilizados, vocês são os índios enfrentando os conquistadores espanhóis.

    E como se tudo isso não fosse ruim o bastante os parlamentares e senadores do Brasil se venderam para este grupo de poder, de uma forma tão completa que até eu fiquei impressionado. Que tipo de operação é tão eficaz ao ponto de garantir o controle da ampla maioria do governo brasileiro? Isso não é trivial de se conseguir e eu adoraria saber como fizeram isso, é um controle tão completo  que eles votam abertamente contra a vontade da população como se esta vontade fosse irrelevante!

    E sabem aonde o Brasil vai parar se os invasores tiverem sucesso?

    1) Se o grupo responsável for os garotos de Wall Street, tudo indica que vocês vão acabar virando o sonho de alguns economistas do tempo da Guerra Fria. Uma nação liberal ao extremo aonde a única lei na prática é a lei do mais forte e o “salve-se quem puder”, aonde a preocupação com quem não puder pagar será zero. Esperem um país realmente violento aonde só uma ditadura sangrenta irá impedir que o país literalmente se desfaça em feudos ou se matem abertamente nas ruas.

    2) Se o grupo responsável for a Globo, esperem o retorno da ditadura de 1964 com uma pitada de escravidão. A sua “elite” jamais saiu mentalmente da época do Brasil Império e do tempo da escravidão, e eles vão continuar acreditando que vocês são escravos e que devem obedecer e agir como escravos. Uma selvageria como a da opção 1 mas sem nenhum controle central com um mínimo de competência para manter o país flutuando, vivendo de um golpe de estado para o outro enquanto a população tenta sobreviver nas ruas.

    Eu estava pensando também em motivações econômicas (Follow the money, stupid!) e surgiu uma idéia que vocês não vão gostar mas que faria todo o sentido para alguém sem escrúpulos. Talvez a terceira opção tenha relação com o futuro conflito entre os EUA e a China, aonde os cabeças brancas (aliás, todo mundo sabe isso) sabem que a grande vantagem da China é a sua força de trabalho abundante e barata, a capacidade de criar fábricas da noite para o dia sem ter que se preocupar com direitos dos operários…. E se os cabeças brancas estão pensando em contra-atacar a China criando a sua própria “China” no Brasil?

    Um país no “quintal” com um governo submisso, fácil de defender usando as frotas do pacífico e do Atlântico e cheio de operários dispostos a trabalhar até a exaustão por não terem escolha (exatamente como os chineses), com a vantagem de ter vários recursos naturais disponíveis e agora até petróleo de alta qualidade na forma do pré-sal. E baratos como os chineses, com a vantagem do governo dessa “nova China” estar sob o total controle dos cabeças brancas.

    Mas eu acredito que vocês não querem ser explorados como os chineses, estou certo?

     

     

    • Sério?

      Sinceramente, acho que você passa longe de ter sido formado na América ou até mesmo ter feito algum curso “Walita” na “Fazenda” em Langley… Sua técnica de propaganda/contrapropaganda  está mais para aquela ensinada em Havana…

      Na boa, dê opinião sem apelar para essa “aura de gringo isentão democrata da Nova Inglaterra”…

      Tenho pena de quem compra seu discurso “cheio de conselhos isentos”…

      • A tática do ataque Ad hominem
        A tática do ataque Ad hominem é a mais velha do livro, rapaz… Você só mostrou como estou correto com o seu ataque 😉

    • então…

      foi a Globo que os transformou em egoístas. Tivéssemos uma rede de tv (estatal ou de particulares) que estimulasse positivamente os brasileiros, acredito que a população não estivesse nesse estado.

       

      É só explicar direitinho como as coisas funcionam, todos entenderiam. Mas a Globo envenenou o país. O problema não são os brasileiros.

  45. Nassif, acredito que agora

    Nassif, acredito que agora encaixei as peças.

    O que está acontecendo com o Brasil é conversão em uma versão piorada de uma China,
    a conversão do Brasil para um estado-satélite completamente submisso e dependente.
    Veja o meu raciocínio:

    Começando por Lula, a perseguição direta e até burra contra ele. Qual a motivação?
    O que Lula representa? Lula é a única liderança que pode reunir o país ao redor de um
    plano de país independente e portanto o único que pode causar oposição real

    Depois note o ataque direto contra os direitos dos trabalhadores. Notou que reunindo
    os fatores conclui-se que o objetivo é baratear o trabalhador brasileiro? Que é criar
    uma versão sul-americana do trabalhador chinês?

    Em seguida considere a quantidade de recursos naturais que o Brasil possui, e imagine
    então todos esses recursos à disposição de uma nação desenvolvida ou um grande grupo
    financeiro

    Coloque depois o fato de que os militares brasileiros não representam uma oposição séria
    caso o país tivesse que ser dominado diretamente, especialmente com um comando
    submisso e corrupto como o governo atual. É capaz do próprio Temer trair os militares se
    ele tiver que dar a ordem para defender o país

    Agora adicione a facilidade que é corromper os parlamentares brasileiros para conseguir
    apoio, prometa para eles uma vida fácil ou um cargo importante no novo governo testa-de-ferro
    e o parlamentar é seu. E sendo corrupto ele sabe que se ele tentar sair do esquema ele será
    liquidado

    Inclua agora o fato de que o povo brasileiro é submisso e morre de medo de confrontos,
    preferindo se submeter do que reagir. É perfeito para quem precisa de obediência sem questionamentos

    Também considere que a “elite” do país é dominada pelos valores americanos e se considera
    mais americana do que brasileira, aonde ela não vê nenhum problema em escravizar o povo desde
    que ela mesma não seja afetada

    E finalmente tenha uma emissora onipresente como a Globo para vender todas as suas idéias
    como “a única saída possível”, aonde essa emissora lhe obedece completamente.

    Com tudo isso pode-se criar uma nova China mas sem o inconveniente de um governo independente
    como o chinês, aonde todos os resultados do trabalho da população podem ser exportados ao invés
    de ficarem no país.

    E porquê os cabeças brancas (os que mandam de verdade na minha terra infelizmente) querem isso?
    Eles estão se preparando para futuros conflitos com a China.Querem garantir desde já trabalhadores
    baratos e capacidade de produção independente dos asiáticos e o Brasil é um alvo fácil demais
    para ser desconsiderado.
     

    P.S: Também existe a possibilidade de ser um “trabalho” interno é claro. Mas eu conheço os “poderosos” brasileiros e eles são incompetentes demais para um plano tão bem articulado e com tamanho suporte de tantos parlamentares.

    • bem pensado e colocado…

      trabalho este que, a meu ver, começou em meados de 90 com o abandono do estudo dos recursos minerais…………….

      ou prestação de serviços diretos e internos

      tudo se converteu, drasticamente a meu ver, em água……………………………ou geologia e hidrologia básicas

    • Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

      hum… talvez tenha chegado bem perto. pode mesmo ter batido na trave. quem sabe encaixou mal uma peça. olhe para os EUA. admire o golpe em curso por lá. considere o completo imbricamento econômico e financeiro de EUA-China-Brasil. o projeto é nos tornarem uma versão piorada da China? ou uma versão atualizada para o séc. XXI de um novo “Lar dos Bravos”? Brasil e Argentina como a nova fronteira a ser conquistada na marcha para a insensatez do armagedon nuclear. tanto o sistema quanto seus gestores perderam completamente o último vestígio de racionalidade. is there anybody in there?

      .

      • Não têm um “golpe” em curso

        Não têm um “golpe” em curso no meu país, têm uma reviravolta inesperada. E o plano que eu descrevi seria o que estavam planejando antes de Trump virar o jogo e anunciar em especial que ele irá parar de intervir em outros países (sem mais dinheiro para conspiradores de repúblicas terceiro-mundistas).

        Trump vai cumprir o que ele disse? Eu não sei, mas vai ser realmente interessante se ele cumprir essa promessa. Você não notou como a rede Globo está em choque, claramente pensando o que fazer? Eu diria que eles viram o apoio americano ao golpe de estado contra o Brasil secar justo no momento mais crítico e agora estão tentando decidir o que fazer.

        Aliás, baseado em eventos novos: Notou como os conspiradores no governo Brasileiro parecem ter mudado de tática, para um “vamos roubar tudo enquanto é tempo”? Isso sugere para mim que o barco deles está afundando com a vitória de Trump.

        • Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

          -> Eu diria que eles viram o apoio americano ao golpe de estado contra o Brasil secar justo no momento mais crítico e agora estão tentando decidir o que fazer.

          “golpe” ou “reviravolta”, tudo indica que teremos muitos fatos dramáticos pela frente. o embaixador russo já sofreu sua “reviravolta”. em Berlim também já teve outra “reviravolta”. Obama quer fechar seus 8 anos de nulidade com chave de ouro: vai “provar” que a eleição de Trump foi um “golpe” de Putin. e aqui no Brasil os abutres ficaram subitamente órfãos – concordo 101% contigo neste ponto. mas discordo que o povo brasileiro seja “frouxo”. existem exemplo e exemplos em nossa História de levantes populares sendo esmagados com requinte de crueldade, como a Cabanagem. o problema do Brasil nunca foi o povo, e sim as lideranças. exato o que ocorre agora.

          abraços

          .

  46. A eleição de Trump marca o

    A eleição de Trump marca o ponto de inflexão na geopolítica mundial.

    A fadiga do modelo especulativo do sistema financeiro mundial é o grande motor de uma série de fatos atuais, incluindo a recolonização da América latina pelos EUA do Obama descolado e gente fina (http://www.voltairenet.org/article194549.html).

    O que acontece no Brasil faz parte de uma osquestração da elite mundial para tomar de assalto todos os países ricos em recursos naturais e inviabilizar o surgimento de povos desenvolvidos economicamente no hemisfério sul e Ásia.

    Trump representa a elite produtiva e não necessariamente alinhada à indústria belicista, tanto é que ele próprio enfrenta e enferetará várias tentativas de golpe (https://www.rt.com/shows/crosstalk/369969-american-election-russian-influence/).

    Talvez Trump traga alguma novidade e realinhamento da agenda do establishment mundial. O que é muito difícil.

    A Globo é a porta-voz da elite ligada aos Democratas, a Casa de Windsor e a tudo que há de mais deletério para qualquer país. Ela é a máquina de propaganda e inflencia sobremaneira o pensamento do brasileiro, mesmo aqueles que se dizem bem educados e cultos.

    Mundo afora a Democracia é ignorada, mesmo nos chamados centros de poder.

    Diante desse cenário mundial apocaliptico. Não vejo saída para o Brasil que não seja pelo conflito, algo que a esquerda tradicional já descartou pois tenta negociar AINDA com os golpistas. Nesse confronto o alvo deveria ser um só, a GLOBO e suas afiliadas que na verdade representam tudo de ruim da elite brasileira e que dão capilaridade às ideias megalomaníacas dos Marinho. O povo tem de mostrar que não deseja ser governado por uma emissora de tv.

     

     

     

  47. Como perguntar não ofende…

     

    … alguém viu o pessoa do MPL (Movimento Passe Livre) por aí, nas ruas de Sampa, protestando contra o golpe, contra o congelamento dos gastos públicos por 20 anos, agora por uma nova Constituinte Tabajara, sem voto (novidade no mundo!, né não??).

    E a “musa” Cininho, sumida heim!?!?!?!

    Interessante, não é????

    Falando sério agora, alguém viu o pessoa de uma tal da OAB por aí, nas ruas de Sampa, protestando contra o golpe, contra o congelamento dos gastos públicos por 20 anos, agora por uma nova Constituinte Tabajara, sem voto (novidade no mundo!, né não??). Ah é!, seus amigos e colegas de casta é que estão destruindo o país, então tá tudo bem, isso pode!!!!

    • se OAB não se tocar, já era sua importância…

      vai virar o que temos hoje como grupos de adoração às coisas velhas……………………

      mesmo hoje, mesmo com tudo o que está acontecendo na lava jato, ela ainda acredita que o que se quer é apenas o afastamento do poder legislativo da esfera de equilíbrio……………………

      o que se quer realmente é impedir a aplicação do Direito. Hoje apenas dificultam ao máximo

      mas se colar, OAB vai virar um clubinho para saudosistas do direito

  48. Dúvidas…

    A PGR e o Judiciário

    A cada movimento vai ficando claro que o PGR não possui dimensão política para atuar como organizador do golpe. Teve papel decisivo no golpe, sim, conforme antecipado pelo GGN. Mas é um mero seguidor de script desenvolvido por instâncias profissionais.

    Que instâncias profissionais?

     

    3.     A Lava Jato

    Na Itália, quando a opinião pública se deu conta do estrago produzido na economia pelas Mãos Limpas, a operação morreu. A destruição da economia formal abriu espaço para um crescimento sem paralelo da máfia, que hoje domina perto de 30% da economia italiana. O que ocorrerá com o aprofundamento da crise, quando cair a ficha que não foi a corrupção, mas o álibi da corrupção fornecendo os instrumentos para uma destruição consciente e antinacional da economia pelo MPF?

     

    Será? Porque “mas o álibi da corrupção fornecendo os instrumentos para uma destruição consciente e antinacional da economia pelo MPF” é muita coisa pra população entender. Eles lá sabem o que é MPF e qual o papel dele? Muito menos sabem que o MPF virou um monstro, apenas confirmando aquela célebre frase do “criei um monstro”.

     

    A questão principal nisso tudo é: quando a Globo será destruída? Em que momento pagará pelos seus crimes? Ela é o ator principal dessa tragédia. Nenhum país civilizado conta com uma rede de tv com tanto poder e tão mesquinha. Ela legitimiza todos esses discursos de merd*. Enquanto ela existir nós e o Brasil estamos estamos fadados ao precipício.

    Delenda Rede Globo

  49. coitados de vcs esquerdistas

    Temer é só uma passagem, um boi de piranha para passar reformas estruturais cada vez mais agudas

     

    PSDB o grande vitorioso está se afastando de temer, que por décadas esteve aliado do lulopetismo, pra não ficar com a imagem queimada

     

    A vcs restou articular com os tenentistas, jean uilis e bolsonaro votando de mãos dadas, as mesmas demandas esquerdistas seja dos tenentes seja de vcs viciados em estado eterno

     

    Vou falar mais, vão morrer abraçados o povo acordou, não queremos um novo 64: fora socialistas terroristas, fora milicos torturadores, vcs são 2 lados da mesma moeda suja que já não vale mais nada.

     

    E fiqum pianinho, quanto mais espernear maior será a punição

     

    Adeus

    • Que “punição” você está

      Que “punição” você está falando? Pretende se vestir de branco com uma cruz na frente, colocar um capuz cônico branco e sair na rua queimando todo mundo que usar alguma peça de roupa vermelha?

    • Complexo de vira lata pseudo capitalista

      Não sou esquerdista e nada do que você disse aí, sou brasileira e amo o meu país ao contrário de você. E quem vai punir quem não ficar pianinho? Fiquei curiosa, quero entender, qual o povo que acordou? O meu não é. Como você bem falou, o PSDB é o vencedor porque armou todo o golpe com a mídia desclassificada e gananciosa, você sabe das coisas, né? Só não entendi também como você quer juntar esquerdista, tenentista, jean uilista, bolsonariano, lulopetista tudo no mesmo saco pois fica difícil, não dá, a não ser que se não for como você, o todo poderoso, o resto é resto, aí dá par entender seu raciocínio distorcido. Se apresenta, quero saber quem está armando a punição física aos “esquerdistas” , porque o povo brasileiro já está sendo punido duramente pelo fanatismo elistista preconceituoso fascista dos golpistas.  Ameaça é crime, me senti ameaçada, se bem que para Pessedebista como você deixou de ser crime.  A que ponto chegamos, lamentável.

  50. coitados de vcs esquerdistas

    Temer é só uma passagem, um boi de piranha para passar reformas estruturais cada vez mais agudas

     

    PSDB o grande vitorioso está se afastando de temer, que por décadas esteve aliado do lulopetismo, pra não ficar com a imagem queimada

     

    A vcs restou articular com os tenentistas, jean uilis e bolsonaro votando de mãos dadas, as mesmas demandas esquerdistas seja dos tenentes seja de vcs viciados em estado eterno

     

    Vou falar mais, vão morrer abraçados o povo acordou, não queremos um novo 64: fora socialistas terroristas, fora milicos torturadores, vcs são 2 lados da mesma moeda suja que já não vale mais nada.

     

    E fiqum pianinho, quanto mais espernear maior será a punição

     

    Adeus

  51. Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

    a crise é o do fim Brasil no qual nascemos. e o mundo já não é mais o mundo no qual foi gerado o golpe de 2016 no Brasil.

    estamos nos desdobramentos de situação inédita no Brasil. analogias com 1964 e 1968 não são adequadas. nenhum dos agentes políticos dispõe de qualquer mapa para superar a crise. todos navegam na completa escuridão. um interregno no qual ainda prevalecem os sintomas mórbidos, os fenômenos bizarros e as criaturas monstruosas. sem qualquer definição de uma nova hegemonia. portanto, nada está decidido. tudo ainda pode acontecer.

    estamos nos desdobramentos de situação inédita no mundo. a crise do império unipolar se acentua. os EUA estão sofrendo o mesmo processo de desestabilização política interna que por diversas vezes fomentaram em diversos países do mundo – inclusive antes e agora no Brasil. há um golpe em curso nos EUA, contra a posse de Trump. o pântano recusa-se a ser drenado. o complexo anglo-sionista resistirá, sem se importar em atirar o planeta na WW III. não nos iludamos, neste cenário do grande tabuleiro de xadrez da geopolítica internacional, o Brasil continua sendo peça decisiva. por isto o golpe que sofremos. mas agora o jogo e as peças estão se modificaram.

    não há retorno, nem para o Brasil tampouco para o mundo. não apenas 2018, mesmo 2017 ainda é um ano longe demais.

    p.s.:

    o golpe da Venezuela (2002) e o da Turquia (2016) nos ensinaram que um golpe só pode ser derrotado por um contra-golpe. para seu sucesso duas condições são determinantes: povo nas ruas e militares na rua. poder popular mais o poder armado. nunca o lulismo sequer cogitou em construir nenhum dos dois. achou que bastava sentar-se à mesa com lumpenburguesia brasileira, para desfrutar de vinhos e ternos milionários, na ilusão de ser aceito como par entre pares. agora chegou a conta do picinic de abutres. somos nós que pagamos, como sempre…

    .

    • Isso e uma ironia
      Golpe contra o Trump? Será que e a Ku Klux Klan ou seria a Nação Ariana que esta planejando esse golpe contra a grande esperança da esquerda porra-louca neopsicodelica pôs-tudo?

      • Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

        Trump não é esperança. Trump é a agonia dos 1% rachados nos EUA e no mundo. assim como a plutocracia brasileira também está rachada, senão Marcelo Odebrecht não estaria na cadeia. não compreender isto é não compreender o golpe no Brasil. e ser incapaz de formular qualquer proposta adequada. e é por esta incapacidade que a ex-querda está tão desorientada. sem ação sem sequer reação ao golpe.

        se não tem ninguém aí na UFF para lhe explicar o que está acontecendo nos EUA, talvez Pepe Escobar lhe seja útil:

        “Hoje já é absolutamente claro que o golpe em andamento contra Donald Trump é ataque para mudança de regime lá mesmo nos EUA, com os suspeitos de sempre se servindo, dessa vez em casa, de técnicas de guerra híbrida, como a manipulação da opinião pública por veículos & jornalistas das mídia-empresas dominantes.”

        Russofobia e Sinofobia, por Pepe Escobar

        vp.s.:  ->”Isso e uma ironia”  isso tb. .

  52. Podemos fazer muita coisa sim!

    Isso está errado:

    “a angústia de querer e nada poder fazer”

    Podemos instruir o povo, e apontar o caminho. Seja nos movimentos sociais, programas de TV dos partidos, carros de som, blogs, grandes faixas dos protestos de rua, etc. Entretanto, ESTAMOS SENDO TRAÍDOS por quem diz nos defender…

    Afinal, por que não estão exigindo o direito de convocarmos um REFERENDO para cada imposição do governo Temer?

    Confiram como PT = PSDB = PSOL = PMDB = PSTU = DEM, etc, nessa hora:

    https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/photos/a.300951956707140.1073741826.300330306769305/869151879887142/?type=3&theater

    • Bora acabar com esta farsa da corruptocracia representativa!

      Resta saber até quando o dinheiro conseguirá financiar a mídia pra manter narrativas de pós-verdades suficientes para afastar da mente do povo as idéias jacobinas de acabar com esta farsa da corruptocracia representativa travestida de democracia e implantar métodos de democracia direta que possibilitem ao povo deliberar diretamente sobre as medidas necessárias para  garantir o bem comum em lugar das atuais que privilegiam apenas minorias que jogatinam as vidas humanas em suas cirandas financeiras cujas regras eles mudam ao bel prazer pra dilapidar a coletividade.

       

      “O governo de Michel Temer aumentou os juros e contraiu as despesas públicas o que agravou a crise das empresas e do emprego e fez cair as receitas tributárias e aumentar o déficit fiscal. Enquanto isto, os ganhos do setor financeiro aumentaram vertiginosamente”(0). Luis Nassif em: “Xadrez do pacote econômico alternativo”.

      Previsível saber quem ganha com a bagunça politico-econômica fomentada no Brasil:

      Quem patrocina a corruptocracia representativa brasileira(e no mundo) senão, predominantemente, os tubarões da jogatina financeira(principais financiadores de campanhas eleitorais e investidores de propinas ainda impunes) que agora lucram absurdamente enquanto os menos representados politicamente(os eleitores) pagam a conta?

      O que impede que o povo se revolte e guilhotine novamente seus políticos como na França de 1779 diante, hoje, da redução dos direitos sociais(PEC55) e perda de direitos previdenciários enquanto maior fatia dos tributos vão para o sistema financeiro que suborna os políticos que deveriam representar o povo é o poder da mídia.

      Após a revolução francesa algum pensador(creio que Tocqueville)(1) teve a genial idéia de manter os mais ricos cada vez mais ricos e com suas cabeças preservadas da ira do povo dilapidado simplesmente fazendo este mesmo povo ser o culpado por votar elegendo seus futuros algozes sem se tocarem que quem tinha mais dinheiro pagou mais sua publicidade e se fez conhecer mais que os outros candidatos e, portanto, teria garantido sua eleição. O financiamento de campanhas eleitorais garantiria que o poder continuasse na mão dos mais ricos e funcionasse prioritariamente a favor dos mais ricos. PRONTO: ASSIM NASCEU NOSSA DEMOCRACIA REPRESENTATIVA ou pelo seu verdadeiro nome: CORRUPTOCRACIA(2): Quem oferecer mais toma-lá-dá-cá à quem lhe pagar mais garantirá sua eleição e a devida contrapartida em vantagens pra drenar recursos da coletividade e privilegiar seus investidores. E isto tudo com a legitimidade da soberania popular, afinal todos foram eleitos pelo povo! GENIAL!!!

      Então o que assistimos no Brasil é a exacerbação desavergonhada desta regra corruptocrática onde várias forças financeiristas podem ter agido em conjunto pra engolir a maior parte dos recursos do povo brasileiro:

      Os grandes tubarões americanos como a J.P.Morgan(Um dos que fomentaram e lucraram com as bolhas financeiras da crise de 2008) que certamente financiaram a espionagem americana em troca do poder de chantagear politicos(já que certamente todos que chegaram ao poder o conseguiram via corruptocracia) ao redor do mundo para obterem vantagens financeiras nestes países; A J.P.Morgan Private Bank foi um dos apostadores da entrega da previdência brasileira ao mercado financeiro que esteve reunido com o secretário da previdência Marcelo Caetano junto com outros tubarões predadores como Fitch Ratings, Gap Asset Management, Banco BBM, Bradesco e Wellington Management.

      Os grandes bancos privados brasileiros Bradesco e Itaú que estão entre os maiores doadores de campanhas eleitorais(4);

      Os grandes rentistas que doam pra campanhas e recebem lucros com as promessas cumpridas de almentar os juros pagos aos mesmos atraves dos tais serviços da dívida que já só em 2014 já superaram 45% do Orçamento Federal Executado(5).

      Resta saber até quando o dinheiro conseguirá financiar a mídia pra manter narrativas de pós-verdades suficientes para afastar da mente do povo as idéias jacobinas de acabar com esta farsa da corruptocracia representativa travestida de democracia e implantar métodos de democracia direta que possibilitem ao povo deliberar diretamente sobre as medidas necessárias para garantir o bem comum em lugar das atuais que privilegiam apenas minorias que jogatinam as vidas humanas em suas cirandas financeiras cujas regras eles mudam ao bel prazer pra dilapidar a coletividade.

      (0) NASSIF, Luiz: Xadrez do pacote econômico alternativo. Disponível em: http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-do-pacote-economico-alternativo

      (1) Fonseca, Francisco: Mídia, poder e democracia: teoria e práxis dos meios de comunicação. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522011000200003

      (2) Lima, Denis: Corruptocracia – Governo dos mais corruptos. Disponível em: http://denismouradelima.jusbrasil.com.br/artigos/156797790/corruptocracia

      (3) Wikipédia, a enciclopédia livre: Crise do subprime. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Crise_do_subprime

      (4) UOL, em São Paulo: Juntos, Itaú e Bradesco doaram R$ 10,2 milhões para partidos nas eleições. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2014/11/05/juntos-itau-e-bradesco-doaram-r-102-milhoes-para-partidos-nas-eleicoes.htm

      (5) Auditoria Cidadã da Dívida: Confira os gráficos do orçamento de 2014, 2013 e 2012. Disponível em: http://www.auditoriacidada.org.br/blog/2013/06/20/e-por-direitos-auditoria-da-divida-ja-confira-o-grafico-do-orcamento-de-2012/

       

  53. 5 perguntas, 3 respostas, depressão e a democracia inviabilizada

    Primeiro, acho que o Godinho está corretíssimo: estamos chegando ao ponto da impossibilidade da solução democrática para a crise que já entra no seu quarto ano e sem chance alguma de solução; mesmo que o objetivo seja transformar o Brasil num equivalente pós-moderno à China do século XIX, conforme pensam Somebody e Arkx (entendi direito?), o espaço para a solução dentro da democracia está se esvaindo rapidamente a cada dia.

    Além disso, em 2017 Trump estará no poder e, se conseguir implantar o plano de investimentos de trilhão (e se houver algum pingo de racionalidade no RNC, vai é ajudar a implantar, porque isto pode significar 30 anos de domínio completo republicano sobre a política americana), vai sugar toda a liquidez do mundo, não vai ter pra ninguém, nem pra China, nem pra Rússia, nem pra Europa, nem pro Brasil; para uma economia que se viciou em liquidez externa, esse sumiço vai levar a uma experiência de coma profundo, com mais anos de crise e mais caos social.

    Dito isto, vou chutar umas respostas às perguntas do Nassif, que são interessantíssimas:

    1 – Ministério Público e Judiciário e 3 – Lava Jato
    Eu acho que é uma resposta única para as duas perguntas e em qualquer condição, seja a volta da normalidade democrática, seja uma solução autoritária à direita ou à esquerda: Judiciário e MP serão, necessariamente, implodidos com seus integrantes dentro, e junto deles a Era dos Concurseiros (essa vai tarde) e a profusão de cursos de Direito. Talvez a diferença é que, numa solução democrática, haverão fortes controles sociais, fortes limites de salários e vencimentos, e fortes limites ao poder de juízes e procuradores de destruírem vidas e economias; numa solução autoritária, vai ser é a boa e velha neutralização, talvez mantendo uma mordomia aqui e ali para não precisarem pensar que suas togas, gabinetes e cargos não valem de nada, porque não conseguirão fazer nada.

    2 – Ascensão social e 4 – Movimentos sociais
    Tirando alguns grupos muito bem organizados (p.ex. MST e MTST), os movimentos sociais – todos eles – serão atropelados pela multidão enfurecida pela volta à miséria. Serão passageiros dos distúrbios e dos grupos que se organizarão. E não falo de black blocks e sininhos, classe média que leu Bakunin, viu a revolta popular contra o Mubarak no Egito e achou bacana, mas não tem nenhum outro motivo para se rebelarem.

    5 – Forças Armadas
    Volto a repetir: só precisa de um “maluco”. Não precisa ser um general. Pode ser um coronel, um tenente-coronel. Na primeira tentativa de golpe de algum grupelho militar a maionese desandará de maneira espetacular. E não haverá Etcheverry que segure.

    • Xadrez da tacada final do golpe da Constituinte

      -> Arkx (entendi direito?)

      não, não entendeu. mas é porque eu me expressei propositadamente de modo enviesado. não concordo que o “plano” seja transformar o Brasil numa China, nem do século XIX ou de qualquer outro.

      acho que o “plano” é a total perda do último vestígio de racionalidade. que o capitalismo seja esquizo, todos sabemos. mas que o 1% (0,001%) esteja construindo cidades subterrâneas, com campos de golfe, para escapar da guerra nuclear… sem falar nos bancos de semente no Ártico. em achar que vão fazer upload de suas “mentes” para uma hiper web… os “proprietários da humanidade” decidiram executar o “Relatório Lugano”. estamos numa versão pós moderna do Dr. Strangelove. Aleppo é a nova Faixa de Gaza: o modelo de campo de concentração a ser implantado por toda parte, até que venha a “solução final”. 

      muito boas suas respostas às questões levantadas pelo artigo do Nassif. valeu! abraços.

      p.s.: Aleppo tinha 2 milhões de habitantes. restaram ruínas. para se ter um equivalente, qual cidade brasileira com população semelhante? nem precisa de Google, né. esta é fácil: Curitiba, a capital brasileira com maior quantidade de dias nublados…

      [video:https://www.youtube.com/watch?v=7Gu2gdVA9b8%5D

      .

  54. Peço a devida vênia ao editor
    Peço a devida vênia ao editor para um registro que considero fundamental,talvez até para entender de forma definitiva,o que realmente se passou e o que se passa no Brasil sobre o golpe que vitimou a Presidente Dilma Rousseff.Trata-se de um longo trabalho produzido pelo escritor e professor da Universidade Pompeu Fabra de Barcelona na Espanha,ora licenciado da Universidade de Amsterdã na Holanda,Teun A van Dijk,quem,confesso,não conhecer nenhum trabalho dele.Tomei conhecimento através da Carta Maior.Simplesmente deslumbrante,esplêndido e estarrecedor sob o título “Como a Rede Globo manipulou o Impechemant da Presidenta Dilma Rousseff”.Quem se dispuser ir até a Carta Maior,por extensão até o editor do Blog,reconhecerá o mais belo trabalho editado sobre o golpe brasileiro,e concluirá com a tese do Prof.Wanderley Guilherme dos Santos de que “a Globo é a questão central da Democracia brasileira”.

    • Uma correção.O correto
      Uma correção.O correto é:”quem,confesso,dele não conhecer nenhum trabalho.Feita a reparação.

  55. Prezado Nassif
    Bom dia
    Porque

    Prezado Nassif

    Bom dia

    Porque os governadores não entraram na sua analise?

    Constituinte sem a benção deles, que aspiram por 2018,  nem pensar Kamarada!

    E os de SP/MG/RJ manda pra C…nesse patropi !!!

    Meia “casa do povo” pertence a esses três estados !!!

    Indague aos três “excelsos” o que eles acham dessa brincadeira !!!

    Abração

  56. Talvez fosse interessante um
    Talvez fosse interessante um outro tópico nesse excelente xadrez: o contexto inter nacional que se redesenha com a aliança Trump/Putim

  57. Legal, mas faltou o espectro político

    Nassif, sua análise é boa e útil, mas tem um problema sério: praticamente não considera o espectro político, sem contextualizar a dinâmica entre o progressismo e o conservadorismo (tanto o de direita quanto o de esquerda). Fazer uma análise tão complexa sem a ferramenta do espectro político é voltar alguns séculos na análise política, antes da Revolução Francesa.

  58. Falta combinar com os russos!

    Os paises são conservadores.

    Não há outra potência que possa entrar para o clube dos 5 da ONU.

    Não se alteram as cotas do FMI da noite para o dia.

    Os países olham para o Brasil a caminho de uma fragmentação por sua elite.

    Eles sabem os efeitos que vai provocar a PEC sobre a população, sobre a defesa do país!

    Como os abutres, basta esperar…

    E paises tipo o Brasil – um pais alucinado, volátil, se tornam “Um prato na mesa” para os paises donos das bombas atômicas!

    A elites, a mídia e os seus políticos e juízes são formais –  a forma importa mais que o conteúdo…

    Querem reformar a constituição para formalizar o espólio do Brasil que eles querem!

    O que pensam em fazer é tirar um copo de água limpa de um balde de água suja!

    Qual pais vai negociar sua história com a nossa?

    A constituição americana contra a uma constituição criada por estes políticos?

    Os milhões de mortos das revoluções russas contra uma constituição criada por estes políticos?

    O destino milenar da Inglaterra contra uma constituição criada por estes políticos?

    Na hora do vamos ver, na hora de negociar ou pleitear qualquer coisa, eles vão chegar e chutar a porta deste brinquedinho dos marinhos!

  59. Já consciente que Moro não
    Já consciente que Moro não tem aquilo roxo para mandar prenderLula,A Direita Procura o Anti Lula.Vamos lá.Fernando Henrique Cardoso,despencara igual a jaca mole de uma pinguela,que não suportará o peso de seu ego.José Serra vinculou sua candidatura se receber por empréstimo a peruca de Donald Trump,que já mandou avisar que quer ser enterrado com ela.Dependente também de um patrocínio da Listerine para conter o bafo de onca.Geraldo Alckmin está fora,virou o São Geraldo do Pau Oco.Aécio Neves deve se submeter a uma plástica no nariz,e só decidirá quando se olhar no espelho,pós cirurgia.Aloísio 300 mil,aínda é ficha suja,não quitou seu débito junto a Paulo Preto.Tasso Jereissati abdicou da candidatura por medo de voar em jatinhos.Cássio Cunha Lima não ganha eleição nem em Campina Grande.Agripino Maia chegará às eleições com pneumonia.Ronaldo Caiado caiu do seu vistoso Cavalo Branco antes da largada.Sergio Moro pedirá asilo na embaixada dos EUA.Jair Bolsonaro o imitara e pedirá asilo na embaixada do Paraguai.Osmarina Silva aguardará ansiosa a decisão de Deus.Pastor Everaldo será trancafiado por sarrafiar sua nova mulher.Eduardo Jorge continua internado em uma clínica de repouso.Por óbvio,só restou Levy Fidelis,que bateu o pé e declarou que só raspa o bigode por U$ 5 milhões de dólares cash.Sem recibo,já mandou avisar.

    • Idade chegando,memória
      Idade chegando,memória faltando.Gilmar Mendes descartou a idéia.Mercador de ensino quê é,se debruça sobre a abertura de filiais do IDP em todo território nacional.

  60. Video imperdível para quem

    Video imperdível para quem for contar a história deste pais: o momento exato em que a turma que veio a se tornar o MBL, Vem Pra Rua e Revoltados On Line mostraram a cara, uma vez que,  autorizados pela policia e pela Globo, tomaram de assalto o movimento do MPL, inclusive a sigla foi pirateada pelos coxinhas….

    Da prá ver no video o momento em que as hienas saem das suas  catacumbas para ocupar as ruas: era o começo de uma trajetória que passou pela eleição do pior Congresso que já tivemos e que deram um golpe de Estado via parlamento e hoje estamos nas mãos dos verdadeiramente corruptos

    https://www.vice.com/pt_br/article/os-protestos-de-sp-em-7-atos-parte2

     

     

  61. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome