Imagem do Brasil no exterior será prejudicada com Bolsonaro, diz FHC

‘[Ele] levará o Brasil para uma posição como se fosse os Estados Unidos, mas sem ser os Estados Unidos’
 
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil/Agência Brasil
 
Jornal GGN – Em declarações feitas à Folha de S.Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) ponderou que o futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL) trará prejuízos ao Brasil no exterior.
 
O militar da reserva fez manifestações recentes dizendo que a “China quer comprar o Brasil”, o interesse de deixar o Mercosul e ainda, de fechar a embaixada do Brasil em Cuba. 
 
“Será um impacto, no meu modo de ver, negativo. Ele disse que o Mercosul não é prioridade, o que abala a relação do Brasil com parceiros do Sul. Foi dito que, eventualmente, o Brasil poderia cortar relações com certos países”, destacou FHC completando que, caso cumpra o que tem dito, Bolsonaro levará “o Brasil para uma posição como se fosse os Estados Unidos, mas sem ser os Estados Unidos”.
 
“Nós não temos esta possibilidade. A China é nosso maior parceiro comercial e, se o Brasil tomar certas medidas, eles vão reagir”, pontuou. 
 
Em entrevista à Agência Brasil, o ex-embaixador Rubens Ricupero analisou com preocupação o fechamento da embaixada brasileira em Cuba.
 
 “É uma volta ao espírito da Guerra Fria que acabou há mais de 30 anos. A Guerra Fria terminou com a queda do Muro de Berlim e o fim do comunismo. Naquela época é que havia esse tipo de atitude. A política externa brasileira sempre teve como princípio a universalidade nas relações. Nós procuramos ter relações com todos os países, qualquer que seja a orientação de cada um. É um imperativo da convivência entre as nações”
 
O diplomata completou que o Brasil tem interesses comerciais com o país caribenho. Cuba tem uma dívida para com o Brasil, então a gente precisa colocar as relações do Brasil com Cuba e com todos os outros países dentro de um interesse maior do Brasil. Pegando o caso de Cuba, nós temos interesse em receber o dinheiro que o Brasil emprestou”, explicou.
 
Sérgio Amaral, embaixador brasileiro em Washington é outro diplomata preocupado com as declarações de Bolsonaro, especialmente, sobre a China. 
 
“A China tem muitos investimentos no Brasil e tornou-se o parceiro comercial mais importante. Mas a diferença na relação entre China e Brasil em comparação com a que a China tem com outros países é, que sempre que dizemos algo, eles aceitam. Isso depende de nós e nós temos de decidir que tipo de política queremos ter com a China. Não tem razão para não continuarmos mantendo isso”, afirmou também à Agência Brasil.
 
 

14 comentários

  1. Acordaram, é?!
    Acordaram, é?!

    Caramba! As quatro derrotas para o Lula atordoaram demais essa turma. A cegueira que eles se autoinfligiram é de deixar com vergonha alheia. Até pra um ex sociologo entregue ao golpismo é um vexame.

    Com o maior cinismo do mundo entregaram o pais nas maos da estupidez. É incrivel como a esquerda não cobra desculpas desse pessoal.

    • Desculpas de nada adiantarão

      Caso eles tivessem a dignidade de reconhecer que seu ódio ao PT foi maior do que seu amor à democracia, como disse o Luiz Fernando Veríssimo, e pedissem desculpas, essas desculpas adiantariam alguma coisa?

  2. Olha o home aí…

    Nassif: o que esse meliante civil e político quer, com tais declarações? Esqueceu que daBala foi amamentado com seu leite de inveja e ódio a NoveDedos? Esquece que é a parideira do que pior de político e de política existe no Brasil? Esqueceu que é coexecutor da morte de PauloFrancis, quando autorizou seus asseclas da Petrobras liquidá-lo? Esqueceu que é o pai da corrupção nacional e Curador dos seus bens? Esqueceu de sua prole, extensa e malígna? Aecim doTerço, Xuxu dePinda, Carcamano daMoóca, Paulo“Moreninho”, Caiadinho, AluisinOdebrecht, X9 doPTB, Dória doLixão, JanaDoidivana, Flavin daBala… Só pra lembrar alguns relevantes.

    E esqueceu que é um dos artífices do golpe?

    Salvo se seu bando tem algum a reclamar ou receber dos chinas, que será que pretende essa figura maldita que, por exemplo, sempre se opos ao MERCOSUL? Porque dizer que está preocupado com isto ou aquilo que daBala virá a fazer com a China, UniãoSoviética, com os latinoamericanos ou Cuba é hipocrisia demais. Basta ouvir as recentes declarações do ministro da Fazenda daBala.

    Alias, os chinas que se guardem. O Dr. Sobral Pinto, de saudosa memória, não estará presente para defender WangWeizhen, JuQuingdon, WangZhi, WangYaoting, HouFazeng, SongGuibao, ZhangBaosheng, MaYaozeng e SuZiping, nem provar que os verdeolivas usaram provas falsificadas para reterem os KummunistasAsiáticaos. E que nunca devolveram os 120 milhões que os chinas trouxeram para as negociações. Verifique no Banco do Brasil.

    E agora que os Demoníacos, nome local da UniãoDemocráticaRuralista, assumiram o poder em Goiás, faz lembrar a figura o latifundiário que manda matar o posseiro e à noite aparece no velório para, dizendo levar pêsames, verificar se a orelha que lhe entregou o pistoleiro pertence mesmo ao defunto encomendado.

    Esse é o Príncipe deParis… A safadeza e a corrupção são o seu brasão e legado.

     

     

  3. 2038

    fegacê é um grande engenheiro de obras prontas.

    Em 2038 será eleito vice de ÇERRA45 …viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiixe!

  4. Escuta, esta do brasil ser os

    Escuta, esta do brasil ser os estados unidos sem ser os estados unidos, não era coisa de tucano?

  5. Identificação com o opressor

    Olha, algumas pessoas com quem converso têm a opinião de que o Brasil deve, sim, se aproximar dos Estados Unidos.

    A grande ilusão a ser desmontada é achar que, nessa aproximação, o Brasil tirará grandes benefícios.

    Trata-se daquela ilusão, cuja base é o desejo.

    O viralata olha para os Estados Unidos e acha que lá é ótimo, é potência (sabemos que problemas graves eles têm, mas isto nem conta, nem serviria a informação). 

    A gente só pode ser algo se aderir. Que medo é esse de andar com as próprias pernas, metaforicamente…

    Chegam ao cúmulo de considerar a política de Celso Amorim um nada e bater continência para os Estados Unidos o melhor. 

    Gente, quem não viu este outro esporte nacional? Do fulano desejoso de méritos que baba ovo para outrem e faz tudo aquilo que o outro quer, é o lambe-botas, o puxa-saco? O cara pode ser explorado até o limite, mas vc não tira a ilusão de servir para o cara mais amado, mais “estimado”, o mais famoso, o poderoso.

    Tem gente que gostaria de trabalhar numa empresa multinacional mesmo que fosse pra ganhar pouco. É absurdo? Que ótimo, sua perplexidade é uma boa atitude…

    Vou insistir nisso… leitura política sem leitura sociopsicológica não contribui para entender melhor a situação presente. Não sou capaz de fazê-la, infelizmente. Sobretudo pelo fato de, entre o microssocial e o macropolítico, há mediações que escapam. Mas vou insistir na tese. 

  6. Alguém que saiba responder, por favor.

    Estou muito preocupado com essa prometida mudança da embaixada do Brasil para Jerusalém. Sei que isso é, muito provavelmente, um “pagamento” por apoio e ajuda$ na campanha. Só que é algo totalmente prejudicial aos interesses do Brasil e à segurança dos brasileiros. Nosso país é visto como neutro em todo o mundo. Por que nos colocarmos no centro de grandes controvérsias e conflitos, a troco de nada? Pode um presidente, ainda mais para atender a um interesse meramente pessoal, decidir isso sozinho, sem qualquer freio ou contrapeso? Não poderíamos pressionar os congressistas por, não sei, um Decreto Legislativo ou uma Resolução do Senado que impedisse essa discricionariedade? 

  7. Interessante: o dondoco se

    Interessante: o dondoco se mostrou satisfeitíssimo quando da investigação e posterior condenação e prisão de Lula. Esteve na cômoda posição de não ser importunado nunca pelo juiz/admirador Savonarola caipira, agora futuro ministro de, ora vejam, do nazista…

    Essa aberração que ganhou as eleições é fruto do antipetismo que o dondoco ajudou tanto a manter inflamado. Agora o tucanato que embale o filho horrendo que ajudou a parir.

    Um “arrependimeno” um tanto quanto tardio, não? Dá até vontade de dizer pro dondoco: “Ah, vá! É mesmo, é?”

  8. O Steve Bannon se empenhou de corpo e alma gratuitamente?

    Não foi gratuitamente que o Steve Bannon não se empenhou de corpo e alma para eleger o Bolsonaro. A recompensa é a eliminação dos concorrentes dos EUA.

    Pacta sunt servanda.

  9. Resumo das propostas do novo

    Resumo das propostas do novo “governo”:

    – Cortar relações com a China (nosso maior mercado e onde temos o nosso maior superávit comercial)

    – Abandonar o Mercosul (onde termos superávit comercial)

    – Cortar relações com a Venezuela (onde temos superávit comercial)

    – Cortar relações com Cuba (onde temos superávit comercial)

    – Criar confusão com todo o mundo árabe (onde temos grande superávit comercial, especialmente agropecuário)

    – Aumentar o desmatamento, com enfraquecimento do Ibama, com imediatas sações comerciais de nossas exportações de grãos para a Europa

    – Cortar relações com paises africanos.

     

    O que sobra então? Vamos ser uma subsidiária dos U.S.A?

    Ou seja, o Sr. eleito que acusava os governos anteriores de aparelhar o governo por razões ideológicas, agora vai POR RAZÕES MERAMENTE IDEOLÓGICAS, cortar relações com paises e continentes onde termos superávit comercial, impactando negativamente nossa balança comercial.

    Alguém poderia explicar,  o que se passa na cabeça desses acéfalos?

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome