Congresso decide manter veto a aumento do Judiciário

Da Agência Senado

Em sessão na noite desta terça-feira (17), o Congresso decidiu manter o veto ao aumento do Judiciário (VET 26). Foram 251 votos pela derrubada do veto, 6 a menos do que o necessário na Câmara dos Deputados. O veto ainda recebeu 132 votos favoráveis, além de 11 abstenções. Como o veto foi mantido na Câmara, não houve necessidade de votação pelos senadores.
 
O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 28/2015 foi vetado integralmente pelo Executivo, sob o argumento de que a medida geraria impacto financeiro contrário aos esforços necessários para o equilíbrio fiscal. Pelo projeto, aprovado no Senado no final de junho, o aumento para os servidores ficaria entre 53% e 78,5%. A estimativa do governo é que o reajuste custaria aos cofres públicos cerca de R$ 36 bilhões até 2019.
 
A manutenção do veto, porém, não veio sem polêmica, com discursos pedindo responsabilidade fiscal ante outros que defendiam justiça com os servidores. O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) disse que o governo respeita os servidores e não tem se negado a construir um entendimento sobre aumentos salariais. Segundo o deputado, o governo já sinaliza com um aumento de mais de 40% em um novo plano de cargos e salários para os servidores do Judiciário. Ele, no entanto, defendeu a manutenção do veto por conta do equilíbrio fiscal.

 
De acordo com o senador Humberto Costa (PT-PE), o governo tem trabalhado pela manutenção dos vetos, mas também tem procurado enfrentar os problemas do país e apresentar soluções. Ele disse que é preciso discutir “paulatinamente” as eventuais possibilidades para as situações que vão persistir com a manutenção dos vetos. Para o deputado Silvio Costa (PSC-PE), existe diferença entre “ser oposição ao governo e ser oposição ao Brasil”. Ele criticou a “fala fácil” de muitos deputados que defendem o aumento e criticam o governo. Para o deputado, é preciso responsabilidade com as contas públicas e ceder à pressão corporativista seria “irresponsabilidade”.
 
– A raiva que os deputados e senadores têm de Dilma e Lula não pode ser descontada no país. O veto precisa ser mantido pelo bem do país. Esqueçam a rinha política e pensem no país – pediu o deputado.
 
Justiça e respeito
 
O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) lembrou que a categoria está há nove anos sem aumento e acrescentou que o aumento seria escalonado entre 2015 e 2017. Para o deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), os servidores não podem pagar o preço pela incompetência do governo. Já o deputado Rocha (PSDB-AC) destacou o movimento pacífico e ordeiro dos servidores do Judiciário, que fortalecem a categoria, mesmo com a manutenção do veto.
 
– Estão tentando transferir para o povo brasileiro, nesse caso, para os servidores, o ônus dos erros do governo ao longo desses anos – declarou o deputado.
 
Para o senador Magno Malta (PR-ES), o aumento para os servidores do Judiciário é uma questão de justiça. O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) disse que todos os vetos deveriam se derrubados. Já o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) elogiou a resistência e a capacidade de mobilização dos servidores da Justiça. Caiado lembrou que o aumento foi aprovado por unanimidade no Senado e “de repente, o governo demoniza os servidores do Judiciário, como se eles fossem responsáveis pela situação deplorável do país”. O senador criticou a condução econômica, o crescimento do desemprego e o aumento da inflação.
 
– Os servidores da Justiça merecem respeito. Não é justo o governo dizer que pra salvar a governabilidade é preciso manter o veto. O que precisa mesmo é trocar a presidente da República – declarou o senador.
 
Na opinião do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), se o governo executasse as dívidas tributárias de grandes empresas, daria para conceder vários aumentos para os servidores públicos. O senador cobrou mais qualidade do gasto público e questionou as prioridades do governo, que daria mais atenção para os bancos do que para os servidores. De acordo com Randolfe, o segundo governo da presidente Dilma Rousseff contraria o pensamento dos partidos de esquerda – que deveriam lutar pela valorização dos servidores públicos.
 
– Os trabalhadores não vão pagar o custo da crise. Se alguém tem que pagar, é o sistema financeiro, são os sonegadores. O reajuste é a reposição de dez anos sem aumento – afirmou Randolfe.
 
Apelos
 
A análise do veto foi acompanhada pelos servidores da Justiça. Como vêm fazendo desde a votação do projeto no Senado, ainda no mês de junho, os servidores ocuparam os arredores Congresso, com faixas e buzinaço e carro de som. Representantes da categoria também acompanharam a votação nos corredores e na galeria do Plenário da Câmara. Apesar das manifestações e dos apelos de servidores e parlamentares, o veto foi mantido.
 
Pouco depois, a sessão foi encerrada pela falta de quórum provocada pela obstrução de vários partidos, principalmente os da oposição. Há uma sessão marcada pra 11h30 desta quarta-feira (18), em que deverão ser apreciados os cinco destaques restantes.

16 comentários

  1. O PSDB votou em peso contra a

    O PSDB votou em peso contra a manutenção do veto. Deve ser a tal “responsabilidade” com a país que eles mencionaram outro dia, quando o impeachment ficou inviável.

    Impressionante que em todos os partidos da base aliada, teve gente votando contra. Se os aliados, na segunda guerra mundial, tivessem o tipo de “lealdade” que a base aliada tem ao governo no Congresso, hoje estaríamos todos falando alemão.

    • NO PT 9 parlamentares

      NO PT 9 parlamentares voltaram para derrubar o veto.

      No PC do B foram 2, incluindo Orlando Silva,que andou pegando o microfone na Tribuna para denunciar o golpe contra a Dilma.

      Eu só não sei quem é que quer dar esse golpe na Dilma, o próprio PT ou a oposição.

      Saravá

      • Ferro nos Trabalhadores

        Isto se chama comprometimento com a classe trabalhadora. Parabéns a estes parlamentares pela independência.

        Rede, PSOL também votaram 100% com os servidores do judiciário. PSB e PDT em massa.

        Dentre os maiores defensores dos servidores no Senado foram Paulo Paim e Randolfi.

        O veto só não caiu porque Renan manipulou o tempo de votação. Havia mais uma centena de deputados na casa.

        Claro que a oposição de direita votou não, por motivos óbvios, nada louváveis.

        Mas ver a esquerda governista baixar a cabeça e votar pela manutenção ao veto, é decepcionante.

        Vergonha !!

        Abram o olho!

         

        • Comprometimento com os

          Comprometimento com os trabalhadores, não sanguessugas com salários fora da realidade brasileira e que servem somente aos ricos e poderosos. O dinheiro que vai para essa casta de privilegiados falta para aqueles que trabalham de verdade.

  2. Quais os salários + pixulecos

    Quais os salários + pixulecos atuais dos servidores do judiciário. Por que a notícia não tem essa informação? Porém, eu sei que um certo juiz ídolo dos coxinhas ganhou 82 mil em outubro. Tá ruim? Eu hein?

    • Olha que alivio que isso

      Olha que alivio que isso acabou, o que estava na pauta era o reajuste dos servidores do judiciario, os juízes que já tiveram um aumento ano passado já tem outro garantido para o ano que vem, em duas parcelas, uma em janeiro outra em abril por que ninguem é de ferro, por favor; critiquem mas não confundam alhos com bugalhos.

  3. Aumento

      Há vários comentários sobre a bancada da bala, bancada da Bíblia, bancada do boi  etc.  Contudo, nada se fala da bancada dos bacháreis liderada pelo deputado Arnaldo Faria de Sá. Essa bancada conseguiu multiplicar os gastos com a justiça federal de R$ 3.400.000.000, três billões e quatrocentos milhões para R$ 10.200.000.000,00, mais de 10 bilhões nos últimos dez anos, sem contar a justiça do trabalho e MP. Além de transformar os salários médios do Judiciário Federal no triplo dos servidores do Executivo.

  4. mais de 100 milhões de reais acima do teto

    No ES, governo gasta mais de 130 milhoes de reais com pagamento de penduricalhosa.

    MP e Judiciario gastaram quase 1 bilhão de reais com pessoal.

    Num mar de psicopatas que se transformou o legislativo, a hipocrizia do Judiciário/MP encontrou espaço para barganhar. 

    E o que é corrupção? Na interpretação particular do Judiciário e do Ministério Público Brasileiro, corrupção é quando o outro “rouba” dinheiro público.

    E nós temos que conviver com campanha contra corrupção realizada por um órgão corrupto.

    Claro, como não podia deixar de ser, isso, na minha opinião.

  5. Esse era um ponto que poderia

    Esse era um ponto que poderia ter sido negociado lá atrás.

    Dividem o processo, matem na raiz e dou o aumento. Ponto final.

    Agora os bonitões querem de graça é ?

    Ai não…..

  6. A média salarial do

    A média salarial do judiciário/MP é muito maior que a dos outros poderes.

    Há carteiros de luxo conhecidos por oficiais de justiça que ganham acima de R$ 15.000 por mês e trabalham no máximo uma vez por semana.

    A maioria destes carrteiros de luxo que trabalham em comarcas do interior, moram nas capitais e vão á comarca em que deveriam trabalhar no máximo duas vezes por semana. e ainda querem aumento.

    Isto sem contar os pixulecos. que tal auxilio moradia de mais de R$ 4.300,00 e isento de IR?

    E auxilio transporte de R$ 3.000,00 para ir trabalhar que a maioria(mesmo excluindo os carteiros de luxo) recebe? e o auxilio periculosidade para aqueles que nunca saem do fórum de cerca de R$ 2.000,00? Tudo isento de IR.

    Deveriam é ter o salário congelado por uns cinco anos pelo menos.

     

  7.  
    Veja como cada deputado

     

    Veja como cada deputado votou (não = derrubada do veto; sim = manutenção do veto):

    DEM

    Alberto Fraga DF Não

    Alexandre Leite SP Não

    Claudio Cajado BA Não

    Efraim Filho PB Não

    Eli Corrêa Filho SP Não

    Elmar Nascimento BA Não

    Felipe Maia RN Não

    Hélio Leite PA Não

    José Carlos Aleluia BA Não

    Mandetta MS Não

    Marcelo Aguiar SP Não

    Mendonça Filho PE Não

    Misael Varella MG Não

    Moroni Torgan CE Não

    Onyx Lorenzoni RS Não

    Pauderney Avelino AM Não

    Paulo Azi BA Não

    Professora Dorinha Seabra Rezende TO Não

    Rodrigo Maia RJ Não

    Total DEM: 19

    PCdoB

    Alice Portugal BA Abstenção

    Angela Albino SC Não

    Carlos Eduardo Cadoca PE Sim

    Chico Lopes CE Sim

    Daniel Almeida BA Sim

    Davidson Magalhães BA Sim

    Jandira Feghali RJ Sim

    Jô Moraes MG Sim

    Luciana Santos PE Sim

    Orlando Silva SP Não

    Rubens Pereira Júnior MA Abstenção

    Wadson Ribeiro MG Sim

    Total PCdoB: 12

    PDT

    Abel Mesquita Jr. RR Não

    Afonso Motta RS Sim

    Dagoberto MS Sim

    Flavio Nogueira PI Abstenção

    Major Olimpio SP Não

    Marcelo Matos RJ Não

    Mário Heringer MG Não

    Pompeo de Mattos RS Não

    Sergio Vidigal ES Não

    Subtenente Gonzaga MG Não

    Wolney Queiroz PE Não

    Total PDT: 11

    PEN

    Junior Marreca MA Não

    Total PEN: 1

    PHS

    Carlos Andrade RR Não

    Diego Garcia PR Não

    Kaio Maniçoba PE Não

    Marcelo Aro MG Não

    Total PHS: 4

    PMDB

    Alberto Filho MA Sim

    Alceu Moreira RS Sim

    Aníbal Gomes CE Sim

    Baleia Rossi SP Não

    Cabuçu Borges AP Sim

    Carlos Henrique Gaguim TO Abstenção

    Carlos Marun MS Não

    Celso Jacob RJ Sim

    Celso Maldaner SC Sim

    Daniel Vilela GO Sim

    Darcísio Perondi RS Sim

    Dulce Miranda TO Não

    Edinho Araújo SP Sim

    Elcione Barbalho PA Sim

    Fernando Jordão RJ Sim

    Flaviano Melo AC Não

    Geraldo Resende MS Não

    Hermes Parcianello PR Não

    Hugo Motta PB Sim

    Jarbas Vasconcelos PE Não

    Jéssica Sales AC Não

    João Arruda PR Sim

    João Marcelo Souza MA Sim

    José Fogaça RS Não

    José Priante PA Sim

    Josi Nunes TO Não

    Laudivio Carvalho MG Não

    Laura Carneiro RJ Sim

    Lelo Coimbra ES Não

    Leonardo Quintão MG Abstenção

    Lindomar Garçon RO Não

    Lucio Mosquini RO Não

    Lucio Vieira Lima BA Não

    Marcos Rotta AM Não

    Marquinho Mendes RJ Sim

    Marx Beltrão AL Não

    Mauro Lopes MG Sim

    Mauro Mariani SC Sim

    Mauro Pereira RS Sim

    Newton Cardoso Jr MG Sim

    Osmar Serraglio PR Não

    Osmar Terra RS Não

    Rodrigo Pacheco MG Não

    Ronaldo Benedet SC Não

    Roney Nemer DF Não

    Sergio Souza PR Não

    Simone Morgado PA Sim

    Soraya Santos RJ Abstenção

    Valdir Colatto SC Não

    Veneziano Vital do Rêgo PB Não

    Vitor Valim CE Não

    Zé Augusto Nalin RJ Sim

    Total PMDB: 52

    PMN

    Antônio Jácome RN Não

    Dâmina Pereira MG Não

    Hiran Gonçalves RR Não

    Total PMN: 3

    PP

    Afonso Hamm RS Não

    Aguinaldo Ribeiro PB Sim

    Arthur Lira AL Sim

    Conceição Sampaio AM Não

    Covatti Filho RS Não

    Dilceu Sperafico PR Não

    Dimas Fabiano MG Não

    Esperidião Amin SC Não

    Ezequiel Fonseca MT Não

    Fernando Monteiro PE Sim

    Jair Bolsonaro RJ Não

    Jerônimo Goergen RS Não

    Jorge Boeira SC Não

    Julio Lopes RJ Sim

    Lázaro Botelho TO Não

    Luis Carlos Heinze RS Não

    Marcelo Belinati PR Não

    Missionário José Olimpio SP Não

    Nelson Meurer PR Sim

    Odelmo Leão MG Não

    Paulo Henrique Lustosa CE Sim

    Renato Molling RS Sim

    Ricardo Barros PR Sim

    Roberto Balestra GO Não

    Roberto Britto BA Sim

    Sandes Júnior GO Não

    Simão Sessim RJ Sim

    Toninho Pinheiro MG Sim

    Waldir Maranhão MA Sim

    Total PP: 29

    PPS

    Arnaldo Jordy PA Não

    Carmen Zanotto SC Não

    Hissa Abrahão AM Não

    Marcos Abrão GO Não

    Moses Rodrigues CE Não

    Raul Jungmann PE Não

    Rubens Bueno PR Não

    Sandro Alex PR Não

    Total PPS: 8

    PR

    Aelton Freitas MG Abstenção

    Alfredo Nascimento AM Sim

    Anderson Ferreira PE Sim

    Bilac Pinto MG Sim

    Cabo Sabino CE Não

    Capitão Augusto SP Sim

    Dr. João RJ Não

    Francisco Floriano RJ Não

    Gorete Pereira CE Sim

    João Carlos Bacelar BA Sim

    Jorginho Mello SC Não

    José Rocha BA Sim

    Laerte Bessa DF Não

    Lincoln Portela MG Não

    Lúcio Vale PA Sim

    Luiz Nishimori PR Sim

    Marcio Alvino SP Sim

    Maurício Quintella Lessa AL Sim

    Miguel Lombardi SP Sim

    Milton Monti SP Sim

    Remídio Monai RR Sim

    Silas Freire PI Não

    Tiririca SP Sim

    Wellington Roberto PB Sim

    Zenaide Maia RN Sim

    Total PR: 25

    PRB

    Alan Rick AC Não

    André Abdon AP Não

    Carlos Gomes RS Não

    Celso Russomanno SP Não

    Jhonatan de Jesus RR Não

    Jony Marcos SE Sim

    Márcio Marinho BA Não

    Roberto Alves SP Não

    Roberto Sales RJ Não

    Ronaldo Martins CE Não

    Rosangela Gomes RJ Não

    Tia Eron BA Não

    Total PRB: 12

    Pros

    Ademir Camilo MG Não

    Ariosto Holanda CE Sim

    Beto Salame PA Sim

    Dr. Jorge Silva ES Não

    Givaldo Carimbão AL Sim

    Hugo Leal RJ Sim

    Leônidas Cristino CE Sim

    Rafael Motta RN Não

    Ronaldo Fonseca DF Não

    Total PROS: 9

    PRP

    Alexandre Valle RJ Não

    Juscelino Filho MA Não

    Marcelo Álvaro Antônio MG Não

    Total PRP: 3

    PSB

    Átila Lira PI Não

    César Messias AC Não

    Fabio Garcia MT Não

    Fernando Coelho Filho PE Não

    Flavinho SP Não

    Gonzaga Patriota PE Não

    Heitor Schuch RS Não

    Heráclito Fortes PI Não

    JHC AL Não

    Jose Stédile RS Não

    Júlio Delgado MG Não

    Keiko Ota SP Não

    Leopoldo Meyer PR Não

    Luiza Erundina SP Não

    Marinaldo Rosendo PE Não

    Pastor Eurico PE Não

    Paulo Foletto ES Não

    Rodrigo Martins PI Não

    Stefano Aguiar MG Não

    Tadeu Alencar PE Não

    Tenente Lúcio MG Não

    Tereza Cristina MS Sim

    Valadares Filho SE Não

    Vicentinho Júnior TO Sim

    Total PSB: 24

    PSC

    Edmar Arruda PR Não

    Eduardo Bolsonaro SP Não

    Erivelton Santana BA Não

    Gilberto Nascimento SP Não

    Irmão Lazaro BA Não

    Júlia Marinho PA Não

    Pr. Marco Feliciano SP Não

    Professor Victório Galli MT Não

    Raquel Muniz MG Não

    Silvio Costa PE Sim

    Takayama PR Não

    Total PSC: 11

    PSD

    Alexandre Serfiotis RJ Sim

    Átila Lins AM Não

    Cícero Almeida AL Não

    Delegado Éder Mauro PA Sim

    Diego Andrade MG Sim

    Evandro Roman PR Não

    Fábio Mitidieri SE Não

    Felipe Bornier RJ Não

    Indio da Costa RJ Não

    Irajá Abreu TO Sim

    Jaime Martins MG Não

    Jefferson Campos SP Não

    Joaquim Passarinho PA Não

    José Carlos Araújo BA Sim

    Marcos Montes MG Não

    Paulo Magalhães BA Sim

    Ricardo Izar SP Sim

    Rogério Rosso DF Não

    Sóstenes Cavalcante RJ Não

    Total PSD: 19

    PSDB

    Alexandre Baldy GO Não

    Alfredo Kaefer PR Não

    Antonio Imbassahy BA Não

    Betinho Gomes PE Não

    Bonifácio de Andrada MG Não

    Bruna Furlan SP Não

    Bruno Araújo PE Não

    Bruno Covas SP Não

    Caio Narcio MG Não

    Célio Silveira GO Não

    Daniel Coelho PE Não

    Delegado Waldir GO Não

    Domingos Sávio MG Não

    Eduardo Barbosa MG Não

    Eduardo Cury SP Não

    Fábio Sousa GO Não

    Geovania de Sá SC Não

    Giuseppe Vecci GO Não

    Izalci DF Não

    João Campos GO Não

    João Castelo MA Não

    João Gualberto BA Não

    João Paulo Papa SP Não

    Jutahy Junior BA Não

    Lobbe Neto SP Não

    Luiz Carlos Hauly PR Não

    Mara Gabrilli SP Não

    Marco Tebaldi SC Não

    Marcus Pestana MG Não

    Mariana Carvalho RO Não

    Max Filho ES Não

    Miguel Haddad SP Não

    Nelson Marchezan Junior RS Sim

    Nilson Leitão MT Não

    Nilson Pinto PA Não

    Otavio Leite RJ Não

    Paulo Abi-Ackel MG Não

    Pedro Cunha Lima PB Não

    Raimundo Gomes de Matos CE Não

    Rocha AC Não

    Rodrigo de Castro MG Não

    Rogério Marinho RN Não

    Rossoni PR Não

    Samuel Moreira SP Sim

    Shéridan RR Não

    Vanderlei Macris SP Não

    Vitor Lippi SP Não

    Total PSDB: 47

    PSDC

    Aluisio Mendes MA Sim

    Luiz Carlos Ramos RJ Não

    Total PSDC: 2

    Psol

    Chico Alencar RJ Não

    Edmilson Rodrigues PA Não

    Glauber Braga RJ Não

    Ivan Valente SP Não

    Jean Wyllys RJ Não

    Total Psol: 5

    PT

    Adelmo Carneiro Leão MG Sim

    Afonso Florence BA Sim

    Ana Perugini SP Abstenção

    Andres Sanchez SP Abstenção

    Angelim AC Sim

    Arlindo Chinaglia SP Sim

    Assis Carvalho PI Não

    Assis do Couto PR Sim

    Benedita da Silva RJ Sim

    Beto Faro PA Sim

    Bohn Gass RS Sim

    Carlos Zarattini SP Sim

    Chico D Angelo RJ Sim

    Décio Lima SC Sim

    Enio Verri PR Sim

    Erika Kokay DF Não

    Givaldo Vieira ES Sim

    Helder Salomão ES Sim

    Henrique Fontana RS Sim

    João Daniel SE Sim

    Jorge Solla BA Sim

    José Airton Cirilo CE Sim

    José Guimarães CE Sim

    José Mentor SP Sim

    Leo de Brito AC Sim

    Luiz Couto PB Sim

    Luiz Sérgio RJ Sim

    Luizianne Lins CE Não

    Marco Maia RS Sim

    Marcon RS Não

    Margarida Salomão MG Sim

    Maria do Rosário RS Sim

    Moema Gramacho BA Abstenção

    Nilto Tatto SP Sim

    Paulão AL Sim

    Paulo Pimenta RS Sim

    Paulo Teixeira SP Sim

    Pepe Vargas RS Sim

    Professora Marcivania AP Não

    Reginaldo Lopes MG Sim

    Ságuas Moraes MT Sim

    Sibá Machado AC Sim

    Toninho Wandscheer PR Não

    Valmir Assunção BA Sim

    Valmir Prascidelli SP Sim

    Vander Loubet MS Não

    Vicentinho SP Sim

    Wadih Damous RJ Sim

    Weliton Prado MG Não

    Zé Carlos MA Não

    Zé Geraldo PA Sim

    Zeca Dirceu PR Sim

    Zeca do PT MS Sim

    Total PT: 53

    PTB

    Adalberto Cavalcanti PE Sim

    Adelson Barreto SE Não

    Alex Canziani PR Sim

    Arnaldo Faria de Sá SP Não

    Arnon Bezerra CE Não

    Deley RJ Não

    Eros Biondini MG Não

    Josué Bengtson PA Não

    Jovair Arantes GO Sim

    Nilton Capixaba RO Não

    Pedro Fernandes MA Não

    Ricardo Teobaldo PE Sim

    Ronaldo Nogueira RS Não

    Sérgio Moraes RS Não

    Walney Rocha RJ Sim

    Wilson Filho PB Sim

    Zeca Cavalcanti PE Sim

    Total PTB: 17

    PTC

    Brunny MG Sim

    Uldurico Junior BA Não

    Total PTC: 2

    PTN

    Christiane de Souza Yared PR Não

    Renata Abreu SP Abstenção

    Total PTN: 2

    PV

    Dr. Sinval Malheiros SP Não

    Evair de Melo ES Não

    Evandro Gussi SP Sim

    Fábio Ramalho MG Sim

    Leandre PR Não

    Sarney Filho MA Não

    Victor Mendes MA Não

    William Woo SP Não

    Total PV: 8

    Rede

    Alessandro Molon RJ Não

    Aliel Machado PR Não

    Eliziane Gama MA Não

    João Derly RS Não

    Miro Teixeira RJ Não

    Total Rede: 5

    Sem partido

    Cabo Daciolo RJ Não

    Total Sem partido.: 1

    Solidariedade

    Augusto Carvalho DF Não

    Augusto Coutinho PE Não

    Aureo RJ Não

    Carlos Manato ES Não

    Expedito Netto RO Não

    Ezequiel Teixeira RJ Não

    Fernando Francischini PR Não

    Laercio Oliveira SE Não

    Lucas Vergilio GO Não

    Paulo Pereira da Silva SP Não

    Total Solidariedade: 10

    Fonte:http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/veto-ao-aumento-do-judiciario-veja-como-cada-deputado-votou/

    • Os dois do psdb, um do RS e

      Os dois do psdb, um do RS e outro de SP mostraram coerência e devem ser parabenizados, pois votaram a favor do país. Os outros 45 do psdb e muitos do PT, PSOL, etc deveriam tomar isso como uma lição. O eleitor já está de saco cheio da demagogia dos políticos.

  8. Quanto querem ganhar afinal?

            O acordo oferecido pelo Poder Executivo aos demais Poderes foi de reajuste de 5% a.a., no período entre 2013 e 2015, o que resultou no percentual de 15,8%. A massa salarial dos órgãos do Poder Judiciário da União cresceu exatamente 15,8%. Para facilitar a compreensão do que ocorreu, vejamos os exemplos a seguir: SITUAÇÃO 1: Técnico Judiciário, no último padrão da carreira, investido numa FC-6 EVOLUÇÃO DA REMUNERAÇÃO A PARTIR DE 2013 – LEI nº 12.774/2012 PARCELAS / ANO 2012 2013 2014 2015 Venc. Básico 4.240,47 4.240,47 4.240,47 4.240,47 GAJ 2.120,24 2.629,09 3.188,83 3.816,42 FC-6 3.072,36 3.072,36 3.072,36 3.072,36 Total 9.433,07 9.941,92 10.501,66 11.129,25 Variação (%) 5,39% 5,63% 5,97% SITUAÇÃO 2: Analista Judiciário, no último padrão da carreira, investido numa CJ-2 EVOLUÇÃO DA REMUNERAÇÃO A PARTIR DE 2013 – LEI nº 12.774/2012 PARCELAS / ANO 2012 2013 2014 2015 Venc. Básico 6.957,41 6.957,41 6.957,41 6.957,41 GAJ 3.478,71 4.313,59 5.231,97 6.261,67 CJ-2 5.919,38 5.919,38 5.919,38 5.919,38 Total 16.355,50 17.190,38 18.108,76 19.138,46 Variação (%) 5,10% 5,34% 5,68%  Fonte – STF

          ASSIM, SE APROVADO O AUMENTO TERIAMOS – TÉCNICO R$ 18.000,00(DEZOITO MIL REAIS)

    ANALISTA R$ 31.000,00(TRINTA E UM MIL REAIS)

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome