Bolsonaro pede para votar projeto que permite armamento da população em 2019

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O deputado federal Peninha (MDB-SC) afirmou nas redes sociais que recebeu uma ligação de Jair Bolsonaro solicitando que a votação do projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento, abrindo caminho para conferir posse de arma à população, seja deixada para o próximo ano. Em sua página no Twitter, ele disse que a estratégia é evitar uma derrota e aguardar um texto “mais conservador”, porque seria garantia de aprovação.

“Se forçássemos a barra para votar esse ano, haveria risco de a proposta ser rejeitada – e um trabalho de 6 anos iria pelo ralo. A composição do novo Congresso é mais conservadora. Com os novos deputados, as chances de aprovarmos o PL 3722 (de 2012) são bem maiores”, escreveu o parlamentar.

Já no Facebook, Peninha sustentou que recebeu de Bolsonaro, o presidente eleito, a missão de tocar o projeto na Câmara a partir de 2019. “É com alegria – e sabendo do peso que esta responsabilidade traz – que aceito a missão”, anotou.

O PL 3722/2016 sustenta que “a dinâmica social brasileira mudou nos últimos anos” e o Estatuto do Desarmamento “não se revela em compasso com os anseios da população”, não sendo mais “eficaz para reduzir a criminalidade no Brasil”, anotou o Estadão.

Segundo o Atlas da Violência 2018, o Brasil registrou mais de 61 mil mortes violentas intencionais em 2016, último ano com dados disponíveis. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora