Balança comercial encerra 2016 com superávit recorde

 
Jornal GGN – Em 2016, a balança comercial brasileira teve um superávit de US$ 47,692 bilhões, o maior registrado na série histórica, que teve início em 1980. No total, foram US$ 185,244 bilhões em exportações e US$ 137,552 bilhões em importações. 
 
No ano de 2015, o superávit foi de US$ 19,685 bilhões. O resultado fica dentro da estimativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, que  esperava que a balança encerrasse 2016 com superávit entre US$ 45 bilhões e US$ 50 bilhões. 
 
O recorde anterior havia sido registrado em 2006, um superávit de US$ 46,45 bilhões. Em dezembro, o resultado foi positivo em US$ 4,415 bilhões. 

Um dos fatores que explicam o desempenho da balança foi a redução menor nas exportações do que nas importações, que caíram cerca de 20% entre janeiro e dezembro de 2016. 
 
Outro fator foi a conta-petróleo, que teve resultado positivo pela primeira vez em 20 anos. O comércio de petróleo encerrou o ano passado com saldo superavitário de US$ 410 milhões. Além disso, a importação de combustíveis e lubrificantes caiu 43,1%. No ano passado, a conta-petróleo teve déficit de US$ 5,7 bilhões. 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro defende EUA, após este rebaixar desenvolvimento do Brasil

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome