Xadrez do TSE, Temer e os bodes expiatórios

A lista da Odebrecht e demais empreiteiras está gerando duas estratégias do chamado fogo de encontro.

A primeira, o contragolpe de Michel Temer, para impedir sua cassação, com duas etapas bastante nítidas.

Primeiro, a imprensa solta um conjunto de reportagens tentando construir um clima de otimismo. Depois, martela-se na tecla que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não poderia impichar Temer para não expor o país a nova crise política e econômica.

A segunda estratégia em andamento é a do PSDB paulista – que tem dois notáveis nas delações (José Serra e Geraldo Alckmin). Consistirá em encontrar um bode expiatório no Tribunal de Contas do Estado (TCE), repetindo a estratégia de despiste do caso Alstom.

Peça 1 – o fator Temer

Primeiro, analisemos Temer.

O nome da crise é Temer e sua saída é condição necessária para tentar se recompor minimamente o tecido social e político e sair da crise.

Argumento 1 – o governo Temer é essencialmente corrupto

A esta altura, nem mesmo cegos políticos duvidam das vulnerabilidades morais do governo Temer. Montou um Ministério coalhado de políticos suspeitos, empenhados em fazer negócios rapidamente, ao preço do desmonte de políticas públicas arduamente construídas no período da redemocratização.

Argumento 2 – por sua ficha, Temer está sujeito a chantagens

O próprio Temer é um político marcado para morrer politicamente. A dúvida é se será antes ou depois de terminar o governo. Como deputado, comandou a mais suspeita organização de deputados que passou pelo Congresso pós-redemocratização – Eliseu Padilha, Geddel Vieira Lima, Moreira Franco e Eduardo Cunha.

No exercício da presidência, Temer abrigou no governo – na condição de assessores especiais – dois empresários com os quais provavelmente mantém relações de negócios: José Yunes e Sandro Mabel.

Leia também:  O fim da onda da "direita lisérgica"? Por Rogério Mattos

As inúmeras ilegalidades cometidas ao longo de sua carreira política o expõem a toda sorte de chantagens. Depois que ameaçou revelar algumas delas, Eduardo Cunha voltou a ter influência no governo, conseguindo nomear lugares-tenentes para cargos chaves, conforme denúncia do presidente do Senado Renan Calheiros..

Não apenas isso. Os Yunes – pai e filho – se meteram em um rosário de offshores em paraísos fiscais, e possivelmente estão enredados nos esquemas de captação de recursos de Temer, conforme a delação do ex-diretor da Odebrecht – que apenas tangenciou as relações comerciais do grupo.

É uma série de bombas-relógio que irão explodindo ao longo dos próximos meses.

Argumento 3 – reformas e falta de legitimidade

O fato de Temer ser politicamente pequeno e moralmente vulnerável coloca em xeque todas as maldades planejadas contra os contribuintes. Como empurrar goela abaixo da população a reforma da Previdência e a reforma trabalhista, sob o comando de um presidente ilegítimo e moralmente vulnerável?

Só um completo sem noção alegará, como fez Temer, que sem a reforma da Previdência todas as políticas sociais ficarão comprometidas. Ora, a Previdência – com sua parte de assistência social – é a maior rede social do país, a viga mestre das políticas sociais.

Argumento 4 – reformas e economia

A ideia de que a aprovação das reformas imediatamente despertará os investidores é falsa por vários motivos. Nenhum investidor de longo prazo considerará consolidadas reformas draconianas impostas por uma coalizão de força em um momento específico da história – a não ser que se aposte que o Estado de exceção é irreversível.

Leia também:  O enfrentamento do fascismo cultural, por Ion de Andrade

Além disso, a estratégia de desmonte do Estado nacional, perpetrada pela equipe econômica, deixou a economia sem nenhum fator de recuperação – nem demanda das famílias, nem novos investimentos privados. O papel contra cíclico dos gastos fiscais foi deixado de lado devido às posições eminentemente ideológicas da equipe econômica.

Peça 2 – o fator PSDB de São Paulo

No domingo, a Folha cometeu outra pós-verdade na manchete principal: “Andrade Gutierrez diz que subornou o Tribunal de Contas de SP” (https://goo.gl/CfvoAD).

Os autores da reportagem são sérios. O prato feito que receberam, dificilmente.

A reportagem criou a figura de um suposto candidato a delação premiada. Ou seja, nem delator é, logo não pode ser identificado.

O candidato a delator, suposto executivo da Andrade Gutierrez, informou que subornava um conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que, por sua vez, repassava a propina para seus colegas, para fechar os olhos às irregularidades dos contratos.

A estratégia foi utilizada com muito sucesso no caso Alstom. Denunciou-se um conselheiro, Robson Marinho, que havia sido Chefe da Casa Civil do governo Covas. O escândalo perpassou os governos Alckmin e Serra. Nas denúncias do Ministério Público Estadual e no Federal, não havia a figura de nenhum político, apenas funcionários de segundo e terceiro escalão e o conselheiro Robson Marinho.

No caso do MPF, a maneira como escondeu os políticos tucanos foi escandalosa, com o procurador Rodrigo De Grandis evitando atender aos pedidos do Ministério Público suíço, apesar de cobrado pelo Mionistério da Justiça. A maneira como a corregedoria do MPF o absolveu comprovou de maneira enfática a partidarização do poder.

Agora, quando as delações chegam novamente nos políticos paulistas, cria-se uma denúncia em cima de um conselheiro, Eduardo Bittencourt de Carvalho, há 6 anos afastado do TCE. Bittencourt era um aplicado tucano que em 2002 adquiriu os bois da fazenda de Fernando Henrique Cardoso por preço de gado inglês.

Leia também:  O projeto nacional e as indústrias de bem estar, por Luis Nassif

Foi afastado do TCE por suspeita de enriquecimento ilícirto, mas jamais foi influente junto aos seus pares. E jamais poderia ser personagem central dos escândalos da Andrade Gutierrez no estado. Afinal, para conseguir contratos irregulares o suposto candidato a delator tratou provavelmente com Paulo Preto, com autorização de José Serra e Geraldo Alckmin. A parte de Bittencourt foi menor: apenas fechar os olhos para a maracutaia.

Peça 3 – aguardando a lista

Nos próximos dias certamente haverá novos movimentos visando blindar políticos do PSDB. Gilmar Mendes transformou-se no melhor advogado com que o PSDB e Temer poderiam contar.

No entanto, a soma de vazamentos envolvendo Serra e Aécio assumiram tal dimensão que mesmo o tíbio Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot provavelmente não terá alternativa a não ser citá-los nas denúncias que encaminhará logo mais ao Supremo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

33 comentários

  1. À esta altura, nem uma

    À esta altura, nem uma eleição salvaria a normalidade do país.

    O que ocorre no Brasil agora é o que teria passado de forma idêntica, sem os militares terem tomado o poder em 64, impondo a censura e com cassações e prisões em massa

    Parece um daqueles filmes onde os bandidos se encontram depois do roubo, e começam todos a se matar para diminuirem os beneficiários.

    Aos trancos e barrancos, Temer segue. E isso é inacreditável

    Grupos contra a corrupção se tornaram grupos contra a corrução do PT, e somente do PT. O Estadão continua sua marcha de editoriais a criticar o partido, sem nenhuma linha sobre os desvios inacreditáveis nos governos do PSDB em São Paulo e Minas Gerais

    Meios de comunicação que não informam mais nenhuma delação sobre o PSDB, mesmo que mantenham alguma linha de ataque ao PMDB

    A imprensa desceu à níveis inacreditáveis e a única que se salva neste momento, por incrível que pareça é a Folha, mas mesmo assim, a saber se não está dando as notícias do PSDB para municiar grupos internos dentro do tucanato, a combater outros.

    Está tudo tão invertido que esta lógica é a mais provável

    Dá-se voz à uma turba de analfabetos políticos que acampam em redações a urrar as baboseiras, agora uns contra os outros.

    A direita mais boçal segue erguendo Bolsonaro nos ombros e vai ter trabalho à frente, já vimos com o PSDB age quando acuado com a possibilidade de nem ir ao 2º turno

    O grau de violência presente nestes boçais que perderam totalmente a vergonha em aplaudir a prórpia estupidez, é algo que eu nunca tinha visto

    Ainda existem sujeitos formados a gritarem Comunismo

    Numa hipótese remota, não sendo alterado o cenário eleitoral até 2018, uma vitória da centro-esquerda, ou algo que não seja o beija mão do Mercado-Globo-Veja, tornará o país ingovernável mais uma vez

    As pontes que foram derrubadas agora, não serão tão facilmente reconstruídas.

    Como reunir um presidente frontalmente contrário ao golpe e à estas reformas indecentes, com o empresariado? Ou com o setor agícola mais radical?

    Novamente teremos um Congresso da pior estirpe, de conservadores da pior espécie, sendo que para desfazer as asneiras do atual governo, algumas medidas constitucionais serão necessárias

    Desculpe o pessimismo, mas não consigo ver luz ao final deste túnel e da situação inacreditável que esse pessoal nos enfiou

    • Concordo com vc.
      Não

      Concordo com vc.

      Não vislumbro qq saída via eleição com TODOS os  poderes da República altamente infectados, degradados, participando ativamente do desmonte do país .

      Isso sem mencionar os meios de comunicação em seu baixíssimo nível garantido a completa alienação de todos os extratos de nossa sociedade, com raríssimas exceções. 

      E o desmonte nacional avançando praticamente inconteste, enquanto discute-se delações da Lava Jato.

      É um quadro de tal forma desolador que não deve ser tão raro um pensamento sombrio nos poucos brasileiros que de fato tem noção da dimensão do buraco em que nos jogaram.

      É doloroso perceber-se imaginando que talvez uma hecatombe a nível planetário pode ser um caminho.

       

  2. Estratégia

    Análise objetiva e boa.

    Mas, não acho um contragolpe protagonizado pelo Michel Temer para evitar a sua casação. Vejo sim uma tentativa do aparato golpista em poupar ele, pelo menos até conseguir a aprovação das reformas, para facilitar a voda dos tucanos que, em tese, pegarão o bastão de revessamento. Temer é apenas instrumento, agora, “um instrumento decorativo”. Ninguém perde tempo em bater uma única panela contra ele, pois nem isso merece.

  3. Preocupados com a estabilidade?
    So no TSE mêsmo que enxergariam um usurpador como garantia de estabilidade. Desde que desdisse a aprovação das contas de Dilma que Gilmar e o TSE são fatores de *instabilidade*

    O próprio STF também é, não afastou Cunha, não julga o mérito do golpe, tudo porque Dilma não quis dar um aumento de salário!!!

    Estabilidade seria afastar os 200 denunciados do congresso e reverter o impeachment. Nesse momento aposto que panelas voltam a bater porque não é a corrupção generalizada que incomoda os seguidores do pato, mas o fato de que um governo tenta distribuir renda e melhorar a vida do povo.

    Pergunte de verdade a um coxinha o motivo porque tem raiva do Lula, sem xingamentos genéricos. Por que seria corrupção supostamente ter um sítio e um triplex e não ter a mesma raiva do apartamento em Paris de FHC.

    Achar que o PT comprava o congresso e não questionar da mesma forma a compra da emenda da reeleição.

    É totalmente irracional, não da nem pra discutir com quem só acredita no que caiba no próprio preconceito.

  4. Nossa burguesia não tem conserto [nem concerto]

    Primeiro, a imprensa solta um conjunto de reportagens tentando construir um clima de otimismo. Depois, martela-se na tecla que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não poderia impichar Temer para não expor o país a nova crise política e econômica.

    A nossa prá lá de ignara, golpista e eternamente corrupta burguesia, que só rouba no atacado, na casa do bilhão de reais e por isso impune, fez com Dilma exatamente o contrário:

    Primeiro, a imprensa soltou um conjunto de reportagens tentando construir um clima de pessimismo e agitação popular. Depois, martelou-se na tecla que o Congresso teria que impichar Dilma para resolver a crise política e econômica.

    Pois é, a crise criada pela troupe golpista, incluida aqui a Lava Jato com sua estrela guia, o facínora Sérgio Moro desaguou num golpe de Estado ainda em andamento, ou seja, novinho, faz aniversário de 1 ano no próximo mês..,..,.ainda falta prender Lula como parte do plano lesa-pátria…..ainda falta suspender as eleições de 2018 para evitar o retorno de Lula como foram suspensas as de 1965 para impedir o retorno de JK….,…ainda resta  emplacar o novo Castelo Branco.

    O golpe de 2016 segue o mesmo script do de 1964, com a diferença de que naquele ano o front golpista usava verde-oliva e agora usa camisa negras: depois da derrocada do pais que era para ter sido e no entanto foi golpeado, veremos a reedição de slogans como Brasil, Ame-o ou Deixe-o. Já vimos este filme.

     

  5. A plutocracia ateou fogo na

    A plutocracia ateou fogo na floresta para retirar Dilma do poder e, agora, não sabe como controlar o incêndio.

    Nos atuais movimentos é possível enxergar as vísceras do consórcio golpista a olho nú, Gilmar Mendes, a aberração, acumula as funções de advogado tucano e ministro do interior do governo ilegítimo.

    Nem em república de bananas é possível enquadrar o Brasil tamanha a desfaçatez do momento atual.

    • Essa turma não precisa ser

      Essa turma não precisa ser desmascarada mais. Já o foi. Alias, é desmascarada de uma a duas vezes por semana. O problema é que os Brasileiros não ligaram, ese duvidar, até gostaram do que viram depois que a máscara caiu.

      Quem apoiou o Impeachment depois do Aúdio do Jucá é pq tem sérios desvios de caráter. 

      Realmente, as  vísceras do consórcio golpista estão expostas a olho nú, mas e daí ???? O povo está cagando e andando para isso, até os apoia.

      O povo não só é vítima. É, principalmente, cúmplice.

      Outubro de 2016 ilustrou bem o caráter do povo Brasileiro. Mesmo com o aúdio do Jucá, apertou 15 e 45 até sangrar os dedos.

      Se traição a pátria desse morte aqui, em 2018 poderiamos até voltar com a musiquinha da copa  de 70. Seremos 90 milhões em ação NO MÁXIMO. Se duvidar até menos.

       

  6. Não sei, mas talvez esse

    Não sei, mas talvez esse aumento de reportagens acusando petistas seja para despistar,

     

    a midia quadrilheira e corrupta não dá ponto sem nó, e não é só a emissora carioca, a do bispo entrou com os dois pés a favor do golpista e contra o PT, a bizarra emissora do jornalista-ccc é uma coleção de mortos-vivos e aberrações e disso não poderia sair nada que prestasse, a do homem-latifubdio há muito é unha e carne com os tucanos paulistas, o homem do bau, do rombo de 5 bi, puxa o saco de qualquer um que esteja no poder, é sabonete, e a rede das séries matusalênicas puxa tanto o saco do golpisto que acho que até ele sente vergonha alheia…………, ou seja, é a midia quadrilheira e corrupta, sendo o que sempre foi, quadrilheira e corrupta.

      • O corporativismo e a “faca no

        O corporativismo e a “faca no pescoço” falam mais alto. Lula e Dilma poderiam ter indicado quem quer fosse para o stf que nada mudaria. Eles, os membros do Conselho de Sábios da Pangea, são de uma outra “casta” e, no fim, é em função de sua origem que eles acabam atuando.

      • Dilma e Lula

        Dilma e Lula tentaram ser republicanos na escolha do ministros, deu no que deu…

        FHC e Temer foi quem acertaram em cheio nas nomeações (para eles lógico) cumpadre é cumpadre

        Se ambos, Dilma e Lula tivessem feito as manobras que o FHC e o Temer e até o Collor (nomeou o primo) fizeram no STF não estariam nessa situação

        E também não teriam o meu voto…

  7. Cadeia apenas para os mesmos de sempre

    Como parte do Brasil vive numa realidade paralela, é bem provavel que os bodes expiatorios acabem sendo condenados e o judiciario ainda reafirme que os pobre tucanos são sempre extorquidos e conduzidos pelo caminho do mau pelos petistas, pemedebistas e empresarios malvados. Ai ai ai, hein?!

    Quanto ao governo do usurpador Temer, se não prosperar o golpe da midia em parceria com o Supremo, para colocar Carmem Lucia no comando do governo federal (ai eu pego a pipoca e sento confortavelmnte para assistir), ele deve ficar até o fim. So espero que seja apenas o fim de seu famigerado governo e não o fim do Brasil.

    Não se espere nada de Janot. Apenas as jogadas de fachadas. Esse fechou com o golpe e agora é so reunir os amigos-golpistas para suas receitas no seu espaço gourmet e repetirem que Lula é ladão e Aécio é um pobre menino que pegou o mau caminho…. Até o helicoptero do Po livraram de todo e qualquer julgamento sério.

    As vezes acho que 2018 esta muito longe para tanta desolação.

  8. Uma vergonha esse MPF: o caso Di Grandis é regra no MPF

    Uma vergonha esse MPF: o caso Di Grandis é regra nessa Instituição que mais se parece a uma organização criminosa

    O caso Di Grandis, por Isto É…ao que tudo indica, a Quanto É recebeu um cala-te boca para não mais tocar no assunto

    http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima/vergonha-nacional-esse-mpf-partidarizado

    Insituições brasileiras a serviço dos interesses americanos

    http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima/instituicoes-brasileiras-a-servicos-de-interesses-dos-eua-foram-protagonistas-do-golpe-de-estado

    Postei no blog por causa do captcha que está aprontando por aqui

     

  9. Confesso que já me enchi de

    Confesso que já me enchi de tantas análises e projeções para o futuro, por mais sentido que elas façam. O que define melhor o meu sentimento atual é aquilo que Mino Carta disse: O brasil só se resolve com sangue na calçada, mas os brasileiros não tem culhões pra isso.

    Não temos mesmo.

    • CB

      Venho dizendo há meses que o Brasil só voltará a ser uma nação, depois que houver a degola de muitos.

      Eles perderam a vergonha completamente e os coxinhas estão completamente envergonhados.

      Mas não vai haver degola, sabe porque ?

      Porque a esquerda esta jantando com o amigo de traficante, a esquerda esta beijando as bolas do ah é sim 

      e por aí vai

      A esquerda no Brasil é pior que a direita

  10. Sem a grande Imprensa nenhuma delas funcionaria…

    Sempre bom lembrar que sem a efetiva participação da grande Imprensa – o eixo do Golpe – nenhuma das estratégias mencionadas acima teria como funcionar… Entonces, que fique sempre muito claro; é a grande Imprensa que efetiva todas as falcatruas do PSDB (pelo que faz e principalmente pelo que não faz…) e é a grande fiadora do Golpe em curso.

  11. Esperando Janot

    Como disse, em muito boa sacada, o Bob Fernandez. A analise do Nassif peca pelo fato de que a porteira do estado de exceção já foi aberta. Não dá para blindar os tucanos da lista? Não dá para separar a chapa Dilma/Temer, para salvar este? Não dá para criminilizar só o caixa 2 do PT? 

    Dá sim, dá para fazer tudo, depois de um golpe como esse, com fundamentação fajuta, coisa de republiqueta. É isso que eles querem e tentarão fazer. O que falta é criar uma narrativa para salvar minimamente às aparências. É nisso que estão se empenhando.

    Mídia, judiciário, MP, PF e claro a elite financeira estão fechados entorno da decisão de que o PT, e a esquerda em geral, não podem voltar ao poder. Falta ajustar as diferenças entre o PMDB e o PSDB. O judiciário/mídia rifariam o PMDB, e deixariam tudo livre para os tucanos. Mesmo porque tem satisfação a dar para a manada que vestiu camisa amarela.

    Só que o PMDB é macaco velho. Não são republicanos como o PT. Evidentemente não aceitarão ser sacrificados em praça pública para salvar as aparências para que a classe média durma tranquila.

    Só uma coisa impede a “solução Gilmar”. Resistência, desobediência, e confronto na rua. 

  12. O crescente incontido vexame golpista

     

     

    …Argumento 2 – por sua ficha, Temer está sujeito a chantagens

    O próprio Temer é um político marcado para morrer politicamente. A dúvida é se será antes ou depois de terminar o governo. Como deputado, comandou a mais suspeita organização de deputados que passou pelo Congresso pós-redemocratização – Eliseu Padilha, Geddel Vieira Lima, Moreira Franco e Eduardo Cunha.

    No exercício da presidência, Temer abrigou no governo – na condição de assessores especiais – dois empresários com os quais provavelmente mantém relações de negócios: José Yunes e Sandro Mabel.

    As inúmeras ilegalidades cometidas ao longo de sua carreira política o expõem a toda sorte de chantagens. Depois que ameaçou revelar algumas delas, Eduardo Cunha voltou a ter influência no governo, conseguindo nomear lugares-tenentes para cargos chaves, conforme denúncia do presidente do Senado Renan Calheiros..

    Não apenas isso. Os Yunes – pai e filho – se meteram em um rosário de offshores em paraísos fiscais, e possivelmente estão enredados nos esquemas de captação de recursos de Temer, conforme a delação do ex-diretor da Odebrecht – que apenas tangenciou as relações comerciais do grupo.

    É uma série de bombas-relógio que irão explodindo ao longo dos próximos meses.”…

     

    O sujo golpe contra a Presidente Dilma/PT, mulher nacionalista, honrada e humana, foi capitaneado por indivíduos padrão Cunha, Aécio, Serra, Alckmin, FHC, Renan, dentre tantos outros. Só mesmo na cabeça de cochinha, semelhante golpe poderia dar certo. Não seria o gigantesco desastre moral, social e econômico que estamos presenciando. Vergonha mundial!

    Na bandidagem dos pobres, os líderes das quadrilhas de criminosos costumam continuar no comando apesar de encarcerados. No Brasil de hoje, de governo golpista, parece que semelhante ultraje estaria acontecendo com a bandidagem dos ricos, com liderança, prosseguindo no comando, apesar de encarcerado. Inacreditável!

    Já não bastassem incontáveis graves suspeitas e denúncias recaindo sobre elementos pertencentes a importantes instituições, como Justiça, Ministério, Congresso, PGR, STF, AGU, TCU e outras mais. Parece que não há limites algum! Até quando?

  13.   Trecho deveras interessante

      Trecho deveras interessante (obrigado, Nassif):

    “Bittencourt era um aplicado tucano que em 2002 adquiriu os bois da fazenda de Fernando Henrique Cardoso por preço de gado inglês.”

  14. “A ideia de que a aprovação

    “A ideia de que a aprovação das reformas imediatamente despertará os investidores é falsa por vários motivos. Nenhum investidor de longo prazo considerará consolidadas reformas draconianas impostas por uma coalizão de força em um momento específico da história – a não ser que se aposte que o Estado de exceção é irreversível.”

    As reformas estarão consolidadas, pq a esquerda JAMAIS terá força no parlamento para revertê-las…

    No próprio Senado, os golpistas tem o 1/3 necessário até 2022, pis a turma que entrou em 2014 é uma quadrilha. Os golpistas precisam eleger 2 a 3 senadores em um universo de 54 para menter tudo como está. Ora, São PAulo, PAraná e Góias já são o suficiente para garantir a PEC até 2022. Nessas 6 vagas, dificilmente entrarão menos de 4 a 5 elementos altamente reacionários. Sem contar Espírito Santo, Rio Grande do Sul, que elegeu prefeito do MBL, e aqueles do nordeste que Sempre entram. 

    A culpa disso tudo é do povo

    Tempos de Dilma

    Dilma vai tomar no cú

    Aumenta Gasolina, adesivo com Dilma de perna aberta

    Lula indicado para o ministério, mega-protestos.

    Partidos de “esquerda” fazendo protestos contra ajuste do Levy.

    PT aparelhador

    Mega protestos em junho e 2013 exigindo saúde e educação

    Tempos de Temer

    Fora Temer para lá de envergonhado (sem nenhuma grosseria ou palavrão, a Dilma tinah que tomar no cú, mas o Temer ir para casa está de bom tamanho).

    Aumento da gasolina, nada de adesivo da bunda de Temer, e povo com cara de paisagem

    Moreira Franco indicado para ministério, povo com cara de paisagem

    Partidos de “esquerda” acovardados e escondidos. Desde que Dilma caiu, o PSTU sumiu, e o Chico Alencar beiaj a mão do Aécio e elogia Temer

    Alexandre Moraes indicado para o STF e ninguém chama o governo de aparelhador.

    Cortes draconianos em saúde e educação e povo com cara de paisagem, protestos com meia-dúzia de gatos pingados.

     

    O Brasileiro não merece se fuder ???

  15. só não conseguem combinar com os russos

    Tem toda razão o Nassif em constatar o esforço do sistema tradicional de poder para amenizar para os seus enquanto demonizam o PT. Parece impossível contornar isto.

    Apenas lembro que isto não é novidade. Desde o início dos anos 1980, a partir do fortalecimento da vontate popular de buscar os governos, a reação da mídia, judiciário e empresários já era exatamente desta mesma índole de agora. Quem se lembra da armação de Leme-SP, com a patifaria de acusar Genoíno de dar tiros? Escândalos tão noticiados que nunca se confirmaram, como o caso Lubeca na gestão Erundina?

    Desde o berço o PT foi batizado como inimigo a ser evitado. Acreditaram tanto que teriam sucesso em barrar o PT indefinidamente que esqueceram de cobrir suas “partes”. Não acho difícil o golpe atual seguir a mesma trilha.

    Por isto é fundamental continuar pregando, denunciando e martelando os abusos dos sempre poderosos. De alguma forma, o povo que decide por maioria acaba percebendo o jogo bruto e se vinga.

  16. O Nassif

    O Nassif escreveu:

    Argumento 4 – reformas e economia

    A ideia de que a aprovação das reformas imediatamente despertará os investidores é falsa por vários motivos. Nenhum investidor de longo prazo considerará consolidadas reformas draconianas impostas por uma coalizão de força em um momento específico da história – a não ser que se aposte que o Estado de exceção é irreversível.”

    Fora os investidores estrangeiros que nas últimas duas semanas retiraram do mercado mais de R$ 2.000.000.000,00 (Dois Bilhões de Reais), ou seja, a grana de fora foge daqui pois ficou muito arriscado os investimentos.

    Vide as novas concessões que não tem ofertantes.

    A política econômica é a última prioridade de quem está tentando savar a própria pele e a dos seus. 

    A tortura lenta que a Justiça Brasileira está patrocinando extinguiu toda e qualquer chance e recuperação da economia, é de uma irresponsabilidade que custará muito caro aos seus membros. Não se pouparão nenhum pelo andar da carruagem.

    • O que acha que pode acontecer

      O que acha que pode acontecer com a Justiça Brasileira ??? Em 64, não se puniu ninguém… duvido que se puna alguém hoje, principalmente o pessoal do STF.

      E se a gente for punir todos os traidores da pátria, a direita vai toda para a forca no Brasil, aí vão falar em ditadura, etc…

      E tem mais, mesmo com o fim do estado de exceção, reformas para desfazer a PEC beiram o impossível !!! JAMAIS, em hipótese alguma, a direita terá mens de 1/3 no senado. No mínimo, por 10 anos, segurarão essa bagaça.

  17. Se o Serra e o Alckmin fossem petistas, o Ives Gandra diria:

    “Quando, na administração pública, o agente público permite que toda a espécie de falcatruas sejam realizadas sob sua supervisão ou falta de supervisão, caracteriza-se a atuação negligente e a improbidade administrativa por culpa. Quem é pago pelo cidadão para bem gerir a coisa pública e permite seja dilapidada por atos criminosos, é claramente negligente e deve responder por esses atos.

    Parece-me, pois, que, em tese, o crime de responsabilidade culposa contra a probidade está caracterizado, pois quem tem a responsabilidade legal e estatutária de administrar, deixou de fazê-lo.

    Há, na verdade, um crime continuado da mesma gestora da coisa pública, quer como presidente do conselho da Petrobras, representando a União, principal acionista da maior sociedade de economia mista do Brasil, quer como presidente da República, ao quedar-se inerte e manter os mesmos administradores da empresa. 

    Concluo, pois, considerando que o assalto aos recursos da Petrobras, perpetrado durante oito anos, de bilhões de reais, sem que a presidente do Conselho e depois presidente da República o detectasse, constitui omissão, negligência e imperícia, conformando a figura da improbidade administrativa, a ensejar a abertura de um processo de impeachment”.

     

    Como Serra e Alckmin são Tucanos, o Ives Gandra vai culpar o bode expiatório pelos crimes dos dois Tucanos.

    Pode escrever. Se ele não culpar o bode expiatório pelas maracutaias do Alckmin e do Serra, ele vai botar a sua violinha no saco e o rabinho entre as pernas e sair pela tangente.

  18. Alckmin

    Como os próprios delatores relataram, eles nunca estiveram com Alckmin para tratar de doações ou propinas. Ele nunca participou de nenhuma negociação. Todas as contribuições recebidas em campanhas eleitorais disputadas por Alckmin foram devidamente contabilizadas e informadas à Justiça Eleitoral pelos respectivos comitês financeiros cujos membros eram os únicos autorizados a falar em nome do candidato. E mais, os fatos relatados não coincidem com as gestões ou candidaturas de Alckmin. Definitivamente, não há nada contra Alckmin.

  19. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome