Senadores que apoiaram golpe agora são “independentes” e ameaçam reformas de Temer


Senadores Ronaldo Caiado (DEM), Ana Amélia (PP) e Álvaro Dias (PV)
 
Jornal GGN – Diversos senadores que defenderam o impeachment de Dilma Rousseff com sua saída do governo e que, até há pouco, apoiavam o mandatário Michel Temer anunciaram “independência” do governo peemedebista. Na lista, estão nomes como a inflamada adepta ao impeachment, Ana Amélia (PP-RS), o senador que chamou o governo Dilma de “incompetente”, Alvaro Dias (PV-PR), o que criticou as acusações da Lava Jato no PT, Lasier Martins (PDT-RS) e o senador que apostou em um futuro com Temer, Cristovam Buarque (PPS-DF).
 
Em seu discurso final a favor do impeachment, no dia 30 de agosto de 2016, Ana Amélia criticou duramente o governo Dilma e Lula, afirmando que ambos “não tinham um projeto de país, mas um projeto de poder” e que o “verdadeiro golpe foi contra milhões de brasileiros desempregados”. 
 
Á época, durante a defesa da ex-presidente Dilma Rousseff no Plenário do Senado, a petista afirmou que as críticas da senadora eram vazias diante do fato de que o governo então interino, de Michel Temer, chegava ao poder sem votos.
 
https://www.youtube.com/watch?v=xr1r0e2HJ9U width:700 height:394]
 
Quase um ano depois, Ana Amélia mostra-se orgulhosa de “não ter nenhum vínculo ou dependência do governo”. Dizendo-se “independente”, afirmou no Plenário da Casa que tem “muita tranquilidade” de anunciar o seu distanciamento de Temer, ainda que tenha o ajudado a assumir efetivamente o Planalto em agosto do ano passado.
 
Naquele mês, Cristovam Buarque (PPS-DF) tentava se proteger, ao afirmar no discurso favorável ao impeachment que não estava apoiando o governo do peemedebista. Mas apostava as fichas: “Espero que o presidente Temer cumpra seu compromisso de recuperar a estabilidade monetária. Eu voto não olhando o passado, mas sobretudo o futuro. Não estou mudando de lado, estou dando um passo à frente. Estou avançando. (…) Quero ajudar a recuperar as forças progressistas. Estamos fazendo o impeachment não só de Dilma, mas de uma esquerda velha.”
 
https://www.youtube.com/watch?v=s1P6Bwoxfn0 width:700 height:394
 
Agora, como se seus votos não tivessem sido dados a favor de Temer, disse: “Fica este apelo de todos que falaram hoje (anteontem) aqui em plenário ao presidente Eunício Oliveira (PMDB-CE): convoque uma reunião e vamos conversar sobre como sair da crise”, convidando os senadores contrários ao peemedebista.
 
Da mesma forma, Acir Gurgacz (PDT-RO), Lasier Martins (PDT-RS), Alvaro Dias (PV-PR) e Reguffe (sem partido–DF) defenderam a queda de Dilma Rousseff, admitindo automaticamente a entrada definitiva de Michel Temer no comando do país até 2018.  
 
“O que há é a consagração da incompetência. [… Esse é um governo fracassado. Fracassou politicamente, fracassou administrativamente e tem que ser substituído imediamente”, havia discursado Alvaro Dias, que agora se soma aos “independentes”.
 
O enfraquecimento da base aliada do mandatário peemedebista no Congresso assumiu força após a divulgação da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS, há mais de um mês, abrindo inquérito contra Michel Temer por obstrução à Justiça e corrupção passiva.
 
Nesta semana, o relator do processo do Supremo Tribunal Federal (STF), abriu o prazo de cinco dias para que a Procuradoria-Geral da República apresente denúncia com indícios levantados pela Polícia Federal. O procurador, Rodrigo Janot, deve enviar a peça até a próxima quarta-feira (28).
 
Na lista dos partidos aliados, mas que não formavam a estrutura do próprio governo, ainda amedrontam a governabilidade do Planalto outros senadores, integrantes de partidos mais próximos e que possibilitaram a aprovação de diversas medidas econômicas de Michel Temer no Congresso.
 
São os chamados “insatisfeitos”. Além do próprio líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), que se mostrou descontente com o mandatário, desde o envio das primeiras propostas que afetam diretamente direitos sociais, surgem agora os nomes do líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO), e os tucanos Eduardo Amorim (SE), Ataídes Oliveira (TO) e Ricardo Ferraço (ES).
 
O principal impacto dessa insatisfação deve ocorrer na reforma trabalhista. Levantamento feito pelo site Poder360, dos 23 dos 80 senadores em exercício são contra o projeto e, pelo menos, 29 querem modificações no texto que está tramitando. São apenas 30 os que disseram ser favoráveis ao projeto da reforma como está, outros 21 senadores não se manifestaram.
 
O envio da denúncia da PGR contra Temer até a próxima quarta pode influenciar, ainda mais, no resultado da proposta de reforma trabalhista no Senado, que terá o relatório votado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) ainda na quarta-feira. 
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Governo Bolsonaro insiste em congelar aposentadoria para pagar Renda Cidadã

31 comentários

  1. CADEIA PARA OS BLINDADOS E PARA OS JUIZES BLINDADORES!!!

    Uma vez golpista, golpista até morrer!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    CADEIA AOS GOLPISTAS DITADORES CRIMINOSOS, PRINCIPALMENTE E PRIMEIRAMENTE PARA OS INDEPENDENTES!!! KKKKKKKKKKKKKKKKK

     

  2. Respeito os que tem um lado;

    Respeito os que tem um lado; mesmo que errado(pelo meu ponto de vista), mas que assumem de forma aberta e clara sua opções seja lá do que for.

    Por dedução, tenho asco pelos trânsfugas, dos oportunistas que sempre querem estar de bem com todos e todo o tempo.

    Esses citados, em especial a senadora fantasiada de jandaia, foram exaltados defensores do golpe parlamentar. Agiram como ratos e ratas golpistas e agora fazem o que todo roedor faz quando sente que o navio está a afundar: são os primeiros a pularem fora do “navio”.

  3. Barriga cheia

    Agora que esse povo serviu aos seus patrões e encheu a barriga, muda de lado.

    É para continuar servindo os mesmos patrões e depois continuar a encher a barriga. (e enchendo nosso saco!)

    -…………..Mas, e o povo? e o Brasil?

    -Povo, que povo? Brasil, que Brasil? 

  4. se os citados tivessem tomado

    se os citados tivessem tomado posições pró-golpe a partir de uma crença, de uma convicção, de uma justificada condução de suas carreiras, teriam nosso reconhecimento. sabemos, nalguns casos, e podemos supor, noutros, o que e como ganharam com o golpe – nada republicano, afinal. podem jogar para seus eleitores, que muito provavelmente responderão sim a eles. quanto ao senador do ES, capixabas do bem o conhecem já algum tempo, desde o tempo do seu pai na política, onde continua (faltou colocar o outro senador capixaba, um certo cantor “gospel”, que seria cômico não fosse sua trágica existência como parlamentar das trevas). queremos Ciro na próxima campanha para ajudar a desmascarar os falsos profetas que se candidatarão (aliás, só para desmascarar). 

  5. “Estamos fazendo o

    “Estamos fazendo o impeachment não só de Dilma, mas de uma esquerda velha.”

    Toda essa ingenuidade não pode ser honesta.

     

     

    Acabaram com o PT, pois o partido, a despeito de todos os erros, ao menos tinha um projeto de nação. O PT não teve foi maquiavelismo suficiente pra se manter no poder (por óbvio). E agora estamos todos nessa situação, assistindo os bons virarem maus, a inocência sendo colocada no banco dos réus, as “rapinas internacionais” jogando o Brasil, e a milhões por aqui, na irrelevância existencial. Apenas mais um país na lixeira, totalmente explorável, escravizável.

    Eles nem precisam fazer isso, mas às vezes penso que em algumas décadas, quem sabe em alguns anos, nem o nosso gigantismo geográfico manteremos. Toda essa unidade geográfica/linguística/cultural sempre incomodou. O país já está dividido em “esquerda” e “direita”, mas se os planos para a América Latina forem minimamente parecidos com a “reengenharia do Oriente Médio” que temos visto, isso é só o início.

    Bah, espero estar errada. É interessante como vivenciar um golpe de Estado pode te deixar um pouco mais paranóico.

    Mas, como o Orwell escreveu no fim de 1984, as “pedras negras nunca vencem” o jogo de xadrez. Lendo sobre o Oriente Médio e a América do Sul, não posso deixar de pensar que ele estava certo mais uma vez.

     

     

     

     

    • Eu não sei

      Mas se souber que alguem votou na Marta, no Cristóvao, na Ana Amélia, no Romário, no Tiririca, Álvaro Dias, Caiado e todos os produtores de soja e cana etc. , fico de mal.

      E minha vingança sará malígna !

       

      • Marta e Cristóvão: O elogtio à traição.

        Lenita, não me queira mal, já votei na Marta para governadora, prefeita e senadora. Mas doravante, se ela aparecer para síndica do prédio, eu a expulso da reunião. A carreira de Marta está encerrada, talvez o AGRIPINO Dória Jr. lhe dê um cargo de fiscal dos garis. Eles se merecem, João AGRIPINO Dória Jr. e Marta. Votei nela e hoje tenho profunda vergonha de ver no que ela se transformou. Você descobre se a pessoa não tem caráter depois de determinados atos. Ela saiu do PT por oportunismo, votou no impeachment por inveja, vai aposentar-se do senado ano que vem, meu voto não mais terá. Também não comprarei o livro que ela escreverá: “Manual do Sexo Manual para Senhoras de Setenta Anos”..

    • A tal Ana Amélia terá que
      A tal Ana Amélia terá que renovar o mandato no ano que vem. Espero que não consiga!

  6. Dois foram empregados da afiliada da Globo no RS

    Ana Amélia Lemos e Lasier Martins. Eleitos por aparecerem na tela da Globo no RS. Não tem luz própria. Seguem seu ex-patrão.

  7. Desconheço coisa mais escrota

    Desconheço coisa mais escrota que o safado e a safada – a representação mais pura do mau-caratismo. Só enxergam e pisam no rabo do canalha da frente e, de tão burros que são, não se mancam de que também têm rabo – aliás fedorento e enorme. 

    Todos esses canalhas, como sempre, estão tirando o deles da reta mais uma vez. Só que não vai adiantar, porque mesmo o eleitor mais burro vai lembrar de tudo o que esses pulhas fizeram e disseram, enquanto se uniam aos bandidos e tiravam proveito do golpe com que levariam o nosso País ao entreguismo nojento e mais vil.

    O azar deles é que eles pensavam que tudo ainda iria demorar muito a acontecer. O povo se esqueceria de todos os fatos nojentos que ajudaram a criar e eles sairiam ilesos – só que não tiveram tempo suficiente para tanto.

    Deus é brasileiro! e a Graça Divina não está permitindo que o escárnio e o pisoteamento do nosso País perdure. E os acontecimentos sugerem rapídamente que, ainda que assessorados por “forças ocultas”, os bandidos vão dar-com-os-burros-n’água dentro em breve – e aí a cobra vai fumar!  

    Assim sendo, tendo em vista os canalhas de sempre (conforme foram avisados durante o julgamento de Dilma), espero que o povo brasileiro os remeta, finalmente, ao seu devido lugar político: o ostracismo. 

    Vão pra…… !

  8. Álvaro dias ?

    De repente, não mais que de repente, tomou Doril ? Ou o Moro lhe deu uma injeção das boas. Nenhuma delação, nenhum comentário s/ o fulano ? Antes sempre se falava nele e suas falcatruas, agora, tal cmo o Collor, o Malluf, o Tiririca, o Aécio, etc., só comparecem ao trabalho quando tem alguma votação importante. Mas recebem o nosso dinheiro religiosamente. Ah! tinha me esquecido do Romário.

  9. Cristovam Buarque não tem

    Cristovam Buarque não tem vergonha na cara, se transformou num golpista profissional, os outros são nulidades sobre os quais nem comento, todos são verdadeiros cupins da política, oportunistas, moralistas sem moral, depois de se postarem ao lado do violento golpe contra a democracia, de forma covarde contra a presidente Dilma, claro que estes senhores e esta senhora, quais ratazanas em porão de navio logo pulariam do barco a naufragar, o Temer que era a solução para eles agora na iminência de cair será chutado como cachorro morto sem dó e piedade.

     

    Claro que o Termer, a solução viabilizada por eles, é o que todos já sabíamos e agora estamos vendo ao vivo e em cores, mas gente como Cristovam merece o desprezo cabal de quem preza a democracia, é um servior do patronato golpista, comportou-se como uma hiena oportunista jogando para a plateia com discuros desconexos permeados por um lero-lero insuportável, Cristovam você parce o rolando lero da escolinha do professor raimundo, com a diferença que és um golpsita passado em cartório.

     

  10. Anões políticos.
    Anões políticos. Irresponsáveis.

    Fariam um bem danado ao país se largassem a política.

    Esse senhor, Cristóvam Buarque, é um sujeito sem nenhuma convicção. Não formula nada, não apresenta nada de novo. É o rei dos apartes no senado para reafirmar o óbvio. É o Múcio, personagem do Jô Soares. Um desperdício de dinheiro público.

  11. DNA

    No RS, dois dos tres senadores sao da RBS. Mais uma contribuiçao do mais politizado estado da federaçao para a qualificaçao da politica brasileira.

  12. O independente Cristovam Buarque

    Tão independente, que traiu seus principais eleitores: pedetistas, petistas e professores da Universidade de Brasília. Não foram poucos os pedidos nossos de que recordasse da greve que a instituição manteve contra a decisão do então ministro da Justiça (Ludwig, se não me engano!) de indicar como reitor outro candidato que não o primeiro colocado da lista, i. é, o próprio Cristovam, economista considerado de esquerda. Do apoio que demos a seu governo no DF e até a sua gestão – não muito feliz – no MEC. O muro é um bom lugar para si.

  13. Gauchos

    Ana Amelia e Lasier Martins: ela acusada de ser funcionaria fantasma do seu marido ex senador e ele acusado de agredir a esposa.

    Eu estava para escrever que os gauchos os conhecem bem quando me dei conta de que estes mesmos gauchos os elegeram.

    Por isso batemos no peito e dizemos que ´nós somos os mais politizados. Soh rindo.

    • A Ana Amélia levou uma bifa

      Se eu entendi a digna senadora era ou é esposa de um ex-senador acusado de agredir a esposa.

      Se é como estou pensando a esposa agredida seria ela.

      Se for, estou arquivando a denúncia e considerando minha alma lavada.

  14. A História já registra vossas

    A História já registra vossas excelências como golpistas e isso será lembrado sempre, não importa onde estiverem e quanto tempo passar. Sem mais.

  15. Canalhas

    Continuam canalhas.

    Nem um desses sabia que estava traindo o povo que votou numa mulher ética e honesta.

    Não sabiam que estavam colocando no poder uma quadrilha, uma Organização Criminosa.

    Canalhas, ratazanas, traidores, pulhas, sem-caráter e des-graçados.

    Todos estarão no JN da famiglia marinho, a glória dos lacaios.

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome