Xadrez que explica as trapalhadas de Janot, por Luís Nassif

Em que narrativa caberiam os seguintes fatos?

Lance 1 – O Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot pedindo a prisão das principais testemunhas do processo contra Michel Temer e do ex-procurador Marcelo Miller.

Lance 2 – Depois, se encontrando clandestinamente em um boteco com o advogado da JBS, Pierpaulo Botino, um dia depois de ter pedido a prisão de seus clientes. Obviamente para tratar de temas que não poderia tratar em uma reunião oficial.

Lance 3 – Um Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Edson Fachin, trabalhando no final de semana.

Lance 4 – Fachin criando um tipo de pena diferente para a JBS: a suspensão dos benefícios e a prisão temporária de Joesley Batista e Ricardo Sur. Ou se anula o benefício e se prende o colaborador; ou se mantém o benefício e não prende o colaborador. Fachin inovou suspendendo o benefício e prendendo os delatores.

Lance 5 – Apesar de jogar em dobradinha com Janot, Fachin rejeita o pedido de prisão contra Miller, feito por Janot.

Vamos montar uma narrativa onde podem se encaixar essas peças e explicar a notável ansiedade com que Janot vem se comportando nos últimos dias.

Peça 1 – as falhas no acordo com a JBS

Na operação JBS celebrou-se a iniciativa de Janot, de tentar livrar o país do jugo de uma quadrilha colocada no poder por uma ação combinada decisiva do Ministério Público Federal e da Globo.

A operação criou duas vulnerabilidades.

Fato – Do lado de Temer, a exploração da presença de Miller nos preparativos. Havendo indícios de que ajudou a montar as operações controladas, o processo poderá ser anulado.

Fato – Por outro lado, os benefícios concedidos a Joesley Batista e seus comandados foram considerados excessivos pela opinião pública. E Janot passou a ser constantemente questionado sobre o acordo.

Leia também:  Coluna Econômica: Alemanha muda estratégia e passa a defender mais intervenção

Peça 2 – a Teoria do Caos na operação

Fato – Nesse quadro, ocorreu o ponto fora da curva, o fator imprevisto, quando a Polícia Federal localizou arquivos de conversas não entregues pela JBS às autoridades. A confirmação da notícia significaria a anulação de toda a operação, devido ao fato da JBS ter sonegado informações. O instituto da delação exige que o delator entregue tudo o que saiba e que tenha. Houve uma corrida, então, dos advogados da JBS para se antecipar à PF e entregar as gravações ao STF.

Hipótese – Na pressa em entregar os arquivos, os advogados não cuidaram de saber do que tratavam.

Quando souberam, instaurou-se o pânico na PGR. As conversas mencionavam o ex-procurador Marcelo Miller. Embora inconclusivas, davam margem a que se investigasse qual seu nível de participação nas operações controladas. Em entrevista à Globonews, Janot havia sido enfático: “Se o Ministério Público provoca qualquer ato de colaboração ele estará anulando toda a colaboração”.

O resultado foi a sequência de cabeçadas de Janot, desde a convocação da coletiva, o falso alarme em relação às menções ao Supremo, o estado de nervos  na reunião com o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público). Enfim, um PGR  à beira de um ataque de nervos.

Peça 3 – as consequências legais

Para encaixar as peças acima da nossa narrativa, é importante, antes, entender as consequências possíveis para a delação da JBS.

Revisão da delação – mantém as condições gerais do acordo, mas com aumento das penas e da exigência de provas.

Rescisão da delação – mantém as provas contra os delatores, mas extingue os benefícios.

Leia também:  Fachin e o exercício da dubiedade: a favor da Lava Jato e contra o punitivismo

Anulação da delação – poderá ser parcial ou total.

Peça 4 – o jogo de pôquer

Em tornos dessas alternativas joga-se o novo pôquer, de acordo com o seguinte jogo de interesses:

PGR –  Interessa a revisão da delação. Não extingue os benefícios, mas sujeita os delatores a um tempo de cadeia maior, que poderá ser mais curto ou mais longo dependendo das novas negociações, permitindo dar satisfações à opinião pública, sem perder as provas apresentadas.

JBS – Interessa, obviamente, manter os termos atuais do acordo. Não conseguindo, a segunda alternativa seria a revisão da delação. Não havendo acordo, aí interessaria a anulação total da delação, porque com a rescisão as provas apresentadas poderiam ser levantadas contra eles próprios.

Temer e cia – Interessa a anulação total da delação. É a maneira de Temer, Padilha, Loures, Aécio e companhia saírem sem nenhuma marca do processo.

Peça 5 – as cartas na mesa

Entendidos esses pontos, vamos tentar entender as cartas que cada um tem nas mãos.

Janot tem pressa.

Os Lance 1 (prisão) e Lance 2 (encontro com o advogado) explicam a estratégia de dar satisfações à opinião pública, um susto na JBS, mostrando a que os executivos estão sujeitos, para então começar a negociar.

Nas gravações, Joesley entendia corretamente que o jogo-de-cena de Janot consistia em mantê-los acuados – com declarações à imprensa -, mas, ao mesmo tempo, livres. Era uma estratégia de negociação: aperta sem abraçar, para conseguir a melhor delação.

Agora se repete a estratégia com um grau acima. E aí nos remetemos para os Lance 3 e Lance 4, com Fachin suspendendo o benefício, sem cancelar, e mandando-os para uma temporada breve de cinco dias em cana. E trabalhando no final de semana porque o fim da gestão Janot na PGR está próximo.

Hipótese –pode ter havido combinação no pedido de prisão de Miller, formulado por Janot, não ser atendido por Fachin.

Leia também:  O DNA do DOI-CODI está presente Lava Jato, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Por outro lado, não se pode cortar as negociações com a JBS. Se cortar as negociações, em última instância Joesley irá jogar tudo na anulação da delação, para que as provas apresentadas não sejam usadas contra ele. O caminho seria vazamento de mais indícios de participação do MPF na preparação da operação controlada contra Temer e Aécio.

Por isso mesmo, o desafio consistirá em preparar uma nova delação que seja palatável para a opinião pública mas, ao mesmo tempo, satisfaça os delatores.

Peça 6 – as saídas possíveis

Aqui se entra no terreno exclusivo da probabilidade.

Dependendo da encrenca que apareça por conta dos últimos episódios, há um trunfo na manga de Fachin – contra o qual Gilmar Mendes jogará toda sua energia, dentro do STF ou aconselhando Michel Temer.

A última jogada seria uma anulação parcial da delação, abrindo mão das gravações e das operações controladas, mas preservando as demais provas apresentadas. Se não fechar por aí, não haverá como pegar nem Temer nem o Ministro Gilmar Mendes.

Nos próximos dias, o jogo deverá ficar mais claro.

PS – Na foto que flagrou Janot e Bottini no sujinho em Brasilia, ficou uma dúvida no ar: quem estava sentado na cadeira vazia?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

57 comentários

  1. Uma coisa é certa: todos no

    Uma coisa é certa: todos no mpf estão no bico do corvo. Alguém viu algum palhaço do mpf(dalagnol, fernando lima e afins) dando aquelas famosas entrevistas para mídia amiga neste fim de semana ? O janot simplesmente acabou com a pgr.

    • O estrago é amplo.

      Não foi  só a pgr, todas as outras “instituições” se desmoralizam. E é um caminho sem retorno, cada dia um novo fato vai causar um dano maior do que o do dia anterior. Sem saída. A anulação do golpe, tão fácil, era a única salvação.

      Foram fazer política e se danaram.

  2. Arapuca para Janot

    Na minha opinião a defesa do Joesley armou uma arapuca contra o Janot. Esse encontro foi uma armação dos advogados para registrar que o Janot sabia de tudo. Será que apenas uma foto foi tirada, ou será que o áudio dessa conversa foi gravada? Um encontro em um sujinho desses, deu a Janot a certeza que não seria reconhecido escondido entre caixas de cerveja no fundo de um bar qualquer. Mas eles fizeram questão de bater a foto e mandar para a mídia, como uma espécie de aviso. Se Janot quiser ferrar a JBS, eles vão delatar o procurador-geral. 

  3. Arapuca para Janot

    Na minha opinião a defesa do Joesley armou uma arapuca contra o Janot. Esse encontro foi uma armação dos advogados para registrar que o Janot sabia de tudo. Será que apenas uma foto foi tirada, ou será que o áudio dessa conversa foi gravada? Um encontro em um sujinho desses, deu a Janot a certeza que não seria reconhecido escondido entre caixas de cerveja no fundo de um bar qualquer. Mas eles fizeram questão de bater a foto e mandar para a mídia, como uma espécie de aviso. Se Janot quiser ferrar a JBS, eles vão delatar o procurador-geral. 

    • Versão do mpf
      Um amigo no MPF me disse que a versão que circula lá é que janot sofreu cilada, estava no bar e o cara sentou pra comprimebta-lo, com alguém pronto pra fotografia e saiu antes que janot se desse conta da armadilha.

      Nao sei se acredito. Traidor da pátria nao tem direito ao benefício da dúvida.

    • Não me leve a mal companheiro

      Não me leve a mal companheiro Lucio Vieira,sendo eu você,procuraria imediatamente o Poder Judiciario e demandava mudança de nome.Com esse que você se apresenta,corre sérissimos riscos da máfia Lavajatense,principalmente participando do Blog do Nassif.Se o Delegado Igor Romario de Paula tomar conhecimento,vão lhe transformar em acarajé.Tais frito.

  4. Tudo perdido para eles

    Que interessa na delação do joesley/? Não precisamos delas. Sem falar das malas (uma foi devolvida a pf , o que revela uma confissão; e as malas do aécio) tem o eduardo cunha, tem o funaro, tem o gedeel, tem o coronel lima na nuclebrás, tem o porto de santos, para ficar no que todos sabem e nas que curitiba tenta esconder.

    Estas opções do nassif são vazias perante o auto-estrago que esta turma tem que remendar, e não vão conseguir. Quqlquer decisão é péssima. Sem saida.

    Fica somente a desmoralizão das instituições pgr, stf, curitiba, delações criminosamente premiadas (no caso do joesley não foi o pior exemplo).

    A britz de denúnica falsa e vazia ao LULA dá a dimensão do problema que eles causaram a eles próprios. Aquela do ladrão descoberto que grita pega ladrão. E esta já cansou todo mundo.

  5. O fotografo.Quem vaz para os

    O fotografo.Quem vaz para os ANTAgonistas sao os proprios procuradores.Foto plantada,esse seria o unico angulo que pegaria o rosto dos dois.Qual o proposito eu nao sei.

    • Tem um monte de gente jogando

      Tem um monte de gente jogando pela anulação da delação também no MPF. Seria uma maneira brilhante de enfraquecer Janot na hora da sua saída da PGR.

  6. golpistas

    Eu acredito que existem muitas maneiras da justiça se fazer presente, mesmo quando a própria representação da justiça tenta sequestrá-la, amordaçá-la e torturá-la. A cúpula golpista não para de bater cabeça, e através de ridículas e repugnantes trapalhadas, não cansa de se mostrar incompetente e leviana. Alguns casos recentes, em nosso quintal tupiniquim, nos mostraram que ainda que tardia ou com uma estampa diferente, ela, a justiça, se fez presente e cumpriu o seu papel de desocultar o mal ocultado e expô-lo na vitrine do país. Exemplos recentes comprovam que essas trapalhadas não param de surgir e eu entendo que as verdades completas e detalhadas dificilmente serão encontradas na grande mídia, que é parceira e grande colaboradora da coligação golpista, mas sim, nós a encontraremos, sempre, com muitos aplausos, nos blogs comprometidos com o profissionalismo e com a seriedade. Blogs que não se acovardam e que não são submissos a qualquer tipo de poder ou a pressões de autoridades que compactuam e que se calam aos crimes e desmandos de outras autoridades.  Rodrigo Janot é a mais recente mostra da eficácia dessa justiça justa, que não recua e nem se intimida a nenhum poder, por mais monumental que seja não resistiu a suas próprias artimanhas e acabou morrendo na praia. Cedo ou tarde, outras célebres autoridades estamparão os noticiários causando grande surpresa para a grande massa trabalhadora e ordeira, mas, por outro lado, não será nenhuma novidade para diversas autoridades parceiras da coligação golpista, onde, talvez, na tradução mais branda que possam merecer seja a classificação de golpista.

     

  7. Marcas do verão

    Algo me diz que a foto de Janot na boca do boteco é uma discarada propaganda da AMBEV… Faz-se necessário uma gordurinha a mais para complementar a aposentadoria próxima. Quanto a heineken, ela está para essa propaganda da brahma como o ray ban está para os cabelos grisalhos. O verão comprovará minhas convicções sobre essa fotografia do PGR e o adevo da Friboi.

  8. Raquel Dodge: “Esqueceram de mim!” O jogo não termina no dia 17

    Faltou nessa equação o seguinte: a dona Raquel Dodge toma posse no dia 18/09 às 8:00 hs da manhã.

    A posse teve o horário antecipado para permitir a presença de Temer e, consequentemente, com Temer presente, evitar a presença de Janot.

    Janot já será um peixe fora d’água pronto para ser devorado por seus algozes,  incluida aí a nova procuradora.

    Nas atuais condições de temperatura e pressão, a flexibilização do horário da posse da procuradora visa prestigiar Temer. e não o contrário.

    Ou seja, a nova procuradora dá sinais, desde o encontro com Temer no Palácio do Jaburu, fora da agenda, de que pretende dar um tratamento diferenciado a Temer.

    Não foi por nada que Temer a nomeou, apesar dela não ser a preferida dos procuradores. Isto é fato.

    Apesar de Eugênio Aragão ter avalizado a conduta técnica da nova procuradora, qualquer um sabe que a técnica é a arma mais perfeita da política.

    Como não se tem certeza absolutamente sobre nada, com a exceção da certeza de que todos vamos morrer, argumentos técnicos bem construídos podem corroborar quaisquer política e decisão desde que a maioria concorde. No caso aí, a maioria do Congresso, onde Temer tem maioria folgada, é a que interessa, apesar dos esperneios do centrão e da oposição, cujo poder de fogo é zero.

    Vale lembrar que Temer enfrentou a opinião pública (93% de reprovação), a Rede Globo, a PGR e o STF e derrubou a 1ª denúncia contra ele.

    Com o argumento técnico de que Janot agiu precipitadamente na 1ª acusação à Temer, no fechamento do acordo de delação com a JeF, no envio de várias denúncias ao STF nas vésperas de encerramento do seu mandato e no envio de uma possível 2º denúncia contra Temer, dona Raquel vai fazer uma auditoria nos procedimentos da PGR de Janot e pedir de volta ao STF as denúncias que interessam ao  grupo político de Temer para uma revisão.

    O STF acatará, prazerosamente, o pedido, pois o que o STF mais deseja, nesse caso, é que não o aporrinhem.

    Semana que vem, o quadro atual terá uma reviravolta, e a análise do Nassif terá que ser totalmente revista.

    • Erro de análise

      Prezado,

      Concordo com a maior parte de tua argumentação, as cometes um grave erro de análise, ao colocar como pólos opostos “MT e sua camarilha”  e no outro bloco PGR, Globo, STF e os 93% de reprovação popular às quadrilhas hoje no Planalto. Nem a Globo, nem a PGR nem o STF estiveram ou estão contra ‘MT’ e as quadrilhas que o apóiam e acompanham. Esse jogo de cena continua enganando muita gente.

       

      • Meu caro João Paiva:
        O

        Meu caro João Paiva:

        O argumento técnico a que eu me referi é o que respalda o jogo de cena.

        Entretanto, você como excelente analista que é, às vezes ignora as contradições existentes entre as forças reacionárias e conservadoras.

        O que está por trás dessa investida contra Joesley (e contra as empreiteiras e o grupo Eike Batista), que casualmente beneficia Temer, é a disputa pelo seu vasto império no mercado de carnes no Brasil e nos EUA;

        Joesley, ao delatar, estava tentando proteger o seu grupo e o seu mercado. Com o erro cometido ao revelar as entranhas do processo de delação premiada, abriu o flanco para os abutres que querem abocanhar o seu grupo..

        Neste momento, grupos estão se formando para tomar (rapinar) de Joesley o domínio de suas empresas.

        São como piratas e lobos famintos. Eles não querem adquirir, eles querem (expropriar)  tomar pelo preço de R$ 1,00 (figurado).

        É como a privatização da Eletrobrás, eles vão pagar R$ 15 bilhões de reais, provavelmente financiados pelo BNDES, por um patrimônio de R$ 400 bilhões de reais.

        “Eles” não mostram a cara,  mas todos sabemos quem são.

        Porém, “eles” travam batalhas permanentes uns contra os outros.

        Só se unem contra as forças progressistas quando se sentem ameaçados pela revolução popular pacífica: ganho de direitos para os trabalhadores, bolsa família, educação inclusiva, distribuição de renda, saúde pública para todos, luz para todos, política externa soberana, cultura popular, habitação popular, etc, etc, e etc.

        Neste momento,” eles” atacam violentamente os hereges, como as empreiteiras, e o herege incompetente que se deixou apanhar com a boca na botija (Joesley): aqueles que,dentre “eles”, se uniram às forças progressistas (para alavancar legitimamente os seus negócios alinhados a um projeto de nação potência) em troca de apoio ao avanço do projeto popular e democrático.

        Aqueles grupos econômicos que se uniram às forças progressistas, derrotados também pelo golpe de estado, sofrem, agora, a derrocada de seus negócios,  assim como as forças progressistas e o povo sofrem o desmonte do embrião do Estado de Bem Estar Social.

        A delação de Joesley, foi uma oportunidade que “eles” aproveitaram para afastar o grupo de Temer.

        Com a reviravolta da delação de Joesley parece que vai haver um recuo “deles”, com a perspectiva de abocanhar o grupo JeF.

        Temer e seu grupo terão uma sobrevida 

  9. “PS – Na foto que flagrou

    “PS – Na foto que flagrou Janot e Bottini no sujinho em Brasilia, ficou uma dúvida no ar: quem estava sentado na cadeira vazia?”:

    Provavelmente quem tirou a foto, Nassif.  A altura da cama eh mais ou menos de 10 a 15 centimetros acima da mesa, indicando nao um celular mas uma camera escondida.  E ai entramos nas impossibilidades logicas:

    Qual eh a chance de termos um PGR, um advogado de reu, e uma camera escondida se encontrando casualmente em um  boteco?  E qual eh a chance dessa camera ser somente de stills e nao de full video mesmo?

    Yep.  Quem tirou essa foto ta com jogo sujo tambem.  Se eu tiver que advinhar, alguem ta tentando chantagear Janot nesse exato minuto.

    • Em algum lugar do

      Em algum lugar do passado:Dona Marina da Glória,anuncia o Prof.Raimundo?Chamô,chamô.Chamei.Eu tenho dez laranjas,chupei duas,com quantas eu fiquei?Posso pensar?E deve,adverte o Prof. Raimundo.Eu fiquei com quatro.Certa a resposta.Do meio da sala,ouve-se uma voz:Divirgo mestre,brada o senhor Ptolomeu.Se o senhor tinha dez laranjas,chupou duas,é obvio que o mestre ficou com oito de laranjas,e não quatro como respondeu a coleguinha.E o STF,PGR,e a Lava a Jato  não dei nada?O senhor  é um bom aluno de Union,o seu mal é ficar dando pitacos nos comentários alheios.

  10. Destruir Lula e o PT é parar a história – Eugênio Aragão

    “Lula e o PT são o caminho para a transformação democrática e os que contra eles abusam do poder de intimidação do Estado estão, mesmo que alguns tolinhos o façam involuntariamente, apostando no caos e na guerra social. Por isso que lutar para obstar a perseguição de Lula e do PT é defender a democracia e o projeto de um Brasil soberano que desponte produtivo e competitivo no mundo global.”

    Eugênio Aragão

    Ex-ministro da Justiça

    A ilusão da direita política – destruir Lula e o PT é parar a história

    https://www.brasil247.com/pt/colunistas/eugenioaragao/316420/A-ilus%C3%A3o-da-direita-pol%C3%ADtica-%E2%80%93-destruir-Lula-e-o-PT-%C3%A9-parar-a-hist%C3%B3ria.htm

     

  11. Xadrez que explica as trapalhadas de Janot

    -> PS – Na foto que flagrou Janot e Bottini no sujinho em Brasilia, ficou uma dúvida no ar: quem estava sentado na cadeira vazia?

    a cadeira vazia é a grande questão.

    talvez a resposta não venha de quem nela estaria sentado, ou poderia senta-ser. seja como for, a foto é um símbolo de nossa época: o Pacto à la Brasil sendo firmado, não com sangue mas sim cerveja, nos fundos de um boteco qualquer.

    então, a cadeira vazia ali está justamente para ficar vazia. uma garantia aos demais, revezando-se nas outras duas cadeiras, que a Justiça jamais compareceria aquele encontro.

    com esta certeza, mesmo não retratados na foto, todos os demais estiveram naquela mesa de fundo de bar: PGR e STF, Temer e Aécio, Gilmar Mendes e Sérgio Moro, FHC e o embaixador dos EUA, Serra e Jorge Paulo Lemann, e também, como não, Lula, o PT a CUT e a Frente Brasil Popular.

    ah! já ia me esquecendo dos setores militares…

    Brasil, teu nome é traição…

    p.s.:

    o estado de choque em que se encontra a população tem duas causas e uma consequência. as causas são que nunca tudo foi tão indecorosamente escancarado quanto agora, e, ao mesmo tempo, nunca ficou tão claro a conivência das grande lideranças populares com este estado de coisas. a consequência é que tal choque costuma redundar na completa necrose do tecido social, seja pela explosão de violência ou pela implosão da depressão.

    .

    .

  12. A cadeira vazia? – Oras!

    A pessoa estava sentada na cadeira no bate-papo combinado. Tudo acertado ali, e conforme também foi combinado, levantou-se, tirou a foto e voltou à cadeira para mostrá-la aos 2. Depois de aprovarem a foto, cuidou-se de vazá-la para… onde mesmo? O  Antagonista (ao que se diz). E só depois foi que chegou ao Estadão.

    Este nosso Brasil globento não é novelesco? Então, pronto: taí a resposta. 

  13. TUDO bobagem  ..criancisse

    TUDO bobagem  ..criancisse  ..brincadeira de adultos que a mídia ta topando participar  ..coisa similar a uma ORGIA MORAL

    Afinal o que fica pra boa parte da sociedade e pra HISTORIA ?

    A imagem de que a JUSTIÇA  com o STF, STJs, 1a e 2a instâncias, MP e defensorias são uma BOSTA  ..que todos eles estão, direta ou indiretamente, estão metidos num GOLPE contra a democracia e tentando fazer valer as suas vontades e interesses travestidos nas letras frias e apagadas da lei

    Doutra feita vai se sedimento a visão de que contra LULA, pessoalmente, NÃO tem nada ..que o PROJETO DELE desafio interesses SIM e beneficiou os MAIS HUMILDES cuja maiores destes personagens sequer sabem que existem

    ..ou que os pecados do DOUTOR LULA são muito menores dos que teriam contra um Sarney, Collor e/ou THC  ..pecados, de fato, referentes ao partido, insulflados e provocados pelo modelo político, pela soluição a ser dada ao financiamento dos pleitos  ..tudo  pra manter este espetáculo de HORRORES que a polítca nos proporcionou nos ultimos tempos

    Agora me diga, depois de tanta imaginação incontida caro L.Nssif ?

    Será que JANOT e trupe conseguirão apagar da memória e das mídias as tramas GRAVADAS e comprovadas pela voz de Temer (pasme  ..nosso atual presidente  ..como pode ?!)  ..dum AÈCIO (o estopim do GOLPE)  ..ou as imagens das malas do deputado Loures e as caixas  Geddel Vieira ?

    Olha, pra mim, quanto mais estes adultos IDIOTIZADOS ficarem aprontando, muito mais tempo levará pros homens de bem tentarem recompor o pouco da sociedade de direito que nos sobrou

     

     

  14. O TERCEIRO HOMEM

    Quem estava sentado na cadeira vazia ? 

    Talvez o jornalista que tirou a foto e a divulgou em seu blog , e já foi delatado pela Odebrecht num encontro com Aécio .

  15. O enquadramento da fotografia

    O enquadramento da fotografia (inclusive a “falta de prumo”) não dá a impressão de que foi feita com o conhecimento de ambos os personagens sentados. Parece até que o fotógrafo nem conseguiu olhar direito o que estava fotografando, apenas apontou a câmera na direção da mesa e apertou o disparador. O ângulo parece indicar que a câmera estava posicionada pouco acima da altura da mesa, como se alguém encenasse que estava olhando alguma coisa no celular para fazer a foto. Sei lá, são apenas impressões baseadas na observação da fotografia. O fotógrafo poderia ter esperado que a pessoa da terceira cadeira a desocupasse para conseguir a imagem de Janot, esta pessoa poderia estar combinada com o fotógrafo… O fotógrafo teria ido ao local chamado pelo advogado para flagar janot… É muita coincidência duas pessoas do “nível” deles terem se encontrado casualmente num boteco destes.No mais, o cenário do encontro revela o tipo de lugar em que uma alta autoridade da república encontrou-se clandestinamente com o advogado de uma das maiores empresas nacionais e seus ricos proprietários para tratar de assuntos que mexem com interesses do país inteiro. Atestado visual de que não passamos mesmo de uma republiqueta de bananas, de uma gigantesca Sucupira.

    • Nao havia “terceira pessoa”,

      Nao havia “terceira pessoa”, CB.  Ninguem tira uma foto dessas e sai correndo porta afora pra a enviar pra um site.  Alguem que tivesse tirado essa foto teria ficado la dentro varios minutos a mais e se houvesse uma “terceira pessoa” ela teria sido fotografada tambem, ninguem perderia uma chance dessas.

      Tambem acho pouquissimo provavel que nao seja uma foto de video:  quem arriscaria fazer um erro com uminha tentativa e dezenas de coisas que poderiam dar errado quando pode escolher varias e varias de um video?

      • Outra opção de equipamento filmador.

        Ivan:

        A foto ou o vídeo de que foi extraido o frame, pode ter origem num relógio, desses vendidos pelo saite ShopCapital.

    • Será que o Janot é tão ingênuo ?

      Sendo o destaque de todo o noticiário nos últimos dias , fosse aonde quer que fosse , Janot seria reconhecido .

      Se quisesse anonimato , faria como Zé Dirceu ou os tucanos : se encontraria em algum quarto de hotel . 

      Será que foi armação de todos ? 

  16. Nosso Respeitável Ministro Janot

      Qual o problema do Ministro Janot, num dia quente, seco, desidratante, tomar uma cerveja gelada para se rehidratar, depois de horas de trabalho? Vão pro inferno! Ficam pixando das poucas pessoas que estão nos livrando de perigosíssimas quadrilhas de bandidos de colarinho branco que ferram este país desde sempre!  Antes de falar mal ou debochar, coloquem suas coragens na reta desses traficantes organizados!!! depois que esses bandidos encontrarem as cadeias, vai sobrar dinheiro para educação, saúde, transportes, salário mínimo de primeiro mundo e dinheiro para todo mundo tomar sua cervejinha, feliz.

    CORRUPÇÃO, NÃO DEIXA O POVO VIVER, MATA! A INVEJA TAMBÉM.

  17. O Moreno de Poços é um

    O Moreno de Poços é um monstro sagrado e nesse tipo de Xadrez nem Kasparov o superava.Valendo-me da  maxima do Papai,de que a memoria é o meu maior patrimonio,vou arriscar:………………………../Agora resta uma mesa na sala de um bar/E hoje todo mundo fala do seu trampolim/Naquela mesa tá faltando ele/E a saudade do capilé do Joesley tá doendo em mim.Snif,snif,snif,buá,buá buá.Garçom,uma havana dupla.Altos paus e redondoros bois.Só o Papai do alto da sua intelectualidade sabia o significado dessa frase.

     

  18. Prezados Camaradas
     
    Vendo a

    Prezados Camaradas

     

    Vendo a foto,algumas observações:

     

    1 – Parece uma garrafa de cerveja artesanal. Assim, não é um buteco de rodoviária (apesar dos engradados daquela merda de água de descarga que a Ambev vende) em que o gordão e o advogado estavam

    2 – Pela corda cerveja no copo (tulipa). é uma IPA

    3 – Mas o copo para tomar IPA não é esse (o que mostra que nem o gordão, o advogado ou o garçom ou dono do bar sabiam o que serviam)

    4 – Mas, admitindo que o dono do bar entenda de cerveja, para servir uma cerveja de cor âmbar nesse copo tulipa, talvez seja uma kölsch 

    Não estiveram em um lugar qualquer esses safados

    • Eh copo de drink misto.  Se

      Eh copo de drink misto.  Se eu tivesse que advinhar pela cor, talvez seja blue moon. (cerveja com suco de laranja)

      Nao havia ninguem na cadeira.  Na foto completa (http://static.congressoemfoco.uol.com.br/2017/09/janot-bottini.jpg) os 3 botijoes de seltzer/soda estao no caminho, portanto se houvesse alguem ele nao teria saido aa esquerda da cadeira mas sim aa direita, e a cadeira estaria virada pro outro lado.  Mas quem entrou aa esquerda e virou a cadeira pro lado foi o proprio Janot.

      Ainda ficamos com as “coincidencias” inacreditaveis apontadas por varias pessoas, no entanto.

      Aqui estao mais duas:  1-Qual eh a chance de alguem (um leitor do Antagonista!) reconhecer advogado de reu mesmo?  2-Qual eh a chance de o Anta receber essa foto e imediatamente identificar o advogado mesmo?

      Sera que foi armacao do proprio Janot para jogar a delacao no lixo?

      • Outra hipotese

        Meu caro Ivan,

        sua análise , embora pertinente, deixa margem para outras hipóteses.

        Imagine que a terceira pessoa, se houvesse, fosse quem chamou a atenção do “fotógrafo”, ( Joesley , por exemplo ,ou Fachin ), então o cara saca seu celular, mas no tempo em que demora para acionar a câmera, o terceiro elemento deixa o recinto. Nosso peter Parker então fotografa o que tem e sai tentando fotografar o indivíduo que saiu.

        Outra hipótese, a terceira pessoa foi quem armou para Janot, que pelo visto não é muito inteligente. Então este terceiro indivíduo combina com o fotógrafo , sendo a senha para o click o momento em que saisse da mesa. ok este terceiro indivíduo pede uma cerveja, sorve um gole, confere se o fotógrafo está a postos e pede licença para atender o celular e … click.

        Outra hipótese, o terceiro indivíduo é o responsável pela foto, neste caso , dispensa-se intermediários, ele pede licença para atender uma chamada e aproveita para clicar.

        Talvez haja algum espírito curioso na PF para checar câmeras de segurança na vizinhança e matar esta charada.

        Ps: parece que respondi no lugar errado.

        • Aa noite e com o sujeito de

          Aa noite e com o sujeito de costas, Fernando, e entao ele envia a foto sem mencionar a terceira pessoa!  Nao funciona.

          A terceira pessoa evidentemente foi o fotografo.  Mas ele nao se sentou aa mesa.  Quem sabia da presenca dele entao?  Ou Janot ou o advogado:  nenhum dos dois eh impossivel.

          • suspeitei desde o princípio

            Desde o começo deste imbróglio  suspeitei de  coisa armada.

            Não que o Janot seja inocente.

            Alguns comentaristas disseram que o advogado viu ele no bar e armou para ele. Duvido, acho que janot não frequenta este tipo de ambiente, e se o faz, não usaria óculos escuros.

            Porém, lembro de uma reunião de Lula com o Jobim, que Gilmar esteve presente e acusou o ex presidente de tentar cooptá-lo.

            O modus operandi é o mesmo.

            Provavelmente Janot foi atraido, talvez até com a promessa de novas revelações, e o terceiro indivíduo o fotografou.

            Note que o advogado não está olhando para seu interlocutor, ao contrário, se posicionou de uma forma que pudesse ser reconhecido.

            Armação pura, mas como não há inocente nessa história, Janot colheu o que plantou

             

      • caro Ivan, agradeço o

        caro Ivan, agradeço o esclarecimento

        Não tomo esses troços (dirnk misto), nem sabia que misturavam cerveja com outras bebidas (só conhecia a caipicerva)

        E como só tomo cerveja, já viu….conheço nada das outras bebidas

  19. janot eseus demônios

    Pelo que eu sei, o encontro se deu a noite. Não entendo porque os óculos de sol. Ou será o efeito das lágrimas que teimam em verter dos olhos , ou uma conjuntivite? Ou só um disfarce? Fico com a última, mas a casa caiu do mesmo jeito.

  20. Três cadeiras, e um só copo

    A foto é esquisita mesmo. Notem que há uma garrafa de cerveja (Goose IPA?) e apenas um copo sobre a mesa, além de um celular, ambos próximos ao Bottini. O Janot não bebe? Talvez prefira as pilsens, ou não queria passar uma mensagem equivocada na foto… hehehe… Se houvesse uma terceira pessoa, esta tbem não beberia. Neste caso de dois abstêmios, pq irem a um boteco?

  21. Começo pelo fim, respondendo à pergunta proposta

    Caro Nassif, caros leitores.

    Começo este comentário respondendo à pergunta proposta no final da análise: “quem estava sentado na cadeira vazia?” 

    A resposta não requer genialidade ou grandes sacadas, mas apenas um pouco de intuição e bom senso. Ela pode ser obtida a partir de duas outras, que apresento abaixo:

     – Quem é o responsável por aquele blog de extrema direita, porta-voz do(a) PGR, do torquemada da araucárias dos demais comparsas lavajateiros? Dica: ele trabalhou numa revista semanal da editora abril e foi flagrado em encontro com Aécio Cunha e Alexandre Accioly, num restaurante da ZS carioca.

    – Qual foi o veículo de mídia (blog de extrema direita) que primeiro noticiou o encontro “republicano” entre Rodrigo Janot e Pier Paolo Bottini?

    Notem Nassif e leitores que a resposta a essas perguntas dá as chaves e senhas para a pergunta proposta na análise.

    ———————————————-

    Chamo a atenção para os erros de digitação e edição contidos no iníco  da análise; o nome do advogado que se encontrou  clandestinamente num boteco com Rodrigo Janot está escrito de forma errada, assim como errada está a escrita do nome do lobista da JBS, Ricardo Saud.

    ———————————————-

    Por fim chamo a atenção para complacência/benevolência com que Nassif tem tratatado o ex-procurador Marcelo Miller, que deixou o MPF, sem cumprir quarentena, para atuar do outro lado do balcão, como advogado da JBS, antes investigada pelo MPF, de que ele fazia parte. 

    Essa história de que não há crime na conduta de Marcelo Miller só convence os incautos e os medrosos. Os indícios de que Marcelo Miller atuou dos dois lados do balcão são fortíssimos, muito mais do que os usados para condenar o ex-Presidente Lula, João Vaccari, José Dirceu, para citar penas três pessoas condenadas, SEM  PROVAS, por razões puramente políticas. Esse jogo de cena ensaiado por Rodrigo Janot e Luiz Edson Fachin é óbvio demais; os atores são muito canastrões. É claro que Janot fingiu ao pedir a prisão de Marcelo Miller, jogando para as maltas e matilhas cegadas pelo ódio e sedentas de sangue; o futuro ex-PGR combinou previamente com o pusilânime ministro do STF, para rejeitar o pedido de prisão do ex-“assessor”.

    A nota divulgada por Marcelo Miller, com termos que guardam sintonia fina com o despacho de Fachin, negando a o pedido de prisão do ex-procurador, mostram que foi tudo armado pelos três (Janot, Fachin e Miller).

    Ao contrário do Jornalista Luís Nassif – que se empolgou com a delação ‘inusitada’ dos irmãos Batista – eu JAMAIS me iludi, me convenci ou me enganei com aquela trampa. Escrevi comentários e artigos sobre  isso, desde o dia 18 de maio. 

    A PGR e o PGR sempre atuaram como alto comando local do golpe de Estado, como Luís Nassif cravou de forma pioneira. A chamada “Operação Lava a Jato” sempre foi uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA INSTITUCIONAL,  como tenho mostrado há três anos; o propósito dessa ORCRIM NUNCA foi o de combater a corrupção, mas sim o de perseguir e aniquilar um partido, o PT, um espectro da Política, a Esquerda, criminalizando os líderes (José Dirceu, José Genoíno, Lula), executivos e ex-ministros que serviram aos governos petistas.

    Os crimes em série cometidos por sérgio moro são públicos; há poucos dias o advogado-doleiro, Rodrigo Tacla Duran, fez grave acusação contra outro advogado, Carlos Zucolotto Júnior., este amigo íntimo de sérgio moro e ex-sócio de rosângela moro, a quem foram pagos mais de R$34 mil por honorários advocatícios. Tanto sérgio moro como o procurador lavajateiro, carlos fernando dos santos lima, foram pegos na mentira; ao contrário das delações contra Lula, já apareceram provas confirmando a acusação feita por Duran: um documento da Receita Federal confirmou o pagamento feito por Rodrigo Duran a Rosângela Moro.

    Deltan Dallagnol mercadeja palestras a empresas e instituições financeiras que patrocinaram o golpe de Estado. A corporação a que ele pertence, a qual abriga a ORCRIM lavajateira, acobertou este que especula com imóveis do MCMV. Os acordos de cooperação judicial internacional, estrelados por sérgio moro, pelo PGR e outros procuradores lavajateiros, são ilegais e criminosos. As evidências e provas de que as instituições que compõem o chamado ‘sistema de justiça’ (PF, MPF e PJ) foram cooptadas pelas agências e departamentos de investigação e espionagem dos EEUU (CIA, NSA, FBI, NRO, DoJ, etc.) são abundantes e irrefutáveis. A omissão pusilânime das FFAA pode ser interpretada como cumplicidade, conivência e ação direta na trama golpista.

    Enfim: embora tenham o aparato de Estado nas mãos, os golpistas estão nus, completamente desmoralizados e condenados pelo Tribunal da História, que está sendo e há de ser implaácvel com todos eles.

  22. A cadeira vazia é o povo. É a

    A cadeira vazia é o povo. É a fotografia do Brasil, o poder da grana que compra o poder. A função do povo é pagar a conta. A função do judiciário é encarcerar o povo e livrar os donos da grana. A função dos militares e afins é reprimir o povo e garantir a grana  dos donos da grana. A função da esquerda parlamentar é ser a esquerda parlamentar. Não se vence um golpe sem líderes, não se faz uma revolução sem líderes, não se mobiliza um povo sem líderes. Líder é o que se identifica com o povo. Só temos um, mas não é um Fidel, um Chávez, nem mesmo um Maduro. Parece que merecemos esse destino. 

  23. O terceiro personagem

    O terceiro personagem na mesa era para ter sido o S….

    Indícios?

    1) O descrédito do Janot “fortalece” no poder quem já é fraco e manipulável, principalmente com informações de arapongas de cá e de fora – coisa típica do S…;

    2) S… seria o terceiro na mesa, mas alegou ter-se atrasado (e S… sempre se atrasa);

    2) O encontro foi à tarde (de manhã, sabemos, S… não iria, porque acorda tarde);

    4) A foto faz um marketing básico da AMBEV, de cujo dono a filha do S… foi bolsista;

    5) Uma sacanagem desse naipe  só um profissional como o S… tem o hábito e a capacidade de fazer!

  24. O nome do local do encontro

    O nome do local do encontro Janot & Bottini: “Distribuidora de bebidas Lago Sul”. 

    Endereço: HIS CL QI 15 bloco A loja 24 – Brasília – DF – Lago Sul. 

    Clique AQUI para o link do local via Google Street View.

  25. Nessa história da JBS não tem

    Nessa história da JBS não tem xadrez. Teria, se tívessemos Poder Judiciário. Os atores do STF fantasiados de juizes irão cancelar todas as provas para livrar Temer e Aécio. Desde o começo essa patranha se encaminhava para esse final. Tem jurisprudência para isso: a Castelo de Areia não foi cancelada e terá as provas destruidas? 

    O mesmo acontecerá nessa patranha. Tudo devidamente encenado pelos capas pretas e sua presidenta de duas voltas de pérolas. Presidenta que se indigna com o ataque aos juizes amigos mas não dá uma declaração sobre o massacre dos indios isolados. 

    E mais: todos os que se atreveram a denunciar os tucanos e a quadrilha terão seus corpos esquartejados e sua casa salgada. Foi assim com Protógenes e o juiz Fausto de Sanctis e assim será com os desavisados Janot, Miller, Batista etc. 

    Depois do golpe, da destruição do país, das destruição dos direitos sociais, dos constantes ataques aos povos indígenas que culminou com o genocidio dos indios isolados denunciado sábado. O buraco desse país não tem fim: estão censurando até exposições de arte. O campo de concentração de Dachau já esta aberto em Curitiba. Espaços democráticos como esse blog estão sendo invadidos. Só falta as milicias invadirem as nossas casas.

  26. Por que Janot livra Miller da suspeita de crime de corrupção?

    Por que Janot livra Miller da suspeita de crime de corrupção?

    Em outra matéria [1] do GGN, no seu último parágrafo, observa-se que: ‘Para Janot, contudo, “a atitude de Marcello Miller, tal como revelada no diálogo respectivo, configuraria, em tese, participação em organização criminosa, obstrução às investigações e exploração de prestígio.”‘

    Ora, é evidente que, se Marcelo Miller, segundo a descrição de Janot, é suspeito de ‘participação em organização criminosa’ de Joesley Batista, de ‘obstrução às investigações’ sobre crimes da Orcrim de Joesley e do próprio Miller, entre outros, e de ‘exploração de prestígio’ junto à PGR, ao MPF e a outras possíveis instituições, então se torna uma piada Janot não concluir, dessas suas teses sobre Miller, que a bolada milionária que Miller recebeu para ser advogado da JBS no escritório Trench, Rossi & Watanabe Advogados, imediatamente após ser desligado do Ministério Público e a gangue de Joesley ganhar imunidade da PGR/MPF, não configuraria também a suspeita de corrupção de Miller. 

    A menos que Janot ache que Marcelo Miller participou em organização criminosa, obstruiu investigações e explorou prestígio apenas pelos belos olhos de Joesley Batista, o que é uma piada ainda mais estrondosa.

    Como Janot está em palpos de aranha para remendar seu comportamento, até para se livrar de futuras acusações de que possa ter cometido crimes, inclusive o de ter sido cúmplice de Miller na sua exploração de prestígio, essa estranhissima livrada de cara para seu ex-braço direito Marcelo Miller exala um tremendo mau cheiro.

    – – – – – – – – – – –

    [1] http://jornalggn.com.br/noticia/buscas-do-caso-miller-jbs-ocorrem-em-presenca-de-procuradora-enviada-por-janot

  27. A Mulher de César pode não parecer, mas é honesta

    Foi só uma coincidência?

    De acordo com um provérbio árabe, coincidências são pequenos milagres onde Deus prefere não aparecer

    Janot, o que você fazia nesse boteco, rapaz, com um sujeito desses, advogado de um mafiosão, na véspera da prisão?

    Tá parecendo com o Alexandre Moraes Kojak no barco do amor, antes de ser sabatinado no $enado.

    Tenebro$a$ Tran$açõe$.

    É sempre bom lembrar que um copo vazio está sempre cheio de ar e Deus estava invisivelmente sentado na cadeira vazia.

  28. AHÃN RANRAN versão do MPF… HUM

    Tá .. O Dr Janot resolve tomar uma gelada no buteco. Normalíssimo! Um direito que eu tenho, imagine ele? Agora “euzinho” sento lá no cantinho, e ninguém vem sentar na minha mesa sem ser convidado, ok? Bom, imagine o Procurador Geral da República? Agora, pense: o Dr Janot sentadinho tomado sua loira gelada.. Super descontraído. Pensando na aposentadoria. Nas férias com a família etc. etc. Aí senta um Dr Chico Piriquito na mesa sem ser convidado.. Dane-se que o Dr Chico fosse o advogado dos Mano Joesley. Do Trump. Cadê a segurança do Janot? Ou vcs acham que um cara desta importância saí pra dar um rolê, senta num buteco gostoso e não tem “unzinho de um segurança” na outra mesa tomando uma geladinha, disfarçado? Quando Dr Janot viu que era uma armadilha, que o Dr Piriquito sentou na mesa “sem ser convidado”,  deveria imediatamente ter dito: “Calma aí Dr Chico Piriquito, o Sr está preso pois tentou armar uma pra cima de mim e eu não nasci ontem. Vou chamar meus seguranças, o dono do boteco, a cozinheira, o chapeiro e quiçá alguma jornalista que está tomando todas (sempre tem, né Nassif?) e daqui o Sr não sai Doutor Piriquito”. É o que deveria ter acontecido, não? Portanto: pegadinha contra o poderoso Dr Janot? Piada né gente? Um cara deste naipe sabe tudo o que pode rolar de pegadinha, armadilha etc etc. E num momenrto deste, D-U-V-I-D-O que um Dr Janot sairia sozinho no DF ou aqui em Sampa ou no RJ para tomar uma ceva geladinha. Ela mandaria dois seguranças entrarem em qualquer butequinho. Sentar na mesa.. pedir uma “que desce redondo” e um tira gosto… e logo depois chegaria ele, Dr Janot, de Rayban .. bermuda…  tranquilinho.. Né? Precisa desenhar o esquema?  Esse povo da Justiça gosta de chamar a gente de tonto hein … credo!

    • Tava sem segurança . né

      Ai tomou uns goró … deixou um Dr Piriquito sentar na mesa se ser convidado .. e depois chamou um Uber…Hum.  

  29. Quando Janot sair da PGR a
    Quando Janot sair da PGR a Globo vai queimá-lo vivo !
    Obs:Espero q Lula não tenha nenhum respeito por Moro quando estiver cara a cara,pq estes golpistas não merecem o mínimo de respeito, não valem dez centavos!

  30. A Terceira Excluída deve ser a esposa do advogado

    Muito provavelmente, na cadeira vazia estava sentada a esposa do advogado Botini. Ela deve ter se ausentado para não ouvir as tratativas entre os aplicadores do direito.

  31. Quem estava sentado na cadeira vazia

    Quem devia estar sentado na cadeira vazia, com Janot (a) e o advogado da JBS? Não me surpreenderia se fosse o fotógrafo que vazou a foto! Afinal, toda quadrilha após os crimes cometidos, em geral, se engalfinha na divisão do butim, e isto tanto vale para este episódio como para os demais envolvendo o golpe. Teremos mais, podem ter certeza !

  32. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome