Escassez de carne bovina pode levantar exportações do Brasil para a China

Jornal GGN – Fontes da indústria estimam que centenas de toneladas de carne bovina de países como Brasil e Índia foram contrabandeadas para a China por meio de seus vizinhos, Hong Kong e Vietnã. Tudo para evitar as restrições de Pequim às importações do produto – que quadruplicaram em 2013.

Todo esse esforço se deve por conta das restrições à importação de carne bovina do Brasil relacionadas ao registro de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como “mal da vaca louca”.

A China também deve finalizar em breve um acordo para permitir a entrada de carne de búfalo importada da Índia, uma vez que outros canais de fornecimento estão encolhendo.

Como a Austrália, que respondeu por cerca de metade das importações oficiais da China no ano passado, enfrenta uma grave queda na produção, Brasil e a Índia lutam para conseguir uma fatia maior do mercado de carne bovina da China e preencher a lacuna deixada pelo país próximo.
 
A seca australiana obrigou os criadores de gado a abater vacas. Além disso, o rebanho norte-americano, principal concorrente do país oceânico, está no menor tamanho em seis décadas, também por conta das condições climáticas que se abateram no país no último inverno.
 
A estimativa é a de que as importações de carne bovina no mercado paralelo sejam superiores às importações oficiais, de 400 mil toneladas no ano passado.
 
 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome